xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 29/09/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

29 setembro 2009

BB passa a deter 50% do capital do Banco Votorantim



Brasília - O Banco do Brasil (BB) passará a deter 49,99% do capital votante e 50% do capital social total do Banco Votorantim (BV), informaram ontem (28) as duas instituições por meio de comunicado. Segundo a nota, foi fechada a parceria estratégia por meio da qual o BB desembolsará R$ 4,2 bilhões da seguinte forma: R$ 3 bilhões diretamente à Votorantim Finanças e R$ 1,2 bilhão aportados no Banco Votorantim, mediante subscrição de ações. De acordo com o comunicado, o Conselho de Administração contará com três membros indicados por cada uma das instituições e a presidência do colegiado será alternada anualmente. Todas as decisões estratégicas serão tomadas de forma conjunta. A negociação entre as instituições foi anunciada no início do ano e aprovada no último dia 11 de pelo Banco Central. Com a associação, o Banco do Brasil ampliará sua atuação no mercado de veículos e de outros produtos tais como seguridade e corretora de valores. Por sua vez, segundo o BB, o Banco Votorantim terá mais acesso à fonte de recursos para a geração de ativos, além de poder diversificar seu portfólio de produtos e maximizar os resultados obtidos pela Votorantim Corretora.

“Como benefícios para a sociedade e para os clientes, o BB e o BV assumiram o compromisso de reduzir em pelo menos 25% o valor máximo divulgado para a taxa de cadastro da BV Financeira, enquanto o valor efetivamente cobrado deverá ser reduzido em no mínimo 9,1%”, diz o comunicação. Essas reduções deverão ser feitas até 31 de dezembro de 2012, segundo as duas instituições.

Fonte: Agência Brasil

Serra diz que ataques de Ciro não tiram o seu humor e que não está "nem aí" para Chalita


O
governador de São Paulo, José Serra (PSDB), disse nesta segunda-feira que os ataques do deputado Ciro Gomes (PSB-CE) não tiram o seu humor porque ele tem mais o que fazer. O tucano ressaltou que não vai entrar no "baixo nível" das críticas de Ciro porque isso "toma tempo". Ciro e Serra devem disputar a Presidência da República em 2010. "Comigo não tem risco [de baixar o o nível] porque eu não entro no baixo nível, até porque toma tempo. Eu tenho mais o que fazer, que é trabalhar para corresponder a expectativa que a população teve quando me elegeu governador. Eu tenho muita coisa pra fazer. Eu não vou entrar nessa", afirmou. Na última sexta-feira (25), Ciro disse em São Paulo que Serra é "mais feio na alma do que no rosto". "Ele [Serra] é feio para caramba, mais feio na alma do que no rosto. Ele tem uma truculência ao se relacionar com seus adversários. A conduta pessoal dele em relação aos seus adversários é uma conduta feia, de não enfrentar com linguagem civilizada, uma atitude destrutiva, que inibe o diálogo. Para mim, é horrível. Até minha conta pessoal de salário ele conseguiu que um juiz de São Paulo bloqueasse", afirmou. Questionado se as declarações de Ciro não o aborrecem ou tiram o seu humor, Serra respondeu que não. "Você pode ver que eu estou de bom humor", disse. Serra também foi perguntado se sua opinião sobre Ciro valia também para o vereador de São Paulo Gabriel Chalita, que trocou o PSDB pelo PSB em busca de espaço político. Ligado ao grupo do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), Chalita deve disputar uma vaga ao Senado. "Nem sei se [a opinião] vale ou não vale [para o Chalita]. Não estou nem aí", disse.

Fonte :Folha online

A LUZ DOS ENCARCERADOS

Amor e fraternidade
Viajam do mesmo lado
Em busca de humanidade
Para o homem encarcerado.
Resgatar o cidadão,
Das grades de uma prisão
Em campanha social.
É papel de educador,
De juiz, de promotor
E a igreja pastoral.

O preso recuperado
Esbarra na rejeição
Continua condenado
Mesmo longe da prisão.
Enfrenta mais uma grade
Da fria sociedade.
Que lhe nega a acolhida.
É o mal do preconceito
O homem sem ser aceito
Depois da pena cumprida.

Depois que o encarcerado
Le liberta da corrente
Encontra o fardo pesado
Do preconceito inclemente.
Uma nova reclusão
Nas grades da omissão
E a falta de caridade.
Só mesmo com a campanha
O encarcerado ganha
Um passo pra liberdade.

Quem viveu trancafiado
Na mazela da prisão
Depois de recuperado
Merece ser cidadão.
Deve encontrar seu lugar
Pra viver e trabalhar
Sem corrente nem grilhões
Uma luz na porta aberta
Porque Cristo é quem liberta
De preconceito e prisões.




O velho código penal
Já se acha ultrapassado
Não tem amparo legal
Pra reger um magistrado.
O poder legislativo
Precisa ser mais ativo
Com a lei judiciária.
Esquecer reeleição,
Pensar na renovação
Da política carcerária.

Cadeia é pra punir
E não para maltratar
Foi feita pra corrigir
Mas nunca para matar.
No sufoco da prisão
Cristo dá sua atenção
Aos que estão isolados.
Jesus Cristo é liberdade,
Amor e fraternidade
É LUZ DOS ENCARCERADOS.

Mundim do vale
27-02-97

Lula defende uso de florestas no combate ao aquecimento


O
presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu na Venezuela que a existência de florestas nos países tropicais seja usada como trunfo nas negociações do novo acordo do clima. "Quem tem novidade para oferecer ao mundo são exatamente os países do sul [África e América do Sul]. Precisamos fazer disso uma vantagem comparativa", afirmou Lula, após reunião de cúpula com presidentes dos dois continentes. "Se nós chegarmos a Copenhague com o quadro real da quantidade de emissões de gases de cada país --qual a matriz energética, quanto polui, quanto sequestra-- vamos perceber que o sul emite muito menos e já sequestra [retém] muito mais.", disse. "Aí você vai criar uma valorização nos países que resolverem colocar as suas florestas à disposição do mundo para sequestrar carbono." Lula apoiou a ideia de países ricos criarem um fundo para ajudar a combater o desmate, mas cobrou ação direta. "Eles não estão assumindo o compromisso de quanto vão deixar de emitir de gases de efeito estufa", disse.

Fonte Folha Online

Café Estação in Blues - Arthur Meneses e Los The Os

03 de Outubro - Sábado
Café Estação Serra -Av. Pedro Felício Cavalcante, 1969
De Frente ao triângulo do Grangeiro

Ministros da Saúde do Continente se Reunem


Ministros da Saúde do continente americano se reuniram nesta segunda-feira em Washington e demonstraram preocupação com a ameaça que representa para a região a combinação da pandemia da gripe suína --como é chamada a gripe A (H1N1)-- com a crise econômica. Na inauguração da reunião do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, se referiu a um prejuízo que poderia ocasionar a combinação destas duas ameaças aos setores sociais com menos recursos. "A crise econômica dificultou o cumprimento dos Objetivos do Milênio, especialmente na área da assistência da saúde", disse Temporão. "Devemos trabalhar mais intensamente na estratégia para o fortalecimento da prevenção, o tratamento das doenças e a defesa da Saúde", disse. Já a diretora da OPAS, Mirta Roses Periago, afirmou que "a crise econômica é uma ameaça para a saúde". "Pela primeira vez em uma década haverá este ano uma queda da renda per capita nas Américas, onde há ainda uma queda nas remessas enviadas a seus países pelos emigrantes e do investimento em saúde".

A funcionária explicou que os fatores econômicos têm um impacto múltiplo, já que as pessoas postergam as consultas médicas e os tratamentos e as que não podem recorrer aos serviços do setor privado recorrerão mais aos serviços públicos. Periago também pediu "resposta coordenada à pandemia de gripe dada por Estados-membros" da OPAS. "Os países da América, começando pelo México, estiveram na primeira linha de batalha e, tanto seus serviços de saúde como seus governos, responderam rapidamente e de forma solidária", acrescentou. Já Temporão indicou que a pandemia "mostrou a necessidade da preparação adequada dos serviços de saúde e a coordenação tanto entre as agências de cada país como entre as autoridades dos países, para combater estas emergências". O ministro da Saúde se referiu ainda à mudança climática, e advertiu que "pode ter consequências catastróficas para a saúde".

Na reunião, que termina na sexta-feira, os ministros analisam com especial atenção a ameaça da gripe, as doenças para as quais não há atendimento e outras infecções relacionadas com a pobreza. A agenda inclui discussões sobre o atendimento primário da saúde, a segurança dos hospitais, a saúde dos adolescentes, a igualdade de gênero, a doação e o transplante de órgãos humanos, e o relatório anual que será apresentado por Roses Periago. A Opas, o escritório regional para as Américas da OMS (Organização Mundial da Saúde), já realizou uma reunião prévia em julho passado, em Cancún, onde se encontraram mais de 950 especialistas do mundo para estudar a gripe, sua prevenção e o desenvolvimento de vacinas. "Não podemos baixar a guarda, e além disso temos de ter uma grande dose de humildade para lidar com este vírus e reconhecer que ainda pode nos surpreender", disse. Segundo a Opas, até a semana passada tinham sido notificados 137.147 casos confirmados de gripe suína em 35 países das Américas. Destes, 3.020 casos acabaram em morte. Entre os mortos, as idades variam de 23 anos a 33 anos. A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é transmitido de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e nas articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal. Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha o vírus, e examinada em laboratório. O tratamento precoce com os antivirais Tamiflu ou Relenza pode ajudar a reduzir a gravidade e a duração da infecção, de acordo com o CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos).

Fonte Folha Online

Dois casos de denúncias de corrupção no Brasil Império – por Armando Lopes Rafael


Artigo de Lilia Moritz Schwarcz reproduzido neste blog abordou o episódio de um roubo de jóias pertencentes à Imperatriz Tereza Cristina. A intenção de quem reproduziu o artigo foi provar “corrupção” existente nos tempos imperiais, a partir do exagerado título: “Corrupção e mar de lama”.
Diz a sabedoria que todo exagero é ridículo.
Mas, houve sim episódios de denúncia de corrupção durante o reinado de Dom Pedro II. Reproduzo abaixo textos do livro “Revivendo o Brasil Império”, de Leopoldo Bibiano Xavier:

1º) Dom Pedro II não apreciava no Barão de Penedo a facilidade com que este recebia as comitivas de intermediação, sempre que tratava do Brasil contrair novos empréstimos. Desinteressado, a ponto de não dar importância a dinheiro, dom Pedro estranhava que outros não agissem da mesma forma que ele. Em 1863, num bilhete para o Marquês de Abrantes, dizia:

Consta-me que o empréstimo contraído em Londres o foi a 85,5% e não a 88%, porque houve 2,5% de comissão. Espero que o embaixador brasileiro não tenha recebido parte dela, e de nenhum modo posso consentir que ele o faça. Já que procedo do mesmo modo.

Por via da dúvida, Dom Pedro II mandou remover o Barão de Penedo da Inglaterra para a França.
*** ***
2º) “O Imperador era de uma intransigência irredutível, sempre que se tratava de isolar a política ou a administração pública de todo interesse que não fosse propriamente o do País. Nisto seu espírito de moralidade era insuperável. Pode nem sempre ter evitado que políticos menos escrupulosos, mesmo dos mais acatados, ou funcionários prevaricadores, fugissem a uma justa punição. Mas em via de regra, sempre que um fato menos justificável lhe vinha ao conhecimento, ele não hesitava em punir o responsável com os recursos que lhe davam a lei.
“Em Capão d’Anta, no Paraná, foi adquirida pelo Ministério da Agricultura uma gleba para instalação de colonos russo-alemães, vindos do Volga. As terras eram impróprias para qualquer cultura, e haviam sido vendidas por um potentado político local. De tal qualidade eram as terras, que os próprios colonos as abandonaram em poucos dias, indo mendigar pelas estradas. A notícia chegou à Corte, causando a mais penosa impressão ao Monarca.
Por desejo expresso de Dom Pedro II, toda a comitiva em visita ao Paraná foi com ele ao local. Na presença do próprio vendedor, mandou um soldado revolver a terra com a espada e disse:
– Isso não dá nem capim. Isto é cascalho, não é terra. No Volga esses pobres homens tinham muito melhores terras. Não precisavam vir de tão longe.
Um dos amigos do vendedor ousou retorquir:
–Foram os próprios colonos que pediram estas terras. Muita gente os aconselhou a que não viessem para cá, mas eles insistiram.
Dom Pedro II replicou:
– Quem os aconselhou? Quem?
– Gente do povo, respondeu o interlocutor.
Dom Pedro retoma a palavra:
– O povo não fala alemão nem russo, e conselho não se dá através de interpretes.
De volta à Corte, ainda fez sentir o profundo descontentamento, na medida das suas limitações constitucionais. Como era de praxe, o Ministro levava para a assinatura do Monarca os agradecimentos concedidos aos que mais benefícios haviam prestado durante a viagem imperial. Ao ser apresentado um decreto transformando em barão o tal vendedor de terras, Dom Pedro decidiu:
– Vamos reformar isto. Não quero dar nenhum título a esse senhor. Prefiro agraciar a mãe dele.
– Já é baronesa, disse o Ministro.
– Pois faço-a viscondessa. Mande-me o decreto para que eu assine. Faço-o com prazer. Ao filho é que não.
Texto e postagem de Armando Lopes Rafael

Avança acordo para Warner liberar conteúdo no YouTube


A Warner Music Group e o YouTube estão finalizando um acordo para que o site de vídeos do Google volte a ter clipes oficiais de artistas como Madonna e Green Day. O acordo deve resolver a disputa sobre direitos de licença que levou a Warner Music a retirar os videoclipes de seus artistas do YouTube, em dezembro do ano passado. O YouTube e a Warner, terceira maior gravadora do mundo, não quiseram comentar o acordo. A notícia sobre as negociações surgiu primeiro nesta segunda-feira através do site AdAge. O catálogo de músicos da Warner poderá novamente ser visto no site de vídeos, junto aos artistas da EMI Music, Sony Music Entertainment, da Sony, e Universal Music Group, da Vivendi. Os detalhes financeiros ainda são incertos, mas o presidente-executivo da Warner Music, Edgar Bronfman, já afirmou que quer termos melhores que os de seu último acordo com o YouTube. Como outros executivos da indústria musical, ele enfrenta um mercado que tem sofrido com a queda nas vendas de CDs e o fraco crescimento das vendas de música digital. O negócio também pode abrir as portas para que a Warner tenha um papel no novo site de videoclipes Vevo, que conta com o apoio da Universal e da Sony e será baseado na plataforma tecnológica do YouTube. No momento, as negociações entre Warner e Vevo estão ainda em "fase inicial".

Fonte Folha online

Banda larga vai estar em 20% das casas do mundo até o fim do ano


No fim deste ano, 20% de todas as casas do mundo estarão conectadas à internet de alta velocidade --dado que esconde, no entanto, fortes disparidades entre países, apontou a consultoria especializada em tecnologia Gartner, em estudo publicado nesta segunda-feira (28). "Apesar da crise econômica mundial, o número de casas conectadas à internet de alta velocidade continua aumentando de forma significativa", destaca a Gartner. Conexão banda larga vai chegar a 20% das casas em 2009, informa projeção da Gartner "Os consumidores estão atentos a seus gastos, mas abandonar suas conexões de alta velocidade não está entre suas prioridades", afirma a analista Amanda Sabia no comunicado. Em 2008, 382 milhões de casas já tinham conexão, mas este número aumentará para 422 milhões em 2009, ou seja, 10,5% a mais. Para 2013, a Gartner aposta em 580 milhões, o que representaria uma alta de 37,4% em relação a 2009. Os países emergentes, em particular China, Brasil e Índia, terão forte desenvolvimento nestas conexões, mas a diferença em relação às nações industrializadas continuará sendo grande. No fim de 2008, quase 20 países tinham percentuais de conexões superiores a 50%. A Coreia do Sul, com 86% de suas casas equipadas com esta tecnologia, está à frente da lista, que termina com a Indonésia (1%). No trio de ponta, estão ainda Holanda (80%) e Dinamarca (80%).

Fonte Folha online

Alysson Amancio Companhia de Dança - BR 116


Dias 02, 03 e 04 de Outubro às 20h
Teatro Patativa do Assaré - SESC Juazeiro / CE

Dias 09, 10 e 11 de outubro às 20h
Teatro SESC Crato/CE

Enviado por Tânia Peixoto

Quem se lembra desse vídeo ? João Alves, 1993... Isto é Brasil !

Que foi feito de João Alves ?




Quem se lembra do nome deste Cana...., Aliás, Deputado? Se você estava vivo em 1993, o nome dele era João Alves, e sua frase ficou na história:

"Deus me ajudou, e eu ganhei dinheiro..."

"Eu não tenho nada, não gosto nem de dólar, meu negócio é todo em cruzeiro e até eu deixar esse orçamento, eu realmente vi dificuldade financeira. Depois, eu deixei, abandonei e esqueci, Deus me ajudou e eu ganhei dinheiro"

E quanto dinheiro!
O Deputado admite ter ganho 200 vezes na loteria...
Só em 1993, a média foi de um prêmio por semana, 9 milhões de dólares em apostas premiadas.


PARA EMAGRECER EVITE OS VÍCIOS - Por: Izaara Alvarenga


Ei você, caro leitor e leitora! Já pensou ou está pensando em emagrecer? Então agora é hora de relembrar detalhadamente como pretende atingir este objetivo! Vamos falar então a respeito dos vícios de quem quer emagrecer, justamente para que você leitor (a) não cometê-los. Textos que falam sobre dicas para emagrecer se encontram aos montes, mas acho interessante escrever também algo que sirva de alerta quanto àquilo que não se deve fazer quando se quer emagrecer, afinal, algumas atitudes simples podem prejudicar ou até mesmo impedir que o emagrecimento aconteça.

A BALANÇA

Este instrumento deve ser esquecido durante o período de emagrecimento, o ato de se pesar todos os dias causa uma tensão/estresse no organismo, e isso não atua a favor da perda de peso. O ideal é pesar somente nas consultas com o nutricionista, sempre na mesma balança. Caso a curiosidade bata na porta e te leve a pesar, você cara leitora, tenha em mente que no período menstrual ocorre possível inchaço e então elevação de peso, e que durante o dia o peso sofre variação.

FECHAR A BOCA É A SOLUÇÃO

Essa frase é bem famosa, não é? Há quem diga que para emagrecer é só fechar a boca, mero engano! O ideal é emagrecer comendo, ou seja, sem sentir fome, o contrário das dietas milagrosas e que indicam restrições severas demais. Acertar nas calorias e na escolha dos alimentos é sim optar pelo emagrecimento saudável e pela manutenção da saúde.

SEM CARBOIDRATO, SÓ SALADA

Realmente, as saladas são essenciais para o organismo, afinal elas possuem muitas vitaminas e minerais. Mas não devem integrar o plano alimentar sozinhas, para o emagrecimento saudável é necessário ter uma combinação equilibrada de todos os nutrientes, afinal todos eles nas quantidades corretas exercem funções no metabolismo. Assim como o carboidrato, cortar este nutriente é fazer com que o organismo não tenha energia rápida, fazer com que o mesmo forneça energia ao corpo para realizar as atividades diárias. Se você tem receio em consumi-lo, faça com moderação.

MALHAR E NÃO COMER

Muitas pessoas que são adeptas da malhação digamos que ficam com um certo receio de comer depois da atividade física, por pensarem que podem engordar. Uma alimentação bem fracionada e com os nutrientes adequados no pré e no pós exercício é de fundamental importância tanto para quem tem como objetivo a perda de peso e a redução da gordura corporal, quanto para aqueles que pretendem aumentar a massa muscular, reduzir fadiga e melhorar desempenho. Se alimente bem e emagreça com saúde, esta é sem dúvida a melhor dica! Acerte nas dicas e não cometa erros que o levem pelo caminho contrário ao do emagrecimento.

Boa semana!
Izaara Alvarenga
Nutricionista

Sobre a Autora: Izaara Alvarenga

Izaara Alvarenga é graduada em Nutrição, pela UNILAVRAS, Lavras/MG. Especialista em Exercício Físico, Nutrição e Medicina na Saúde e no esporte, pela UNESP, Botucatu/SP.

Ex-cara pintada, novo articulador político diz que faz parte da geração lulista e tem "honrão" com cargo


Diante das críticas à indicação do ministro José Antonio Dias Toffoli (Advocacia Geral da União) para uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal) devido à causa da idade, o novo articulador político do governo, Alexandre Padilha, aproveitou a posse nesta segunda-feira na Secretaria de Relações Institucionais para defender a participação de pessoas jovens em cargos públicos. Novo articulador político de Lula foi "cara-pintada" e viveu 4 anos na Amazônia Aos 38 anos, Padilha --que se tornou o ministro mais jovem do governo Lula-- disse que a juventude tem capacidade para ocupar espaço na democracia brasileira. Alexandre Padilha (de óculos) assumiu hoje a articulação política de Lula Usando metáforas futebolística, assim como presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o novo ministro afirmou ainda que faz parte da "geração lulista". "É uma geração que começou na política e só se juntou na política sobre a liderança do senhor [presidente Lula]. Parecia aquele jogo de futebol em que as torcidas ficam se digladiando, mas quando toca o hino, todo mundo canta uma música só. [...] Fico honrado em assumir a Secretaria de Relações Institucionais, tenho na verdade, um honrão e divido essa honra com essa geração de lulistas que acompanham o senhor. O antecessor de Padilha na coordenação política, o ministro José Múcio Monteiro que ocupará uma vaga no TCU (Tribunal de Contas da União) --também reforçou o discurso em defesa da juventude. "[Presidente Lula] sua escolha foi acertada.

O ministro Padilha com sua juventude, com seu dinamismo fará um excelente trabalho na SRI", afirmou. Em reposta às criticas de que tem pouco trânsito no Congresso, Padilha disse que está disposto a manter o diálogo com deputados e senadores. "Vou trabalhar para fazer com que essa base participe cada vez mais das decisões do governo e se sinta contemplada e receba os créditos. Estou disposto a estabelecer o canal de diálogo, construir uma agenda para fortalecer o país", disse. O novo ministro teve em sua formação política influências do movimento estudantil e do PT. Foi diretor da UNE na época do impeachment do ex-presidente Fernando Collor. Segundo reportagem da Folha publicada no domingo, Padilha morou quatro anos na Amazônia como infectologista e, em 2004, assumiu o departamento de saúde indígena da Funasa. Foi convidado para o planalto em 2005, pelo então subchefe de subchefe de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais, Vicente Trevas. Em 2008, assumiu o posto. A proximidade com a ministra da Casa Civil começou durante viagens para lançamento de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Alguns interlocutores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, comentam que, nos últimos meses, ele agia mais como funcionário da ministra do que de seu chefe imediato, José Múcio.

Fonte Folha

Taí, Armando Rafael, que eu me lembrei de você !

Acima: Coroa de Dom Pedro II

Quando eu era pequenino, ouvia uma música que com o passar do tempo, me esqueci completamente, até o dia em que conheci o Armando Rafael e seu gosto pela monarquia. Eu mesmo não sou monarquista, mas respeito a opinião do Armando. E de repente, comecei a pensar no Brasil imperial, e me voltou à memória essa musiquinha, uma das poucas que fala de coisas da época. Creio que o Armando deve conhecer muito bem. Por isso, dedicado a esse incrível monarquista, aqui vai uma música que é a sua alma:

Independência ou morte (samba-enredo, 1971) - Zé Di

Valeu o sacrifício dos Andradas
E as preces da princesa Leopoldina
A morte de Tiradentes não foi em vão
São hoje símbolos vivos da nossa nação

A maçonaria muito contribuiu
Na surdina do nome conseguiu
E o príncipe regente se fez imperador
Num gesto de coragem e de amor

Independência ou Morte Dom Pedro primeiro bradou
E o sonho dos brasileiros se concretizou

Oh, meu Brasil segue avante
Olha o futuro que lhe espera
Ninguém segura esse gigante
Raiou-se o sol de primavera

Por: Dihelson Mendonça ( 38 anos atrás )

Dom Pedro II era a luz do baile - por Armando Rafael


Fico a imaginar o que escreveria Monteiro Lobato – caso vivesse nos dias atuais – sobre a série de escândalos que vêm grassando nos três poderes da república brasileira. O que diria ele, por exemplo, sobre a vergonhosa utilização dos cartões corporativos? Sobre os "Atos Secretos" do Senado da República? da censura ao jornal "Estado de S.Paulo" impedido de publicar as denúncias da Operação Boi Barrica, contra o filho de José Sarney?

Para quem não sabe, Monteiro Lobato foi um dos bons intelectuais brasileiros do século passado. Ele abraçou idéias marxistas; escrevia muito bem e era conhecido pela coragem de dizer o que pensava, sem preocupação de desagradar. Foi também ardoroso defensor das idéias republicanas, antes, e nos primeiros dias pós golpe militar de 15 de novembro de 1889. Mas quando viu os frutos advindos da Proclamação da República, escreveu, em 1918, um artigo com o título de “Dom Pedro II era a luz do baile”.
Permita-me compartilhar com o caro leitor apenas dois trechos do artigo citado:

“O fato de existir na cúspide da sociedade um símbolo vivo e ativo da Honestidade, do Equilíbrio, da Moderação, da Honra e do Dever, bastava para inocular no país em formação o vírus das melhores virtudes cívicas. O juiz era honesto, se não por injunções da própria consciência, pela presença da Honestidade no trono. O político visava o bem público, se não por determinismo de virtudes pessoais, pela influência catalítica da virtude imperial. As minorias respiravam, a oposição possibilizava-se: o chefe permanente das oposições estava no trono. A justiça era um fato: havia no trono um juiz supremo e incorruptível. O peculatário, o defraudador, o político negocista, o juiz venal, o soldado covarde, o funcionário relapso, o mau cidadão enfim, e mau por força dos pendores congeniais, passava, muitas vezes, a vida inteira sem incidir num só deslize. A natureza o propelia ao crime, ao abuso, à extorsão, à violência, à iniqüidade – mas sofreava as rédeas dos maus instintos a simples presença da Eqüidade e da Justiça no trono”.

“Ignorávamos isso na monarquia. Foi preciso que viesse a república, e que alijasse do trono a Força Catalítica para patentear-se bem claro o curioso fenômeno. A mesma gente, o mesmo juiz, o mesmo político, o mesmo soldado, o mesmo funcionário até 15 de novembro (de 1889), bem intencionado, bravo e cumpridor dos deveres, percebendo, na ausência do imperial freio, a ordem de soltura, desaçamaram a alcatéia dos maus instintos mantidos em quarentena. Daí o contraste dia a dia mais frisante entre a vida nacional sob Pedro II e a vida nacional sob qualquer das boas intenções quadrienais que se revezem na curul republicana”.

Ah! Monteiro Lobato! O que escreveria você dos dias atuais? Desses tristes dias dos cartões-corporativos, das CPIs que terminam em pizza, do “mensalão”, dos “sanguessugas”, dos “vampiros” instalados no Ministério da Saúde, do “Renangate”, do esquema das ONGS, dos "Atos Secretos" do presidente do Senado, José Sarney e de tantos e tantos outros escândalos...

texto e postagem: ARMANDO LOPES RAFAEL

Acopiara terá participação nos R$ 26 milhões para ações emergenciais contra estragos da chuva

A Secretaria Nacional de Defesa Civil autorizou o repasse de R$ 26 milhões para a recuperação de ruas, residências e espaços públicos nas áreas afetadas pela chuva em Santa Catarina que estão em estado de emergência. A portaria está no Diário Oficial da União desta segunda, dia 28. Os recursos servirão também para a compra de combustível dos veículos que serão utilizados na remoção dos escombros e à mão de obra necessária ao desenvolvimento dos trabalhos de recuperação. A transferência dos recursos deverá ocorrer em um prazo de seis meses, a contar desta segunda. Situação de emergência também foi decretada em municípios de outros Estados: Rio Largo (AL), São Luís do Quitunde (AL), Tanque D'Arca (AL), Nova Viçosa (BA), Acopiara (CE), Entre Folhas (MG), Inhapim (MG), For da Serra do Sul (PR), Arraial (PI), Domingos Mourão (PI), Esperantina (PI), Madeiro (PI), São João da Canabrava (PI), São José do Divino (PI) e Caiçara do Norte (RN).

Em tempo:

Acopiara, situada na região Centro Sul, é a única no Ceará, a ser beneficiada com parte desses recursos. Torcer para que o dinheiro seja bem aplicado.

Fonte: Lindomar Rodrigues

Mais um na Rota do Lula - Por: Antonio paiva Rodrigues

Estamos fazendo de tudo para acreditarmos nas palavras do presidente Lula. Esta façanha é quase impossível, pois como o caso de Sarney, o do presidente é recheado de novidades deletérias. Se não bastasse o caso do seu filho Lulinha, ex-funcionário do zoológico de São Paulo com mísero salário de R$ de pouco mais de mil e trezentos reais, hoje bafejado pela “sorte” acumula uma riqueza incalculável, sendo um dos empresários mais influentes do País.

Agora a suspeita recaia em seu genro o marido da filha de Lula, Lurian. Ele é investigado por tráfico de influência nas obras do Porto de Itajaí. “Há indícios para investigar a intervenção de Sato junto a órgãos do governo federal”. Esta informação é do procurador Marcelo da Mota. Uma auditoria da Casa Civil acusou 19 tipos de irregularidades na contratação das empreiteiras. Segundo o jornalista Hugo Marques o Marcelo Sato não participou das reuniões na SEP (Secretaria Especial de Portos) não é tarefa dele, disse o deputado Décio Lima, que foi superintendente do Porto de Itajaí. Marcelo Sato é assessor da esposa de Décio Lima, a deputada estadual Ana Paula (PT-SC). Após as enchentes que atingiram Santa Catarina o governo federal liberou R$350 milhões para a recuperação do Porto de Itajaí. O genro do presidente admite ter participado de reuniões em Brasília, incluindo encontros com o ministro da Secretaria Especial de Portos (SEP), Pedro Brito, para acelerar as obras do Porto de Itajaí.

“Eu estive na secretaria em companhia do deputado Décio Lima, afirma Sato”. Só que o ministro Brito nega que esteve reunido com Marcelo Sato. Vemos com certa tristeza e apreensão atitudes de políticos e auxiliares. A Comissão responsável pela Copa do Mundo no Brasil em 2014 afirmou que dois Estados serão cortados, pois até agora não apresentou o projeto de construção dos estádios de futebol e a estrutura em volta dos mesmos.

Não somos a favor de o Brasil sediar Copa do Mundo, pois a situação destruidora de certas pessoas colocará em risco o projeto. As licitações viciadas vão continuar. O benefício indevido também e corremos o risco de arcarmos com despesas incalculáveis para obras de péssima qualidade. A maioria dos governos brasileiros não cumpriu seus objetivos, mesmo com reeleição, e agora irão concretizar o sonho de muitos brasileiros em pouco mais de quatro anos.

O Metrô de Fortaleza já está com 10 anos e não tem data prevista para conclusão e a mega estrutura montada para a Copa sai em quatro anos? Pode até sair, mas muita coisa vai ser executada a - toque de caixa. Voltando ao caso do Porto de Itajaí em Santa Catarina, além do Ministério Público (MP), o Tribunal de Contas da União (TCU) também está investigando as obras do Porto.

Quando Lula em seus pronunciamentos perante a nação brasileira diz não saber de nada, ele se entrega de mãos beijadas as feras como se diz no clichê popular. Não será preciso explicar, nós só queríamos entender. Pensem nisso!


ANTONIO PAIVA RODRIGUES - MEMBRO DA ACI-DA ALOMERCE E DA AOUVIRCE

Sobre o Autor

Radialista, Jornalista com Curso Superior, Poeta, Escritor, formado em Administração(Gestor de Empresas), Bacharel em Segurança Pública, tenho livros publicados, Espírita praticante, Mestrando em telejornalismo, Coronel PM R/R, Acadêmico de Letras e Membro da Associação Cearense de Imprensa(ACI) e da AOUVIR/CE ( Associação dos Ouvintes de Rádio do Ceará).

Corrupção e Mar de Lama - Por: José Nilton Mariano Saraiva

A priori, queremos esclarecer que, como se fala muito em “corrupção” nos dias atuais, o estímulo ao debate é o objetivo primeiro e único da veiculação do artigo abaixo (ipsis litteris, a partir do título, embora incompleto por carência de espaço), de autoria da renomada professora da USP, Lilia Moritz Schwarcz.
Assim, e a fim de se evitar má interpretação ou julgamentos precipitados, a posteriori, apelamos aos professores Darlan Reis e Alessandra Bandeira, experts no assunto, que nos esclareçam: A corrupção no Brasil de hoje é a mesma que se verificava a 100 anos atrás ??? Será que há mais corrupção hoje do que antes ??? Aumentou a corrupção ou aumentou a percepção dela e a postura diante dela ??? Será que a “corrupção”, no Brasil, é mesmo tão antiga assim ??? São perguntas que não querem (e não podem) calar (e, por favor, observem atentamente que as “aspas” são utilizadas a partir do próprio título (em caixa alta, como no original), o que significa tratar-se de uma transcrição fiel; não acrescentamos ou subtraimos uma única vírgula ao trabalho).

José Nilton Mariano Saraiva

*****************************

CORRUPÇÃO NO BRASIL IMPÉRIO - A partir da década de 1880, porém, o Império seria assolado por questões que inaugurariam uma nova agenda de acusações, estando na linha de frente a própria idoneidade do sistema. Se o conceito de corrupção está vinculado ao ato de “corromper”, e à ação de “subornar”, o fato é que pela primeira vez o regime seria caracterizado por esse tipo de prática. Num momento em que o monarca e seu governo mostravam fragilidades, uma série de casos começava a aparecer na imprensa e causava escândalo.
Nesse sentido, um dos episódios mais emblemáticos do final do Império ficou na época conhecido como o “roubo das jóias da coroa”. Estamos no ano de 1882, mais exatamente na madrugada de 17 para 18 de março. Nesse dia, um gatuno teria entrado nos aposentos do Palácio de São Cristóvão – residência íntima da família imperial – e retirado do interior de um armário todas as jóias da imperatriz Teresa Cristina e de sua filha, a Princesa Isabel.
A primeira impressão foi de que o furto era obra de um larápio comum. Não obstante, monarcas não são simplesmente roubados. E, com o andamento do processo, ficou logo claro que as provas eram artificiais, uma vez que o furto partira de dentro da própria estrutura do Paço. Dois funcionários foram imediatamente detidos, assim como um ex-empregado – Manuel de Paiva – suspeito de ter entrado no prédio no mesmo dia do sumiço das preciosidades da coroa.
Para complicar o mistério, e começar a resolvê-lo, alguns dias depois uma carta anônima indicou onde estariam as jóias: numa caixa de biscoitos enterrada nos fundos da casa do último suspeito. Ali foram encontrados não só os objetos que Teresa Cristina havia usado na noite de seu aniversário, como dezenas de outros adornos.
O que desgastou a monarquia não foi exatamente o furto, mas uma determinada conivência com ele e a falta de medidas punitivas (grifo nosso). Por exemplo: Paiva, o principal suspeito, havia sido afastado formalmente do serviço no Paço, mas continuava contando com a proteção do monarca; morava num terreno situado dentro da Quinta da Boa Vista, a poucos metros do local onde foram encontradas as jóias.
Por fim, os três implicados no roubo haviam sido soltos imediatamente e com o consentimento prévio do imperador (grifo nosso). Nesse meio tempo, Trigo Loureiro e o tenente Lírio, os dois policiais que atuaram no caso, foram agraciados com ordens honoríficas: o primeiro com a Comenda da Rosa, e o segundo com o Grau de Cavaleiro. Tais gestos foram prontamente interpretados pela imprensa como uma tentativa de “silenciar” os policiais e de “amaciá-los” com títulos em geral reservados à nobreza. Os termos eram outros, mas se referiam à noção de corrupção política ou favoritismo (grifo nosso). O fato é que D. Pedro resolveu encerrar o caso. Paiva voltou para casa e a indignação da imprensa foi geral.
A Gazeta de Notícias bradava que “no Brasil não havia legalidade (...) era uma folia organizada”. Dizia-se também que, assim como as jóias – que foram encontradas no meio de um lamaçal – a justiça do Império havia sido “enterrada” e que tudo não passava de um “mar de lama”. José do Patrocínio, famoso líder abolicionista, publica um folhetim, também na Gazeta, entre março e outubro de 1882, onde igualmente D. Pedro aparece totalmente submisso a seu criado alcoviteiro, Manuel, que encobre seus affairs com jovens da corte.
Estamos em 1882 e o Império cairia apenas em 1889. Mas, a partir da primeira data os jornais estariam repletos de fatos desse tipo ou parecidos com este. Como dizia o famoso conto de Andersen, o “monarca estava nu”, e mal havia notado. (fechando aspas).

Autoria: Lilia Moritz Schwarcz – Professora de Antropologia da Universidade de São Paulo (USP). Organizadora de Leituras críticas sobre Evaldo Cabral de Mello, Editora UFMG, 2008.
Postagem: José Nilton Mariano Saraiva

Como se eu sonhasse o Sonho de outro Dono...

Por Sete Mares - Autor: Pedro Moreira


Outra noite
Outro sono
Como se eu sonhasse o sonho
De outro dono
Outro fumo, uma outra cinza
Outra manhã

Mordo a fruta
Outro é o sumo
Ando pela mesma casa
Com outro prumo
Outra sombra, outono
Chuva temporã

Será que já não vi
De modo impessoal
E em tempo diferente
Um dia estranhamente igual
Dias iguais
- Avareza de Deus
Passando indiferentes
Por estranhos olhos meus

Outros olhos
No teu rosto
Vou falar teu nome
E já teu nome é outro
Outra bruma
Sombra de outro sonho, alguém
Na manhã de junho
Outono, outubro, além

Música: Outra Noite - Chico Buarque de Hollanda

Foto ilustrativa - Por Sete Mares - Pedro Moreira



Talento em dobro: Nonato Luiz e Adelson Viana lançam CD na Quarta da Cultura


Regionalismo e tradição somados a melodias clássicas e barrocas. É o que Nonato Luiz e Adelson Viana apresentam em seu mais novo CD intitulado “Dobrado”. Com lançamento marcado para o próximo dia 30 de setembro, às 19h, no espaço cultural da CDL de Fortaleza, o show integra o projeto Quarta da Cultura no Centro, do Instituto CDL.

Mestres em seus instrumentos, os músicos uniram seus talentos em um trabalho inédito e autoral, unindo o som das cordas do violão com acordes da sanfona. Entre as composições de destaque, o público poderá conferir uma homenagem ao compositor erudito Ludwing Van Beethoven, um dos pilares da música ocidental. “Sonata ao Luar” e “Quinta Sinfonia”, obras do autor conhecidas pelos instrumentistas por serem de difícil execução, estão entre as 12 músicas que serão apresentadas na noite de quarta-feira.

O compositor e violonista Nonato Luiz, natural de Lavras da Mangabeira, é reconhecido internacionalmente com uma discografia que soma 35 títulos. O fortalezense Adelson Viana, exímio pianista e acordeonista, já dividiu palco com artistas como Fagner, Zeca Baleiro, Dominguinhos, Ednardo, Lenine, Fausto Nilo, entre outros, destacando-se na cena musical principalmente como arranjador.

Dobrado

Nonato Luiz e Adelson Viana possuem uma trajetória de muita história e realizações. No CD “Dobrado”, os músicos mostram passagens e momentos de criação ao longo de suas carreiras, com choro, xote, baião e até mesmo frevo. A canção que inspirou o nome do trabalho é “Subindo as Nuvens”, composta na década de 30 por Waldizar Viana, primo segundo de Adelson, que
resgata o dobrado em homenagem à história musical de sua família. A primeira faixa do disco representa um marco na vida de Nonato. O “Baião Cigano” trata-se de um clássico sempre presente em seus concertos, mas que não estava no repertório original do projeto. No entanto, acrescentar o tempero da notas de sanfona resultou em um arranjo perfeito, sendo impossível deixar a música de fora. Outra composição antiga do músico também presente no CD é “Choro Acadêmico” (1970), que leva improvisações individuais de cada instrumento presente no intuito de inovar. As sonoridades nordestinas são características evidentes em todas as músicas. Na faixa “Da Cidade ao Sertão”, Adelson conta sua história através de cada nota musical, e suas influências interioranas. Na canção inédita “Oração”, os músicos capricharam na introdução, inspirados no compositor e bandeonista argentino Astor Piazzola.

Para homenagear a cidade de Fortaleza, a dupla incluiu em seu repertório “Mucuripe”, ficando subliminar uma homenagem também ao cantor e amigo Raimundo Fagner, com quem possuem parcerias.

O ritmo do forró não poderia ficar ausente do projeto, que tem a sanfona como um dos principais instrumentos. “Disfarçado”, composição de Adelson Viana incrementada com uma introdução de Nonato Luiz, e “Vem Morena”, do ícone nordestino Luiz Gonzaga, convidarão o público a dançar. Na sequência, “Frevereiro” dá continuidade à alegria, misturando sons do frevo pernambucano com as melodias típicas do Ceará. Para finalizar, Nonato e Adelson tocam “Ave Maria”, do compositor barroco Johann Sebastian Bach, com direito a solos de acordeon. Traduzindo a música de forma fiel, a fim de mostrar toda sua essência.

Patrocinadores

Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura – Lei Estadual de Incentivo à Cultura; Café Santa Clara, Centro Cultural Banco do Nordeste, Banco do Nordeste e Governo Federal.

SERVIÇO:

Quarta da Cultura no Centro 2009 com show de lançamento do CD “Dobrado” de Nonato Luiz e Adelson Viana – Dia 30 de setembro, às 19h, no Espaço Cultural da CDL de Fortaleza (Rua 25 de Março, 882, Centro). Informações: 085- 34645538. GRÁTIS.

Alma Beat - 30 de Setembro - CCBNB Cariri


LITERATURA EM REVISTA - CCBNB CARIRI

Alma Beat – Literatura e Contracultura - 30 de setembro de 2009, 19h
Performático: Emanuel Régis

Leitura de textos dos autores da chamada Beat Generation, entremeada de exibição de vídeos, músicas e fotos, num diálogo entre a Literatura e outras formas de arte. O movimento Beat, vanguarda artística literária com ramificações na música e na fotografia, foi um sopro de ar fresco na cultura norte-americana dos anos 50. Manifestou-se por meio de um grupo de jovens escritores que extrapolaram a arte e a vida transformando-as numa explosão criativa. Está na raiz da Contracultura, toda forma artística de questionamento da arte oficial.

Produção: Paula Izabela

Renan do Vale, Cratense, o trabalho merece ser apreciado! - Por: Janinha



É impressionante como sempre no Ceará, descubro novos compositores e/ou intérpretes excelentes que eu não conhecia e desta vez não foi diferente. Trouxe alguns discos interessantes que irei comentando por aqui.

O primeiro que gostaria de mencionar é o CD “Construindo coisas pra se cantar” de Renan do Vale. Com uma voz bastante agradável, Renan passeia com desenvoltura e leveza por compositores clássicos da MPB como Cartola, Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira até os mais novos talentos de hoje em dia como Lenine, Moska e Zeca Baleiro. Achei muito interessante a versão de Renan para um dos grandes números do repertório de Moreira da Silva, o Kid Morengueira – O Rei do gatilho – de Miguel Gustavo, em um arranjo do próprio Renan e de seu irmão, Djacir que o acompanha ao violão nos shows e também no CD.
Outras faixas que gostei bastante foram “Miragem do Porto” e “Cantar”.

Gravado no Vila Estúdio Sonoro (de Adelson Viana), o disco foi produzido pelo próprio intérprete, em parceria com Djacir, enquanto a produção musical e alguns arranjos ficaram por conta de Adelson. Os músicos que participam do disco são: Djacir (violão, arranjos), Adelson Viana (teclados, sanfona, arranjos), Cristiano Pinho (guitarra, violão de aço, cavaquinho) José Roberto (baixo e vocal), Luizinho Duarte (bateria, percussão), Aroldo Araújo (baixo) , Mister X, Elida e Pricilene (vocais).

No encarte do CD, o produtor Helder Lima comenta que “cantar” não é o ofício principal de Renan do Vale , mas na minha opinião se ele quisesse fazer do canto sua profissão, estaria no lugar certo !

CD RENAN DO VALE – CONSTRUINDO COISAS PRA SE CANTAR - 2008

1- Miragem do porto (Lenine/Bráulio Tavares)
2- Tatuagem (Chico Buarque/Ruy Guerra)
3- Cantar (Godofredo Guedes)
4- Boi de haxixe (Zeca Baleiro)
5- O rei do gatilho (Miguel Gustavo)
6- Cordas de aço (Cartola)
7- Loucos de cara (Vitor Ramil/Kleiton Ramil)
8- Negro amor (It’s all over now, baby) (Bob Dylan)
9- A morte do vaqueiro (Luiz Gonzaga/Nelson Barbalho)
10- O último dia (Paulinho Moska/Billy Brandão)
11- Chá Cutiba (Humberto Teixeira)
12- Olhos acesos (Zé Américo/Salgado Maranhão)
13- Festa imodesta (Caetano Veloso)


O CD pode ser comprado na loja “Desafinado”: http://www.desafinado.com.br/
*Obs: Foto de Renan do Vale copiada da contra capa do CD

Fonte: Músicadoceará

'Importante não é a largada, mas a chegada', diz Aécio

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), disse nesta segunda-feira (28) que as pesquisas de intenção de voto devem ter avaliações de "capacidade de crescimento" e de "capacidade de novas alianças de fragilizar o adversário". "Em uma eleição, o importante não é a largada, o importante é a chegada", completou. O tucano é cotado dentro do PSDB como possível candidato à Presidência da República, ao lado do governador de São Paulo, José Serra. Aécio defende a realização de prévias para a escolha do candidato. Pesquisa CNI/Ibope divulgada no último dia 22 mostrou que o governador mineiro tem 12% das intenções de voto.

Quem lidera o cenário é o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), com 25%. No cenário em que o candidato tucano é Serra, o governador paulista tem a preferência do eleitorado, com 34% dos votos, seguido por Ciro e pela ministra Dilma Rousseff, com 14% cada.

Questionado sobre a realização de prévias, o governador disse que vê "ansiedade" por parte da oposição - "que quer saber com que cenário disputará" - e da imprensa. "O PSDB - eu vou repetir isso até ficar rouco - não tem de construir a sua estratégia em função da estratégia do governo. Hoje, se existem problemas maiores, eles estão no campo do governo", afirmou.

Fonte: G1
Nota do Blog do Crato: Todo mundo que larga ruim diz isso, e quem está por baixo nas pesquisas, não acredita em pesquisas. Assim foi, Assim será...

Notícias do Crato para o Dia 29 de Setembro de 2009


29-09-2009
Projeto ABC do Crato promove Ações de Esporte, Cultura Saúde e Educação

A Secretaria de Ação Social do Crato juntamente com o projeto ABC, vem desenvolvendo um trabalho educativo com crianças e adolescentes visando promover inclusão social, diversão e cidadania. Dentro do contexto dessas ações que estão acontecendo desde o ultimo dia 16 a Secretária de Ação Social Liduina Andrade comunica que no projeto ABC, foi criado o projeto "SONHO DE CRIANÇA" que visa arrecadar brinquedos para crianças e adolescentes participantes; acontecerá no mês de Outubro em decorrência do dia da criança e serão ofertados aos educandos três dias de muita diversão e lazer. As atividades terão início:

Dia 05/10/2009 - abertura da semana da criança no Projeto ABC a partir das 8 horas da manhã Dia 06/10/2009 - dia de lazer na AABB clube com as crianças de 01 à 09 anos de idade.
Dia 07/10/2009 - festa na quadra do Projeto ABC, com entrega de presentes, apresentação de palhaços e muitas brincadeiras.Dia 08/10/2009 - dia de lazer na AABB comunidade com os alunos de 10 à 15 anos de idade.

Secretaria de Ação Social abre inscrições para o Projeto Segundo Tempo

O Governo Municipal do Crato em parceria com a Secretaria de Ação Social, juntamente com o Pólo de atendimento José Francisco Luna, situado no bairro Murití, comunica que estão abertas as inscrições para 40 vagas do 'PROJETO SEGUNDO TEMPO. Esse projeto funcionará nas terças,quintas e sextas-feiras,com crianças e adolescentes de 07 à 17 anos de idade, e que estudem na rede pública de ensino. Estão convidados todos que atendem a esses critérios. As inscrições podem ser feitas no Pólo de atendimento José Francisco Luna, no Muriti, de 8 as 14 horas.

O PROJETO SEGUNDO TEMPO, faz parte dos programas do Governo Federal que visam apoiar ações de fomento destinadas à implantação, ampliação e modernização de infra-estrutura esportiva. Tem como objetivo democratizar o acesso e estimular a prática esportiva dos alunos da educação básica e superior assegurando assim, o acesso ao esporte para as populações tradicionalmente excluídas, contribuindo para o fortalecimento de programas governamentais como a saúde e a educação.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.7069
Mais informações:

http://www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

Intolerância Religiosa no Ceará - Crucifixo e sacrário são destruídos por evangélico


Os católicos da Meruoca estão inconformados diante de um ato de destruição de imagens sacras

Meruoca. Uma invasão à Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição provocou medo e indignação na população desta cidade. O atentado aconteceu por volta das 19h do último domingo, no momento em que o padre Emanuel Franklin celebrava a missa campal, em homenagem à São Francisco de Assis. De posse de duas facas, Márcio Renner Oliveira da Costa, de 24 anos, evangélico, destruiu o sacrário e um crucifixo feito em madeira, considerado uma relíquia para a Igreja. Segundo testemunhas, o acusado ainda tentou atacar o pároco e também os fiéis que quiseram dominá-lo. O evangélico só foi contido com a chegada da Polícia Militar. Apesar de ser levado para a Delegacia em Sobral, Márcio Rener não ficou preso, acabou sendo liberado na manhã de ontem.

A invasão à igreja e a notícia da soltura do acusado trouxeram ainda mais revolta à população. "Ele estava bastante violento e parecia estar drogado. Foi muito trabalho para conter a sua fúria", disse um dos fiéis, que prefere não se identificar. A entrada de Márcio Renner na Igreja foi pouco percebida. Antes de se dirigir ao altar, ele deu algumas voltas no entorno da igreja, para ter a certeza que poderia cometer o ato sem ser interrompido. Ao entrar no local, Márcio Renner foi direto para altar onde tentou subir e derrubar a imagem de Nossa Senhora da Conceição, que fica ao centro. Antes, já havia derrubado o sacrário, que é feito em bronze, destruído as imagens, e quebrado o crucifixo, de origem européia, feito em madeira, considerada peça rara, e depois destruiu as hóstias que seriam usadas naquela noite.

"Não tive mais condições de celebrar a missa, o nervosismo foi tão grande que achei melhor me recolher na Casa Paroquial", disse o pároco. De acordo com o coordenador regional da Pastoral, padre Edmilson Eugênio, que também é coordenador regional da Pastoral, e que já viveu momento idêntico quando pároco de Santa Quitéria, uma situação como esta é difícil de ser evitada. "Nós estamos muito vulneráveis a este tipo de situação, pelo fato de lidar com o público. O padre estava celebrando fora da igreja quando ela foi atacada", contou.

"Tive medo da revolta do povo em querer fazer justiça com as próprias mãos. O elemento invadiu um templo sagrado e mexeu com o sentimento do povo", disse o padre Emanuel, ainda chocado com a cena. Segundo comentam os moradores, a pessoa que invadiu a igreja tem comportamentos considerados estranhos. Em Janeiro desse ano, ele já havia sido preso, acusado de tentar invadir a Igreja Evangélica Assembléia de Deus naquela cidade. Renner é costureiro, gosta de ler revistas em quadrinhos como mostra ficha de sua freqüência na Biblioteca Municipal. "Ele, praticamente, já leu toda coleção da revista Asterix", contou Eliane Santos, administradora da biblioteca. Pessoas próximas à família de Renner informou que, atualmente, ele mora em Fortaleza e que estaria na cidade para rever familiares. Quem narra o fato com riqueza de detalhes é a Maria das Graças Freire Monte, ministra da Eucaristia. Ela conta que observava de longe o comportamento de Márcio Renner. Disse que se não fosse a agilidade de algumas pessoas, ele teria conseguido o seu intento, que era derrubar a imagem de Nossa Senhora. "Quando agarraram o rapaz, ele já estava tentando segurar a imagem com a intensão de derrubá-la. Em terra firme, ele se soltou por quatro vezes. Com um jeito feroz, parecia que tinha ingerido algum tipo de droga", disse.

"Não entendo como uma pessoa tem a coragem de fazer o que foi feito aqui na Meruoca. Ele apenas não tentou destruir as imagens. Na verdade, o que ele fez foi destruir nossa paz, nossa tranqüilidade", disse o integrante do Conselho Municipal de Defesa Social, Valter Ferreira de Freitas. Diante do caso de destruição na Igreja Matriz de Meruoca, a Diocese de Sobral quer reforçar a segurança. "Contamos sempre com o apoio da Polícia, mas vamos pensar numa maneira de garantir a integridade física do pároco e dos fiéis", disse padre Edmilson Eugênio.

Fonte: DN

SEMINÁRIO NO CARIRI - Lampião é avaliado como ´bandido´ - Reportagem: Antonio Vicelmo

LAMPIÃO E BANDO, em foto reproduzida no painel que divulgou o seminário "Cariri Cangaço"

(Foto: ANTÔNIO VICELMO)

Missão Velha. O "Cariri Cangaço" foi o maior acontecimento do gênero realizado no Nordeste. A declaração é do presidente em exercício da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço (SBEC), Ângelo Osmiro Barreto, no encerramento do encontro que reuniu cerca de 70 historiadores, pesquisadores, ensaístas, professores e estudantes de todo o Brasil. O encerramento ocorreu domingo, com uma palestra de João Bosco André sobre as ligações de Lampião com o município, que é considerado a porta de entrada do Cariri. Apesar da paixão pelo tema, a maioria dos integrantes não vê os cangaceiros como heróis. Ao contrário, Lampião e seu grupo foram apresentados como bandidos sem nenhuma causa social. "Foram os cangaceiros que introduziram o seqüestro em larga escala no Brasil". Faziam reféns em troca de dinheiro para financiar novos crimes. Caso não recebessem o resgate, torturavam e matavam as vítimas, a tiro ou punhaladas, disse o escritor José Peixoto Júnior, autor do livro "Bom Deveras e Seus Irmãos". Peixoto lembra que, no século passado, o Cariri estava povoado de cangaceiros. Os irmãos Marcelinos, por exemplo, cobravam imposto de quem transitava em cima da serra do Araripe. O escritor reproduz várias cartas assinadas pelos cangaceiros "Bom Deveras", "Lua Branca" e "João-22", ameaçando incendiar fazendas e matar o gado do proprietário rural que não lhes enviasse uma determinada quantia. O escritor Magérbio Lucena destaca que os cangaceiros ofereciam salvo-condutos, com os quais garantiam proteção a quem lhes desse abrigo e cobertura, os chamados coiteiros. Eles também, segundo Magérbio, "sempre foram implacáveis com quem atravessava seus caminhos: estupravam, castravam, aterrorizavam. Corrompiam militares e autoridades civis, de quem recebiam armas e munição. Um arsenal bélico sempre mais moderno e com maior poder de fogo que aquele utilizado pelas tropas que os combatiam". Com o comentário, o escritor diz que a atual violência nas grandes cidades é uma cópia do comportamento dos cangaceiros de ontem.

Entusiasmado com o sucesso do evento, o coordenador do "Cariri Cangaço", Manoel Severo, anunciou o próximo encontro para agosto de 2010, quando serão debatidos dois temas: "O Fogo das Guaribas" e "Os Nazarenos".

O primeiro tema refere-se à mais violenta batalha ocorrida no Ceará, no município de Porteiras, tendo como protagonista o considerado mais valente de todos os coronéis do sertão do Cariri, Francisco Lucena, conhecido por "Chico Chicote", que não era propriamente um cangaceiro, mas um daqueles valentões típicos da sociedade sertaneja de 1920, no sul do Ceará. Um dia, Chicote trabalhava no campo quando sua casa foi cercada por uma "volante" cearense, comandada pelo tenente José Gonçalves Bezerra. Um amigo de Chicote, de nome Joaquim Morais, o primeiro a tentar resistir, foi logo morto. Duas outras "volantes", uma pernambucana e outra paraibana, que se achavam próximas, inclusive reforçadas por cangaceiros da família Salviano, inimiga de Chicote, vieram reforçar o cerco. "Foi uma das brigas mais feias daqueles tempos do cangaço", escreveu o escritor Abelardo Montenegro. Já "Os Nazarenos" faz referência a um grupo familiar que dedicava tempo integral na busca e, se possível, destruição de Lampião e seu bando. Eles entraram na Polícia com o objetivo de vingar a morte de parentes. Eram moradores da Vila de Nazaré, hoje Carqueja, no interior de Pernambuco, que se tornaram eternos perseguidores de Lampião. O mais famoso dos Nazarenos foi o tenente David Jurubeba, que morreu em Serra Talhada, terra natal de Lampião, há cinco anos.

Os bandidos de hoje são os cangaceiros de ontem. A violência sem medidas é a mesma"
Magérbio Lucena
Médico e escritor

ANTÔNIO VICELMO
Repórter do Jornal Diário do Nordeste

Colaborador do Jornal Chapada do Araripe

Aquecimento Global - Luiz Domingos de Luna*


Sapo Dourado Panamenho
Da floresta americana
Beleza pura que emana
Da natureza em desenho

Amarelo, delgado e pulador.
Afilado, gentil e hospitaleiro.
Cantando no lindo desfiladeiro
Nos bosques um hino de amor

Predador do equilíbrio natural
No habitat rico dos pampas
Deslisa no declive das rampas
Numa felicidade sem igual

Dos rios, lagos e florestas.
Vaidoso no passeio matinal
Não vê o aquecimento global
Devorar sua história sua festa

O monstro espera para atacar
O Planeta deu sinal de alerta
O fungo voa como uma flecha
O Sapo não vai mais cantar

Amarelo é a cor da atenção
Do sapo panamenho dourado
Da existência já foi tirado
Mais um ser em extinção

Por: Luiz Domingos de Luna

BlogPoem - Sobre as Mudanças - Mario Amorim

Sobre as Mudanças.

Se eu conseguisse mudar
As coisas melhorariam
Venceria a maldade
Alegria voltaria
A tristeza se acabava
Viveria mais contente
Confiava mais nos outros
Queria um mundo decente
Sorriria muito mais
E vivia alegremente

A vida seria outra
Roubalheira nunca mais
Tinha politico honesto
Isto é homem capaz
Fazendo sempre o melhor
Trabalhando para o bem
Lutando pelo amanhã
Dando emprêgo a quem não tem
Educação e saude
Vale mais para este alguem

A natureza sorria
Os passaros viviam em paz
Toda a fauna viveria
Derrubar arvores jamais
Animais não morreriam
Como vitimas inocentes
Venceriamos a maldade
Seriamos mais coerentes
E Deus feliz ficaria
Por não sermos prepotentes.

Mário Amorim

CRATO - Previsão do Tempo e Almanaque - 29 de Setembro de 2009

Bom Dia, meus amigos leitores, colaboradores e Escritores do Blog do Crato. Ontem, novo recorde por aqui. Atingimos pela primeira vez os 1.200 acessos em um único dia. Uma marca que no início do Blog se atingia em um mês. Hoje teremos outro marco, o de 8.000 postagens. falta apenas 20 postagens para chegarmos lá. Recebemos diversos poemas via e-mail, e estaremos publicando na medida do possível, principalmente no Fim-de-Semana, que é um tempo que favorece mais à reflexão. Mas enfim, todo dia é dia de poesia também...

Previsão do Tempo

A previsão do tempo para hoje é a mesma de ontem. Grande novidade! Sol com algumas núvens e não chove. Ou seja, aquele intenso calor a que estamos tão familiarizados nessa época do ano. A temperatura máxima esperada é de 31 graus e a mínima de 20. Informações dos sites de meteorologia.

ALMANAQUE

29 de setembro. Dia dos Arcanjos são Miguel, são Gabriel e são Rafael.

O mês de setembro tornou-se o mais festivo para os cristãos, pois a Igreja unificou a celebração dos três arcanjos mais famosos da história do catolicismo e das religiões - Miguel, Gabriel e Rafael - para o dia 29 de setembro, data em que se comemorava apenas o primeiro. Esses três arcanjos representam a alta hierarquia dos anjos-chefes, o seleto grupo dos sete espíritos puros que atendem ao trono de Deus e são seus "mensageiros dos decretos divinos" aqui na terra. Miguel, que significa "ninguém é como Deus", ou "semelhança de Deus", é considerado o príncipe guardião e guerreiro, defensor do trono celeste e do Povo de Deus. Fiel escudeiro do Pai Eterno, chefe supremo do exército celeste e dos anjos fiéis a Deus, Miguel é o arcanjo da justiça e do arrependimento, padroeiro da Igreja Católica. Costuma ser de grande ajuda no combate contra as forças maléficas. É citado três vezes na Sagrada Escritura, que narramos na sua página. O seu culto é um dos mais antigos da Igreja. Gabriel significa "Deus é meu protetor" ou "homem de Deus". É o arcanjo anunciador, por excelência, das revelações de Deus e é, talvez, aquele que esteve perto de Jesus na agonia entre as oliveiras. Padroeiro da diplomacia, dos trabalhadores dos correios e dos operadores dos telefones, comumente está associado a uma trombeta, indicando que é aquele que transmite a Voz de Deus, o portador das notícias. Na sua página, descrevemos com detalhes as suas aparições citadas na Bíblia . Além da missão mais importante e jamais dada a uma criatura, que o Senhor confiou a ele: o anúncio da encarnação do Filho de Deus. Motivo que o fez ser venerado, até mesmo no islamismo.

Rafael, cujo significado é "Deus te cura" ou "cura de Deus", teve a função de acompanhar o jovem Tobias, personagem central do livro Tobit, no Antigo Testamento, em sua viagem, como seu segurança e guia. Foi o único que habitou entre nós, passagem que pode ser lida na página dedicada a ele. Guardião da saúde e da cura física e espiritual, é considerado, também, o chefe da ordem das virtudes. É o padroeiro dos cegos, médicos, sacerdotes e, também, dos viajantes, soldados e escoteiros.

A Igreja Católica considera esses três arcanjos poderosos intercessores dos eleitos ao trono do Altíssimo. Durante as atribulações do cotidiano, eles costumam aconselhar-nos e auxiliar, além, é claro, de levar as nossas orações ao Senhor, trazendo as mensagens da Providência Divina. Preste atenção, ouça e não deixe de rezar para eles.

Eventos históricos:

* 48 a.C. — Pompeio o Grande é assassinado após chegar ao Egito no seu 58º aniversário.
* 493 — Em Nápoles festejam pela primeira vez o dia de São Miguel
* 855 — É eleito o Papa Bento III, o Inquisidor de Torres Novas que havia condenado Padilha Menezes do Cruzeiro ao exílio.
* 1066 — Guilherme o Conquistador invade a Inglaterra.
* 1567 — A segunda Guerra de Religião da França estoura.
* 1567 — Na hora do jantar, o Duque de Alba prende o Conde de Egmont e o Conde de Horne por traição.
* 1789 — O Departamento de Guerra dos EUA inicia seu exército com uma força de cem homens.
* 1850 — A hierarquia Católica Apostólica Romana é reestabelecida na Inglaterra e em Gales pelo papa Pio IX.
* 1864 — Guerra Civil Americana: a batalha da fazenda de Chaffin é travada.
* 1907 — A pedra angular da Catedral Nacional de Washington é colocada na capital dos Estados Unidos.
* 1911 — Itália declara guerra ao Império Otomano.
* 1918 — A Linha Hindenburg é rompida pelas forças aliadas durante a Primeira Guerra Mundial. A Bulgária assina um armistício.
* 1938 — Adolf Hitler, Neville Chamberlain, Edouard Daladier e Benito Mussolini assinam o Acordo de Munique, permitindo à Alemanha a ocupação da região de Sudetenland na Tchecoslováquia.
* 1939 — Segunda Guerra Mundial: capitulação da Polônia pela Alemanha.
* 1941 — Holocausto em Kiev: Einsatzgruppen C alemão começa o massacre de babi Yar. Pelo menos 33,771 judeus de Kiev e seus subúrbios foram mortos na ravina de Babi Yar.
* 1943 — General estadunidense Dwight Eisenhower e marechal italiano Pietro Badoglio assinam um armistício a bordo do navio britânico Nelson, no litoral de Malta.
* 1978 — Papa João Paulo I anuncia a remoção de clérigos da Cúria suspeitos de corrupção no Banco do Vaticano.
* 1979 — Papa João Paulo II torna-se o primeiro pontífice a visitar a República da Irlanda.

Nascimentos:

* 106 a.C. - Pompeu, o Grande general romano (m. 48 a.C.).
* 1328 - Joana de Kent, mãe de Ricardo II de Inglaterra (m. 1385).
* 1402 - Fernando de Portugal, o "Infante Santo". (m. 1443)
* 1511 - Miguel Servet, teólogo, médico e filósofo espanhol (m. 1553).
* 1547 - Miguel de Cervantes, escritor espanhol (m. 1616).
* 1765 - Karl Ludwig Harding, astrónomo alemão (m. 1834).
* 1786 - Guadalupe Victoria, primeiro presidente eleito no México (m. 1843).
* 1849 - Dom Francisco do Rego Maia, bispo brasileiro (m. 1928).
* 1912 - Michelangelo Antonioni, diretor de cinema italiano.
* 1927
o Adhemar Ferreira da Silva, bicampeão olímpico brasileiro no salto triplo (m. 2001).
o Cid Moreira, jornalista e apresentador brasileiro.
* 1931 - James Watson Cronin, físico nuclear e vencedor do Prémio Nobel de Física de 1980.
* 1936 - Silvio Berlusconi, político italiano.

Falecimentos:

* 48 a.C. - Pompeu, o Grande general romano, assassinado no Egipto (n. 106 a.C.)
* 855 - Lotário I, rei dos francos, imperador do Sacro Império Romano-Germânico (n. 795)
* 1902 - Émile Zola, escritor francês (n. 1840)
* 1908 - Joaquim Maria Machado de Assis, romancista, contista, poeta e teatrólogo brasileiro, (n. 1839)
* 1910 - Winslow Homer, pintor norte-americano (n. 1836)
* 1925 - Léon Victor Auguste Bourgeois, ex-presidente do Conselho da Liga das Nações (n. 1851)
* 1952 - Francisco Alves, cantor brasileiro conhecido como "O Rei da Voz" (n. 1898)
* 1958 - Aarre Merikanto, compositor finlandês (n. 1893)
* 1965 - Rino Levi, arquiteto brasileiro (n. 1901)
* 1967 - Carson McCullers, escritora estado-unidense (n. 1917)

Feriados e eventos cíclicos:

* Brasil: Dia do Anunciante
* Brasil: Dia do Petróleo
* Brasil: Dia do Professor de Educação Física
* Brasil: Dia da Navegação
* Brasil: Dia Nacional do Jornaleiro
* Brasil: Dia do Policial Civil do Rio de Janeiro
* Dia Mundial do Tradutor
* Dia dos Solteiros
* Santos do dia
o São Miguel Arcanjo.
o São Gabriel Arcanjo.
o São Rafael Arcanjo.

HOJE NA HISTÓRIA


Em 29 de Setembro de 1908, falecia Machado de Assis

Joaquim Maria Machado de Assis (Rio de Janeiro, 21 de junho de 1839 — Rio de Janeiro, 29 de setembro de 1908) foi um poeta, romancista, dramaturgo, contista, jornalista, cronista e teatrólogo brasileiro, considerado como o maior nome da literatura brasileira, de forma majoritária entre os estudiosos da área. Sua extensa obra constitui-se de nove romances e nove peças teatrais, 200 contos, cinco coletâneas de poemas e sonetos, e mais de 600 crônicas.Machado assumiu cargos públicos ao longo de toda sua vida, passando pelo Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, Ministério do Comércio e pelo Ministério das Obras Públicas.

A obra ficcional de Machado de Assis tendia para o Romantismo em sua primeira fase, mas converteu-se em Realismo na segunda, na qual sua vocação literária obteve a oportunidade de realizar a primeira narrativa fantástica e o primeiro romance realista brasileiro em Memórias Póstumas de Brás Cubas (sua magnum opus). Ainda na segunda fase, Machado produziu obras que mais tarde o colocariam como especialista na literatura em primeira pessoa (como em Dom Casmurro, onde o narrador da obra também é seu protagonista). Como jornalista, além de repórter, utilizava os periódicos para a publicação de crônicas, nas quais demonstrava sua visão social, comentando e criticando os costumes da sociedade da época, como também antevendo as mutações tecnológicas que aconteceriam no século XX, tornando-se uma das personalidades que mais popularizou o gênero no país.

Biografia

Filho do mulato Francisco Manuel José de Assis, pintor de paredes e descendente de escravos alforriados, e de Maria Leopoldina Machado, uma lavadeira açoriana da Ilha de São Miguel. Machado de Assis, que era canhoto, passou a infância na chácara de D. Maria José Barroso Pereira, viúva do senador Bento Barroso Pereira, na Ladeira Nova do Livramento, (como identificou Michel Massa), onde sua família morava como agregada, no Rio de Janeiro. De saúde frágil, epilético, gago, sabe-se pouco de sua infância e início da juventude. Ficou órfão de mãe muito cedo e também perdeu a irmã mais nova. Não freqüentou a escola regular, mas, em 1851, com a morte do pai, sua madrasta Maria Inês, à época morando no bairro em São Cristóvão, emprega-se como doceira num colégio do bairro, e Machadinho, como era chamado, torna-se vendedor de doces. No colégio tem contato com professores e alunos, e provavelmente tenha assistido às aulas quando não estava trabalhando. Mesmo sem ter acesso a cursos regulares, empenhou-se em aprender e se tornou um dos maiores intelectuais do país, ainda muito jovem. Em São Cristóvão, conheceu a senhora francesa Madamme Gallot, proprietária de uma padaria, cujo forneiro lhe deu as primeiras lições de francês, que Machado acabou por falar fluentemente, tendo traduzido o romance Os Trabalhadores do Mar, de Victor Hugo, na juventude. Também aprendeu inglês, chegando a traduzir poemas deste idioma, como O Corvo, de Edgar Allan Poe. Posteriormente, estudou alemão, sempre como autodidata.

De origem humilde, Machado de Assis iniciou sua carreira trabalhando como aprendiz de tipógrafo na Imprensa Oficial, cujo diretor era o romancista Manuel Antônio de Almeida. Em 1855, aos quinze anos, estreou na literatura, com a publicação do poema "Ela" na revista Marmota Fluminense. Continuou colaborando intensamente nos jornais, como cronista, contista, poeta e crítico literário, tornando-se respeitado como intelectual antes mesmo de se firmar como grande romancista. Machado conquistou a admiração e a amizade do romancista José de Alencar, principal escritor da época. Era, no dizer do historiador literário Marques da Cruz, "ponderado e honesto. Sóbrio na vida e no estilo".

Baptiste Louis Garnier, convida Machado a trabalhar no Jornal das Famílias (1863 - 1878), onde tem contato com as obras de Shakespeare, através das páginas do periódico. Em 1864 estréia em livro, com Crisálidas (poemas). Em 1869, casa-se com a portuguesa Carolina Augusta Xavier de Novais, irmã do poeta Faustino Xavier de Novais e quatro anos mais velha do que ele. Em 1873, ingressa no Ministério da Agricultura, Comércio e Obras Públicas, como primeiro-oficial. Posteriormente, ascenderia na carreira de servidor público, aposentando-se no cargo de diretor do Ministério da Viação e Obras Públicas. Podendo dedicar-se com mais comodidade à carreira literária, escreveu uma série de livros de caráter romântico. É a chamada primeira fase de sua carreira, marcada pelas obras: Ressurreição (1872), A Mão e a Luva (1874), Helena (1876), e Iaiá Garcia (1878), além das coletâneas de contos Contos Fluminenses (1870), , Histórias da Meia Noite (1873), das coletâneas de poesias Crisálidas (1864), Falenas (1870), Americanas (1875), e das peças Os Deuses de Casaca (1866), O Protocolo (1863), Queda que as Mulheres têm para os Tolos (1864) e Quase Ministro (1864). Em 1881, abandona, definitivamente, o romantismo da primeira fase de sua obra e publica Memórias Póstumas de Brás Cubas, que marca o início do realismo no Brasil. O livro, extremamente ousado, é escrito por um defunto e começa com uma dedicatória inusitada: "Ao verme que primeiro roeu as frias carnes do meu cadáver dedico como saudosa lembrança estas Memórias Póstumas". Tanto Memórias Póstumas de Brás Cubas como as demais obras de sua segunda fase vão muito além dos limites do realismo, apesar de serem normalmente classificados nessa escola. Machado, como todos os autores do gênero, escapa aos limites de todas as escolas, criando uma obra única.

Na segunda fase suas obras tinham caráter realista, tendo como características: a introspecção, o humor e o pessimismo com relação à essência do homem e seu relacionamento com o mundo. Da segunda fase, são obras principais: Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), Quincas Borba (1892), Dom Casmurro (1900), Esaú e Jacó (1904), Memorial de Aires (1908), além das coletâneas de contos Papéis Avulsos (1882), Várias Histórias (1896), Páginas Recolhidas (1906), Relíquias da Casa Velha (1906), e da coletânea de poesias Ocidentais. Em 1904, morre Carolina Xavier de Novaes, e Machado de Assis escreve um de seus melhores poemas, Carolina, em homenagem à falecida esposa. Muito doente, solitário e triste depois da morte da esposa, Machado de Assis morreu em 29 de setembro de 1908, em sua velha casa no bairro carioca do Cosme Velho. Nem nos últimos dias, aceitou a presença de um padre que lhe tomasse a confissão. Bem conhecido pela quantidade de pessoas que visitaram o escritor carioca em seus últimos dias, como Mário de Alencar, Euclides da Cunha e Astrogildo Pereira (ainda rapaz e por isso desconhecido dos demais escritores), ficcionalmente o tema da morte de Machado de Assis foi revisto por Haroldo Maranhão.

Fontes: Cliamtempo, 10emTudo, Edições Paulinas, Wikipedia

Pensamentos do Dia - 29 de Setembro de 2009



"A liberação da energia atômica mudou tudo, menos nossa maneira de pensar."

Albert Einstein

"O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o príncipio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida."

Fernando Pessoa

"Não há nada como o sonho para criar o futuro. Utopia hoje, carne e osso amanhã."
Victor Hugo

"O instinto na mulher, equivale a perspicácia nos grandes homens."

Honoré de Balzac

"Nunca resisto a tentações, porque eu descobri que coisas que são ruins para mim não me tentam."

George Bernard Shaw

Foto Ilustrativa: URCA - Universidade Regional do Cariri - Pachelly Jamacaru

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31