05 junho 2010

Aprovado o pedido de emancipação do Distrito de Ponta da Serra


O distrito de Ponta da Serra, no município do Crato, está a poucos passos de se emancipar. Na semana passada, a mesa Diretora da Assembléia Legislativa aprovou o pedido de emancipação de 19 distritos, dentre eles, o da Ponta da Serra. Dona Maria Freire, que viveu a vida inteira no distrito, acredita estar realizando um sonho. Afirma que com a emancipação, tudo o que corresponde ao progresso (empregos, escolas, bancos) virá para Ponta da Serra. “Não vejo a hora daqui existir saneamento e um hospital. É o que eu mais quero”, declarou. A associação do Movimento Emancipalista de Ponta da Serra, que existe desde 2008, alega que a municipalização é almejada desde a década de 90. Agora, os 19 pedidos serão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE), e, transformados em decretos legislativos, que passarão a tramitar nas comissões técnicas da Assembléia Legislativa. Em seguida, serão encaminhados ao TRE para que o órgão possa realizar o plebiscito em cada um dos distritos. Aprovado pela população, cada pedido de emancipação volta a AL para votação em plenário, e finalmente, ser encaminhado para sanção pelo governador Cid Gomes. O presidente da AL, Domingos Filho (PMDB) já acordou com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TER), o desembargador Luiz Gerardo de Pontes Brígido, a realização do plebiscito juntamente com as eleições deste ano. De acordo com o tesoureiro da Associação, Antonio Corrêa, o plebiscito irá acontecer em todo o município do Crato. “Aqui no distrito, temos 80% de aprovação e tenho quase certeza de que o povo do Crato também irá nos apoiar”.

Mário Correia, assessor Jurídico da Associação, afirma que a saída da renda de Ponta da Serra não irá prejudicar a cidade do Crato.

Antes de serem aprovados, todos os pedidos passaram por um rigoroso levantamento de informações junto ao IBGE, IPEA, Tesouro Nacional, Sefaz, Prefeitura e TRE. Mário comenta que a situação do distrito contribuiu muito com a aprovação. Número de habitantes (cerca de nove mil), construções civis, área territorial (em média de 100Km²), infra-estrutura e, principalmente, o mercado de cerâmicas e brita foram fatores essenciais para a adesão. Além do Presidente Domingos Filho, participaram da Mesa Diretora os deputados José Albuquerque(PSB), Fernando Hugo, João Jaime e Osmar Baquit (todos do PSDB), Hermínio Resende(PSL) e Mauro Filho(PSB). Os deputados Dedé Teixeira(PT), Sineval Roque(PSB) e Vasques Landim(PR) defenderam a emancipação da Ponta da Serra na Assembléia Legislativa.

Fonte:Jornal do Cariri

9 comentários:

  1. Olá amigo Dihelsonmuito obrigado pela postagem. não postei esta matéria por achar que ela não acrescenta, quase nada, da que já foi postada.
    Neste domingo teremos mais uma reunião da AMEPS - Associação do Movimento Emancipalista de Ponta da Serra, onde traçaremos metas para a campanha do plebiscito, que deverá ocorrer, em todo o município do Crato , nas eleições de outubro.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. ´MÁRIO CORREIA7 de junho de 2010 12:02

    Caro Dihelson Mendonça!

    Nós, que compomos a AMEPS - Associação do Movimento Emancipalista de Ponta da Serra-Crato-Ceará somos eternamente gratos por toda publicidade que voce tem dado ao nosso movimento. Quanto mais divulgação, melhor, tudo acrescenta e nos enaltece. Muito obrigado e contamos sempre com voce.

    Mário Correia de Oliveira Júnior
    Membro -AMEPS.

    ResponderExcluir
  3. Vamos, povo do Crato, votar contra a emancipação do distrito...

    É uma mentira dizer que a renda de Ponta da Serra não vai fazer falta à nossa cidade... Se fosse assim, esta renda seria tão pequena que não daria condições para a emancipação do Distrito.

    Não deixemos nossa querida cidade ser tão prejudicada assim.

    ResponderExcluir
  4. Prezado amigo Matheus, você precisa se informar mais um pouco sobre o assunto, pois, pelo seu comentário, ver-se que o amigo pouco entende deste tema.
    Para melhor lhe informar o Crato irá lucrar, economicamente, pois, continuará com o mesmo coeficiente de arrecadação de ICMS, que é 3.2.
    Ser contrário à nossa emancipação é um direito que lhe assiste, mas queria também reconhecer que é um direito sagrado da população de Ponta da Serra, de sonhar com sua emancipação política, sem brigas e sem guerra, como no passado.
    Estamos devidamente preparados para discutir o tema emancipação, aquí ou em qualquer lugar.
    De qualquer forma, agrademos sua participação na discussão e pedmis ao amigo que honre o seu sobrenome, de Siebra, que acredito ser o mesmo Siebra, que tem como berço, a nossa Ponta da Serra, mais precisamente no sítio Malhada.
    Um forte abraço e o nosso respeito
    Antonio Correia Lima

    ResponderExcluir
  5. Amigo Dihelson, noutro dia ví aquí nas páginas deste importante blog o desabafo do amigo Carlos Eduardo Esmeraldo sobre este sistema de avaliação de cada matéria, onde as pessoas não se identificam.
    Convido esses amigos invisíveis a fazer o mesmo que fez Matheus , mostrar sua cara e seu posicionamento, âs claras, para que possamos nos contrapor a cada idéia.
    O que mais queremos é , justamente,a discussão deste tema, já que o plebiscito envolverá todo o eleitorado do município do Crato.
    Conclamamos a todos a conhecer melhor o potencial de Ponta da Serra, coisa que muitos conterrâneos cratenses não conhecem.
    Todos os órgãos, municipais, estaduais e federais confirmaram que o nosso projeto preenche todos os requisitos necessários, o que não foi surpresa para nós que moramos e conhecemos bem o nosso distrito.
    Um forte abraço

    ResponderExcluir
  6. Caro Antônio,

    Antes de tudo queria dizer-lhe que o meu "Siebra" não é o mesmo dos Siebras da malhada, mas nem por isso a minha família ou esta outra é menos honrada.

    Mas, voltando ao assunto da emancipação, realmente não possuo entendimento quanto a esta questão. Tenho apenas a idéia superficial de que, deixando-se de arrecadar os impostos dos poucos mais de 9.000 habitantes do distrito e de seus empreendimentos, como o comércio de cerâmica, o Crato vai ter sim prejuízo...

    Se eu estiver errado, por favor corrija-me e cite seus argumentos que provam que minha cidade não sairá prejudicada...

    Seria bom alguém entendido do assunto e que também é contra a emancipação dizer aqui o porque de que seria ruim para o Crato, assim eu poderia construir meu ponto de vista, pois volto a lembrar que não tenho entendimento quanto ao assunto, só uma idéia superficial.

    E caso eu seja convencido de que não sairemos na pior, tenha a certeza de que também vou apoiar a emancipação de Ponta da Serra.

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. O importante mesmo é exatamente isto: Abrir um debate a respeito da emancipação da minha amada Ponta da Serra. Foi muito bom o que questionou nosso amigo Matheuaus Sibra, acredito que muitos estão precisando dos esclarecimentos focados exatamente no que perde e no que ganha o Crato. Eleitor é sempre eleitor, seja seu voto para beneficiar homens ou cidades, carecemos de esclarecimentos
    Um abraço aos dois amigos Antonio e Matheuas.
    Irismar Pereira

    ResponderExcluir
  8. Amigo Matheus peço desculpa pela expressão que usei indevidamente, que não teve a intenção de lhe ferir.
    Parabenizo o amigo pelo alto grau de educação.
    No momento estou muito ocupado, fechando a edição de nº 35 do jornal Ponta da Serra, mas prometo que amanhã postarei um matéria sobre o tema, onde procurarei mostrar como ficará o mapa de Ponta da Serra, com suas delimitações.
    Mais uma vez peço desculpas ao amigo e agradeço pela iniciativa de puxar a discussão.
    Um forte abraço

    ResponderExcluir
  9. Caro Antônio,

    Não precisava pedir desculpas, eu entendi o que você quis dizer. Eu só esclareci que não sou da mesma família da Malhada. Não se preocupe.

    Então vou ficar esperando a postagem, espero poder ler e construir uma opinião concreta quanto ao assunto.



    Pois é, Íris... Já que vai haver um plebiscito, é preciso que a população saiba dos benefícios e prejuízos da emancipação da Ponta da Serra para poder exercer sua cidadania com consciência.

    Abraços

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.