xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 17/09/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

17 setembro 2009

Maré Vazante - Por: J. Flávio Vieira

A meninada se espalhou pela areia da praia, como num parque de diversões. Manhã cedinho, no céu brilhava um sol reconfortante. Agasalhava todos do frio vento soprado pela bocarra do mar. Algumas meninas traçaram no chão os degraus para o céu da amarelinha e se puseram a pular numa algazarra sem fim, como maracanãs em roça de milho. Alguns guris improvisaram traves com as chinelas e passaram a disputar um rachazinho animado. Um lourinho sardento sentou-se na areia e começou a tocar , numa flauta doce, os acordes do trenzinho do caipira. Alguns outros perseguiam marias-farinha. Um casalzinho ruivo sentou-se contemplativo num tronco e pôs-se a olhar o vai-e-vem das ondas, com olhar perscrutador, enquanto a mocinha segurava na mão uma flor de jasmim. Grupos de meninos, sentados no extenso tapete proporcionado pela maré vazante, começaram a construir palácios, castelos, mansões, carros, edifícios, com a terra úmida. Havia os que , próximo às águas, fizeram uma barragem e trabalhavam cuidadosamente na sua preservação. Outros escreviam , com gravetos , palavras e mais palavras no chão. A menininha sapeca , mais habilidosa, esculpia lindas esculturas : a Barbie, o Bob e um Netuno com um tridente agudíssimo . As professoras observavam todos de uma distância regulamentar, com olhos úmidos de um cuidado que vazava alguma aflição.

Próximo ao meio-dia, parece que tinham tocado as doze badaladas da Cinderela. Antes que a gala se transformasse em borralho , o piquenique deu-se por findo. Na beira da praia ficou toda a obra de criação: castelos, palácios, palavras, barragens , músicas e contemplação . Tardezinha, quando os pescadores retornavam do trabalho, a maré havia engolido tudo. Nada havia restado que lembrasse a opulência criativa da manhã . Apenas a florzinha de jasmim boiava ao doce sabor das ondas, sem código, sem senha, sem história. Como chegara ali ? O que representava ? Não se sabia.

Assim é o movimento inexorável das turvas águas do tempo. Estamos permanentemente entre duas marés cheias e o que importa é aquilo que construímos na vazante. E edificamos com dedos prenhes de eternidade, como se as ondas já se não avolumassem à nossa volta. Somos livres pedreiros nesta construção: podemos usar o concreto armado como matéria prima ou o cimento do sonho, a cal da arte, o tijolo da poesia. Seja qual for nossa escolha, apenas a argamassa do efêmero estará sempre à nossa inteira disposição. A mansão do peremptório será sempre edificada com o material do volátil.

Nestes dias a preamar levou um mestre da maré vazante. Chamava-se Almir Carvalho. Ele soube temperar o caldo da vida com o esmero de um Chef de alta cozinha. Muita bondade com algumas pitadas fortes de boêmia. Firmou amizades sinceras e inquebrantáveis. Uma boate concorridíssima e que nem precisava da presença feminina. Amores poucos, mas eternos e que sobrenadarão no mar dos tempos , como o broto de jasmim : O Clube Regatas Flamengo e Celininha Barros. Seu Almir , seguiu sem que ao menos conhecesse, os preceitos de Thoreau: não deixou que sua vida se estilhaçasse nos pormenores. Viveu beneditinamente, querido por muitos. Como um asceta perfeito conseguiu arrancar felicidade dos mínimos e insignificantes milagres desta vida. Ocupou-se de corpo e alma de alguns poucos afazeres, simplificou a existência, livrando-se da areia movediça das posses, do canto de sereia do consumo. Quando a preamar bateu à sua porta o encontrou feliz e realizado e ele mergulhou nas suas águas, ciente que completava um ciclo e refazia a unicidade da criação.

Baudelaire dizia que para suportar o terrível fardo da existência que quebranta os nossos ombros e nos curva em direção à terra faz-se mister embriagar-se sem trégua. E dava as opções possíveis: de vinho, de poesia ou de virtude. Seu Almir, sabiamente, se inebriou com um pouco de cada um desses ingredientes.

J. Flávio Vieira

Big Bang por João Marni


... E criou Deus o Universo. Na abertura, com fogos de artifícios, empurrou-nos à deriva, num grande espirro, em partículas aleatórias de luz...
Estamos viajando e nossos corações também.
Usamos nossos braços como tentáculos, querendo segurar alguém!
E, na escuridão e no silêncio do espaço, vejo e ouço o teu coração!
Segura-te a mim, “ pois só assim serei feliz, bem feliz”!...
Obrigado, meu Deus, pelo coração meu que fala!...

Histórias e Estórias do Crato de Antigamente - Por Ivens Roberto de Araújo Mourão

O RICO

Uma das coisas que Chico Soares sabia fazer era declaração de imposto de renda. Por este serviço ele cobrava um determinado valor. Um dia surgiu a oportunidade de fazer a declaração de um grande industrial e homem rico de Orós. E o Chico pensou: “É agora que eu vou pegar num bom dinheiro!” Não quis nem que ele viesse ao Crato pegar a declaração. Ele mesmo foi a Orós. Ia pensando em cobrar um bom dinheiro. Ao avistá-lo, o industrial veio ao seu encontro. Agradeceu o favor que o Chico fizera e, ao mesmo tempo, enfiou no bolso da sua camisa uma nota. Quando o Chico, entusiasmado foi olhar o valor, era uma nota que, nos dias de hoje, valeria uns cinqüenta reais. A decepção foi grande. Pensou que ia se benzer e quebrou a testa. Comentou:
- “É Luisinho, o homem é sabido demais! Tinha que ser rico mesmo...”

NÃO IA MAIS SAIR DE LÁ

O Chico Soares também era um freqüentador do cabaré da Glorinha. Ia mais para bater papo. Um dia, estava com a esposa na Praça Siqueira Campos quando ia passando a Glorinha. Falou para ela:
- “Antonieta você não conhece a Glorinha, não é? Olha, é aquela ali. Aquela loura!”
- “Eu quero lá saber de rapariga! Respeite-me, Chico”.
- “É porque você nunca foi lá! Se você fosse, não ia mais querer sair de lá!”

A CHUVA

Um dia o Chico Soares ia saindo de casa com a esposa e percebeu que estava “bonito para chover”, como diz o cearense. Sugeriu, então:
- “Antonieta vamos voltar para casa que vai chover”.
Como de fato. Foi só chegar e começou uma chuva pesada. Então ele saiu-se com o seguinte comentário, que mereceu o devido protesto da Dona Antonieta:
- “Antonieta, se esta chuva fosse de rapariga, eu ia destelhar a casa, com a tua ajuda, tapar todos os esgotos para enchê-la todinha de rapariga!”


CADÊ O TREM?

O Crato, por ser fim da linha férrea, tinha sempre às segundas feiras, além do trem normal, vindo de Fotaleza, um especial, vindo da Paraíba. Este era o que trazia a maioria dos feirantes para a grande feira livre, que ocupava todas as ruas centrais da cidade. Esta feira era tão importante que, quando coincidia com o sete de setembro numa segunda-feira, as comemorações relativas ao Dia da Independência eram antecipadas para o domingo. Não tinha feriado. Até os colégios funcionavam.
O Chico Soares gostava muito de fazer ponto na Praça Francisco Sá, também conhecida como Praça da Estação ou Praça da Coluna da Hora. Ficava ouvindo o papo dos feirantes e participando das conversas. Foi lá que teve a oportunidade de ouvir, por parte de um deles, oriundo de Pernambuco e que, portanto, não usava o trem, fazer o seguinte comentário:
- "Mas rapaz, eu já vim ao Crato várias vezes e nunca vi um trem! Eu não conheço um trem!”
- “O que?!?! Um trem?!?! Tanto trem parado aí, no outro lado da estação e você nunca viu um trem?!”


Desfile de Sete de Setembro com a participação do Tiro de Guerra e dos Colégios. Nas segundas feiras essa rua (João Pessoa) e todas as demais do centro da cidade eram, literalmente, tomadas pela feira. Por isso que a comemoração era antecipada para o Domingo.
- “Não, nunca vi”.
O Chico Soares pegou o matuto pelo braço e disse:
- “Por isso não. Agora eu vou lhe mostrar um trem”.
Começou pelo vagão de segunda classe:
- Tá vendo aqui? Este é o vagão de segunda classe do trem. Está notando que os bancos são de madeira? Por isso a passagem é mais barata, para as pessoas pobres”.
E continuou:
- “Este é o vagão do trem para a primeira classe. Veja que os bancos são forrados, de couro. A passagem é mais cara”.
Em seguida entrou no restaurante:
Rua Dr. João Pessoa totalmente ocupada pela feira.
- “Olhe, aqui é o restaurante do trem. As pessoas que têm dinheiro comem aqui.”
E o matuto admirado:
- “E a comida?”
- “Tem a cozinha do trem, para atender ao restaurante do trem!”
Mais adiante mostrou o vagão bagageiro:
- “Neste vagão vão as malas maiores dos passageiros do trem”.
Por fim chegou à máquina:
- “Aqui é a máquina do trem”.

Belíssimo prédio da Estação onde o Chico foi mostrar o trem para o matuto.

E o matuto, percebendo que não tinha mais nada para mostrar:
- “Ah, é a máquina do trem? E ‘quedê’ o trem?”

Fonte: Livro "Só no Crato" de Ivens Roberto de Araújo Mourão. Direitos de publicação concedidos ao Blog do Crato pelo autor. Todos os Direitos Reservados.

Caça ao porco

Fonte Charge On line

Correios oferecem nova proposta de reajuste para funcionários

A diretoria da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) apresentou na noite de quarta-feira (16) uma nova proposta de reajuste salarial, agora de 9% em acordo bianual, para o comando dos funcionários grevistas.A proposta inicial da empresa era de 4,5%, mas foi recusada pelos grevistas. Agora, além dos 9% de reajuste imediato, a diretoria oferece aumento linear de R$ 100 para todos os funcionários a partir de janeiro de 2010 e aumento de R$ 20 para R$ 21,50 por dia no auxílio alimentação ou refeição, entre outros ajustes.Os funcionários votarão se aceitam os novos valores em assembleias marcadas pelos sindicatos para as 15h desta quinta-feira (17). Em Brasília, a assembleia ocorre em frente ao Ministério das Comunicações. Seis estados não aderiram à greve: Espírito Santo, Roraima, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pará e Tocantins.Segundo a coordenação da greve, a aprovação de ao menos um terço dos sindicatos fará com que o comando assine o acordo com a empresa. Caso contrário, será marcada outra reunião com a diretoria para a elaboração de uma nova proposta.
Fonte G1

Carro-Forte metralhado na localidade de Posto Catavento, entre os Municípios de Icó e Jaguaribe.


A tentativa de assalto a um carro-forte mobilizou a Polícia na Região do Vale do Jaguaribe, na tarde de ontem. Uma quadrilha usou metralhadoras, dinamite e fuzis para atacar o blindado da empresa de segurança Corpvs, de placas KJX-9398 (PE), no quilômetro 340 da BR-116, na localidade de Posto Catavento, entre os Municípios de Icó e Jaguaribe. Cerca de 100 tiros foram disparados contra o veículo, segundo as autoridades. O ataque ocorreu por volta de 15 horas, quando o carro-forte trafegava entre as duas cidades e retornava para Iguatu. No veículo não havia dinheiro algum. O blindado havia sido deslocado de Iguatu até Jaguaribe somente para fazer o transporte de malotes com dinheiro entre as agências da Caixa e do BB naquela mesma cidade.

Tiros

Em entrevista ao Diário do Nordeste, na noite passada, por telefone, o delegado-regional de Polícia Civil de Jaguaribe, Edmar Beserra Granja, informou que o crime ocorreu ainda dentro do Município de Icó. Contudo, todas as unidades policiais daquela região foram mobilizadas para dar apoio à Regional de Icó na caça aos assaltantes. O carro-forte era ocupado por quatro vigilantes. Durante a seqüência de tiros e a ameaça de explosão de bananas de dinamite, os seguranças preferiram sair do interior do blindado. Dois deles foram colocados no meio da pista de rolamento e espancados.

"Os ladrões queriam saber onde estava o dinheiro e ficaram revoltados quando descobriram que não havia nenhum malote no carro-forte. Os dois vigilantes levaram chutes e coronhadas e, agora, estão internados no hospital de Icó. Os outros dois ficaram no local do assalto", explicou Granja. Os seguranças Rudicley Dantas Guerra (motorista) e Emerson Oliveira da Costa não foram agredidos fisicamente, mas tiveram armas apontadas em sua direção e narraram para a Polícia como aconteceu a interceptação violenta ao carro-forte na estrada.

Já os colegas deles, Gilson Gonçalves e José Carlos tiveram que ser levados para o hospital de Icó com ferimentos decorrentes das agressões praticadas pelo bando. Depois da tentativa frustrada de roubar os malotes, os criminosos fugiram do local em dois veículos, supostamente uma Pampa, branca, e uma Parati. As buscas mobilizam efetivos policiais de Icó e Jaguaribe, além de reforço enviado à região pelo 1º BPM (Russas).

A quadrilha

Para o delegado regional de Jaguaribe não há dúvidas de que a quadrilha responsável pelo ataque ao carro-forte, na tarde de ontem, foi a mesma que vem praticando uma seqüência de ações criminosas no Jaguaribe há mais de um mês. O bando seria chefiado pelo paulista Pedro Barros Calisto, que, junto com sua amante, Ana Glícia Nogueira, foi resgatado por comparsas quando estava preso na cadeia pública de Jaguaribara. O mesmo grupo foi também o responsável pelos assaltos às agências dos Correios de Icó e Jaguaribe nas últimas semanas.

Também está sendo atribuído à quadrilha o assalto contra agência do Banco do Brasil da cidade de Independência, no último dia 4, por volta de 14h30, quando o prédio foi atacado por bandidos usando fuzis e metralhadoras, que fugiram dali com cerca de R$ 200 mil.

Segundo Granja, durante o resgate dos bandidos, em Jaguaribara, a quadrilha utilizou dois carros, entre eles, um Gol preto, quatro portas, com placas da Paraíba. O mesmo automóvel foi usado no assalto aos Correios de Jaguaribe. Para completar, o automóvel também foi usado no assalto ao BB de Independência. "Na fuga, eles decidiram incendiar o Gol, no distrito de Cruzeta. Logo descobrimos que o carro era o mesmo empregado nas três ações criminosas", afirma o delegado.

Com poucos recursos para realizar uma "caçada" à quadrilha, os efetivos policiais da Região do Vale do Jaguaribe ainda não conseguiram pistas concretas sobre o esconderijo dos assaltantes. "Ele (o chefe do bando) está junto com assaltantes da região, que conhecem bem todas as estradas vicinais que estão sendo usadas como rotas de fuga", explica Edmar Granja.

Reforço

Além de contar com armas de grosso calibre - como fuzis de calibre 5.56 e metralhadoras Ponto 30 - os bandidos sempre agem com muita violência durante os ataques. Da mesma forma que agrediram os dois seguranças na ação de ontem, no assalto aos Correios de Jaguaribe praticaram espancamentos contra uma funcionária, que teve que ser hospitalizada.

Pedro Calisto - que reponde por assaltos em São Paulo - estava preso, com a namorada, em Jaguaribara, por tráfico de cocaína. "Ele trazia a droga de São Paulo para o Vale do Jaguaribe, até que foi preso e sua quadrilha o resgatou. Durante resgate os criminosos portavam as mesmas armas, os fuzis e as metralhadoras", completa. (Colaborou, Richard Lopes, de Icó).

Fonte: Diário do Nordeste - EDITOR - FERNANDO RIBEIRO

Senado aprova projeto que suprime audiência de conciliação em separações

"A Comissão de Constituição, Justiça (CCJ) do Senado aprovou o projeto que suprime da legislação a necessidade de audiência de ratificação, também chamada de audiência de conciliação, nas separações judiciais. O projeto do senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS) recebeu um relatório favorável do senador José Maranhão (PMDB-PB). A decisão é em caráter terminativo, não precisando, portanto, passar pelo plenário. O projeto agora vai para a Câmara.
Ao propor o projeto, Zambiasi argumentou que, na prática, a audiência de conciliação se tornou uma mera formalidade e que é muito constrangedor para o casal, gerando pouco ou nenhum resultado conciliatório efetivo.
Além disso, afirma o senador, a exigência está em desacordo com as mais recentes reformas do Código de Processo Civil. Em especial a mudança realizada pela Lei 11.441/2007, que ao tratar da separação consensual, não previu a mesma exigência quando a separação e o divórcio consensual forem realizados extrajudicialmente, por escritura pública."
Fonte Eliomar

Agende-se : Amanhã no CCBNB

Dia 18 de setembro de 2009

A partir das 18h30
Centro Cultural Banco do Nordeste- Juazeiro do Norte

Revalidação de diplomas de formados no exterior tem novas regras

Brasília - Os médicos formados no exterior têm novos critérios para revalidação de diplomas. Ontem (16), foi publicada a Portaria Interministerial nº 865 no Diário Oficial da União com as novas exigências: uma avaliação escrita e também um teste de habilidades clínicas.
Os ministérios da Saúde e Educação e 16 universidades públicas elaboraram as novas regras. As instituições interessadas terão até o dia 2 de outubro para aderir ao projeto de revalidação no Ministério da Educação. O edital com as regras deve ser publicado até o próximo mês.
O Ministério da Saúde estima que entre 4 e 5 mil pessoas tenham interesse em participar do processo de avaliação. A portaria funcionará como projeto piloto com a participação facultativa para faculdades e médicos formados. Os critérios atuais de revalidação continuam valendo e são elaborados em cada universidade.
Fonte Agência Brasil

Brasil registra queda no número de casos graves de gripe suína

Brasília - O número de casos graves de influenza A (H1N1) – gripe suína - no Brasil caiu pela quinta semana seguida, segundo boletim divulgado hoje (16) pelo Ministério da Saúde. Mas o país tem a quinta taxa de mortalidade entre os 15 países com maior número absoluto de mortes.
O número de notificações na semana entre os dias 6 e 12 de setembro foi 65 vezes menor que o registrado na semana de 2 e 8 de agosto. Foram registrados 35 casos graves na última semana, enquanto no começo de agosto os registros semanais foram de 2.283 casos.
O Brasil já registrou 899 mortes pela gripe, até o dia 12 de setembro. A taxa de mortalidade do país é de 0,46 a cada cem mil habitantes. O boletim anterior do Ministério da Saúde, divulgado no dia 2 de setembro, indicava 657 mortes pela gripe. A Argentina possui a maior taxa de mortalidade (1,27).
O Ministério da Saúde alertou que o acréscimo no número de mortes não se refere a casos novos de pessoas que morreram no período analisado, mas aos casos que tiveram confirmação laboratorial entre os dias 30 de agosto e 12 de setembro.
Os países com as maiores taxas de mortalidade estão no Hemisfério Sul, onde, em decorrência do inverno, a pandemia apresenta maior impacto, segundo o ministério, e os países adotam periodicidade diferente para atualização do número de óbitos.
No Brasil, o estado com maior taxa de mortalidade é o Paraná (taxa de 2,08 mortes a cada cem mil habitantes e 222 mortes) seguido pelo Rio Grande do Sul (taxa de 1,36 e 148 mortes), por São Paulo (taxa de 0,79 e 327 mortes), Santa Catarina (taxa de 0,78 e 48 mortes) e Rio de Janeiro (taxa de 0,52 e 84 mortes).
Um total de 3.521 mulheres em idade fértil (15 a 49 anos) tiveram resultado positivo para o novo vírus e desenvolveram a forma grave da doença, sendo 856 grávidas. Das gestantes, 91 morreram. O Brasil têm 3,4 milhões de mulheres que estão grávidas, segundo o Ministério da Saúde.
Fonte Agência Brasil

Você Sabia ? Lúcio admite disputar o Governo contra "cartel eleitoral" de Cid Gomes

NE - Lúcio Alcântara vem aí...

Lúcio Alcântara disse que quer disputar uma cadeira de deputado federal, mas deixou claro que, se houver condições de se formar uma "ampla aliança" de oposição, poderá repensar e se colocar como opção. O presidente regional do Partido da República (PR), o ex-governador Lúcio Alcântara, voltou a defender, nesta quinta-feira, 17, a necessidade da formação de uma chapa para enfrentar o governador Cid Gomes (PSB) nas eleições em 2010. Segundo Lúcio, a população tem demonstrado, por onde ele diz estar circulando, que quer ter opções para a disputa.

Lúcio Alcântara disse que, em princípio, quer disputar uma cadeira de deputado federal, mas deixou claro que, se houver condições de se formar uma “ampla aliança” de oposição, poderá repensar e se colocar como opção “porque eleição sem debate e enfrentamento acaba sendo um tapetão antecipado”. O ex-governador afirmou ainda que apoiadores do governador estão querendo criar uma espécie de ”cartel eleitoral” no Estado, a partir da pregação de “União pelo Ceará” em torno da reeleição do governador Cid Gomes. Indagado mais uma vez se entraria como opção, afirmou que toparia “desde que se construa uma ampla aliança”. Ele lembrou que o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR), também tem demonstrado interesse em se apresentar para o embate do próximo ano. Pessoa, no entanto, teria que renunciar do cargo.

Perguntado se estaria disposto a discutir essa aliança ampla com o PSDB, seu ninho antigo, do qual saiu brigado com o senador Tasso Jereissati, reagiu logo : “Eu não seria candidato do eu sozinho”. Lúcio reiterou que há na populção o desejo por apostar em outras alternativas em 2010. Perguntado também se não temia ser derrotado outra vez por Cid Gomes, preferiu rir e não dar resposta.

Lúcio está na Região do Cariri mantendo reuniões com lideranças do PR de Juazeiro do Norte e Crato. Também na condição de presidente da Fundação Waldemar Alcântara trata com a Diocese do Crato de uma parceria voltada para a digitalização de documentos relacionados à vida do Padre Cícero.

Fonte: Jornal "O povo"

"Os amigos não me deixaram desistir", afirma primeiro juiz cego do país

Das fileiras da escola de direito do Largo São Francisco, em São Paulo, ao cargo de desembargador recém nomeado no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 9ª Região, Paraná. A trajetória do juiz Ricardo Tadeu Marques da Fonseca, 50, seria comum para um estudante da mais importante universidade do país não fosse um desafio: no terceiro ano do curso, o então candidato a bacharel perdeu completamente a visão. Fonseca nasceu prematuro de seis meses, com baixa visão, o que não o impediu de entrar para a Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo). Já como estagiário do Centro Acadêmico 11 de Agosto, o problema se agravou, até a cegueira completa. Tinha 23 anos."Eu só continuei graças aos meus colegas, que gravavam os livros em fitas cassete para eu conseguir estudar. Essa amizade foi fundamental para toda a minha vida", conta.Desde então, galgou passos na carreira. Advogou de 1985 a 1987, foi assessor de um juiz de Campinas (interior paulista) até 1991 e, nesse meio tempo, em 1990, prestou concurso para juiz do Trabalho. Passou, mas foi desclassificado por ser cego.Não desistiu. Enquanto, mais uma vez, colegas se mobilizavam para reverter o resultado desfavorável do concurso com um mandado de segurança, que acabou negado, conseguiu tornar-se procurador do Trabalho, aprovado em 6º lugar, entre cerca de 5.000 candidatos, no exame do Ministério Público do Trabalho. Também fez mestrado e doutorado, e hoje dá aulas em pós-graduação.Depois de 18 anos na carreira de procurador, e mais uma vez com o apoio dos colegas, foi nomeado à Justiça do Trabalho pelo Quinto Constitucional, dispositivo previsto na Constituição Federal pelo qual o próprio Judiciário escolhe um membro do Ministério Público para fazer parte daquele Poder. Fonseca exerce a função desde agosto deste ano e, nesta quinta-feira (17), recebe a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a sua cerimônia de posse festiva."Meu trabalho mudou, porque agora em vez de fazer ações, investigações, eu julgo. Mas a rotina continua a mesma, com ledores que me auxiliam. E deve ficar ainda mais fácil, porque agora estão digitalizando os processos que chegam ao tribunal e eu terei um programa de computador que transforma os textos em voz", afirma. Ao todo, são oito assessores que se revezam para auxiliá-lo com a leitura -o mesmo número a que têm direito todos os desembargadores do tribunal. Estuda-se a possibilidade de se incluir mais uma pessoa para exercer apenas esta função, mas não foi preciso qualquer adaptação no local em razão da deficiência. "A única adaptação necessária no escritório é esse programa para a conversão dos processos [em voz]", afirma.O magistrado diz que já participou de decisões colegiadas e que, para isso, também conta com a ajuda dos colegas desembargadores, com quem afirma ter uma boa relação. "Estou muito feliz. Gosto muito de Curitiba. E estou muito honrado com a visita do presidente Lula."Fonseca também considera que os jovens com dificuldades visuais de hoje terão muito mais condições de se tornarem juízes, justamente em razão do avanço da tecnologia. "Eles têm muita destreza com o computador. Na minha época não havia essas possibilidades."Já sobre seu novo cotidiano, atendendo as demandas trabalhistas, é realista. "O problema da Justiça do Trabalho está no excesso de demanda e na falta de juízes, apesar de que ela ainda é a mais célere do país. Mas a primeira instância é muito mais carente", conclui.
Fonte UOL

Pentágono diz que fará "grande ajuste" no plano antimísseis na Europa

O Pentágono anunciou nesta quinta-feira que o governo dos Estados Unidos está realizando um "grande ajuste" no plano de defesa antimísseis promovido pela administração de George W. Bush na Europa. A declaração veio em resposta ao anúncio anterior do premiê tcheco, Jan Fischer, de que os EUA desistiram da construção de um escudo antimísseis no continente. O porta-voz do Pentágono, Geoff Morrell, disse nesta quinta-feira que houve uma mudança de planos para proteger melhor as forças dos EUA na Europa após uma avaliação da inteligência americana de que o Irã --principal alvo do escudo-- está mais focado em desenvolver mísseis de curto e médio alcance do que armas de longo alcance, que o escudo interceptaria.Fontes do governo americano consultadas pelas agências de notícias indicam que a revisão do projeto ainda não foi encerrada. Segundo o jornal "The Wall Street Journal", a revisão foi feita a pedido do presidente e deve ser encerrada na próxima semana. "O projeto anterior se baseava na estimativa de que o Irã estava decidido a desenvolver um programa de mísseis de longo alcance, mas, segundo as últimas informações de inteligência, estão muito mais concentrados no desenvolvimento de capacidades de curto e médio alcance", disse Morrell. O presidente Barack Obama deve fazer um anúncio sobre as mudanças no plano ainda nesta quinta-feira. O vice-presidente americano, Joseph Biden, que está em visita a Bagdá, disse à CNN que não acha que o Irã seja uma ameaça imediata para os EUA e seus aliados. Ele não comentou o projeto do escudo. Segundo o acordo fechado em 2008 entre Varsóvia e Washington, dez interceptores de mísseis balísticos de longo alcance seriam instalados até 2013 na Polônia. O projeto do então presidente George W. Bush, em resposta à ameaça de países como o Irã, inclui ainda um potente radar na República Tcheca. O projeto é duramente criticado pela Rússia, que vê um escudo na vizinha Europa como uma ameaça a sua própria segurança. Recentemente, o presidente russo, Dmitri Medvedev, recebeu Obama no Kremlin para uma retomada das relações, mas deixou claro que Moscou continua rejeitando a proposta do escudo.Morrell afirmou que os novos planos que a Casa Branca anunciará não têm nada a ver com a oposição Rússia. A atual administração americana aponta como ameaça mais imediata para os aliados europeus os sistemas balísticos de curto e médio alcance iraniano, por isso, segundo o "Wall Street", Washington decidirá uma mudança a favor do desenvolvimento de um sistema defensivo regional para o continente europeu. Segundo uma fonte do Departamento de Defesa, o sistema americano se afasta do conceito de um grande escudo antimísseis, de um grande radar, para ser mais versátil. O jornal afirma ainda que os críticos veem a mudança como um gesto para conseguir a cooperação russa na obtenção de novas sanções contra o regime iraniano, se Teerã não abandonar seu programa nuclear. Obama e o presidente russo, Dmitri Medvedev, devem se reunir na próxima semana durante a Assembleia Geral das Nações Unidas e as reuniões do Grupo dos Vinte (G20, os países ricos e os principais emergentes) que acontecerá em Pittsburgh.
Fonte Folha

Ambientalistas que comem carne: uma contradição?


Texto de Renato Pichler, presidente da União Vegetariana Europeia, tradução de Sónia Cruz e Mateus Mendes, pequenos ajustes em azul meus. Meus agradecimentos ao blgo Eco-Consciência por ter reproduzido esse artigo.

Renato Pichler - presidente da União Vegetariana Europeia

Não é preciso muito para chegar à conclusão de que, em termos de consumo de terra, água e energia, é de longe mais eficiente viver de plantas do que alimentarmo-nos dos cadáveres de animais que, por sua vez, tiveram que comer enormes quantidades de plantas para abastecer o seu próprio crescimento e desenvolvimento. Estudos de veganos (dieta sem produtos animais), ovolactovegetarianos (comem leite e ovos) e omnívoros (que comem carne e peixe) demontraram já, sem sombra de dúvida, que os seres humanos, crianças incluídas, podem ser perfeitamente saudáveis sem comer carne.

A novidade é o crescente reconhecimento de que estamos a atingir os limites de capacidade dos recursos do nosso planeta, e a aceitação, por parte de entidades internacionais com autoridade, de que a razão principal desse fato é a crença geral -- a nível mundial e ainda a aumentar -- da necessidade de se comer carne.

O aquecimento global é cada vez mais aceito como o desafio do séc. XXI, e o mais recente relatório da FAO (Food and agriculture organization, ou seja Organização para a alimentação e agricultura), das Nações Unidas, intitulado "Livestock's long shadow" (A enorme sombra do gado), mostra, sem a menor dúvida, a importância da nossa escolha em termos alimentares no que se refere a este assunto:

"O setor da agro-pecuária é um dos dois ou três que mais contribui para os mais graves problemas ambientais, tanto a nível local como global.

O setor agropecuário (...) é responsável por 18 por cento das emissões de gases de efeito de estufa, medidos em equivalentes a dióxido de carbono (CO2). É uma percentagem mais alta do que os gases emitidos por meios de transporte.

A procura de carne e de alimento para os animais para abate tem originado a destruição de florestas e, como consequência, o aumento massivo das emissões de CO2."

Apesar das provas mais que evidentes de que é necessária uma mudança de hábitos, a maior parte destas organizações continua a achar que a carne vai estar sempre presente nas nossas vidas. Enquanto que reconhece o impacto negativo do consumo de carne no ambiente, a FAO estima que o consumo de leite e carne seja o dobro do atual em 2050.

Eles viram o problema, e a solução está à frente dos seus olhos, contudo parece que os líderes mundiais simplesmente não conseguem imaginar um futuro que não dependa dos produtos animais.

No entanto, se nós não conseguimos imaginar um futuro assim e dar imediatamente os passos para torná-lo realidade, então não teremos mesmo nenhum futuro. Se dermos o salto rapidamente ainda nós poderemos dar ao luxo de olhar para as gerações passadas do miradouro do único futuro viável - de onde um ambientalista que come carne será visto como um conceito tão absurdo como um escravagista igualitário.

Por: Robson Fernando - Consciência Efervescente

Lula diz que próximas eleições não terão “trogloditas da direita"

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quarta-feira que é "fantástico" que, "pela primeira vez", não haverá candidatos direitistas nas eleições presidenciais de 2010. Em discurso na sede do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Lula considerou que "não há melhor conquista" democrática do que contar apenas com candidatos presidenciais procedentes do espectro de partidos políticos de esquerda. Segundo o presidente, em outras eleições havia um candidato de centro-esquerda ou esquerda contra "os trogloditas da direita".Lula disse que a situação "começou a melhorar" nas eleições de 1994 e 1998 que ele disputou e perdeu para Fernando Henrique Cardoso, do PSDB, quando o nível da campanha foi "elevado".No pleito de 2002, quando Lula superou nas urnas o governador de São Paulo, José Serra, também do PSDB, o nível da disputa "continuou" igual, mas houve um "retrocesso" quatro anos mais tarde, quando se reelegeu vencendo Geraldo Alckmin (PSDB).Para 2010, segundo Lula, quatro ou cinco políticos disputarão a Presidência, todos eles com origem na esquerda, o que considerou como "inédito" e "fantástico".Lula comentou que esta situação se explica porque a direita atualmente "é mais progressista" e também porque "se misturou" com muitos partidos de esquerda. Até agora, nenhum partido confirmou oficialmente seu candidato para o pleito de outubro do ano que vem, mas algumas legendas já apontam possíveis candidaturas.Nas pesquisas, aparecem nomes como José Serra e o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, pelo PSDB, e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que já foi escolhida como pré-candidata pelo PT. Além deles, há a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, que se filiou recentemente ao Partido Verde (PV) e admitiu que estuda a possibilidade de disputar as eleições de 2010, e o ex-ministro Ciro Gomes, do PSB."


Fonte Eliomar

Programa Compositores do Brasil desta quinta enfocará a música de Monsueto


Por Zé Nilton
Hoje, às 14 horas, na Rádio Educadora do Cariri, numa parceria Rádio Educadora/Centro Cultural Banco do Nordeste, vamos homenagear aquele que andou "vivendo tudo, o tempo todo, esse baita-negão. Aliás: MONSUETO CAMPOS DE MENEZES, versado em sete instrumentos. Monsueto, conhecido como ritmista, baterista, o homem do ziriguidum, na verdade foi mais compositor que ator, pintor, desenhista, folião, por ter sido dono de uma linha musical de extrema sensibilidade. As músicas "A Fonte Secou", "Me Deixe em Paz", " Mora na filosofia" para citar as mais conhecidas, estão entre as mais bem elaboradas melodias da MPB de todos os tempos. E a gente que gosta de música fica fascinado pelo Monsueto, precisamente por saber que ele não entendia nada de música e, pasmem, nem de português. Aliás, naquele meu encontro, no calçadão, com o Abidoral, registrado pela câmara inquieta do Dihelson, estávamos justamente falando dos gênios da música, que não precisaram conhecer teoricamente a composição, o arranjo, a harmonia, a regência, enfim, o lado formal do aprendizado musical, mas que deixaram peças imorreidoras e consagradas tempos afora. O mestre Abidoral, naquela ocasião encantadora para mim, citou o Cartola. E o Monsueto está entre os gênios da música, como assim se expressou o maestro Nicolino Cópia, (Copinha), regente da Orquestra do Copacabana Pálace, espécie de seu ghost writer: ele "fazia aquelas letras com aquela música porque estava dentro dele". Precisa dizer mais? É só lembrarmos de Bethoven !

Suas músicas têm algo de melancólico talvez por ter sido compostas em tom menor. Mas ele é tido como pertencente a uma escola especial do samba: queixa, malemolência, denúncia, alegria de cantar, lirismo.

Aliás, um depoimento de um bloguista resume o impacto da obra do "baita-negão" no momento histórico da vida de muitos brasileiros:

Se for mesmo aprofundar, considerando-se a agudeza do discurso social de suas letras, talvez ele tenha sido - muito mais do que qualquer Marx ou Engels da vida - a principal referência cultural na minha tomada de consciência, do que significava ser brasileiro, naqueles tempos confusos, onde se curtia uma necessidade imperativa de saborear a vida, correndo atrás da felicidade sim, porém sem nunca deixar de pensar na vida do próximo. Duros, tesos, pero sin perder la ternura jamás (grande mérito moral e emocional da minha geração).

O nome dele era Monsueto e foi o meu guru sambista, nesta época turbulenta que foi o início dos anos 60. Sorridente xamã bon vivant, do meu rito de passagem para o mundo 'adulto'. Tempo das ilusões - e das revoluções - perdidas. (Do blog overmund).
Hoje, portanto, no Prograrma COMPOSITORES DO BRASIL, falaremos um pouco da história desse embriagado, esfarrapado, abilolado, assanhado, descabelado Monsueto, músico, humorista, pintor, ator e acima de tudo excelente compositor, como se verá ou ouvir uma pequena parte do seu vasto repertório. Vamos tocar e comentar:

1. O couro do falecido
2. Siriguidum
3. Chica da Silva
4. Eu quero essa mulher assim mesmo
5. Me empresta teu lenço /Me deixa em paz
6. A fonte secou
7. Tá pra acontecer e Levou fermento
8. Mora na Filosofia
9. Lamento da Lavadeira
10. Na casa de Antonio Jó
11. Prova Real
12. Me deixa em paz
13. Tributo a Monsueto, com Martinho da Vila
Quem ouvir, verá !

Juiz diz que parte da Lei Maria da Penha é 'feminismo exagerado'

O juiz Edilson Rumbelsperger Rodrigues, da comarca de Sete Lagoas (MG), comentou nesta quarta-feira (16) a decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de abrir processo administrativo contra ele. Em 2007, ele se envolveu em polêmica após considerar inconstitucional a Lei Maria da Penha, considerada um marco na defesa da mulher contra a violência doméstica. De acordo com reportagem publicada em outubro de 2007 pelo jornal "Folha de S.Paulo", o juiz rejeitou pedidos de medidas contra homens que agrediram e ameaçaram suas companheiras. Segundo o jornal, o magistrado disse considerar a lei "um conjunto de regras diabólicas".

Rumbelsperger rebateu, em nota, as acusações dizendo que não vai "desigualar homens e mulheres naquilo em que são rigorosamente iguais, ou seja, nas demais espécies de violência que um pratica contra o outro sem qualquer diferença". O juiz afirmou ainda que talvez nenhum homem deseje mais do que ele a igualdade entre homens e mulheres. Rumbelsperger explicou que, na verdade, não combate as mulheres, mas sim o "feminismo exagerado", presente, segundo ele, em parte da Lei Maria da Penha. Ele disse ainda que algumas disposições da lei têm "caráter vingativo"."Combato, assim, o feminismo exagerado – consubstanciado em parte da Lei Maria da Penha – e que dela se aproveitou para buscar compensar um passivo feminino histórico, com algumas disposições de caráter vingativo", disse o juiz.

"Combato um feminismo exagerado, que negligencia a função paterna, que quer igualdade sim, mas fazendo questão de serem mantidas intactas todas as benesses da feminilidade", completou. O juiz especificou que não defende o homem, mas sim a "função paterna". O magistrado disse ainda que não volta atrás nos comentários sobre a Lei Maria da Penha, porque seria um ato de covardia. "Se eu voltasse atrás num único pensamento expressado em quaisquer de nossas decisões, eu o estaria fazendo por mera covardia, apenas para tentar me livrar da angústia desse embate".

Leia a íntegra da resposta do juiz:

Juiz fala sobre processo administrativo no CNJ

O juiz Edilson Rumbelsperger Rodrigues, da comarca de Sete Lagoas, falou hoje à Assessoria de Comunicação Institucional do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) a respeito da decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de abrir processo administrativo contra ele.

“Antes, o ataque era por excesso de linguagem. Comprovadamente e juridicamente, penso que não houve excesso de linguagem, porque eu não ofendi a parte e nem a quem quer que seja. Eu me insurgi contra uma lei em tese, e mesmo assim, parte dela. Agora, acusam-me de preconceito. Não fizemos nenhuma defesa nesse sentido, mas o faremos e, se Deus quiser, vamos provar e fazer ver aos ilustres conselheiros do CNJ que eles estão equivocados, que não é justa a acusação e a pecha de preconceituoso, porque buscaremos provar que nosso comportamento pessoal, institucional e social é fundamental e marcadamente humanista, portanto avesso a preconceito. E mais: talvez nenhum homem neste mundo deseje tanto a igualdade entre homens e mulheres, mas naquilo em que são iguais. Tanto que a violência física, a violência sexual e a violência psicológica praticadas mediante ameaça sempre foram tenazmente combatidas por este magistrado. Mas não vou desigualar homens e mulheres naquilo em que são rigorosamente iguais, ou seja, nas demais espécies de violência que um pratica contra o outro sem qualquer diferença.

Combato, assim, o feminismo exagerado – consubstanciado em parte da Lei Maria da Penha – e que dela se aproveitou para buscar compensar um passivo feminino histórico, com algumas disposições de caráter vingativo. Combato um feminismo exagerado, que negligencia a função paterna, que quer igualdade sim, mas fazendo questão de serem mantidas intactas todas as benesses da feminilidade. Eu não defendo, pois, o homem, eu defendo a função paterna! Se há quem veja preconceito em nossas decisões, há também quem não veja, e compreenda e concorde. Portanto, com toda essa polêmica, como se pode pensar em punir um magistrado por expressar a sua visão sobre assunto tão polêmico e inclusive expressado com fundamentação jurídica?

Se eu voltasse atrás num único pensamento expressado em quaisquer de nossas decisões, eu o estaria fazendo por mera covardia, apenas para tentar me livrar da angústia desse embate. E covardia, talvez, seja o único defeito que magistrado algum pode se dar ao luxo de ter. É bom que investiguem, mas com isenção, sem paixões, e verão que somos extremamente sensíveis ao sofrimento de quem quer que nos procure – homens ou mulheres, negros ou brancos, ricos ou pobres. E retirem a expressão ‘Deus’ do preâmbulo de nossa Constituição Federal, e eu rasgo todas as minhas decisões, no que se referem aos combatidos pré-fundamentos”.

Fonte: Globo 1

CEJA LEVA AULAS PARA DETENTOS EM BARBALHA

Vinte e nove detentos da Cadeia Pública de Barbalha, estão tendo a oportunidade de retomar os estudos, através de um projeto de educação do Sistema Penitenciário do Estado, que inclui parceria com a Secretaria Estadual de Educação, Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento da Educação (CREDES). O projeto visa contribuir com a recuperação dos condenados e ajudá-los a encontrar novas oportunidades de vida no seu retorno ao convívio social. Dentro das ações de educação, o CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos ) responsável pelo projeto , oferecerá aulas em dois turnos. Os detentos também rec eberam todo o material didático durante a aula inaugural.
Fonte Tarso Araújo

Cariri Cangaço começa terça-feira com vasta programação

PROEX da URCA coordena os
trabalhos acadêmicos do Cariri Cangaço


A Pró-reitoria de Extensão da PROEX da Universidade Regional do Cariri – URCA coordenará os trabalhos acadêmicos do I Seminário Cariri Cangaço que será realizado na Região no período de 22 a 27 de setembro. A Proex constitui um Comitê Cientifico composto por sete Grupos de Trabalhos – GTS, com as seguintes temáticas e coordenadores: GT1Cangaço E Cangaceiros: História E Memória, Coordenador prof. Dr. Josier Ferreira; GT2 Cangaço E Caatinga, Coordenador Prof. Esp. Fernando Pinto; GT3 Cangaço E Gênero Coordenadora professora Dra. Iara Maria; GT4 Cangaço E Religiosidade Coodenadora professora Dra. Anna Christina; GT5 Cangaço Na Musicalidade Brasileira, Coordenador prof. Ms Antonio José; GT6 O Cangaço Nos Múltiplos Olhares, Coordenadora professora Ms. Otília Aparecida, GT7 Lampião: Mito E Realidade Coordenador prof. Ms Océlio Teixeira. O Comitê é coordenador pela professora Anna Cristina.
Para a pró-reitora de Extensão, a professora Arlene Pessoa o evento desempenha importante função para incentivar e democratizar a pesquisa cientifica em torno da temática do cangaço. Ela destaca que o evento provoca outras discussões sobre identidade cultural e fortalecimento o turismo de cunho cientifico, cultural e ecológico da Região.

Inscrições de trabalhos científicos:


As Inscrições dos Trabalhos Acadêmicos poderão ser efetuadas até dia 18 de Setembro e o resultado será divulgado no dia 21 . Informações poderão ser obtidas pelo pelo ou pelo email:academicoscariricang@hotmail.com

Aberto o edital de Monitores para o
SEMINÁRIO CARIRI CANGAÇO
A Pró-Reitoria de Extensão da URCA - PROEX, no uso de suas atribuições legais, torna público o presente Edital de abertura de inscrições, visando a seleção de 10 monitores para apoio no Seminário Cariri Cangaço, que será realizado no período de 22 a 27 de setembro de 2009, nos municípios de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha e Missão Velha.
Para candidatar-se a monitor o aluno deve:
- Estar regularmente matriculado em curso da URCA;
- Ter disponibilidade para as atividades do evento, especialmente em Crato (vide a programação em http://www.cariricangaco.blogspot.com/;
- Assinar termo de compromisso se selecionado;
- Apresentar, no ato da inscrição comprovante de matrícula atualizado;
- Preencher ficha de inscrição.
Certificação
O aluno monitor que cumprir as atividades e horários estabelecidos, fará jus a certificado expedido pela Pró-Reitoria de Extensão – PROEX.
Local, Data e Horário de Inscrição
As inscrições serão feitas na Pró-Reitoria de Extensão, no período de 04 a 18 de setembro de 2009, das 9:00 ás 11:00 e das 15:00 às 17:00.
Resultado da Seleção
Será afixado na Pró-Reitoria de Extensão no dia 21 de setembro de 2009.
Primeira reunião com os selecionados:
Dia 21 de setembro de 2009
Local: Núcleo de Estudos Regionais (NERE) no pátio da Pedagogia em frente ao Boticário.
Hora: 15:00h
Prof. Dra. Maria Arlene Pessoa da Silva
Pró-Reitora de Extensão

URCA Apresenta Mostra de Vídeo dentro do Cariri Cangaço


A Universidade Regional do Cariri – URCA, através do IMAGO, estará realizando dentro da Programação Oficial do Cariri Cangaço, Mostra de Vídeos Documentários sobre a temática. A Mostra acontecerá na sexta-feira, dia 25 de setembro, das 16 as 19 h, na Sala de Vídeo do Campus do Pimenta, com a apresentação de vários Vídeos Documentários do Pesquisador e Diretor Aderbal Nogueira. A primeira exibição será o vídeo: “A Violência Oficializada no Tempo do Cangaço”, contendo depoimentos autênticos de personalidade que viveram a época; a banalização da violência cometida por parte oficial; além de reflexões sobre a violência ocorrida nas décadas de 1920 e 30 no Nordeste brasileiro e seu paralelo nos dias de hoje. A programação terá ainda a apresentação dos documentários: O Julgamento de Lampião, Mentiras e Mistérios de Angico, Cangaceira Sila, Fatos e Candieiro. Teremos ainda uma produção da Fundação Joaquim Nabuco - "A Estética no Cangaço", documentário que conta com a participação do pesquisador Frederico Pernambucano de Melo. A Mostra é uma promoção do IMAGO-URCA, com o apoio da SBEC - Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço.

Sobre o Cariri Cangaço:


O I Seminário Cariri Cangaço, será realizado nos dias 22 e 27 de setembro, próximos, ocasião onde serão reunidas as maiores personalidades do universo da pesquisa sobre à temática cangaço, no país. O Cariri Cangaço já tem confirmadas as presenças de 67 personalidades, entre: pesquisadores, escritores, sociólogos, antropólogos, professores, documentaristas e cineastas de todo o Brasil.
Além de possibilitar o resgate da historiografia do cangaço na região do cariri cearense, o evento também aponta na direção do fortalecimento do conceito da recém criada Região Metropolitana do Cariri, uma vez que reúne em seu grupo de trabalho, a Universidade Regional do Cariri – URCA através da Pró-reitoria de Extensão, as prefeituras de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, da SBEC, do ICC, ICVC e Fundação Pró-memória.
Já acontece nas cidades anfitriãs, o maior concurso de redações já promovido em conjunto entre os municípios; a temática-Lampião do Ceará - Verdade e Mentiras, tem despertado a curiosidade de um número muito grande de meninos e meninas, preponderantemente das escolas públicas da região, os vencedores desse concurso terão suas redações editadas no livro onde constarão os anais do Seminário.
Dentro do Cariri Cangaço teremos uma agenda intensa de palestras e discussões técnicas sobre o fenômeno, de caráter itinerante, as palestras acontecerão duas noites em Crato, duas noites em Juazeiro do Norte, uma noite em Barbalha e uma manhã em Missão Velha; ainda dentro das programações haverá o lançamento da Rota Cariri Cangaço, que será percorrida pelos pesquisadores e convidados e constará de visitas aos principais sítios históricos do cangaço na região do cariri cearense, como também aos principais pontos turísticos da região, com destaque para a visita técnica ao Sítio Histórico do Caldeirão do Deserto - Beato José Lourenço, onde haverá mostra de documentário além de mesa de debate e discussões sobre o Caldeirão do Deserto.
O Cariri Cangaço reúne um grupo de trabalho de 115 colaboradores, unindo seis municípios, uma universidade, três academias culturais e apresentará em seus seis dias de evento: 19 palestras, 21 mesas de debate, 1 mesa de conversa, 41 visitas técnicas, 23 apresentações artísticas além de 1 painel de apresentação de trabalhos acadêmicos.

Almejamos bons desempenhos na agropecuária - por Pedro Esmeraldo


No ano de 1944, um grupo de cratenses interessados em desenvolver as atividades agropecuárias do Crato decidiu criar uma exposição agropecuária a fim de exibir publicamente as qualidades produtivas de nossa região.
Esse grupo teve como meta estabelecer trabalho para qualificar o homem do campo, a fim de adquirir técnicas desembaraçadas com o desejo de melhoria da produtividade e conseguir uma melhor linhagem representativa do bovino. Haja vista, ao longo dos anos, esta exposição prosperou dando orientação técnica e que vem desenvolvendo, tirando o homem do escanteio, promovendo cursos para tentar aprimorar as qualidades técnicas da agricultura.
Lembramos ainda, que apesar dos esforços praticados pelos técnicos, anualmente, durante este período de exposição, notamos que, o agricultor cratense não demonstra muito interesse em qualificar sua produção agrícola e pecuária, pois permanece acéfalo ao desenvolvimento. Convém notar que há desinteresses já que os pecuaristas locais são possuidores das melhores terras agrícolas e não procuram contornar esta situação, satisfazendo apenas com a pecuária rudimentar, produzindo gado de baixa qualidade lucrativa e que faz arrefecer o gosto das autoridades pelo desenvolvimento da nossa pecuária.
Para se ter uma idéia, nunca acompanhamos o processo evolutivo, vez que todas as atividades agropecuárias tornaram-se obsoletas, visto que o caririense (principalmente o de Barbalha) teima em produzir rapadura e suportar uma queda irreparável nesse ramo de produção canavieira que faz medo de enfrentar com afinco este trabalho agrícola rudimentar.
No final da década de 60 e no início dos anos 70, um grupo de senhores barbalhenses trouxe para se estabelecer naquela cidade um amontoado de empresários que para nós seriam uns homens ultrapassados, trazendo máquinas velhas que não conduziu aos anseios econômicos da população caririense, pois além disso, essas máquinas totalmente antigas não satisfaziam aos ânimos dos nossos agricultores que, às vezes deram calote, tornando um desrespeito aos pequenos agricultores, visto que não tiveram condições de continuar com a produção canavieira do Cariri, por falta de recursos financeiros.
Pensando em salvar aparentemente o produtor rural, deixaram aqui uma economia arruinada que, alertamos às autoridades para que venham melhorar com incentivos, “quer fiscais, quer financeiros”, com juros módicos, deixem de lado o comodismo e venham orientar o homem do campo, adotando medidas cabíveis para salvar a nossa economia agrícola. Podemos estimular a criação de gado, transformando o Crato numa bacia leiteira, o que se tornará a tábua de salvação da economia caririense.
Notamos que o Crato e o Cariri, possuidores de terras férteis, adaptáveis à agricultura e à pecuária, poderíamos ser contemplados com esse presente que, com toda certeza, todos os agricultores pagarão às custas do seu suor esse desempenho que o caririense almeja conquistar.
Conversando com um técnico cratense, ele nos afirmou que o Crato só possui atualmente 13 mil cabeças de gado vacum, desses 13 mil a metade é macho e a outra metade fêmea que é constituída de bezerros, garrotes e vacas solteiras que não produzem leite suficiente para abastecer as cidades do Cariri e que ainda essas cidades precisam ser abastecidas pelo leite produzido pelas vizinhas cidades de Pernambuco (Bodocó, Exu). Ainda nos informou que as nossas vacas são de baixo rendimento, devido a falta da orientação técnica e de péssima qualidade do rebanho. Afirmamos que a produção de área do Crato mal chega a 10 mil litros de leite in natura que não correspondem ao consumo de nossa cidade, disse-nos ainda que na região do Araripe (cidades localizadas ao sopé da Serra do Araripe, correspondente a três estados: Pernambuco, Ceará e Piauí) tem o plantio de 50 mil hectares de mandioca que se tornaria um grande produto alimentício para o sustento das vacas de nossa região. Também nos informou que no Crato só há três grandes produtores de leite que não suprem com eficiência o consumo da cidade.
Ao mesmo tempo, pedimos com humildade às nossas autoridades para exercerem bons desempenhos em suas tarefas, que, com muito amor, trarão próspero desenvolvimento, equilibrando a economia que fará alargar o interesse de nossos trabalhadores.


Texto de Pedro Esmeraldo

A "saunazinha" da Expocrato - Por: José Nilton Mariano Saraiva

Espaços convenientemente apropriados para guarda de obras de arte ou antiguidades que retratem o legado, a cultura, os costumes e a história de um povo ou de uma nação, “museus” são valiosíssimas e imprescindíveis instituições permanentes, abertas à população, mas sem fins lucrativos, porquanto a serviço da sociedade e de seu desenvolvimento; seu principal mantenedor (normalmente o poder público), adquire, preserva, exibe e conserva - objetivando a pesquisa, o estudo, a educação e sua apreciação - as evidencias materiais dos povos e seu habitat natural.
Para tanto, no entanto, há que se oferecer e disponibilizar aos seus visitantes, condições de acesso, permanência e conforto interno, necessários e estimulantes aos que pretendam conhecê-lo, através de uma revigorante viajem no tempo; estudando-os num ambiente apropriado, habilitamo-nos à compreensão das nossas origens (quem já visitou o estupendo Museu do Louvre, em Paris, sabe bem do que estamos falando).
Trazendo aqui para nossa província, não há como não reconhecer das mais louváveis e meritórias a intenção da Prefeitura Municipal do Crato de, em mergulhando nas brumas do passado, buscar lá nos seus primórdios, nas suas lutas, nas suas origens, nas suas motivações e nos seus óbices, retratos emblemáticos do desenvolvimento da atual pujante Expocrato, através da criação e disponibilização do seu próprio "museu", até mesmo para que os que a freqüentam atualmente compreendam a dimensão da tenaz e hercúlea luta que foi construí-la.
Só que, talvez devido à pressa como foi planejado, ao pouco tempo disponibilizado em sua estruturação, à não localização em tempo hábil do seu vasto acervo fotográfico certamente existente e dormindo em alguma gaveta (esqueceram dos vídeos e áudios) ou, até mesmo, devido à ausência de um “especialista” no mister, absolutamente imprescindível para prestar a devida orientação técnica de como deveria ser feito, o “Museu da Expocrato” acabou por transformar-se e revestir-se numa autentica decepção para os que “ousaram” adentrá-lo.
Para começo de conversa – e se a Prefeitura tiver um mísero argumento contrário que o apresente - é absolutamente injustificável que, com tanto espaço disponível no atual “parque de exposições” (lembremo-nos que ali a área construída e ocupada preenche apenas um terço da área total), o poder municipal resolveu abrigar tão importante instrumento público numa espécie de “caixote” de tijolos, argamassa e cal (mal localizado), de dimensão reduzidíssima, desprovido de qualquer climatização artificial (ar condicionado ou simplórios ventiladores), com apenas uma porta de entrada e nenhuma de saída, sem NENHUMA janela ou QUALQUER entrada de ar, com uma temperatura ambiente de nunca menos de 50 graus centígrados, tornando-o um ambiente sufocante, desconfortável, inadequado e desestimulante para qualquer tipo de atividade ou contemplação, além de desprovido das mínimas condições de segurança. Grotescamente, poderíamos até dizer que, ao adentrá-lo, estaríamos a transpor as portas do paraíso (figura retórica para emblematizar o aprazível ambiente externo) para nos imiscuirmos num verdadeiro inferno (existe isso???) e, ao sair, deixando o dito-cujo e voltando ao paraíso.
Com relação ao magérrimo, pobre e insuficiente acervo fotográfico disponibilizado, não houve qualquer preocupação em organizá-lo cronologicamente, de forma a que tivéssemos um encadeamento progressivo dos diversos eventos ao longo dos anos, além do que não havia qualquer identificação das autoridades retratadas (somente os mais longevos tiveram condição de reconhecer um Wilson Gonçalves, Filemon Teles, Virgílio Távora, Dom Vicente e outros).
Em resumo, o ambiente que inapropriadamente se resolveu cognominar de “Museu da Expocrato”, bem que teria uma definição muito mais apropriada e consentânea com a realidade se o houvéssemos batizado de “A Saunazinha da Expocrato”, propícia a desintoxicar e a curar, via transpiração, a ressaca de qualquer um que exagerasse no consumo da bebida alcoólica (e como são muitos).
No mais, a Prefeitura do Crato, à vista da lambança que protagonizou, bem que no próximo ano poderia nos brindar com um "autentico e genuíno museu”. Mas, um museu de verdade e não um arremedo, não essa autentica "casa de horrores" que tivemos de inadvertidamente adentrar à busca de inolvidáveis recordações de um passado não tão distante.
Autoria e postagem: José Nilton Mariano Saraiva

Heroi de Guerra - Por Mundim do Vale



Ditador Paraguai Francisco Solano Lopez.

No tempo da segunda guerra mundial, aparecia nos municípios, viaturas do exército para recrutar voluntários. Nossos conterrâneos com receio de servir a pátria e não mais voltarem, procuraram escapar subindo as serras. Quando falaram para Luís Inácio ( Boca de Fogo ) ele disse que não ia fugir porque tinha como desdobrar a patrulha. Dois dias depois chegou na cidade um caminhão com um oficial, um sargento, um cabo e uma dúzia de soldados. O tenente comandante chegou com uma prancheta na mão e perguntou: Cadê Antônio de Souza Filho? Morreu na sumana passada cagando e vumitando. Cadê Vicente Alexandre? Tá doente de lepra lá na Caiana, que ir buscar ele. E cadê José Soares? Tá preso num quarto lá no Alto da Prefeitura, ele foi mordido de cachorro doido e agora fica mordendo todo mundo.

O tenente desistiu e quando ia passando na calçada de uma bodega, Boca de Fogo perguntou: Pra donde vai com a tropa tenente? Eu estou recrutando gente para a guerra, como é o seu nome? Meu nome é Hitler, se meu tenente quiser pode assentar meu nome aí que eu quero matar um magote de judeu. Me empreste logo u m fuzil desses, que eu quero matar Lasdilau Camilo da Vacaria e Pedro Inácio do Saco que é pra eu já ir treinando. O oficial olhou para o sargento e ordenou: Sargento dispense logo esse voluntário, porque se não nós vamos levar um inimigo no lugar de um aliado. Toim do Guarani que gostava muito de aguardente, estava bebendo numa banca quando a tropa ia passando para retornar a Fortaleza. Já puxando fogo Toim Falou: - Ei tenente num vai levando ninguém? Apois eu quero ir pra guerra, quero conhecer as Oropa e quero tombem matar alemão. O oficial se aproximou e perguntou: Como é o seu nome? Meu nome todo é Ontôe Goberto, mas o povo chama eu é de “ Come Onça “ Esse apilido é pruque eu tem custume de tirar couro de onça pintada, ante mermo de matar a bicha. – Pois nós vamos lhe alistar e vamos partir agora mesmo para Fortaleza e de lá pegar o navio para Montese na Itália.

O tenente chamou o sargento e ordenou: sargento! Pegue esse voluntário leve para o caminhão, vá dando as instruções, sem esquecer de manter o cantil sempre cheio de cachaça, porque se não, nós vamos chegar no quartel sem nenhum voluntário. Chegando em Fortaleza embarcaram imediatamente. Quando o navio já estava em alto mar, começou a passar o efeito da embriaguez e chegava os sintomas da ressaca. Foi quando Toim chegou para o sargento e perguntou: Adonde é qui eu tou? Pra donde nóis ramo? Pra qui é tanta ispingarda socadeira? Nós vamos para a guerra ? O Senhor se apresentou como voluntário e agora vai lutar. Não Sinhor. Pode mandar o chofé desse negoço dá uma ré pra tráis qui eu num vou não. Mas Seu Antônio esse navio não pode voltar porque ele está em operação de guerra. Apois se então eu vou pular e vortar a nado. Eu tou acustumado a atrevessar o riacho da Furtuna, pruquê qui num posso vortar nadando nessa lagoa. Depois dessa ameaça o sargento mandou amarrar Toim no mastro e foi chamar o tenente. O tenente chegou logo perguntando: O que foi que houve Seu Come Onça? O Senhor disse que queria matar alemão, que tirava couro de onça viva e agora quer afrouxar? Não ome! Essa histora de onça é invenção do povo, eu só mato uns gatim de casa prumode butar o couro im pandeiro. E esse negoço de guerra num dá certo pra eu não. Na hora qui eu vejo uma ispingarda dessas eu me cago todim. Uma hora depois chegou uma mensagem em código Morse, comunicando que a guerra havia acabado. Come Onça retornou a Várzea Alegre com medalha e condecoração de herói de guerra, sem ter pisado em terras italiana.

Por: Mundim do Vale - Sanharol

Paz, solidariedade e caridade – Por Beto Fernandes

A ONG Anjos Solidários Cevema promoverá quinta feira, dia 24 de setembro de 2009, às 18h30min, no auditório do Memorial Padre Cicero uma importante palestra com o cantor e compositor Nando Cordel, que abordará o tema "Paz, Solidariedade e Caridade". Participe, ouça e opine sobre solidariedade, caridade e paz, aspectos preponderantes para um mundo melhor.

Nando Cordel ao lado de Fábio Carneirinho fará um show especial na sexta feira dia 25 na Casa de Shows Aplausos as 20:00h, em Juazeiro do Norte. Troque seu ingresso por dois quilos de alimentos não perecíveis na Rádio Vale FM, Cevema e na Aplausos.

Sua participação nesse show significa a contribuição para o Natal Solidário, que acontecerá no Estádio Romeirão em dezembro com shows e sorteios de valiosos prêmios.

Fonte: Blog Anjos Solidários

Por Beto Fernandes

Números positivos da economia no Governo Lula

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) exibiu alta de quase 2% no fim dos negócios desta quarta-feira (16), mais uma vez batendo o recorde de pontuação para o ano. Além disso, ao fechar acima dos 60 mil pontos, o indicador superou uma marca que não batia há 14 meses.
Com o resultado do dia, a Bovespa atingiu uma valorização de 60,88% no ano de 2009 (o principal índice da bolsa paulista havia encerrado o ano de 2008 aos 37.550 pontos). Em relação ao "auge" da crise financeira internacional, o mercado já ganhou 105,23% (em 27 de outubro do ano passado, o Ibovespa havia marcado 29.435 pontos).

Dólar fecha em baixa e renova mínima para o ano, cotado a R$ 1,807

O dólar comercial fechou a terça-feira (15) em baixa frente ao real, seguindo o movimento de depreciação observado em relação às principais moedas globais. No fim do pregão, a moeda caiu 0,38%, para R$ 1,807 na venda. Com o resultado do dia, o dólar acumula queda de 26% sobre o maior fechamento do ano (R$ 2,442, em 2 de março) e de 22,5% em relação ao último pregão de 2008, quando a moeda terminou a R$ 2,333 para a venda.

Emprego formal bate recorde para agosto e tem o melhor resultado do ano

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (16) pelo Ministério do Trabalho, revelam que foram criados 242 mil postos com carteira assinada em agosto, o melhor resultado de 2009. Até agora, o melhor saldo deste ano havia sido registrado em julho, com 138 mil vagas abertas. O número veio até melhor do que o mesmo mês de 2008, quando foram criadas 239,1 mil vagas. Com isso, foi o melhor mês de agosto da série histórica do Caged, que começa em 1992. "O resultado superou todas as expectativas. É o melhor resultado do Caged para o mês de agosto. A massa salarial está se recuperando e, com isso, a população tem mais dinheiro para comprar. A indústria teve de produzir para vender e agora está contratando", disse o ministro do Trabalho, Carlos Lupi. O número de postos de trabalho criados em agosto deste ano supera bastante a estimativa feita nesta segunda-feira (14) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O presidente disse, no início da semana, que esperava a abertura de 150 mil vagas no mês passado.

Segundo o ministro Lupi, os dados do presidente Lula eram "parciais". "Ele tinha os números da semana anterior. O resultado só fechou hoje. Nos três últimos dias, ocorrem os registros das indústrias maiores. Graças a Deus o resultado veio acima do que o presidente falou", disse ele.

Crise financeira

A criação de vagas formais vinha em trajetória favorável até setembro do ano passado, mês no qual foram criadas 282 mil vagas. De outubro em diante, o emprego começou a sentir os efeitos da crise financeira internacional.

Em outubro, o resultado ainda foi positivo, mas houve queda no número de empregos criados. O governo contabilizou a criação de 61,4 mil postos em outubro, mas em novembro já houve o fechamento de 40,8 mil vagas e de outras 654,9 mil em dezembro. Ao todo, o Brasil registrou a demissão de quase 800 mil postos formais por conta da crise. A partir de fevereiro, porém, o emprego formal começou a se recuperar, com a abertura de 9,1 mil postos formais. Entre fevereiro e agosto deste ano, foram criadas 781,5 mil postos. Ou seja, as vagas abertas quase chegam ao número de demitidos por conta da crise (entre novembro e janeiro).

"Se avaliar o período da crise, já recuperamos. Os empresários subestimaram a força do mercado interno. Agora vão ter mais custos para contratar", disse o ministro Lupi. Nenhum outro país tem enfrentando com tanta estabilidade essa crise econômica mundial. Pena que nem todos os setores da mídia divulgam como deveriam esses números.

Fonte G1.
( Via Beto fernandes - Blog do juazeiro )

Previsão do Tempo e Almanaque - 17 de Setembro de 2009

Bom Dia! Boa Quinta-Feira, dia 17 de Setembro de 2009 para todos os leitores, escritores e comentaristas do Blog do Crato. Um grande abraço.

Previsão do Tempo

A previsão do tempo para hoje no Crato é de dia de sol, com poucas núvens e não chove. Esta é a previsão dos principais serviços de meteorologia do país, tais como o Cliamtempo. Temperatura máxima de 27 graus e a mínima de 18.

ALMANAQUE

17 de setembro. Dia de São Roberto Belarmino

Roberto Francisco Rômulo Belarmino veio ao mundo no dia 4 de outubro de 1542, em Montepulciano, Itália. Era filho de pais humildes e católicos de muita fé. Tiveram doze filhos, dos quais seis abraçaram a vida religiosa, tal foi a influência do ambiente cristão que proporcionaram a eles com os seus exemplos.

O menino Roberto nasceu franzino e doente. Talvez por ter tido tantos problemas de saúde nos primeiros anos de existência, dedicou atenção especial aos doentes durante toda a vida. Embora constantemente enfermo, Roberto demonstrou desde muito cedo uma inteligência surpreendente, que o levou ao magistério e a uma carreira eclesiástica vertiginosa. Em 1563, foi nomeado professor do Colégio de Florença e, um ano depois, passou a lecionar retórica no Piemonte. Em 1566, foi para o Colégio de Pádua, onde também estudou teologia e, em 1567, mudou para a escola de Louvain, sendo, então, já muito conhecido em todo o país como excelente pregador. Em 1571, tendo concluído todos os estudos, recebeu a ordenação sacerdotal e entrou para a Companhia de Jesus. Unindo a sabedoria das ciências terrenas, o conhecimento espiritual e a fé, escreveu os três volumes de uma das obras teológicas mais consultadas de todos os tempos: "As controvérsias cristãs sobre a fé", um tratado sobre todas as heresias.

Mais tarde, em 1592, Belarmino foi nomeado diretor do Colégio Romano, que contava com duzentos e dois professores e dois mil estudantes, entre os quais duzentos jesuítas. Lá, realizou um trabalho de tamanha importância que, algum tempo depois, foi nomeado para o cargo de superior provincial napolitano, função em que ficou apenas por dois anos, pois o papa Clemente VIII reclamava sua presença em Roma, para auxiliá-lo como consultor no seu pontificado. Nesse período, produziu outra obra famosa: "Catecismo", que teve dezenas de edições e foi traduzido para mais de cinqüenta idiomas. Com a morte do papa Clemente VIII, o seu sucessor, papa Leão XI, governou a Igreja apenas por vinte e sete dias, vindo a falecer também. Foi assim que o nome de Roberto Belarmino recebeu muitos votos nos dois conclaves para a eleição do novo sumo pontífice. Mas, no segundo, surgiu o novo papa, Paulo V, que imediatamente o chamou para trabalharem juntos no Vaticano. Esse trabalho ocupou Belarmino durante os vinte e dois anos seguintes.

Morreu aos setenta e nove anos de idade, em 17 de setembro de 1621, apresentando graves problemas físicos e de surdez, conseqüência dos males que o acompanharam por toda a vida. Com fama de santidade ainda em vida, suas virtudes foram reconhecidas pela Igreja, sendo depois beatificado, em 1923. A canonização de são Roberto Belarmino foi proclamada em 1930. No ano seguinte, recebeu o honroso título de doutor da Igreja. A sua festa litúrgica foi incluída no calendário da Igreja na data de sua morte, a ser celebrada em todo o mundo cristão.

Eventos históricos:

* 1776 - Espanhóis inauguram o Presídio de São Francisco.
* 1787 - É assinada a Constituição dos Estados Unidos da América
* 1793 - Revolução Francesa - o Comitê de Salvação Pública inicia a repressão sanguinária conhecida como "O Terror".
* 1843 - Inaugurada a Universidade do Chile.
* 1861 - Enfrentamento armado entre tropas nacionais argentinas e as de Buenos Aires, com vitória das primeiras, significando um importante avanço para a unificação do país.
* 1862 - Batalha de Antietam - batalha onde houve o maior número de mortes num único dia na Guerra Civil Americana e em toda a história dos EUA.
* 1894 - A Confeitaria Colombo é inaugurada no Rio de Janeiro.
* 1934 - A União Soviética passa a fazer parte da Sociedade das Nações.
* 1939 - Stalin ataca a Polônia (v. História da Rússia).
* 1944 - Segunda Guerra Mundial - começa a batalha de Arnhem, na Holanda, que vai até o dia 25 e é considerado o último êxito do Exército alemão, também considerado o dia do fracasso do general britânico Montgomery; mais de 1400 soldados mortos.
* 1946 - É aprovada a 4ª Constituição Brasileira.
* 1946 - Instalada a Guerra Civil na Grécia.
* 1948 - O Conde Folke Bernadotte é assassinado em Israel quando exercia seu trabalho de mediador para a resolução da questão Palestina (v. Boinas azuis).
* 1957 - Malásia é admitida como Estado-Membro da ONU.
* 1960 - Avião em que transportava Dag Hammarskjöld (um DC-6B) cai no Congo.
* 1961 - 131 padres diocesanos e religiosos foram expulsos de Cuba.
* 1970 - O Vasco conquista o Campeonato Estadual do Rio de Janeiro vencendo o Botafogo na final.
* 1971 - Carlos Lamarca, guerrilheiro do VPR (Vanguarda Popular Revolucionária), Vanguarda Popular Revolucionária, é morto com cinco tiros por uma patrulha militar em Ipupiara, no interior da Bahia.
* 1974 - Bangladesh, Granada e Guiné-Bissau são admitidos como Estados-membros das Nações Unidas.
* 1975 - O furacão Eloísa ataca as Antilhas.
* 1978 - Dado o primeiro passo para um acordo de paz entre Israel e Egito.
* 1979 - Iniciam-se as atividades do Teatro Experimental Waldemar Henrique, em Belém.
* 1980 - Ex-presidente da Nicarágua, Anastásio Somoza é assassinado em Assunção, no Paraguai.
* 1985 - Soyuz T-14 acopla-se à estação espacial Salyut 7.
* 1987 - Firmado no Canadá, entre 24 nações, um protocolo em que se adaptaram medidas para evitar o deterioramento da camada de Ozônio.
* 1988 - Iniciam os Jogos Olímpicos de Seul, marcado pela quebra do recorde olímpico dos 100 metros rasos por Ben Johnson, que pouco tempo depois, seria afastado das competições por doping.
* 1991 - Coréia do Sul, Coréia do Norte, Estônia, Letônia, Lituânia, Ilhas Marshall e Estados Federados da Micronésia são admitidos como Estados-Membro da ONU.
* 1994 - Começa a funcionar a maior estação de vigilância de ozônio e gases que causam o aquecimento da atmosfera, no monte Waliguan, na China.
* 2001 - A bolsa de Nova Iorque fecha com perdas históricas no primeiro dia de cotação, após os atentados terroristas de 11 de Setembro.
* 2001 - A Organização Mundial do Comércio aprova o texto de adesão da China.
* 2002 - Furacão Isidore chega à Jamaica.
* 2004 - É publicada a segunda versão do jogo mais vendido do mundo, o The Sims 2.

Nascimentos:

* 1552 - Papa Paulo V, (m. 1621).
* 1580 - Francisco de Quevedo, escritor espanhol (m. 1645).
* 1743 - Nicolas de Condorcet, filósofo, educador, constitucionalista e último enciclopedista francês (m. 1794).
* 1777 - Francisco Manuel Trigoso, político português (m. 1838).
* 1826 - Bernhard Riemann, matemático alemão (m. 1866).
* 1850 - Guerra Junqueiro, alto funcionário administrativo, político, deputado, jornalista, escritor e poeta português (m. 1923).
* 1860 - Paulo de Frontin, político e engenheiro brasileiro (m. 1933).
* 1869 - Christian Lous Lange, Nobel da Paz em 1921 (m. 1938).
* 1883 - William Carlos Williams, poeta e dramaurgo americano.
* 1899 - José Régio, escritor português (m. 1969).
* 1918 - Haim Erzog, ex-presidente de Israel.
* 1921 - Virgilio Barco, ex-presidente da Colômbia.
* 1922 - Agostinho Neto, escritor e 1º presidente de Angola. (m. 1979).
* 1926 - Aaron Lustiger, filósofo e teólogo francês.
* 1928 - Roddy McDowall, ator britânico (m. 1998).
* 1929 - Stirling Moss, ex-piloto inglês de Fórmula 1.
* 1931 - Anne Bancroft, atriz estadunidense (m. 2005).
* 1941 - Fernando Gabeira, jornalista, ex-guerrilheiro e político brasileiro.
* 1944 - Reinhold Messner, alpinista italiano, primeiro homem a escalar todas as montanhas com mais de 8000 metros do mundo.
* 1946 - Jerzy Milewski, violinista polonês, naturalizado brasileiro.
* 1947 - João Carlos Taveira, poeta brasileiro.
* 1952 - Odir Cunha, jornalista e escritor brasileiro.
* 1953 - Luís Filipe Marques Amado, atual ministro da defesa de Portugal.
* 1954 - Sandra Pêra, atriz, cantora e diretora de cinema brasileira.
* 1955 - Marina Lima, cantora brasileira.
* 1956 - Rita Rudner, escritora e comediante norte-americana.
* 1960 - Damon Hill, ex-piloto britânico de F-1, campeão em 1996.
* 1962
o Fátima Bernardes, jornalista brasileira.
o Baz Luhrmann, diretor de cinema australiano.
* 1969
o Anastacia Lyn Newkirk, cantora norte-americana, que criou o estilo Sprock.
o Sergio Berti, ex-futebolista argentino.
* 1970 - Mirdzhalol Kasymov, treinador de futebol uzbeque.
* 1971
o Adriana Sklenaříková, modelo eslovaca.
o Jens Voigt, ciclista alemão.
o Edílson, futebolista brasileiro, campeão do mundo em 2002.
o Sergej Barbarez, ex-futebolista bósnio.
* 1974 - Darío Rodríguez, futebolista uruguaio.
* 1975 - Jimmie Johnson, piloto de automóvel estadunidense.
* 1976 - Daniella Rush, atriz tcheca.
* 1977
o Rolan Gusev, futebolista turcomeno (naturalizado russo).
o Simone Perrotta, futebolista italiano.
* 1979
o Chuck Comeau, baterista da banda canadense Simple Plan.
o Carlinhos Bala, futebolista brasileiro.
* 1981 - Bakari Koné, futebolista marfinense.
* 1984 - Michel Fabrizio, motociclista italiano.
* 1985
o Jon Walker, ex-baixista da banda Panic! at the Disco.
o Tomáš Berdych, tenista tcheco.
o Pedro Nercessian, ator brasileiro.
o Ümit Korkmaz, futebolista austríaco.
* 1987
o Paolo De Ceglie, futebolista italiano.
o Eduardo Ratinho, futebolista brasileiro.
* 1988
o Thiago Heleno, futebolista brasileiro.
o Stephen Sunday, futebolista nigeriano.

Falecimentos:

* 309 - Papa Eusébio.
* 1179 - Hildegarda de Bingen, abadessa, compositora, escritora (n. 1098).
* 1598 - Taiko Hideyosti, o todo poderoso imperador japonês.
* 1665 - Rei Filipe IV de Espanha, III de Portugal (n. 1605).
* 1768 - Manuel da Maia, engenheiro e militar português.
* 1814 - Vicente Salias, patriota venezuelano, autor da letra do hino nacional da Venezuela.
* 1859 - Isambard Kingdom Brunel, engenheiro inglês.
* 1897 - Manuel José Gonçalves Couto, missionário pedâneo, autor da Missão Abreviada (n. 1819).
* 1908 - Thomas Selfridge, a primeira pessoa a morrer em um avião em vôo (n .1882).
* 1953 - Hank Williams Sr., um dos maiores ícones da música country norte-americana (n. 1923).
* 1968 - Mascarenhas de Morais, um dos comandantes da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial.
* 1980 - Anastásio Somoza Debayle, presidente da Nicarágua, assassinado em Assunção, no Paraguai.
* 1994 - Karl Popper, filósofo da ciência inglês de origem austríaca (n. 1902).
* 1997 - Red Skelton, ator estadunidense (n. 1913).
* 2006 - Sogabe Kazuyuki, dublador japonês (n. 1948).

Feriados e eventos cíclicos:

* Dia da Compreensão Mundial.
* Dia do Transportador Rodoviário de Carga.
* Dia Nacional do Cego.
* São Roberto Belarmino, Bispo e Doutor da Igreja.
* Aniversário da cidade de Pompéia - SP

HOJE NA HISTÓRIA

Em 1937, morria LAMARCA - Profissão: Guerrilheiro


Carlos Lamarca (Rio de Janeiro, 23 de outubro de 1937 — Pintada, 17 de setembro de 1971) foi um militar brasilleiro, que desertou do exército durante a ditadura militar e se tornou um guerrilheiro comunista. Como guerrilheiro, integrante da Vanguarda Popular Revolucionária, foi, juntamente com Carlos Marighella, um dos principais opositores armados à ditadura militar de direita no país, visando à implantação de um regime totalitário de orientação comunista no Brasil. Devido a isto, foi condenado por "traição e deserção" pelo Exército Brasileiro. É o unico homem na História do Brasil a receber status de traidor da nação.

Trinta e seis anos após a morte de Lamarca, a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça sob supervisão do Ministro da Justiça Tarso Genro dedicou sua sessão inaugural a promovê-lo a coronel do Exército e a reconhecer a condição de perseguidos políticos de sua viúva e filhos. A decisão foi criticada na imprensa, sendo apelidada de "bolsa terrorismo".

Filho de pais pobres, Lamarca nasceu em 27 de outubro de 1937 e viveu, até os 17 anos, no Morro de São Carlos, no Rio de Janeiro, com seus irmãos e uma irmã de criação, Maria Pavan, que viria a ser sua esposa, após ter sido engravidada por Lamarca, quando este cursava a Academia Militar.

Carreira no Exército Brasileiro

Ingressou, em 1955, na Escola Preparatória de Cadetes, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Dois anos mais tarde foi transferido para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, no Rio de Janeiro. Concluído o curso, foi declarado aspirante-a-oficial, classificado em 46º lugar numa turma de 57 cadetes (1960), e passou a servir no 4º Regimento de Infantaria, em Quitaúna, na cidade de Osasco, em São Paulo.

Integrou o Batalhão Suez, nas Forças de Paz da ONU na região de Gaza, Palestina, de onde retornou dezoito meses mais tarde. Estava servindo à 6ª Companhia de Polícia do Exército, em Porto Alegre, quando ocorreu o golpe militar de 1964. De volta a Quitaúna em 1965, foi promovido ao posto de capitão em 1967. Iniciou contatos com facções de esquerda que defendiam a luta armada para derrubar a ditadura de direita e implantar um regime totalitário de esquerda. Em 1969, abandonou o exército para unir-se à organização clandestinaVanguarda Popular Revolucionária (VPR), levando parte do armamento da guarnição para a guerrilha. Esse furto de armamento foi organizado e executado por ele e pelo sargento Darcy Rodrigues, também integrante do quadro de Quitaúna, e que supostamente teria aliciado Lamarca a ingressar na VPR. Participaram também da ação o cabo Mariani e soldado Roberto Zanirato, morto sob tortura na OBAN (DOI-CODI/SP). Em 2007, trinta e seis anos após a sua morte, foi promovido a Coronel do Exército pela Comissão de Anistia.

Guerrilha

Lamarca tornou-se um dos mais ativos militantes da oposição armada ao regime militar brasileiro. Participou de diversas ações, como assaltos a bancos, num dos quais matou com dois tiros o guarda civil Orlando Pinto Saraiva. Em seguida, instalou um comitê de resistência no Vale do Ribeira, no sul de São Paulo, desarticulado em 1970 por forças do Exército, após a prisão de vários militantes da VPR em abril de 1970, e, principalmente após a prisão de Maria do Carmo Brito, uma das dirigentes nacionais da VPR, no dia 18 de abril de 1970, o exército chegou até a área ativa de treinamento da VPR.

Nessa época, no dia 10 de maio de 1970, participou, com outros quatro guerrilheiros, do assassinato do tenente da Polícia Militar Alberto Mendes Júnior(http://www.polmil.sp.gov.br/paginas_pm/mnu_institucional/popheroes.asp?codigo=207), que havia organizado uma emboscada para prender o grupo, mas acabou sendo capturado. No mesmo ano Lamarca comandou o seqüestro do embaixador suíço no Brasil, Giovanni Enrico Bucher, com o fim de trocá-lo por presos políticos no Rio de Janeiro. A ação do sequestro resultou na morte do agente da Polícia Federal Hélio Carvalho de Araújo, que fazia segurança do embaixador suíço.

Desligou-se da VPR e ingressou no MR-8. Embora se afirme que por essa razão fugiu para a Bahia, Lamarca estava seguindo planos da organização, que acreditava ter chegado a hora de iniciar a revolução no campo. Em 17 de setembro de 1971 foi localizado na região do Agreste baiano, no povoado de Pintada, atual município de Ipupiara (então desmembrado do município de Brotas de Macaúbas). Já estava cercado quando foi executado por tropas do Exército, junto com o metalúrgico José Campos Barreto, integrante da VPR. Embora a esposa de Lamarca se encontrasse exilada em Cuba desde 1968, com os dois filhos do casal - onde recebeu a notícia da sua morte -, durante a vida na clandestinidade, Lamarca conheceu Iara Iavelberg, que se tornou sua companheira. Ela havia sido morta dias antes da morte de Lamarca, em circunstâncias não esclarecidas, em um apartamento em Salvador, na Bahia.

Depois de vários anos a família de Carlos Lamarca teve aprovação no pedido de Anistia. Por decisão da Comissão de Anistia, a viúva Maria Pavan Lamarca e seus dois filhos tiveram aprovados uma indenização de 300 mil reais (isentos de imposto de renda) como compensação do período que passaram exilados em Cuba.

A opinião dos companheiros

Lamarca sempre foi uma figura controversa, até mesmo na óptica de seus companheiros de guerrilha, desfazendo em parte o mito de unanimidade junto à guerrilha brasileira na década de 70.

Ariston Oliveira Lucena - que com ele participou do assassinato do tenente da Polícía Militar de São Paulo Mendes em Registro - disse em entrevista publicada no Jornal do Brasil de 22 de setembro de 1988 sobre Lamarca: "... era teoricamente despreparado e politicamente sem experiência ... tinha frieza e intuição ... era autoritário e não gostava de ser contrariado ..."

Outro de seus camaradas, José Araújo da Nóbrega, ex-sargento do Exército e militante da VPR, em maio de 1970, preso e torturado na OBAN/SP, declarou de próprio punho: "O Cap. Lamarca não possui um QI satisfatório, à altura de ser um líder revolucionário. É um elemento de caráter volúvel, não tem posição definida, suas decisões são tomadas seguindo suas tendências emocionais. Suas qualidades militares são limitadas, tem limites de aproveitamento prático do conhecimento técnico que possui. É pouco engenhoso. O valor político que possui para ser um líder de esquerda lhe foi dado pela imprensa (interessada ou não). As suas façanhas são limitadas e são raras, todavia é elemento audacioso."

Opiniões divergentes de outros companheiros que com ele participaram do treinamento no Vale da Ribeira. Darcy Rodrigues e José Lavecchia, presos pelo Exército em abril de 1970, não deixaram de contar aos demais presos da cela 2, no DEOPS/SP, sua grande capacidade de liderança, competência militar e, principalmente, extremado companheirismo. Provou rompendo o cerco do Exército, dominando um pelotão da PM sem disparar um tiro e sequestrando um caminhão militar com toda a guarnição e com ele levando aos demais companheiros a salvo até São Paulo.

Obras sobre Lamarca

Ao fim do regime ditatorial, os jornalistas Oldack Miranda e Emiliano José editaram e publicaram o livro "Lamarca, Capitão da Guerrilha".

A obra deu origem ao filme Lamarca, lançado em 1994, dirigido por Sérgio Rezende e protagonizado por Paulo Betti. No filme Zuzu Angel, do mesmo diretor, novamente o ator interpreta Carlos Lamarca em uma cena.

Homenagem

A Prefeitura do município de Ipupiara - Bahia, construiu na comunidade de Pintada, local onde Lamarca foi morto, uma praça em sua homenagem, a qual contem uma estátua de Carlos Lamarca, anfiteatro, playground, fonte luminosa e cantina. A praça Capitão Carlos Lamarca foi inaugurada no dia 13 de janeiro de 2007. O município também homenageou Lamarca criando uma lei através da qual acrescenta no calendário dos feriados municipais o dia 17 de setembro.

Fontes: Cliamtempo, 10emTudo, Wikipedia, Edições Paulinas

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31