11 maio 2010

URCA PARTE II: SEM SOFISMA E FANTASIA,A REALIDADE COMO ELA É - Por Wilson Bernardo

A culpabilidade do Dr.Plácido Cidade Nuvens, a quem muito estimo como amigo que é, será sempre permanecer no erro de manter uma equipe fadada ao erro. Claro que o seu bom coração e seu senso humanístico o tornam um cidadão avesso aos princípios do uso do poder, coisa que sua equipe ao que nos parece, pensa o contrario dos humanistas. Eis ai o descaso publico e cívico, com o pavilhão das bandeiras federativas e constituintes dos respectivos estado e município, as mesmas totalmente desgastadas com o tempo, e precisando urgentemente serem trocadas, como parte do de um ritual cívico. Cabe ao comando do Exército TG1004, sediado em Crato uma fiscalização, o que pode sim se caracterizar crime perante a constituição federal, na preservação e nos cuidados com os símbolos e armas do Brasil. O que se nota também é que esta faltando uma terceira bandeira, e à noite devido a uma falha no sistema de iluminação, elas ficam no mínimo de dez a vinte minutos na total obscuridade da noite, quando os refletores esquentam. Quem não cuida de suas bandeiras e do entulho de suas calçadas, está sim no completo descaso para com os bens públicos.

O pavilhão
se aproxime e verá o quanto as bandeiras tremulam de irresponsabilidades:
O lixo e entulho é um cartão de visita em plena rua de acesso a reitoria.


Wilson Bernardo (Texto & Fotografia)

2 comentários:

  1. Wilson:
    Você tem razão.
    Diz a sabedoria popular que quem ama cuida.
    Ou cuida quem ama.
    Está uma lástima o estado das três bandeiras permanentemente hasteadas no prédio da URCA (antes eram 3 bandeiras. Nos últimos tempos só vemos duas: a do Ceará e a do Brasil. Onde anda a da URCA?).
    O verde-louro dessas bandeiras – por conta do longo tempo de uso – sumiu. Deu lugar a uma tonalidade cinza.O amarelo-ouro ficou esbranquiçado. Encardido. Cor-de-burro-quando-foge...
    Mas houve uma época que essas bandeiras sempre apresentavam bom estado. Elas iam sendo substituídas à medida que o calor do sol e o sereno da noite iam apagando suas belas cores originais. Eram compradas na Christmas, em Fortaleza e havia um estoque de reserva para que as bandeiras fossem hasteadas sempre com bom aspecto.

    ResponderExcluir
  2. E imaginar que a bandeira brasileira (juntamente com o Hino Nacional) é o símbolo mais importante da representatividade pátria.
    É o nosso símbolo maior.
    Possui um significado cívico imenso.
    Desenvolve toda uma cultura de amor a terra que nos viu nascer.

    Além do mais, seu uso é regulamentado pela Lei nº 5.700, de 1 de Setembro de 1971, que prevê a incineração para as bandeiras gastas pelo uso.

    Talvez seu alerta sirva para que o setor responsável da URCA pela aquisição das bandeiras fique mais atento.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.