xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 05/10/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

05 outubro 2009

Governo federal quer apresentar estatuto para internet


O governo federal quer uma regulamentação civil para internet, a fim de determinar a responsabilidade civil dos usuários e dos provedores, informa uma reportagem publicada na Folha desta segunda-feira (a íntegra está disponível para assinantes do UOL e do jornal). A abertura de canal para opiniões e argumentos sobre o que deveria ser regulado será feita por intermédio de um blog adaptado, cujo lançamento vai ocorrer até o final deste mês.

Os temas que o governo deseja discutir são responsabilidade civil de provedores e usuários, a privacidade dos dados, a neutralidade da rede (vedação de discriminação ou filtragem de conteúdo, seja política, seja econômica, seja jurídica) e os direitos fundamentais do internauta, como a liberdade de expressão. O blog colherá opiniões durante 45 dias. Além das discussões propostas para um marco civil para internet, a intenção também é enfraquecer a Lei Azeredo, para construir uma proposta criminal mais "enxuta". Alguns pontos da lei, no entanto, devem ser aproveitados --como a criminalização da falsificação de documentos eletrônicos.

Fonte: Folha OnLine

Menino do Malauí que construiu moinho de vento é tema de livro


A história verdadeira de um adolescente autodidata do Malauí que transformou a vida de sua família e de sua comunidade ao construir, com lixo, um moinho de vento para gerar eletricidade é tema de um livro que acaba de chegar às lojas nos Estados Unidos.O menino William Kamkwamba, que ganhou uma bolsa de estudos e hoje frequenta a faculdade em Johanesburgo, na África do Sul, tornou-se um símbolo para ambientalistas como Al Gore e líderes empresariais em todo o mundo.Uma foto sorridente do jovem, hoje com 22 anos de idade, foi capa da publicação americana Wall Street Journal. E para muitos, não será surpresa se o livro The Boy Who Harnessed the Wind (O Menino Que Arreou o Vento, em tradução livre), do jornalista novaiorquino Bryan Mealer, acabar transposto para as telas de cinema.

As conquistas de Kamkwamba são ainda mais impressionantes se considerarmos que ele foi obrigado a abandonar a escola aos 14 anos porque sua família não podia pagar as anuidades de US$ 80.Quando retornou à modesta propriedade da família no vilarejo de Masitala, no interior do Malauí, seu futuro parecia limitado.Mas esta não é mais uma história de potencial africano sufocado pela pobreza. O adolescente sonhava trazer eletricidade para seu vilarejo - apenas 2% das residências no Malauí possuem energia elétrica - e não estava disposto a esperar pela ação de políticos ou ONGs.Em 2002, a urgência era ainda maior, pois o país foi assolado por uma das piores secas de sua história, resultando na morte de milhares de pessoas. A família de Kamkwamba quase não tinha o que comer.

O adolescente continuou a estudar usando a biblioteca no vilarejo. Fascinado por ciências, encontrou, por acaso, em um livro caindo aos pedaços, uma foto de um moinho de vento. "Fiquei muito interessado quando vi que o moinho podia produzir eletricidade e bombear água", disse Kamkwamba à BBC News."Eu pensei: isso poderia ser uma defesa contra a fome. Talvez eu devesse construir um para mim". Quando não estava ajudando na plantação de milho da família, trabalhava no seu protótipo à noite, à luz de uma lamparina de parafina.As atividades do menino foram alvo de chacota na comunidade, que tem cerca de 200 pessoas. "Muitos, inclusive minha mãe, achavam que eu estava louco", ele relembra. "Nunca tinham visto um moinho de vento antes. Os vizinhos também estranhavam o fato de que Kamkwamba passava horas mexendo no lixo.

"Eles achavam que eu estava fumando maconha", disse. "Eu dizia que estava fazendo um trabalho (ritual de magia)". Kamkwamba construiu uma turbina usando peças de bicicletas, uma hélice de ventilador de trator e pedaços de canos de plástico, entre outros objetos."Levei alguns choques subindo naquilo (no moinho)", ele contou. O produto final, uma torre de madeira com 5m, balançando na brisa sobre o vilarejo, parecia pouco mais do que os devaneios de um inventor maluco.Mas as risadas dos vizinhos rapidamente se transformaram em admiração quando Kamkwamba conectou um farol de automóvel à turbina do moinho.Quando as hélices começaram a girar na brisa, a lâmpada se acendeu e o vilarejo ficou em alvoroço. Logo, o moinho de 12 watts estava bombeando energia para a família de Kamkwamba. E os vizinhos faziam fila para carregar seus telefones celulares.A lamparina de parafina deu lugar a lâmpadas elétricas, um interruptor e outros aparatos, tudo feito com restos de lixo.A história de Kamkwamba virou assunto de blogs no mundo inteiro quando o jornal Daily Times, de Blantyre, no Malauí, publicou um artigo sobre ele. O adolescente também instalou uma bomba mecânica movida a energia solar - doada ao vilarejo - sobre um poço. Tanques de armazenamento foram adicionados à bomba e a região ganhou, pela primeira vez, uma fonte de água potável.O moinho foi adaptado para 48 volts e sua base de madeira, comida por cupins, foi substituída por concreto. Mais tarde, Kamkwamba construiu um novo moinho, batizado de Máquina Verde, para bombear água e irrigar a roça da família.

Logo, visitantes estavam viajando quilômentros para admirar o "vento elétrico" do menino prodígio. Em 2007, Kamkwamba foi convidado para participar da prestigiosa conferência Technology Entertainment Design, na Tanzânia. Foi aplaudido de pé.Ele foi capa do Wall Street Journal e tornou-se um símbolo mundial, participando de conferências em todo o planeta. O ambientalista Al Gore declarou: "As conquistas de William Kamkwamba com energia eólica mostram o que uma pessoa, com uma ideia inspirada, pode fazer para combater a crise que enfrentamos".Hoje, Kamkwamba estuda na renomada African Leadership Academy, em Johanesburgo. O jovem disse estar determinado, no entanto, a voltar para sua terra e completar sua missão de trazer energia não apenas para o resto do seu vilarejo, mas para todo o Malauí."Quero ajudar meu país e colocar em prática o que aprendi", disse. "Tem muito trabalho para ser feito". O jornalista Bryan Mealer, autor de The Boy Who Harnessed the Wind, passou um ano acompanhando Kamkwamba para depois contar sua história."Passar um ano com William escrevendo esse livro me fez lembrar por que me apaixonei pela África", disse Mealer, que tem 34 anos."É o tipo de história que comove todo ser humano e nos faz pensar no nosso próprio potencial".

Fonte UOL

Círio de Nazaré deve reunir 2 milhões de pessoas em Belém

Manaus - A cidade de Belém (PA) está concluindo os preparativos para a festa religiosa do Círio de Nazaré, que acontece no próximo domingo (11) e deve reunir cerca de 2 milhões de pessoas. Segundo o governo do estado, a estimativa é que sejam injetados R$ 650 milhões na economia local. O Círio, em devoção à Nossa Senhora de Nazaré, é a segunda data comemorativa mais importante em vendas no Pará, perdendo apenas para o Natal. Os gastos com o evento, conforme os organizadores, devem ficar em torno de R$ 2 milhões. O valor é 16,03% maior em relação ao que foi investido em 2008. Nos últimos seis anos, o número de turistas que participam da festa aumentou pelo menos 10%, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Em 2004, a Agência Estadual de Turismo do Pará (Paratur) registrou a chegada de mais de 60,3 mil turistas para participar do Círio, sendo cerca de 4,4 mil estrangeiros. Dois anos depois, o evento reuniu aproximadamente 63,2 mil visitantes e, para este ano, a expectativa é receber mais de 66,2 mil turistas. O major Carlos Reis, do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, antecipou à Agência Brasil que o esquema de segurança adotado para esta edição do Círio de Nazaré deve ser o mesmo do ano passado. Em 2008 foi montada uma sala de monitoramento e apesar da grande concentração de pessoas o registro de incidentes foi considerado pequeno.

Motos, carros e lanchas são utilizados no trabalho de segurança. Tudo é feito em conjunto com as polícias Civil, Militar e com a Defesa Civil, sob coordenação da Secretaria de Estado de Segurança Pública. “Apesar do grande volume de pessoas, conseguimos que evento transcorreu dentro da normalidade e com segurança. E é isso que queremos repetir este ano”, afirmou o major. O Círio de Nazaré acontece tradicionalmente no segundo domingo de outubro, partindo da Catedral da Belém com destino a Praça Santuário de Nazaré, onde a imagem da santa fica exposta para veneração dos fiéis durante 15 dias.

O percurso é de 3,6 quilômetros e já chegou a ser percorrido em mais de nove horas. Durante a festa, uma réplica da santa percorre Belém e a região metropolitana em um total de 11 romarias. No próximo sábado (10) será realizada a romaria fluvial. Nessa ocasião, a imagem da santa será transportada de barco, entre Icoaraci e Belém - pela Baía do Guajará. O percurso pode levar até cinco horas para ser concluído.

Fonte: Agência Brasil

Amilton Som - A Maior Loja de CDs e DVDs do Cariri


Pensou em Som ? Pensou AMILTON SOM !


Não é à toa que o Blog do crato se orgulha de ter "Amilton Som" como um de nossos parceiros. Amilton Som é hoje a maior e melhor loja de CDs e DVDs do cariri, e com a maior diversidade, atendendo a todos os gostos musicais. E ainda na loja "Amilton Som", você conta com uma equipe para atendimento personalizado, a fim de tirar todas as suas dúvidas sobre os produtos. Vendas de PenDrives, Câmeras Fotográficas Digitais, Adaptadores Bluetooth, Wireless, CDs e DVDs vírgens, etc. "Amilton Som" também possui à sua disposição, o maior catálogo de Artistas Caririenses. Portanto, se você reside fora do crato, e deseja adquirir algum CD de artistas da região do cariri, entre em contato direto e faça sua compra. E você conta ainda com o "Banco Popular" para realizar todos os seus pagamentos com segurança e tranquilidade. Portanto, na hora de adquirir CDs e DVDs, consulte antes os excelentes preços de AMILTON SOM. Além do maior catálogo do Cariri, também o melhor preço. Quer publicidade melhor que a qualidade ?

O Maior acervo de CDs e DVDs do Cariri com os melhores preços!

A simpatia e atendimento de quem trabaha no ramo há mais de 35 anos...


Setor de Eletrônicos, com Pen Drives, Bluetooth, Pilhas recarregáveis, câmeras digitais...


Variedade para atender a todos os gostos!


Banco Popular, para fazer o pagamento de todas as suas contas!

Amilton Som - Sua melhor opção em CDs e DVDs
Empresa Genuinamente Cratense e Recomendada pelo Blog do Crato
Tel: (088) - 3521-3270

KI DROGA! DROGAS NAS ESCOLAS - Por: Cesar Mousinho


Todo mundo já tem uma idéia do significado da palavra droga. Em linguagem comum, de todo dia (“ah, que droga” ou “esta droga não vale nada” ou, ainda, “logo agora, droga”) droga tem um significado de coisa ruim, sem qualidade. Já em linguagem médica, droga é sinônimo de medicamento. O termo droga teve origem na palavra droog (holandês antigo) que significa folha seca, isto porque antigamente quase todos os medicamentos eram feitos à base de vegetais. Atualmente, a medicina define droga como sendo: qualquer substância que é capaz de modificar a função dos organismos vivos, resultando em mudanças fisiológicas ou de comportamento. Existem vários tipos de drogas para diferentes usos e que apresentam efeitos diversos. Essas drogas estão divididas em algumas categorias. Conheça abaixo algumas delas:
Depressores

- Álcool-Calmantes e sedativos (soníferos ou hipnóticos) drogas que causam sono: barbitúricos, alguns benzodiazepínicos.Tranqüilizantes ou ansiolíticos - acalmam, inibem a ansiedade: benzodiazediapínicos. Solventes ou inalantes: colas, tintas, removedores. Opiáceos ou narcóticos- aliviam a dor e dão sonolência. Xaropes: com codeína ou ziprepol.
Estimulantes

- Tabaco, Cocaína, crack e merla, Anfetaminas

Perturbadores De origem vegetal:

- maconha cogumelos (psilocibina) e plantas alucinógenas (mescalina) Anti-colinérgicos (lírio, trombeteira, zabumba ou saia branca)

De origem sintética:

- LSD-25 (“ácido”),Êxtase (ecstasy),Anti-colinérgicos (medicamentos)

Outras drogas de abuso: Esteróides anabolizantes

Quanto à freqüência do uso de drogas, segundo a OMS, os usuários podem ser classificados em:

* Não-usuário: nunca utilizou drogas;
* Usuário leve: utilizou drogas no último mês, mas o consumo foi menor que uma vez por semana;
* Usuário moderado: utilizou drogas semanalmente, mas não todos os dias, durante o último mês;
* Usuário pesado: utilizou drogas diariamente durante o último mês.

A OMS considera ainda que o abuso de drogas não pode ser definido apenas em função da quantidade e freqüência de uso. Assim, uma pessoa somente será considerada dependente se o seu padrão de uso resultar em pelo menos três dos seguintes sintomas ou sinais, ao longo dos últimos doze meses:

* Forte desejo ou compulsão de consumir drogas;
* Dificuldades em controlar o uso, seja em termos de início, término ou nível de consumo;
* Uso de substâncias psicoativas para atenuar sintomas de abstinência, com plena consciência dessa prática;
* Estado fisiológico de abstinência;
* Evidência de tolerância, quando o indivíduo necessita de doses maiores da substância para alcançar os efeitos obtidos anteriormente com doses menores;
* Estreitamento do repertório pessoal de consumo, quando o indivíduo passa, por exemplo, a consumir drogas em ambientes inadequados, a qualquer hora, sem nenhum motivo especial;
* Falta de interesse progressivo de outros prazeres e interesses em favor do uso de drogas;
* Insistência no uso da substância, apesar de manifestações danosas comprovadamente decorrentes desse uso;
* Evidência de que o retorno ao uso da substância, após um período de abstinência, leva a uma rápida reinstalação do padrão de consumo anterior.

É importante ressaltar que a violência escolar não vem desacompanhada de outros fatores. Não é algo que surge e termina dentro da sala de aula. É apenas uma das facetas dos variados tipos de violência que acercam o jovem diariamente: a violência familiar, social, estatal, verbal, física, comportamental, entre tantas outras. O aluno influenciado por tipos de violência em casa ou na rua é meio de transporte para que esta violência adentre as escolas. Um dos principais motivos da violência escolar está no uso e no tráfico de drogas (ilícitas ou não). Muitos alunos usam e comercializam drogas dentro e nas proximidades da escola. Isso também atrai maus elementos para os arredores das instituições.

“27% das escolas pesquisadas NO ESTADO DE São Paulo relataram que alunos portavam e consumiam bebidas alcoólicas durante as aulas. 19% das escolas foram invadidas por estranhos, com objetivo de furto, roubo, estupro, tráfico, de drogas. 18% acusaram porte ilegal de armas, por parte dos alunos.” A solicitação de um bom policiamento às autoridades, como se já não fosse um dever, pode ajudar. Às vezes, apenas a presença de uma viatura da Guarda Municipal já é o suficiente para intimidar possíveis problemas nas saídas das escolas e o comércio de drogas – pelo menos em frente aos portões. Aqui cabe a ressalva a nossa polícia é de Repressão e não de PREVENÇÃO. Um levantamento publicado pelo jornal argentino Clarín, no ano passado, mostra que o Brasil é o 3º em uso de cocaína na América do Sul,

“1,7% dos brasileiros matriculados no ensino médio já consumiram a droga.”

O Brasil perde apenas para a Argentina e para o Chile. Isso pode nos dar uma idéia de como o problema é grande. Mas, não é fácil nós terapeutas familiares vivencíamos muito isso, os pais descobrirem que seu filho-aluno se envolveu com drogas dentro da escola, municipal, estadual ou particular. Aqui em São Paulo, já temos clientes que estão processando as escolas e essas pagam os honorários para o tratamento dos clientes principalmente adolescentes. Não pensem que não atendemos filhos e netos de: Vereadores, Prefeitos, Deputados e Senadores, atendemos sim senhor. A diferença são as possibilidades de um rápido e bom tratamento dos outros mortais. Assim como também atendemos filhos e netos de professores e diretoras. Pais.....participem da escola,só ir mas reuniões de pais-mestres é muito pouco, tornem-se amigos dos professores de seus filhos.

Professores......inventem, criem, trabalhos de prevenção anti-drogas, Alunos......exijam, mais material, palestras, debates,visitem clientes de recuperação.

Por: João César Mousinho de Queiroz – Terapeuta Familiar – Forense
www.sosdrogasealcool.org

Oi, Telefônica e BrT ainda ignoram as novas regras de call center


As operadoras de telefonia fixa BrT, Oi e Telefônica apresentam uma série de irregularidades quanto ao cumprimento das regras impostas pela nova lei de call center, ou lei do SAC, aponta uma pesquisa realizada pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor). O estudo realizado entre os dias 21 e 24 de julho deste ano envolveu quatro ligações para cada uma das operadoras com o objetivo de avaliar a acessibilidade do serviço, a qualidade do atendimento, o acompanhamento das demandas e o procedimento para a resolução, além do tratamento dado ao pedido de cancelamento do serviço. Dos 31 critérios analisados pelo Idec, a Oi cumpriu menos da metade (14 quesitos), a Telefônica fez 18 pontos e a Brasil Telecom, que se fundiu à Oi, completou 21 pontos, mostra a análise publicada na revista do Idec, em setembro. O Decreto 6.523/08, que está em vigor desde 1º de dezembro de 2008, estabelece uma série regras para o SAC dos setores regulados pela esfera federal (entre eles o de telefonia), incluindo prazo máximo de um minuto de espera pelo consumidor e opção de acesso direto ao operador do call center no menu inicial"Quando o objetivo era cancelar o serviço, o desrespeito foi notável" destaca o Idec.

"Embora o Decreto determine que a solicitação deva ser atendida imediatamente e pelo primeiro atendente, os operadores não foram objetivos e tentaram dissuadir o consumidor do cancelamento." A qualidade do atendimento foi o que mais deixou a desejar, segundo a pesquisa. "Nenhum funcionário, por exemplo, soube explicar adequadamente sobre a portabilidade numérica, embora a medida esteja em vigor em todo o país desde março", afirma o instituto. Em relação à portabilidade, segundo o Idec, o atendente da BrT deu a informação incorreta de que o cliente deveria cancelar a linha antes de solicitar a portabilidade à outra operadora e não mencionou os documentos necessários para a mudança. Já o atendente da Telefônica afirmou ser papel da empresa para a qual o pesquisador estava interessado em migrar esclarecer as suas dúvidas. Na avaliação da entidade, as operadoras não investiram o suficiente para se adequar às mudanças, e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) peca na fiscalização e na punição. "Embora o SAC da BrT tenha obtido o melhor resultado, ainda está longe do ideal, visto que dez itens foram descumpridos", informa o Idec. Entre os destaques negativos, a operadora realizou transferências indevidas em ligações para cancelamento de serviço, que ocorreram nas duas vezes em que o pesquisador ligou.

A Telefônica, em segundo lugar, falhou ao exigir digitação do número do CPF do titular da linha antes de a ligação ser transferida ao atendente e não apresentar as opções de falar com um atendente, fazer reclamação e cancelar, no primeiro menu eletrônico, como determina a lei. Além disso, segundo a entidade de defesa do consumidor, o sistema de reconhecimento de voz da operadora não compreendeu a solicitação do pesquisador.A Oi apresentou o pior resultado no teste pelo atendimento inadequado em várias ligações. Em três delas, os primeiros atendentes disseram não ser aptos para resolver as demandas (inclusive cancelamento) e transferiram a ligação. "Para piorar, em algumas chamadas o segundo atendente pediu que o pesquisador repetisse sua solicitação", observa a análise do Idec.O número do protocolo de atendimento continua sendo um problema entre as concessionárias de telefonia, que não enviam a informação por SMS ou e-mail ao cliente, mesmo com o pedido do cliente. "Os atendentes também não tinham acesso ao histórico das demandas, e nenhuma das três empresas enviou a gravação das ligações ao pesquisador, o que é gravíssimo", aponta o Idec. A instituição conclui que "boa parte dos direitos do consumidor assegurados pela regulamentação é ignorada pelo atendimento das concessionárias de telefonia fixa.

"No final de julho deste ano, as operadoras de telefonia Oi e Claro foram acionadas pelo Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SNDC), órgão ligado ao Ministério da Justiça, pelo descumprimento à Lei do Call Center. Em agosto, as operadoras propuseram ao Ministério da Justiça um acordo envolvendo melhorias em seus serviços para evitar o pagamento da multa de até 300 milhões de reais para cada empresa.

Fonte Pc World

Longo caminho pela frente

O país do pré-sal, da Copa e das Olimpíadas ainda tem um longo caminho a percorrer.
O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), publicado nesta segunda-feira pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), mostra o Brasil na 75ª posição. Na América Latina, fica em 8º lugar, atrás de Chile, Argentina, Uruguai, Cuba, México, Venezuela e Panamá.

Fonte Blogo do O POVO/ Érico Firmo

Google corrige falha no Orkut e ferramenta do Facebook volta a funcionar


O Google afirmou que não bloqueou de forma premeditada a exportação de contatos da rede social Orkut, mas que a ferramenta sofreu uma falha na manhã desta sexta-feira (2/10), já corrigida pelos engenheiros do buscador.Em post no blog Data Liberation, o engenheiro Brian Fitzpatrick afirma que a indisponibilidade aconteceu durante "a integração de medidas adicionais de segurança" na exportação de usuários."A falha foi corrigida nesta manhã (...) e usuários podem novamente exportar seus contatos acessando a página Friends e clicando sobre o botão de exportação. Gostaria de me desculpar por qualquer incoveniência que possamos ter causado para usuários do Orkut", afirma Brian.A exportação de contatos do Orkut foi o canal encontrado pelo Facebook em nova tentativa para se aproveitar da popularidade da rede social do Google, em campanha iniciada nesta quinta-feira (1/10).Ao acessar o Facebook, um aviso convida os usuários a localizarem quais amigos na rede social do Google já estão inscritos no serviço criado por Mark Zuckerberg. "Você tem uma conta do Orkut? Veja se seus amigos do Orkut já estão no Facebook", afirma o alerta.Em maio, o Facebook já havido oferecido um botão para barra do navegador que, clicado, mostrava quais usuários do perfil do usuário no Orkut já estavam cadastrados também no Facebook.

Fonte PC World

O nacionalismo do PSDB

Em 24 de junho, um público de quase 3.000 pessoas lotou o teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, no histórico ato que lançou o manifesto nacional contra o acordo que cede aos Estados Unidos o direito de usar a base de Alcântara. Participaram, entre outros, Dorinete Cerejo (Alcântara), João Pedro Stedile (MST), Waldir Pires (PT), Leonel Brizola (PDT) e o brigadeiro Rui Moreira Lima. Reproduzimos, em seguida, a íntegra do manifesto:
“O mais antigo e legítimo princípio do exercício da soberania dos povos é a defesa da integridade do seu território. Princípio que lhe garante ação soberana inquestionável para desenvolvê-lo de maneira sustentável e oferecê-lo às gerações futuras.
O Governo Fernando Henrique Cardoso está ferindo este princípio, ao acatar as inaceitáveis condições impostas pelo governo dos Estados Unidos da América, para utilização da Base de Alcântara, no Maranhão. O Acordo de Salvaguardas Tecnológicas, assinado entre os dois governos, em maio de 2000, constitui-se numa peça que envergonha a diplomacia brasileira e num insulto à nossa soberania e inteligência.
É inaceitável para um país soberano, sob qualquer ponto de vista, admitir que a área da Base de Alcântara seja privativa da autoridade do governo dos Estados Unidos, garantindo-lhe total privacidade na circulação de pessoas e equipamentos.
O teor do acordo não nos deixa dúvida sobre as reais motivações geopolíticas e militares do governo dos Estados Unidos, ao exigir autonomia total em nosso território, justamente na entrada da Amazônia. E, sorrateiramente, este Acordo sepulta a possibilidade da Aeronáutica brasileira desenvolver um programa espacial autônomo e soberano.
Além disso, coloca em risco as comunidades de remanescentes de Quilombos que há mais de duzentos anos vivem na região.É indispensável um gesto de altivez do Congresso Nacional, ao apreciar os termos deste malfadado Acordo, visando restabelecer o pressuposto da Soberania Nacional.
Nós, cidadãos e cidadãs, atento(a)s aos princípios e a defesa da soberania nacional e conscientes do exercício da soberania popular assegurada pela Constituição da República, nos manifestamos, exigindo:
·Que o Congresso Nacional rejeite o Acordo.
·Que se busque uma solução justa e duradoura para que todos os brasileiros que vivem no município de Alcântara tenham seus direitos assegurados e possam trabalhar e melhorar suas condições de vida.
·Que seja assegurado o direito de nosso povo à investigação, à pesquisa, ao acesso e desenvolvimento de novas tecnologias pacíficas de exploração espacial.
Estaremos sempre dispostos a lutar contra os que, atendendo a interesses de grupos nacionais e estrangeiros, buscam fragilizar o primado da nossa soberania sobre o território nacional. Lutaremos, sempre e incansavelmente, por um Brasil socialmente justo, soberano e democrático.”
(Teatro João Caetano, Praça Tiradentes, Rio de Janeiro, 24 de junho de 2002)

Assis Chateaubriand e a Rádio Araripe do Crato - Por: Ivens Mourão


PROIBIDO FUMAR

Em agosto de 1951 os Diários Associados inauguraram a primeira rádio do interior cearense e uma das primeiras do Nordeste. O próprio Assis Charteaubriand foi para a inauguração. A casa do meu pai, na Rua Nelson de Alencar, era vizinha (parede com parede) com a Rádio Araripe. Lembro-me bem do Chateaubriand, num terno de linho branco, conversando com outras pessoas, em frente à minha casa.


Assis Chateaubriand inaugurou a Rádio Araripe do Crato


A Rádio Araripe tinha um bom auditório, que servia tanto para apresentação de filmes como para programas de rádio, com a presença de artistas famosos. O porteiro era, nada mais nada menos, do que o famoso “Zé Porrada”. Uma das suas características era integrar-se plenamente naquilo que estava fazendo. Era de vestir mesmo a camisa. Quando falava sobre a Rádio, era com tal entusiasmo que, se alguém não o conhecesse, pensaria que era sócio do Assis Chateaubriand.
Em certa ocasião, Orlando Silva estava na cidade para apresentação de um show, na rádio. Os artistas dos Diários Associados vinham do Rio de Janeiro de avião. A companhia era a Real Transportes Aéreos. Como os vôos não eram diários, ficavam aguardando alguns dias e se incorporavam ao cotidiano da cidade. Orlando Silva, então, decidiu assistir a um filme. Sentou-se na última fila. O cinema estava com pouca freqüência e ele resolveu acender um cigarro. Pra quê! O Zé Porrada chegou-se a ele e, autoritariamente, fazendo jus ao nome, disse:
- “Olha, aqui é proibido fumar. Pode apagar o cigarro!”


Orlando Silva, o “Cantor das Multidões”


NELSON GONÇALVES

A vizinhança com a Rádio Araripe me propiciava ver e, até mesmo encontrar mais à miúde, com Orlando Silva, Nelson Gonçalves, Vicente Celestino, Augusto Calheiros, Ademilde Fonseca, Emilinha Borba, Luiz Gonzaga, as irmãs Batista, Dóris Monteiro, Agnaldo Raiol (ainda criança) e a Orquestra Cassino de Sevilla. Como a Real não tinha vôos diários os artistas faziam as suas apresentações e ficavam na cidade, integrando-se à sua vida alegre e hospitaleira, esperando o vôo que os levaria a Fortaleza ou de volta ao Rio de Janeiro. Lembro-me, por exemplo, do meu tio Hermógenes Martins, que tinha uma extrema facilidade de se relacionar com qualquer pessoa, levando o Orlando Silva até o armazém onde o meu pai trabalhava, para saber do resultado de um jogo do Flamengo. Em outra ocasião, a Doris Monteiro, na calçada da minha casa, conversando com o Diretor da Rádio, Wilson Machado. Eu ouvia admirado, por não entender nada do que ela falava. O sotaque carioca, para mim, era como uma língua estrangeira.
Um dos artistas que mais se integrou à cidade foi o Nelson Gonçalves. Ele ficava na Sorveteria Glória cantando suas belas canções, acompanhado ao violão pelo meu tio Gervásio Martins, irmão do Luís. A bebida dele era especial. Ele mesmo preparava. Chegava ao balcão e pedia à Maria das Neves, funcionária da Sorveteria, para esquentar dois ovos. Enquanto isso, pedia ao Luís, uma Pitu. Falava bem rápido, para disfarçar a gagueira. Colocava a cachaça pela metade do copo. Quando os ovos estavam mornos, despejava no copo, colocava o sal e, com uma colher grande mexia aquilo tudo. De uma talagada só, bebia aquela gororoba.O Gervásio, que tocava com perfeição, embora tivesse só 5% da visão, o aguardava para novos momentos de boa música. Eram tempos tranqüilos e felizes... Ficou famosa a dança do mambo jambo, do Nelson Gonçalves com a Regina Helena, em uma festa no Crato Tênis Clube.

Gervásio, de inteligência privilegiada. Autodidata em tudo. Tocava violão divinamente bem. Acompanhou Nelson Gonçalves no seu show particular na Sorveteria Glória.


Nelson Gonçalves deixou saudades no Crato


Um dos roteiros turísticos imperdíveis do Crato, era a Nascente. Tanto pelo bucolismo da região, quanto pelo famoso “banho da Nascente”, fonte de onde foi canalizada a água para acionar uma turbina inglesa, que gerou energia para a cidade durante muitos anos. O banho era na saída da água da turbina ou na captação, na encosta da Serra. Era o programa de fim de semana das famílias cratenses. À noite, quando não havia freqüência das famílias, constituía-se em cenário de encontros amorosos de casais, em contato direto com a natureza. E o Nelson Gonçalves, como não podia deixar de ser, quis experimentar o banho da Nascente, com tudo a que tinha direito. E foram buscar, na Glorinha, as profissionais. A Glorinha não quis liberar. Só o fez quando alguém falou:

- “Deixe de ser besta! O que é que você está pensando? É pra Nelson Gonçalves, Glorinha!!!”


A CORTINA

A função de porteiro do Zé Porrada na Rádio Araripe não foi das mais fáceis. Dois meninos atazanaram a vida dele. O meu irmão Marcelo, cinco anos mais novo do que eu, e um colega dele, o Antônio Querginaldo, que morava quatro ou cinco casas depois da nossa. O Zé Porrada estava tranqüilamente no seu posto de porteiro do cinema da Rádio Araripe, se preparando para começar os seus famosos cochilos, quando começou a ouvir assobios e reclamações da platéia, em altos brados. Rapidamente entrou no auditório para saber o que estava acontecendo. Percebeu que a cortina que cobria a tela não tinha sido aberta. Já estava passando o Jornal Atlântida e ninguém conseguia ver nada, com a cortina fechada. Acontece que o Marcelo e o Querginaldo, de tanto insistirem com o Wilson Machado, Gerente da Rádio, tinham recebido a “tarefa” de abrir a cortina, um a cada vez. O Zé Porrada correu para a cortina e, chegando lá, encontrou atrás da tela os dois meninos embolados no chão, na maior briga. Cada um achava que aquele era o seu dia de abrir a cortina...

FILME IMPRÓPRIO

O Marcelo, o Querginaldo, o Paivinha, e outros meninos da rua costumavam usar de dois artifícios para ver os filmes impróprios. Sentavam-se todos no muro do jardim da casa do Sr. Araújo (representante da Sousa Cruz), na frente da Radio Araripe. Esperavam o Zé Porrada dormir, debruçado sobre a urna onde eram colocados os ingressos. Não demorava muito e o Zé dormia. Então todos eles, um a um, pé ante pé, passavam pelo Zé e sob o único obstáculo que os separavam do cinema: uma corrente cromada de mais ou menos metro e meio. Os meninos costumavam ir para a primeira fila e se acomodavam embaixo das cadeiras, para não serem vistos. Quando o filme terminava, o Zé se surpreendia com os meninos saindo e perguntava surpreso:

- “Como é que vocês entraram?”
- “O xente, você dormiu...”.

O outro artifício se limitava a um deles entrar e abrir a cortina que bloqueava a porta secundária de saída do auditório do cinema. Esta porta tinha umas aberturas na sua parte superior. Sentado no muro do jardim do Sr. Araújo, que era meio alto, tinha-se a perfeita visão da tela da Radio Araripe. Quando o Zé, alguma vez acordava e percebia aquele amontoado de meninos, inclusive eu, não tinha dúvidas: ia fechar a cortina, para o desagrado geral.


Rádio Araripe. A Porta mais larga era a que dava acesso ao Auditório. À
esquerda, uma porta menor que era utilizada para saída do público do Auditório. Na metade dela tinha uma abertura que dava para “brechar” o filme.

O APOIO

O Clube Grangeiro tornou-se realidade devido ao espírito empreendedor, aberto ao sonho, do Luís. Além de idealizador, foi o primeiro Diretor e também o construtor. Com visão estratégica, decidiu vender 30% dos títulos em Juazeiro, contra o desejo da maioria dos cratenses, devido a sentimentos de bairrismo e competição. Assim, graças a isso, pôde contar com um bom reforço financeiro. Sempre recebia apoio dos juazeirenses quando necessitava de aporte antecipado de recursos para ampliar o clube. Certa ocasião, indo vender um título a um juazeirense, foi atropelado. Logo alguém do Crato disse:

- “Taí o que ele ganhou! Foi vender um título em Juazeiro e quase morreu!”

A pessoa que comprara estava presente e disse:
- “Foi para mim que ele vendeu!”.

O “Zé Porrada” trabalhava como corretor do Clube. Há tempos tinha deixado de trabalhar nos Diários Associados. Sua função era vender títulos, o que exercia com aquela paixão que o caracterizava quando abraçava uma causa. Havia a reivindicação para a construção de uma piscina para crianças. E o Luís, conversando com outros sócios, informou que estava decidido a pegar um empréstimo para construí-la. Um dos sócios, o Walter Peixoto, disse que a decisão dele estava mais do que correta. E o Zé Porrada, que estava ao lado, afirmou enfático:
- “Eu topo!!!”


Vista do Clube Grangeiro, construído pelo Luís. Percebemos a piscina com água pura vinda diretamente de uma nascente própria.


O HOTEL

A visão empreendedora do Luís imaginou, no final da década de sessenta, implantar um Hotel cinco estrelas no Grangeiro. Viria atender a carência de Hotel da cidade do Crato, à época, e fortalecer o Clube, incluindo-o no roteiro turístico do Cariri. Cheguei a elaborar o projeto, contratado pela Prefeitura, apresentando uma maquete e com todo o roteiro para buscar o apoio financeiro da Embratur. Além do bloco de suítes do Hotel – que seria utilizado pelos sócios do Grangeiro - existia um outro, em forma de Y, que complementava todas as necessidades do Clube como cinema, teatro, salão de festas, restaurante, lojas de artesanato etc. Em contrapartida, os turistas utilizariam as piscinas e quadras do Clube.

Seria implantado no local onde hoje existem os chalés. Infelizmente, a idéia não foi avante, ficando apenas na maquete, conforme podemos apreciar nas imagens seguintes:

Em primeiro plano as instalações existentes do Grangeiro: piscinas, sanitários e quadra de esporte. Ao fundo, numa cota superior, com vista para todo o Vale, o Hotel.


Vista lateral do projeto, percebendo-se que ficaria numa cota bem superior ao plano das piscinas. Eu e a Edméia, ainda namorados.


Fonte: Ivens Mourão - Do Livro: "Só no Crato" - Direitos de Publicação concedidos ao Blog do Crato pelo Autor - Todos os Direitos Reservados.

Vazamento faz MEC substituir consórcio do Enem


A empresa que havia sido contratada para aplicar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) está fora da nova prova, que será realizada em novembro. Segundo o Estado apurou, a decisão já foi tomada pelo MEC (Ministério da Educação), que agora busca soluções jurídicas para romper o contrato com o Connasel, consórcio que reúne empresas de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. O exame foi cancelado na quinta-feira depois que o Estado informou o MEC sobre o vazamento do caderno de questões. A nova data do Enem e os detalhes sobre a organização da prova serão divulgados na quarta-feira, segundo o ministro Fernando Haddad.Ele disse que vai propor hoje aos reitores o adiamento do vestibular de algumas universidades para evitar a coincidência de datas e permitir que a nota do Enem seja usada na seleção dos alunos.

Mas, se isso não for possível, o MEC pode realizar o exame em dois dias úteis, que seriam transformados em feriados escolares excepcionais."Estamos apurando todo o calendário de vestibulares e outros concursos, como o do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), para compatibilizar as datas", afirmou o ministro. A reunião começa pela manhã e terá a participação de uma comissão representativa dos reitores de 55 universidades, 31 instituições federais e secretários da educação dos Estados.Paralelamente, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) se reunirá com o Connasel. Segundo o Estado apurou, ainda não foi definido se uma nova empresa ficará responsável pela prova ou se o próprio Inep fará esse trabalho.

A reportagem entrou ontem em contato, por telefone, com a direção do Connasel, mas não obteve resposta.Haddad vai também se reunir, amanhã, com o ministro da Justiça, Tarso Genro. Ele pedirá a participação da inteligência da PF (Polícia Federal) na supervisão da segurança e na correção dos pontos frágeis detectados. "Todo o mapeamento do novo Enem e os cenários serão submetidos ao ministro Tarso e à inteligência da PF", afirma Haddad. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte Uol

CARIRI PODERÁ SE TORNAR GRANDE PRODUTOR DE BUCHA VEGETAL


T
ramita no Congresso Nacional projeto de lei do deputado mineiro José Fernando Aparecido de Oliveira (PV), que institui o programa “a bucha vegetal brasileira“, destinado a promover o plantio e o consumo nacional do produto. Em alguns municípios do Cariri como Potengí, Assaré, Nova Olinda, Campos Sales e Crato, existem pequenos plantios da bucha vegetal. O técnico em agropecuária e geógrafo, Jackson Nuvens de Alencar, cultiva a bucha em seu quintal, e os frutos chegam a 1,27m. Ele tem a expectativa de que as autoridades do setor primário do Cariri, e os agentes financeiros fomentem a produção na região com o incremento da produção e industrialização, agregando valores na cadeia produtiva, desde o plantio até o mercado consumidor.

Gertrudes Leite de Oliveira, presidente da Associação das Bonequeiras do Pé de Manga, em Crato, já trabalha com a bucha na fabricação de bonecas de pano, luvas, cestas em miniaturas e esponjas. Os produtos serão expostos no V Encontro Internacional de Negócios, que vai ser realizado de 14 a 17 de outubro, no Palácio da Micro Empresa, em Juazeiro do Norte. A bucha vegetal é originária da África e se adapta muito bem ao clima e solo nordestino. É uma planta herbácea e trepadeira, apresenta frutos esponjosos, fibrosos e alongados, cujo tamanho varia entre 40 centímetros a 1,60cm. Seu florescimento é semelhante ao do chuchu.

Fonte: Através de Tarso Araújo

Lula critica quem acredita que haverá corrupção nos gastos olímpicos


NE - Já prevendo o inevitável, Lula critica os comentários da oposição:

Bruxelas (Bélgica) - Depois da vitória do Rio para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou ontem (4) em Bruxelas (Bélgica) quem tem dito que haverá corrupção nos gastos das obras. Para ele, ficar com esse argumento agora seria colocar o Brasil outra vez no "papel pequeno que alguns querem colocar todo santo dia”. E completou: “Certamente, o povo brasileiro saberá fiscalizar o uso do dinheiro”.

Lula disse ainda que tem uma preocupação – de que falte rapidez para o início das obras e elas acabem ficando para serem feitas em cima da hora. “Tem gente que sabe que tem que votar numa época do ano, mas deixa para tirar o título faltando meia hora para fechar o cartório”, comparou. “Eu acho que agora nós temos apenas que levantar a cabeça e em vez de ficar de sapato alto, dizer: nós agora temos uma tarefa a mais, vai exigir mais trabalho, mais competência e temos que criar essas condições”.

Segundo o presidente, não se pode minimizar a Copa no Brasil agora que o país também vai sediar uma Olimpíada, porque as obras feitas para 2014 também vão servir para 2016. “Precisamos começar a trabalhar, sobretudo, a mobilização urbana, que é construir as obras necessárias para a Copa do Mundo e, obviamente, 80% do que fizermos para a Copa do Mundo vão servir para as Olimpíadas”, afirmou.

Fonte: Agência Brasil

Olimpíada consolida a ascenção do Brasil, diz "WSJ" - Por: José Flávio Vieira



05/10/2009 - 07h24

BBC Notícias


A vitória do Rio de Janeiro para sediar a Olimpíada de 2016 ainda foi comentada em jornais do mundo todo nesta segunda-feira.


Maior competição do esporte em âmbito global, os Jogos Olímpicos ainda tem para onde crescer. Segundo o guru da comunicação Martin Sorrell, da Inglaterra, a chave para isso é o uso da tecnologia e da difusão da informação por meio da internet. Sorrell falou a membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta segunda-feira e passou conselhos sobre o tema. A preocupação é que não se perca o interesse da audiência jovem, que se conecta ao mundo atual principalmente na rede de computadores.

Nos Estados Unidos, o Wall Street Journal lembra que a escolha "traz os Jogos para a América do Sul pela primeira vez e cristaliza a ascensão do Brasil como poder econômico e político".

Descrevendo o processo de votação e as apresentações de cada cidade, o jornal cita um integrante do COI dizendo que pouco poderia ser feito para que os Jogos não fossem realizados na América do Sul.O WSJ ainda fala da festa que se seguiu ao anúncio, em Copacabana, dizendo que "no momento em que o Brasil se tornou uma força econômica com suas recém descobertas reservas de petróleo e crescente influência no diálogo internacional sobre comércio, muitos moradores afirmam que sediar as Olimpíadas é a cereja no bolo". O jornal comenta que, além disso, a derrota de Chicago na primeira rodada de votação foi um golpe para o presidente americano Barack Obama, que resolveu, de última hora, participar da apresentação da cidade em Copenhague."A recusa (de Chicago), foi constrangedora para o presidente: Obama voou para Copenhague durante a noite para fazer um discurso de sete minutos para o COI na sexta-feira de manhã. A primeira-dama, Michelle Obama, passou a maior parte da semana na cidade, fazendo lobby junto aos membros do COI, a personalidade de TV Oprah Winfrey, de Chicago, também se uniu à campanha", diz o WSJ. O jornal ainda cita um historiador americano afirmando que a derrota joga um balde de água fria na noção de que ser um rosto novo e ter uma retórica mais aberta vai mudar o modo como o resto do mundo vê os Estados Unidos.O El País, da Espanha, lembra que, quando assumiu o segundo mandato, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse que o Brasil "estava cansado de ser um país emergente".

Segundo o jornal, ao dar a vitória para o Rio, mais do que premiar o projeto, o COI "premiou a situação geoestratégica brasileira (serão os jogos de todo o continente, América Latina) e a pujança econômica ascendente deste gigantesco país, cada vez mais emergente e menos terceiro-mundista".Para o El País, é esta ambição de levar o Brasil à categoria de "desenvolvido" que fará Lula entrar para a história, citando a diminuição da pobreza extrema e o crescimento econômico alcançados no país, nos últimos anos. "Em termos de progresso e bem estar não há dúvidas de que Lula e seu predecessor, Fernando Henrique Cardoso, foram muito positivos para o Brasil, cuja economia é a nona do mundo (maior que a espanhola), mas cujo potencial de crescimento - ajudado pelo maná das gigantescas reservas de petróleo submarinas, recentemente descobertas - pode ajudá-la a escalar, no prazo de uma década, à quinta ou sexta posição do planeta.""O futuro do Brasil, com suas luzes e suas sombras, determinará sem dúvida o futuro da América Latina, já que sua economia é nada menos do que metade da região", afirma o El País.E na Grã-Bretanha, em uma coluna de humor, o Independent comentou a escolha do Rio: "Era meio óbvio. Primeiro, a América do Sul nunca sediou uma Olimpíada e segundo... bem, o Rio tem muito mais glamour e é muito mais excitante do que os outros. A gente sabe que eles vão fazer uma festa memorável. Ronnie Biggs e eu já estamos comprando nossas passagens".

Postado por : J Flávio Vieira

Yeda ? Cruzes ! - Por: José Flávio Vieira


Ibope registra 74% de desaprovação para o governo de Yeda Crusius


Flávio Ilha
Especial para o UOL Notícias
Em Porto Alegre

Dos 812 eleitores consultados, 64% acham o governo ruim ou péssimo e 62% são a favor do afastamento de Yeda devido às denúncias de corrupção.

Pesquisa Ibope publicada nesta segunda-feira (5) pelo jornal Zero Hora indica uma desaprovação de 74% para a administração de Yeda Crusius (PSDB) no Rio Grande do Sul. Dos 812 eleitores consultados em 52 municípios gaúchos entre os dias 25 e 29 de setembro, 64% acham o governo ruim ou péssimo e 62% são a favor do afastamento de Yeda devido às denúncias de corrupção.A governadora responde a uma ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal, que envolve também outros oito réus ligados ao governo. Ela é acusada de participar de um esquema de corrupção que teria desviado cerca de R$ 44 milhões dos cofres públicos a partir de fraudes no Detran (Departamento deTrânsito) do Estado.Dos eleitores entrevistados pelo instituto de pesquisa, 29% consideram que as denúncias contra Yeda são verdadeiras e outros 39% acham que são mais verdadeiras que falsas. Apenas 3% dos eleitores disseram não confiar nas denúncias.

Outro dado que chama a atenção na pesquisa: 84 em cada 100 eleitores se disseram informados sobre as denúncias envolvendo a governadora.No final de semana, o Ibope também havia divulgado uma pesquisa de intenção de voto ao governo gaúcho em que a governadora Yeda Crusius também amargou índices negativos. Ela obteve 5% das intenções de voto no melhor cenário, disputando com o petista Tarso Genro (37%), com o peemedebista Germano Rigotto (27%), com o socialista Beto Albuquerque (7%) e com o pedetista Vieira da Cunha (2%). José Fogaça, do PMDB, aparece com 28% das intenções de voto em outro cenário.Yeda foi também a candidata que apresentou a maior rejeição entre todos os candidatos: 60%. Nenhum dos demais candidatos alcança sequer 20% de rejeição, segundo a pesquisa. O porta-voz da governadora, Joabel Pereira, disse que Yeda não vai comentar os resultados. A governadora viaja nesta segunda-feira para São Paulo, onde participa à noite do programa de entrevistas Roda Viva, da TV Cultura.

Postado por : J. Flávio

ONU diz que imigração tem custo zero aos países ricos e defende o fim das barreiras


Os imigrantes aumentam a produtividade econômica dos países que os recebem com custo irrelevante ou inexistente para os cidadãos nativos e são uma forte influência para o desenvolvimento humano dos países de origem. Por isso, os governos devem reduzir drasticamente as barreiras à imigração e adotar medidas para acolher os estrangeiros. É o que defende o Relatório de Desenvolvimento Humano 2009 do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), divulgado nesta segunda-feira (5).Na edição deste ano, o documento tenta derrubar alguns mitos em torno da migração e enfatiza a necessidade de os governos perceberem as vantagens dos trabalhadores vindos de fora, especialmente em um momento de crise econômica e desemprego. "Ao contrário do que normalmente se acredita, os migrantes estimulam a produtividade e dão mais do que aquilo que recebem", afirma a principal autora do estudo, Jeni Klugman. "Muitos migrantes encontram-se duplamente em risco. Sofrem com desemprego, insegurança e marginalização social, e ainda assim são apontados como o cerne do problema. Não é o momento para políticas proteccionistas e anti-imigração, mas para reformas. Convencer as populações disso requer coragem", explica.Segundo o relatório, a controvérsia provocada pela entrada de trabalhadores migrantes com poucas qualificações são "desmensuradas". Para aqueles que acreditam que os estrangeiros "roubam" o emprego de nativos, são responsáveis pela redução dos níveis salariais e pela criminalidade, além de sobrecarregarem os serviços públicos, o Pnud ressalta que as investigações mostram que "estes efeitos são geralmente pouco significativos e podem, em alguns contextos, ser totalmente inexistentes"."Por outro lado, os efeitos positivos chegam a ser muito abrangentes.

Por exemplo, quando a disponibilidade dos migrantes para a prestação de serviços de cuidados infantis permite que as mães trabalhem fora de casa", destaca a ONU.O relatório aponta ainda que as remessas enviadas pelos imigrantes aos familiares nos países de origem provocam impactos positivos nas nações em desenvolvimento. Com rendimentos maiores, as pessoas consomem mais, conseguem ter melhor educação e condições de saúde e acabam tendo um aumento nos níveis cultural e social, além de se abrirem para novos comportamentos vindos de fora. Esse movimento na economia leva ainda à criação de mais empregos."Para dar um exemplo significativo, note-se como esta abertura pode levar a que se permita que as mulheres se libertem dos seus papéis tradicionais", aponta o texto.

Os dados do Pnud revelam ainda que a esmagadora maioria das pessoas se desloca dentro de seu próprio país. Ou seja, de 1 bilhão de migrantes por ano no mundo, cerca de 740 milhões são migrantes internos, número quase quatro vezes maior do que o daqueles que cruzam fronteiras internacionais (200 milhões). Além disso, apenas um terço dos migrantes saiu de países em desenvolvimento em direção a países ricos, menos de 70 milhões de pessoas - 7% do total. As pessoas de países pobres são as que menos se mudam. O número de africanos que se mudou para a Europa, por exemplo, é inferior a 1% dos imigrantes. As populações de países com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) baixo, no entanto, são as que mais podem ser beneficiadas com a mudança. Nesses países, a taxa de escolarização, por exemplo, salta de 47% no país de origem para 95% no país de destino.O Pnud defende que a migração pode melhorar bastante os rendimentos, a perspectiva de vida para os filhos e os níveis de educação, assistência médica e participação social.

E, apesar das dificuldades para se reajustar e da marginalização, a maioria das pessoas que decide abandonar tudo para morar em outro país afirma se sentir feliz.Segundo as pesquisas citadas pelo relatório, os migrantes dos países mais pobres que se mudaram para países desenvolvidos viram os seus rendimentos aumentar, em média, 15 vezes e seu nível de escolarização dobrar. Já a mortalidade infantil diminuiu 16 vezes. Há ainda evidências de que famílias que migram têm menos filhos e uma saúde consideravelmente melhor.Imigrantes ilegais no Brasil podem chegar a 300 milO relatório ressalta também que, apesar dos benefícios que trazem, os imigrantes enfrentam desvantagens sistemáticas que dificultam o acesso aos serviços da mesma maneira que os nativos, especialmente os trabalhadores temporários e os em situação irregular.Em alguns países, eles conseguem alcançar postos mais bem remunerados e apesar de realizarem o mesmo trabalho e pagarem os mesmos impostos que os nativos, não têm acesso a serviços básicos e correm o risco de serem deportados.

Por isso, o documento deste ano apela para que os países adotem novas políticas e propõe medidas como ensino da língua, acesso a serviços básicos, direitos dos trabalhadores, fim da xenofobia, redução das despesas para a migração e simplificação dos procedimentos de entrada.

Fonte Uol

O pedófilo é artista - A Crise Roman Polanski

NE - E quando o acusado é Roman Polanksi ?

LISBOA - Deve um homem de 77 anos pagar por um crime cometido há três décadas? Depende do crime. Se falamos de furto ligeiro ou abuso de liberdade de expressão, não existe uma única alma compassiva que não encolha os ombros e mande o sujeito em paz. A velhice, por vezes, já é castigo que baste.

Mas o cenário muda radicalmente quando o homem em questão drogou e violou (vaginal e analmente) uma jovem de 13 anos. Aqui, o meu coração estremece. E as dúvidas, confesso, transformam-se em pó. Não que seja um púdico nessas matérias: posso entender que um adulto se sinta atraído por uma menor, desde que a "menor" em causa demonstre um grau de maturidade sexual e emocional que relativize a questão etária. Mas uma violação é uma violação é uma violação.

O auditório talvez concorde comigo. Mas o mesmo auditório sente dúvidas quando trocamos a expressão "homem de 77 anos" pelo nome "Roman Polanski".

Duas semanas atrás, o famoso diretor polonês foi preso na Suíça e agora corre o risco de ser extraditado para os Estados Unidos. Motivo conhecido: em 1977, na casa do amigo Jack Nicholson, em Los Angeles, Polanski, então com 44, drogou e violou Samantha Gailey, então com 13. Levado a tribunal, e após acordo entre as partes, a acusação abandonou o crime de violação e ficou-se por relações sexuais com uma menor. Polanski aceitou o negócio, confessou o crime e, depois da confissão, fugiu dos Estados Unidos. Nunca mais lá voltou. E agora?

Agora, políticos de toda a Europa e a elite cinematográfica de Hollywood clamam pela libertação de Polanski. Argumentos? Vários. Uns dizem que Polanski já cumpriu a sua pena, ao ser forçado ao "exílio na Europa" durante 30 anos. Outros evocam o passado trágico do homem: a família que pereceu no Holocausto; a sua condição de sobrevivente ao genocídio nazista; o brutal homicídio da mulher, a modelo Sharon Tate, às mãos da quadrilha Manson. E todos relembram que a própria "vítima" já perdoou a Polanski.

Não vale a pena perder tempo com nenhum destes argumentos: o "exílio na Europa" (como se a Europa fosse o Ruanda e Polanski tivesse nascido em Marte); um passado de tragédias pessoais; e até o perdão de Samantha Gailey não alteram a natureza do crime, que nenhuma sociedade civilizada pode ignorar.

Os argumentos em defesa de Polanski servem apenas para iludir, de forma hipócrita, uma verdade essencial: ninguém defenderia Roman Polanski se ele não fosse um "artista". No fundo, ninguém defenderia Polanski se não persistisse entre nós a ideia romântica (no sentido próprio do termo) de que os "artistas" não se submetem ao mesmo código ético e legal que regula a humanidade inteira. Pelo contrário: os "artistas" criam a sua própria moral e, no limite, serão julgados por ela.

Defender Roman Polanski apenas porque ele é Roman Polanski é dizer, implícita e perversamente, que a pedofilia é tolerável desde que o pedófilo dirija filmes.

Fonte: Folha OnLine

NE - Já dizia uma velho ditado do Dr. José Flávio Vieira: "E o que é o tarado, senão o indivíduo normal pego em Flagrante ?". Como provar esse tipo de acusação contra Polanski depois de tanto tempo ? Será que não há aí mais um caso "Michael jackson" na parada ?

Confira a lista completa do Índice de Desenvolvimento Humano - Brasil ficou em 75º lugar


A Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou nesta segunda-feira a lista completa com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Os dados sobre qualidade de vida, recolhidos pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e referentes a 2007, situam Noruega, Austrália e Islândia nos três primeiros lugares. A China, que ocupa o posto 92; Colômbia (77), França (8), Peru (78) e Venezuela (58) são as nações que mais subiram na tabela em comparação com 2006 devido ao aumento de renda, à esperança de vida ou às melhoras na educação. O Brasil manteve-se no 75º lugar. Afeganistão e Serra Leoa antecedem Níger no fim da classificação.

Confira abaixo a lista completa:

IDH Muito alto

1. Noruega
2. Austrália
3. Islândia
4. Canadá
5. Irlanda
6. Holanda
7. Suécia
8. França
9. Suíça
10. Japão
11. Luxemburgo
12. Finlândia
13. EUA
14. Áustria
15. Espanha
16. Dinamarca
17. Bélgica
18. Itália
19. Liechtenstein
20. Nova Zelândia
21. Reino Unido
22. Alemanha
23. Cingapura
24. Hong Kong (China)
25. Grécia
26. Coreia do Sul
27. Israel
28. Andorra
29. Eslovênia
30. Brunei
31. Kuait
32. Chipre
33. Catar
34. Portugal
35. Emirados Árabes
36. República Checa
37. Barbados
38. Malta

IDH Alto

39. Bahrain
40. Estônia
41. Polônia
42. Eslováquia
43. Hungria
44. Chile
45. Croácia
46. Lituânia
47. Antígua e Barbuda
48. Letônia
49. Argentina
50. Uruguai
51. Cuba
52. Bahamas
53. México
54. Costa Rica
55. Líbia
56. Omã
57. Seicheles
58. Venezuela
59. Árabia Saudita
60. Panamá
61. Bulgária
62. São Cristóvão e Neves
63. Romênia
64. Trinidad e Tobago
65. Montenegro
66. Malásia
67. Sérvia
68. Belarus
69. Santa Lucia
70. Albânia
71. Rússia
72. Macedônia
73. Dominica
74. Granada
75. Brasil
76. Bósnia e Herzegovina
77. Colômbia
78. Peru
79. Turquia
80. Equador
81. Ilhas Maurício
82. Cazaquistão
83. Líbano

IDH Médio

84. Ucrânia
85. Azerbaijão
86. Tailândia
87. Irã
88. Georgia
89. República Dominicana
90. São Vicente e Granadinas
91. China
92. Belize
93. Samoa
94. Maldivas
95. Jordânia
96. Suriname
97. Tunísia
98. Tonga
99. Jamaica
100. Paraguai
101. Sri Lanka
102. Gabão
103. Argélia
104. Filipinas
105. El Salvador
106. Síria
107. Fiji
108. Turcomenistão
109. Cisjordânia e Faixa de Gaza
110. Indonésia
111. Honduras
112. Bolívia
113. Guiana
114. Mongólia
115. Vietnã
116. Moldávia
117. Guiné Equatorial
118. Uzbequistão
119. Quirquistão
120. Cabo Verde
121. Guatemala
122. Egito
123. Nicarágua
124. Botsuana
125. Vanuatu
126. Tadjiquistão
127. Namíbia
128. África do Sul
129. Marrocos
130. São Tomé e Principe
131. Butão
132. Laos
133. Índia
134. Ilhas Salomão
135. Congo
136. Camboja
137. Mianmar
138. Comores
139. Iêmen
140. Paquistão
141. Suazilândia
142. Angola
143. Nepal
145. Madagascar
146. Bangladesh
147. Quênia
148. Papua-Nova Guiné
149. Haiti
150. Sudão
151. Tanzânia
152. Gana
153. Camarões
154. Mauritânia
155. Djibouti
156. Lesoto
157. Uganda
158. Nigéria

IDH Baixo

159. Togo
160. Malauí
161. Benim
162. Timor-Leste
163. Costa do Marfim
164. Zâmbia
165. Eritréia
166. Senegal
167. Ruanda
168. Gâmbia
169. Libéria
170. Guiné
171. Etiópia
172. Moçambique
173. Guiné-Bissau
174. Burundi
175. Chade
176. RDC
177. Burquina Faso
178. Mali
179. República Centro-Africana
180. Serra Leoa
181. Afeganistão
182. Níger

Fonte: site Terra

Uma Farsa Americana - Irmãos Wright inventores do Avião ?



Nota do Blog do Crato - Hoje é aniversário de mais uma Farsa Americana - A de que realizam os Irmãos Wright ( considerados os Inventores do Avião segundo os Estados Unidos, e não Santos Dumont como acredita o resto do planeta ), teria realizado o primeiro vôo circular do mundo.

Leia este excelente artigo que responde muito bem à sempre polêmica questão dos verdadeiros inventores do Avião: O Brasil e muitos outros países do mundo sustentam a versão de que Alberto Santos Dumont, brasileiro, é o inventor do avião. Por outro lado, os Estados Unidos insistem na mentira de que teriam sido os Irmãos Wright o seu inventor. Vejamos, neste excelente artigo publicado na revista ASAS.

Santos Dumont X Irmãos Wright - UMA FALSA POLÊMICA

No ano de 2003, com grande pompa, os EUA comemoraram o “The Centennial of Flight”, que festeja o alardeado vôo dos irmãos Wright. É inevitável então que se fale da polêmica de quem voou primeiro, Wilbur e Orville ou o nosso Alberto Santos-Dumont. Mas há mesmo o que discutir sobre isso? Acompanhe a primeira de uma série de matérias que faremos enquadrando várias faces deste assunto. O Centenário do Vôo, como se deve saber por aqui deveria ter sido em 2006. Então, do que se falaram daquelas festividades de 2003 ?

Do suposto vôo do Flyer, máquina voadora dos irmãos Wilbur e Orville Wright, em Kill Hills Beach, em 17 de dezembro de 1903. Bem, para começar a análise deste vôo pioneiro, vamos dar inicialmente a palavra ao próprio Alberto Santos Dumont, que trata do assunto de modo brilhante e perspicaz em "O que eu vi, o que nós veremos":

"No ano seguinte (1907), o aeroplano Farman fez vôos que se tornaram célebres; foi esse inventor-aviador que primeiro conseguiu um vôo de ida e volta. Depois dele veio Blériot, e só dois anos mais tarde é que os irmãos Wright fazem os seus vôos É verdade que eles dizem ter feito outros, porém às escondidas. Eu não quero tirar em nada o mérito dos irmãos Wright, por quem tenho a maior admiração; mas é inegável que, só depois de nós, se apresentaram eles com um aparelho superior aos nossos, dizendo que era cópia de um que tinham construído antes dos nossos.

Logo depois dos irmãos Wright, aparece Levavassor com o aparelho Antoinette, superior a tudo quanto, então, existia; Levavassor havia já 20 anos que trabalhava em resolver o problema do vôo; pode-se, pois, dizer que o seu aparelho era cópia de outro construído muitos anos antes. Mas não o fez. O que diriam Thomas A. Edison, Graham Bell ou Guillermo Marconi se, depois que apresentaram em público a lâmpada elétrica, o telefone e o telégrafo sem fios, um outro inventor se apresen-tasse com uma melhor lâmpada elétrica, telefone ou telégrafo sem fios, dizendo que os tinha construído antes deles !? A quem a humanidade deve a navegação aérea pelo mais pesado que o ar ? As experiêcias dos irmãos Wright feitas às escondidas (eles são os próprios a dizer que fizeram todo o possível para que não transpirasse nada dos resultados de suas experiências) e que estavam tão ignoradas no mundo, que vemos todos qualificarem os meus 250 metros de ‘minuto memorável na história da aviação', ou é aos Farman, Blériot e a mim, que fizemos todas as nossas demonstrações diante de comissões científicas e em plena luz do sol ?"
As palavras de Santos Dumont colocadas, vamos agora analisar uma série de pontos sobre a "primazia" dos irmãos Wright, que certamente formam juntos um quadro muito interessante...
Depois da morte do pioneiro alemão Otto Lilienthal, Chanute e Langley levaram aos EUA as experienaas deste com planadores e passaram a desenvolvê-Ias ainda mais. Só então Wilbur e Orville Wright iniciaram seus experimentos com planadores, em võos não-motorizados, em Kitty Hawk.

Mais tarde, eles moveriam o local de suas experiências para Dayton, no Ohio. As experiências dos irmãos Wright em Kitty Hawk ou Dayton, não despertaram a curiosidade da vizinhança em nenhuma das ocasiões. Similarmente, eles não causaram qualquer comoção em qualquer viajante ou transeunte, o que deve ser destacado, pois próximo existiam estradas de tráfego bastante intenso (para a época).

De fato, dessas experiências não se tem nenhuma testemunha fidedigna. Inclusive, em certa ocasião, os Wright convidaram repórteres de jornais locais para assistirem aos seus experimentos. Octave Chanute estava entre eles e, como testemunha ocular, deixou claro que não houve nenhuma decolagem. É fato que na ausência de testemunhas reais dos alegados vôos, os defensores da primazia do vôo dos Wright usam como prova um suposto diário, em que os próprios irmãos, de seu punho, teriam relatado as suas realizações... Já em 1904, os irmBos Wright requisitaram direitos de patente junto ao governo britânico para um “planador sem motor" (engineless glider), que eles haviam inventado. Tal pedido soa fantástico, pois aparentemente, um ano antes (1903), eles haviam tido sucesso em inventar uma aeronave dotada de motor... Mais tarde ainda, em 1905, os irmãos enviaram uma carta ao Ministério da Guerra norte-americano, em que propunham a construção de uma máquina voadora.
Nenhum projeto ou especificação acompanhava tal proposta, e as autoridades governamentais dos EUA responderam que, antes de analisarem as sugestões e a proposta, seria interessante a realização de uma demonstração que mostrasse a viabilidade do empreendimento – nas palavras usadas no documento oficial, "o aparelho deverá ter chegado ao estágio de operação prática".
E num documento oficial, relativo à mesma proposta, coloca-se o assunto do seguinte modo: "recomendamos que os senhores Wright sejam informados que o escritório (do Ministério da Guerra) não irá formular nenhum requerimento acerca da performance de uma máquina voadora ou tomar qualquer outra ação até que uma máquina seja construída que possa ser mostrada em operacão real, sendo capaz de fazer um vôo horizontal e de carregar um operador".

Diante de tal posicionamento. os Wright abandonaram o assunto. Por quê ? Uma vez que tendo voado em 1903, eles facilmente poderiam realizar a demonstração pedida pelas au-toridades.. Ou não poderiam ? Naquele mesmo ano de 1905, numa carta ao capitão francês Ferber, um grande entusiasta dos planadores, os Wright comentariam sua decisão de interromper seus experimentos, de modo a poderem manter em segurança o segredo de sua invenção (!?) De fato, aparentemente, não realizaram mais experiências por cerca de três anos.

Mas isto não impediria que, em 1906 sugerissem ao governo francês que este comprasse a máquina voadora que vinham mantendo em grande segredo, embora tal proposta não viesse acompanhada de nenhuma oferta de uma demonstração da praticabilidade da mesma. Como acontecera com o governo norte-americano, o francês também não se interessou, e então os Wright se voltaram para grupos de empresários, tentando impressioná-los sobre seu artefato secreto. Mais uma vez, nenhum resultado tiveram, pois também os empresários, obviamente, exigiram provas de que a máquina podia fazer o que os Wright dela falavam.
Na opinião, isenta e digna de crédito, do cap. Ferber (que aliás foi agente dos Wright em várias negociações), os irmãos "tornaram-se apreensivos, desde que ninguém parecia interessado em seu invento,(Enquanto isso) Santos Dumont, Delagrange e então Farman começavam a causar sensações (com suas respectivas invenções).

Em 1907. enfim, os irmâos Wright decidiram ir à Europa, de modo que pudessem pessoalmente estabelecer negociações para a venda de seu invento. Entretanto, eles ainda se recusavam a realizar uma demonstração-prova definitiva e pública do mesmo. Nessa época, não só Alberto Santos Dumont, mas também Voisin, Blériot, Farman e Delagrange estavam todos já voando máquinas “mais pesadas que o ar.

Somente em 1908, os Wright finalmente realizaram, na Europa, a primeira demonstração com a máquina que haviam criado. Foi então verificado que o aparelho não conseguia decolar por seus próprios meios, totalmente independente de auxílios externos. Ao contrário, ele era lançado ao ar através de uma catapulta instalada numa rampa. Dotada de esquis, não de rodas, a máquina dos norte-americanos, o Flyer, era incapaz de alçar-se aos céus sozinha, sem que houvesse o emprego da catapulta. Somente em 1910 foram adaptadas rodas ao Flyer ...
O resto fica por conta das suas reflexões, leitor.

Fonte: http://www.cabangu.com.br

Pesquisa sobre proteção dos cromossomos recebe Nobel de medicina


Elizabeth H. Blackburn, Carol W. Greider e Jack W. Szostak receberam nesta segunda-feira (5) o Prêmio Nobel de Medicina por sua descoberta dos mecanismos de proteção dos cromossomos por meio dos telômeros. Essas estruturas de proteínas e DNA não codificante formam as extremidades dos cromossomos. Este é o 100º Nobel de medicina concedido. Ao todo, 192 cientistas já receberam o prêmio.O trio trabalha nos Estados Unidos. Elizabeth pesquisa na Universidade da Califórnia; Carol, na Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins; Szostak, no Instituto Médico Howard Hughes, na Faculdade de Medicina de Harvard e no Hospital-Geral de Massachusetts.Os telômeros atuam como dispositivo protetor embutido nos cromossomos. Em 1984, Elizabeth e Carol, então sua aluna, descobriram e batizaram a telomerase, enzima reguladora dos telômeros que já chegou a ser chamada de "enzima da imortalidade".Mas a telomerase também está presente nas células cancerígenas (que têm uma capacidade ilimitada de multiplicação). Ou seja: a enzima da imortalidade também tem sérios efeitos negativos.

Compreendê-la lança luz sobre o processo de envelhecimento e também ajuda na luta contra o câncer.Elizabeth nasceu na Austrália em 1948. Graduou-se em em bioquímica na Universidade de Melbourne (Austrália) e fez pós-doutorado em biologia molecular e celular na Universidade Yale (EUA). Carol é americana, nascida em 1961. Fez doutorado na Universidade da Califórnia e é membro do departamento de biologia molecular e genética. Szostak é inglês, nascido em 1952. Estudou biologia celular na Universidade McGill, em Montreal, Canadá, e fez doutorado em bioquímica na Universidade Cornell (EUA). Cada um receberá um terço do prêmio de 10 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 2,5 milhões).

Segundo o Instituto Karolinska, que anuncia o prêmio, o trio "resolveu um importante problema na biologia". Ainda segundo a instituição, "as descobertas adicionaram uma nova dimensão ao nosso entendimento da célula, clarificaram mecanismos de doenças e estimularam o desenvolvimento de novas terapias".Elizabeth e Carol identificaram a enzima telomerase, que forma os telômeros. Enquanto isso, pesquisas de Szostak e Elizabeth elucidaram de que modo o encurtamento dos telômeros está vinculado ao envelhecimento. Desde então, os estudos sobre a telomerase se transformaram em um dos campos mais disputados do desenvolvimento de novos medicamentos, principalmente para câncer, uma vez que acredita-se que a enzima exerce um papel ao permitir que as células tumorais se reproduzam sem controle."

(As pesquisas) têm amplas implicações médicas para (o tratamento) de câncer, certas doenças hereditárias e para o envelhecimento", afirmou Rune Toftgard, professor do Instituto Karolinska.Carol afirmou hoje por meio de nota que a pesquisa que rendeu o Nobel de medicina deste ano ilustra a importância dos “descobrimentos motivados por pura curiosidade”. “Quando iniciamos este trabalho, não tínhamos ideia de que a telomerase estaria envolvida com o câncer, simplesmente tínhamos curiosidade sobre como os cromossomos se mantinham intactos.”Criado em 1901, o prêmio tem o objetivo de reconhecer pessoas que tiveram atuações marcantes nas área da física, da química, da medicina, da literatura, da paz e, desde 1968, também da economia. O prêmio foi concebido pelo cientista e inventor sueco Alfred Nobel, criador da dinamite, que morreu em 1895.

Todos os prêmios são concedidos em Estocolmo, capital da Suécia, a não ser o da paz, que é dado em Oslo, capital da Noruega.Os premiados são escolhidos de uma lista de nomeados, que não é divulgada previamente. Portanto, apesar de haver sempre muitos palpites e "favoritos", é muito difícil saber quem vai vencer. Veja abaixo a lista dos últimos laureados pelo Nobel de Medicina, desde o ano 2000:

2008 - Harald zur Hausen, Françoise Barré-Sinoussi, Luc Montagnier
2007 - Mario R. Capecchi, Sir Martin J. Evans, Oliver Smithies
2006 - Andrew Z. Fire, Craig C. Mello
2005 - Barry J. Marshall, J. Robin Warren
2004 - Richard Axel, Linda B. Buck
2003 - Paul C. Lauterbur, Sir Peter Mansfield
2002 - Sydney Brenner, H. Robert Horvitz, John E. Sulston
2001 - Leland H. Hartwell, Tim Hunt, Sir Paul Nurse
2000 - Arvid Carlsson, Paul Greengard, Eric R. Kandel

Fonte G1

Meu retorno ao poder garante as eleições, diz Zelaya


O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, disse neste domingo, em entrevista à Agência Brasil, dentro da embaixada brasileira em Tegulcigalpa, que só o retorno dele ao poder garante a legitimidade das eleições, marcadas para o dia 29 de novembro.

"Há eleições convocadas. A minha restituição garante as eleições. Minha restituição garante uma transição pacífica. Minha restituição permite a alternância de poder. Pelo contrário, a minha não restituição significaria o desconhecimento das eleições. Fraude nas eleições, mais repressão. Isso ninguém quer para a Honduras. Por isso, tenho fé, confiança de que o problema vai se resolver", afirmou Zelaya. A agência conseguiu entrar na embaixada neste domingo, após receber permissão do governo de Roberto Micheletti. Em cerca de uma hora de visita, foi possível perceber que, apesar das condições precárias, o clima neste momento é tranquilo na representação diplomática brasileira. Zelaya admitiu que está pronto para fazer concessões, que garantam um resultado positivo para a missão de ministros de relações exteriores de dez países das Américas, prevista para a próxima quarta-feira. Segundo ele, a negociação tem "90% de chance de prosperar".

O presidente deposto explicou que não acredita que seja possível fazer, nos três meses que lhe restam de mandato, as mudanças exigidas pelos aliados dele, entre as quais, uma nova Constituição para Honduras. Por isso, o retorno seria simbólico.

"Meu retorno é um símbolo, para negar o golpe de Estado. Isso independe do processo político. Os processos políticos da sociedade não vão parar porque eu regressei ou porque eu não regressei. Os processos políticos continuam. O ato de retornar significa uma lição para quem quer dar um golpe de estado. Temos que dar um exemplo", analisa. O presidente deposto de Honduras ainda descartou qualquer possibilidade de aceitar um acordo, no qual ele e Roberto Michelleti renunciem para que uma terceira pessoa assuma o poder. "Isso é outro golpe de Estado. Os países do mundo estão lutando pela restituição do presidente. Colocar uma terceira pessoa seria legitimar o golpe de Estado. Então, poderiam tirar todos os presidentes da América e trocar por outras pessoas. Isto não é possível. É inaceitável."

De acordo com o diplomata brasileiro Lineu Pupo de Paula, 66 pessoas prosseguem na embaixada do Brasil, entre familiares de Zelaya, apoiadores, jornalistas e representantes do corpo diplomático. As duas casas vizinhas à embaixada estão ocupadas por militares e policiais encapuzados e fortemente armados. Do lado de dentro, Zelaya também tem um grupo de segurança, formado por duas equipes que se revezam 24 horas por dia. Todo o caminho até o portão é monitorado por tropas do Exército de Honduras, que controlam com rigidez toda movimentação no perímetro do prédio. O chefe da segurança de Zelaya, Hugo Suazon, não acredita que neste momento haja ameaça de invasão à embaixada, já que, segundo ele, a "pressão internacional" foi bastante efetiva para impedir qualquer ação violenta.

Os ocupantes do prédio dormem em colchonetes ou em pedaços de papelão. A distribuição de comida, a limpeza e até mesmo a lavagem de roupas seguem um esquema de divisão de tarefas, organizado pelos próprios ocupantes. Já houve dois surtos de infecção intestinal provocados, segundo os moradores, por comida estragada.

Lineu Pupo de Paula explicou como consegue manter o ambiente tranquilo, mesmo com muito mais gente do que o prédio é capaz de comportar. "Temos um código de conduta que é cumprido por todos. Por exemplo, bebida alcoólica não entra aqui", assegurou.

Fonte: Folha Online

Obra do Metrô tem sido executada 24 horas por dia desde a última quinta-feira

O reforço tem como objetivo assegurar o cumprimento do cronograma de conclusão da obra da Linha Sul. A execução das obras subterrâneas do Metrô de Fortaleza ganhou mais celeridade desde a última quinta-feira, 1º de outubro. Operários e máquinas começaram a trabalhar neste trecho 24 horas por dia. O regime especial foi adotado por conta do reforço no contingente de mão-de-obra empregado na obra. Dos 24 km da Linha Sul do Metrô, 3,8 km são em subterrâneo, 18 km em superfície e 2,2 km em elevado.

Até o fim de 2009, o ritmo de trabalho na construção da Linha Sul do Metrô, que vai ligar o município de Pacatuba ao Centro de Fortaleza, deve atingir seu ápice com o emprego de mais de dois mil operários. Atualmente, são aproximadamente 900 trabalhadores. O reforço tem como objetivo assegurar o cumprimento do cronograma de conclusão da obra da Linha Sul. Até junho de 2010, as obras civis devem ser concluídas. A previsão é que o Metrô comece a operar em fase de testes em outubro de 2010. Em setembro do mesmo ano, o Governo do Estado receberá os dois primeiros trens unidade elétrica (TUEs) que irão rodar na Linha Sul.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Metrô de Fortaleza

Incêndio arrasa 1,5 mil hectares na Califórnia

Os bombeiros do Estado da Califórnia lutam contra um novo incêndio que deixou 1,5 mil queimados nas montanhas de San Bernardino, perto de uma zona turística, e causou milhares de desalojamentos. As chamas se estenderam por toda a montanha e os bombeiros começaram a percorrer porta por porta todas as casas próximas para cumprir com o mandato de evacuação obrigatória. O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, declarou estado de emergência no condado de San Bernardino, onde foram retirados de maneira preventiva entre 4 mil e 6 mil moradores.

O fogo começou no sábado perto de Lytle Creek, uma comunidade pequena rodeada pelo Bosque Nacional de San Bernardino por causas ainda desconhecidas que estão sendo investigadas. Os bombeiros tinham controlado 10%, no entanto, segundo disse à imprensa um porta-voz do Bosque National de San Bernardino, Robin Prince, rajadas de vento variáveis, que alcançaram até 64 km/h, reavivaram o fogo. Os fortes ventos dificultaram os trabalhos de extinção já que impediram aos aviões-tanque de decolar, embora mais de mil bombeiros das localidades próximas tenham se deslocado para a região para continuar trabalhando. A região de Los Angeles foi vítima nas últimas semanas de um gigantesco incêndio na floresta nacional de Los Angeles, no qual morreram dois bombeiros e 65 mil hectares foram destruídos.

A Califórnia é com frequência palco de incêndios. Em 2007, sofreu os piores incêndios de sua história: 640 mil pessoas foram evacuadas e 2 mil casas destruídas.

Com Efe e France Presse
Fonte: Folha Online

Mais uma do "estadista" - por Armando Lopes Rafael

Manoel Zelaya despacha na Embaixa do Brasil em Honduras

“Porque não há nada oculto que não venha a descobrir-se, e nada há
escondido que não venha a ser conhecido”.
(Evangelho de São Lucas 12:2)

A declaração abaixo foi estampada em todos os jornais e divulgada em todos os noticiários da televisão brasileira: O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, afirmou e reiterou que o governo brasileiro não tinha conhecimento prévio dos planos do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, de voltar à capital hondurenha, Tegucigalpa, e se instalar na embaixada do Brasil. "Se vocês quiserem que eu jure aqui e bote uma Bíblia, o Alcorão e mais uma Torá, eu juro” (sic).

Na ocasião eu fiz um comentário neste blog onde dizia: desconfie sempre do que afirma este governo. Geralmente quando ele diz uma coisa a realidade é bem diferente.
Não deu outra. Neste domingo,dia 4, o Jornal do Commercio, de Recife, publica comentário do Sr. Júlio Ferreira (julioferreira@gmail.com) onde consta: ”Até agora, era até aceita com verdade que o planejamento da operação de retorno de Zelaya teria sido montado após supervisão de Hugo Chávez e que Lula colocado a par dos fatos na última hora, restara a opção de dizer “sim senhor” e acolher o incômodo hóspede deixado na porta da Embaixada do Brasil em Tegucigalpa.

“Infelizmente, na medida em que o tempo passa fica evidente o amadorismo com que foi montado o esquema da volta de Zelaya, aumenta as suspeitas de que a operação retorno, ao invés de ser planejada em Caracas, teria sido fruto de reuniões no quarto andar do Palácio do Planalto, quando alguns dos aspones de Lula, na absoluta falta do que fazer, teriam resolvido “brincar” de estrategistas e acabaram por criar toda a trapalhada que além de transformar a Embaixada do Brasil em Honduras em verdadeira casa de mãe Joana,ninguém sabe como vai terminar”

PS – Está na coluna deste domingo de Ancelmo Góis: “Cura de Dilma. A Igreja Renascer, daqueles bispos que foram presos nos EUA, resolveu faturar em cima da doença de Dilma Rousseff. Divulgou um texto, dizendo que passados 25 dias após o encontro entre os líderes da Renascer e Dilma, chegou a confirmação dos médicos de que ela está livre de qualquer evidência de linfoma”.
A Igreja Universal perde é feio...

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31