xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 26/10/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

26 outubro 2009

PRECARIEDADE DO TRANSPORTE ESCOLAR NOS MUNICÍPIOS DO CARIRI

Por: Francisco Leopoldo Martins Filho

A idéia de debuxarmos sobre este tema surgiu após percebemos a dificuldade de alguns gestores públicos em perceberem e tratarem o transporte escolar como instrumento fundamental para a garantia de uma educação de qualidade e após constatarmos a não aplicação da Lei que estabelece as condições do transporte escolar – seja por desconhecimento ou por falta de vontade política – o que podem resultar em inúmeras mortes que podem ser evitadas.

No que concerne aos Municípios do Cariri o transporte escolar é ofertado pelo Poder Público, boa parte em caminhonetes abertas e ônibus precários e inadequados para a segurança, saúde e dignidade dos alunos.

Tal situação periclitante é agravada pela falta de política governamental de expansão de escolas rurais de boa qualidade, obrigando ao governo local transportar os alunos para a zona urbana diariamente. Por não existir escola perto de casa, por falta de vaga nas diminutas escolas localizadas na zona rural, bem como por falta de segurança nos precários transportes escolar, acaba ocorrendo a exclusão educacional a que estão sujeitos crianças e adolescentes de classes sociais mais baixas. Vimos, assim, que o transporte escolar figura como importante elemento para a garantia da educação concorrendo para a aplicação de dois dos princípios do ensino: o da igualdade de condições de acesso e permanência na escola e da gratuidade do ensino público nos estabelecimentos oficiais, que não se reduz à não cobrança de taxas pelas escolas.

Não há como se falar em respeito ao direito à educação sem que se assegure o conjunto de seus elementos materiais constitutivos, dentre os quais destacamos a acessibilidade à escola.

Assim, o Poder Público tem como primeiro dever a oferta da escola perto da residência dos alunos, capaz de atender à demanda da comunidade onde está instalada. Inexistindo essa escola perto de casa, é dever do Poder Público ofertar transporte escolar gratuito e de qualidade para os alunos.


Por ser oportuno e conveniente, salientamos que a Lei 9.503/97 que normatiza e cuida do transporte escolar determina que os veículos devam ter um registrador de velocidade (tacógrafo), passar por duas vistorias especiais ao longo do ano, e possuir autorização especial expedida pelo Departamento Nacional de Trânsito – Detran, ou pela Circunscrição Regional de Transito – Ciretran, entre outras obrigações.
O direito de transporte escolar gratuito é assegurado pela Constituição Federal (Art. 208, VII), como também pelo Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA (Art. 54) e pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação - LDB (Art 4°), estando o Estado obrigado a garantir, através de programas suplementares, o serviço de transporte escolar.

A LDB, com as modificações oriundas da Lei n° 10.709, de 31 de julho de 2003, passou a determinar a responsabilidade de Estados e Municípios quanto ao oferecimento de transporte escolar. O sentido dessa inovação legislativa é principalmente encerrar a discussão quanto à competência desse serviço e sua universalidade, ficando Estados e Municípios, respectivamente, responsáveis por assumir o transporte escolar dos alunos de sua rede.

O transporte escolar é serviço de utilidade pública e direito público subjetivo, ficando evidente que o Poder Público deve oferecê-lo gratuitamente para crianças e adolescentes que não tenham escola perto de casa. Esse serviço tem também que ser de qualidade aceitável, para tanto, o Código Trânsito Brasileiro – CTB traz os requisitos mínimos que este transporte deve ter.

Destarte, esperamos que os Órgãos constituídos, Ministério Público, Detran, Cedeca e OAB intentem Ação Civil Pública com o objetivo de compelir os Municípios a prestarem o transporte escolar regular e adequado, em condições de segurança, conforto e dignidade, impedindo que se protraia no tempo a violação dos direitos das crianças e dos adolescentes pondo-os a riscos de vida.


Francisco Leopoldo Martins Filho
Pós Graduado em Direito Penal
Especialista em Reparação de Danos Morais
E-mail: leopoldo.advogado@ig.com.br

PT:Os Podres Poderes por Baixo dos Panos de uma Bandeira Menstruada- Por Wilson Bernardo!

SUCO DE ALMÔNDEGAS E CÓLICAS DE UMA MENSTRUAÇÃO PLANEJADA.
O pó blema...
Vereadores de Raposos (MG) pedem afastamento de Prefeito (PT) flagrado com crack.
A Câmara dos Vereadores de Raposos (MG) se reuniu na manhã desta segunda-feira e decidiu sugerir o afastamento do prefeito da cidade, João Carlos da Aparecida (PT), preso no domingo (25) após ser flagrado com três pedras de crack em Belo Horizonte. Ele foi liberado após prestar depoimento.Segundo informações da Câmara, os vereadores propuseram o afastamento por ao menos 180 dias. Caso o prefeito aceite a recomendação, o vice pode tomar posse ainda hoje, em sessão extraordinária. Até as 12h40, João Carlos ainda não tinha se pronunciado, segundo a Câmara.A prisão do prefeito ocorreu por volta das 12h de ontem, quando foi abordado por uma patrulha de rotina, no momento em que trafegava por uma rua do bairro Bonfim, informou a Rotam (Rondas Táticas Metropolitanas). A droga estava dentro de seu carro, um Fiat Uno cinza.Procurada pela Folha Online, à prefeitura confirmou a sugestão da Câmara e afirmou que os vereadores já se reuniram na manhã de hoje com o prefeito, mas destacou que o afastamento ainda não foi assinado por ele.
Wilson Bernardo(Bolnoticias & Fotografia wbpoemapostal)

O cantar do coração - Por: Emerson Monteiro



A literatura dos interiores distantes traz em si um charme especial de quem sofre sozinho em meio às coisas que acontecem longe, no dia-a-dia do código interno da vida sob sete chaves, na alma calada, indagadora, febril, viajante nas encostas dos relevos imaginários, em sobrevoos de largas praias, no seio do coração, paixão crua de viver isolado e amar ainda assim sozinho.
E nisso o poeta vira doutor de ciência inatingível pelos dedos da fria realidade. Peregrino de estradas desertas, examina cada urze e cada pedra às margens. Mergulha nos prados da alma, abre portas de castelos infinitos, abraça o próprio peito e consigo as multidões, mártir da mesma ausência que confronta barreiras e o tempo, suas brisas abissais de madrugadas insondáveis.
Criar do nada, sentir o pulsar das veias e decodificar palavras guardadas em gavetas bolorentas, atirar às futuras gerações punhados de sementes douradas. O poeta e o território dos homens, missionário das grandes navegações do furor dos indivíduos tempestuosos, espécie de cobaia no seu estado mais puro de ausências.
Raimundo Elesbão de Oliveira nos conta tudo isso em versos dotados de afirmações interrogativas de momentos agitados do ser. Suas aventuras espirituais as deixou gravadas em forma de notícia-tradução aos pósteros que só hoje revelam passos que deu na memória de uma época que se foi, a outras gerações, em formato de livro.
Artistas sonham. Amam. Artistas nutrem ideias, utopias, realidades tangíveis. Não lhes cabe produzir bombas, metralhadoras, aviões de combate, tanques, fome, divisões.
Hoje, ao seu tempo, a literatura propicia trabalhar a ciência nos seus níveis tantos, rumo ao potencial da infinita criação, transformando-os em seres válidos, amigos, irmãos entre humanos, a fim de construir sociedade nova, sem ganância ou competição exacerbada, livre dos atuais derramamentos inúteis de sangue. Tudo perpassa o senso do estético e disponibiliza constante mudanças de inspiração. E sentar e transferir ao papel valores dignos, naturais, democráticos, das possibilidades em partilhar o amor com as outras criaturas, dando exemplo de clareza no que pese a luta insana cotidiana. A arte qual mágica de sonhos realizáveis pela força vital, a pleno dispor da fértil natureza, meios efetivos, abertos ao público em profusão de cores, distribuições, suportes.
Seus filhos e netos sentem a responsabilidade disso para com alguém inspirado, que foi o avô e pai consciente , a registrar contrito os refolhos grandiosos da paisagem íntima em palavras, gestos de interpretação, testemunhos inalienáveis do que presenciou no dedilhar das eras contínuas. Transferem com isso o compromisso de personalidade eminente para o seu meio, a cidade de Araripe, no Cariri cearense, com atitudes clássicas e visão avançada, chance única dos que viveram naquele contexto e não mais existem a não ser nas descrições esmeradas de Raimundo Elesbão, a deter a escritura de seu posto de observação, a corrosão da imperenidade dos séculos impacientes.
Falassem as pedras e restariam semelhante angústia de autores e suas palavras prenhes de poemas e extrema verdade.
Eis por tudo isso o que este livro (“A vida e o verso”, lançado no dia 24 de outubro de 2009, em Araripe CE) quer guardar, o melhor perfume notado de um senhor a um só tempo mestre, tabelião, conselheiro, filho, esposo, pai, avô, amigo, autor, em comunidade interiorana do sertão do Nordeste, escondida nos socavões da Serra do Araripe, cheia de tipos inesquecíveis, dignidade provinciana e inspiração à flor da pele, nos tantos mistérios de realidade multiforme. Estes versos lhes falarão disso com carinho e continuidade, esperança de que outros reavaliem o penhor do sonho de tempos ricos em paz e solidariedade brejeira.

"Resgate" mais que necessário - Por: José Nilton Mariano Saraiva

Grosso modo, sem necessidade de se apelar para as burocráticas definições oferecidas nos sites da vida, definiríamos “seminários” como eventos programados e destinados a se “discutir”, em profundidade, preferencialmente com a participação popular, temas e/ou personalidades de relevância, dentro de um determinado contexto histórico.
Uma particularidade: quando tal evento é organizado e conduzido com a competência e seriedade que se impõe; quando se privilegia o verbo “discutir” e não o “concordar” (de passividade); quando não se submetem os debatedores a amarras ou imposições de qualquer espécie (veladas, já que não publicizadas); quando a antecipada escolha das personalidades expositoras não contempla apenas e tão-somente os adeptos de um pensamento de via única; quando, enfim, não prevalece um “script” predeterminado, estamos diante de um seminário “contundente”, que tende a dá frutos, gerar dividendos, agregar conhecimentos, abrir horizontes.
Se, entretanto, existir uma certa tendenciosidade ou direcionamento; se prevalecer entre os atores envolvidos um certo engessamento ou passividade conveniente; se os participantes não puderem ousar ou fugir do antecipadamente “recomendado” pelos organizadores; se não houver a necessária diversidade de opiniões entre os debatedores; se, enfim, inexistir o contraditório, a interrogação, a dúvida, a profundidade necessária, estaremos diante de um seminário que, particularmente, rotularíamos de “garapa-com-açúcar”, cujo objetivo e tendência é a manutenção do “statu quo ante”, o “deixar-como-está-para-ver-como-é-que-fica”.
Um exemplo de seminário “contundente” foi o realizado recentemente em Missão Velha, aí no Cariri, quando, durante dias, foram expostas as vísceras (aqui usando uma figura de estilo) do cangaceiro Virgulino Ferreira, popularmente conhecido por Lampião. Pois bem, após debates e mais debates, divergências salutares, acirramento de ânimos, réplicas, tréplicas e o escambau, seus participantes chegaram à conclusão que Lampião não passou de um bandido sem escrúpulos, cruel e desumano e, não, como professavam e advogavam alguns adeptos, um mitológico herói da caatinga, defensor dos pobres e desvalidos, um Robin Hood tropical.
Já com relação ao seminário “garapa-com-açucar”, poderíamos rotular o realizado anos atrás, em Juazeiro do Norte, com o pomposo título de “internacional”, enfocando o Padre Cícero, quando o resultado ou conclusão poderia muito bem, por paradoxal que possa parecer, ter sido anunciado no próprio ato de abertura, tal a obviedade do diagnóstico proferido, no encerramento: o homem é santo, ninguém discute e estamos conversados, pt saudações. Assim, não importa que a Igreja Católica o tenha descredenciado e lhe proibido de representá-la, pública ou particularmente, acusando-o de charlatanismo (“exploração da credulidade pública, inculcando ou anunciando cura por meio secreto ou infalível”), tanto que a sua “principal obra” (o tal do “milagre da hóstia”) foi considerado um grande engodo, verdadeira farsa (palavras da Santa Igreja Católica); tampouco não se deveria levar em conta que a Igreja Católica pôs em dúvida seu modus operandi de atuar junto aos menos esclarecidos, já que os explorando em sua boa fé; ou que, em sendo de origem humilde e exercendo um ofício que não lhe propiciava uma remuneração satisfatória, haja se tornado um grande latifundiário; enfim, a impressão é que parece ter havido uma recomendação expressa de não se aprofundar na questão, a fim de se evitar certos constrangimentos.
Falta, no entanto, programar e realizar um seminário contemplando uma personagem incompreensivelmente esquecida pela Igreja Católica, criminosamente relegada ao ostracismo pelos fervorosos adeptos do Padre Cícero, convenientemente deixada de lado pelas autoridades competentes; referimo-nos, obviamente, à beata Maria de Araújo, uma mestiça humilde e pobre, analfabeta, cabelo curto, recatada, subnutrida, doente - muito doente - a ponto de expelir sangue pela boca, freqüentemente (é muito pouca informação disponível, para a dimensão da sua atuação na história).
Desde cedo “adotada” pelo religioso, que a abrigou e deu-lhe guarida em sua própria casa, Maria de Araújo, compreensivelmente, devotava-lhe irrestrita e cega obediência, sem medir conseqüências. Assim, presumivelmente, teria sido preparada e exaustivamente treinada para funcionar como única coadjuvante da peça teatral mais tarde conhecida como o “milagre de Juazeiro”, onde o Padre Cícero funcionava como ator principal, sob a direção do bruxo José Marrocos e apoio informal do Floro Bartolomeu (as “sessões”, tal qual as produções globais da atualidade, tinham dia e hora antecipadamente anunciados e eram difundidas além fronteiras, de sorte que caravanas e mais caravanas, dos mais distantes rincões, se formavam e viajavam dias e dias, para presenciar o tal do “milagre da hóstia”). E eles aconteciam, com precisão britânica, exatamente na hora marcada (ô santo poderoso). Assim, a farsa se propagou, ganhou o mundo.
Esquivo, rebelde, escorregadio, insuflador, anos-luz à frente dos seus contemporâneos em termos de matreirice, inteligência e perspicácia, Padre Cícero engendrou e pos em prática tal plano, com objetivos pessoais definidos, nem que para tanto sua pobre serva Maria de Araújo haja sido, paulatinamente, levada ao sacrifício, já que carcomida fisicamente pelo esforço descomunal em servir de instrumento de uma farsa com um só beneficiário: o próprio.
Resultado ??? A partir de então, e até os dias atuais, oficiosamente, na crendice popular, Padre Cícero já é um santo inconteste (tanto que Juazeiro tornou-se a potência que é hoje, em função, principalmente, da desumana exploração dos romeiros, induzidos por uma mentira grotesca); e, oficialmente, a Igreja Católica (em conluio com uma mídia cada vez mais corrupta), em razão de interesses eminentemente mercantis (ou instituição para dá valor ao vil metal), prepara-se não só para reabilitá-lo, mas, também, santificá-lo e beatificá-lo (é só uma questão de tempo, mas virá, não se preocupem). E aí, vão sobrar “padrinhos”, responsáveis por tal “reconhecimento”.
Mas...e a beata Maria de Araújo ??? Quando morreu ??? Onde morreu ??? Num leito hospitalar ??? Cadê o prontuário médico atestatório ??? Ou teria sido numa humilde cabana de taipa, à beira de alguma estrada da vida ??? Teria tido alguma assistência em seus últimos momentos ??? Ou se foi sozinha e abandonada ??? E o seu padrinho, onde se encontrava ??? Será que apenas as dezenas de “lencinhos” manchados de sangue são suficientes para que a lembremos ??? Mas, quem garante que o sangue é mesmo o dela ??? E o mais importante: QUAL A “CAUSA MORTIS” QUE A VITIMOU ??? E se tiver sido por problemas pulmonares, o tal “milagre da hóstia” ficaria irremediavelmente comprometido ??? Será que essa é a razão do silencio sepulcral, a respeito ???
Como se observa, são muitas (e sérias) as indagações pertinentes, que poderiam ser esclarecidas através de um seminário “contundente”, enfocando-a (Maria de Araújo), ao tempo em que tanto a Igreja Católica, como os adeptos do Padre Cícero, fariam desse ato um resgate histórico, uma profissão de fé, uma questão de justiça, mesmo que “post-mortem”, à humilde beata.
Quem desfralda essa bandeira ??? Ela, com certeza, merece !!!

Autoria e postagem: José Nilton Mariano Saraiva


Exemplares de 4 livros raros à venda em Crato

Postado por Armando Lopes Rafael


Encontra-se à venda na Livraria Apoio ( Rua Dr.Miguel Limaverde, 482, em Crato) quatro livros da Biblioteca Básica Cearense, reeditados pela Fundação Waldemar de Alcântara.
São eles:
- “O Cariri: seu descobrimento, povoamento, costumes”, de Irineu Pinheiro, que enfoca o descobrimento e o povoamento da região;
- “Algumas origens do Ceará”, de Antônio Bezerra, que trata de um trabalho documental sobre as origens do Ceará;
- “Scenas e typos”, de Rodolpho Theophilo;
- “Miscellanea histórica ou coleção de diversos escritos”, de João Brígido.
A Livraria Apoio dispõe de dez exemplares de cada dos livros acima alinhados, razão porque os interessados devem adquiri-los com a máxima brevidade.
A FUTURA DIREÇÃO DO PT CRATO E AS ELEIÇÕES DE 2012
Por Amadeu de Freitas


O Processo de Eleição Direta do Partido dos Trabalhadores que elegerá sua nova direção nos níveis nacional, estadual e municipal transcorre em um ambiente em que todas as lideranças têm consciência da importância das eleições de 2010, por isso todos unificados no apoio à candidatura da Ministra Dilma à presidente. O debate principal quando se trata de 2010 é em torno das alianças e do programa de governo.

Um novo mandato presidencial precisa aprofundar as conquistas dos dois mandatos do Presidente Lula. É preciso manter a política de controle da inflação, a política de juros baixos com incentivos para o crescimento do setor produtivo. O objetivo maior da política econômica deverá ser o de gerar empregos e distribuir renda. No campo social os direitos devem ser alargados para toda sociedade.

Para que o PT lidere com outros partidos um governo com um programa mais avançado na economia e nas políticas sociais faz-se necessário fortalecer seus laços com as bases sociais que o originou, a classe trabalhadora e qualificar sua militância através da formação política e da valorização dos organismos de base. Avança-se nas políticas de governo e fortalece o partido em sua política organizativa.

O PT tem consciência de que para transformar a realidade brasileira requer a participação política da sociedade. E essa participação terá que ocorrer em âmbito nacional e local. É nesse sentido que o debate em torno das eleições de 2012 se impõe como algo importante. Entendo que discutir com a sociedade e com as forças políticas comprometidas com um novo projeto de desenvolvimento e organização da cidade é um passo fundamental para um partido que se apresenta como alternativa de governo e de poder no município.

Há um pensamento comum entre as duas chapas que concorrem ao Diretório Municipal do PT do Crato que devemos ter candidatura própria para as eleições de 2012. Esse é um passo importante no sentido de construir a unidade do partido. A disputa se dá em torno das propostas de como trilhar esse caminho. Quanto à escolha do candidato isso não é problema, pois o PT já estabeleceu o sistema de prévias quando há mais de um filiado interessado em disputar um mesmo cargo majoritário.

Defendo que, no momento oportuno, o nome que tiver melhores chances de vencer a disputa, receba o apoio do conjunto do partido. Essas são condições suficientes para a consolidação da unidade do PT, para uma nova fase de organização interna e de disputa do governo municipal.

Amadeu de Freitas é membro do Diretório Municipal do PT do Cra

Do seriado "Coisas da República" - postado por Armando Rafael


Conselho decide fechar Fundação Sarney
MÁRCIO FALCÃO
da Folha Online, em Brasília
TATHIANA BARBAR
da Folha Online
O conselho curador da Fundação José Sarney decidiu fechar a entidade, que mantém, no Maranhão, o acervo do período em que o atual presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), ocupou a Presidência da República. A informação foi confirmada pela assessoria de Sarney e antecipada pela colunista da Folha, Mônica Bergamo.
A assessoria do senador negou, no entanto, que a decisão tenha partido de Sarney. A fundação teria sido fechada por problemas financeiros. Ainda não foi decidido o que será feito com o acervo. Procurado pela reportagem, o presidente da fundação, José Carlos Sousa Silva, disse desconhecer o fato e afirmou que as denúncias contra a fundação e contra Sarney são "preconceito" contra os nordestinos.
Em julho, uma reportagem publicada pelo jornal "O Estado de S.Paulo" informou que ao menos R$ 500 mil dos recursos repassados pela Petrobras para patrocinar um projeto cultural da Fundação Sarney teriam sido desviados para empresas fantasmas e empresas da família do senador. O dinheiro teria ido parar em contas de empresas com endereços fictícios e contas paralelas. O projeto nunca saiu do papel.
Segundo a reportagem, a justificação de um saque de R$ 145 mil foi feita com recibos da própria fundação. Outros R$ 30 mil foram para emissoras de rádio e TV da família Sarney para veicular comerciais sobre o projeto fictício. Na ocasião, Silva chamou de "leviana" as denúncias de que a fundação teria desviado R$ 500 mil da Petrobras para empresas fantasmas ligadas a família do peemedebista.
Ele negou, em nota, que as empresas sejam de fachadas e sustentou que fez "correta aplicação dos recursos". O presidente da fundação afirmou que a Petrobras acompanhou a execução do projeto cultural que foi patrocinado pela Lei Rouanet. Sarney disse, na ocasião, que a prestação de contas da fundação foi encaminhada ao Ministério da Cultura e que caberia ao TCU (Tribunal de Contas da União) investigar qualquer irregularidade. Ele afirmou ainda que não tinha responsabilidade administrativa sobre a fundação.
O estatuto da fundação, no entanto, derrubou versão do senador e disse que competia a Sarney presidir reuniões do conselho curador, orientar atividades e representá-la em juízo. Em setembro, um relatório do TCU sobre os repasses da Petrobras para a Fundação José Sarney aponta "regularidade da conduta da estatal". "Se há prejuízo ao erário federal, este se refere ao patrimônio da União e não o da Petrobras, sendo o Ministério da Cultura o órgão responsável pela avaliação das contas do ente beneficiário", disse o tribunal.
Fonte: Folha de S.Paulo
Postado por Armando Lopes Rafael

Greve dos bancários amplia conquistas sociais em prol da categoria



Crédito: Seeb Rio de Janeiro

Além do aumento real e melhoria da PLR, a pressão da greve nacional dos bancários arrancou várias conquistas sociais, como a ampliação da licença-maternidade para 180 dias, a isonomia de direitos para homoafetivos e avanços na igualdade de oportunidades. Esses direitos estão garantidos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2009/2010, assinada entre a Contraf-CUT e as entidades sindicais com a Fenaban. São importantes conquistas que fortalecem a luta da classe trabalhadora contra as discriminações no trabalho e na sociedade.

Ampliação da licença-maternidade para seis meses
Nos últimos anos, o movimento sindical intensificou campanhas em torno do tema e teve atendido a reivindicação de ampliar a licença-maternidade de quatro para seis meses, passando a ser uma cláusula na convenção coletiva. "Esta é uma conquista não só das mulheres como da sociedade, e em especial, das crianças. Isto porque falamos das futuras gerações e na criação de condições para o desenvolvimento de homens e mulheres mais saudáveis no futuro", declara Juvândia Moreira, secretária-geral do Sindicato dos Bancários de São Paulo.

Isonomia para homoafetivos
Pela primeira vez, foi incluída uma cláusula na convenção coletiva que assegura a isonomia de direitos para homoafetivos, que prevê a extensão do plano de saúde a parceiros do mesmo sexo em todos os bancos. Assim, os casais homoafetivos conquistaram finalmente o direito de serem tratados ou tratadas da mesma forma que os casais heterossexuais.

Igualdade de oportunidades
O acordo com os bancos traz novos avanços. Estão incluídas as diretrizes do Programa de Valorização da Diversidade, construído a partir do Mapa da Diversidade, onde consta, por exemplo, a democratização do acesso à população negra nos bancos e o encarreiramento das mulheres que somam quase metade da categoria. "Isto é fruto de uma longa jornada de lutas do movimento sindical, da qual as mulheres foram as verdadeiras protagonistas" aponta Denise Falkenberg, diretora da Federação dos Bancários do RS.

Fonte: Contraf-CUT

Onda que chora - Luiz Domingos de Luna*



Onda que chora

História dos papéis
O mouse a demarcar
Palavras que somem
Mas que vão voltar

A tela da história
Um trabalho a postar
Um instante eterno
Que não vai durar

Tudo a voar
Sempre escrevendo
De um tempo correndo
Não pode parar

Vida sumida
Na abstração
Vida já vivida
Em outra ilusão

No útero da terra
Vai transformar
Onda que passa
A outro repassa
Sempre a chorar

( *)Comentarista do blog do Crato- CE

TV Verde Vale Denunciada na Anatel - Por: Geraldo Sales


NE
- Alguém tinha de fazer! A TV Verde Vale tem alguma programação educativa e cultural, ou ela tenta ser apenas mais uma emissora comercial ? Pelo que se sabe, por lei ela era pra ser uma emissora EDUCATIVA.

Por Geraldo Sales

A Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) encaminhou ao Ministério das Comunicações denúncia contra a Fundação 15 de Agosto responsável pela Tv Verde Vale. A denúncia foi formulada pelo sr. João Bosco Gomes Leite (foto) presidente da Associação dos Técnicos em Imobilizações Ortopédicas do Ceará (ASTEGO) com sede em Juazeiro do Norte, sita na rua Senhora Santana, 621 - Salesianos.

No ofício de n° 1526/2009 a Anatel expõe que "foi encaminhada ao Ministério das Comunicações para as providências cabíveis, por se tratar de entidade regularmente outorgada para operar o serviço de Radiodifusão de Sons e Imagem, modalidade Educativa, no município de Juazeiro do Norte".

No entender do denunciante a Tv Verde Vale não cumpre sua função educativa. "Quais são os programas educativos veiculados por esta emissora? O que se vê, na realidade, são programas exatamente iguais, ou até piores, dos que são exibidos nas emissoras comerciais. Outra prática que nivela a Tv Verde Vale às emissoras convencionais, é a exibição de propaganda, o que é vetado por lei específica", ressalta o sr. João Bosco Gomes Leite.

No ofício da ANATEL, o segundo parágrafo informa que, para "esclarecimento adicional, favor contatar-nos por meio dos telefones supramencionados". Este telefones são: (85) 3304-3200 e fax - (85) 3257-1118.

Assina o documento o sr. José Everardo de Sousa Leite, Gerente Regional ER09 da ANATEL- Fortaleza-Ce. O ofício traz a data de 30 de setembro de 2009 e foi entregue pelo correio no dia 23 de outubro, sexta-feira passada.



Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31