xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 19/08/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

19 agosto 2009

Um dia após pôr cargo à disposição, Mercadante diz que fica

Foto: José Cruz/Agência Brasil
Líder do PT disse que não quer contribuir com crise na bancada.
Contra orientação dele, PT deu votos pró-Sarney no Conselho de Ética.


Eduardo Bresciani
Do G1, em Brasília


O senador Aloízio Mercadante (PT-SP) afirmou nesta quarta-feira (19) que continuará no cargo de líder da bancada mesmo após os senadores do partido terem ido contra sua posição e votado pelo arquivamento no Conselho de Ética de todas as 11 acusações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Na terça-feira (18), o senador havia dito que deixaria o cargo se fossem indicados senadores pró-Sarney para as vagas de suplente que o bloco liderado por Mercadante teria direito a indicar ao Conselho de Ética.
Nesta quarta, ele reavaliou a decisão. “Minha vontade verdadeira era sair da liderança do PT, mas não vou contribuir para agravar a crise da bancada”, disse Mercadante.

Blog do Josias: Em meia hora, Senado 'arquiva' crise de seis meses


O jogo, como se sabe, estava jogado. O Conselho de (a)Ética consumou nesta quarta (19) a pantomima que se esboçava há duas semanas.

Conforme antecipado aqui, de madrugada, o velório do Senado terminou sem defunto. Ou, por outra, foi à cova o próprio Senado.

Em escassos 30 minutos, o conselho fulminou acusações que eletrificaram o plenário do Senado por mais de seis meses, desde fevereiro.

Por nove votos contra seis, mantiveram-se na gaveta as 11 ações protocoladas contra José Sarney (veja aqui como votaram os conselheiros).

Por unanimidade, arquivou-se a ação solitária que o PMDB abrira contra o líder tucano Arthur Virgílio.

Enredado pelas teias da oposição e pelos desígnios de Lula, o PT cumpriu no teatro do Senado o papel de salvador de Sarney.

Em nota, Ricardo Berzoini reduziu a reles luta política o que a sociedade enxergara como esforço moralizador. Coube ao petê João Pedro (AM) ler o texto no conselho.

Escondidos atrás do escudo da posição partidária, os três petês com direito a voto no conselho votaram com a gaveta.

Pedro Simon (PMDB-RS) realçou o inusitado: o petismo abraçou-se aos ex-algozes Sarney e Fernando Collor no dia em que Marina Silva bate em retirada.

Simon desdenhou da nota de Berzoini. Viu no presidente do PT um mero coadjuvante. O diretor da cena, disse ele, é Lula.

Flávio Arns (PT-PR), acomodou a lápide sobre os restos do que sobrara do velho PT.

“Tenho que me envergonhar daquilo que o meu partido fez. O PT rasgou a página fundamental da sua constituição, que é a ética...”

“...Pegou a folha da ética e jogou no lixo. Vai ter que achar outra bandeira, que não existe. A ética foi jogada no lixo pelo PT...”

“...Particularmente com a nota do seu presidente, recomendando que a ética fosse jogada no lixo”.

Com a declaração de Arns, os senadores do PSDB e do DEM, ficaram como que desobrigados de fustigar o petismo.

Tucanos e ‘demos’ votaram pelo desarquivamento das ações contra Sarney menos pela convicção e mais por cálculo político.

Sabendo-o salvo, a oposição se opôs a Sarney para que o strip-tease ético do petismo fosse levado às últimas consequências.

Diferentemente de Sarney, que não deu as caras no conselho, Virgílio fez questão de cumprir um ritual mínimo.

O líder tucano leu, da bancada do conselho, sua peça de defesa. Repisou o que dissera em plenário.

Presente, Renan Calheiros, capo do PMDB e chefe da milícia congressual pró-Sarney, foi ao microfone para dizer que se dava por “satisfeito”.

A voz de Renan ecoou na sala do conselho como um desarmar de gatilho. Uma vez arrancado Sarney da grelha, a chantagem fizera-se desnecessária.

Estava consumada a ópera bufa. A reunião do conselho prosseguiu. Melhor que a cortina tivesse sido baixada.

Mas o Senado estava decidido a flertar com o caos. E, nesse enredo, a tortura à platéia é algo essencial.

A tropa de Sarney festeja o triunfo embriagada pela ilusão. Imagina ter "arquivado" a crise. Engano. Ela continua sentada na cadeira de presidente do Senado.

Fonte: Blog do Josias de Souza

Por: Samuel P. Teles

PT compactua com irregularidades pelo poder, diz petista

19 de agosto de 2009 • 20h09 • atualizado às 20h30

Para o senador Flávio Arns (PT-PR), "sociedade está decepcionada com o PT"

Estefânia Uchôa/Gabinete do Senador Flávio Arns


Laryssa Borges
Direto de Brasília


Pela volúpia de se manter no poder e ter espaço para reeleger o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2006 e alçar a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à Presidência da República em 2010, o Partido dos Trabalhadores (PT) tem jogado sua ética no lixo e compactuado com diversas irregularidades.

A declaração é do senador Flávio Arns, do próprio PT, que, diante dos novos arquivamentos, com forte apoio de petistas, de pedidos de investigação contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), anuncia: "Eu fico sem mandato, mas não fico no PT".

O parlamentar paranaense se diz envergonhado com a postura dos petistas de livrar em massa José Sarney de qualquer tipo de investigação e diz que a orientação para blindar o presidente do Senado partiu diretamente do gabinete de Lula. "Me sinto envergonhado e não posso compartilhar e dizer que está tudo bem", afirmou.

A Presidência da República não comentou as declarações do senador.

O parlamentar irá recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para garantir que mantenha o cargo de senador ainda que mude de partido. Por decisão da Justiça eleitoral, desde 16 de outubro de 2007, senadores podem ter seus mandatos cassados caso não apresentem justificativa para a troca de legenda. O TSE prevê que a mudança de agremiações só pode ocorrer em caso de incorporação ou fusão de legendas, de criação de um novo partido político, de grave discriminação pessoal do filiado ou de "mudanças substanciais ou desvio reiterado do programa partidário".

A pouco mais de um ano do fim de seu mandato, Flávio Arns, comenta, em entrevista ao Terra, as pretensões do Partido dos Trabalhadores, a aliança "não bem explicada" que a legenda cultiva com Sarney e com o PMDB, além da suposta ordem do presidente Lula para o PT ajudar a engavetar quaisquer questionamentos contra Sarney.

O senhor anunciou que vai deixar o PT por estar decepcionado com o partido. Como avalia a postura do partido nesse episódio?
Pensei que pudesse haver todo tipo de pressão. Fomos eleitos senadores e senadoras para suportamos pressões. Pressões de toda ordem existem, mas temos que estar em sintonia com princípios de ética, com o que o povo está pensando, com transparência, com investigação. Fui surpreendido pela nota do presidente do partido (pedindo para todos votarem por arquivar as denúncias contra Sarney). Isso me fez muito mal. O PT jogou a ética no lixo. O que nós fizemos hoje como partido é exatamente o contrário da filosofia, o contrário do que o povo pensa, o contrário do que a consciência indica.

O PT compactuou com irregularidades de Sarney? Por que a investigação contra o presidente do Senado não aconteceu?
O PT não pode compactuar. Na verdade, ele está pensando no processo eleitoral e, para isso, está dizendo que a investigação não deve acontecer. Isso é compactuar com o quadro atual, que não se deseja abordar em função das necessidades eleitorais do próximo ano.

O presidente Lula teve um papel na decisão do presidente do PT, Ricardo Berzoini, de determinar que a bancada votasse pelos arquivamentos?
O presidente do Partido dos Trabalhadores jamais tomaria uma decisão dessas sem consultar o Planalto. Isso é impensável. Tem que haver uma sintonia. O PT saiu em "frangalhos" desta situação, com problemas e vai sofrer muito. Perdeu credibilidade, jogou as bandeiras no lixo, e isso vai fazer muito mal ao Partido dos Trabalhadores.

Nos últimos anos, o PT enfrentou denúncias como o mensalão e outros casos. O pior que ele poderia ter feito foi compactuar agora com Sarney?
A pior coisa para o PT foi ter havido a reeleição. O processo de reeleição faz muito mal para a vida partidária, e o desejo de continuar no poder, ao invés de pensar em fazer uma boa gestão, bem discutida, dialogada, com novos parâmetros para construir uma vida política melhor e diferente no Brasil, faz que ele pense "eu preciso me coligar porque quero permanecer (no poder)". É a ânsia do poder do PT, a volúpia do poder e isso fez muito mal ao partido.

Essa ânsia de poder fez o PT ficar refém de José Sarney e não poder abandoná-lo agora?
Não havia necessidade dessas coligações que não são bem explicadas. Todos os projetos de lei que vieram para o Senado e que foram bem discutidos com a sociedade foram aprovados integralmente: reforma do Judiciário, reforma da Previdência, Lei de Falências. Só o desejo do poder é que faz que haja certas coligações quando todos nós esperávamos nova perspectiva na vida política. Estamos tendo uma chance histórica - a sociedade toda está acompanhando - temos uma chance monumental de se criar novos hábitos na vida política. E o PT disse "não, não queremos, queremos que continue tudo como está".

O PT está dependente de Sarney porque está pensando em 2010 e na eleição da ministra Dilma?
Não diria dependente de Sarney, mas ele (o partido) acha que é dependente do PMDB. É uma ilusão achar que a sociedade vai perdoar um equívoco dessa natureza (votar pelo arquivamento dos questionamentos contra Sarney).

A sociedade deveria punir o PT por ter se omitido no processo de investigação do presidente Sarney?
Penso que a sociedade, sem dúvida, está muito decepcionada com o que aconteceu. Espero que fique muito decepcionada mesmo e que reflita sobre essa decepção.


Fonte: Redação Terra

Blog Humor: Dormindo com o inimigo!

Via blog do Nani

BNB lança edital de seleção de propostas


FORTALEZA, 19.08.2009 – O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) acaba de lançar o edital de seleção de propostas artísticas para participação nas programações dos Centros Culturais BNB-Fortaleza, Cariri (em Juazeiro do Norte, região sul do Ceará) e Sousa (no alto sertão paraibano), durante o ano de 2010.Com o objetivo de orientar os artistas, produtores, gestores culturais e demais interessados no preenchimento dos formulários-proposta do referido edital, os Centros Culturais BNB-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 – Centro – fone: (85) 3464.3108), Cariri (rua São Pedro, 337 – Centro – Juazeiro do Norte – fone: (88) 3512.2855) e Sousa (rua Cel. José Gomes de Sá, 7 – Centro – fone: (83) 3522.2980) realizarão um elenco de seis oficinas, no período de 25 de agosto a 08 de setembro próximo.Serão ministradas duas oficinas em Fortaleza (dias 25 de agosto, terça-feira, às 10h30; e 08 de setembro, terça-feira, às 18h), duas no Cariri (dias 27 de agosto, quinta-feira, às 18h; e 05 de setembro, sábado, às 14h), e duas em Sousa (dias 26 de agosto, quarta-feira, às 15h; e 05 de setembro, sábado, às 18h).Os interessados podem apresentar propostas nas áreas de artes cênicas, artes visuais, literatura, música, atividades culturais infantis, cursos de apreciação de arte e oficinas de formação artística. Todas as informações (edital e formulários) para inscrição de propostas estão disponíveis desde a última segunda-feira, 17, no portal do BNB (www.bnb.gov.br/cultura).O BNB recebe propostas até o próximo dia 18 de setembro, e o resultado da seleção será divulgado em 20 de novembro deste ano. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail cultura@bnb.gov.br ou pelos fones (85) 3464.3108 (Fortaleza), (88) 3512.2855 (Cariri) e (83) 3522.2980 (Sousa).As inscrições devem ser feitas mediante entrega de formulários-proposta, específico para cada uma das atividades, devidamente preenchido com letra legível ou digitado, assinado pelo responsável pela proposta e acompanhado dos respectivos anexos.Qualquer pessoa física ou jurídica pode apresentar projetos para as três unidades do CCBNB. A entrega do formulário-proposta pode ser feita, pessoalmente, nos seguintes locais, dias da semana e horários:
CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE-FORTALEZA
Rua Floriano Peixoto, 941 – CentroFortaleza-CE Fone: (85) 3464-3108(De terça a sábado, no horário de 10h às 20h; e domingo, de 10h às 18h)
CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE-CARIRIRua São Pedro, 337 - Centro Juazeiro do Norte-CEFone: (88) 3512-2855 (De terça a sábado, no horário de 13h às 21h)
CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE-SOUSARua Cel. José Gomes de Sá, 07 - Centro Sousa-PBFone: (83) 3522-2980 (De terça a sexta-feira, no horário de 13h às 21h, e sábado, de 14h às 22h)
Pelo correio postal, os proponentes podem enviar seus projetos, como correspondência registrada com Aviso de Recebimento (AR), em envelope lacrado, devidamente identificado com o seu nome e endereço, com data de postagem não posterior a 18 de setembro de 2009, para qualquer um dos seguintes endereços:
CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE-FORTALEZAFormulário-Proposta para Programação CCBNB 2010
Rua Floriano Peixoto, 941 – CentroFortaleza-CE - CEP 60025-130
CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE-CARIRIFormulário-Proposta para Programação CCBNB 2010Rua São Pedro, 337 - Centro Juazeiro do Norte-CE – CEP 63010-010
CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE-SOUSAFormulário-Proposta para Programação CCBNB 2010Rua Cel. José Gomes de Sá, 07 - Centro Sousa-PB – CEP 58800-050
ENTREVISTAS E INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
Henilton Menezes (gerente do Ambiente de Gestão da Cultura do BNB) – (85) 3464.3109 / 8635.6064 – henilton@bnb.gov.br·
Carmen Paula (gerente do CCBNB-Fortaleza) – (85) 3464.3111 / 8635.6031 – cpaulavm@bnb.gov.br· Lenin Falcão (gerente do CCBNB-Cariri) – (88) 3512.2855 / 8802.0362 – anastacio@bnb.gov.br·
Ricardo Pinto (gerente do CCBNB-Sousa) – (83) 3522.2980 / 8802.3757 – yuca@bnb.gov.br· Luciano Sá (assessor de imprensa do Centro Cultural Cultural Banco do Nordeste) – (85) 3464.3196 / 8736.9232 – lucianoms@bnb.gov.br

Senador Flávio Arns diz querer sair do PT após decisão a favor de Sarney


Ele anunciou que irá à Justiça para trocar de partido e manter o mandato.
Senador se diz 'envergonhado' de pertencer ao PT e pediu desculpas.

Eduardo Bresciani
Do G1, em Brasília

O senador Flávio Arns (PT-PR) afirmou nesta quarta-feira (19) que vai procurar a Justiça Eleitoral pedindo justa causa para sair do PT. No plenário do Conselho, ele fez duras críticas à postura do partido no Conselho de Ética favorável ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e se disse envergonhado de pertencer à legenda.

Nesta quarta-feira, a senadora Marina Silva (AC), já havia anunciado seu desembarque do PT. Ela deverá ser candidata à Presidência da República pelo PV.

Arns é um dos petistas que defende o afastamento de Sarney da presidência da Casa e a abertura de processo contra ele no Conselho de Ética. Revoltado, ele fez um discurso no plenário do Conselho pedindo desculpas aos eleitores por fazer parte do PT.

Me envergonha estar no Partido dos Trabalhadores com o comportamento que está tendo. Achava que as bandeiras eram para valer e não para mudar por causa da eleição”, disse Arns. Segundo ele, "o partido pegou a folha da ética e jogou no lixo".

Após o discurso, o senador disse aos jornalistas que deixará o partido. Ele pretende argumentar na justiça eleitoral que o partido mudou seu programa. Um dos fatos que justificaria seria o apoio a Sarney. Se o pedido for aceito, ele poderá trocar de partido sem o risco de perder o mandato.
Fonte: G1

Não é mais novidade: Prefeito de Iguatu, Agenor Neto, declara apoio político ao governador Cid Gomes, na reeleição

Terminou agora há pouco, no auditório do hospital regional de Iguatu, entrevista coletiva com o prefeito Agenor Neto. Representantes de emissoras de rádios e jornais de Iguatu participaram da entrevista, além de secretários e um auditório super lotado. Dentre os questionamentos respondidos pelo prefeito iguatuense, ele deixou bem claro, que apóia Cid Gomes em 2010, no processo de reeleição para governador. Até então, essa notícia não tinha sido declarada em público como foi agora. A reunião da semana passada com o governador cearense foi suficiente para Agenor Neto fechar o acordo. Indagado se existiria mais de um palanque em Iguatu, Agenor Neto foi taxativo: só discuto eleição no próximo ano.

Fonte: Lindomar Rodrigues - Rede Blogs do Cariri

Martinho Lutero - Vida e Monasticismo - Por: Luiz Domingos de Luna


Martinho ou Martin Lutero, em alemão Martin Luther, nasceu em Eisleben – Turingia (Saxônia), no dia 14 de novembro de 1483. Seus pais eram pobres camponeses, porém esclarecidos e desejavam que o filho fosse advogado, não medindo sacrifícios para mandá-lo estudar. Lutero criou-se numa atmosfera piedosa, baseada nas crenças religiosas e nas superstições de seu tempo.

Aos 14 anos, transferiu-se para Magdeburgo, a fim de continuar seus estudos, e, de acordo com os hábitos da época, ganhava a vida como cantor ambulante. Tornou-se depois, aliás, um dos mais admiráveis hinologistas e um dos maiores músicos de seu tempo. Ao terminar o ano escolar, dirigiu-se para Eisenach, onde uma família local o acolheu. Concluídos os estudos preparatórios, que duraram exatamente três anos, ingressou na Universidade de Erfurt, em 1501. Em 1502 obteve o grau de bacharel em artes e em 1505, licenciou-se, ano em que, levado pelo desejo paterno, inicia os estudos de direito. Dois meses depois de iniciar os estudos, muda de idéia, deixando assim, os estudos de direito, para entrar na Ordem dos Monges Agostinianos. Estudou teologia durante dois anos e, ao final, foi ordenado Sacerdote, começando a lecionar Ética na Universidade de Wittenberg. Esteve sete meses em Roma, entre o ano de 1510 e 1511, a fim de tratar de alguns assuntos de sua Ordem, voltando de lá impressionado com a falta de espírito religioso e de moralidade do Vaticano. De volta a Wittenberg, onde passaria o resto de sua vida, Lutero doutora-se em teologia pela mesma Universidade de Wittenberg. Tornou-se preletor (professor) sistemático sobre a Bíblia e grandes pregadores, cheios de zelo e devoção, cabendo-lhe o cargo, em 1515, de diretor de estudos e vigário distrital encarregado de 11 mosteiros. Lutero passou também a estudar a grande obra teológica SENTENTIARIUS , de Pedro Lombardo, além de Guilherme de Occam , a quem chamava "meu mestre", Biel, Duns Scotus e Agostinho, dedicando a este último grande predileção, sobretudo por lhe ter aberto os olhos contra o domínio de Aristóteles na teologia. Com todo o seu rigor monástico e dedicação ao estudo e ao trabalho , Lutero não se sentia em paz e o senso de pecado acompanhava-o em toda parte. Johann Staupitz, seu supervisor eclesiástico, o ajudou muito. Por seu lado, Lutero influenciou colegas seus na sua oposição ao aristotelismo escolástico. Em 13 de julho de 1525, casou-se com uma ex-freira, Catarina Von Bora, depois de ter deixado em 02 de outubro do ano anterior, o hábito dos monges Agostinianos que vestira durante 19 anos. Passou seus últimos anos no antigo convento de Wittenberg. Por ser um homem que não se preocupava com a saúde, depois de uma curta enfermidade, morreu Lutero no dia 18 de fevereiro de 1546, aos 63 anos de idade, no pequeno povoado de Eisleben, onde havia nascido. INDULGENCIAS. Um elemento novo que pareceu a Lutero um abuso e um escândalo, foi o início de nova e decisiva fase á vida do futuro reformador: Em 1517, o Papa Leão X, em troca de grande soma destinada á construção da nova Basílica de São Pedro, em Roma, acolheu as pretensões de Alberto de Brandenburgo que desejava ocupar simultaneamente o arcebispado de Mainz, o de Magdeburg, e ainda o arcebispado de Halberstadt. Em contrapartida , o Papa concedia indulgências a remissão total ou parcial, das penas que cada um devia sofrer, na terra ou no purgatório, pelos pecados cometidos, que valeriam na medida em que houvesse propósito firme e vontade interior Lutero convencido de que a salvação só poderia vir de uma relação pessoal com Deus e de que as indulgências eram mero negocio, pregou contra o seu abuso ( as indulgências fundamentavam-se na doutrina do tesoura de merecimentos desenvolvida pelos teólogos do século XIII ) Afixando as suas famosas 95 teses na porta da igreja do castelo de Wittenberg, em 31 de outubro de 1517. Essa tomada de decisão, ou seja, a posição assumida por um monge conhecido e respeitado contra um grande abuso correu todo o Império, e Johannes Tetzel, o dominicano encarregado pela venda das indulgências, respondeu imediatamente e instigou outros oponentes e teólogos a acusarem Lutero de herege. Lutero respondeu,, com um sermão intitulado "INDULGENCIA E GRAÇA" , cujos argumentos reforçaria em trabalho posterior, RESOLUTIONES LUTHERIANAE (Resoluções Luterianas) Lutero acaba apelando ao Papa, mas este exige que ele se retrate ( bula exsurge domine,, 15 de junho de 1520 ),Lutero recusa-se e queima a bula pontificial em praça pública, a 10 de dezembro do mesmo ano, sendo então excomungado. Não pretendendo deixar a igreja, nem mesmo reformar os costumes eclesiásticos, mas sim colocar a teologia a serviço do que entendia por "a verdade ", Lutero usa todos os meios para convencer o clero dos erros que ele apontava. Em 1520 escreve três escritos reformistas e conclama pela reforma da Cúria, pela supressão do celibato eclesiástico e dos privilégios do clero. Participa de vários debates e ganha enorme apoio popular, traduzido em grande ovação quando se dirige de Wittenberg para Worms, em 17 de abril de 1521. Ali se inaugura a dieta na qual a sua oposição é discutida, estando presente o próprio imperador. Embora reconhecendo que fora duro nas suas expressões, Lutero não se retratou ante a assembléia e ainda causou boa impressão ao eleitor Frederico, embora ficasse sob a condenação imperial até o fim da sua vida. Não querendo tomar atitude pública a seu favor, o eleitor fê-lo sequestrar, mantendo-o em segredo vários meses no castelo de Wartburg, perto de Eisenach, onde Lutero continuou a escrever e onde traduziu do grego o Novo Testamento, criando nova língua para a literatura alemã. Em 10 de março de 1522. Lutero deixa de forma espontânea o seu esconderijo, continuando a luta livremente durante mais 10 anos. A rigor, todas as idéias reformistas de Lutero já tinham sido expressas em séculos anteriores. A conjunção de personalidade genial e momento propício é que faria eclodir a reforma, cujo evento inicial consiste na divulgação das já anteriormente citadas, 95 teses. A discussão acerca de aspectos teóricos, as medidas disciplinares aplicadas por Roma, as consequencias eclesiásticas da aplicação setorial das reformas , bem como a confluência de fatores político-econômico-sociais marcarão toda a história européia, no século XVI. Apesar disso, Lutero e seus colaboradores insistiram na ênfase aos aspectos estritamente religiosos do movimento, resultando daí o afastamento de grupos inicialmente simpatizantes: Os reformistas radicais, os humanistas ligados a Erasmo de Rotterdam e a maioria dos camponeses revoltados. A maior prova de que a intenção primeira de lutero, embora depois distorcida, era puramente religiosa foi o fato de que no ano de 1524, o próprio Lutero se empenhou numa polêmica contra os já citados camponeses revoltados, chegando ao ponto de no ano seguinte, concordar com o seu massacre em praça pública. O ano de 1530 assinala o evento mais importante da reforma luterana. Seus colaboradores ( adeptos), apresentam a Carlos V a CONFESSIO AUGUSTANA ( confissão de Augsburgo), documento que sintetizava a doutrina do movimento, pondo em relevo os aspectos dogmáticos que garantem a continuidade e unidade com a fé católica, ao mesmo tempo que considera secundárias as divergências. A Confessio Augustana foi redigida pelo mais importante colaborador de Lutero, Melanchthon, e continua sendo o símbolo por excelência das igrejas luteranas.

Por: Luiz Domingos de Luna

Morais fala a Verdade - Somente Eu possuo a senha do Blog do Sanharol.

A despeito de algumas confusões que se tem feito no Blog do Crato, quando acusam Antonio Morais ( proprietário do Blog do Sanharol ) de ter feito alterações no texto do Blog, quero trazer esta pequena nota de esclarecimento:

Antes de tudo, Eu gostaria de poder fazer um depoimento longo, enaltecendo todas as qualidades do nosso querido amigo Antonio Morais, amigo da família, amigo de meu Pai, tem até o biotipo dele... fazer um grande artigo, mas o tempo é escasso demais, e só vou dizer isso:

01 - Morais é um dos homens mais íntegros que já conheci na vida. PONTO.

02 - A Única pessoa que tem a senha para modificações no Blog do Sanharol chama-se Dihelson Mendonça. PONTO

03 - Nenhuma modificação foi feita no Blog do Sanharol por mim em relação às postagens. Sempre que precisa modificar algo, Morais, por não entender de como o sistema funciona, me pede para fazer, como foi o caso de ontem, um poema que foi postado lá e que ficou todo junto, quando era pra ter sido separado. Fui lá e consertei. Sou o co-administrador do Blog do Sanharol, e a Única pessoa com a senha completa. Portanto, quem disser que Morais modifica qualquer postagem do Blog do Sanharol, está mentindo. A mentira tem muitas causas, mas a maior delas, é a ignorância. Não gosto de atribuir a mentira à maldade. É por mera ignorância a respeito das coisas mesmo.

Então, Deus escreve certo por linhas tortas. Se eu não tivesse o controle dessa senha, alguém até que poderia acusar o Morais de haver modificado alguma coisa, e toda modificação, eu monitoraria daqui, ainda que ele soubesse. Ao que me consta, nada foi modificado, não recebi nenhuma notificação do Google sobre modificações em textos.

Portanto, Morais fala a pura VERDADE.

Abraços,

Dihelson Mendonça

A amizade acima das opiniões - por Magali de Figueiredo Esmeraldo

Desde que eu comecei a ler e participar do Blog do Crato fiquei impressionada e sensibilizada que escritores e comentaristas, a medida que escreviam seus textos e comentários, iam se conhecendo e se tornando amigos. Expus esse meu pensamento quando escrevi que o Blog do Crato era “O Ponto de Encontro e Reencontro de Amigos”. E aconteceram vários encontros com Dihelson e um grupo de pessoas amigas participantes deste Blog.

O primeiro foi na casa de Morais a convite deste. Nessa época eu e Carlos estávamos passando uns dias em Crato, e participamos desse encontro. Confesso que ficamos encantados com o casal Morais e Nair, casal maravilhoso, que nos recebeu muito bem. E o mais interessante é que durante anos moramos quase na mesma rua e não tivemos uma aproximação com pessoas tão dignas quanto esse casal. Essa oportunidade quem nos deu foi este Blog. Nessa recepção, além do casal anfitrião estavam presentes Armando Rafael e Yeda, Dihelson e um pianista amigo dele. O Armando Rafael já era amigo de Carlos dos bancos escolares, e essa foi uma oportunidade para o reencontro. Todos nós gostamos muito da reunião. Em seguida, eu e Carlos resolvemos retribuir este convite de Morais, combinando outro encontro com mais pessoas na casa do Tales e Socorrinha, nossos filhos, na casa de quem estávamos hospedados no São José.

Desta vez, além das pessoas já citadas estavam presentes a Ninha, namorada de Dihelson, Socorro Moreira e seu filho Vítor, José Nilton Figueiredo e Cristina, Dr. Valdetário e Walkneide, todas essas pessoas, excelentes e muito dignas. Foi uma noite muito agradável onde os amigos se confraternizaram.

Quando Dihelson veio a Fortaleza para sua apresentação no BNB, convidou todas as pessoas que participam do Blog e moram em Fortaleza, para assistir seu concerto. Lá nós convidamos Dihelson e seus amigos para almoçarem aqui no nosso apartamento. Dihelson com seu jeito de reunir amigos trouxe para esse novo encontro, o casal Haroldo Ribeiro e Sílvia, José Nilton Mariano, Claude Bloc, José Milton Arrais e sua filha Camila. Foi ótimo, e sabemos que todos esses encontros de amigos contribuíram para o crescimento pessoal de cada um e fazem a diferença para tornar esse mundo melhor. Ou será que a amizade não é mais importante do que discussões políticas e religiosas?

Entretanto, assuntos sobre religião e política se tornaram motivos de destruição de amizades. Houve um momento em que os artigos eram ataques à Igreja Católica, o que muitos católicos não gostaram, incluindo eu que sou católica atuante. Falaram de padres, de bispos, de papas e tudo mais. Agora, é a campanha para denegrir a imagem do presidente Lula, como se estivéssemos em plena eleição.

Formas de pensar diferente não devem ser motivos para tantas agressões pessoais. Admirar Lula e seu governo, gostar do seu partido ou ser contra ou a favor dos partidos de oposição, não são razões para agressões pessoais e destruições de amizades. Podemos conviver bem com pensamentos diferentes, respeitando-nos mutuamente.

Vale a pena viver em harmonia, construindo boas amizades e contribuindo para tornar o mundo melhor, com mais paz, independente, de qual religião se professe, ou de qual candidato a presidente vai votar nas próximas eleições.

Por Magali de Figueiredo Esmeraldo

Encontro de Informática no Cariri – Por Beto Fernandes

A cidade de Juazeiro do Norte será palco de 25 a 27 de setembro do I ENINC (Encontro de Informática do Cariri). Trata-se de um importante evento a ser realizado pelos estudantes de sistema de informação. Serão apenas 250 vagas e em apenas 3 dias mais de 50 inscrições já foram contabilizadas. O evento acontecerá na Faculdade Paraíso, Bairro São Miguel.

Na programação já estão confirmados nomes de peso como o PROFESSOR Mestre Fernando Chucre, certificado de PHP, Java e LPI e o Professor doutorando Guilherme Esmeraldo. Dentre os objetivos está o de promover e estimular o intercâmbio de experiências entre as diversas iniciativas, como grupos de Software Proprietário, Software Livre e entidades de mesma filosofia, difundindo seu caráter de alternativa tecnológica viável.

Valor da inscrição:

Estudante: R$ 20,00
Profissional: R$ 25,00
Com direito a camisa: R$ 35,00


Mais informações no SITE DO EVENTO.

Diretor da ANP depõe na CPI da Petrobras e rechaça denúncias

Brasília - O diretor de gás Natural e Biocombustíveis da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Victor Martins, irmão do ministro de Comunicação Social, Franklin Martins, defendeu-se há pouco, durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, no Senado, da acusação de que teria sido pago por prefeituras para intermediar liberações de royalties. Martins disse que seu nome foi “enlameado nos últimos quatro meses” por denúncias veiculadas na imprensa e contidas em um “dossiê apócrifo”. “Não posso ser acusado de receber de prefeituras R$ 260 milhões se o conjunto das prefeituras terá apenas 10% de R$ 1,3 bilhões”, afirmou o diretor. “Se somadas, [as prefeituras] receberiam R$ 130 milhões. É impensável que um prefeito vá gastar R$ 260 milhões para quem quer que seja”, completou.

Ele explicou que o valor era refente à participação especial que deveria ser paga pelo governo do Rio de Janeiro a várias prefeituras. “Esse é o mecanismo [participação especial] em que a sociedade brasileira se recupera daquele campo que tem um grande volume de produção ou que tenha alta rentabilidade”, disse Martins. Martins acrescentou que seu parecer foi fundamentado por outros quatro, elaborados por procuradores federais, assinados entre 2002 e 2007. “Agi dentro da lei”, afirmou Martins à CPI da Petrobras.

Ivan Richard
Repórter da Agência Brasil

Show e recital poético de Wilson Bernardo...Breve!

Em breve recital Poético de Wilson Bernardo no Sesc-Crato.

O INVENTARIO DAS PALAVRAS.

Na aridez de casas envelhecidas
o tempo do vento se desgasta
entre o inesperado encontro das águas
o mar
e o sal no doce sabor da sede dos rios.
A palavra se constroi no singular
inventariar os seus significados
consumidos pela sabedoria da morte.
A leveza do corpo no espírito filho
o pai da inigmatica fé do silogismo
das escrituras
no templo dos senhores decifradores
de parábolas.
O trigo semeia a feitura do degustar
a massa que sacia o inevitável
das fome
uma releitura da composição do vazio
na colheita dos plantadores de pergaminhos.
Wilson Bernardo(poema & fotografia)

Lula critica qualidade da programação da TV brasileira


Rio de Janeiro - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou hoje (18) a qualidade da programação oferecida pela televisão brasileira e disse que isso causa a degradação da sociedade. Lula reclamou do excesso de violência mostrado diariamente à população. “Nós precisamos a começar olhar o que a nossa televisão ensina para as nossas crianças todo o dia. A Igreja poderia fazer uma pesquisa para saber quantas pessoas morrem por dia na televisão, nos filmes. Começam atirando a uma hora da manhã e no outro dia ainda tem bala no revólver. É isso que as crianças veem”, disse Lula.

Ele participou à tarde da entrega de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Os bairros de Jardim Laranjeiras e Jardim Cabuçu ganharam asfaltamento em 38 ruas e 104 quilômetros de redes de água e esgoto, além de um sistema de drenagem que evitará os constantes alagamentos que atingiam a população em dias de chuva. Presente ao evento, o governador do Rio, Sergio Cabral (PMDB), foi alvo de vaias o tempo todo. Ele é um dos prováveis adversários, na próxima eleição ao governo estadual, do prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias (PT). Lula comentou que os protestos eram um exemplo “glorioso” da consolidação do processo democrático brasileiro. Disse que as pessoas não precisavam vir a uma manifestação só para concordar e que o povo tinha o direito de desabafar.

Depois de ouvir de Cabral que um político não podia colocar projetos pessoais acima dos interesses do povo, Lindberg voltou a confirmar sua determinação de concorrer ao governo fluminense, o que se choca com as orientações das cúpulas do PT e PMDB, de formar uma candidatura única, de apoio ao governo, no Rio de Janeiro.

Lindberg negou que o presidente Lula tenha conversado com ele sobre o assunto: “Há uma parcela grande do PT e também do PDT que quer a construção de um projeto popular no Rio de Janeiro. Não houve enquadramento nenhum, saio mais animado do que nunca."

Fonte: ABr

Minha cidade em fotos... Por Pachelly Jamacaru








Fotos: Pachelly Jamacaru
"Direitos reservados"

ROMARIAS DE JUAZEIRO - Inicia mudança do local de barracas

AS BARRACAS DA CALÇADA da Praça dos Romeiros serão retiradas e instaladas por trás da Cúpula da Igreja, onde será edificado o marco zero da cidade (Foto: Elizângela Santos).

Juazeiro do Norte A mudança do local das barracas durante a Romaria de Nossa Senhora das Dores, neste município, começará a acontecer esta semana, já que os vendedores começam a montar os estabelecimentos informais, após a Cúpula da Basílica, na Praça dos Romeiros. Ficou decidido, após reunião do poder público e barraqueiros, na última semana, que os barraqueiros que ficam na calçada da Praça dos Romeiros, tanto da Rua São Pedro como da Padre Cícero, serão retirados. Com isso, haverá significativa diminuição na comercialização de bebidas alcoólicas e comidas, normalmente comercializadas nas barracas, sem o total alcance da fiscalização. Tanto que se torna maior a procura por hospitais e enfermaria de pessoas com problemas intestinais. Mas os barraqueiros continuam após a Cúpula da Matriz. Apenas uma questão de localização, para facilitar o fluxo de pessoas e veículos, já que as duas vias são as únicas portas de entrada e saída da cidade. A perspectiva de cerca de 350 mil romeiros, segundo estimativa da Igreja, durante o período de romaria, que será iniciada no fim deste mês e vai até o dia 15 de setembro, abrindo o calendário do 2º semestre das grandes romarias do ano no município.

A mudança não vai acontecer apenas nas proximidades da Basílica. Na Praça do Socorro, que normalmente fica tomada pelos comerciantes informais, também será descongestionada. Os que ficam no centro da praça serão remanejados para as laterais.

Segundo cálculos do fiscal da Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Marcos Bezerra, são cerca de 2500 barraqueiros que se instalam nesses dois pontos durante as romarias. Ele calcula que pelo menos 2 mil são de Juazeiro. A outra parte vem de localidades como Caruaru e Santa Cruz, de Pernambuco, ou de cidades do Interior do Ceará, Alagoas e Paraíba.

Segundo o secretário de Turismo e Romarias, José Carlos dos Santos, vão ficar apenas as 180 barracas que ocupam a praça ao lado da Matriz, cujos proprietários ali estão há mais de dez anos e vão ser retirados paulatinamente. O presidente da Comissão Permanente de Romarias, Cláudio Luz, diz que a verba arrecadada com as taxas de instalação das barracas será destinada à própria limpeza e higienização da área. Além das calçadas laterais da Praça dos Romeiros e do Socorro, parte das barracas da Praça do Memorial será levada para o lado esquerdo da Escola Padre Cícero.

Com a mudança, a fiscalização por parte da Secretaria de Meio Ambiente era intensificada para não haver descumprimento da ordem. Para auxiliar os fiscais, serão inseridos nos trabalhos componentes da Guarda Municipal.

Para o secretário de Turismo e Romaria, José Carlos dos Santos, essa mudança representa o primeiro passo no sentido de ir amadurecendo a ideia junto aos barraqueiros a fim de que não haja dificuldades na hora de se mudarem para os cerca de 1.300 boxes que serão construídos no Centro de Apoio aos Romeiros. 1.600 vendedores ambulantes já foram cadastrados.

Os trabalhos relacionados à romaria este ano estão diferenciados, já que a Comissão tem feito reuniões por setores, toda semana. O secretário José Carlos afirma que essa foi uma melhor forma encontrada para debater com mais profundidade problemas relacionados a cada área específica. Padre Paulo Lemos Pereira elogiou a decisão do prefeito Manoel Santana na busca de um novo modelo para as festas religiosas. Para ele, um passo importante já que "o diálogo deve estar em primeiro lugar, pois não se resolve as coisas de uma hora para outra". O fórum é apontado como espaço para troca de ideias e sugestões entre barraqueiros, donos de ranchos, poder público e Igreja.

Outras decisões foram anunciadas como, por exemplo, a transformação de um dos banheiros após a Cúpula da Praça dos Romeiros em um espaço para receber profissionais da área de saúde e pessoal de apoio na organização das festas. O estacionamento para ônibus e caminhões será mantido ao lado do Cartório Eleitoral.

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaboradora do Jornal Chapada do Araripe

Mercadante diz que não apoia suposta manobra pró-Sarney no Conselho de Ética

Aloízio Mercadante (PT-SP), líder do partido no Senado
(Foto: J. Freitas/Agência Senado)


Ele diz que deixa o cargo se forem indicados senadores a favor de Sarney.
Conselho decide amanhã situação do presidente da Casa e de líder tucano

Eduardo Bresciani (do G1, em Brasília)

O líder do PT no Senado e do bloco de apoio ao governo, Aloízio Mercadante (PT-SP), ameaçou nesta terça-feira (18) deixar o cargo. Ele se recusa a fazer uma manobra para a indicação para o Conselho de Ética de senadores simpáticos ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). A manobra consistiria na indicação de Roberto Cavalcanti (PRB-PB) e Romero Jucá (PMDB-AP) para o conselho em vagas do bloco liderado por Mercadante. O bloco de apoio ao governo tem duas vagas de titulares não ocupadas no Conselho porque os senadores João Ribeiro (PR-RO) e Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) decidiram deixar o colegiado após a eleição de Paulo Duque (PMDB-RJ) para a presidência do órgão. Como as vagas não foram preenchidas, caberia aos dois primeiros suplentes, Delcídio Amaral (PT-MS) e Ideli Salvatti (PT-SC), votarem no Conselho de Ética. Por disputar eleições no próximo ano, ambos têm procurado manter distância do assunto. Portanto, o PT tem sido visto como fiel da balança no caso. Delcídio confirmou que uma reunião foi realizada por ele, Ideli e João Pedro (PT-AM) com o presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), nesta terça-feira para discutir o assunto. Foi nessa reunião que se discutiu a possibilidade de Cavalcanti e Jucá substituírem os petistas. Delcídio disse que procurará Mercadante para debater o assunto. Mercadante, porém, descartou a manobra. “Eu me recuso a fazer este tipo de coisa. Só se for com outro líder. Eu coloco meu cargo à disposição”, disse. O Conselho de Ética se reúne nesta quarta-feira (19) para decidir sobre recursos contra o arquivamento de 11 ações contra Sarney e uma contra o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM).

No último dia 7, o presidente do Conselho de Ética, Paulo Duque (PMDB-RJ), arquivou todos os pedidos de investigação contra Sarney e uma contra Renan Calheiros (PMDB-AL). Três dias depois, a oposição recorreu de todos os arquivamentos contra Sarney. No dia 12, Duque mandou ao arquivo a representação do PMDB contra Arthur Virgílio.

Fonte: G1 ( Através de Carlos Rafael )

Antonio Morais, uma pessoa amena e cordial – por Armando Lopes Rafael

Morais no Sítio Sanharol - foto de Dihelson Mendonça

Meu conhecimento com Morais é recente. Mas, desde os primeiros contatos, senti nele qualidades de uma boa pessoa, coerente e benevolente. Ele é daqueles que gostam de ajudar o semelhante. Geralmente se sabe quando uma pessoa é boa através do que ela faz. À época que foi gerente da extinta agência do BIC-Banco em Crato, Morais ajudou muita gente, conforme tive oportunidade de ouvir de diversas pessoas.
Quando dele me aproximei, Morais era um dos assessores do ex-governador Lúcio Alcântara no Cariri. Na campanha para a reeleição deste – quando já antevíamos que o vencedor seria o atual governador Cid Gomes – Morais foi de uma postura exemplar. Expôs francamente o fato aos caciques do PSDB; demonstrou lealdade e teve a altivez de expor sua opinião mesmo com o risco de desagradar.
Devotado à família e ao torrão natal, Morais mantém na Internet o Blog do Sanharol,(http://www.blogdosanharol.blogspot.com/) onde, longe dos interesses mesquinhos da sociedade atual, resgata episódios da sua Várzea Alegre, amplia o número de amigos e curte a vida como ele gosta.
Grande Morais! nosso respeito e consideração.

Texto e postagem de Armando Lopes Rafael

Crato: Volta ao passado da Fotografia - Cãmera feita de Caixa de Fósforos - Reportagem: Antonio Vicelmo

Hoje é o Dia da Fotografia !

Hoje é o Dia da Fotografia. Em uma volta ao passado, o fotógrafo Alan Bastos criou câmera de caixa de fósforos. Crato. Comemora-se hoje, 19 de agosto, o Dia da Fotografia. Com a popularização da máquina digital, as imagens invadiram ocotidiano. A cada dia, o mundo passa por inúmeras mudanças. A natureza muda, os hábitos, a tecnologia, tudo o que ontem era novo hoje já é velho. A fotografia acompanhou o ritmo das mudanças. E com o surgimento das câmeras digitais, a imagem invadiu também o sertão. É comum ver as festas de casamento, batizados e aniversários sendo documentadas nos pequenos vilarejos. A mão que "derriba" o touro brabo dentro da mata fechada é a mesma que maneja uma máquina fotográfica.

No caminho inverso dessa evolução, o fotógrafo Alan Bastos seguiu a estrada de volta ao princípio da fotografia. Com uma câmera feita de caixa de fósforos e dois rolos de filmes, Alan deu um mergulho de quase 300 anos no túnel do tempo, quando o americano George Eastman (1854-1932) inventou o filme de rolo, que deu origem à película cinematográfica. Desde então, o homem passou a registrar as imagens do mundo com mais facilidade.

A volta ao passado vai mais além. Com uma câmera feita de uma lata de leite em pó, Alan repete a experiência feita pelo físico francês Joseph Nicéphore Niepce, em 1826, com uma técnica que ele denominou de heliografia. Era a primeira imagem fotográfica obtida com sucesso de uma paisagem vista da janela do seu local de trabalho. Com equipamentos rudimentares, ele, que é professor da Universidade do Cariri (Urca), pretende mostrar aos alunos a origem da fotografia.

De volta de uma viagem ao Peru, onde colheu fotos de pontos turísticos, Alan pretende estender a arte fotográfica às comunidades de menor poder aquisitivo. Ele argumenta que, nem sempre uma boa imagem depende da máquina, mas da sensibilidade do fotógrafo.

A idéia do fotógrafo cratense é ministrar oficinas de fotografias nas escolas públicas da região do Cariri mostrando os princípios da máquina fotográfica. Ele adverte que fotografar não é somente apertar o botão. A arte vai além do clique. O fotógrafo deve conhecer, antes de tudo, o segredo da luz. "A iluminação correta é o primeiro passo para se conseguir imagens em alta definição", ensina o fotógrafo, justificando a necessidade do amador começar do zero, conhecendo a origem da máquina fotográfica.

A comunidade do Gesso, onde funcionou o baixo meretrício do Crato, já foi o cenário e oficina de um curso de fotografia, que teve como monitor o fotógrafo, jornalista, curador e produtor cultural Ricardo Peixoto. O artista ministrou a oficina "Caixa Mágica" com abordagens dos princípios da fotografia e um exercício sensorial.

A proposta do projeto, segundo Alexandre Lucas, diretor do Coletivo Camaradas, é levar a imagem com seu contexto histórico, técnicas e resultados para comunidades que nunca tiveram contato com a fotografia. "Mágico é fazer com que as pessoas vivenciem o real à sua volta, a imagem é real", afirma. A oficina foi realizada no Projeto Nova Vida, uma Organização Não Governamental (ONG) que tem o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável de pessoas em situação de risco que residem no Gesso.

Um dos fatores que motivou o artista foi o interesse em conhecer a realidade da antiga zona de prostituição do Crato. Ele tomou conhecimento do ambiente por meio da exposição "Cabaré" que foi realizada no Centro Cultural do BNB. Coincidentemente, Peixoto realizava, em João Pessoa, o Dia Internacional da Prostituta, juntamente com a Associação das Profissionais do Sexo da Paraíba.

Para Ricardo Peixoto, que tem um trabalho ligado aos grupos excluídos e marginalizados, "o artista não pode ficar fazendo arte pela arte". Ele acredita que o artista pode e deve contribuir socialmente com o seu fazer artístico. Peixoto é um dos fundadores do Grupo Traficantes de Imagens na década de 90 na Paraíba.

O evento colocou em pauta o atual momento dessa linguagem, proporcionando reflexões. Nesse sentido, o evento reuniu fotógrafos profissionais, amadores, artistas visuais, além do público em geral.

Mais informações
Universidade Regional do Cariri
Urca - Crato
(88) 3102.1202
www.urca.br

ANTÔNIO VICELMO
Repórter do Jornal Diário do Nordeste

Colaborador do Jornal Chapada do Araripe

19 de Agosto - Dia da Fotografia - Uma Breve História e Homenagem

19 de Agosto - Dia da Fotografia !

A palavra Fotografia vem do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa "desenhar com luz"...

Por definição, fotografia é, essencialmente, a técnica de criação de imagens por meio de exposição luminosa, fixando esta em uma superfície sensível. A primeira fotografia reconhecida remonta ao ano de 1826 e é atribuída ao francês Joseph Nicéphore Niépce. Contudo, a invenção da fotografia não é obra de um só autor, mas um processo de acúmulo de avanços por parte de muitas pessoas, trabalhando juntas ou em paralelo ao longo de muitos anos. Se por um lado os princípios fundamentais da fotografia se estabeleceram há décadas e, desde a introdução do filme fotográfico colorido, quase não sofreram mudanças, por outro, os avanços tecnológicos têm sistematicamente possibilitado melhorias na qualidade das imagens produzidas, agilização das etapas do processo de produção e a redução de custos, popularizando o uso da fotografia.

Atualmente, a introdução da tecnologia digital tem modificado drasticamente os paradigmas que norteiam o mundo da fotografia. Os equipamentos, ao mesmo tempo que são oferecidos a preços cada vez menores, disponibilizam ao usuário médio recursos cada vez mais sofisticados, assim como maior qualidade de imagem e facilidade de uso. A simplificação dos processos de captação, armazenagem, impressão e reprodução de imagens proporcionados intrinsecamente pelo ambiente digital, aliada à facilidade de integração com os recursos da informática, como organização em álbuns, incorporação de imagens em documentos e distribuição via Internet, têm ampliado e democratizado o uso da imagem fotográfica nas mais diversas aplicações. A incorporação da câmera fotográfica aos aparelhos de telefonia móvel têm definitivamente levado a fotografia ao cotidiano particular do indivíduo.

Dessa forma, a fotografia, à medida que se torna uma experiência cada vez mais pessoal, deverá ampliar, através dos diversos perfis de fotógrafos amadores ou profissionais, o já amplo espectro de significado da experiência de se conservar um momento em uma imagem.

História

A fotografia não é a obra final de um único criador.Ao longo da história, diversas pessoas foram agregando conceitos e processos que deram origem à fotografia como a conhecemos. O mais antigo destes conceitos foi o da câmara escura, descrita pelo napolitano Giovanni Baptista Della Porta, já em 1558, e conhecida por Leonardo da Vinci que a usava, como outros artistas no século XVI para esboçar pinturas. O cientista italiano Angelo Sala, em 1604, percebeu que um composto de prata escurecia ao Sol, supondo que esse efeito fosse produzido pelo calor. Foi então que, Johann Heinrich Schulze fazendo experiências com ácido nítrico, prata e gesso em 1724, determinou que era a prata halógena, convertida em prata metálica, e não o calor, que provocava o escurecimento. A primeira fotografia reconhecida é uma imagem produzida em 1826 pelo francês Joseph Nicéphore Niépce, numa placa de estanho coberta com um derivado de petróleo fotossensível chamado Betume da Judéia. A imagem foi produzida com uma câmera, sendo exigidas cerca de oito horas de exposição à luz solar. Nièpce chamou o processo de "heliografia", gravura com a luz do Sol. Paralelamente, outro francês, Daguerre, produzia com uma câmera escura efeitos visuais em um espetáculo denominado "Diorama". Daguerre e Niépce trocaram correspondência durante alguns anos, vindo finalmente a firmarem sociedade.

[ Ao lado, a primeira foto ] - Após a morte de Nièpce, Daguerre desenvolveu um processo com vapor de mercúrio que reduzia o tempo de revelação de horas para minutos. O processo foi denominado daguerreotipia. Daguerre descreveu seu processo à Academia de Ciências e Belas Artes, na França e logo depois requereu a patente do seu invento na Inglaterra. A popularização dos daguerreótipos, deu origem às especulações sobre o "fim da pintura", inspirando o Impressionismo.Imagem da primeira fotografia permanente do mundo feita por Nicéphore Niépce, em 1825. O britânico William Fox Talbot, que já efetuava pesquisas com papéis fotossensíveis, ao tomar conhecimento dos avanços de Daguerre, em 1839, decidiu apressar a apresentação de seus trabalhos à Royal Institution e à Royal Society, procurando garantir os direitos sobre suas invenções. Talbot desenvolveu um diferente processo denominado calotipo, usando folhas de papel cobertas com cloreto de prata, que posteriormente eram colocadas em contato com outro papel, produzindo a imagem positiva. Este processo é muito parecido com o processo fotográfico em uso hoje, pois também produz um negativo que pode ser reutilizado para produzir várias imagens positivas. À época, Hippolyte Bayard também desenvolveu um método de fotografia. Porém, por demorar a anuncia-lo, não pôde mais ser reconhecido como seu inventor.

No Brasil, o francês radicado em Campinas, São Paulo, Hércules Florence conseguiu resultados superiores aos de Daguerre, pois desenvolveu negativos.[10] Contudo, apesar das tentativas de disseminação do seu invento, ao qual denominou "Photographie" - foi o legítimo inventor da palavra - não obteve reconhecimento à época.Sua vida e obra só foram devidamente resgatadas em 1976 por Boris Kossoy. A fotografia então popularizou-se como produto de consumo a partir de 1888 com a introdução da câmera tipo "caixão" e pelo filme em rolos substituíveis criados por George Eastman. Desde então, o mercado fotográfico tem experimentado uma crescente evolução tecnológica, como o estabelecimento do filme colorido como padrão e o foco automático, ou exposição automática. Essas inovações indubitavelmente facilitam a captação da imagem, melhoram a qualidade de reprodução ou a rapidez do processamento, mas muito pouco foi alterado nos princípios básicos da fotografia.

A grande mudança recente, produzida a partir do final do século XX, foi a digitalização dos sistemas fotográficos. A fotografia digital mudou paradigmas no mundo da fotografia, minimizando custos, reduzindo etapas, acelerando processos e facilitando a produção, manipulação, armazenamento e transmissão de imagens pelo mundo. O aperfeiçoamento da tecnologia de reprodução de imagens digitais tem quebrado barreiras de restrição em relação a este sistema por setores que ainda prestigiam o tradicional filme, e assim, irreversivelmente ampliando o domínio da fotografia digital.

Processos fotográficos

Fotografia em preto e branco

A fotografia nasceu em preto e branco, mais precisamente como o preto sobre o branco, no início do século XIX. Desde as primeiras formas de fotografia que se popularizaram, como o daguerreótipo - aproximadamente na década de 1823 - até aos filmes preto e branco atuais, houve muita evolução técnica e diminuição dos custos. Os filmes atuais têm uma grande gama de tonalidade, superior até mesmo aos coloridos, resultando em fotos muito ricas em detalhes. Por isso, as fotos feitas com filmes PB são superiores as fotos coloridas convertidas em PB.

Meio tom

As fotografias em preto e branco se destacam pela riqueza de tonalidades; a fotografia colorida não tem o mesmo alcance dinâmico.

Na fotografia P&B se costuma utilizar a luz e a sombra de forma mais proeminente para criar efeitos estéticos -­ há quem prefira fotografar apenas em filme preto e branco, mesmo com a maior facilidade e menor custo do equipamento digital. Os sensores das câmeras digitais ainda possuem alcance dinâmico muito menor do que a fotografia P&B e mesmo da colorida, estando mais próximo do slide.

Fotografia colorida
Foto de 1942 de um carpinteiro trabalhando, é um exemplo histórico das primeiras fotografias coloridas. A fotografia colorida foi explorada durante o século XIX e os experimentos iniciais em cores não puderam fixar a fotografia, nem prevenir a cor de enfraquecimento. Durante a metade daquele século as emulsões disponíveis ainda não eram totalmente capazes de serem sensibilizadas pela cor verde ou pela vermelha - a total sensibilidade a cor vermelha só foi obtida com êxito total no começo do século XX. A primeira fotografia colorida permanente foi tirada em 1861 pelo físico James Clerk Maxwell. O primeiro filme colorido, o Autocromo, somente chegou ao mercado no ano de 1907 e era baseado em pontos tingidos de extrato de batata. O primeiro filme colorido moderno, o Kodachrome, foi introduzido em 1935 baseado em três emulsões coloridas. A maioria dos filmes coloridos modernos, exceto o Kodachrome, são baseados na tecnologia desenvolvida pela Agfacolor em 1936. O filme colorido instantâneo foi introduzido pela Polaroid em 1963.

A fotografia colorida pode formar imagens como uma transparência positiva, planejada para uso em projetor de slides (diapositivos) ou em negativos coloridos, planejado para uso de ampliações coloridas positivas em papel de revestimento especial. O último é atualmente a forma mais comum de filme fotográfico colorido (não digital), devido à introdução do equipamento de foto impressão automático.

Fotografia digital

Fotografia digital é a fotografia tirada com uma câmera digital ou determinados modelos de telefone celular, resultando em um arquivo de computador que pode ser editado, impresso, enviado por e-mail ou armazenado em websites ou CD-ROMs. A fotografia tradicional era um fardo considerável para os fotógrafos que trabalhavam em localidades distantes - como correspondentes de órgãos de imprensa - sem acesso às instalações de produção. Com o aumento da competição com a televisão, houve um aumento na urgência para se transferir imagens aos jornais mais rapidamente. O sensor de CCD que substitui o filme nas câmeras digitais. Fotógrafos em localidades remotas carregariam um minilaboratório fotográfico com eles, e alguns meios de transmitir suas imagens pela linha telefônica. Em 1990, a Kodak lançou o DCS 100, a primeira câmera digital comercialmente disponível. Seu custo impediu o uso em fotojornalismo e em aplicações profissionais, mas a fotografia digital surgiu neste momento. Em 10 anos, as câmeras digitais se tornaram produtos de consumo, e estão, de modo irreversível, substituindo gradualmente suas equivalentes tradicionais em muitas aplicações, pois o preço dos componentes eletrônicos cai e a qualidade da imagem melhora. A Kodak anunciou em janeiro de 2004 o fim da produção da câmeras reutilizáveis de 35 milímetros após o término daquele ano. Entretanto, a fotografia "líquida" irá perdurar, pois os amadores dedicados e artistas qualificados preservam o uso de materiais e técnicas tradicionais.

Funcionamento

Na fotografia digital, a luz sensibiliza um sensor, chamado de CCD ou CMOS, que por sua vez converte a luz em um código electrônico digital, uma matriz de números digitais (quadro com o valor das cores de todos os pixels da imagem), que será armazenado em um cartão de memória. Tipicamente, o conteúdo desta memória será mais tarde transferido para um computador. Já é possível também transferir os dados diretamente para uma impressora gerar uma imagem em papel, sem o uso de um computador. Uma vez transferida para fora do cartão de memória, este poderá ser apagado e reutilizado.

Álbuns virtuais

Com a popularização da fotografia digital, surgiram sites na internet especializados em armazenar fotografias. Desse modo, suas imagens podem ser vistas por qualquer pessoa do planeta que acesse a rede. Elas ficam organizadas por pastas e podem ser separadas por assuntos a livre escolha. Os álbuns virtuais podem ser usados com vários propósitos, abaixo estão listados alguns exemplos destes:

* Portfólio: Muito usado por fotógrafos amadores/profissionais para mostrarem seus trabalhos.
* Armazenamento: Quem não deseja ocupar espaço em seu HD pode usar o álbum para armazenar suas fotografias.
* Negócios: Outros usam os álbuns para vender seus trabalhos fotográficos.

Homenagem à Fotografia

2787969

2733813


2735937


london eye

Fonte: Olhares.com

Fonte do Texto: Wikipedia

Marcos Históricos do Crato - Capela de Santa Teresa de Jesus


Capela de Santa Teresa de Jesus - foto de Dihelson Mendonça
A capela de Santa Teresa de Jesus
Armando Lopes Rafael

No dia 31 de outubro de 1923, há 86 anos, era inaugurada na cidade do Crato a capela de Santa Teresa de Jesus (também conhecida como Santa Teresa d’Ávila), felizmente conservada, até hoje, como originalmente foi entregue ao povo católico da “Cidade de Frei Carlos”. A data da inauguração - 31 de outubro - foi escolhida por ser o aniversário de nascimento e de sagração episcopal de Dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva, primeiro bispo do Crato e idealizador da edificação da mencionada capela.

Devemos a construção dessa capela à Cruzada Carmelitana, uma associação religiosa existente no Crato, fundada que fora em 1914, pelo então vigário da Paróquia de Nossa Senhora da Penha, Monsenhor Quintino, um ano depois eleito primeiro bispo da nossa diocese.

A Cruzada Carmelitana era formada por senhoras e jovens da sociedade cratense. Além da parte religiosa, seus membros desenvolviam uma grande ação social na comunidade. Na prática religiosa, basta destacar que as festas de Nossa Senhora do Carmo (16 de julho) e Santa Teresa d’Ávila (15 de outubro) eram comemoradas com grande pompa, precedidas de Tríduo Festivo e encerradas com uma missa solene. Tudo acompanhado pelo Coral das Teresinas, onde se sobressaía a maravilhosa voz de Iraídes Gonçalves. De tudo isso só nos resta as gratas lembranças e os registros históricos...

Foi notável o empenho da Cruzada Carmelitana na construção da sua capela. As ricas obras talhadas em madeira de lei (altar-mor, quatro nichos laterais, confessionário, sólio episcopal, bancada e grade do altar) foram esculpidas por Mestre José Lucas, conhecido artista cratense. Tão bonito é o sólio episcopal que, posteriormente, ele foi cedido à Sé Catedral – onde ainda hoje está – tendo servido aos cinco bispos da diocese de Crato.

As imagens da capela – todas de madeira – foram adquiridas na Itália. No altar-mor está o “Trio Carmelitano”: Santa Teresa d’Ávila pontifica como padroeira, tendo ao seu lado Nossa Senhora do Carmo e São José. Os quatro nichos laterais abrigam as estátuas de São João da Cruz, Santa Teresinha do Menino Jesus, São Geraldo e São Quintino.

Toda a construção e acervo da capela de Santa Teresa foram viabilizados no primeiro quartel do século passado, quando o Crato vivia longe (quase isolado) dos grandes centros do Brasil. Naqueles tempos, as estradas e os meios de comunicação eram precários e a nossa economia dependia unicamente do produzido nas fainas agrícolas e na incipiente pecuária da época. Mas o importante é que o povo tinha fé!
Tanta que este pequeno templo aí está para atestar essa fé...

A capelinha - talvez por desígnio da Divina Providência - resistiu às más administrações públicas do Crato, responsáveis pela destruição de prédios históricos, a exemplo de todo o quarteirão da Rua Miguel Limaverde. Resistiu às falsas idéias de modernismo, que tiveram como auge a medíocre década 60 e a construção de Brasília. Resistiu até aos tempos confusos pós Concílio Ecumênico Vaticano II, tempos esses felizmente encerrados com a eleição do Papa João Paulo II, para a Cátedra de São Pedro, em 1978.

Pouca gente sabe: essa capela é propriedade da diocese do Crato, e está, há longos anos, sob a custódia da Congregação das Filhas de Santa Teresa, que souberam conserva-la em toda a sua originalidade. Que ela permaneça, neste novo século, do jeito que está. Sacral! Altaneira! Digna! Plena de Imponderáveis... No cenário do nosso maltratado patrimônio arquitetônico a capela de Santa Teresa de Jesus é “um edifício que conta o passado ao presente...”.

Por: Armando Rafael

Como Retardar o Envelhecimento - Por: Rafael Siqueira Cruz

Acho que é o sonho de todo mundo ser jovem para sempre. Encontrar a fonte da juventude e ficar sempre bonito e com a pele perfeita. A fonte de juventude pode existir somente os contos de fadas, mas existem algumas dicas que podem porporcionar o retardamento do envelhecimento e deixar você com aspecto de 5, 10 ou até 15 anos mais jovem.

Entendendo a sua pele

A pele é o maior órgão do corpo humano. Ao longo de toda a sua malha, temos incontáveis pelos, glândulas e nervos.

Sua funções são:

- Manter a temperatura corporal;
- Proteger dos traumas;
- Proteger dos raios ultravioleta.

A pele é composta por camadas. Da camada superior até a mais profunda nós temos a:

- Epiderme, onde se concentra as células mortas;

- Derme, composta de fibras de colágeno e elastina, responsáveis por dar firmeza à pele. É onde encontramos os vasos sanguíneos, nervos e linfócitos.

- Hipoderme – Também conhecida como camada de gordura. Onde são formadas as celulites.

Agora que você entendeu (ou relembrou) a estrutura e funções da nossa pele, vamos entender como acontece o processo de envelhecimento. Como fica a estrutura da nossa pele com o envelhecimento?

- A Epiderme vai ficando cada vez mais fina e irregular;
- Diminuem as moleculas que retêm água (defesa da pele);
- O colageno engrossa e a elastina fica fina;
- A cada 10 anos, perdemos mais células do que produzimos.

Em outras palavras, existem 4 processos de envelhecimento. Vamos ver cada um deles:

1º Processo: Perda de água do nosso organismo.

O 1º processo anti-envelhecimento é evitar a perda de água. Temos que hidratar a pele. mas hidratar a pele não se resume aos hidratantes. Existe todo um complexo sistema de recuperação da pela interno e externo. A seguir mostrarei os 6 passos para evitar a perda de água do organismo:

Processo Interno

Passo 1 – Beber 8 copos de água por dia;
Passo 2 – Consumir alimentos ricos em agua;
Passo 3 – Reduzir o consumo de alimentos mortos e desidratados;
Passo 4 – Reduzir o consumo de sal;
Passo 5 - Consumir muita vitamina E e Omega-3, para recompor a gordura da membrana plasmática e eliminar a gordura trans

Processo Externo

Passo 6 – Hidratantes de Aloe Vera. Obs: DE Aloe Vera e não COM Aloe Vera. A diferença é brutal.

2º Processo: Renovação celular mais lenta (dando tempo da formação de rugas)

O 2º processo anti-envelhecimento é acelerar a renovação celular. Quanto mais lento é este processo, maiores são as possbilidades de formação de rugas. Existe todo um complexo sistema de recuperação da pela interno e externo. A seguir mostrarei os 3 passos para acelerar esta renovação:

Processo Interno

Passo 1 – Consumir sucos de frutas vermelhas (poderosos anti-oxidantes) e suco de babosa com pêssego chinês (este passo também serve para combate à acne);

Processo Externo

Passo 2 – Usar esfoliantes (de produtos mais naturais possíveis. Química é maléfica pra pele). A esfoliação acelera a renovação da pele, pois elimina as células mortas.
Passo 3 – Se esfoliar durante o dia, JAMAIS esquecer de passar protetor solar após o uso do esfoliante.

3º Processo: Destruição do colágeno

O 3º processo anti-envelhecimento é a recuperação do colágeno, para dar mais firmeza á pele. Existe todo um complexo sistema de recuperação da pela interno e externo. A seguir mostrarei os 4 passos para acelerar esta renovação:

Processo Interno

Passo 1 – Consumir pó nutricional que contenha todas as vitaminas, minerais e proteínas que o seu corpo necessita diariamente. É a maneira mais simples e fácil de nutrir o seu organismo e trazer a firmeza que a sua pele necessita;
Passo 2 – Suco de babosa com controitina, glucosamina e msm (metil-sulfonil-metano);
Passo 3 – Consumir muita vitamina C.

Processo Externo

Passo 4 – Usar um excelente anti-rugas. Os feitos DE Aloe Vera são os melhores.

4º Processo: Processos inflamatórios causados pelo Sol e pelo Stress
O 4º e último processo anti-envelhecimento é prevenir as inflamações causadas pelo sol, como queimaduras, vermelhidão etc A seguir mostrarei os 6 passos para acelerar esta renovação:

Processo Externo

Passo 1 – Sempre usar protetor solar entre 15 e 30 fps;
Passo 2 – Usar sabonete líquido ou em barra com PH igual ao da pele humana e sem químicas, como soda cáustica e outros;
Passo 3 – usar alguma loção para o pós-banho. Dê preferência aos produtos DE Aloe Vera.

Portanto, entendendo os 4º processos você tem totais condições de retardar o envelhecimento e sempre paracer mais jovem. Não se esqueça que a atividade física (qualquer que seja), potencializa quaisquer cuidados com o envelhecimento. Pratique atividades físicas regularmente. Qualquer dúvida com relação ao artigo ou indicação de produtos que eu mesmo uso para este processo, favor entrar em contato (rafael@maissaude.org)

Sobre o Autor: Rafael Siqueira Cruz

Rafael é carioca, vive na cidade de Maricá, no Rio de Janeiro é técnico em informática e programador Web. Atualmente está cursando a Faculdade de Cinema da Universidade Federal Fluminense, em Niterói, Rio de Janeiro. Em 2000, fundou um dos primeiros clubes virtuais de xadrez do Brasil, o AJAX. Em 2005 criou o primeiro portal de notícias da Ilha Grande, o Diário da Ilha. Em 2006 e 2007, respectivamente, fundou os blogs Cucamonga. e Tecnologia e Cinema. Rafael escreve para o jornal O ECO, da Ilha Grande sobre turismo e meio ambiente.

Pouco a pouco, As coisas estão chegando: Metrô do Cariri constrói estações, oficina e remodela linha ferroviária


O
investimento total é de cerca R$ 22 milhões e deverá estar operando no próximo ano. A construção de nove estações, a remodelação da linha, a construção de uma oficina de manutenção e os serviços de drenagem estão em andamento para a implantação do Metrô do Cariri, que interligará os municípios de Juazeiro do Norte e Crato. O Metrô faz parte de um conjunto de ações do Governo do Estado voltadas para a requalificação do transporte ferroviário de passageiros em alguns municípios do Interior do Estado, a começar por Crato e Juazeiro do Norte, que contam com cerca de 400 mil habitantes. O investimento total é de cerca R$ 22 milhões e deverá estar operando no próximo ano.

Para possibilitar a implantação dessa linha ferroviária, uma antiga reivindicação daquela população, a Seinfra, mediante a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrô de Fortaleza), está realizando a restauração daquele trecho ferroviário, de 13,6 km de extensão, seguindo o antigo ramal ferroviário do Crato utilizado pela Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA), até o início dos anos 1980.

Atualmente, a remodelação da via permanente acontece entre o bairro de Vila Fátima, em Juazeiro do Norte, e o bairro de Muriti, no Crato, com a substituição de boa parte dos dormentes e substituição de lastro entre outros serviços. O investimento é de cerca de R$ 7,7 milhões. Em Juazeiro do Norte está sendo realizada ainda uma obra de drenagem na avenida Paulo Maia, paralela à via ferroviária. Estão sendo investidos no serviço R$ 2,1 milhões devendo ficar pronto em seis meses. Também estão sendo implantadas as nove estações de passageiros e oficina de manutenção. As estações estão na fase de colocação das estruturas metálicas. Em Juazeiro do Norte são: Juazeiro, Padre Cícero, Muriti, Antônio Vieira, Teatro, São Pedro e Fátima; No Crato a de Crato e São José.

O Metrô do Cariri utilizará Veículos Leves sobre Trilhos (VLT), denominado Transporte Rápido Automotriz (Tram), já comprados e que passam agora por testes. Os veículos foram contratados através do Consórcio Tram, com montagem em unidade no município de Barbalha a um custo de R$ 4,4 milhões, incluindo os serviços de manutenção. O material rodante é composto por duas composições com tração diesel hidráulico mecânica, formado por dois carros equipados com ar condicionado, com capacidade de transporte de 330 passageiros por composição. A demanda inicial estimada é de 5 mil passageiros por dia e que fará um total de 76 viagens/dia operando numa velocidade máxima operacional de 60 quilômetros por hora.

Assessoria de Imprensa da Seinfra
( Via Blog de Farias Brito )

Previsão do Tempo e Almanaque - 19 de Agosto de 2009

Bom Dia a todos os nossos queridos leitores do Blog do crato, nesta Quarta-feira, dia 19 de Agosto de 2009. A previsão dotempo para hoje é de sol com alguma nebulosidade, e não chove. Temperatura máxima de 25 e mínima de 14 graus.


ALMANAQUE

No dia 19 de agosto, a Igreja Católica comemora o dia de São João Eudes

João Eudes nasceu, em 14 de novembro de 1601, na pequena vila de Ri, próxima de Argentan, no norte da França. Era o primogênito de Isaac e Marta, que tiveram sete filhos. Cresceu num clima familiar profundamente religioso. Inicialmente, estudou no Colégio Real de "Dumont", em Caen, dos padres jesuítas. Nos intervalos das aulas, costumava ir à capela rezar, deixando as brincadeiras para o segundo plano. Na adolescência, por sua grande devoção a Maria, secretamente consagrou-se a ela. Depois, sentindo sua vocação religiosa, foi aconselhado a terminar os estudos antes de ordenar-se sacerdote. Em 1623, com o consentimento dos pais, foi para Paris, onde ingressou na Congregação do Oratório, sendo recebido pelo próprio fundador, o cardeal Pedro de Bérulle. Dois anos depois, recebeu sua ordenação, dedicando-se integralmente à pregação entre o povo. Pleno do carisma dos oratorianos, centrados no amor a Cristo, e de sua especial devoção a Maria, passou ao ministério de pregação entre o povo. Visitou vilas e cidades de Ile de França, Bolonha, Bretanha e da sua própria região de origem, a Normandia. Nessa última, quando, em 1627, ocorreu a epidemia da peste, João percorreu quase todas, principalmente as vilas mais distantes e esquecidas. Como sensível pregador, levou a Palavra de Cristo, dando assistência aos doentes e suas famílias. Nunca temeu o contágio. Costumava dizer, em tom de brincadeira, que de sua pele até a peste tinha medo. Mas temia pela integridade daqueles que viviam à sua volta, que, ao seu contato, poderiam ser contagiados. Por isso não entrava em casa e à noite dormia dentro de um velho barril abandonado ao lado do paiol. Inconformado com o contexto social que evoluía perigosamente, no qual as elites dos intelectuais valorizavam a razão e desprezavam a fé, João Eudes, sabendo interpretar esses sinais dos tempos, fundou, em 1643, a Congregação de Jesus e Maria com um grupo de sacerdotes de Caen que se uniram a ele. A missão dos eudianos é a formação espiritual e doutrinal dos padres e seminaristas e a pregação evangélica inserida nas necessidades espirituais e materiais do povo. Além de difundir, por meio dessas missões, a devoção aos sagrados corações de Jesus e Maria. Seguindo esse pensamento, também fundou a Congregação Nossa Senhora da Caridade do Refúgio, para atender às jovens que de desviavam pelos caminhos da vida e às crianças abandonadas. A Ordem deu origem, no século XIX, à Congregação de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor, conhecida como as Irmãs do Bom Pastor. Com os seus missionários, João dedicou-se à pregação de missões populares, num ritmo de trabalho simplesmente espantoso. As regiões atingidas pelo esforço dos seus missionários foram aquelas que mais resistiram ao vendaval anti-religioso da Revolução Francesa. Coube a João Eudes a glória de ter sido o precursor do culto da devoção dos sagrados corações de Jesus e de Maria. Para isso, ele próprio compôs missas e ofícios, festejando, pela primeira vez, com um culto litúrgico do Coração de Maria em 1648, e do Coração de Jesus em 1672. Hoje, essas venerações fazem parte do calendário da Igreja. Morreu em Caen, norte da França, no dia 19 de agosto de 1680, deixando uma obra escrita de grande valor teológico pela clareza e profundidade. Foi canonizado pelo papa Pio XII em 1925. A festa de são João Eudes comemora-se no dia de sua morte.

HOJE NA HISTÓRIA

Nesta data, em 1961, o então presidente Jânio Quadros condecorava Che Guevara, durante a visita do líder ao Brasil. Em um ato de protesto, vários militares devolvem suas condecorações. Ernesto Guevara de la Serna nasceu em Rosário, importante cidade industrial argentina ao noroeste de Buenos Aires, numa família de classe média alta e antiperonista. Ernesto tinha dois anos quando sofreu o primeiro ataque de asma. Estudou grande parte do ensino fundamental com sua mãe em casa, onde havia uma biblioteca de cerca de três mil volumes com obras de Marx, Engels e Lenin, com os quais se familiarizou em sua adolescência. Por volta dos 12 ou 13 anos lia frequentemente. Sabe-se que leu Júlio Verne, Alexandre Dumas, Baudelaire, Neruda e Freud aos 15 anos. Os ataques de asma sofridos por Ernesto durante a infância foram muito violentos e em vista de o menino não melhorar, os médicos aconselharam uma mudança de ares. Em 1932, quando Ernesto tinha quatro anos, a família mudou-se para a região de Córdoba, no centro da Argentina, que na altura não era ainda a zona industrial que hoje é. Radicaram-se em Altagracía, uma pequena estância de veraneio, não muito longe da cidade de Córdoba. Viviam numa casa de estilo inglês, uma cottage chamada Villa Nidia. Foi titular do primeiro time de juniores do Velez Sarsfield. Em 1944, os negócios da família de Che vão mal e Ernesto emprega-se como funcionário da Câmara de uma vila nos arredores de Córdoba para ajudar as finanças em casa, sem deixar, contudo, de estudar. Em 1946, terminou o liceu.

Os Guevara mudaram-se para Buenos Aires e Ernesto ingressou na universidade, estudando medicina. Continuando a situação econômica a deteriorar-se, foram obrigados a vender com prejuízo a plantação de mate que tinham desenvolvido. Na capital, Ernesto empregou-se outra vez como funcionário municipal e mais tarde numa tipografia, continuando, não obstante, o curso de medicina. Houve um período durante o qual trabalhou como voluntário num instituto de pesquisas sexuais, então mantido pelo partido comunista. Nesse mesmo ano de 1946, foi chamado ao serviço militar, que, ironicamente, o recusou por inaptidão física.
Depois da Segunda Guerra Mundial, com a vitória dos aliados, a oposição a Juan Domingo Perón ganhou novo ânimo. Os estudantes constituíram a sua camada mais aguerrida. Guevara participou nessas lutas. Fez uma viagem, começada de moto e terminada a pé, pelas províncias argentinas de Tucumán, Mendoza, Salta, Jujuy e La Rioja, na qual percorreu diversos resorts Andinos. E em 1951, seis meses antes de se formar em Medicina, decide interromper o curso - para desespero de seu pai - e iniciar, com Alberto Granado, uma grande viagem pelo continente, de Buenos Aires a Caracas, na velha motocicleta do companheiro, uma Norton 500 cc, fabricada em 1939 e apelidada de La Poderosa II . Nessa viagem, Guevara começa a ver a América Latina como uma única entidade económica e cultural. Visita minas de cobre, povoações indígenas e leprosários, interagindo com a população, especialmente os mais humildes.

De volta à Argentina em 1953 acaba os estudos de Medicina e passa a dedicar-se à política.
Em 1953, Guevara atuou como repórter fotográfico cobrindo os Jogos Pan-Americanos do México, por uma agência de notícias argentina. Ainda em julho de 1953, inicia sua segunda viagem pela América Latina. Nessa oportunidade visita Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Panamá, Costa Rica, El Salvador e Guatemala. Foi por causa da visão de tanta miséria e impotência e das lutas e sofrimentos que presenciou em suas viagens que o jovem médico Ernesto Guevara concluiu que a única maneira de acabar com todas as desigualdades sociais era promovendo mudanças na política administrativa mundial. Em sua passagem pela Guatemala, onde chegou em dezembro de 1953, Che presencia a luta do recém-eleito presidente Jacob Arbenz Guzmán, liderando um governo de cunho popular, na tentativa de realizar reformas de base, eliminar o latifúndio, diminuir as desigualdades sociais e um dos principais objetivos, garantir a mulher no mercado de trabalho. Che em 1958.

O governo americano se opunha a Arbenz e, através da CIA, coordenou várias ações, incluindo o apoio a grupos paramilitares, contra o governo eleito da Guatemala, por não se alinhar à sua política para a América Latina. As experiências na Guatemala são importantes na construção de sua consciência política. Lá Che Guevara auto define-se um revolucionário e posiciona-se contra o imperialismo americano. Nesse meio tempo, Che conhece Hilda Gadea, com quem se casa e de cuja união nasce sua primeira filha, Hildita. Em 1954, no México através de Ñico López, um amigo das lutas na Guatemala, ele conhece Raúl Castro que logo o apresentaria a seu irmão mais velho, Fidel Castro. Esse organiza e lidera o movimento guerrilheiro 26 de Julho, ou M26, em referência ao assalto ao Quartel Moncada, onde em 26 de julho de 1953, Fidel Castro liderou uma ação militar na qual tentava tomar a principal prisão de presos políticos em Santiago. Guevara faz parte dos 72 homens que partem para Cuba em 1956 com Fidel Castro e dos quais só 12 sobreviveriam. É durante esse ataque que Che, após ser duramente espancado pelos rebeldes, larga a maleta médica por uma caixa de munição de um companheiro abatido, um momento que tempos depois ele iria definir como o marco divisor na sua transição de doutor a revolucionário. Em seguida eles se instalam nas montanhas da Sierra Maestra de onde iniciam a luta contra o presidente cubano Fulgencio Batista, que era apoiado pelos Estados Unidos. Os rebeldes lentamente se fortalecem, aumentando seu armamento e angariando apoio e o recrutamento de muitos camponeses, intelectuais e trabalhadores urbanos. Guevara toma a responsabilidade de médico revolucionário, mas, em pouco tempo, foi se tornando naturalmente líder e seguido pelos rebeldes. Após a vitória dos revolucionários em 1959, Batista exila-se em São Domingos e instaura-se um novo regime em Cuba, de orientação socialista. Mas teria sido a hostilidade dos Estados Unidos que levou ao seu alinhamento com a URSS. (“Eu tinha a maior vontade de entender-me com os Estados Unidos. Até fui lá, falei, expliquei nossos objetivos. (...) Mas os bombardeios, por aviões americanos, de nossas fazendas açucareiras, das nossas cidades; as ameaças de invasão por tropas mercenárias e a ameaça de sanções econômicas constituem agressões à nossa soberania nacional, ao nosso povo”.) (Fidel Castro, a Louis Wiznitzer, enviado especial do Globo a Havana, em entrevista publicada em 24 de março de 1960). Guevara, então braço direito de Fidel, torna-se um dos principais dirigentes do novo estado cubano: Embaixador, Presidente do Banco Nacional, Ministro da Indústria. Che esteve oficialmente no Brasil em agosto de 1961, quando foi condecorado pelo então presidente, Jânio Quadros, com a Grã Cruz da ordem Nacional do Cruzeiro do Sul. A outorga dessa condecoração foi o desfecho de uma articulação diplomática, iniciada pelo Núncio apostólico no Brasil, monsenhor Armando Lombardi, seguindo às instruções da Santa Sé, solicitando a ajuda do governo do Brasil para fazer cessar a perseguição movida contra a Igreja Católica em Cuba. Jânio Quadros solicitou a mediação de Che junto a Fidel.

Guevara atendeu ao pedido de Jânio e concordou em ser o intermediário do apelo do Vaticano junto ao governo cubano. Meses antes alertara Fidel da existência da "operação Magusto" , a invasão da Baía dos Porcos tentada por 1.297 anticastristas exilados, oriundos da ditadura de Fulgêncio Batista. A "operação Magusto" foi uma operação militar planejada pela Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA), autorizada pelo presidente John Kennedy, que ocorreu em 17 de abril de 1961 e foi derrotada três dias depois. Em 1° de maio (ou 16 de abril, segundo outras fontes) Fidel Castro declarou que Cuba se tornaria um país socialista, e buscou apoio militar de Moscou para se defender das tentativas de invasões americanas e de ameaças representadas por planos dos militares norte-americanos, do tipo da "Operação Mongoose", autorizada em 4 de novembro de 1961 por Kennedy, ou da "Operação Northwoods" de 1962. Em 1° de dezembro de 1961 Fidel Castro declarou que a revolução cubana se tornara marxista-leninista.

Fontes: Climatempo, Edições Paulinas, 10emtudo, Wikipedia



Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30