xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 21/08/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

21 agosto 2009

Ponta da Serra Prestes à sua Emancipação Política


Avante Ponta da Serra! Emancipação Já!

A população do distrito Ponta da Serra - Crato CE aguarda com grande ansiedade sua emancipação política, que está na dependência do Congresso Nacional em aprovar a PEC 13, que propõe devolver às Assembléias Estaduais a competência de legislarem sobre criação de novos municípios. Veja um pouco da sua história.

“Surgida de um povo de fé
Neste nosso torrão brasileiro
Patrimônio de dois José:
Um santo, outro vaqueiro”

Assim, iniciam os versos do Hino de Ponta da Serra, justificando sua origem. Pois, o marco inicial de sua povoação se deu em 25 de dezembro de 1895, quando da celebração da santa missa inaugural do pequeno oratório erigido pelo jovem vaqueiro, José Bernardo Vieira, em uma tarefa de terra doada pelo seu patrão, o major Eufrásio Alves de Brito, proprietário do sítio ou fazenda Ponta da Serra, durante o século XIX , onde deveria ser construída sua moradia e a do seu santo protetor, São José. A missa inaugural foi celebrada pelo PE Antonio Alexandrino de Alencar, vigário de Crato à época ( 1892 a 1900). Sua elevação à categoria de distrito se deu pela Lei Estadual de N 3.931 de 26 de novembro de 1957, desmembrando-se dos distritos sede( Crato), Santa Fé e Dom Quintino, quando sua sede contava com pouco mais de cem famílias.

Sua Paróquia, criada em 08.09.1967, teve como seu primeiro vigário, o jovem Padre, recém-ordenado em Roma, Francisco Salatiel de Alencar Barbosa ( 24.09.1967 a 17.04.1968). Hoje, tem-se como pároco, Mons. João Bosco Cartaxo Esmeraldo, desde 24.12.1983. Atualmente, estima-se uma população superior aos 10.0000 habitantes, haja vista, que pelo senso de 2000 o distrito já contabilizava 8.234 habitantes. Sua sede já ultrapassa a cifra de 700 prédios, onde se destacam muitas construções modernas, tais como belas residências, sobradinhos e prédios de 3 pavimentos. Deve-se dizer que Ponta da Serra, pela população de 2000 supera, em número de habitantes, 16 velhos municípios cearenses, inclusive, alguns de nossa região( Altaneira, Antonina, Grangeiro e Baixio). Seu movimento emancipatório teve início entre os anos de 1991/92, através das entidades comunitárias organizadas, à época. No movimento não se destaca nenhuma liderança política local, pois, nessa época, todos eram contrários a esse idéia. Hoje, essas lideranças abraçam a causa, juntamente, com aqueles que deram o pontapé inicial ao movimento.
No momento, a comunidade encontra- se muito bem organizada nesse sentido, pois, foi criada em 09.11.2008, a Associação do Movimento Emancipalista de Ponta da Serra,- AMEPS, onde já se registraram vários eventos, envolvendo os moradores nessa idéia. Neste dia 23.08, a AMEPS fará mais uma reunião de sua diretoria, onde será distribuída a primeira edição do Informativo oficial da entidade que tem por título “ O EMANCIPALISTA”. Deve-se também salientar que há meses foi criado o blog do movimento ( http://emancipacaodapontadaserra.blogspot.com/ ), onde estão sendo divulgadas todas as informações que dizem respeito ao tema emancipação política.

Apesar do Senado Federal haver aprovado os critérios para criação de novos municípios, através do Substitutivo ao Projeto de Lei do Senado Nº 98, de 2002 – Complementar, que regulamenta o procedimento para a criação, a incorporação, a fusão e desmembramento de municípios, aguarda-se, ainda, a aprovação da PEC 13 pelo Congresso Nacional, que poderá acontecer a qualquer momento. Nesse sentido, o movimento está “antenado” com Brasília, através do portal do Senado.

Clique aqui > http://emancipacaodapontadaserra.blogspot.com/ e veja lista de Distribuição do ICMS para os municípios cearenses compatíveis com Ponta da Serra, no exercício de 2008.

Por Antonio Correia Lima

Fracasso em reabertura de investigação contra Sarney racha grupo de oposição


MÁRCIO FALCÃO
da Folha Online, em Brasília


A decisão da Mesa Diretora do Senado de rejeitar o recurso que pretendia reabrir as investigações sobre o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética, rachou o grupo de senadores que defendia o afastamento do peemedebista do cargo. Os parlamentares estão divididos entre recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) ou encerrar as ações no âmbito da Casa.

O líder do PSOL, senador José Nery (PA), disse nesta sexta-feira que vai tentar reunir os 11 senadores que assinaram o recurso para decidir se vão questionar o seu arquivamento no STF. Os parlamentares argumentam que a determinação da Mesa foi ilegal porque foi tomada sem a consulta aos seus membros. Caso percebam que a disposição do Senado é arquivar todos os recursos, a saída será recorrer ao Supremo.

(...)
O senador Cristovam Buarque (PDT-DF), que assinou o recurso, afirmou que é hora de reconhecer a derrota. Segundo Cristovam, agora, são os eleitores que terão que dar a resposta aos envolvidos na série de denúncias de irregularidades. Sarney foi denunciado ao Conselho de Ética por nepotismo e tráfico de influência, mas todas as acusações foram engavetadas.
(...)
O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) disse estar disposto a apoiar o recurso ao STF se a maioria do grupo contrário à permanência de Sarney seguir esse caminho. "Recorrer, a gente já recorreu. Se for necessário bater à porta do Supremo, sou favorável, terá a minha anuência", disse.

Fonte: Folha Online

Muhraqah - Por : J. Flávio Vieira



Um dia lhe caiu aquela constatação, seca, franca, definitiva. Como uma manga que despenca madura, de uma só vez , do olho da mangueira e se esparrama no chão: Tum! Perambulando pelas ruas , a paisagem que imediatamente ia deixando para trás começou a lhe parecer imensamente mais interessante do que aquela que se estendia no caminho à frente. No começo, temeu aquela súbita mudança como sinais possíveis de uma insanidade que se instalava. “Nossa família tem mais doido do que no hospício, seu Torquato !” , já o haviam alertado. Depois, racionalizou um pouco: quem sabe não se tratava apenas de uma dessas manias de meia idade? A seqüência dos dias, no entanto, apenas fortaleceu aquela constatação primeira. Encantava-se cada vez mais com as cenas que presenciara minuto antes e se ia enfastiando com o horizonte que se abria logo adiante, embora cheio de aparentes possibilidades e perspectivas. Tanto, que aquela atração terminou por desembocar nas primeiras manias. Andava nas ruas, virando-se muitas vezes para retaguarda. Trombadas em transeuntes outros, tropeços em meios fios, esbarrões em árvores se foram tornando acidentes corriqueiros. Aqueles tiques, por outro lado, terminaram chamando a atenção das pessoas: É o doidinho que se vira o tempo todo! Daí para começarem a chamá-lo de “Detrás”, um pulo ! O povo não compreendia como aquilo que encetou como um simples sestro poderia piorar assim. Passados alguns meses, muitos tropicões e torcicolos depois, resolveu por aquilo que lhe parecia o mais sensato. Um belo dia, decidiu, definitivamente, andar de costas. Era mais prático, menos dolorido, embora , reconhecia, aumentassem as chances de acidentes.
“Detrás” conseguiu um ajudante que o guiava, nas caminhadas, amenizando os riscos previsíveis. Alcunharam-no imediatamente por “Dafrente” . Torquato mostrava-se feliz como nunca na vida, mas entendia que o mundo estava às avessas e que necessitava de algumas precauções adicionais. Aos poucos, a cidade terminou absorvendo totalmente aquela estranhice e ele perdeu um pouco a primazia de centro das atenções municipal. Agora podia contemplar com total liberdade o lindo cenário passado que tanto desejara e, percebeu, que quanto mais distante fitava, mais a visão lhe parecia bonita e colorida. Mas lhe satisfazia. Torquato , então, convenceu-se que cometia uma injustiça. Não lhe parecia justo ter todo o privilégio e seu fiel escudeiro, o ajudante, ser tolhido daquela satisfação ímpar. Tanto fez que terminou o convencendo a andar de costas como ele. Agora, pelas ruas e calçadas da cidade, desfilavam os dois , andando ao contrário dos outros. O que a princípio rescendia como estranho novamente começou a fazer parte do espetáculo trivial e cotidiano da cidade. Não demorou muito a que alguns passassem a aderir à moda de Torquato e seu Sancho Pança. Nunca se conseguiu bem entender o porquê. Talvez existisse alguma coisa a ver com aquele ar de gozo eterno, meio místico que Detrás & Dafrente empunhavam. O certo é que o clube, pouco a pouco, ganhou novos sócios.
Passados alguns anos, a esquisitice de Torquato se tornara regra entre os habitantes. Os mais velhos, mais renitentes às transformações, já haviam desaparecido; os de meia idade faziam parte da grande geração da mudança e os mais novos haviam crescido já com a nova normalidade.
Um dia chegou à cidade um forasteiro chegado de terras longínquas. Simplesmente não conseguia acreditar no que via. Postou-se atônito, estarrecido ante àquela realidade quase surreal. Todas as pessoas andavam de costas, até mesmo os animais de estimação. As selas dos cavalos haviam sido readaptadas para que pudessem todos montar ao inverso, olhando para o rabo do animal. As carroças traziam o burro propulsor atrás e o carroceiro ia à frente como numa boléia de caminhão. Na igreja, o padre rezava de costas para os fiéis e estes também ficavam de costas para ele e olhando para a rua. O forasteiro encontrou uma verdade oculta e profética nesta atitude.
Os prefeitos eleitos já com os novos hábitos tiveram que readaptar sua ação política, vislumbrando os novos tempos. Quase todas as árvores foram cortadas das avenidas no intuito de diminuir os esbarrões. Os postes de iluminação pouco a pouco suprimidos, por razões idênticas. O cineminha teve sua tela arrancada. Como a platéia tinha cadeiras em sentido contrário, assistiam ao cinema apenas ouvindo os diálogos e sem se atentar à projeção que se fazia às suas costas. O forasteiro achou aquilo tudo louco demais e tentou convencê-los disso. Terminou sendo enxotado dali , após safanões e ameaças. E este também foi o destino de muitos que ali chegaram , tentando rever os hábitos agora já consolidados. Houve, ao que se sabe, até caso de chacina coletiva de um viajante mais renitente. Onde já se viu? Em terra de sapo, de cócoras com ele!
Os tempos terminaram por mostrar que a primal e contagiosa esquisitice de Torquato não havia sido tão inócua assim. A nova atitude, levada às últimas conseqüências, mexeu com os relacionamentos. As pessoas ficaram mais distantes entre si, não se fitavam como antigamente . Fixados no horizonte longínquo, olhavam-se uns aos outros meio de viés. Os namoros também ficaram menos sensuais, já que os abraços agora eram, necessariamente, costa com costa. As danças, também, ficaram quase impossíveis: bunda roçando bunda. Os casamentos já não geravam filhos, por motivos idênticos, já que as transas necessitavam de contorcionismos de um Cirque du Soleil. A retirada das árvores, para facilitar a livre circulação dos bichos-caranguejo, terminou por modificar, também, a paisagem. Não só a visão do presente e futuro , como se imaginava a priori, mas também a pretérita. Por outro lado, andando todos em uma mesma direção, haviam se acostumado a mirar apenas o poente e os crepúsculos e acabaram esquecendo que havia auroras. O certo é que o povo, pouco a pouco, desapareceu. Uns de velho, outros por acidentes. Um dia “Dafrente” caiu em uma cacimba e não foi possível salvá-lo. Também , já não chegavam novos viandantes. Temiam represárias. A notícia da pouca receptividade se espalhara rápido.

Um dia, a dura constatação : restava apenas Torquato. Só, com queixo proeminente , caminhava indefinidamente em direção ao lusco-fusco. Retinas prenhes de treva crepuscular, ele nem sequer se deu conta quando o Anjo aproximou-se às suas costas com a espada flamejante e a sua carruagem de fogo. Ainda percebeu um pouco o brilho voluptuoso que se irradiava à volta. Mas para vê-lo, teria que cometer a heresia de voltar-se e fitá-lo de frente e, pior, com a certeza de que ele não o esperava de costas. Preferiu a treva e ao redemoinho.

Por : J. Flávio Vieira

Lula tirou o bigode de Mercadante - postado por José Sales

De que tipo de material é feito um político como Aloizio Mercadante - e tantos outros semelhantes a ele? Nenhum dos seus colegas, ninguém do governo, representante algum do que o PT gosta de chamar de "mídia golpista" sugeriu sua renúncia ao cargo de líder do PT depois de o PT ter ajudado a manter José Sarney (PMDB-AP) na presidência do Senado. Mercadante havia se exposto durante semanas cobrando o afastamento de Sarney. De princípio, teve o respaldo de sete dos seus 11 colegas. Bastou uma prensa dada por Lula para que parte dos sete amarelasse e desse o dito pelo não dito.

Candidato à reeleição para o Senado, Mercadante viu que ficaria mal com seus eleitores se mesmo assim se prestasse a fingir que lidera quem de fato só obedece às ordens de Lula. Consultou amigos, parentes e assessores e ontem, por meio do seu twitter, declarou que renunciava ao cargo de líder de maneira "irrevogável". Explicaria seu gesto à Nação em discurso que faria à tarde. O ministro José Múcio Monteiro, das Relações Institucionais, telefonou para Mercadante e lhe pediu que só formalizasse a renúncia depois de conversar com Lula. No início da noite, a maioria dos sites de notícias dava conta do grau de disposição de Lula para tentar manter Mercadante no cargo. Grau zero.

O chefe estava furioso com Mercadante. Não via necessidade de conversar com ele. Decidira não lhe fazer apelo algum. E já escolhera o seu sucessor - o fiel João Pedro, senador sem votos pelo Amazonas, amigo de longa data de Lula e companheiro de animados banhos em igarapés. Mesmo assim Mercadante foi ao encontro de Lula. Só foi recebido depois de uma hora de chá de cadeira. Saiu de lá com a desculpa que queria para renunciar à renúncia: uma carta onde Lula pede para que ele fique.

A carta deu o mote para que Mercadante, hoje, proclamasse, solene, em discurso no Senado:
- Mais uma vez na minha vida, o presidente Lula me deixa numa situação que não tenho como dizer não.

Que situação foi essa?

Lula reconheceu que errou ao pressionar a bancada do PT para votar afavor de Sarney?
É claro que não. Lula garantiu que daqui para frente a bancada do PT terá autonomia para decidir sozinha como votar determinadas questões? Também não. Lula pelo menos admitiu que a bancada do PT no Senado, em casos excepcionais, poderá contrariar sua vontade?
Novamente não.

Então Mercadante ficou no cargo por quê? Porque faltou-lhe coragem para seguir fingindo que era um político de posições firmes, para o qual há sempre um limite que não pode ser ultrapassado sob pena de se desmoralizar de vez. De ficar parecido com a maioria dos seus pares do PT que se acocorou. Lula preservou o bigode de Sarney e tirou o de Mercadante. Para o avanço da transparência entre nós foi melhor assim.

Comentário do Jornalista Ricardo Noblat em seu blog.

Nicarágua, a revolução duas vezes derrotada*. Por William Héctor Gómez Soto **


O sandinismo virou "danielismo"

Foi em julho de 1979 que a Nicarágua ficou mais perto do Brasil. Neste ano, a Ditadura de (Anastasio) Somoza foiderrotada por uma insurreição de massas. Na verdade, foi nesse momento que a Nicarágua ficou mais perto do mundo. Com a vitória sandinista abriu-se um novo período na América Latina. Foi o início do período da democratização, do desmonte das velhas ditaduras militares. Recentemente, a
Nicarágua voltou aos noticiários do mundo. Desta vez, a razão é a vitória de Daniel Ortega nas eleições de 5 de novembro de 2006. Alguns se perguntam se esta vitória significa a volta da revolução sandinista.

A vitória de Daniel Ortega nas últimas eleições contrasta radicalmente com a vitória da revolução de julho de 1979. Obviamente, são dois momentos diferentes.Nestes 27 anos, muita água correu sob a ponte.Daniel Ortega concorreu à presidência em três eleições e foi derrotado em todas elas. O sandinismo dividiu-se em várias correntes. Em fevereiro de 1990, a revolução foi derrotada nas urnas. O povo, cansado da guerra, elegeu a candidata Violeta Chamorro, apoiada pelos Estados Unidos. A derrota da revolução teve vários motivos. O principal deles foi a guerra de baixa intensidade financiada pelos Estados Unidos. O bloqueio econômico e a ameaça de invasão estenderam-se por dez anos. Foi esta a primeira derrota da revolução.

A pior derrota, no entanto, veio a ser “La Piñata”, nome dado para a usurpação de fazendas, empresas e outras propriedades do Estado, distribuídas entre membros do círculo dirigente da Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN). Foi a derrota da ética revolucionária. O sandinismo entrou em crise, dividiu-se. Milhares de militantes empobrecidos perderam a esperança. O danielismo, isto é, um grupo sob o forte controle de Daniel Ortega, substituiu o sandinismo.

Após a derrota, Ortega começou a costurar alianças impensáveis, principalmente com os liberais e com a Igreja Católica. Ele teceu uma rede de influências que lhe permitiu alianças junto ao Legislativo e ao Judiciário e alguns postos importantes do Executivo. Daniel mudou muito. Sua vitória recente está vinculada com essa mudança. O único elemento que permanece constante no conturbado cenário político nicaragüense é a intervenção descarada do Império. Na Nicarágua, o imperialismo existe em carne e osso.

Nas últimas eleições, congressistas americanos ameaçavam proibir, no caso de uma vitória da FSLN, as remessas (de dólares) que milhares de nicaragüenses radicados nos Estados Unidos enviam com freqüência para seus parentes da Nicarágua. Por sua vez, o embaixador dos Estados Unidos em Manágua, Paul Trivelli, dedicou-se a unificar a direita dividida. A unidade da direita era estratégica para a derrota de Ortega. Trivelli chegou ao
cúmulo de propor eleições primárias entre os partidos da direita para escolher o candidato que, apoiado pelos Estados Unidos, enfrentaria Ortega. Porém, os esforços do dedicado embaixador deram em nada e a direita chegou dividida ao confronto eleitoral.

Ortega empenhou-se em apagar a imagem do revolucionário que tinha entrado na praça da revolução 27 anos antes. E certamente, não o é mais. O vermelho intenso da bandeira da FSLN foi substituído por uma cor mais amena e reconciliadora: a cor-de-rosa. A FSLN escolheu como candidato a vice-presidente um dos líderes dos “contras”, o exército contra-revolucionário financiado pelos Estados Unidos para derrotar a revolução sandinista. Outro elemento importante que deu vitória a Ortega foi a redução do mínimo de votos necessários para ganhar as eleições: 35%. Ortega obteve 38%. Eduardo Montealegre (ALNPC), o candidato apoiado pelos Estados Unidos,obteve 28%, enquanto José Rizo (PLN) 27%. Como se pode observar, a direita unificada poderia ter facilmente
derrotado Ortega. Alguns observadores atentam ironicamente para o fato que o resultado eleitoral, com Ortega vitorioso, foi o melhor resultado para os Estados Unidos. Ortega se apresenta agora como um conciliador, domesticado. Um governo que promete obediência, que promete a defesa da propriedade privada, da economia mista, que promete greve zero e nenhuma mobilização dos trabalhadores. Com certeza, os conflitos futuros explodirão entre as próprias fileiras do sandinismo, entre os militantes que ainda sonham com a revolução perdida.

*Artigo publicado na revista da Seção Sindical dos Docentes da UFSM / ANDES, Dezembro de 2006.

** Prof. do Instituto de Sociologia e Política da UFPel (RS) e ex-pesquisador do Centro de Investigaciones y Estúdios de la Reforma Agrária (CIERA) durante o Governo Sandinista (1979-1990) .

Aos antipetistas de plantão. Por Darlan Reis Jr.

Não sou petista. Espero que os petistas façam e sei que tem competência para isso, façam a defesa de seu partido. Mas eu digo aos colegas de blog notadamente antipetistas. Não confundam alhos com bugalhos. Não pensem que o silêncio é covardia. Não pensem que o "não comprar briga" à toa é medo. E não pensem que todos somos ingênuos. Não é por causa da quantidade de "artigos", "matérias" e "comentários" postados que as pessoas pensarão que os que defendem o governo Lula querem é só "mamar nas tetas" e que os que criticam o mesmo governo o tempo todo, através do ataque ao senador Sarney, querem a defesa da "ética", da moral e dos bons costumes. O mundo não é assim, maniqueísta.

A UDN já foi derrotada várias vezes em nossa História. Não a UDN, partido político, mas a fração de classe, o grupo social, vocês sabem muito bem do que falamos. Temos que saber ganhar e saber perder. O "jus esperniandi " é um direito, mas não pode ser antecipado. E o argumento da autoridade científica, técnica, que promove o discurso da eficiência também não mete medo. Ele também já foi derrotado, apesar de já ter governado esse país.Até o deboche tem limites. Sejamos civilizados. E construamos todos uma sociedade mais justa. Um sincero abraço. PS: Para não ficar o tempo todo colhendo as informações que "respondem" à certas "críticas", sugiro a leitura deste blog aqui.

Por: Darlan Reis

O Tempo - Por: João Marni de Figueiredo


No engatinhar da raça humana, a noção de tempo limitava-se à observação do movimento das estrelas ou à intensidade do brilho solar. Passaram-se muitas luas e muitos sóis até que as civilizações aprendessem a identificar no tempo as estações do ano. Séculos se foram até a teoria da relatividade de Einstein e a precisão suíça dos relógios. Mas o que nos fascina mesmo e o que nos motivou a escrever essa crônica, é o tempo como lenitivo, intervalo do refluxo das marés, qual na canção COMO UMA ONDA, de Lulu Santos: - “... nada do que foi será igual ao que a gente viu há um segundo/ tudo muda o tempo todo no mundo”...

É esse tempo que age como bálsamo, alívio na grande dor da perda. Que enxuga nossas lágrimas e nos tira da desolação no amanhã. Traz de volta a cor rosada e o semblante alegre à mãe que chorou ontem, faz-nos esquecer um desafeto e tranqüiliza nossa alma após sepultarmos os entes queridos. Diminui nossas culpas, se as tivermos; pede carona ao passado e lá, amigo da memória, permite que abracemos nossos bons momentos e que reflitamos sobre nossas distorções da vida.

É o apagador do quadro negro das nossas dores. Somos o antes no agora. O passado a onda já lavou e levou. Hoje é o grande momento. Deus não retirou o sol, a lua nem as estrelas, quando perdeu, feito homem, seu astro maior. Não deixou na escuridão os outros filhos. Com o tempo perdoou-nos, sob uma condição: que ficássemos à deriva, tal barcos desmastreados, quanto ao terceiro estágio do tempo, que só a Ele pertence – o futuro, a outra ponta do elástico do Khronos. Daí a verdade na expressão popular, de que “o futuro a Deus pertence”.

É a casa onde mora a grande dúvida do homem. Pode ser o céu, pode ser o inferno. Somos meros arrogantes, infinitos apenas no nosso breve tempo!

Por: João Marni de Figueiredo

II Festival Cariri da canção


Após o grande sucesso de 2008, a Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria Municpal da Cultura, Esporte e Juventude e da Fundação J. de Figueiredo Filho, promove mais uma edição do Festival Cariri da Canção. Nesse sentido, foram lançados dois editais. O primeiro tem como público alvo os estudantes(ensino médio, cursinhos, cursos técnicos e universitários) regularmente matriculados nas redes pública e privada de ensino da Região Metropolitana do Cariri. O segundo edital é direcionado aos compositores e intérpretes profissionais de todo o território nacional.

Maiores informações:
Secretaria da Cultura Esporte e Juventude
Telefone (88) 3523-2365

Fonte: Janinha

Olha a Notícia: "Mercadante diz que segue líder do PT no Senado a pedido de Lula"


NE - Está confirmado que o Armando Rafael e o Antonio Morais são 2 dos maiores analistas políticos que eu já conheci por estas terras. O Morais, pela longa experiência de décadas em ver as coisas no Brasil, afirmou ontem mesmo, resumindo, que a jogada do Mercadante não ia colar, e quem na verdade, decide o destino das coisas, é o presidente Lula, que ao que parece, manda até na cor das cuecas dos militantes. Eu já estava preparado para fazer um rasgado elogio ao Aloísio Mercadante por esta atitude heróica, histórica que seria o apoio ao Bom Senso, quando ele sairia da liderança do PT em protesto contra o Sarney. Infelizmente, parece que o Mercadante é mais um "maria vai com as outras", e se vende muito fácil. A notícia da Reuters, contradisse tudo o que se esperou ontem, apenas o Morais e o Armando Rafael, já advertiam-nos de que isso aqui é o que iria acontecer:

Notícia: Mercadante volta atrás a pedido de Lula

BRASÍLIA (Reuters) - O senador Aloizio Mercadante (SP) recuou nesta sexta-feira e afirmou que desistiu de deixar a liderança do PT no Senado, atendendo a um pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na véspera, Mercadante havia informado que deixaria o cargo, pois não aceitava a posição que o partido tomou no Conselho de Ética da Casa. Os votos de três senadores petistas foram fundamentais para a manutenção do arquivamento de 11 processos por quebra de decoro parlamentar contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

"Mais uma vez o presidente lula me deixa numa situação que eu não tenho como dizer não", disse Mercadante no plenário do Senado.

(Reportagem de Fernando Exman) - Reuters
Foto de arquivo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e senador Aloizio Mercadante em São Paulo. 04/08/2006. REUTERS/Paulo Whitaker

Cid Gomes assina ordem de serviço de pavimentação da CE 386, em Barbalha

O Governo do Estado dá autorização nesta quinta-feira (20), em Barbalha, no Cariri, ao início das obras de pavimentação de mais um trecho rodoviário. Desta vez, na rodovia CE-386, ligando os distritos de Arajara e Caldas.

Com isso, dentro de 240 dias, a população de Barbalha, Crato, Jardim, Arajara e Caldas poderá contar com 11 km de estrada com melhores condições de trafegabilidade para os motoristas, promovendo um deslocamento mais seguro e confortável de pessoas e mercadorias.

Serão investidos, no trecho, aproximadamente R$ 3,7 milhões em melhorias de infraestrutura rodoviária. Os recursos, oriundos do Tesouro Estadual, serão utilizados em serviços preliminares, terraplenagem, pavimentação, revestimento em concreto betuminoso usinado a seco (CBUQ), obras d'arte correntes, sinalizações horizontal e vertical, bem como em proteção ambiental. O DER, órgão vinculado à Secretaria da Infra-Estrutura do Estado (Seinfra), executa e fiscaliza as obras.

Fonte: Diário do Nordeste

Por: Samuel P. Teles

Nota de pesar pelo falecimento de Dr.Emído Lemos. Por:Alessandra Bandeira:

Apenas ontem soube do falecimento de uma das grandes figuras que admirava muito aqui do Crato, Dr Emídio Lemos.
Frequentei muito sua casa durante minha adolescência , fui sempre muito bem acolhida e adorava ouvi-lo contar os seus "causos", li com muito prazer seu livro sobre a Rua da Pedra Lavrada.
Era um pai extremoso, um marido devotado e um amigo muito maravilhoso.
Lamento muito a perda deste homem que marcou minha vida e que fazia muito gosto de que eu fosse advogada, nunca se conformava de eu ter escolhido outro rumo.
À família,nesse de dor, presto minha solidariedade.


Por: Alessandra Bandeira


Prof. Gero Hillmer no Ceará novamente

Chegou esta semana ao Ceará, o Professor Gero Hillmer, do Instituto e Museu de Paleontologia da Univerdade de Hamburg e consultor da UNESCO, o autor da concepção do Geopark Araripe em consolidação na Bacia Sedimentar do Araripe, no Sul do Estado, juntamente com os Professores André Herzog/ URCA, Alexandre Feitosa Sales/ URCA e José Sales/ URCA. Veio a convite da FUNCAP/ Fundação de Auxílio à Pesquisa do Estado do Ceará, para participar da concepção de algumas publicações e documentários sobre Geopark Araripe.

Neste fim de semana, o Prof. Hillmer se deslocará aos Municípios do Crato, Juazeiro, Barbalha, Missão Velha, Santana do Cariri e Nova Olinda, todos na Bacia Sedimentar do Araripe, para visitar novamente alguns dos geotopes do Geopark Araripe e contatos institucionais com a URCA/ Universidade Regional do Cariri. Na próxima semana dentre suas atividades estão contatos para formulação da Agenda da Primeira Conferencia Panamericana de Geoparks que deverá ocorrer na própria região, como apoio do Governo do Estado do Ceará, através de uma ação coordenada pela Secretarias Estaduais da Ciencia e Tecnologia, Cidades, Turismo e URCA/ Universidade Regional do Cariri.

Segundo, o próprio Prof. Hillmer, a comunidade internacional e a própria UNESCO, que apoiaram a criação do Geopark Araripe em 2006, na Segunda Conferencia Internacional dos Geoparks Nacionais, em Belfast, na Irlanda, aguardam com uma certa ansiedade a implantação efetiva deste sistema de parques naturais que são registros das várias formações geológicas da Bacia Sedimentar do Araripe e que são documentos da História da Terra e da origem da vida em nosso planeta.


SUBLEGENDA: postado por José Sales


Editorial de O GLOBO

O petista militante, e de bons propósitos, deve achar que quarta-feira 19 de agosto de 2009 é um dia para esquecer. Nesta data, ao ser cúmplice ativo - a contragosto ou não, o que não tem importância - da manobra no Conselho de Ética (sic) do Senado para engavetar sem qualquer avaliação representações contra José Sarney (PMDB-MA), o partido rasgou o que restava da bandeira da ética.

Sugestivamente, como para marcar posição, a senadora Marina Silva (AC) escolheu esse mesmo dia para se desfilar do partido, ao qual pertenceu durante 30 anos. Desiludida há tempos com os compromissos ambientais do governo Lula, a que serviu como ministra durante cinco anos, Marina também era favorável ao licenciamento de Sarney, e por isso abrira mais uma rota de colisão com o Planalto.

No momento em que Sarney e a banda fisiológica do PMDB entraram por uma porta para a zona de proteção do PT, Marina saiu por outra, rumo ao PV e à provável candidatura à presidência. Será mais um obstáculo ao projeto eleitoral de Dilma Rousseff, com quem se desentendeu no governo.

Também abandonou a legenda o senador Flávio Arns (PR). Não precisou esperar o fim da sessão do conselho de sagração da inimputabilidade de Sarney para anunciar a partida, sem medir palavras : "Eu me envergonho de estar hoje (quarta) no PT".

Não são mesmo lembranças agradáveis a petistas. Mas o dia jamais será esquecido, por representar o desfecho de um processo até mesmo histórico. O enquadramento da bancada do partido no Senado por Lula, na defesa de seu projeto político, eleitoral e pessoal de eleger Dilma com o apoio do PMDB - e para isso acha necessário preservar Sarney a qualquer custo -, encerra um movimento de mudança de eixo do partido, que se subordina afinal ao lulismo.

O primeiro sinal mais visível da metamorfose do partido, assim como de seu líder máximo, foi emitido no escândalo do mensalão e, depois, na campanha de 2006, no caso dos "aloprados". Diante da ação de um grupo montado no PT para drenar dinheiro ilegal, inclusive público, para a compra de apoio parlamentar, Lula reagiu tentando justificar a prática sob a alegação de que ela seria comum no mundo da política.

Também não deixou de passar a mão sobre a cabeça dos "aloprados" - termo dele -, apanhados numa operação criminosa de tentativa de sabotagem da candidatura do tucano José Serra ao governo paulista.

Lula e PT se guiam, no poder, pela máxima de que "os fins justificam os meios". Fiel a ela, governo e frações majoritárias do partido aceitaram, no segundo mandato de Lula, instalar um balcão mais amplo de negociações fisiológicas no Congresso. Mantiveram aliados e atraíram a banda podre do PMDB. Garantiram votos, mas soterraram de vez o velho PT da defesa da ética na política.

O PT se metamorfoseou, como seu líder supremo, nivelou-se a qualquer das legendas que se preocupam apenas com a proximidade do poder e acesso ao Tesouro. Fez a opção de ser apenas uma sublegenda do lulismo.

Editorial de O Globo, dia 21 de agosto de 2009

Entre o céu e o inferno.– adaptado por Carlos Eduardo Esmeraldo (Para serenar os ânimos)

Notícias que correm pela boca do povo, provavelmente vindas do além me deram conta de que um jovem engenheiro, falecido precocemente, foi julgado por um santo meio ranzinza, que o condenou ao fogo eterno, somente porque ele construiu uma escola sem licitação para a prefeitura de Quatro Bocas do Breu. Resignado, o nosso engenheiro se apresentou ao satã, cheio de otimismo, como sempre foi em vida. Dois ou três dias depois, entregou ao chefe supremo dos capetas uma série de projetos para melhoria do inferno. Sistema central de ar condicionado, reforma da caldeira que passaria a utilizar energia solar e em vez de água quente um sistema central de refrigeração da água, salão de festas, outro para jogos de azar, biblioteca, enfim todo o conforto que tornasse a vida naquele lugar mais decente.

Vendo que havia algo errado com o inferno, Deus, na sua infinita sabedoria, percebeu que aquele engenheiro era o responsável por tornar o inferno, quase que um paraíso terrestre. E que ele havia sido enviado erradamente àquele lugar. Chamou o chefe dos capetas e lhe ordenou mandar imediatamente de volta o engenheiro, que por um grande equívoco havia ido parar no lugar errado. Então o satã ousou contrariar.
– De forma alguma, ele agora é nosso e não o devolverei. – Disse o Lúcifer.
– Então vou recorrer à corte suprema universal. – ponderou nosso Pai Eterno.
– Se o Senhor fizer isto, vai ser derrotado, pois todos os advogados estão lá comigo, isto é: são “advogados do diabo.”

Se houve briga jurídica ou não, o certo é que o nosso engenheiro foi conduzido ao lugar que sempre deveria ficar, juntos dos santos e iluminados. E pode preparar o cenário para uma grande festa, a chegada de dois novos membros à mansão celeste: um papa e um advogado. Banda de música, toda a corte celestial presente. Tão logo chegou o advogado, sob acordes da banda celestial, São Pedro o mandou entrar numa limusine, mostrou ao longe um belo prédio. Era o mais novo hotel cinco estrelas que havia por lá. E lhe disse:
– Você vai morar ali eternamente!
Em seguida São Pedro virou-se para o Papa e disse:
– Aguarde o próximo lotação. Quando ele chegar você vai nele para aquele conjunto habitacional de casas populares que a gente vê ao longe.
– Pedrinho, deve estar havendo um grande engano. Eu sou o Papa! Acho que você pensou que aquele advogado fosse eu! – Protestou.
– Meu amigo, de Papa isto aqui está cheio! De advogado foi o primeiro!

NOTA: Não tenho nenhum preconceito contra os advogados, uma belíssima profissão e bastante útil. Apenas transcrevi acima anedotas de domínio público para aliviar o clima tenso dos últimos dias aqui no Blog do Crato.

Carlos Eduardo Esmeraldo

Petrobras descobre grande reserva de petróleo leve no pós-sal da Bacia de Campos


Brasília - Com um volume recuperável de 280 milhões de barris, a Petrobras a anunciou ontem (20) a descoberta de uma reserva de óleo leve e de alta produtividade na região do pós-sal da Bacia de Campos, a 120 quilômetros da costa fluminense. A perfuração chamada de Araunã foi realizada num bloco adquirido pela empresa na 7ª rodada de licitação da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizada em outubro de 2005. As perfurações que comprovaram as reservas encontraram petróleo entre 2.993 e 3.123 metros de profundidade.

Da Agência Brasil

Barbalha de Parabéns - Biblioteca Pública em Universidade

INAUGURAÇÃO DA BIBLIOTECA da Prefeitura e Departamento de Artes da Urca, em Barbalha.

Barbalha. Inaugurada, na manhã de ontem, a Biblioteca Pública Municipal desta cidade, que funcionará com a Biblioteca Setorial da Escola de Artes. O evento aconteceu no antigo prédio do Casarão Hotel, tombado pelo Patrimônio Histórico estadual, onde funciona o Departamento de Artes da Universidade Regional do Cariri (Urca), com os cursos de Artes Visuais e Teatro. A nova biblioteca tem acervo de 12 mil títulos.

A inauguração contou com a presença de estudantes universitários e de escolas públicas de Barbalha, além dos secretários municipais, do reitor da Urca, Plácido Cidade Nuvens, de pró-reitores e funcionários da instituição. A biblioteca irá funcionar em regime de parceria, com os móveis e material de informática cedidos pela instituição e os recursos humanos pela administração municipal.

Na ocasião, a gerente da Biblioteca, Darci Libório Sampaio, lançou o Projeto Sacola Biblioteca, com a finalidade de levar os livros até a população, deixando pessoas responsáveis nas comunidades. O objetivo é ceder os livros para pessoas que estejam passando por alguma enfermidade e não tenham condições de acesso à biblioteca.

O acervo da biblioteca, conforme a gerente, foi todo doado pela população e amigos. Já o acervo da Universidade, conforme o diretor da Escola de Artes, Fábio Rodrigues, foi formado por livros da própria instituição, adquiridos por meio de projetos, com o Projeto Arte na Escola e demais universidades brasileiras e estrangeiras, produção de monografias do curso de Especialização em Arte Educação, Itaú Cultural e Centro Cultural do Banco do Nordeste.

O professor afirma que mais R$ 5 mil serão investidos na compra de livros, com o projeto de extensão aprovado recentemente pela Secretaria de Cultura, no valor de R$ 80 mil. O projeto estará voltado para o teatro, com atividades voltadas aos municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, e irá culminar com um auto natalino, com a coordenação do professor Duílio Cunha, chefe do Departamento de Teatro.

A informatização do equipamento funcionará por meio do sistema de bibliotecas da universidade, além do mobiliário e equipamentos seguirem o mesmo layout. Segundo a bibliotecária, Isabel Leal, Barbalha tem uma das únicas bibliotecas públicas que funcionará com a de uma instituição de Ensino Superior, dentro de um ambiente de universidade.

ACERVO

12 mil volumes fazem parte do acervo da recém-inaugurada Biblioteca Municipal e da Setorial da Escola de Artes Violeta Arraes, em Barbalha

Mais informações
Escola de Artes Violeta Arraes Gervaiseau
Rua da Matriz, 31, Centro, Barbalha
(88) 3102.3054

Por: Elizângela Santos
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaboradora do Jornal Chapada do Araripe

Lula diz que oposição sem argumentos é pior que doença sem cura

Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem (20) que a oposição está sem argumentos para fazer oposição, pois fica inventando qualquer coisa para atacar as pessoas. Segundo ele, quando isso ocorre é mais grave do que doença sem cura. “Uma oposição, quando não tem argumento para fazer oposição, é pior do que doença que não tem cura, por que eles ficam inventando qualquer coisa e vale qualquer coisa para fazer ataque às pessoas”, afirmou.

A declaração foi feita em discurso na inauguração de uma escola técnica em Ipanguaçu (RN), logo após o presidente relatar uma situação ocorrida no passado em que foi acusado pela oposição de ter ido ao Rio Grande do Norte inaugurar o muro de uma obra. Além de entregar a escola técnica em Ipanguaçu, mais seis unidades de ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte foram inauguradas nos municípios de Caiacó, Apodi, Pau dos Ferros, Santa Cruz, Macau e João Câmara.

Yara Aquino
Repórter da Agência Brasil

Blog do Crato atinge 974 visitas num único dia !

Segundo o nosso marcador ao lado, no dia de ontem, 20 de Agosto de 2009, atingimos a marca de 974 visitas, com a mostra de 2644 acessos de páginas. ( fonte: Hitstats ).

É interessante observar que a hora mais visitada foi 15:00

Blog do Crato - O Crato na Internet !
www.blogdocrato.com

Previsão do Tempo e Almanaque - 21 de Agosto de 2009

Bom Dia, gente!

Estamos de volta com a previsão do tempo e o nosso almanaque. Ontem, devido a uma manutenção da OI/Velox, ficamos sem acesso á internet no período da madrugada, o que atrapalhou bastante a publicação dos textos dos autores que nos enviam por e-mail. Mas já estamos na ativa, e tivemos quase um recorde de postagens. A previsão do tempo para o Crato no dia de hoje, é de sol, com algums núvens e não chove. Reparem no aumento de temperatura verificado no curto espaço de uma semana aqui na região, conferindo as edições anteriores:


ALMANAQUE

No dia 21 de agosto, a Igreja Católica comemora o dia de São Pio X.

Seu nome de batismo era José Melquior Sarto, oriundo de família humilde e numerosa, mas de vida no seguimento de Cristo. Nasceu numa pequena aldeia de Riese, na diocese de Treviso, no norte da Itália, no dia 2 de junho de 1835. Desde cedo, José demonstrava ser muito inteligente e, por causa disso, seus pais fizeram grande esforço para que ele estudasse. Todos os dias, durante quatro anos, o menino caminhava com os pés descalços por quilômetros a fio, tendo no bolso apenas um pedaço de pão para o almoço. E desde criança manifestou sua vontade de ser padre.

Quando seu pai faleceu, sua mãe, Margarida, uma camponesa corajosa e pia, não permitiu que ele abandonasse o caminho escolhido para auxiliar no sustento da casa. Ficou no seminário e, aos vinte e três anos, recebeu a ordenação sacerdotal com mérito nos estudos. Teve uma rápida ascensão dentro da Igreja. Primeiro, foi vice-vigário em uma pequena aldeia, depois vigário de uma importante paróquia, cônego da catedral de Treviso, bispo da diocese de Mântua, cardeal de Veneza e, após a morte do grande papa Leão XIII, foi eleito seu sucessor, com o nome de Pio X, em 1903. No Vaticano, José Sarto continuou sua vida no rigor da simplicidade, modéstia e pobreza. Surpreendeu o mundo católico quando adotou como lema de seu pontificado "restaurar as coisas em Cristo". Tal meta traduziu-se em vigilante atenção à vida interna da Igreja. Realizou algumas renovações dentro da Igreja, criando bibliotecas eclesiásticas e efetuando reformas nos seminários. Pelo grande amor que dispensava à música sagrada, renovou-a. Reformou, também, o breviário. Sua intensa devoção à eucaristia permitiu que os fiéis pudessem receber a comunhão diária, autorizando, também, que a primeira comunhão fosse ministrada às crianças a partir dos sete anos de idade. Instituiu o ensino do catecismo em todas as paróquias e para todas as idades, como caminho para recuperar a fé, e impôs-se fortemente contra o modernismo. Outra importante característica de sua personalidade era a bondade suave e radiante que todos notavam e sentiam na sua presença.

Pio X não foi apenas um teólogo. Foi um pastor dedicado e, sobretudo, extremamente devoto, que sentia satisfação em definir-se como "um simples pároco do campo". Ficou muito amargurado quando previu a Primeira Guerra Mundial e sentiu a impotência de nada poder fazer para que ela não acontecesse. Possuindo o dom da cura, ainda em vida intercedeu em vários milagres. Consta dos relatos que as pessoas doentes que tinham contato com ele se curavam. Discorrendo sobre tal fato, ele mesmo explicava como sendo "o poder das chaves de são Pedro". Quando alguém o chamava de "padre santo", ele corrigia sorrindo: "Não se diz santo, mas Sarto", numa alusão ao seu sobrenome de família. No dia 20 de agosto de 1914, aos setenta e nove anos, Pio X morreu. O povo, de imediato, passou a venerá-lo como um santo. Mas só em 1954 ele foi oficialmente canonizado.

HOJE NA HISTÓRIA

21/08/1940
Leon Trotsky, revolucionário comunista russo, é assassinado no exílio, na Cidade do México.

Nascido em família de origem judaica, Lev Davidovich Bronstein, que mais tarde assumiria o nome de guerra de Leon Trotsky, foi preso pela primeira vez aos 18 anos, por seu envolvimento com grupos revolucionários. Passou dois anos em diversas cadeias czaristas. Em 1900 casou-se com Alexandra Lvovna Sokolovska e foi deportado para a Sibéria. Dois anos depois fugiu e viajou para Londres, onde entrou em contato com Lênin e outros exilados russos. No mesmo ano conheceu Natalya Sedova, que se tornou sua companheira.

Trotsky voltou à Russia por ocasião de levante de operários de São Petersburgo, em 1905. No ano seguinte, foi preso novamente e deportado. Passou por diversos países, chegando finalmente aos Estados Unidos. Ali recebeu a noticia da revolução de fevereiro, que depôs o Czar e instalou um governo provisório na Rússia. Trotsky voltou a seu país, mas antes ficou detido por algum tempo no Canadá. Quando chegou a Rússia, assumiu um papel ativo na organização de trabalhadores e soldados. No final de 1917, os bolcheviques, liderados por Lênin e Trotsky, deram um golpe de Estado e derrubaram o governo provisório, dando início ao que chamavam de "ditadura do proletariado" e criando uma República Soviética da Rússia.

De 1918 a 1921 Trotsky exerceu o cargo de Comissário do Povo para a Guerra, numa Rússia em guerra civil. Ao contrário do que gostam de admitir seus admiradores, foi um militar linha dura, que não hesitava em usar a violência contra inimigos ou supostos adversários. Esmagou com mão de ferro uma revolta de anarquistas na cidade de Kronstadt em 1921.

Em 1923 aprofundou-se a cisão entre ele e seu companheiro de partido Stalin, provocada pela ascendência deste na crescente burocracia partidária e por divergências políticas relacionadas aos rumos da revolução. Trotsky propugnava a expansão da revolução por outros países, enquanto Stálin formulava a doutrina do socialismo em um país único.

Com a morte de Lênin, em 21 de janeiro de 1924, começou a corrida pela sucessão. No Comitê Central do Partido Bolchevique, iniciou-se o processo de calúnia e difamação de Trotsky promovido por Stalin e seus principais aliados de ocasião, Kamenev e Zinoviev. Em 1925 Trotsky foi proibido de falar em público e em 1929 foi banido da União Soviética.

Ficou no exílio na Turquia até 1933, na França até 1935 e depois na Noruega até 1937. Finalmente, foi para o México, no dia 9 de janeiro de 1937. Nunca deixou de lado o ativismo político, propondo políticas revolucionárias que se opunham às desenvolvidas pelos partidos comunistas que gravitavam em torno da União Soviética em todo o mundo. Em 1938, escreveu o panfleto "Programa de Transição", que é o programa de fundação da 4a Internacional Comunista.

Stalin, porém, considerava a militância de Trotsky uma ameaça real a sua hegemonia sob o movimento comunista internacional. Assim, infiltrou um agente seu na residência mexicana de Trotsky, Ramón Mercader, que o matou a golpes de picareta em 1940. Mercader jamais assumiu ter agido a mando de Stalin.

Fontes: Climatempo, 10emtudo, Edições Paulinas, Uol Educação

Fábulas Fabulosas - O Cavalo e o Porco

NE - Usurpando o termo sempre usado pelo grande Millor Fernandes, não se poderia justificar melhor esse quadro.


Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça. Um dia ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo. Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo. Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário: - Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento durante 3 dias, no terceiro dia eu retornarei e caso ele não esteja melhor, será necessário sacrificá-lo. Neste momento, o porco escutava toda a conversa.

No dia seguinte deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse: – Força amigo ! Levanta daí, senão você será sacrificado! No segundo dia, deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse:
- Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer ! vamos lá, eu te ajudo a levantar… Upa!

No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário disse:
- Infelizmente, vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos. Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse:

– Cara, é agora ou nunca, levanta logo ! Coragem ! Upa ! Upa ! Isso, devagar ! Ótimo, vamos, um, dois, três, legal, legal, agora mais depressa vai… Fantástico ! Corre, corre mais ! Upa ! Upa ! Upa !!! você venceu, Campeão! Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:

- Milagre ! O cavalo melhorou. Isso merece uma festa… “Vamos matar o
porco!”

Autor Desconhecido
Ilustração: http://img.olhares.com/data/big/66/666620.jpg

Concerto para Corpo e Alma - Rubem Alves


"Compreendi, então, que a vida não é uma sonata que, para realizar a sua beleza, tem de ser tocada até o fim. Dei-me conta, ao contrário, de que a vida é um álbum de mini-sonatas. Cada momento de beleza vivido e amado, por efêmero que seja, é uma experiência completa que está destinada à eternidade. Um único momento de beleza e amor justifica a vida inteira."

Rubem Alves
Foto: http://www.blogdopastor.com.br/imagens/CuraAbatimentosAlma_380.jpg

Notícias do Crato para o Dia 21 de Agosto de 2009


21-08-2009
Agricultura do Crato convoca para as inscrições no Programa Garantia Safra

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Recursos Hídricos comunica a todos os produtores rurais do município do Crato que se enquadram no regime de Agricultura Familiar que desde a última quarta-feira, 19 até o próximo dia 03 de setembro serão iniciadas as inscrições no Programa Garantia Safra 2009/2010. O Secretário de Agricultura do Crato, Erasmo Ferreira avisa para que todos procurem em sua comunidade o presidente da associação como também o membro do conselho de base e levem a xérox do seu RG e CPF caso seja casado ou casada não esquecer xérox do parceiro ou da parceira. É importante ressaltar que se já pertence ao programa, ou seja, pagou o ano passado, (2008), levar também o comprovante do boleto para que possa se cadastrar.

O calendário por distrito seguirá da seguinte forma

* Baixio das Palmeiras e Santa Rosa – Próximo sábado, Dia 22 de agosto de 2009.
* Ponta da Serra e Bela Vista – Dias 25 e 26 de agosto de 2009.
* Dom Quintino – Dias 27 e 28 de agosto de 2009.
* Belmonte e Campo Alegre – Dias 02 e 03 de setembro de 2009.

Dia D de vacinação contra a Poliomielite adiado para o dia 22 de setembro

A Secretaria de Saúde do Município informa que o Ministério da Saúde ADIOU PARA 19 DE SETEMBRO, O DIA D da 2ª Etapa da Campanha de vacinação contra poliomielite. Para a decisão, considera o aumento no número de casos da doença, a nível de pandemia da Influenza A (H1N1), desde que o Brasil atingiu o estágio de transmissão sustentada, com procura cada vez maior por atendimento nas Unidades de Saúde. Com a Campanha da Vacinação, irá ocasionar uma aglomeração de crianças menores de 5 anos e suas mães (muitas destas gestantes), um momento em que há uma grande circulação do vírus na região sul e sudeste e notificação diária de casos nos demais estados, inclusive em alguns municípios do Ceará. Portanto, a vacinação fica adiada do dia 22 de agosto para o dia D em 22 de setembro. A vacinação de rotina da poliomielite continua nas unidades de saúde, à disposição para menores de 5 anos.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.7069
Mais informações:

http://www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

Outro senador ameaça deixar o PT: Augusto Botelho


Nas pegadas de Marina Silva (AC) e Flávio Arns (PR), um terceiro senador da bancada do PT ameaça deixar a legenda. Chama-se Augusto Botelho (RR). Integra o grupo que defende a abertura de uma investigação contra José Sarney. A exemplo de Arns, Botelho aproveita a confusão nacional, gerada pelo apoio do PT a Sarney, para acertar um passivo regional. O senador enfrenta resistências no PT de Roraima para se viabilizar como candidato da legenda à reeleição, em 2010. Em vez de Botelho, o PT acena com a hipótese de lançar para o Senado a deputada petista Angela Portela (RR). É uma situação análoga à de Arns.

No Paraná, Arns convivia com o risco de ser preterido na candidatura ao Senado pela mulher do ministro Paulo Bernardo (Planejamento), Gleisi Hoffmann. A despeito da conotação paroquial, a eventual saída de Botelho alimentará a fogueira que arde sob a bancada do PT desde que o partido decidiu, por ordem de Lula, salvar Sarney. Ricardo Berzoini, presidente nacional do PT, tenta evitar que o "graveto" Botelho se converta em alimento para o fogo brasiliense. Programou para a próxima semana uma reunião com o petismo de Roraima. Botelho está com a mão na fechadura. Nos subterrâneos, diz que, desatendido, vai para outra legenda. É cobiçado pelo PDT, partido ao qual era filiado antes de sentar praça no PT. Confirmando-se a nova baixa, o petismo do Senado, que já é pequeno –12 senadores— ficará reduzido a uma tropa de nove. Nesta quinta (20), Lula deu de ombros para o derretimento: “Eu não vejo crise no PT”. Fez a declaração longe de Brasília. De volta à capital, reuniu-se com Aloizio Mercadante, que deixa o posto de líder graças à crise que Lula diz não existir. Informado por Mercadante acerca da renúncia à liderança, Berzoini classificou o gesto de “erro”. Pediu reconsideração? Não, não. Absolutamente. "Eu disse que acho um erro ele sair, o que é diferente de pedir para ele ficar", esclarece Berzoini, convidado para a reunião de Lula com Mercadante.
Por: Samuel P. Teles

Record compra direitos de documentário sobre a Rede Globo

A Rede Record adquiriu, nesta semana, os diretos do documentário "Muito Além do Cidadão Kane" - produzido no início da década de 1990 pela britânica Channel 4 - que conta a história da fundação da Rede Globo e apresenta o empresário Roberto Marinho como figura principal do setor de comunicação do país. A informação é do jornal Folha de S.Paulo. Veiculado pela primeira vez em 1993, no Reino Unido, o documentário - que faz menção a Charles Foster Kane, magnata das comunicações vivido pelo cineasta Orson Welles em "Cidadão Kane" - não é de responsabilidade da emissora britânica BBC, ao contrário do que é apontado pela Folha Universal - veículo da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) - em seu site.


Reprodução
Site da Folha Universal

Segundo informações da Folha, o diretor da obra, Simon Hartog, dono da Channel 4, faleceu em 1992, antes que o trabalho fosse ao ar. Então, os direitos sobre o documentário foram transferidos a John Ellis, produtor e amigo de Hartog. Ellis disse em entrevista à Folha que tanto a Globo quanto a Record tentaram adquirir os direitos do "Muito Além..." nos anos 1990, mas com intenções diferentes. Ele esclareceu, ainda, que em nenhum momento a Justiça brasileira embargou a exibição do filme, contrariando a informação do site da Folha Universal que relata que "um dia antes da estreia, a Polícia Militar recebeu uma ordem judicial para apreender cartazes e a cópia da película, ameaçando, em caso de desobediência, multar a administração do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro", onde seria exibido. "A igreja [Universal do Reino de Deus] já tinha uma filial em Londres naquela época [começo dos anos 90]. Mas percebeu que haveria uma disputa judicial com a TV Globo a respeito das muitas imagens retiradas da programação deles. Então decidiu não comprá-lo", explica o produtor o motivo pelo qual a Iurd recuou em sua primeira intenção de comprar o documentário.

Ainda de acordo com informações da Folha, a Record comprou os direitos de "Muito Além do Cidadão Kane" por US$ 20 mil. O documentário teria custado de US$ 260 mil à companhia Large Door, à época, de propriedade de Hartog e Ellis. Procurada pela reportagem do Portal IMPRENSA, a assessoria da Record confirmou a compra do filme.

Clique aqui para ver o documentário "Muito Além do Cidadão Kane"

Fonte: Portal Imprensa - UOL

Crítica do escritor Ariano Suassuna ao Forró Eletrônico

NE - O Forró Eletrônico, uma das maiores deturpações da história da música, está enterrando o forró verdadeiro, quando exalta a vulgaridade, o alcoolismo e a prostituição. Fruto de uma sociedade decadente, comandada por um cartel da mídia radiofônica, formado de um lado pelas estações de rádio, por promotores de eventos ávidos de dinheiro fácil às custas da ignorância popular, e os proprietários das bandas de forró, destina-se a uma legião de ignorantes, a quem a arte e a cultura não se fez chegar. Esta "coisa" chamada de "forró eletrônico", nem é música, nem coisa alguma, obtém o aval dos incautos, que passam a ser propagadores também, da idiotice. Trazemos hoje essa bela crônica, escrita pelo grande escritor Ariano Suassuna sobre o assunto, que vez por outra, vem à baila aqui no Blog do Crato:

Música de Jegue

Tem rapariga Aí? Se tem, levante a mão!'. A maioria, as moças, levanta a mão.. Diante de uma platéia de milhares de pessoas, quase todas muito jovens, pelo menos um terço de adolescentes, o vocalista da banda que se diz de forró utiliza uma de suas palavras prediletas (dele só não, e todas bandas do gênero). As outras são 'gaia', 'cabaré', e bebida em geral, com ênfase na cachaça. Esta cena aconteceu no ano passado, numa das cidades de destaque do agreste (mas se repete em qualquer uma onde estas bandas se apresentam).

Nos anos 70, e provavelmente ainda nos anos 80, o vocalista teria dificuldades em deixar a cidade. Pra uma matéria que escrevi no São João passado baixei algumas músicas bem representativas destas bandas. Não vou nem citar letras, porque este jornal é visto por leitores virtuais de família. Mas me arrisco a dizer alguns títulos, vamos lá: Calcinha no chão (Caviar com Rapadura), Zé Priquito (Duquinha), Fiel à putaria (Felipão Forró Moral), Chefe do puteiro (Aviões do forró), Mulher roleira (Saia Rodada), Mulher roleira a resposta (Forró Real), Chico Rola (Bonde do Forró), Banho de língua (Solteirões do Forró), Vou dá-lhe de cano de ferro (Forró Chacal), Dinheiro na mão, calcinha no chão (Saia Rodada), Sou viciado em putaria (Ferro na Boneca), Abre as pernas e dê uma sentadinha (Gaviões do forró), Tapa na cara, puxão no cabelo (Swing do forró). Esta é uma pequeníssima lista do repertório das bandas.

Porém o culpado desta 'desculhambação' não é culpa exatamente das bandas, ou dos empresários que as financiam, já que na grande parte delas, cantores, músicos e bailarinos são meros empregados do cara que investe no grupo. O buraco é mais embaixo. E aí faço um paralelo com o turbo folk, um subgênero musical que surgiu na antiga Iugoslávia, quando o país estava esfacelando-se. Dilacerado por guerras étnicas, em pleno governo do tresloucado Slobodan Milosevic surgiu o turbo folk, mistura de pop, com música regional sérvia e oriental. As estrelas da turbo folk vestiam-se como se vestem as vocalistas das bandas de 'forró', parafraseando Luiz Gonzaga, as blusas terminavam muito cedo, as saias e shortes começavam muito tarde.

Numa entrevista ao jornal inglês The Guardian, o diretor do Centro de Estudos alternativos de Belgrado. Milan Nikolic, afirmou, em 2003, que o regime Milosevic incentivou uma música que destruiu o bom-gosto e relevou o primitivismo est tico. Pior, o glamour, a facilidade estética, pegou em cheio uma juventude que perdeu a crença nos políticos, nos valores morais de uma sociedade dominada pela máfia, que, por sua vez, dominava o governo.. Aqui o que se autodenomina 'forró estilizado' continua de vento em popa.. Tomou o lugar do forró autêntico nos principais arraiais juninos do Nordeste.

Sem falso moralismo, nem elitismo, um fenômeno lamentável, e merecedor de maior atenção. Quando um vocalista de uma banda de música popular, em plena praça pública, de uma grande cidade, com presença de autoridades competentes (e suas respectivas patroas) pergunta se tem 'rapariga na platéia', alguma coisa está fora de ordem. Quando canta uma canção (canção?!!!) que tem como tema uma transa de uma moça com dois rapazes (ao mesmo tempo), e o refrão é 'É vou dá-lhe de cano de ferro/e toma cano de ferro!', alguma coisa está muito doente. Sem esquecer que uma juventude cuja cabeça é feita por tal tipo de música é a que vai tomar as rédeas do poder daqui a alguns poucos anos.

Ariano Suassuna
( texto enviado por Elizângela Santos )

Notícias da URCA - Universidade Regional do Cariri - Dia 21 de Agosto de 2009


Departamento de Artes da Urca inaugura Biblioteca em Barbalha



Inauguradas, na manhã de ontem ( 20 ), a Biblioteca Pública Municipal e a Biblioteca Setorial do Departamento Artes da Universidade Regional do Cariri (URCA), em Barbalha. Com um acervo de 12 mil livros, o trabalho é o resultado de uma parceria entre a Prefeitura local e a Universidade. A solenidade aconteceu no antigo prédio do Casarão Hotel, tombado pelo Patrimônio Histórico estadual, onde funcionam os cursos de Artes Visuais e Teatro. A inauguração contou com a presença de estudantes universitários e de escolas públicas de Barbalha, além dos secretários municipais, o reitor da Urca, Plácido Cidade Nuvens, pró-reitores e funcionários da instituição. A biblioteca irá funcionar por meio de parceria, com os móveis e material de informática cedidos pela Urca e os recursos humanos pela administração municipal. O acervo da Biblioteca Municipal foi todo doado pela população e amigos. Já o acervo da Universidade, conforme o diretor da Escola de Artes, Fábio Rodrigues, é formado por livros da própria instituição, adquiridos por meio de projetos, como o Arte na Escola, e demais universidades brasileiras e estrangeiras, produção de monografias do curso de Especialização em Arte Educação, Itaú Cultural e Centro Cultural do Banco do Nordeste.

Fábio Rodrigues destaca a parceria das administrações da universidade e da Prefeitura local, como grande passo para a concretização da biblioteca. Ele ressaltou o esforço da URCA, no intuito de proporcionar condições qualitativas para os alunos e a população. Para o reitor, uma biblioteca é sempre um ponto muito positivo. Ele ressaltou a importância da parceria firmada para a efetivação do espaço, já que estão cada vez mais escassos os recursos. “Essa é uma oportunidade, de instituições como essa, oferecerem a população a leitura e fazer daqui um centro de pesquisa”.

O professor afirma que serão investidos mais R$ 5 mil na compra de livros, através de projeto de extensão, aprovado recentemente pela Secretaria de Cultura do Estado, no valor de R$ 80 mil, para a área de teatro, com atividades direcionadas aos municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha. Esse trabalho irá culminar com um auto natalino, na coordenação do professor Duílio Cunha, chefe do Departamento de Teatro.

A informatização da biblioteca irá funcionar por meio do sistema de rede da universidade, além do mobiliário e equipamentos seguirem o mesmo layout. Segundo a bibliotecária, Isabel Leal, Barbalha tem uma das únicas bibliotecas públicas municipais que funcionará em conjunto com a de uma instituição de ensino superior, dentro de um ambiente de universidade. A outra, que ela afirma ter conhecimento, é na cidade de Santo André, em São Paulo.

Matrículas de classificados no processo seletivo 2009.2 serão realizadas nos dias 24 e 25

O Departamento de Ensino e Graduação (DEG), da Universidade Regional do Cariri (URCA) informa que a data de matricula dos classificados no processo seletivo 2009.2, será realizada nos dias 24 e 25 de agosto, das 13 horas às 18 horas, no Campus do Pimenta, na Universidade, à rua Cel. Antonio Luiz, 1161, em Crato. Para efetivação da matricula, o classificado deverá apresentar, obrigatoriamente, cópia autenticada em cartório de toda documentação constante no item 11.2, alíneas a, b, c, d, e e f. Do edital 001/2009 – CEV. Perderá o direito a vaga o classificado que, por qualquer motivo, não efetuar sua matricula no prazo estabelecido e não apresentar qualquer um dos documentos.

Pró-reitora participa de curso capacitação em Brasília

A Pró-reitora de Extensão da Universidade Regional do Cariri (URCA), Professora Arlene Pessoa, está participando em Brasília de uma Capacitação junto ao Ministério da Educação, durante esta semana. As atividades são direcionadas à qualificação para o desenvolvimento de projetos junto à Proex.

UD de Campos Sales realiza palestra preventiva da Influenza A

O diretor da Unidade Descentralizada de Campos Sales, Professor dr. Roberto José Siebra Maia, informa que foi realizada no último dia 20, no prédio da Instituição de Ensino Superior, Palestra sobre Os Cuidados e Prevenção em relação à Gripe Infuenza A (H1N1), conhecida popularmente como a gripe suína, proferida pelo Professor Jairo Cortez, Enfermeiro, Pós-Graduado em Saúde Pública. O evento teve o objetivo de esclarecer a comunidade em geral e aos alunos em particular às formas de evitar esta doença e os perigos que ela pode trazer para a comunidade da região cariri oeste.

CUPIS da URCA leva prevenção da gripe A aos estudantes e servidores de Barbalha

Distribuídos durante o dia de ontem, no Departamento de Artes, no município de Barbalha, kits preventivos da Influenza A. O trabalho faz parte da campanha desencadeada pela Universidade Regional do Cariri (Urca), lançada na última segunda-feira, como o tema a “A URCA na prevenção da Influenza A (H1N1)”, desenvolvida por meio da Pró-reitoria de Extensão, através do Centro Universitário de Práticas Integrativas da Saúde (CUPIS). Na ocasião, foram distribuídos 250 kits com máscaras, álcool gel e garrafas de água, além de panfletos com orientações sobre a nova gripe.

Contato:
Assessoria de Comunicação
Universidade Regional do Cariri
URCA
(88) 3102-1212 ramal 2617
www.urca.br - Elizangela Santos Crato, 21 de agosto de 2009.

Convite - Luciana Silveira Lacerda


Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30