xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 14/11/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

14 novembro 2009

Carta do Leitor - João Carlos H. Cardoso


Nota
- O João Carlos quer que Eu paute o enfoque do conteúdo, no meu entender, tirando a liberdade básica de cada escritor escolher o que postar no Blog.


Caro Dihelson Mendonça,

Antes de qualquer coisa gostaria de me identificar. Chamo-me João Carlos Holanda Cardoso, sou cratense e filho de Zilberto Cardoso, colaborador eventual e assíduo leitor deste seu Blog. Comecei a acessar o seu website provocado por meu pai, principalmente quando queria que lesse postagens feitas por ele ou textos de outros autores sobre a cidade. Com o tempo o endereço do Blog do Crato acabou por ficar gravado em minha pasta de “favoritos” entre tantos blogs que costumo acessar em minhas poucas horas livres de relaxamento e prazer online. Aproveito, portanto, para parabenizá-lo pela idéia de criar um blog voltado a mostrar os valores e as belezas de uma cidade tão especial como a nossa.

Espero que concorde comigo quando afirmo que, embora criado e mediado por você, o Blog do Crato já se transformou em um espaço público, em um ponto de encontro das pessoas que gostam do Crato e que, estando ou não na cidade, querem conversar sobre ela. O Blog do Crato transformou-se em uma espécie de Praça Siqueira Campos virtual, na qual várias gerações de cratenses e não cratenses podem trocar idéias e, sobretudo, falar sobre as “coisas do Crato”. Saí do Crato na adolescência e mesmo não tendo aproveitado muito este tipo de interação social que só as cidades interioranas permitem, me lembro de muitas vezes ir com meu pai à Siqueira Campos real quando ia conversar com os amigos. Engraçado a vida, não é? Hoje, retorno à versão virtual da Praça para, novamente, observar o que meu pai e outros conversam em uma animada roda de amigos. Agora, bem crescidinho, quero, se me permite, participar do papo e dar a minha opinião.

Acompanhando com certa regularidade o Blog de uns tempos para cá gostaria de expressar o meu desconforto em relação ao posicionamento do Blog do Crato, expresso por muitos dos textos postados. É nítida a mudança de foco, com a clara partidarização do conteúdo em detrimento da abordagem inicial, voltada mais ao debate cultural e informativo sobre a comunidade cratense. Cada vez com mais freqüência, o Blog do Crato tem optado em adotar uma linha de crítica direta ao governo federal ou ao próprio presidente da república, ou ao partido político ao qual pertence. Ao acessar o site hoje, sábado, por exemplo, me deparei com mais de cinco posts sobre o chamado apagão (todos associados ao presidente ou sua virtual candidata à sucessão), mais dois com fotos de Lula com os demonizados pela mesma mídia que outrora os santificara, Collor de Mello e Jader Barbalho, uma charge de muito mau gosto em que o presidente é retratado como um personagem de desenho e um post que, me perdoe a franqueza, é de extremo desrespeito e de uma grosseria inimaginável para com o presidente, e, sobretudo, o cidadão e homem Luis Inácio da Silva, associando-o a assassinos em massa.

Caro Dihelson, qual o sentido disto tudo? Como mediador do Blog cabe a ti, tal qual faz um editor de uma publicação diária ou semanal, pautar o enfoque do conteúdo a ser divulgado. Convido-o a analisar (tanto quanto aos seus leitores e colaboradores e, por isso mesmo, lhe peço que divulgue este meu texto) sobre aonde isto tudo pode levá-los. Será que vale a pena transformar esta iniciativa tão valiosa de um site sobre a cidade que todos amam em mais um entre tantos destes blogs partidarizados que pululam pela rede, como o de Reinaldo Azevedo (anti-Lula) e o de Paulo Henrique Amorim (pró-Lula)?

Há alguns dias pude acompanhar um debate, neste mesmo espaço, travado entre participantes do blog que mantém ou procuram manter acesa a chama da disputa Crato versus Juazeiro do Norte, de um lado, e de outro, aqueles que vêem em tal postura algo ultrapassado ou inexistente (paranóia?). Começo a pensar se não seria preferível - para aquecer o papo com algum tipo de disputa - que se mantivesse esta que, ultrapassada ou não, pelo menos faz parte da história, do anedotário e do imaginário das duas maiores cidades do Cariri. Estabelecer um padrão de crítica constante ao governo Lula (paranóia?) de um lado e, de outro, esperar que alguns blogueiros lhe façam a defesa não parece ser o melhor dos caminhos a serem seguidos.

Veja bem, não estou criticando a discussão política no blog, nem tampouco as opções e convicções político-ideológicas. Elas são sagradas e submetem-se ao direito de opinião que todos devem ter assegurado. Critico, sim, a parcialidade e a virulência com a qual se tem feito isso no Blog do Crato e alerto para o perigo deste espaço acabar sendo contaminado pela recorrente Escalada de Insanidade que tem historicamente precedido todo embate eleitoral majoritário, no Brasil, em muito alimentado por uma estrutura midiática que se especializou em espetacularizar o escândalo político e em procurar interferir nos processos político-partidários, desde a chamada redemocratização.

Permita-me sugerir uma providência: ao invés de enquetes sobre a aprovação ou não do governo Lula ou sobre qualquer governo, federal estadual ou municipal, porque não propor aos seus colaboradores e leitores uma enquete sobre o perfil editorial, digamos assim, a ser adotado. Quer-se um blog com as belas imagens do Crato, com as lindas poesias, as crônicas, os contos, as recordações e “causos” de um Crato bucólico da “Velha Guarda”, ou se quer um Blog no qual colaboradores e amigos resolvem “dar um tempo” e, precisam ser chamados de volta para defenderem sua opção política diante de críticas cada vez mais avassaladoras?
Creio Dihelson, que esta é uma decisão difícil, e por isso mesmo, precisa ser posta a todos. O futuro do grupo de amigos que se encontra na “Praça do Blog do Crato” depende disso. As Jovens e as antigas gerações de cratenses merecem manter este espaço, sem que suas convicções político-partidárias sejam motivo de defecções. Creio que muitos concordarão com o que digo. Eles não querem sair da Praça, mas, mesmo entristecidos, o farão caso não haja escolha.

Cordialmente,

João Carlos H. Cardoso

Resposta:

Prezado João Carlos, muito obrigado por sua carta, muito observadora, e pelos elogios ao nosso Blog. Esta resposta será melhor abordada nos comentários depois e pelos diversos participantes. Quero apenas lhe dizer algumas coisas que acho importantes:

01 - Você está totalmente certo quando diz que o objetivo do Blog é uma espécie de Praça Siqueira Campos virtual. Essa é a intenção do Blog. O Blog não é do DIHELSON. O meu blog está na verdade, em www.dihelson.blogspot.com - Esse Blog aqui, do Crato, é do povo do Crato mesmo.

02 - Sendo um Blog COMUNITÁRIO, COLETIVO, temos uns 70 escritores. Mesmo como mediador, eu não posso como alguns me acusam, de cercear a liberdade dos colegas. Eu não posso proibir o tipo de postagens que eles irão fazer. Isso seria um absurdo! Já me acusam de ser muito autoritário, de ser arrogante, de interferir nas postagens dos outros, imagine se eu começar a ESCOLHER que tipo de postagem o Blog vai ter ou não ter.

Aí está a prova da nossa isenção, da nossa democracia. Porque eu sou bombardeado de tudo que é lado. Enquanto uns dizem que eu estou policiando as postagens, o João Carlos acha é que eu devo policiar. Então, briguem as duas facções. Vocês que são brancos...

Quero dizer que mesmo como mediador, eu não posso policiar os assuntos e as postagens. No momento em que chamei essas pessoas, ou elas se convidaram para o Blog, eu confiei a cada uma delas a Liberdade e a Responsabilidade sobre aquilo que postam ( inclusive criminal ). Temos um conjunto de regras aqui. Nas regras, estão vedadas a pornografia e o material considerado ofensivo, tipo alguém postar uma pessoa ensanguentada de uma facada, ou coisa parecida. Não somos adeptos da violência. Agora, que os assuntos políticos tem dominado a pauta. Veja você, constate que EU MESMO adverti, Admoestei todo mundo no dia dessas 5 postagens do Apagão, que tava demais. Disso aí você não pode me acusar de omissão, porque eu pedi que não postassem tantas mensagens sobre o mesmo assunto. Então, NÃO PROCEDE. Sobre atacar Lula, veja também as postagens atacando FHC e o PSDB, você acha correto também esses ataques, ou só acha errado se forem ataques ao governo Lula ?

03 - Quanto ao objetivo maior, eu sempre faço questão de tentar retornar ao tema: Crato. Veja voê o tanto de matérias que eu trago e faço sobre o Crato. Agora, alguns autores não escrevem UMA linha sobre o crato. Escrevem sobre política, sobre Religião...você quer que eu tire essas pessoas, é isso ??

Então, como você diz: O Blog É DA CIDADE. Não meu. Eu não posso ficar interferindo a toda hora no teor das postagens. No máximo eu posso pedir. Mas você mesmo pode a qualquer instante enviar um comentário para o Blog, ou uma postagem dizendo: "Vocês estão se desviando do Foco, que é o Crato". Isso cada um pode fazer. Porque não faz sempre ?

O BLOG SOMOS TODOS NÓS!


Cada um é responsável pelo conteúdo, ou na praça Siqueira Campos real ninguém fala de política ? Quando eu vou lendo o Blog que tem uma postagem que eu não gosto, eu pulo para a próxima até encontrar algo que interesse. Eu não posso expulsar nossos escritores, nem determinar até sobre o que eles escrevem. Isso seria o ato mais anti-democrático, a coisa mais macabra e ditatorial que se poderia fazer. Eu sou apenas o Zelador do prédio e minha participação deveria até diminuir, para que cada um apareça mais.

Ressalte-se outra coisa Importante:

Temos diversos escritores do Crato que moram fora. Inúmeros artigos sobre Psicologia, Religião, Política, Atualidades, Policiais, Comportamento, e Curiosidades sobre o mundo que você lê no Blog, são enviadas ou postadas por essas pessoas. O Blog do Crato não fala apenas do Crato, mas expressa também a visão dos Cratenses sobre o mundo que os cerca. É uma via de mão dupla: Mostrar o Crato ao mundo, e saber o que os Cratenses estão achando dos acontecimentos mundiais. É uma forma de ampliar as participações. Um Cratense que mora em São Paulo e é escritor, não poderia participar falando das atualidades do Crato, porque ele não sabe. Ele só poderá falar sobre sua visão pessoal das coisas do mundo vistas a partir dele. E eu não posso excluir os Cratenses que moram fora.

Um abraço,

Dihelson Mendonça

Fio de cabelo de Elvis Presley é leiloado por quase US$ 2 mil

NE - Isso é que é ter valor...

Um fio de cabelo do cantor Elvis Presley recolhido nos Estados Unidos por seu cabeleireiro particular foi leiloado neste sábado (14) por 1.055 libras (US$ 1.762) no Reino Unido.

A casa de leilões Henry Aldbridge and Son, localizada no condado de Wiltshire, arrecadou muito mais do que o esperado ao conseguir vender o fio de cabelo bem acima do preço estimado de entre 150 e 250 libras (entre US$ 250 e US$ 417). O fio foi emoldurado junto a uma fotografia do "rei do rock" e possui um certificado de autenticidade. Segundo os leiloeiros, o fio de cabelo foi adquirido inicialmente em setembro de 2002 das mãos de Thomas Morgan, que trabalhava no escritório do xerife do condado de Shelby, nos Estados Unidos, e conheceu Elvis pessoalmente. Morgan recebeu o fio de cabelo de Homer Gill Gilleland, barbeiro de Elvis por 20 anos. Gilleland costumava acompanhar o cantor em suas excursões e se encarregava de tingir e cortar seu cabelo. Aparentemente, o cabeleireiro conservou uma grande quantidade de fios de cabelo de Elvis em uma bolsa de plástico até a morte do artista, em 1977. Após o falecimento, Gilleland começou a vender os fios em uma loja de lembranças próxima à mansão de Graceland, em Memphis (EUA), onde Elvis morou. Em outubro, uma mecha de cabelo de Elvis foi vendida por US$ 18.300.

da Efe, em Londres

Carro-bomba mata dez no Paquistão; Taleban promete mais ações

Pelo menos dez pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas depois da explosão de um carro-bomba em um posto policial da cidade de Peshawar, no Paquistão, neste sábado. De acordo com as autoridades locais, o veículo explodiu quando policiais se aproximavam para revistá-lo. O ataque ocorreu em Pishtakara, um dos principais pontos de entrada da cidade para quem vem das áreas tribais na fronteira com o Afeganistão. "Eu vi que havia uma discussão com o motorista e, de repente, uma explosão me jogou no chão com estilhaços que me atravessaram as costas", contou o policial Malik Jehangir, que estava no posto. Pelo menos um dos mortos é um policial.



Imagens de TV mostraram uma grande coluna de fumaça sobre o bairro de Pushta Khara em Peshawar e os restos de vários carros. Localizada perto da fronteira com o Afeganistão, Peshawar tem sido alvo de ataques desde o início da grande ofensiva do Exército paquistanês no Waziristão do Sul, a região considerada bastião do grupo radical islâmico Taleban no país. O grupo já reivindicou a autoria não só do atentado deste sábado como também do de sexta-feira (13), que devastou a sede do serviço secreto do Paquistão, conhecido como ISI, também em Peshawar. No ataque à sede do ISI, mais 17 pessoas morreram e quase 40 ficaram feridas.

Fonte: Folha OnLine

A Polícia e a contramão do futuro PAT (Programa de Aceleração ao Tráfico ) - Por: Archimedes Marques



"Os políticos e as fraldas devem ser mudados freqüentemente e pela mesma razão.” (Eça de Queiroz). O Brasil vive momentos de recrudescimento da violência. O crime organizado anda arraigado com seus tentáculos espremendo o país como um polvo monstruoso e gigantesco para as suas presas. O tráfico tomou conta dos morros, das favelas, das invasões, das periferias. As facções criminosas nascidas e crescidas nas metrópoles brasileiras formaram os seus poderes paralelos e já desovam nas principais cidades da nação como verdadeiras criações maléficas para a nossa sociedade.

O tráfico de drogas é sem sombras de dúvidas a raiz central de diversos crimes outros conseqüentes ou interligados, tais como: seqüestros, latrocínios, homicídios, torturas, lesões corporais, roubos e furtos. O grande traficante que faz parte do crime organizado abastece o pequeno traficante que por sua vez, repassa as drogas para os usuários. Tais fatos, por si só já comprovam a estreita ligação entre tais criminosos que visam tão somente o enriquecimento ilícito em detrimento do malefício e da corrente de crimes para milhares de vítimas. O crime organizado que gera os poderes paralelos através do trafico funciona como uma forte rede criminosa e com seus tentáculos alcança funcionários públicos corruptos para os seus propósitos. A organização também possui um organograma imaginário coma as suas diversas divisões e chefias até chegar ao objetivo comum da suposta empresa que é o público consumidor, o pobre do usuário de drogas que é capaz de matar e morrer para sustentar o seu vício.

O Legislativo deve se conscientizar de vez, deve se engajar nesta luta contra o tráfico, contra o crime organizado. Penas mais rígidas devem também ser aplicadas para os traficantes de armas e para os traficantes de drogas. O traficante deve ser tratado de maneira diferenciada pela Lei brasileira sob pena de padecermos aos seus pés, sob pena do crime organizado se engrandecer ainda mais e desestabilizar efetivamente a ordem do país. Leis especiais devem ser criadas para tornar o funcionário publico corrupto mais vulnerável às punições depois dos devidos processos legais. Os crimes advindos da corrupção estatal devem ser tratados de maneira diferenciada e menos burocrática. Muitos dos funcionários públicos desvirtuados são demitidos dos seus cargos e terminam voltando ao Estado em decorrência das leis maleáveis, da grande quantidade de recursos existentes no Judiciário ou dos procedimentos administrativos por vezes mal conduzidos.

Na contramão dessas idéias está por nascer um projeto absurdo advindo da base política governamental que visa beneficiar o pequeno traficante, mas que na verdade beneficiará todo e qualquer traficante, além de fortalecer ainda mais o crime organizado. Fora divulgado na mídia recentemente que em breve período haverá propostas de mudanças na legislação penal brasileira, de forma a livrar os pequenos traficantes da cadeia. Quem for flagrado vendendo pequena quantidade de drogas, estiver desarmado e não tiver ligação comprovada com o crime organizado, será condenado a penas alternativas. Tal pretensão ilógica já fora batizada pelo generoso e alegre gozador povo brasileiro de PAT (Programa de Aceleração ao Tráfico). A sabedoria popular bem assim definiu o que será o programa, ou seja, um projeto que vai aumentar o tráfico de drogas, enriquecer e fortalecer ainda mais o crime organizado.

O Projeto de mudança terá a assinatura do Deputado federal Paulo Teixeira do PT-SP e será apoiado no congresso pelo Ministério da Justiça. O secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, Pedro Abramovay, espera que a mudança seja aprovada até a metade do ano de 2010. Na concepção do secretário as pessoas que são detidas com pequenas quantidades de drogas acabam sendo entregues de mão beijada para as organizações criminosas dentro dos presídios, ou seja, para o secretário os pequenos traficantes somente são recrutados pelas facções criminosas porque estão no mesmo convívio, encarcerados juntos nas mesmas penitenciárias.
São palavras do secretário: “Precisamos trabalhar uma mudança na Lei para que as pessoas que se envolvem esporadicamente com as drogas e não tem relação com o crime organizado cumpram penas alternativas... isso não é nenhuma questão de bondade ou de leniência com o tráfico. É uma questão de estratégia.”

Justifica o autor do Projeto, deputado Paulo Teixeira, que a alteração do texto da Lei antidrogas permitirá que a Polícia, o Ministério Público e o Judiciário concentrem esforços no combate ao crime organizado: “O aparato do Estado deve ser mobilizado para pegar os peixes grandes, não os pequenos. Estamos prendendo muitos bandidos pés-de-chinelo e sobrecarregando a Polícia e a Justiça. É uma questão pragmática que precisamos enfrentar.” Essa medida, se aprovada for, será um desastre de grandes proporções para a Polícia e para a sociedade em geral, pois na prática estaríamos liberando de vez o tráfico de drogas, ou seja, todos os traficantes, grandes ou pequenos estariam sempre escondidos atrás desse escudo. Todos os traficantes por certo fracionariam as drogas em pequenas quantidades de papelotes ou trouxinhas e andariam a negociar o produto despreocupadamente, talvez até livremente, vez que estariam convictos que as suas punições em caso de prisão em flagrante delito seriam somente simples penas alternativas, ou seja, penas aplicadas para os praticantes de crimes de menor poder ofensivo. Outro item altamente complicado e complexo seria o fato da Policia em pleno ato de flagrante delito comprovar a ligação do suposto pequeno traficante com o crime organizado.

Esperamos para o bem comum de toda a sociedade brasileira que o referido parlamentar volte atrás dessa pretensão governamental e, caso não, que o congresso nacional arquive por inconstitucional, e mais que isso, por imoral e inconseqüente que o projeto demonstra ser.

Archimedes Marques
(Delegado de Polícia. Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Segurança Pública pela UFS)


Fontes: http://veja.abril.com.br/agencias/ae/brasil/detail/2009-10-22-574548.shtml
http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/10/22/governo-apoia-livrar-da-prisao-pequenos-traficantes-776558928.asp
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2009/10/23/governo-apoia-fim-de-prisao-de-pequenos-traficantes-234751.asp

BlogHumor: Diário Dele e Dela ...................



Diário dela:

No domingo a noite ele estava estranho. Saímos e fomos até um bar para tomar uma cerveja. A conversa não estava muito animada, de maneira que pensei em irmos a um lugar mais íntimo. Fomos a um restaurante e ele ainda agindo de modo estranho. Perguntei o que era, e ele disse que nada, que não era eu. Mas não fiquei muito convencida. No caminho para casa, no carro, disse-lhe que o amava muito e de toda sua importância. Ele limitou-se a passar o braço por cima dos meus ombros.. Finalmente chegamos em casa , e eu já estava pensando se ele iria me deixar! Por isso tentei fazê-lo falar, mas sem me dar muita bola ligou a televisão, e sentou-se com um olhar distante que parecia estar me dizendo que estava tudo acabado entre nós.

Por fim, embora relutante, disse que ia me deitar. Mais ou menos 10 minutos ele veio se deitar também e, para minha surpresa Correspondeu aos meus avanços, fizemos amor. Mas depois ele ainda parecia muito distraído e adormeceu. Comecei a chorar, chorei ate adormecer. Já não sei o que fazer. Tenho quase certeza que ele tem alguém e que a minha vida é um autêntico desastre.


Diário dele:

O meu time perdeu.
Fiquei chateado a noite toda. Mas pelo menos dei umazinha.
Mas ainda tô chateado...
Time de merda !!!

Texto enviado por Neto Menezes

Padre Cícero Azul no Dia Mundial do Diabético - Por: Beto Fernandes


Transcorre neste sábado, 14 de novembro o Dia Mundial do Diabético. A Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a ordem Salesiana através do Padre José Venturelle, administrador da Colina do Horto encetou Juazeiro do Norte nas comemorações da data. O tema adotado pela Sociedade Brasileira de Diabetes este ano é “Diabetes: Educar para Prevenir”. A Estátua do Padre Cícero que este ano completou 40 anos ganha na noite deste sábado a tonalidade azul em referência a orientação para se acender uma luz para o diabetes.

Em todo o mundo os pontos turísticos ou históricos recebem uma tonalidade azul para servir de reflexão. No Rio de Janeiro, por exemplo, isso ocorre no Cristo Redentor. Em Fortaleza a luz azul pode ser conferida na Estátua de Iracema. No Brasil estão com a tonalidade azulada o Elevador Lacerda em Salvador, Faculdade de Medicina da USP, dentre outros. Com a devida autorização do Padre Venturelli a SESAU conseguiu viabilizar neste dia a iluminação para a estátua do Padre Cícero, símbolo da fé e religiosidade nordestina. Pela manhã equipe do Centro de Diabetes do SAME (Serviço de Atendimento Médico Especializado) fez mobilização identificando e monitorando os diabéticos assistidos no Bairro Franciscanos tendo à frente a enfermeira Kênia Lisboa. Foi ofertado para os pacientes um delicioso café da manhã. Em Juazeiro do Norte existem aproximadamente 48 mil diabéticos acompanhados pelas equipes de Estratégia em Saúde da Família.

O Prefeito Dr. Santana lembra que a diabetes é uma doença crônica altamente perigosa e que ”campanhas como esta servem para chamar a atenção sobre o perigo que as pessoas correm por não fazerem exames e saber se são ou têm predisposição para doença”.


A Estátua do Padre Cícero ganha tonalidade azul neste Dia Mundial do Diabético

Abertura da XI Mostra SESC Cariri de Cultura - Cobertura Fotográfica - Dihelson Mendonça


O
ntem, 13 de Novembro de 2009, por volta das 19h, aconteceu em Crato a abertura da XI Mostra SESC Cariri de Cultura, evento maior cultural da região do Cariri, que se estenderá por uma semana, e apresentará peças de teatro, Música, Literatura, etc. O Blog do Crato acompanhará durante toda a semana a programação da mostra SESC, bem como fará a divulgação da programação. Como parte da abertura da mostra, foi concedido pela câmara municipal do Crato, o Título de Cidadão Cratense a Luiz Gastão Bittencourt, pelos inúmeros serviços prestados à nossa cidade. Estivemos lá, donde fizemos a cobertura fotográfica que se segue:

A outorga do Título de Cidadão Cratense a Luiz Gastão Bittencourt:

IMG_7093


IMG_7094

Em seguida, a mostra SESC começou com um excelente show do grupo "Itiberê e a Orquestra fantasma", um dos melhores grupos de música instrumental do Brasil. Itiberê Swarg é integrante do grupo do gênio maior da Música Brasileira, Hermeto Pascoal. A orquestra fantasma é um trabalho fantástico que reúne músicos jovens talentosos de várias partes do país ( inclusive daqui do Cariri ). Simplesmente incrível !

IMG_7128

Acima: Itiberê Swarg, o grande mestre do contrabaixo do Brasil

IMG_7146


IMG_7122

A orquestra fantasma se apresentou com um naipe de flautistas femininas de primeiro nível

IMG_7139

Após o show, Itiberê concedeu autógrafos para os fãs. A orquestra já está no seu terceiro CD

IMG_7172

E aí abaixo, eu, Dihelson Mendonça e o Itiberê Swarg. Somos velhos amigos da música e já tocamos várias vezes juntos ao longo de 12 anos:

IMG_7184

Na foto abaixo: Jayro Starkey, Itiberê e Gabriella Federico

IMG_7195

E aí está o grande homenageado da noite, Luiz Gastão Bittencourt:

IMG_7222

A festa prosseguiu no Hotel Pasárgada, em Crato, no alto da Chapada do Araripe, de onde se avista o Cariri:

IMG_7274

Num excelente clima de descontração e alegria

IMG_7265


IMG_7260

Animado pelo som do trio de Ibbertson Nobre e logo em Seguida, da Cantora Val Andrade

IMG_7233


IMG_7235


Da esquerda para a direita: O secretário de Administração Cristiano, vice-prefeito Raimundo Filho, e o João.

IMG_7220

Na foto abaixo, nossos amigos: Mônica Araripe, e Samuel Araripe

IMG_7279


Aí está também uma grande amiga: Zizi

IMG_7238

E novamente, o homenageado, Luiz Gastão Bittencourt

Image2

Fotos e Reportagem: Dihelson Mendonça

Milagres e agradecimentos! Por: Alessandra Bandeira


Passados os momentos árduos de luta contra um doença invísivel, mas avassaladora, seria injusto não agredecer à algumas pessoas tão importantes neste momento, algumas até, sem saber o que acontecia mas deu força independente de qualquer coisa.Obrigado mesmo do fundo do coração: Camila Datiere, Eugênio Mouncherek, Luis Claúdio, Suell Biette, Cida, Mônica Araripe, Mônica Soares, Pedro Schroeter( danadinho que bom que vc ta de volta ao Brasil, mesmo que por pouco tempo, adoraria rever você tocando!!) Chrystian Marques, Tiago e Netto. Milagres existem, não dúvido disso mas nem por um segundo!

Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.
Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um de outro se há-de lembrar.
Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.
Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade,
Nasceremos de novo, um para o outro.
Pode ser que um dia tudo acabe...
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
Cada vez de forma diferente.
Sendo único e inesquecível cada momento
Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.
Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.


Por :Albert Einsten


Post Scriptum: Vou juntando pedaços, reconstruindo caminhos, aprendendo com as quedas, levanta-do me dos tombos, mas não desisto dessa tal felicidades, o que eu sou e resultado das escolhas que fiz, massa num momento de reeconstrução velhos amigos aparecem, novos vão embora, uma nova fase um novo ciclo.

Passado esse momento agora é esquecer o medo e viver a vida!

Por Alessandra Bandeira

No momento em que o PSDB tentava fazer do apagão o alavanque do Serra para 2010 a ponte caiu e Serra partiu para debaixo



E agora Jose Serra? Foi fazer do acidente da luz um alavanque político. Agora tem que cuidar muito da imagem do seu governo e suas obras em frangalhos que matam gente inocente. A política mal feita tem destes perigos.
Apagão das vigas? Destroços, prejuízos, feridos e quilômetros de engarrafamento em São Paulo. Mas, já virou rotina cair obra neste rico Estado sudestino, por que será? Falta de gerencia? Material com péssima qualidade? Falta de qualificação e qualidade nos profissionais que constroem as obras? Culpa do PT? Descuido de quem? Ou terá sido mais uma tempestade de total negligência?
Não vamos adentrar as obras superfaturadas desta misteriosa arquitetura denunciada pelo MP, mas e se você leitor dos RI’s estivesse passando bem na hora do ocorrido? Certamente não estaria lendo agora estes questionamentos.
O mais interessante disso tudo foi ser testemunha da cobertura da mídia sudestina. A Rede Record disponibilizou helicóptero e transmitiu tudo ao vivo. Já a Globo... ...”ai se desse para acobertar o caso”... ...a Rede Globo não fez força em mostrar o esnobe ao vivo, nem precisou de especialistas para criticar e falar mal das obras de São Paulo e seus gestores, e nem de infinito tempo em seus telejornais para repercutir negativamente os gestores paulistas (também não ouviu a população envolvida para contar como foram os momentos de angústia presos ao congestionamento ou a aflição dos familiares das vítimas). Os jornais também não implantaram o clima de irresponsabilidade do governo paulista. E nem outras redes de TV fizeram do caso o bicho maior do que foi. Por que será? No Brasil parte da mídia sudestina é assim: golpista para um setor da elite brasileira em detrimento das demais, e da nação brasileira. O mesmo espetáculo visto na mídia do apagão da energia não foi o mesmo espetáculo visto no apagão da irresponsabilidade dos viadutos que caem do nada em São Paulo. Ache bom ou ache ruim, esperamos que outros viadutos não venham ao chão paulistano, é isto!

Por: Tiago Viana

Conferencia do Clima em Copenhagen: Brasil sem propostas susbtantivas


Decepciona a ausencia de proposições mais substantivas do Brasil - como a redução do desmatamento, melhoria da modelagem de apropriação recursos naturais, reduçao da emissão de gases estufa, adoção radical de tecnologias limpas, redução de impactos e vulnerabilidade - à 15a Conferencia da Convencão das Nações Unidas sob as Mudanças Climáticas. Tudo está sendo relatado como esta participação e os temas a ser ali debatidos fossem unicamente um meros detalhes do debate eleitoral brasileiro em 2010.

A oportunidade única de consolidar nosso país como a grande liderança do presente, na montagem de quadro de diretrizes mais adequado ao futuro do planeta e da humanidade poderá ser desperdiçada e as luzes não estarão mais sobre o Brasil. Tudo indica que dificilmente o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva comparecerá ao evento, sendo representado no mesmo pela Ministra Chefe da Casa Civil Dilma Roussef, até aqui um ferrenha defensora do desenvolvimentismo a qualquer custo. O reducionismo a que chegamos é inteiramente reprovável.

Oxalá surjam novas luzes até lá.

Artigo Científico - Prostituição ao Vivo - Por: Antonio Paiva Rodrigues


A palavra prostituição tem derivação latina prostitutionis e sua sinonímia relaciona-se com a ação ou resultado de prostituir-se, realização de ato sexual ou libidinoso em troca de dinheiro, bem como o modo de vida que inclui a realização de tais atos como principal fonte de renda. Quer dizer viver na prostituição, vida desregrada, figura pejorativa da degradação moral e material, corrupção e aviltamento. A prostituição apenas ganhou destaque durante o Império Romano. Soldados vinham de todas as partes do mundo saqueando cidades à procura de alguma baranga para uma noite no alojamento. Na Idade Média, reis encomendavam protitutas de outros reinos para lhe proporcionarem prazer, uma vez, já que a rainha não tinha essa capacidade. Durante as Grandes Navegações, portugueses trocavam seus homens por mulheres indígenas para o rei D. João se divertir. Falar de prostituição e em prostituição não é muito fácil, pois estão inseridos muitos fatores sociais nesse ramo de vida.

Não há documentos oficiais ou verdadeiros que indiquem como ocorreu o surgimento da prostituição no mundo. Entretanto há indícios, de que em 1.200 A.C., (Antes de Cristo), quando a humanidade já sabia ler e escrever, na Palestina, há a história de Joano (a), um travesti que exercia diferentes serviços tanto para homens (de dia) e para mulheres (à noite). Seus serviços eram geralmente encomendados por puro prazer, tanto para festas de aniversário e despedidas de solteiro (a). Embora não se possua absoluta certeza, Joano (a) se tornou um símbolo Cult para as todas as prostitutas atuais que exercem essa profissão. A sensibilidade sobre o que se considera prostituição pode variar dependendo da sociedade, das circunstâncias onde se dá e da moral aplicável no meio em questão. A prostituição é reprovada em diversas sociedades, devido a ser contra a moral dominante, à possível disseminação de doenças sexualmente transmissíveis (DST), por causa de adultério, e pelo impacto negativo que poderá ter nas estruturas familiares (embora os clientes possam ser ou não casados).

Na cultura silvícola de algumas regiões, inclusive no interior da Amazônia, Brasil, e em algumas comunidades isoladas, onde não há a família monogâmica, não existe propriedade privada e, por conseguinte não existe a prostituição: o sexo é encarado de forma natural e como uma brincadeira entre os participantes. Já onde houve a entrada da civilização ocidental o fenômeno da prostituição passa a ser observado com a troca de objetos entre brancos e índias em troca de favores sexuais. Segundo o que afirma o site Wikipédia na antiguidade, em muitas civilizações, a prostituição era praticada por meninas como uma espécie de ritual de iniciação quando atingiam a puberdade. No Egito antigo, na região da Mesopotâmia e na Grécia, via-se que a prática tinha uma ritualização. As prostitutas, consideradas grandes sacerdotisas (portanto sagradas), recebiam honras de verdadeiras divindades e presentes em troca de favores sexuais. Mais adiante, na época em que a Grécia e Roma polarizaram o domínio cultural, as prostitutas eram admiradas, porém tinham que pagar pesados impostos ao Estado para praticarem sua profissão; deveriam também utilizar vestimentas que as identificassem, pois caso contrário, eram severamente castigadas e punidas.

Na Grécia, existia um grupo de cortesãs, chamadas de hetairas, ou heteras, que frequentavam as reuniões dos grandes intelectuais da época. Eram muito ricas, belas, cultas e consideradas de extrema refinação; exerciam grande poder político e eram extremamente respeitadas. Já em Israel a prostituição era severamente reprimida dentro da cultura judaica. Segundo a lei judaica, a lei de Moisés, as prostitutas poderiam ser sujeitas a penas severas até com a morte. No entanto, verifica-se que na prática houve situações de tolerância, como se vê na história de Raabe contada no livro de Josué durante a conquista de Jericó. Como citamos antes nas entrelinhas a prostituição existe desde a mais remota Antiguidade, seja nos templos onde assumia um caráter sagrado, seja nas casas públicas. Algumas prostitutas eram escravas e obrigadas a comercializar seu corpo, outras eram cortesãs, ricas, cultas e muito admiradas. Todas essas frases são de representantes de uma das classes trabalhadoras mais polêmicas das cidades brasileiras: os motoboys (elas aparecem no documentário - Vida Loca). Mas elas são comuns nos discursos que tratam de outra profissão mais antiga e polêmica do que a retratada no filme: a prostituição.

No Brasil, prostitutas e motoboys ainda são vistos da mesma maneira pela legislação. São trabalhadores informais e autônomos, sem leis específicas que determinem seus direitos e deveres ou que regulamentem sua atividade. Não pagam impostos e não recebem benefícios. No entanto, prostitutas são estigmatizadas de forma bem mais negativa que motoboys. Por quê? O que determina esse estigma? Por que duas atividades igualmente não regulamentadas, igualmente arriscadas, são tratadas de maneira tão diferente pela polícia, pelo governo e pela população? Até que ponto o uso comercial do seu próprio corpo é legítimo e inofensivo? Nas últimas décadas, a tentativa de responder a essas perguntas tem dividido governos, acadêmicos e trabalhadores em todo o mundo. O tema é complexo o suficiente para tornar quase toda conclusão questionável. Mesmo quem conhece profundamente o assunto tem dúvidas sobre como lidar com ele. “Acho que a legalização é um passo necessário, mas não estou segura de que irá melhorar a vida dessas mulheres”, diz a historiadora Margareth Rago, autora de Os Prazeres da Noite: Prostituição e Códigos da Sexualidade Feminina em São Paulo.

Uma prova de que, quando o assunto é prostituição, as interrogações são bem mais frequentes do que qualquer ponto final. (http://super.abril.com.br/cotidiano/vende-se-sexo). A realidade é menos rósea, menos pitoresca. Quantas prostitutas são idiotas, preguiçosas e mesmo más e cúpidas. Existem prostitutas responsáveis, sabendo se comportar em qualquer ambiente, de um grande coração, existem as arrependidas, as que frequentam faculdades e trabalham vendendo o corpo para adornar a beleza, mas numa situação conflitante, pois os familiares as têm como boas filhas que irão conseguir um bom marido, uma excelente profissão para ter uma vida saudável e feliz. Ledo engano! Uma das primeiras autoridades a investir contra a prostituição foi o rei da França Carlos Magno. Ele tinha quatro esposas legítimas, seis concubinas oficiais e um grande número de amantes, quis proteger seus súditos das mulheres de má-vida. Surgiu um édito que tornou as prostitutas passiveis das penas de flagelação e banimento. Outro rei da França de nome São Luiz XI, também contraiu luta contra essas mulheres, mas não obtendo o êxito esperado e por isso estipulou locais de onde elas não poderiam sair. Somente no ano de 1948 foram proibidos os prostíbulos na França.

Afirmava-se que a exploração era vergonhosa, o controle sanitário era severo e regular, mas não estavam imunes que transassem com elas e as doenças venéreas aumentaram. Os prostíbulos foram proibidos em toda a Europa e o fim do amor venal não aconteceu. O modo peripatético de passear nas calçadas, de atender telefones ou ao volante de um automóvel está muito difícil de desaparecer. Esses prostíbulos já foram batizados e conhecidos por várias sinonímias entre elas, cabaré, boite, pensão para mulherão, lupanar, cinza, curral, casa de recurso, boite e churrascaria, mas hoje com o advento da globalização os nomes mudaram para casas de massagem, as boites ainda existem, shows eróticos, strip-tease, e as prostitutas hoje são acompanhantes, garotas de programas, comercializam seus corpos por horário, meia hora, uma hora, duas horas e a famosa rapidinha. Na Rede Mundial de Computadores (a Internet) visualizamos diversos sites dessas garotas cujo cachê varia de R$ 250 reais a R$ 500 reais. As universidades e faculdades particulares estão cheias delas. O aliciador normalmente é um fotografo profissional ou um empresário que através da técnica da informática deixam as moçoilas com um corpo escultural e as fotos têm como preferência luxuosos motéis e praias afastadas. A figura do gigolô foi extinta, mas a da Cafetina ainda existe. Algumas delas conseguem casamentos com seus clientes prediletos e se transformam em boas esposas. Perfeitamente fiéis. Hoje alguns pais iniciam a vida sexual de seus filhos com essas garotas de programa. Os riscos da droga e do excesso de bebidas existem e para isso é preciso muito cuidado para quem frequenta esses redutos.

De qualquer maneira poderemos dizer que são mulheres corajosas, pois saem com qualquer homem sem pelo menos conhecer sua índole. Tem muito cara de pau ganhando fortunas a custo dessas jovens. Só para expor as fotos no site elas pagam uma bela quantia mensal e ainda pagam pelas fotos. O nosso corpo é nossa riqueza cada um faça bom uso ou mau uso dele, visto que as mulheres que transam com muitos homens normalmente quando a idade começar a avançar e os sinais de senilidade começam a brotar e à depressão vem e normalmente o fim poderá ser fatal. O prazer se é que existe é passageiro e nenhuma delas mesmo com cachês altos não conseguirá amealhar grandes quantias em dinheiro. Não condenamos ninguém Pois quem se insere nessa prática mercê o nosso respeito como ser humano. Essa matéria serve apenas de alerta para os perigos que estas jovens correm e que as famílias procurem realmente saber onde suas filhas estão trabalhando, visto que os pais são os últimos, a saber.

Através da esperteza normalmente os familiares se deixam levar pela confiança e na verdade estão sendo iludidos pelas próprias filhas (os) e quando tomam conhecimento e se acercam da verdade a Inês já estará morta e sepultada. Pobres pais que pensam que suas filhas estão nas faculdades e universidades, mas na realidade elas estão no curso de extensão da prática do sexo por dinheiro. Queremos lembrar que a beleza física e facial é passageira e se elas não levarem uma vida bem regrada o fim será tráfico. Infelizmente. Muitas vezes os familiares pensam que suas filhas estão bem empregadas e são pegues de surpresa quando um imprevisto acontece e o filme é estampado nas páginas policiais. . Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI- DA ALOMERCE E DA AOUVIRCE

Generación Y - postado por José Sales

Vale a pena conferir o blog de Yoni Sanchez http://www.desdecuba.com/generaciony_pt/ a mais famosa blogueira de Cuba, que recentemente recebeu o Premio Ortega Y Gasset por seu trabalho. E que foi mais recentemente ainda agredida fisicamente pelos "esbirros" do Governo local.

Mostra Sesc Cariri de Cultura: do mundo ao sertão


Teatros, praças, centros culturais, escolas e até mesmo a casa do próprio espectador são transformados em palcos durante a Mostra SESC Cariri de Cultura. A décima primeira edição do evento acontece até 20 de novembro em 15 cidades do Vale do Cariri, no sul do Ceará, e depois continua em Fortaleza, entre 21 e 26 de novembro. A programação movimenta mais de 600 artistas de 11 países, em espetáculos de teatro, literatura, música e audiovisual, excursões gastronômicas, debates e oficinas. As apresentações devem atrair cerca de 300 mil pessoas à região.

No Vale do Cariri, o público pode acompanhar a programação em espaços culturais, praças e escolas nas cidades de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha e Nova Olinda. Durante o evento outros 11 municípios da região recebem apresentações itinerantes, formando o Circuito Patativa do Assaré. Os espetáculos trazem artistas de Portugal, Argentina, Uruguai, Finlândia, França, Colômbia, Cabo Verde, Cuba, Espanha e Alemanha, além de grupos do Brasil.

Na programação, a Mostra SESC Cariri de Cultura apresenta uma variada interação entre o espectador e os artistas. Em várias apresentações, eles descem do palco e transformam o público em parte do espetáculo. Ainda mais ousada, a peça teatral Bineural-Monokultur, dos argentinos Ariel e Christiane, usa como locações as próprias casas dos espectadores. O Grupo Pedras de Teatro, do Rio de Janeiro, convida o público a se sentar à mesa de jantar durante a apresentação do espetáculo Mangiare.

Durante a Mostra ocorre ainda o seminário Arte e Pensamento – A Reinvenção do Nordeste. A conferência acontece entre os dias 16 e 19 em Juazeiro do Norte e promove palestras sobre as produções artísticas e culturais da Região Nordeste na atualidade. Entre os convidados estão Daniel Lins, filósofo e professor associado da Universidade de Paris, e Durval Muniz de Albuquerque Jr., pós-doutor em história pela Universidade de Barcelona.

No encerramento da Mostra na região do Cariri, em 20 de novembro, diversos artistas participam do OverDoze. O evento acontece em Crato, com programação variada durante 12 horas ininterruptas. Com espetáculos de várias linguagens, o OverDoze traz um compacto do que foi apresentado nos dias anteriores. Em Fortaleza, o público se despede da Mostra no dia 26 com uma aula-espetáculo do escritor pernambucano Ariano Suassuna, no CineSESC São Luiz, e com diversas apresentações na Praça do Ferreira, ponto central da cidade.

Acesse AQUI a programação completa.

Fonte: SESC

Não tem jeito não: Tom agressivo de Dilma em entrevista preocupa governo - postado por José Sales

No momento de maior esforço para a reconstrução da imagem pública da pré-candidata petista à Presidência, causou preocupação no núcleo do governo e no partido a entrevista concedida pela chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, na quinta-feira, quando falou sobre o apagão que ocorreu esta semana.

Segundo integrantes da cúpula do PT e do governo ouvidos pelo GLOBO, Dilma exagerou nas ironias e no tom professoral, o que explicitou para o público uma imagem de autoritária, arrogante e até agressiva.

A entrevista serviu, no comando da pré-campanha, como um alerta de tudo que ela não deve fazer nos próximos 11 meses. Um ministro chegou a lembrar que foi esse tipo de comportamento mais enfático, e até explosivo, que prejudicou o ex-ministro Ciro Gomes (PSB) na eleição presidencial de 2002.

Nos últimos meses, os marqueteiros do governo e do PT iniciaram um trabalho para suavizar a imagem pública de Dilma, tornando-a mais simpática à opinião pública, e tentando tirar a forte característica, que eles dizem ver nela, de "gestora sisuda e implacável".

Fonte: O Globo/ De Gerson Camarotti

Distrito de Ponta da Serra será contemplado com o “Cinturão de águas”


Como é sabido, a Bacia do Salgado é responsável por boa parte do abastecimento de água da Região do Cariri, sendo, portanto, o portal de entrada da integração de bacias do Ceará com o Rio São Francisco. O Salgado tem como seus principais afluentes, o Carás, o Batateiras, o Granjeiro e o Salgadinho. Neste sentido, é importante que se levante uma discussão sobre o assunto.Há alguns meses, o Governador Sid Gomes lançou o Plano de Ações para a Convivência com a Seca, que atenderá a cerca de 150 municípios cearenses. Na oportunidade o Governador anunciou o início de uma obra para mais de 20 anos, que é o “CINTURÃO DE AGUAS DO CEARÁ ( CAC), que ele classificou como sonho que terá seu primeiro passo dado nesta gestão, com elaboração do projeto da primeira etapa, entre Jati e Cariús. São 160 quilômetros de extensão orçados em R$ 3,2 milhões que visam ao aumento da garantia de oferta hídrica para todo o Estado.
A idéia é que o Cinturão se una à transposição do Rio São Francisco e acabe definitivamente com o problema da falta d´água no Ceará. O eixo contornará o Estado passando pelo seu interior através de túneis, adutoras e derivações que alimentará açudes, inclusive na Região Metropolitana de Fortaleza. Um dos pontos contornará a Chapada do Araripe, enquanto outro chegará ao Cedro, considerado o açude de difícil acumulação de água. Clique aqui para ter mais informações sobre a matéria (http://www.mi.gov.br/comunicacao/clipping/corpo.asp?id=23254).
Sobre este assunto, o Diário do Nordeste de 12.09.2008 publicou o seguinte:“A concorrência pública para contratação da empresa que elaborará o projeto definitivo do primeiro trecho do Cinturão de Águas do Ceará será no dia 6 de outubro, na sede da Procuradoria-Geral do Estado. Pelo menos três empresas já manifestaram interesse em concorrer. Esse primeiro trecho nasce no município de Jati, por onde chegarão as águas do rio São Francisco ao Ceará, e se estenderá por 160 quilômetros até Cariús, levando água para uma das regiões mais secas dos Inhamuns”. O projeto “Cinturão de Águas do Ceará (CAC)” se constitui de um grande sistema gravitário de canais que, se originando praticamente na entrada no Ceará do chamado Eixo Norte do Projeto de Transposição de Águas do Rio São Francisco para o Nordeste Setentrional, à altura da cidade de Jati na cota da ordem de 480m, permitirá a adução das águas transpostas para a maioria do território cearense, inclusive para as regiões mais secas do estado, bem como para aquelas de potencial turístico e econômico.Ele será formado por um Canal Principal que margeará a Chapada do Cariri, aproximadamente no sentido leste-oeste, para depois, com diretriz sul-norte, atravessar as bacias do Alto Jaguaribe e Poti-Parnaíba, atingindo a bacia do Acaraú um pouco a montante da cidade de Tamboril, totalizando cerca de 545km; no seu caminhamento ainda permitirá derivações de porte para a bacia do Banabuiú, com utilização de túneis.
Quando associado aos traçados do projeto de transposição, do Eixo de Integração e do Canal do Trabalhador, o CAC estabelecerá um verdadeiro cinturão de águas que contornará a grande maioria do território cearense com uma configuração espacial muito próxima daquela do próprio Estado.
Esta semana a população de Ponta da Serra foi pega de surpresa com a presença de técnicos da empresa responsável pelos estudos topográficos do referido projeto. Segundo informações destes, o Canal do Cinturão de águas do Ceará, vindo de Jati CE, em nosso distrito, irá margear a serra do juá no sentido de Monte Alverne ,seguindo por Nova Olinda até alcançar o rio Cariús.
Dessa forma, conclui-se que as águas deste canal oriundas do rio São Francisco irão, certamente, perenizar, no município de Crato, os rios Grajeiro, Batateiras e Carás, visto que as mesma cortarão as nascentes dos referidos rios.


POR Antonio Correia Lima( FONTE: http://www.mi.gov.br/comunicacao/clipping/corpo.asp?id=23254 E Diário do Nordeste).
NOTA: Foto ilustrativa

A Cultura Popular do Cariri está de luto


Sr. Veloso, o Pavão, ladeado pro Tiago Santana
e Rosemberg Cariry

Faleceu hoje, por volta das 5hs da manhã, o Senhor José da Costa Veloso da Costa, aos 87 anos de idade. Conhecido por Pavão e Animador do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha, José Veloso era filho de Melquíades Veloso, um antigo "Capitão do Pau da Bandeira". Começou a participar do carregamento do pau da bandeira aos dez anos de idade. Com o tempo passou a ser o Animador do Pau, como era chamado pelos carregadores e admiradores.

José Veloso, o Animador do Pau da Bandeira, era um autêntico representante da cultura popular de Barbalha e do Cariri. Homem simples, filho natural de Barbalha, durante muito tempo trabalhoou como freteiro e chapeado, transportando mercadorias de Barbalha para Juazeiro do Norte. É um filho ilustre que Barbalha perde, mas que viverá para sempre na memória de todos os barbalhenses e amantes da cultura popular tradicional.

Mesmo com sua idade avançada, Senhor Veloso animava os carregadores do pau da bandeira, com suas músicas e tiradas. Vejamos algumas:

Primeira:
“Maneiro-pau, maneiro-pau,
- aí todo mundo responde:
dê de lá que eu dou de cá,
maneiro-pau, maneiro-pau,
mas quem perdeu foi Alencar,
maneiro-pau, maneiro-pau.
Agassi chamava Ana,
maneiro-pau, maneiro-pau,
e o [Doisi] chama Luzia,
maneiro-pau, maneiro-pau.
Do burro espero um coice,
maneiro-pau, maneiro-pau,
e meu palpite é ventania,
maneiro-pau, maneiro-pau.”

Segunda:
“Um f com um r e um a, (todo mundo diz) fra,
e um f com um r e um e, (todo mundo diz) fre,
e um f com um r e I, (todo mundo diz) fri,
e um f com um r e um o, (todo mundo diz) fro,
e um f com um r e um u, (todo mundo diz) fru.
Fra, fre, fri, fro, fru. E levantemos o pau da bandeira.”

Terceira:
"E abre a roda gente (todo mundo acompanha)
ô chiu, chiu, chiu
vamos todos festejar,
ô chiu, chiu, chiu
cavaleiros troca os par,
ô chiu, chiu, chiu
na porta do meu currá,
ô chi, chi, chiu
lá vem a lua saindo,
ô chi, chi, chiu
por cima do pitangá,
ô chi, chi, chiu
nem é lua, nem é nada,
ô chi, chi, chiu
é os ói de carandá,
ô chi, chi, chiu.”

Em maio último, por ocasião do II Congresso Cearense de Folclore e I Seminário sobre Cultura, Religiosidade e Festas Populares do Cariri, o Centro Pró-Memória de Barbalha Josafá Magalhães prestou uma homenagem ao Senhor Veloso, concedendo-lhe a Comenda Vicente de Moça. A seguir dois registros desse momento.

Sr. Veloso canta suas músicas

Sr. Veloso recebe das mãos de Celene Queiroz
a Comenda Vicente de Moça

A Cola do Henrique – por Carlos Eduardo Esmeraldo

Nesta sexta-feira 13, eu e Magali participamos de um agradável jantar, a convite do nosso amigo e meu ex-colega do velho Colégio Diocesano do Crato, José Henrique Vieira da Cruz, que nos anos sessenta era conhecido em todo o Crato por “Henrique da Pernambucana.” Para nós, seus colegas do Diocesano, ele era simplesmente o “Nêgo Henrique”, cheio de bossa, criador da “Charanga da Pernambucana” que animava o carnaval de rua cratense. Também foi o fundador da “Sociedade Esportiva Buchada”, uma entidade que, como o nome bem sugere, reunia todos aqueles que gostavam de jogar futebol de salão, mas por jogarem com uma bola bem “quadradinha” eram injustamente relegados pelo selecionado do colégio.

Henrique relembrou para nós muitas histórias daquela época que vale a pena contar. Uma delas era sobre uma “cisma” que Monsenhor Montenegro tinha com ele. Diretor do Colégio e nosso professor de Inglês e OSPB, apesar de austero, o monsenhor tinha muito carinho pelos seus alunos. Para ele, “Henry”, como assim o chamava, “pescava” nas provas de suas duas disciplinas. E tinha toda razão.

Naquela época as carteiras escolares eram para dois alunos, o que possibilitava a visualização de tudo aquilo que o colega ao lado escrevia. Henrique sentava-se na mesma carteira com um colega estudante de inglês no IBEU, cujo programa era bem mais avançado. Os dois combinaram que fariam um acordo de permitir que um pudesse “olhar” o que o outro escrevia. Nas provas de inglês Henrique copiava quase tudo que o colega escrevia, com o cuidado de cometer alguns erros de propósito, de modo a tirar uma nota um pouco inferior que à do colega. Após a prova corrigida, eram devolvidas aos alunos com a respectiva nota. Numa delas, Henrique recebeu sua prova sem nota. Foi perguntar ao monsenhor por que sua prova não estava corrigida. “É a mesma prova do seu colega do lado. Na próxima eu quero ver você colar. Vai se sentar sozinho, bem aqui na minha frente.” Disse-lhe o monsenhor, sob protestos do Henrique de que havia uma questão em branco. O desafio foi lançado. Como não havia mais nenhuma prova de inglês, a seguinte seria de OSPB. Na véspera dessa prova, Henrique preparou uma cola num pedaço de papel um tanto quanto espesso, amarrou-o com uma liga presa na parte inferior da calça, de modo que a folha de papel ficasse rente as meias do sapato. Tudo ele programou, visualizando antecipadamente todas as possibilidades. No dia da prova Henrique disse ao colega: “Ele vai me chamar para frente e eu pego o teu livro de OSPB para levar comigo. Então ele vai me mandar deixar o livro na carteira.” Foi dito e feito conforme o programado. “Deixe o livro na carteira Henry. “Está pensando que hoje você vai colar!”– Disse-lhe o monsenhor. Era o que Henrique queria. Sentou-se numa carteira estrategicamente colocada ao lado da mesa do professor. Durante a prova, a cada descuido do monsenhor, Henrique puxava pela liga e copiava alguma coisa. Mas como antecipadamente dedicara um bom tempo para preparar o seu artefato de pesca, muita coisa havia aprendido e ia respondendo sem necessidade de colar.

No dia da entrega das provas o monsenhor exclamou: “Estão vendo! Quando o Henry quer, ele estuda!” A classe inteira soltou uma estrondosa gargalhada.

Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Vigas despencam sobre os carros no Rodoanel de SP

Três vigas de concreto despencaram de um viaduto em construção, no Rodoanel Mario Covas, em São Paulo.

Caíram sobre três veículos, dois de passeio e uma carreta. O acidente resultou em três feridos, já hospitalizados. Um deles em estado grave. Quem viu ficou chocado.

Deu-se na noite desta sexta (13), pouco depois das 21h. O governador tucano José Serra chegou ao local, de helicóptero, por volta de meia-noite.

Disse que, diante do ocorrido, "a boa notícia” é que não houve “vítimas fatais”. Assista abaixo.

Chama-se Dersa (Desenvolvimento Rodoviário) a empresa que gere a obra. Segundo informa, integram o consórcio responsável pelo canteiro a OAS e a Mendes Júnior.

O acidente ocorreu num viaduto que está sendo erigido sobre a Rodovia Régis Bittencourt. Pronto, ligará os trechos oeste e sul do Rodoanel.

Entre maio e julho do ano passado, auditores do TCU varejaram o empreendimento. Detectaram modificações inquietantes no projeto básico da obra.

Coisas assim: redução do número de vigas em pontes, troca de estacas metálicas por pré-moldadas e substituição de areia por brita nos muros de contenção.

O relatório do tribunal anotou: "Assim, usaram menos material de construção, mas receberam o mesmo dinheiro".

Suspeita-se que o acidente desta sexta tenha ocorrido porque uma das vigas rachou.

Ouça-se o diretor de engenharia da Dersa, Paulo Vieira de Souza:

"Já lançamos mais de 300 vigas como essas até agora. Houve uma ruptura e, com isso [as vigas], caíram do apoio".

Serra disse o óbvio: “Houve falhas”. E prometeu investigar. Cuidarão da apuração o DER e o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas).

Nas últimas 48 horas, Serra frequentara a boca do palco cobrando explicações do governo Lula sobre o apagão de terça-feira (9).

Agora, é Serra quem terá de prover meia dúzia de esclarecimentos à bugrada. Por que caiu? De quem é a responsabilidade? Qual será a punição?

Escrito por Josias de Souza

Postagem: Océlio Teixeira de Souza
Fonte: Folha Online/Blog do Josias

Plebiscito no escuro

Por ClaytonPostagem: Océlio Teixeira de Souza
Fonte: O POVO Online

Enquanto o Governador Serra admite falhas no Rodoanel... - postado por José Sales

Enquanto o Governador Serra admite falhas no Rodoanel...

O Governador de São Paulo, José Serra (PSDB), admitiu neste sábado (14) que houve falhas nas obras do Rodoanel, que provocaram um acidente desta sexta-feira (13) no km 279 da Régis Bittencourt. Por volta das 21h10, três vigas de concreto caíram sobre veículos, deixando três pessoas feridas. De acordo com Serra, o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo (DER) e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) vão apurar as causas do acidente.

“Houve falhas que levaram a isso e tudo vai ser investigado”, afirmou. Serra classificou o episódio como “lamentável” e disse que sua maior preocupação quando soube do ocorrido era que houvesse vítimas fatais no local. A causa mais provável do acidente, segundo Paulo Vieira de Souza, diretor de Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), foi a ruptura de uma das vigas de concreto, o que causou um efeito dominó.

E pasmem senhores, com as ordens dadas pelo Governador Serra, imediatamente após o acidente, vistas em cadeia nacional às 11hs da noite, do próprio local do acidente temos: A pista sentido São Paulo da Rodovia Régis Bittencourt foi totalmente liberada por volta das 10h20 deste sábado (14), cerca de 12 horas após o desabamento das três vigas das obras do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas. A concessionária Autopista Régis Bittencourt, que administra a rodovia, informou que as vigas que se encontravam na pista foram demolidas e retiradas da pista. Após a retirada, foi realizado o reparo no pavimento e a limpeza do local.

Fonte: Revista Época/ Brasil

Comentário da postagem: Por outro lado, o "staff" do Governo Federal pretende varrer o episódio do "Apagão da Garoa", acontecido após uma chuva de média intensidade no interior de São Paulo, para "debaixo do tapete", irritando até o próprio Presidente Luís Inácio Lula da Silva que "mandou" apurar os fatos. Precisa ver se o Ministro Edison "Sarney" Lobão das Minas e Energia, se o Eng. José Antonio Muniz "Sarney"Lopes/ Presidente da Eletrobrás, se o Eng. Astrogildo "Sarney" Quental da Diretor da Eletrobrás, se o Ex-Ministro Silas "Sarney" Rondeau e se o próprio Fernando Sarney , vão mudar de postura.

Memória Política - 1

Jáder Barbalho preso em 2002

Lula e Jáder em 2006

O presidente Lula beijou a mão de Jader Barbalho

O título acima não pretende, é claro, ser noticioso. Todo mundo sabe, exceto algum possível ex-lulista, que pode agora estar internado numa clínica para pacientes mentais com amnésia traumática, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sim, aquele mesmo, beijou a mão de Jader Barbalho, que desta vez não estava algemada. Na mesma ocasião, gabou-se alegremente de haver dado uma aula de ciência política, não só com esse gesto, mas com sua convivência amiga com muita gente de que até ele mesmo, em sua possível condição de presidente mais traído “na História deste país”, dizia ter-se afastado.

Não, o título é para reforçar uma família de provérbios que me tem sido muito útil vida afora. Quem te viu, quem te vê; nada como um dia depois do outro; o mundo dá muitas voltas; e, finalmente, os dizeres proféticos do Barão de Itararé: “queres conhecer o Inácio? Coloca-o num palácio”. Se me contassem sem confirmação, eu duvidaria, acharia má vontade excessiva contra Lula. Se fosse eu a contar, um petista aguerrido poderia querer até me justiçar, por crime de lesa-santidade. Mas agora está aí, Lula beijando a mão de Jader.

Deve ser a segurança da vitória que o faz ver-se no direito de afrontar não só o seu passado, já suficientemente enxovalhado, como aqueles a quem devia respeitar e nestes não incluo somente os que o têm em alta conta ou o aprovam, mas todos os brasileiros. Deboche também não, curtir assim com a cara da nação já está demais. Que é isso? Nenhum princípio vale mais? Nenhuma convicção resiste à conveniência, a ponto de o presidente, segundo expressão literal de petistas e mais ou menos dele também, beijar a mão que mexe na merda? Pois, se não se pode fazer política sem meter a mão na merda, muita merda haverá de ter remexido Jader Barbalho e assim beijou merda o presidente — e eu me julgava pelo menos cidadão de um país onde o presidente não beija merda com tal desplante e desprezo por suas convicções, hoje se vê que mentirosamente apregoadas. Nós todos somos presididos por ele e merecemos respeito, não a desfaçatez de quem pode fazer o que quiser, inclusive essa cafajestada, porque nele não pega nem pode pegar nada, se bem que um dia depois do outro valha para todos e tudo.

Às vezes penso que ele está tendo um surto de mania, com a virtual garantia de sua reeleição e com o fato de que agora, para o campo dele, tudo que se diga ou faça contra ele é golpismo. Se, por um acaso hoje visto como praticamente impossível, ele perdesse a eleição, ah, seria golpe. Gozado que quem tem expressado idéias golpistas, bonapartistas, personalistas e antidemocráticas é ele, que devaneia com a durabilidade de uma ditadura africana, acha moleza administrar a China porque lá não há democracia e pensa até sonhadoramente num país sem Congresso, pois não satisfazem as medidas provisórias que ele disse que não ia usar, mas usa mais do que qualquer outro. As elites, contudo, não o suportam. Que elites, meu Deus do céu, pela enésima vez? Só se foi alguma grã-fina que o esnobou ou algum casamento de zilionária para o qual ele não foi convidado, porque as elites não só se dão bem com o governo dele, como vivem almoçando com ele e lhe tascando elogios por todos os lados. Mas a realidade não importa, o que interessa são as frases de efeito, para provar que a elite não tolera ser governada por um operário, afirmação claramente desmentida pelos fatos, a não ser pela alegável circunstância de que não há governo nenhum e, portanto, nada pode existir contra ele. E serve para o caso da improbabilíssima derrota dele, que, se sobrevier, terá sido porque as elites manipularam as urnas eletrônicas. Golpismo óbvio. Ou seja, tudo o que não interessar à reeleição de Lula é golpismo. E, se ele perder, o povo (ele dispõe de apoio de movimentos organizados e experientes em trazer o “povo” para as ruas) virá pôr as coisas em seu devido lugar.

Não fiquei nem um pouco impressionado com o caso do dossiê ou dos ministros cujos telefones estavam grampeados. O caso do dossiê já foi devidamente classificado com o rótulo oficial da campanha Lula para qualquer oposição: golpismo. O presidente e seu partido já emitiram o que podia tornar-se o moto do governo: não vi nada, não sabia de nada. Além disso, nada mais chama a atenção, neste clima em que os modernos palácios de Brasília parecem conter socavões sinistros, cafuas enfumaçadas e malcheirosas, escondendo em cada canto uma manobra delinqüente, furtando o país ou desmoralizando suas instituições. De repente aparecem figuras surgidas não se sabe de onde, com nomes estranhos como Delúbio, Valdebran ou Gildemar, além de Freud, metidas nesse mesmo mundo penumbroso e miasmático a que nos vamos nos acostumando e descobrimos que essas assombrações fazem parte da máquina que está no poder e manda em nós. Isto já é parte da era Lula, que certamente já pode ser caracterizada como a era em que o gangsterismo mostrou abertamente sua cara em toda a nossa vida pública.

Não, tudo isso é triste e inquietante, mas, sinceramente, o beija-mão foi pior. Já desiludido com Lula e seu governo, já desanimado diante destas eleições tão chochas, pelo menos acreditava em alguma coisa. E acreditava que o presidente também acreditava em alguma coisa, não era uma massa amoldável a qualquer fôrma, um cínico capaz de debochar de todos os que puseram fé nele, até porque sabe que continuarão pondo fé, porque precisam dessa religião que erigiram. Não, não acho que o presidente deu uma aula de ciência política. Que aula eu sei que ele deu não poderia dizer aqui, porque seria xingamento, injúria que não posso cometer contra ninguém, muito menos o presidente da República. Mas acho que muitos de vocês também estão achando o que eu acho que ele é. E agora podemos dizer que já vimos tudo neste mundo.

Escrito por João Ubaldo Ribeiro, em 06 de outubro de 2006

Postagem: Océlio Teixeira de Souza

REFLEXÕES - O SER HUMANO, ONDE VAI PARAR? - Por Vicente Almeida


Aceitamos as sugestões da mídia, que entre em nossos lares sem pedir licença, nos estimulando a gastos sem controle.
Bebemos em excesso: Por vício, por desgostos e decepções, por que estamos com amigos ou por que estamos em uma festa e é de graça. Melhor seria que em qualquer situação, a bebida não ultrapassasse o limite da razão, mas somente uns poucos privilegiados pensam nisso.
Irritamo-nos facilmente: Tudo é motivo para uma pequena e ligeira agressão que às vezes pode tomar proporções incontroláveis. Perdoamos com dificuldade, mesmo sabendo que isto nos levaria à paz
Somos intolerantes demais: Quando detemos algum poder, o primeiro passo é mostrá-lo, humilhando o primeiro subalterno que nos incomodar. E às vezes o humilhado, entristecido pela sua incapacidade, engole em seco, pois precisa do emprego para manter a família. Exigimos tolerância, submissão. Cristo fez o inverso.
Falamos demais, até pelos cotovelos, mas são palavras sem coordenação emocional, portanto, sem valor. Amamos, (amamos?) ou fingimos. Quem ama conduz um raio de luz que gera paz e felicidade por onde passa. Odiamos às vezes, não uma pessoa específica, mas, o mundo. Criticamos tudo que é contrário aos nossos pontos de vista. Estamos sempre do lado oposto. Isto não é sabedoria ou inteligência, é uma autentica demonstração de irracionalidade.
Queremos sempre impor nossas verdades, sem ouvir e contrariando as verdades dos outros.
Deixamos a ganância subir à cabeça e a honra e o caráter descer aos pés.
Multiplicamos nossos bens materiais, mas reduzimos nossos valores morais.
Consideramos que a nossa qualidade de vida é boa por que temos mais dinheiro? E o que dizer da insegurança? E aqui não vamos acusar o Brasil isoladamente. O mundo inteiro está inseguro.
Dormimos mal. Durante o repouso noturno, o corpo trabalha distribuindo pelo organismo todos os nutrientes e energias necessárias para o dia seguinte. Noite mal dormida, é um convite ao estresse. Acordamos indispostos e às vezes muito aborrecidos e agressivos. Deus em sua infinita sabedoria, colocou uma noite entre dois dias para o corpo poder restabelecer suas energias.
um tempo para cada coisa. A corrida sem justificativa contra o tempo, é uma faca afiada dos dois lados, pode trazer benefícios ou danos incalculáveis. Ser paciente quando a solução não é possível segundo a nossa vontade, é o caminho mais seguro e sem traumas.
Visitamos a Lua, a 384.000 km, mas, temos dificuldade em cruzar 15 ou 20 m de uma rua para cumprimentar um vizinho.
Purificamos o ar usando toda a tecnologia disponível, mas esquecemos de despoluir a alma que não precisa de tecnologia. Só precisa distribuir amor e perdão.
Fomos capazes de dominar uma das menores partículas da matéria universal; O invisível átomo, mas não conseguimos (ainda) dominar a colossal e visível barreira dos preconceitos.
Escrevemos demais, e no meio há muita matéria podre com a capacidade de poluir e agredir nossa visão e nossos sentidos, além de levar danos aos nossos incautos jovens. Parece até que a intenção desses imprudentes que se dizem jornalistas, escritores e profetas, é levar o pânico ao povo. Eu particularmente tenho muita pena quando me deparo com escritos produzidos por mentes em evolução e ainda desviados de sábios e honrados conceitos.
O Falar não é diferente, é bem pior do que o escrever, quando nos utilizamos do fabuloso dom da voz para agredir. Dói bem mais: nos filhos, nos pais, nos esposos ou nos amigos, pois é dirigida pessoalmente de agressor a agredido. Aqui esquecemos a máxima irreversível de Cristo “A cada um será dado segundo as suas obras”. Usando o mesmo texto, um sábio traduziu assim: “Trate bem as pessoas quando estiver subindo, pois, tornarás a encontrá-las quando estiver descendo”
No decorrer do tempo, materialmente o homem evoluiu bastante. A tecnologia superou as expectativas. Podemos dar a volta a terra em 90 minutos. Assistimos do nosso sofá as bombas explodindo e eliminado vidas pelo mundo a fora. A TV trocou a ficção pela realidade;
Ao mesmo tempo o homem esqueceu seu lado espiritual. Esqueceu do nosso Criador, e esse esquecimento ou omissão o levou a idolatria. E seus ídolos hoje são: O Dinheiro, as drogas, a TV; O computador (quando usado para fins não educativos); As revistas e livros pornográficos; As piadas indecorosas e degenerativas do ser (e aqui a TV é imbatível); As notícias sobre violência.

FINALMENTE CHEGAMOS A ÉPOCA:

De divórcios sem limites;
Da brutalidade medieval e sem fronteiras no assassinato de crianças, (abortos) cujos autores são aplaudidos de pé pelas técnicas utilizadas e apresentadas em palestras. São aplausos do inferno. Como pode: Milhões torcendo contra um indefeso feto – é uma luta inglória. São os horrores da nossa era;
De casas elegantes e lares sombrios e despedaçados;
De filhos insolentes e pais omissos e submissos;
De moral descartável. Basta o aceno de uma vantagem financeira. E criticamos por que os eleitores recebem óculos e dentaduras por um voto;
Dos cérebros medíocres e das drogas que fazem de tudo: Inspiram prazer, acalmam e... MATAM;

QUERIA LEMBRAR

Que: Até hoje, não foi inventado bem maior do que um filho. Se for regado com carinho, amor e bons exemplos teremos orgulho dele.
Que: Precisamos ser para o filho, seu melhor companheiro, seu melhor amigo, seu confidente sem nos deixar escravizar por suas vontades, nem aceitar passivamente seus excessos. O excesso elimina a qualidade.
Que: Um abraço carinhoso em seus filhos, nos pais, ou num amigo, não lhe custa um centavo sequer, e a paz interior que se estabelece não tem preço.
Que: O melhor momento, ainda é aquele que passamos com as pessoas que amamos, pois, elas não estarão por aqui para sempre (nem nós).
Que: Dizer eu te amo: à sua companheira ou seu companheiro e às pessoas do nosso terno carinho faz os corações vibrarem e se encher de ternura.
Que: Um beijo e um abraço quando vêm de lá de dentro, curam a dor, “Por isso, valorize sua família e os amigos leais.” Não leve em conta alguma contrariedade que venha a sofrer. Isto faz parte do aprendizado.
Que: Cada passo que você dá em direção ao futuro é como se estivesse construindo uma ponte. Faça-a sólida, pois poderá retornar pelo mesmo caminho!
Que: A prudência é a mais sábia das decisões. Você jamais se arrependerá em adotá-la.
Que: Exigir dos outros é muito fácil, será que estamos cumprimos nossa obrigação com eles?

Segundo nosso entendimento, cada um recebe do Altíssimo, os dons e habilidades de que necessita para adquirir experiências e vencer seus próprios obstáculos no decorrer da sua existência. Se algo der errado, não terá sido por falta desses dons e habilidades, mas, por que o beneficiário desviou o seu curso. Vamos exemplificar (embora não seja necessário): O cantor recebe o dom da voz, o carregador, recebe a habilidade de desenvolver músculos fortes, o médico, recebe o dom e a capacidade de fazer verdadeiros milagres em cirurgias, o historiador, recebe uma memória privilegiada, o sábio, recebe o dom da paciência e suas palavras são cheias de poder e sabedoria. A mulher além de receber o dom da maternidade, onde por 270 dias, duas ou mais vidas estão intimamente entrelaçadas pelo amor, recebe também habilidades para exercer outras atividades no cotidiano. São 24 horas desdobrando-se entre esposo, trabalho e filhos.

Finalizo com este parágrafo: Há um formidável engano. O mundo não é dos mais espertos, é dos justos, só que eles não tomam de assalto. Sabem esperar... E não importa quanto tempo.
14/11/2009

Vem aí o "Bolsa-celular" - postado por Armando Lopes Rafael

(Fonte: VEJA)
Brasil
O caixa três das eleições de 2010
Governo planeja dar telefones no ano eleitoral

por Alexandre Oltramari

A eleição do ano que vem será a mais cara já realizada no país. Marqueteiros envolvidos no processo eleitoral calculam que só a campanha presidencial custará mais de 1 bilhão de reais. A cifra refere-se ao caixa um e, caso ocorra novamente, ao caixa dois – aquela prática celebrizada pelo ex-tesoureiro petista Delúbio Soares como "recursos não contabilizados" que o presidente Lula já disse que todo mundo faz. A estimativa, porém, exclui o caixa três. Caixa três? Trata-se daquele tipo de gasto público, sempre de caráter ambíguo, cujo principal objetivo é conquistar a simpatia e a gratidão dos pobres em ano de eleições. O caso mais recente de investimento com essa rubrica é a intenção do governo de oferecer um telefone celular a cada uma dos 12 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família, trunfo eleitoral do governo para o ano que vem. A ideia de distribuir celulares em ano de eleições partiu do ministro das Comunicações, Hélio Costa, pré-candidato ao governo de Minas Gerais. O Bolsa Celular, como o programa deve ser chamado, tem outra vantagem eleitoral. Ao custo de 2 bilhões de reais, ele será inteiramente bancado pelos contribuintes.

"A inclusão digital abre novas oportunidades de trabalho e aumenta a renda dos mais pobres", explica o economista Marcelo Neri, da Fundação Getulio Vargas (FGV). Mas, tal como foi planejado, o Bolsa Celular é apenas um truque eleitoral. Segundo Neri, cerca de 70% das famílias beneficiadas pelo Bolsa Família já têm celular. O resultado econômico, portanto, será quase nulo. O mesmo não se pode dizer de seu impacto nas eleições. De acordo com uma pesquisa realizada pelo economista Maurício Canêdo, também da FGV, 3 milhões de brasileiros votaram em Lula em 2006 apenas por causa do Bolsa Família. A fórmula tem dado tão certo que o governo pensa em expandi-la. O projeto do Bolsa Cinema, tíquete de 50 reais mensais para os trabalhadores assistirem à telona, tramita em regime de urgência no Senado. O governo quer distribuir o tíquete já no ano que vem. Deve ser porque em 2010, além de eleições, haverá a estreia de Lula, o Filho do Brasil, filme laudatório patrocinado por empreiteiras amigas do Palácio do Planalto. O governo não quer nenhuma sala vazia.

Nossos Parceiros - Mercadinho Matos


O
Mercadinho Matos firmou-se na cidade como um locais preferidos pelos Cratenses para fazerem as suas compras. Bons preços, excelente atendimento, e variedade. Produtos sempre novos, longe do prazo de vencimento. Tudo em: Cereais, enlatados, perfumaria, biscoitos, bebidas e frios em geral. MERCADINHO MATOS - O Prazer de comprar bem pelo melhor preço da cidade, com entrega em Domicílio. Rua Dr. João Pessoa, 73 - Fone (88) 3521-3893 - Crato - CE.

roda

Variedade...


IMG_5343


Qualidade dos Produtos...


IMG_5353

Dona Almina Arraes, uma das primeiras clientes do Mercadinho Matos:

IMG_5395

Na foto Abaixo: Os proprietários: Aluísio e Adiê

IMG_9021


mercadinho matos

Mercadinho Matos - A Sua melhor Compra !

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30