xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 13/08/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

13 agosto 2009

A vida é Bela - Por Luiz Cláudio Brito de Lima


É com muita honra que depois de vários meses ausente , ao menos atinente a escrita, pois, a leitura é diária, retorno a escrever nesse excelente blog, fato que me orgulha muito toda vez que acesso e veja meu nome estampado como colaborador, e toda essa altivez dá-se justamente em poder manifestar-me em um canal que fala da minha cidade natal. Pois bem, feita essa pequena consideração, vamos ao trabalho. Pensei em um primeiro momento em realizar apenas um singelo comentário ao invés de publicar esse texto, comentário esse que tinha como escopo o texto publicado nessa data com o titulo: “ Crato: Tenente relembra infância nas ruas - Reportagem: Antonio Vicelmo” ( publicado pelo ilustre Dihelson Mendonça) , após lê-lo senti uma necessidade imensa de falar um pouco mais à respeito da importância da publicação de referido texto

É indubitável que vivemos em uma sociedade que valoriza em demasia determinados comportamentos, desprezando por vezes outros, todavia , na sua grande maioria , aquele comportamento, por vezes, não mereceria toda atenção dispensada, já àqueles olvidados, penso e rogo licença aos que comungam de modo diverso, são os mais necessitados de apreciação e reflexão, pois concentram em sua essência um significado que por si só nortearia a conduta do ser humano, dispensando futuramente os comentários desnecessários, sem importância, fútil, que não deixam nada , todavia levam muito. É de fundamental importância que as pessoas percebam que, infelizmente, toda conduta imoral, sem nenhum escrúpulo, indigna de ser executada, acaba por atrair a atenção de uma grande parcela da população, é como se àquele que vê, assiste, presencia, ou toma conhecimento, passasse a ter uma espécie de “prazer” em conhecer as suas entrelinhas e em seguida divulgar. Veja por exemplo as notícias que trazem em seu bojo o sinal da tragédia, da tristeza, da violência, essas atraem uma quantidade de admiradores impressionante, inclusive alguns meios de comunicação que trabalham com esse tipo de “atração” divulgam a reportagem com uma chamada no mínimo sinistra, fazendo com que o “curioso” aguarde o tempo necessário para assiste as cenas e o final dramática.

Já o contrário, ou seja, uma noticia de harmonia, paz, respeito, acaba por não despertar maior atenção, não quero aqui dizer que isso ocorre aqui no nosso blog, a matéria publicada acerca do tenente Gonçalves reflete o dia-a-dia de muitos irmãos por esse Brasil afora, pelo mundo. O comportamento do Sr. Gonçalves mostra-nos que àqueles que vivem em situação que ferem a dignidade do ser humano, que ofendem a moral, que vilipendiam a alma, que sonegam o direito a própria vida, mesmo diante de todas essas adversidades, o homem mostra-se forte, com a esperança acessa, com a certeza que dias melhores virão. E no caso do tenente seus anseios foram alcançados, chegada essa graças a sua perseverança, determinação, fé e a certeza que seus exemplos servirão a muitos que sofrem a dor do abandono, da falta de sensibilidade, do preconceito, do descaso, da prepotência. Resta a todos nós, ao ouvir um relato como esse, fazer com que se espalhe, ultrapasse fronteiras, torne-se uma epidemia , uma pandemia, enfim algo imenso, que todos saibam que o sofrimento, o desprezo, a falta de oportunidade, o abandono, não são motivos suficientes para gerar a violência, devolvendo-se a sociedade na mesma intensidade, precisamos divulgar que tudo isso pode ser sim motivo para lutar, buscar, preparar-se e ser alguém melhor, e principalmente divulgar que a vida não é tão dura assim, que as coisas boas estão ai, em todos nós e só olhar com um pouco mais de atenção.

Por fim, sei que a vida não é uma utopia, sei também que em cada esquina pode ter um “lobo mau” , sei que as pessoas não tem tatuado na testa quem são, aprendi que papai noel não vai em todos os lares, porém, tenho certeza que um grande numero de pessoas nesse momento realiza trabalho social, nos hospitais, nas cadeias, nos orfanatos, nos asilos, sei que muita gente na política, na vida publica, no meio artístico, ou até alguns de nossos vizinhos ( que as vezes não sabemos nem o nome) , são pessoas boas, dispostas a ajudar quem precisa, o que devemos fazer é muito simples: vamos falar, divulgar as coisas boas, propagar o bem, difundir o respeito e as boas ações, falar mais sobre os “tenente Gonçalves” que andam por ai, que venceram com galhardia e muita fé. Existe um velho ditado que diz: “ se você não tem nada de bom para falar de alguém, é melhor ficar calado” .Parabéns ao grande jornalista Vicelmo e ao vencedor tenente Gonçalves.

Por: Luiz Cláudio Brito de Lima

Folha de São paulo - Lula libera processo que dá concessão de rádio FM para filho de Renan

“No meio do turbilhão da crise no Senado, o presidente Lula encaminhou ao Congresso o processo para aprovação de uma concessão de rádio FM para a família de Renan Calheiros, líder do PMDB e um dos comandantes da tropa de choque para a manutenção de José Sarney na presidência da Casa. A concessão, em nome da empresa JR Radiodifusão, é para o município de Água Branca, uma cidade de 20 mil habitantes no sertão de Alagoas. Lula enviou a mensagem ao Congresso na sexta, um dia após violento bate-boca, no plenário, entre Renan e Tasso Jereissati (PSDB-CE). Renan nega ter influenciado a tramitação. No site do Ministério das Comunicações, as informações sobre o andamento do processo são contraditórias. Consta que em 5 de março deste ano foi enviado à Presidência da República, onde não teria sido recebido, e voltou para a pasta.

Não há registro no sistema de consultas on-line do ministério sobre a data em que se deu a entrada na Presidência. Desde a Constituição de 1988, é obrigatória a aprovação das concessões e das renovações das concessões de radiodifusão pela Câmara e pelo Senado, e cabe ao presidente da República enviar os processos ao Congresso. O senador não figura como acionista da JR Radiodifusão, mas sim seu filho, José Renan Calheiros Filho, prefeito de Murici (AL). O principal acionista, Carlos Ricardo Santa Ritta, é assessor de Calheiros no Senado. Outro acionista, Ildefonso Tito Uchoa, também foi seu assessor no Senado. Por causa da JR Radiodifusão, o mandato de Renan esteve em risco, em 2007. Ele foi acusado de ser dono da empresa por meio de laranjas e de quebra de decoro parlamentar. Sofreu processo no Conselho de Ética, mas foi absolvido pelo plenário do Senado.”

Fonte: Folha de São Paulo
Ilustração: elielmendes.com

Entender, Valorizar - Por: Chrystian Marques


Tem pouco tempo que estive lendo um livro do grande escritor russo Tolstoi, autor russo do clássico “Guerra e Paz”. O livro se chama “O que é arte?” Autor consagrado do século 19, no mundo inteiro, por ser um gênio da literatura russa e polêmico, nos traz nesse livro, que vinha trabalhando a mais de dez anos, um olhar sobre o que é a arte, qual a importância que ela tem na sociedade seja na época, primitiva, antiga moderna ou contemporânea. Seja o renascimento, seja o dadaísmo, seja o concretismo, e tantos ismos, Tolstoi defendia a convicção de ser a arte para servir a um propósito maior senão a de conduzir a humanidade ao caminho do bem, a arte não devia servir apenas ao propósito do belo, mas o do eterno, ao caminho do bem. Desmistifica a beleza do prazer. Adentra os sentimentos humanos de cada época e muitas das vezes critica construtivamente as artes, a música, o teatro, as pinturas de muitos artistas que criavam trabalhos simplesmente inúteis, os artistas vendiam-se negando seus talentos e objetivos para agradarem ao gostos sórdidos dos reis, dos ricos hipócritas e prepotentes dos séculos que antecederam seu tempo e no seu tempo. A aristocracia determinava os valores que a sociedade deviam seguir. Valores esses vãos, medíocres, anti-cristãos, abusados, mesquinhos. A essência da arte imitava literalmente a vida soberba de madames e príncipes sem caráter e desvirtuados da bondade, do bem, das virtudes.

A descrição que ele nos faz é contagiante:
“ Os sentimentos com que o artista contagia os outros podem ser os mais variados — muito fortes ou muito fracos, muito importantes ou muito insignificantes, muito maus ou muito bons: sentimentos de amor pelo seu próprio país, de entrega e submissão ao destino ou a Deus expressos numa peça dramática, arrebatamentos de amantes descritos numa novela, sentimentos de volúpia expressos num quadro, coragem expressa numa marcha triunfal, felicidade evocada numa dança, humor evocado numa história divertida, o sentimento de serenidade transmitido por uma paisagem ou por uma canção de embalar, ou o sentimento de admiração evocado por um belo arabesco — tudo isso é arte.
Desde que os espectadores ou ouvintes sejam contagiados pelos mesmos sentimentos que o autor sentiu, há arte.
A arte é uma atividade humana que consiste nisto: em uma pessoa conscientemente, por intermédio de certos sinais externos, levar a outras pessoas sentimentos que experimentou e que estas sejam contagiadas por tais sentimentos e os experimentem também. “
A arte não é, como os metafísicos dizem, a manifestação de alguma misteriosa idéia de belo ou de Deus; não é, como os psicólogos estéticos dizem, um jogo que serve para se descarregar o excesso de energia acumulada; não é a expressão das emoções de uma pessoa através de sinais externos; não é a produção de objetos que agradem; e, acima de tudo, não é prazer; mas é um meio de união entre pessoas, unindo-as nos mesmos sentimentos, e indispensável à vida e ao progresso em direção ao bem-estar dos indivíduos e da humanidade. “

Estou escrevendo sobre esse autor e estarei escrevendo a respeito de arte por um longo tempo, porque é oportuno falar de arte e cultura no Cariri e vejo essa ironia que muitos não admiram arte, antes muitos não possuem um conhecimento básico da arte e do propósito do que é a arte como acredito, minha maneira pessoal, minha humilde opinião, cuja maioria costuma condiciona-la como apenas entretenimento, mas, infelizmente, não como uma maneira de o próprio homem crescer para o bem. O entretenimento acredito como tão superficial porque tem a função de dar certo prazer no ser humano. O prazer que agrada aos sentidos, mas não constrói em sua razão um despertar para objetivos do bem, da conscientização dos valores importantes. A superficialidade é o mau do século dizia certo escritor. Vejo o esforço que a casa Olhar das artes realiza na direção de fazer jus a capital da cultura, vejo a Alessandra escrevendo artigos no blog do Crato para um importante e grande empreendimento para trazer o artista plástico Michael de Feo ministrar aulas não só às crianças como aos interessados e artistas do Cariri e o resultado disso tudo é uma falta de apoio que acho que nunca ouve verdadeiramente, um apoio concreto, um olhar inteligente para que o Crato que está a frente desses projetos cresça artisticamente, culturalmente e geograficamente. Acredito que a admiração, respeito, valorização nasce quando se há um conhecimento profundo sobre arte. Conhecer arte é estudar a história da arte, os conceitos de cada época, a contextualização de cada época. Fico feliz que pessoas maravilhosas como Edilma Rocha, Dihelson Mendonça, Alessandra, tantos outros, procuram estar nessa luta exaustiva de conseguir com que autoridades olhem para a cultura e a arte como algo que é importante para nós cratenses e como pessoas.
Falo por isso de Tolstoi porque ele dizia que a arte é instrumento importante para o crescimento do homem. Falo de Tolstoi porque em seu livro nos abre os olhos para vermos a arte não como coisa insubstancial, mas tão significativa como ar que respiramos, como a política do turismo, como política da saúde, como a política da educação.
Eu sou um artista que tive dois ateliês aqui em minha cidade que tanto amo. Abri porque sou um profissional e queria vender meus quadros conceituais entre regionais e universais, receber encomendas. Faço arte por amor e provocar em nós o melhor que temos. Meu ego não se satisfaz em querer mostrar sem que haja contágio. È um trabalho naturalmente. Obviamente vendia, recebia encomendas, no entanto, diante da realidade econômica e cultural doente do Crato, doente porque ainda a arte e a cultura sofre a falta maior de organização, as vendas demonstravam isso. Meu critério de venda por um tempo foi reduzir os valores, dependendo da pintura. Um Critério baseado no meu próprio valor artístico era inquestionável. Jamais retrocedia independente disso tudo. Fazia pela condição aquisitiva e cultural. Infelizmente chegou o tempo. Cansei disso tudo e parti para um lugar onde o mercado de arte é valorizado. Todo o meu trabalho sempre foi conceitual por isso um dos motivos do choque das pessoas em olharem um quadro e não verem ali um cachorro, uma casinha de taipa, galinhas comendo milhos, uma serra ao fundo, não que esteja errado essa imagem, mas o cariri é muito mais do isso. Hoje trabalho em casa, faço o que bem entendo e gosto. Quem quiser encomendas, estamos aí. Em 2007 mandei meu projeto para o Centro Cultural BNB e fui selecionado e fui valorizado financeiramente. Assim será.
As escolas não estudam arte oficialmente. Uma vez no ano no mês de novembro se realiza a Mostra Cariri das Artes. Um museu é belíssimo e rico, mas pouco investimento no propósito do estudo do acervo e histórico dos artistas cearenses e caririenses. Exposições temporárias deveriam estar sendo incluídas para o fluxo do museu. Por que não retornar com o Salão de arte que outrora acontecia? A arte do cariri carece de ser olhada dessa forma. Tantos ilustres representantes cratenses da arte como Sérvulo Esmeraldo, Vicente Leite conquistaram o mundo com sua arte porque em São Paulo ou Rio valorizam a arte e o artista e no entanto o lugar que eles nasceram, parece querer desmentir seus feitos, parecem querer desmedir quando absolutamente deviam enaltecer a cidade, deviam fomentar a história, as idéias. Por que não ver na arte o instrumento de relações construtivas? Um orçamento maior para a cultura e arte é indispensável para o fomento da arte regional. Vamos lutar para que o Crato,o Cariri, ganhe um catálogo a altura dos catálogos das metrópoles com fotos dos nossos artistas, seus trabalhos e a cultura nossa. Que esses catálogos sejam enviados aos grandes museus do Brasil para que possam ser vistos pelos curadores, artistas, simpatizantes, colecionadores a toda a massa que lhes interesse. Um catálogo e o site do acervo do Museu Vicente Leite também deveria ser confeccionados com orçamentos municipal, patrocínios e quem desejar entrar nessa causa e divulgar sua empresa. Vamos entender e valorizar.

Chrystian Marques
http://www.artesvisuaiscariri.blogspot.com/

Trajetória da dupla Leandro e Leonardo vai virar filme

NE - Agora é moda...


Assim como a dupla Zezé de Camargo e Luciano, que teve sua vida contada no filme "2 Filhos de Francisco", chegou a vez de outra dupla sertaneja. Leandro e Leonardo também irão parar nas telonas, onde será retratada a trajetória dos irmãos. De acordo com o jornal "Extra" da terça-feira (11), durante o lançamento do CD e DVD "Esse alguém sou eu", Leonardo declarou, "Já pintaram algumas propostas, mas a gente decidiu esperar um pouco porque a história é muito parecida com a do Zezé Di Camargo e Luciano". O nome do filme já foi decidido e será chamado de "Leandro e Leonardo: Não Aprendi Dizer Adeus".

Aproveitando a oportunidade, a publicação questionou Leonardo sobre a participação de Pedro no reality show, então o cantor declarou, "sou um pai ausente, vejo meu filho três ou quatro vezes por ano. Pude conhecê-lo melhor no programa".

Fonte: Website "Minha Notícia"

Descoberta Planta Carnívora que pode devorar um Rato

Uma nova espécie de planta carnívora que já havia sido avistada em 2000 por dois missionários cristãos, foi descoberta por cientistas. A planta pode comer pequenos insetos e até animais maiores, como ratos. A Nepenthes attenboroughii pode atingir 1,5 metros de altura. A descoberta aconteceu na região central das Filipinas, próximo ao pico do Monte Victoria.

"A espécie está entre as maiores plantas carnívoras conhecidas e produz armadilhas espetaculares, capazes de aprisionar não apenas insetos, mas também roedores do tamanho de ratos", afirmou o cientista e produtor britânico Stewart McPherson, um dos responsáveis pela descoberta. O estudo também catalogou outras espécies, como samambaias rosas e cogumelos azuis.

Fonte: Francielle Consoni CURITIBA - PR

Sony lança bateria que dura 4 vezes mais



A Sony revelou hoje sua nova bateria de íon-lítio. Além de verde-reluzente, a bateria é também mais potente e tem maior duração. E ainda recarrega rapidinho: 99% em 30 minutos. Feitas à base de lítio com olivina, as baterias têm, segundo a Sony, um poder de densidade de 1800W/kg e um ciclo de vida de aproximadamente 2.000 cargas e descargas. A parte interessante é que, mesmo depois dos dois mil usos, a bateria ainda deve ter 80% de potência. Tudo isso em 40 gramas.

Inicialmente, ela será vendida para ferramentas eletrônicas de grande porte, mas aos poucos deve chegar ao consumidor final. Por enquanto, ainda não se sabe preço, mas estamos no aguardo.

Postado no Blog: Tecnosfera

E agora? - Pesquisa dá Marina à Frente de Dilma em dois cenários

NE - Marina na Frente...

SÃO PAULO - O tamanho do estrago feito pela senadora Marina Silva (PT-AC) na candidatura da ministra Dilma Rousseff (PT) finalmente vem a público, em números precisos, em 4 das 81 páginas da pesquisa que o PV encomendou em julho e só anteontem foi entregue, inteiramente tabulada, pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe). No confronto direto entre Marina e Dilma, em quatro cenários, a senadora perde em um, empata em outro e ganha em dois. A primeira dessas tabelas mostra José Serra (PSDB) com 28% das preferências e Ciro Gomes (PSB) com 16%, seguidos de Dilma (14%), Heloísa Helena (PSOL) com 13% e Marina em quinto, com 10%. Na segunda, sem Heloísa, Marina sobe e empata com Dilma em 14% (Serra lidera com 30% e Ciro fica com 22%). A virada da ex-ministra do Meio Ambiente aparece quando Ciro também é tirado da disputa. Nessa hipótese, Serra sobe para 37% e Marina vence Dilma por 24% a 16%. E na última hipótese, em que Aécio entra no lugar de Serra e Ciro continua de fora, Marina aparece em primeiro lugar com 27% das intenções de voto, contra 25% do governador mineiro e 19% de Dilma.

A pesquisa, coordenada por Antonio Lavareda, foi feita por telefone entre 22 e 23 de julho - há 20 dias, portanto - e ouviu 2 mil eleitores de todo o País. A "margem de erro máxima para os totais", como define o pesquisador, é de 2,2%. Ele recorre a essa expressão porque, segundo explicou, essa margem "pode ser maior em universos menores dentro da pesquisa". O próprio Lavareda se diz surpreso com esses resultados. "Eu e a torcida do Flamengo", afirma. O fato de ser feita por telefone, garante, não torna a consulta inferior às realizadas por outros métodos. "Veja que, nas pesquisas em domicílios, muitos moradores de apartamento ficam de fora porque o zelador não deixa entrar". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: AE - Agencia Estado

PT já acha perdida luta para manter Marina

Berzoini não acredita que partido vá exigir devolução do mandato


O PT já dá como certa a decisão da senadora Marina Silva (AC) de deixar o partido para entrar no PV e concorrer à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Como os apelos feitos até agora para que fique foram inúteis, os dirigentes parecem conformados. “De fato, Marina está vivendo um momento de reflexão. Se ela ficar, muito bem; se sair, sabe que terá minha amizade sempre”, disse o presidente do PT, Ricardo Berzoini. Ele conversou ontem com a ex-ministra do Meio Ambiente e ouviu a mesma justificativa dada a outros petistas: ela está num momento de reflexão, no qual busca novas utopias para o desenvolvimento econômico sustentável, uma grande preocupação com as mudanças climáticas e a necessidade de se adotar uma política de preservação do meio ambiente como estratégia de governo.

“Pedi a Marina que refletisse também sobre o melhor lugar para desenvolver suas ideias, que é o PT, onde ela própria fundou um secretariado que se dedica ao meio ambiente”, disse Berzoini. Ele falou ainda sobre a eventual devolução do mandato. “Tenho certeza de que ela é tão educada que, se chegar nela e pedir, ela o devolverá. Mas não acho que seja necessário. Não é preciso fazer isso.” “Pude perceber que Marina já vem fazendo essas novas reflexões há tempos. Ofereceram a possibilidade de se candidatar a presidente, mas não acho que isso tenha levado a ela qualquer influência sobre ficar ou sair do PT”, declarou Berzoini. “Se ela ficar, é porque pensou bem e decidiu assim; se sair, é porque efetivamente sairia.” Após a conversa, Marina almoçou com o deputado Fernando Gabeira (RJ), um dos que trabalham para levá-la ao PV e fazê-la candidata.

APOIOS

Gabeira atrelou seu futuro político à decisão da senadora. Ele deve ser candidato a governador do Rio pelo PV e já tem a garantia do apoio do PSDB, do PPS e do DEM. “Se a Marina sair candidata, a situação muda um pouco, porque até agora eu tinha o apoio do governador José Serra (PSDB). Como existe a possibilidade de Marina concorrer, e é isso que nós queremos, tenho de ver como é que fica essa costura agora.”

Ele disse que conversou com Marina sobre a possibilidade de, candidato a governador do Rio, ter dois palanques presidenciais, o dela e o de Serra. Também falou sobre as bandeiras da campanha, a necessidade de não ficar só no tema do meio ambiente, mas entrar na questão educacional, segurança pública, política externa, direitos humanos e outros.

De acordo com Gabeira, a possibilidade da candidatura fez com que pessoas começassem a se apresentar ao PV e à senadora oferecendo estudos para as mais diversas questões. Um exemplo é o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), que na eleição passada concorreu com uma bandeira só, educação. Tanto Gabeira quanto Marina concordaram que a mudança de partido e a candidatura presidencial envolvem uma delicada engenharia política, que fará muitos deles quebraram a cabeça pelos próximos meses. Após a dolorosa saída, raciocina Gabeira, Marina terá de trabalhar junto com o PV para montar um programa de campanha que envolva a população. Finalmente, chegará a hora de ser candidata, o que é sempre desgastante, por causa do assédio comum de gente interessada em oferecer algum tipo de apoio.

João Domingos
Fonte: Agência Estado

BlogHumor: Como seria uma Carta Educada aos Políticos ?



NE - Alguém sugeriu que se fizéssemos uma carta educada e "elegante" suplicando ao governo que este fizesse a estrada que liga o Lameiro ao Grangeiro, poderíamos "SENSIBILIZAR" os governantes. Estive rindo dessa observação, já que tudo no Brasil, pelo que tenho visto em 43 anos de idade e observação, só vai na "porrada" mesmo. Mas sendo assim, fiquei imaginando como seria uma carta "educada" reivindicatória:

CARTA EDUCADA AO GOVERNO DO ESTADO:

Prezados lindos e cheirosos senhores e senhoras do Governo do Estado,

Como têm passado os ilustres ? Espero que bem. Olha, não quero atrapalhar o seu jogo de golfe, o banho de piscina, ou o tempo para colecionar figurinhas, longe disso. É que nós da população do Crato estamos precisando de um pequenino favor. Só uma coisinha à toa, que não signifique dar nenhum trabalho a vocês, certo? Olha, digamos, por uma leve hipótese, ( claro, é apenas uma idéia que tivemos, o que pode ser totalmente desconsiderado ), que se algum dos maravilhosos senhores não gostaria de fazer aquela estrada que liga o bairro lameiro ao grangeiro, seria tão bom para o Crato... olha, é uma coisa que a população mais gostaria!

Mas isso, claro, só se os senhores concordarem. Eu sei que o Estado nunca tem verba, com toda essa crise mundial, a não ser para pagar a gasolina dos aviões com que os senhores vivem a descansar na europa, e não lhes tiro a razão. O Stress de hoje em dia, é uma coisa de louco, e até aconselho a passar algumas férias na europa toda semana. Dou-lhes até uma sugestão para visitarem as ilhas gregas. Mas se por um acaso, por um pequeno acaso, os senhores olharem com vossos bons olhos, ó magnânimos, aqui para o nosso Crato, por gentileza, oh figuras ilustres, lembrai do clamor do nosso povo! Esse povo tão sofrido por esse sol tão causticante. Esse povo que luta com a fortaleza dos bravos, dos puros de coração. Dá-nos uma pequena esmola que seja, que caia da vossa mesa para o Cariri, e seremos eternamente gratos, óh magnânimos! Votaremos ainda mais nos senhores...

Estamos aqui a contar com a vossa benevolência tão generosa, se isto não vier a atrapalhar o vosso paladar. E que essa mensagem chegue aos vossos ouvidos apenas como uma mera sugestão, jamais como um pedido, oh Altezas!

Mas fazei tudo que estiver ao vosso alcance, e não prestes muito atenção às palavras deste miserável servo aqui, que ousa dirigir essas palavras tão insolentes à vossa benevolência.

Atenciosamente,

O povo sofrido do Crato.

Lançado edital para o Programa de Ampliação da Oferta Municipal de Educação Infantil


O Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Educação do Estado (Seduc), informa que encontram-se abertas, entre os dias 20 julho e 3 de setembro, as inscrições para participação no Programa de Ampliação da Oferta Municipal de Educação Infantil, que tem por objetivo a prestação de cooperação técnica e financeira do Estado aos Municípios, para Construção de Centros de Educação Infantil (CEI).

Confira o Edital que define os prazos e apresenta as condições para candidatura dos municípios cearenses interessados em se beneficiar da cooperação técnica e financeira disponibilizada pelo governo do Estado do Ceará. Veja também as informações técnicas sobre os proejtos.

Edital


Fonte: Secrataria de Educação do Estado do Ceará

Notícias da URCA - Universidade Regional do Cariri - Dia 13 de Agosto de 2009

Fórum de desenvolvimento da Mesorregião do Araripe será aberto hoje na URCA

Será aberto às 9 horas desta quinta-feira (13), no Salão de Atos da Universidade Regional do Cariri (Urca), em Crato, a reunião do Fórum de Desenvolvimento da Mesorregião do Araripe, promovida pelo Ministério da Integração Nacional, contando com a participação do Secretário das Cidades do Governo do Estado, Joaquim Cartaxo. Na oportunidade, o secretário apresentará a política de desenvolvimento regional e as ações do Governo do Estado na região do Cariri. O encontro tem como objetivo definir quais os projetos que o Ministério da Integração Nacional deve apoiar na mesorregião do Araripe, que abrange 103 municípios dos Estados do Ceará, Pernambuco e Piauí. A verba para os projetos aprovados será aplicada parte ainda esse ano e o restante em 2010. O responsável técnico da mesorregião, Raphael Paiva, explica que a participação da Integração Nacional é fundamental no desenvolvimento da chapada do Araripe.

“Essa é uma região que sofre com a seca, que tem o índice de desenvolvimento humano baixo e muito carente da ação do governo. Um lugar aonde o governo não chegou ou chegou com uma perspectiva muito assistencialista. É o que nós estamos trazendo de diferente, um investimento no setor produtivo mesmo, tentando dinamizar a economia, melhorar condições de vida por meio do incentivo no setor produtivo, então isso tem um impacto na vida das pessoas muito grande e imediato”, destacou Raphael Paiva. O Fórum de Desenvolvimento da Mesorregião é formado por representantes de associações, instituições e técnicos que vivem na região e conhecem de perto os problemas e necessidades da chapada do Araripe. Assim, as ações apoiadas pelo Ministério da Integração Nacional podem beneficiar pequenos produtores de mel, leite de cabra e derivados, além do setor mineral.

Direito na praça: advogados e estagiários atendem gratuitamente população

Dentro da Programação da XIII Semana Acadêmica de Direito e III Semana de Estudos Jurídicos do Cariri, que terá continuidade durante o dia de hoje, com palestras, debates e mini-cursos, a universidade Regional do Cariri (URCA), vem prestando serviços jurídicos básicos à comunidade, na praça São Vicente, onde professores e estagiários do Curso de Direito, estão colocando em prática o exercício do Direito para a comunidade, e de forma gratuita, por meio do Núcleo de Práticas Jurídicas, além do trabalho desenvolvido pelo Balcão de Direitos Humanos e Defesa da Cidadania. Hoje, mas uma vez a população terá acesso às orientações em plena praça, das 8 horas ao meio-dia, conforma a realização durante a manhã de ontem. A perspectiva é que sejam feitos 60 atendimentos nos dois dias de trabalho. O Núcleo de Práticas Jurídicas está sob a coordenação do professor Antônio Ambrósio de Oliveira, e o Balcão da Cidadania conta com o trabalho da advogada Alda Teles. Estes serviços são prestados gratuitamente à comunidade, por meio da Urca. O Núcleo de Prática Jurídica funciona na Avenida Perimentral, s/n, no bairro Pinto Madeira, em Crato. Maiores informações pelo telefone (88) 3523.2470. O atendimento é feito das 7h30 às 11h30 e das 14 horas às 17 horas, de segunda à sexta-feira.

CEPEC da URCA registra recuo pelo terceiro mês no custo da cesta básica no Cariri

No Cariri, o custo da Cesta Básica diminuiu -9,63%, no mês de julho, em relação ao mês de junho. Em junho, custava R$ 158,14 e em julho passou para R$ 142,92. As maiores reduções foram registradas nos seguintes produtos: tomate (-41,69%); óleo (-8,36%); e manteiga (-5,15%). Já os maiores aumentos foram registrados nos produtos: farinha de mandioca (16,63%); carne (10,62%); e feijão (3,73%). De acordo com a análise do Centro de Estudos e Pesquisas Econômicas do Departamento de Economia (CEPEC), da Universidade Regional do Cariri (URCA), no mês de julho o custo da Cesta Básica foi maior na cidade de Crato (R$ 161,15), em relação a Juazeiro do Norte (R$ 160,33). O menor valor foi registrado na cidade de Barbalha (R$ 107,29). Convém ressaltar que no município de Barbalha não foram contabilizados os preços de alguns dos produtos pesquisados, em razão de não se encontrar disponíveis as marcas pesquisadas nos estabelecimentos selecionados na data da pesquisa. Observa-se, ainda, que no Cariri o custo da Cesta Básica (R$ 142,92) foi menor que em Fortaleza (R$ 182,12), no mês de julho. Em junho, apenas três das 17 capitais em que o DIEESE realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, apresentaram pequena elevação no preço dos gêneros alimentícios essenciais: Manaus (0,75%), Brasília (0,69%) e Belém (0,05%). As outras 14 capitais apresentaram retrações. As mais expressivas foram verificadas em Goiânia (-8,11%), Rio de Janeiro (-3,78%), Fortaleza (-3,47%) e Curitiba (-3,19%). Em termos nacionais, o trabalhador remunerado pelo salário mínimo precisou cumprir uma jornada de 97 horas e 12 minutos para adquirir a Cesta Básica, no mês de julho. No Cariri, este mesmo trabalhador precisou cumprir uma jornada de 67 horas e 62 minutos, enquanto em Fortaleza a jornada de trabalho foi de 86 horas e 10 minutos. O salário mínimo necessário, de acordo com o preceito constitucional, é o salário mínimo fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas e às de sua família, como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social. A família considerada é de dois adultos e duas crianças. Em termos nacionais, no mês de julho, esse salário foi de R$ 1.994,82, e no Cariri, R$ 1.200,68, respectivamente, 4,29 e 2,58 vezes o mínimo essencial (R$ 465,00).

Esse trabalho faz parte da pesquisa mensal do CEPEC, realizada por estudantes do Curso de Ciências Econômicas: Marília Castro; Noemita Rodrigues; Raimundo Neto; Claudiano; Genys Paulo; Jessé Gomes; Gisélia; Cicelândia; Jaqueline dos Santos; Otácio. Atualmente é coordenado pelo Professor José Micaelson Lacerda Morais, prof. do Departamento de Economia.

Inscrições abertas para Curso de Especialização em Administração Financeira

Estão abertas as inscrições, na Universidade Regional do Cariri (URCA), para o Curso de Especialização em Administração Financeira, durante os meses de agosto e setembro. O curso está sendo desenvolvido através do Departamento de Ciências Econômicas. Nesse cenário de mudanças macroeconômicas a partir do processo de globalização dos mercados, a Universidade entende que é preciso complementar e qualificar os profissionais das diversas empresas /bancos que compõe o mercado da Região do Cariri. Administrar é decidir, e dar continuidade de qualquer negócio da qualidade das decisões tomadas por seus administradores nos vários níveis organizacionais. No entanto, o processo de tomada de decisões vem assumindo complexidade e risco cada vez maiores na economia brasileira. O objetivo geral do Curso de Especialização em Administração Financeira é proporcionar um suporte técnico e conceituado na gestão financeira das empresas/bancos, capacitando profissionais para atuar na área financeira de empresas públicas ou privadas. Especificamente, visa aprofundar conhecimentos sobre Administração, Contabilidade, Economia e Finanças empresariais e sua importância na adoção de técnicas que auxiliem a tomada de decisões, além de proporcionar aos profissionais da área administrativa/contábil/financeira uma base conceitual mais coesa e sólida, a fim de melhorar os resultados na gestão de negócios. Outro ponto importante é habilitar docentes para melhor exercerem o magistério superior nas áreas afins. As vagas são limitadas e o curso será iniciado em outubro deste ano. Mais informações pelos telefones:(88)3102.1212/9944.4357.

Assessoria de Comunicação
Universidade Regional do Cariri - URCA

(88) 3102-1212 ramal 2617
www.urca.br - Elizangela Santos

Tasso pede desculpas: recuo tucano no Senado. Sarney fica


Depois que a situação do líder tucano no Senado, Arthur Virgílio (AM), se complicou, depois da descoberta de que uma filha do senador Sérgio Guerra (PE) viajou aos Estados Unidos com dinheiro do Senado, e, também, depois de uma estréia controvertida na CPI da Petrobrás, o PSDB recuou.

O senador Tasso Jereissati (CE) – que na semana passada chamou Renan Calheiros de “cangaceiro” e foi chamado por Renan de “coronel de m…’ – subiu à tribuna e pediu desculpas. O noticiário de hoje aponta um acordo, costurado para poupar Sarney e Virgílio. Na rádio CBN, Sérgio Guerra garantiu que não existe acordo.

Veja o que saiu no Estadão Online:

Sai acordo entre PT e oposição pelo fim da crise

Sob ataque do grupo do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), que é comandado pelo peemedebista Renan Calheiros (AL), a oposição fechou ontem (11/08/09) um acordo com os líderes da base aliada do governo. Pelo acordo, a oposição encerrou a guerra dos discursos no plenário, o que devolve a Sarney as condições políticas para presidir a Casa.

O acordo prevê também que todas as questões jurídicas e disputas políticas em torno das representações contra Sarney e o líder dos tucanos, Arthur Virgílio (AM), ficam circunscritas ao Conselho de Ética. Não há mais espaço político para fazer acusações a Sarney no plenário – o que minava a autoridade do presidente da Casa. Quem for derrotado no Conselho de Ética também não vai recorrer ao plenário.

Leia a íntegra do texto no Estadão Online.

Comentário afiado de Paulo Henrique Amorim:

O senador Tasso “tenho jatinho porque posso” Jereissati pediu desculpas, ímpar.Primeiro, ele pediu desculpas por ter reagido a uma provocação.

Ou seja, a culpa é do outro.

Segundo, ele não se desculpou do ato arrogante e ofensivo de exibir a fortuna com a frase “tenho jatinho porque posso”.

Senador por um estado pobre, por uma região pobre e de um país pobre, era disso que o senador deveria se envergonhar.

Paulo Henrique Amorim

Fonte:http://www.paulohenriqueamorim.com.br

Deu na Folha: Chefe de gabinete da Receita confirma declaração de Lina - Por: Samuel P. Teles

A chefe de gabinete do secretário da Receita Federal, Iraneth Dias Weiler, deu ontem depoimento à Folha em que corroborou detalhes das declarações que a ex-secretária Lina Maria Vieira faz sobre encontro que teria tido com a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil).

Em entrevista à Folha no domingo, Lina disse que, no final do ano passado, foi chamada para uma reunião reservada com Dilma no Planalto. No encontro, segundo Lina, a ministra pediu para acelerar a auditoria que, por decisão da Justiça, o fisco faz nas empresas da família de José Sarney (PMDB-AP), dirigidas pelo filho mais velho do senador, Fernando.

Dilma afirma que jamais esteve a sós com Lina, que não houve reunião no Planalto e que não fez pedido nenhum. Desafiou a ex-secretária a provar o que havia afirmado.
Funcionária de carreira da Receita, Iraneth confirmou que Erenice Guerra, secretária-executiva da Casa Civil, foi ao gabinete de Lina no final do ano passado. "Ela entrou pela porta do corredor, não passou pelas secretárias. Não foi uma coisa que constava da agenda."
Segundo Iraneth, Lina falou com ela sobre o convite do Planalto logo após a visita de Erenice e disse "que teria um encontro reservado no Planalto".

Até o fechamento desta edição, a Casa Civil não comentou a participação de Erenice no episódio. Anteontem, o chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, disse: "A Erenice me garantiu que jamais foi ter essa conversa com Lina".
Iraneth trabalha na direção da Receita desde setembro. Continua na gestão do secretário interino Otacílio Cartaxo.

A servidora afirmou que não se lembra da data da visita de Erenice. Disse que reuniões inesperadas, embora frequentes, não são registradas na agenda oficial do órgão.
Iraneth, no entanto, se recorda de detalhes do encontro. Contou que estava com Lina no gabinete quando Erenice apareceu. Uma integrante da equipe de segurança havia avisado pelo interfone da visita.
Iraneth disse que abriu a porta para Erenice e deixou a sala, "como sempre faço nesse tipo de conversa". "Eu confirmo que ela [Erenice] esteve aqui e que a secretária falou que iria ao Palácio."

O gabinete do secretário da Receita fica no 7º andar do Ministério da Fazenda, mas está em obras desde meados do ano passado. Assim, Lina (e hoje Cartaxo) estava provisoriamente instalada no 6º andar. Um corredor dá acesso direto ao gabinete improvisado, sem que o visitante precise passar pelas recepcionistas nem pela chefe de gabinete.
Lina diz não se lembrar exatamente da data da audiência, mas que foi no final do ano passado. Na época, Sarney estudava se candidatar à Presidência do Senado, cargo para o qual foi eleito em fevereiro, com a chancela do Planalto.

A Receita começou a montar uma equipe especial para tocar a auditoria nos negócios dos Sarney em outubro. Segundo Lina, semanas depois Dilma chamou-a para conversar. Lina foi demitida em 9 de julho. A Folha apurou que a recusa dela a atender pedidos de políticos contribuiu para a sua queda.

Fonte: Folha de S. Paulo (exclusivo para assinantes)

Por: Samuel P. Teles

O Palhaço sem graça! - Por: Alessandra Bandeira

Era uma vez num reino muito muito distante da cidade de Belezopólis, havia um palhacinho que sofria de mania de grandeza, ele era louco para ser o rei do PC- Partido do Circo, o pequeno palhaço Playmobil, era capaz de tudo, fazia todo tipo de intriga, sofria do terrível mal da Mitomania, pobre palhaço , assim vinha ele , mandando em tudo e em todos, até mesmo na rainha do PC , manipulando as verdades e as pessoas, o palhacinho Playmobyl vinha todo serelepe, se sentindo o rei da cocada preta até que um dia encontrou a atriz Ruiva e o Poeta Barbudo, e viu que eles tinham carisma, inteligência, sagacidade e competência, além de um enorme talento, tudo aquilo que o pobre palhacinho nunca teve, então ele teve uma ideia , começou a juntar provas contra a Ruiva e o Barbudo, ao mesmo tempo que manipulava as pessoas do PC contra os dois, ele se vitimizava, mas o tolo palhacinho que mal sabia ler, não sabia a diferença de um requerimento e um processo, tão bobinho, achou que estava fazendo um grande negócio, quando na verdade, fez a pior besteira que poderia ter feito, perseguindo os dois por despeita, ele se afundou ainda mais na negra lama, arrastando com ele , uma boa parte de pessoas do PC, sem entender , que seu ciúme e sua despeita estava acabando com o seu maior sonho, o de ser o primeiro Palhaço Ditador.
Ah! Pobre palhacinho! Ele passava horas achando que era Stalin, Fidel, Trotsky, Lenin, achava que escrevia como Engels e Marx, mas nunca percebeu que ele estava mais para um ditadorzinho sem eira nem beira, ele que nunca trabalhou na vida , sempre viveu de QI ( quem Indica), achava que tinha moral de criticar Ruiva e Barbudo por trabalharem para o prefeito Capacidade que era oposição as ideias perdidas de Playmobyl, mas que ele afirmava ser do PC. Pena! O pobre tolo palhaço não entendeu que para ser qualquer coisa na vida era preciso ter talento, era necessário ter sabedoria, carisma e tudo que ele fazia era simplesmente se atolar , cair cada vez mais no abismo, essa sua ultima loucura lhe rendeu o pior do que poderia imaginar, ele constatou que nunca foi amado, admirado, ninguém veio a publico apoia-lo e ele tão lambão que é , não percebeu que ninguém o suportava, ninguém o tolerava, todos odiavam sua arrogância de pseudo intelectual com aquela vozinha de sapo rouco.
Enfim hoje quando acaba o prazo de defesa de Ruiva e de Barbudo, fica nítido a loucura desse pobre palhaço sem graça, que a única vez que tentou ser herói de verdade quase morre!

Infelizmente essa história ainda não tem fim, o tempo dará um desfecho.

Mas, como toda história, sempre tem uma moral :
Quem nasceu para palhaço nunca será dono de circo!

"Qualquer semelhança com a realidade é sinal de que vestiu a carapuça."

Escrito por : Alessandra Bandeira

Imagem : Google

Liminar contra a Microsoft - Justiça proíbe venda do editor de textos Word nos EUA

Uma corte no Texas (EUA) proibiu a Microsoft de vender as cópias do Word 2008 para Mac, Word 2003, Word 2007 e a próxima versão do editor de textos, que fará parte do pacote Office 2010, cujo lançamento está previsto para o primeiro semestre do próximo ano. Além da proibição, a Microsoft foi condenada ao pagamento de uma multa no valor de US$ 290 milhões em danos devido à violação de patentes.

Segundo o jornal "The Telegraph", a companhia foi acusada de infringir as patentes da companhia canadense i4i. A disputa gira em torno de como o Microsoft Word manipula certos tipos de documentos.

A i4i afirmou que a Microsoft "violou deliberadamente" uma patente registrada em 1998 que se refere aos métodos de leitura em XML. O XML permite que usuários personalizem o formato do processamento do texto. A facilidade de ler e escrever os documentos em XML é uma característica fundamental do software de textos.

Uma liminar também proíbe a Microsoft de vender o Microsoft Word nos Estados Unidos ou de importação do software para o país. A decisão abrange todos os produtos que o Microsoft Word pode abrir arquivos XML --o que inclui as extensões.docx e.docm. A Microsoft tem 60 dias para cumprir a liminar integralmente.

A Microsoft disse que iria apelar contra o veredicto. "Estamos desapontados com a decisão do tribunal", disse Kevin Kutz, um porta-voz da gigante do software. "Acreditamos que as provas demonstraram claramente que não infringimos nada, e que a patente da i4i é inválida."

da Folha Online

Guerra - Rede Globo x Rede Record - Tiago Viana


Nossos radares ontem ficaram a noite, firmemente, direcionados as duas maiores redações de TV do Brasil (Rede Globo, Rede Record). O foco da notícia a ser analisada era a denúncia do Ministério Público que incrimina o Bispo Edir Macedo dono da emissora de TV, Rede Record, e dono da Igreja Universal. Desde 1992 que as duas emissoras de TV entram em conflito. Tudo por conta do poder de penetração da audiência, disputa de mercado, disputa política, disputa pessoal dos seus proprietários. Ontem a Rede Globo desde seu telejornal do meio dia já anunciava o caso da lavagem de dinheiro e formação de quadrilha do Bispo Edir Macedo, e em destaque especial deixou de sobreaviso, durante o “Jornal Hoje”, a cobertura completa no “Jornal Nacional”. A manchete rendeu também durante o intervalo comercial da novela, com a Fátima Bernardes, anunciando o caso, antes de começar o jornal. Na escalada do JN da Globo o caso do Bispo foi a primeira notícia divulgada. O JN de ontem abriu sua primeira reportagem também com o mesmo caso. Foi aproximadamente 11 minutos de reportagem que durou quase todo o primeiro bloco do telejornal (quase o recorde de maior reportagem que o JN já exibiu).

Na Band o caso também foi mostrado, mas a reportagem finalizou com a suposta “perseguição” a Igreja Universal. O Jornal da Record também falou do caso, mas com outra visão. Antes do intervalo comercial do último bloco do telejornal foi anunciado por Ana Paula Padrão: “as verdades e mentiras sobre o caso do Bispo Edir Macedo, daqui a pouco no Jornal da Record”. O JN da Rede Globo mostrou números (2 anos de investigação, 1,4 bilhões de arrecadação dos fiéis, 20 milhões de dólares custou a Record do Rio, a Igreja Universal esta presente em 172 países, 4.000 templos, 10.000 Pastores). Para dar mais consistências as denúncias a Globo mostrou imagens antigas do Bispo numa recreação em Salvador ensinado os Pastores a enganar os fiéis de sua Igreja, para pegar o dinheiro deles. O JN também mostrou o recurso da repercussão da notícia na imprensa tradicional pelo mundo (mostrou também alguns portais da Internet no Brasil que noticiaram o fato).

Para dar mais verdade a Globo também divulgou os processos contra o Bispo que foram incrivelmente arquivados desde 1992. E para dar voz a defesa (e se passar de jornalismo imparcial) o advogado do Bispo falou em poucos segundos: “a defesa é a mesma desde 1999”, ironizou o tal advogado do Bispo Edir Macedo. O Jornal da Record rebateu as denuncias com a versão do advogado do Bispo (mas, não com o mega tempo que a Globo deu para o caso).

Esta briga para ver quem fica com o poder do monopólio dos principais meios de comunicações tradicionais do Brasil é antiga. Próximos capítulos serão esperados pelo público, que desta forma tem a certeza da sujeira que é este mundo televisivo. É notório que os dízimos da Igreja eram revertidos para dar força ao caixa da Rede Record, e não para obras de caridade ou construção de templos (é muito dinheiro em nome da fé). Assim também como é claro as intenções da Rede Globo em querer ser a única a mandar no mercado e na cabeça dos brasileiros. É por isso, que somos a favor da quebra do monopólio e cartel dos meios de comunicações tradicionais. Chega de Rede Globo ou qualquer outra emissora querer ser a dona da informação no nosso país.

Que prendam qualquer quadrilha que lave dinheiro, qualquer quadrilha disfarçada de Igreja que roubam seus fiéis, qualquer quadrilha dona de grupos de comunicação que adestrem seu público para dá suporte aos seus próprios interesses cretinos e egoísticos. Ache bom ou ache ruim, que novas redes de TV entrem na briga, é isto!

Fonte: Blog Rastreadores de Impurezas - Tiago Viana

Crato: Tenente relembra infância nas ruas - Reportagem: Antonio Vicelmo


Vencedor de Desafios

Tenente Gonçalves visitou a praça onde, na infância, era menino de rua. Hoje, é exemplo de vitória (Foto: ANTÔNIO VICELMO)

Crato Menino de rua, daqueles que dormiam ao relento, nas calçadas ou nos batentes das igrejas. Foram assim a infância e a adolescência de José Gonçalves da Silva, conhecido pelos apelidos de "Zé Gubira" e "Já Morreu". O ex-menino de rua esteve recentemente no Crato, ostentando o posto de tenente da Polícia Militar do Ceará. Reviu, emocionado, o banco da praça que lhe servia de cama. Numa entrevista concedida na Rádio Educadora do Cariri, o militar emocionou os ouvintes ao relembrar o seu passado de sofrimento nas ruas. Ele nasceu no Sítio Baixio das Palmeiras, a 20km do Crato. Ficou órfão na infância. Fugiu de casa para o Crato, onde exerceu as mais humildes profissões: lavador de carro, engraxate, chapeado, menino de recado e gari da Prefeitura. Sem casa para morar, dormia nos batentes das igrejas. Imaginava que ali estava sob a proteção de São Francisco e Santo Antônio, os santos a quem mantém antiga devoção. Quando dormia na coxia das calçadas ou bancos de praça, foi, muitas vezes, acordado com baldes de água fria. "Eu era uma criança, não reagia", diz, resignado. Para ele, o infortúnio era um designo de Deus. Mesmo diante de tantas dificuldades, afirma que nunca usou droga, nem assaltou ninguém. Mesmo assim, foi acusado de um roubo que não cometeu. Foi preso e espancado na delegacia.

Passava três meses com uma roupa. Quando estava suja, ele mesmo a lavava na parte de cima do canal do Rio Granjeiro, naquela época, menos poluída. Ficava somente de cueca, enquanto a roupa enxugava no sol. Tomavam banho, quando deixavam, nos postos de lavagem de carros. O tenente vai descrevendo o seu passado, com os olhos cheios d´água. Ele disse que "o sofrimento fortalece o caráter das pessoas. A dor ensina a gente a gemer", afirma. Sem perspectiva de emprego em sua cidade natal, viajou para o Estado do Amazonas, a fim de trabalhar na Transamazônica. Esteve no interior da Bahia para trabalhar na construção de uma ponte. Voltou para o Crato com uma carga de frustrações, mas sem perder a esperança.

Um dia apareceu uma mão amiga. Um conhecido o convidou para ser babá numa casa em Fortaleza. Mas aquela não era a profissão ideal para um menino nascido na zona rural do Cariri, acostumado a montar em burro "brabo". Só passou dois meses no emprego. Foi ser trocador de ônibus. Na nova função, conseguia trabalhar e estudar. Passou no concurso para soldado da Polícia Militar. Desde então foi uma "mão na roda". Foi cabo, sargento e agora é tenente, coordenador de disciplina do Fundamental-1 do Colégio da Polícia Militar de Fortaleza. Está concluindo o curso de História na Universidade Vale do Acaraú. De volta ao Crato, ele não esqueceu as pessoas que fizeram parte de sua vida. Lembra do chapeado 90, que foi seu companheiro de trabalho. Faz questão de falar com os amigos que deixou na Rua da Vala e na Praça São Vicente. Todos o reconhecem e destacam que ele era um menino pobre, trabalhador e muito honesto. Quando o ex-menino de rua voltou à Praça São Vicente para rever o banco onde ele dormia, desabafou: "Era a minha cama". O reencontro se transforma numa festa de recordações com os frequentadores da praça.

Ao reviver o passado sofrido, marcado por preconceitos, indiferenças e calúnias, ele não demonstra nenhum ressentimento. "Quero cumprimentar até aqueles que ma bateram com a porta na cara. Quero mostrar para os menores abandonados de hoje que o único caminho para vencer na vida é o trabalho e o estudo", desabafa. Diz que não ter vergonha do passado. "Não cometi nenhum ato de desonestidade. Lamento a falta de políticas públicas para meninos de rua".

Por: Antonio Vicelmo
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaborador do Jornal Chapada do Araripe

Crato - Escolas interditam bebedouros - Reportagem: Antonio Vicelmo

ALUNOS DO COLÉGIO Pequeno Príncipe, no Crato, são orientados a levar água da casa (Foto: Antônio Vicelmo) .

Crato. Mesmo não tendo sido registrado nenhum caso da gripe A (H1N1), conhecida como "gripe suína", no Cariri, a rede de saúde pública da região está tomando providências para combate uma eventual pandemia. A Coordenadoria Regional de Saúde está distribuindo panfletos com as secretarias municipais com orientações sobre os sintomas e medidas preventivas. Segundo o comunicado, "as pessoas infectadas pelo vírus H1N1 devem higienizar as mãos com água e sabão líquido antes das refeições. Outra recomendação importante é proteger a boca e nariz ao tossir ou espirrar para evitar disseminação das secreções e não compartilhar objetos". A rede particular de ensino também está preocupada com a doença. O Colégio Pequeno Príncipe, com 1.200 alunos, interditou o bebedouro coletivo e orientou que os estudantes levassem água de casa. Além dessa recomendação, foi entregue um ofício com orientações sobre alimentação com o objetivo de reforçar o sistema imunológico. A coordenadora Regional de Saúde, Maria de Lourdes Alencar, informou que somente dois hospitais públicos estão preparados para receber eventuais pacientes: o São Vicente de Paulo, de Barbalha, e o São Francisco, do Crato. Os pacientes suspeitos devem ser notificados. Até agora, só foi registrado um caso de suspeição, mas descartado. Os estabelecimentos de ensino da região estão sendo orientados a interditar os bebedouros coletivos e evitar concentrações. O Colégio Pequeno Príncipe suspendeu as comemorações do Dia do Estudante, que transcorre hoje. A direção preferiu dar folga aos seus alunos.

A Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede-18) está repassando para as escolas dos 13 municípios que pertencem à região administrativa do Crato informações básicas sobre a doença, modos de transmissão e medidas preventivas para diminuir a propagação do vírus. Uma delas, segundo a representante da Crede, Glória Brito, é a interdição dos bebedouros coletivos. Está sendo recomendado que o aluno tome, pelo menos, meio litro de água por dia. Se tiver resfriado, não deve tomar leite. Usar e abusar do iogurte natural, colocar bastante cebola e alho na alimentação. Consumir alimentos ricos em caroteno como cenoura, damasco seco, beterraba, batata doce cozida e espinafre crus. Além de consumo de alimentos ricos em zinco: fígado de boi, bacalhau, abóbora e sardinha.

Mais informações:

Secretaria de Saúde do Crato
Centro Administrativo do São Miguel
(88) 3521.9400

Por: Antonio Vicelmo
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaborador do Jornal Chapada do Araripe

Senado tem outros 50 boletins com mais de 460 atos secretos

.
"O país da esculhambação...
" - NE

Mais 15 boletins de pessoal com atos "ultrassecretos" foram encontrados no Senado. Editados entre 1998 e 1999, a maioria trata de aumento de salários com pagamento retroativo para servidores. Há 11 dias, a Folha já havia revelado a existência de 35 boletins (exclusivo para assinantes) que não constam no relatório da sindicância que apurou o escândalo. Calcula-se que os agora 50 novos boletins contenham cerca de 400 atos ultrassecretos. O primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), determinou a instalação de um inquérito para apurar o caso. "A informação é que são mais de 400. É uma atitude criminosa. É sabotagem", disse o senador. No dia 1º de agosto, a Folha já havia revelado a existência de 35 boletins suplementares que não foram publicados na data em que foram assinados. Os documentos passaram a ser tratados como 'ultrassecretos' porque ficaram de fora da lista da atos que consta no relatório final da comissão de sindicância apresentado no dia 24 de junho deste ano.

Na oportunidade, a reportagem procurou o atual diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra. Por meio de sua assessoria de imprensa, ele disse que existissem novos atos secretos "se tratava de uma fraude". A Folha, então, entregou a um dos assessores de Tajra uma planilha com os 35 boletins. Nos últimos 11 dias, uma assessora de confiança de Tajra analisou os boletins. Ontem pela tarde a Folha encontrou mais 15 boletins que não foram incluídos no relatório da comissão de sindicância. A reportagem avisou a Primeira-Secretaria que pediu um dia para apresentar uma conclusão sobre o levantamento. À noite, os dados vazaram para a TV Globo que divulgou a existência de um novo relatório com 50 boletins (o mesmo número encontrado pelo jornal) com 468 atos. Entre as medidas que não tiveram a devida publicação na rede de intranet do Senado, está a nomeação de Ronaldo Cunha Lima Filho, filho do ex-primeiro secretário e senador Ronaldo Cunha Lima (PSDB-PB). No ano passado, a Folha já havia revelado que Cunha Filho era empregado no gabinete do então primeiro secretário Efraim Morais (DEM-PB).

A conclusão da primeira comissão de sindicância é que 663 atos constam em 312 boletins que não foram publicados na rede de intranet do Senado. De imediato, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), tomou a decisão de anular todos eles, pois não cumpriram o princípio constitucional da publicidade. Contudo, nas últimas semanas, a Diretoria Geral vem apresentando justificativas para validá-los.

Há um mês revelou que o total de atos secretos poderia chegar a mil.

Nesta quinta-feira deverá ser tomada uma nova medida para validar atos. A Mesa Diretora do Senado, formada pelos sete senadores da cúpula da Casa, deverá validar 42 atos secretos assinados nos últimos anos por congressistas que formavam o colegiado em outras legislaturas. Entre esses atos, está o que reajustou o valor da verba indenizatória de R$ 12 mil para R$ 15 mil.

Fonte: UOL
ADRIANO CEOLIN
da Folha de S.Paulo, em Brasília

Cadernos do Quinto Mundo...


O nível de analfabetismo do nosso povo é uma coisa assustadora. Recebo dezenas de e-mails com coisas que seriam impublicáveis. Mas esse aí logo abaixo eu resolvi publicar, apenas para mostrar o nível de conhecimento das pessoas e a grande parte das coisas que nos chegam, já que agora que até os cães e os gatos também tem acesso à internet. Não revelarei a fonte, por motivos óbvios.

Alguém escreveu, sobre certo assunto:

"olha vaukira estar dano com sese da juazeiro do norte no brasil pois ela estar namorano com homem de 24 anos ela tei 33 anos eli só que abuza dstar anomal deficinte de saude que irmão dela é ***** que faz chavi na rua ******** perto do hotel guanabara"

O Brasil é ainda um País de analfabetos!

Segundo dia da Jornada do MST. Postado por Darlan Reis Jr.


"A jornada de lutas do MST, que cobra do governo federal a realização da Reforma Agrária e o fortalecimento dos assentamentos, mobilizou trabalhadores de 11 estados nesta quarta-feira (12/8), com a manutenção de ocupações de superintendências do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em sete estados, além de marchas e protestos.

O MST está fazendo nesta semana uma jornada de lutas, na qual exige o descontingenciamento de R$ 800 milhões do orçamento do Incra para este ano e aplicação na desapropriação e obtenção de terras, além de investimentos no passivo dos assentamentos. As ações também reivindicam a atualização dos índices de produtividade, intocados desde 1975, e investimentos para o fortalecimento dos assentamentos na áreas de habitação, infra-estrutura e produção agrícola. Parte significativa das famílias acampadas do MST está à beira de estradas desde 2003 e 45 mil famílias foram assentadas apenas no papel.

Na quinta-feira, às 10h, as entidades organizadoras as centrais sindicais, movimentos populares e organizações de estudantes, que fazem uma grande manifestação contra a crise econômica e as demissões, dentro de uma jornada de lutas nacional organizada por mais de 20 entidades, concedem entrevista coletiva à imprensa no Palácio dos Trabalhadores, da Força Sindical, com a participação do integrante da coordenação nacional do MST, João Pedro Stedile.

PROTESTOS:

Em São Gabriel, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, cerca de 100 integrantes do MST ocuparam o escritório do Incra, 700 Sem Terra ocuparam a fazenda Southall e mais 300 pessoas ocuparam o prédio da Prefeitura do município. As famílias reivindicam da prefeitura e do Incra as melhorias em infra-estrutura no assentamento criado na cidade no final de 2008, em parte da Fazenda Southall que foi desapropriada pelo Incra. Além disso, exigem que o governo federal desaproprie o restante da fazenda de 9,2 mil hectares. No final de 2008, o Incra desapropriou 5 mil hectares da fazenda. A Fazenda Southall não cumpre com a sua função social e, por isso, deve ser desapropriada. Em uma vistoria no ano de 2007, o Incra constatou crimes ambientais na área. Além disso, o proprietário Alfredo Southall possui dívidas com a União que correspondem ao valor de mercado da fazenda.

Em Boa Vista, cerca de 800 manifestantes ligados ao MST, ao Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), à Comissão Pastoral da Terra (CPT), à Fetag e aos sindicatos de professores continuam acampados na sede do Incra, em Roraima. Em Salvador, cerca de 600 integrantes do MST continuam a ocupação na superintendência do Incra, em protesto contra os cortes do orçamento da Reforma Agrária e em defesa do assentamento das 28 mil famílias acampadas em todo o estado. Em Belém, 850 trabalhadores do MST seguem com a ocupação do Incra, que começou ontem. Na terça-feira à tarde, foi ocupada a delegacia do Ministério da Fazenda, depois de sete dias de marcha de 200 km, do município de Irituia até a capital do estado, pela rodovia Belém-Brasília.

Em Natal, 600 Sem Terra seguem ocupação do Incra, cobrando o assentamento das 2.000 famílias acampadas no Rio Grande do Norte. Nesta quinta-feira, às 11h, o MST será recebido em audiência com a governadora Wilma de Faria (PSB). Na sexta-feira, a expectativa é fazer um grande ato contra a crise. "Vamos parar Natal na sexta-feira à tarde", avalia Fatima Ribeiro, da coordenação nacional do MST. Em Petrolina, cerca de 150 famílias do MST continuam com a ocupação da sede do Incra, no Sertão do Estado, para fortalecer as reivindicações da marcha estadual. Os 2.500 trabalhadores e trabalhadoras rurais Sem Terra de Pernambuco caminharam 70 km e chegaram nesta quarta-feira em Recife. Em Fortaleza, 200 Sem Terra continuam com ocupação no Incra, na Avenida José Bastos. Foram realizados protestos em mais três municípios do Ceará. Em Goiânia, cerca de 2.000 pessoas do MST e do Fórum Estadual pela Reforma Agrária fizeram ato na Assembléia Legislativa em defesa da Reforma Agrária e de educação, saúde e assistência técnica nos assentamentos do estado. Em São Paulo, os 1.000 trabalhadores rurais da marcha do MST fizeram um ato em frente ao Tribunal Regional Federal (TRF), à tarde, para denunciar que o Poder Judiciário está prejudicando a criação de assentamentos no estado de São Paulo, por conta de processos contra a desapropriação de latifúndios pelo Incra. "Há uma série de latifúndios improdutivos desapropriados pelo Incra que não podem se transformar em assentamentos por causa de ações na Justiça que atrasam a Reforma Agrária em São Paulo", afirma a integrante da coordenação nacional do MST, Soraia Soriano.

Em Florianópolis, o MST participou de ocupação de área de 200 hectares, no bairro de Canavieiras, pela manhã, para denunciar que o governo do Estado cedeu esse terreno há 30 dias para dois grupos empresariais do ramo de hotelaria, enquanto descumpre os compromissos de garantia de moradia, saneamento básico e fornecimento de energia à população da periferia da cidade. No período da tarde, os manifestantes saíram a área. Mais de 400 pessoas participam do ato, organizado pelos Sem Terra em conjunto com os sindicatos de bancários, servidores públicos, servidores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), trabalhadores na área de pesquisa e estatística, estudantes e o Movimento Passe Livre.

No Mato Grosso do Sul, divididos em duas colunas, 850 Sem Terra seguem a marcha iniciada no sábado, que chegará sexta-feira à capital Campo Grande. Com o lema "Terra, Trabalho e Soberania", a 6ª Marcha Estadual alerta sobre necessidade da Reforma Agrária para a construção de uma alternativa à crise econômica. No Ceará, cerca de 600 pessoas do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) do Ceará ocupam a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário (SDA). Os manifestantes são atingidos pelas barragens de Acauã e Aracoiaba, no vale do Jaguaribe, e pela barragem de Aracoiaba, no Maciço do Baturité. Eles reivindicam o perdão da dívida dos pequenos agricultores, terra para assentamento dos filhos dos atingidos por barragens, assistência técnica para os reassentamentos, e acesso a água, entre outros pontos. Também exigem uma reunião com o Denocs, Incra, SDA e Secretaria de Recursos Hídricos como condição para deixarem o espaço."

Fonte: MST

Marina Silva se reúne com Mercadante e deixa o gabinete do líder do PT sem falar com a imprensa


Nota do Editor:
O Caso Sarney não interessa mais à mídia. Agora, sobe ao palco, Marina Silva e as especulações sobre a "implosão" da candidatura de Dilma Rousseff"

Brasília - A senadora Marina Silva (PT-AC) se reuniu na noite de hoje (12) com o líder do seu partido, senador Aloizio Mercadante (SP). Após o encontro, o senador Mercadante disse que a conversa foi “bonita como sempre foram bonitas. São 30 anos de caminhada juntos”. Segundo o líder, a senadora está decidida a ter “um compromisso para construir um movimento socioambiental no Brasil, que é a militância dela”. Marina Silva deixou o gabinete do líder do PT sem falar com os jornalistas.

De acordo com o líder do PT, a ex-ministra do Meio Ambiente ainda não definiu a opção partidária e eleitoral. “Eu disse a ela duas coisas, que acho muito significativas. Primeira, se ela sair do PT, o PT nunca vai sair dela e, a segunda, se ela sair do PT, e fizer outra opção partidária, a bancada dela vai sempre continuar sendo a nossa bancada. E ela também disse que esse é o sentimento dela”.

Perguntado se a senadora já teria definido o seu futuro político e partidário, o senador Mercadante afirmou que cabe à senadora falar sobre o assunto. “Acho que o anuncio da decisão que tomou cabe a ela e não a mim. Mas o sentimento que nos une é o mesmo que permaneceu nesses 30 anos e, para mim, não vai mudar, qualquer que seja a decisão partidária eleitoral que ela venha a tomar”, disse.

Perguntado se uma possível candidatura da senadora à Presidência da República possa dividir votos com a ministra Dilma Rousseff, Mercadante disse que qualquer outra candidatura divide, “mas acho que fará parte do mesmo campo, se isso vier a acontecer, do mesmo projeto ainda que por um outro caminho”.

O líder petista disse, ainda, que na conversa não sentiu mágoa da senadora com o PT. “Não, nós temos uma gratidão dela ter militado todos esses anos conosco e ela seguramente tem uma imensa gratidão ao PT, porque tudo que ela é, ela deve também ao Partido dos Trabalhadores e à militância do PT”.

Iolando Lourenço
Repórter da Agência Brasil

Governo do Estado investe em Reformas - Por Pachelly Jamacaru


NE - O título da postagem foi alterado, para se adequar à data, pois queremos mostrar as belas fotografias do artista Pachelly Jamacaru com texto atualizado. As datas se referiam ao dia de ontem, quando da inauguração.

"Monumento que simboliza o DER, no início da estrada: Crato/Serra do Araripe, estava sendo erguido e foi inaugurado na noite de ontem."


As lombadas receberam uma leve camada de substâncias que advertem melhor os motoristas permitindo redução de velocidade com segurança!

Quebra molas e sinalização adqueada nos locais de passagem de pedestre, dão mais segurança. Embora, os sensores seriam melhor vindo! Aliás, por falta de educação no trânsito por parte de alguns motoristas, pagamos por este incômodo de excesso de quebra molas, aguns deles a menos de 100 metros um do outro!


Sinalização para redução de velocidade ao longo da estrada!


Homens trabalham recurepando as margens que a erosão provocada pelas chuvas deixaram em estado crítico!

Sinalizadores que permitem visibilidade norturna e ao mesmo tempo funcionam como divisores da Via!

O tráfego à noite foi bastante beneficiado com os sinalizadores luminosos. Mas a COELCE precisa melhorá a iluminação que quando da ausência de trânsito no local, deixam, ciclistas e transeuntes em desvantagem!

Fica aqui mais este desafio, interligar o Lameiro com o Grangeiro! Não se concebe que tão importante obra não mereça a atenção da adminstração pública!


Por: Pachelly Jamacaru

“A democracia idiota” – por Roberto de Carvalho Rocha

Os europeus inventaram a democracia séria. Grécia, Itália, França e as outras nações prosperam porque tiveram organização social séria. Os brasileiros inventaram a democracia idiota. Você paga um terço do que ganha durante o ano, com trabalho diário e pesado para sustentar políticos eleitos e presos condenados.
Nos países sérios os presos trabalham plantando grãos e verduras para o seu próprio sustento. No Brasil, se você denunciar e conseguir prender um ladrão, o azar é seu. Você é que vai trabalhar para sustentar o preso, com seus impostos. Não só os ladrões comuns você tem que sustentar, mas também muitos ladrões bem vestidos a quem você tem que chamar “excelência”. Há muitos políticos que roubam o imposto que você pagou para construir estradas, escolas públicas, hospitais, manter a polícia.
Posso dizer nomes? Não precisa. Pegue o jornal do dia e você vê não só o nome como também os retratos deles, vestidos com elegantes ternos italianos. Há políticos honestos? Há, mas eles são minoria. No meu político mudinho não voto mais. Elegemos políticos incompetentes e queremos progresso.
Queremos ruas sem buracos, calçadas sem lixo, bairros sem assaltantes. Nas escolas é proibido reprovar. Rapazes terminam o ensino médio sem saber escrever ou contar. Jamais conseguirão um modo de ganhar dinheiro para não morrer de fome: a não ser o assalto.
Roberto de Carvalho Rocha - Diretor da Faculdade Christus.
(transcrito do jornal O POVO)

Previsão do Tempo e Almanaque - 13 de Agosto de 2009

Bom Dia, meus amigos do Blog do Crato! Uma quinta-feira, 13 de Agosto de 2009, que promete muito sol, somente algumas núvens e um dia sem chuvas. Tempertura máxima de 25 graus e a mínima de 16, é o que prevê a meteorologia para o dia de hoje!

Tenho pensado bastante numa forma de conscientizar nossos escritores a seguirem as regras de postagem, e a própria conduta do Blog, o que tem sido para mim, tarefa hercúlea, pois muitos não lêem o que escrevemos. Agora mesmo, temos um problema de diagramação no Blog do Crato, por causa de uma postagem errada de um dos membros. Ele copiou o conteúdo de outro site diretamente para a janela de postagem e deixou o Blog todo com letras em negrito. Eu só irei consertar isso mais tarde. por enquanto, teremos que conviver com isso.


ALMANAQUE

No dia 13 de agosto, a igreja católica comemora o dia de São João Berchmans

João nasceu em 12 de março 1599, em Diest, uma pequena cidade localizada no Flandre, Bélgica. O modesto curtidor de peles e sapateiro Carlos Berchmans era seu pai. A sua mãe era Isabel, uma das filhas do líder daquele povoado. O casal, muito católico, esmerou-se na criação não só de João, mas também dos outros quatro filhos. Filho amoroso, irmão amável e companheiro caridoso, amava os estudos demonstrando muita sabedoria e inteligência desde a infância. Em 1609, sua mãe foi acometida de uma incurável e lenta doença. Seu pai enviou João, com os irmãos, para o internato dos padres premostratenses, onde a sua imensa capacidade para o aprendizado, principalmente de idiomas, aflorou. E, extremado devoto de Jesus e da Virgem Maria, ali decidiu que seria um sacerdote, iniciando seus estudos eclesiásticos. Em 1612, quase teve de abandonar tudo para aprender uma profissão, pois seu pai, por problemas financeiros, não poderia mais pagar-lhe os estudos. Mas com a ajuda inicial de alguns familiares, que sabiam do seu grande potencial, João ficou. Entretanto ele também se mobilizou para estudar na Escola Grande de Malines: conseguiu ingressar na casa do cônego superior-geral, onde trabalhava como seu camareiro e instrutor de alguns jovens da nobreza, dos quais esse cônego era o orientador espiritual. Depois, ainda em Malines, foi estudar retórica no Colégio dos Jesuítas, em 1615. Na ocasião, lendo a biografia de são Luiz Gonzaga, percebeu que Deus queria que ele abraçasse o carisma da Companhia de Jesus no seu sacerdócio. Dedicou-se ao extremo nos estudos, avançando cada vez mais na vida espiritual, pela caridade, oração e penitência, ingressando na Congregação Mariana. Seus mestres diziam-se impressionados, pois não havia melhor exemplo do que ele.

As notícias que chegavam da Inglaterra, sobre a perseguição contra os jesuítas, não o desanimaram, completando o noviciado em 1618. No ano seguinte, foi para Roma, onde estudou filosofia e teologia, e lá se destacou como um religioso com "odor de santidade". O que João mais almejava na vida era poder viver na companhia de Jesus, para ingressar na glória de Cristo na vida eterna. Para isto, viveu sem nunca ter transgredido um só de seus ensinamentos. O jovem João foi acometido de grave e repentina febre que o levou à morte em apenas seis dias, no dia 13 de agosto de 1621, em Roma. O seu corpo repousa na igreja de Santo Inácio de Loyola, em Roma, Itália. Mas a relíquia do seu coração é venerada na igreja dos Jesuítas em Louvin, Bélgica. Embora algumas localidades o celebrem em 26 de novembro, a sua festa foi determinada, pelo papa Leão XIII, quando o canonizou, em 1888, para ocorrer dia de sua morte. São João Berchmans foi declarado "Padroeiro da Juventude Estudantil" por seu modelo de vida no seguimento de Cristo, por sua incondicional devoção a Nossa Senhora e pelo amor que dedicou aos estudos.

HOJE NA HISTÓRIA

Fundação da UNE

Nesta data, em 1937, era fundada no Rio de Janeiro, a União Nacional dos Estudantes. A União Nacional dos Estudantes (UNE) é a principal entidade estudantil brasileira. Representa os estudantes do ensino superior e tem sede em São Paulo, possuindo subsedes no Rio de Janeiro e Goiás.

HISTÓRIA

Primeiros anos

Foi fundada em 1937, no I Congresso Nacional dos Estudantes, organizado na Casa do Estudante do Brasil no Rio de Janeiro com apoio do Centro acadêmico Cândido de Oliveira (CACO) da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e desde então foi protagonista das principais lutas sociais do povo brasileiro. Sob muita polêmica, em razão da despolitização do debate, é eleita presidente Ana Amélia Queirós Carneiro de Mendonça. O debate de temas políticos é introduzido na UNE a partir do II Congresso Nacional dos Estudantes, em 1938. Em 1939 a primeira diretoria da UNE passa a coordenar, com total insuficiência de recursos, as atividades das organizações estudantis em todo país. A UNE é despejada da sede da Casa do Estudante do Brasil. Reúne-se o III Conselho Nacional de estudantes que, entre outras medidas, cria a carteira única do estudante.

Década de 1960

Na década de 1960, o movimento estudantil ganha mais corpo. Os estudantes se organizam e fundam seus diretórios centrais dos estudantes (DCE) e diretórios acadêmicos (DA). Com a esquerda de novo no poder, a UNE apoiou, em 1961, a campanha da legalidade, a favor da posse de João Goulart, e reforçou sua ação no campo da cultura com a criação do Centro Popular de Cultura e da UNE Volante. A UNE debate a reforma universitária no país (por ocasião da discussão do projeto da Lei de Diretrizes e Bases) e realiza, em Salvador, o Seminário Nacional de Reforma Universitária, que resulta na Declaração da Bahia, considerada um dos mais importantes textos programáticos do movimento estudantil brasileiro. São criados o Centro Popular de Cultura (CPC) e a UNE Volante, ambos com o objetivo de promover a conscientização popular através da cultura. Em 1961, a UNE participa da Campanha da Legalidade, liderada por Leonel Brizola, pela posse de João Goulart. A entidade transfere provisoriamente sua sede para o Rio Grande do Sul e organiza uma greve de repúdio à tentativa golpista. É realizado, em 1962, o II Seminário Nacional de Reforma Universitária, em Curitiba, que emite a Carta do Paraná, para reivindicar a regulamentação, nos estatutos das universidades, da participação dos estudantes nos órgãos colegiados, na proporção de um terço, com direito a voz e voto. A ação dos estudantes pela reforma universitária leva à decretação de greve geral nacional, paralisando a maior parte das 40 universidades brasileiras da época. O prédio do Ministério da Educação e Cultura, no Rio de Janeiro, é ocupado por três dias pelos universitários, mas a repressão continuava e o Movimento Anticomunista (MAC) metralha a sede da UNE, no Rio de Janeiro.

Em 1964, a ditadura militar incendeia a sede a UNE[1], como forma de intimidação e invade as instalações da Faculdade Nacional de Direito, apreendendo documentos e acervos históricos do Centro Acadêmico Cândido de Oliveira, muitos que versavam sobre as atividades da UNE. O Prédio da Faculdade é cercado por tanques e grupos paramilitares de direita, que metralham a fachada do prédio e tentam incendiá-lo, com os estudantes dentro, mas são contidos pelo capitão de cavalaria do Exército e do Regimento Presidencial, Ivan Cavalcanti Proença, que ordena sua tropa a impedir o massacre, e arrisca a própria vida, pessoalmente entrando nas salas de aula, em meio ao incêndio, tiros e gás lacrimogênio para salvar os estudantes de Direito. Hoje, são advogados conceituados, como Walter Oaquim, do Flamengo Futebol Clube. O capitão Ivan Proença recebeu voz de prisão ao apresentar-se à sede do Ministério do Exército, na área do CACO, após a invasão, e, apesar de ser filho de general também do Exército, fica preso no Forte de Santa Cruz, em Niterói, por nove meses, três dos quais incomunicável. Foi expulso das forças armadas e perdeu todos os direitos, patentes e carreira, em razão deste heróico gesto, pelo qual tem sido condecorado, por exemplo, com homenagens como a medalha Chico Mendes pelo Grupo Tortura Nunca Mais, e nomeado presidente honorário do CACO.

A Lei Suplicy de Lacerda coloca na ilegalidade a UNE e as UEEs (Uniões Estadual dos Estudantes), que passam a atuar na clandestinidade. Todas as instâncias da representação estudantil ficam submetidas ao MEC. Mas a luta continua e em 1965 a UNE convoca uma greve de mais de sete mil alunos, que paralisa a Universidade de São Paulo (USP). A UNE se mobiliza contra a Lei Suplicy de Lacerda e organiza passeatas nas principais capitais. Em Belo Horizonte, a repressão violenta da tropa de choque desencadeia passeatas em outros estados. Em 1966, mesmo na ilegalidade, é realizado o XXVIII Congresso da UNE, em Belo Horizonte, que marca a oposição da entidade ao Acordo MEC-Usaid. O congresso acontece no porão da Igreja de São Francisco de Assis. O mineiro José Luís Moreira Guedes é eleito presidente da UNE. As aulas na Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, forte centro de resistência estudantil à ditadura e sede do CACO (entidade que dava apoio logistico à UNE), são suspensas e 178 estudantes paulistas são presos durante um congresso realizado pela UNE-UEE, em São Bernardo do Campo. Castelo Branco cria o Movimento Universitário para o Desenvolvimento Econômico e Social (Mudes). Em 28 de março de 1968, o estudante Edson Luís Lima Souto é morto durante uma manifestação contra o fechamento do restaurante Calabouço, no Rio de Janeiro.

No dia seguinte, cerca de 50 mil pessoas participam do cortejo fúnebre, onde várias pessoas foram presas clandestinamente pelo exército, entre elas Rogério Duarte (responsável pela arte dos panfletos da UNE na época). No mesmo ano, em outubro, é realizado clandestinamente o XXX Congresso da UNE, em Ibiúna (SP). São presas mais de 700 pessoas, entre elas as principais lideranças do movimento estudantil: Luís Travassos (presidente eleito), Vladimir Palmeira, José Dirceu, Franklin Martins e Jean Marc van der Weid. Após a prisão das lideranças no XXX Congresso, a UNE se vê obrigada a encolher ainda mais e passa a realizar micro congressos regionais, articulados por Jean Marc Von Der Weid, o presidente, na época, entretanto Jean Marc é preso e assume o seu posto, Honestino Guimarães, que desaparece em 1973. (certamente morto pela ditadura militar). Alexandre Vannucchi Leme, aluno da Universidade de São Paulo (USP), é preso e morto pelos militares. A missa em sua memória, realizada em 30 de março na Catedral da Sé, em São Paulo, é o primeiro grande movimento de massa desde 1968.

Década de 1970

Em 1974, é criado Comitê de Defesa dos Presos Políticos na Universidade de São Paulo (USP). Depois de um período de inatividade da UNE, em 1976, iniciou-se um movimento pela reconstrução da entidade. Favoreceu o contexto de "abertura lenta e gradual" iniciada por Ernesto Geisel (1974-1979) e aprofundada por João Baptista Figueiredo (1979-1985). O principal impulsionador desse movimento de reconstrução da UNE são as grandes passeatas de 1976 e, principalmente, 1977. Nesse mesmo ano é realizado o III ENE (Encontro Nacional de Estudantes) na PUC-SP. Como o encontro era clandestino por proibição da Ditadura, as tropas da repressão invadiram a universidade lideradas pelo coronel Erasmo Dias ferindo dezenas de estudantes e prendendo mais de 700.

Década de 1980

Em virtude da demolição arbitrária pelo governo João Baptista Figueiredo, em junho de 1980 (Veja as Fotos), da sua sede na Praia do Flamengo, 132 a UNE se instalou no antigo casarão da Rua do Catete, nº 234. A opção foi histórica: neste prédio funcionou, de 1912 a 1937, a Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro e o Centro Acadêmico Candido Oliveira, entidades cruciais para a fundação da UNE, antes da mudança da Faculdade para o antigo prédio do Senado, no Largo do CACO, em 1937. Outra motivação foi o fato que o prédio pertencia desde 1943 à Faculdade de Direito da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, instituição de ensino vinculada ao governo estadual oposicionista de Leonel Brizola (1983-1987). Em 1984 a UNE participa da campanha pelas Diretas Já. Desde a segunda metade da década de 80, com a posse do primeiro presidente civil desde 1964 e com o retorno às liberdades democráticas no país, o movimento estudantil brasileiro foi lentamente recuperando seu lugar e sua importância na política nacional. Entre 1986 e 1988 a UNE e a UBES vão reorganizando o movimento de base, reabrindo ou auxiliando na criação de entidades de base (centros e diretórios acadêmicos e grêmios estudantis), com amparo de legislação federal promulgada em 1985 que liberalizava a organização do movimento estudantil. Em 1988 são realizados atos e passeatas em tom crescente, que vão desaguar nos grandes movimentos de rua, com diversas passeatas estudantis no Rio de Janeiro, São Paulo e outras capitais em 1989 (campanhas contra o aumento das mensalidades estudantis e em prol de mais verbas para o ensino público), resgatando o espírito do movimento, desestruturado desde a década de 1960. O ápice são as passeatas coordenadas nacionalmente que ocorreram em 6 de setembro de 1989, no embalo da véspera da primeira eleição direta presidencial pós-ditadura, com epicentro no Rio de Janeiro.

Década de 1990

Passada a eleição, a bandeira do Fora Collor foi aprovada no Congresso da UNE de 1992, realizado em Niterói. Com esta bandeira o estudante paraibano Lindberg Farias tornava-se presidente da entidade. Na medida em que as denúncias contra o governo Collor tornavam-se mais graves, o movimento organizado ganhou uma cobertura nacional o que o transformou no principal motor na campanha pelo impeachment. As passeatas reuniam centenas de milhares de pessoas, com destaque para Rio de Janeiro e São Paulo (que chegou a reunir 500 mil pessoas em 25 de agosto de 1992). O final da jornada de luta estudantil foi um alívio: ao contrário do que ocorrera com as Diretas-Já, o impeachment foi aprovado e o presidente afastado. A UNE consegue retomar o terreno da Praia do Flamengo, 132, onde funcionou a sua sede histórica. O ato de entrega foi comemorado no restaurante Lamas, no Rio, regado a chopp, e na companhia do presidente da República Itamar Franco, em 17 de maio de 1994. E, nesta mesma época, inicia-se a confecção das carteiras de meia-entrada que garantem um desconto de 50% aos estudantes na aquisição de ingressos nos eventos culturais. Em 1997, a UNE realizou um grande congresso, comemorando os seus 60 anos de existência. Uma aliança entre a UJS, a Juventude do PT e a Juventude Socialista do PDT elegeu Ricardo Cappelli presidente da entidade, tendo Márcio Jardim como vice e Luiz Klippert como secretário-geral. Dois anos depois, o 47º Congresso da UNE, realizado em Belo Horizonte, recebe um ilustre visitante: o Presidente cubano Fidel Castro, que liderou a revolução cubana de 1º de janeiro de 1959 e resistiu as ameaças imperialistas norte-americana garantindo a construção de uma sociedade socialista. No processo de privatização do Governo FHC a direção da UNE atua intensamente, denunciando o neliberalismo e o governo de traição nacional sob a bandeira do "Fora FHC".

Anos 2000

Sessão solene na Câmara dos Deputados para comemorar os 30 anos da reconstrução da UNE. Foto: Marcello Casal JR/ABr. Em 15 de julho de 2009, a então presidente da UNE, Lúcia Stumpf, durante sessão solene na Câmara dos Deputados. Foto: Marcello Casal JR/ABr.O novo presidente da entidade, Augusto Chagas, eleito em 20 de julho de 2009 para dois anos de mandato durante o 51º Congresso da UNE. Foto: Marcello Casal JR/ABr. Em 2001 ocorreu grandes mobilizações de estudantes e professores nas Universidades Federais, de grandes greves à passeatas até Brasília.

Em 2003 ocorre a Revolta do Buzú em Salvador com milhares de jovens, estudantes e trabalhadores fecharando as vias públicas, protestando contra o aumento da tarifa. Em 2004 foi posto o projeto de Lei que institui a Reforma Universitária, inicia-se um profundo debate sobre o futuro da universidade brasileira. O projeto possui diversos avanços como a regulamentação das universidades privadas que nos anos em que o Brasil foi presidido por FHC passaram por um intenso processo de mercantilização e uma expansão desacompanhada de qualidade. Parte do movimento estudantil era contra o projeto por tratar-se de um projeto que priorizava o ensino quebrando o tripé ensino, pesquisa e extensão, sem falar no fato de articular o PROUNI que transfere recursos públicos para as universidades privadas e priorizar a construção de uma universidade submissa aos ditames do mercado. Os estudantes contrários a reforma, discordando da direção majoritária da UNE se organizaram mesmo assim para combatê-la.Deste processo surge a FOE (Frente de oposição de esquerda na UNE hoje chamada de Oposição de Esquerda, OE) Uma importante dissidencia acontece nesse momento também por conta da postura da direção da UNE sobre reforma Universitária estudantes, principalmente ligados ao PSTU, romperam com a UNE para construir uma nova entidade.

Em 2007 e 2008 explodem greves e ocupações de reitorias por todo o país. A onda de ocupações se iniciou com a ocupação da reitoria da Unicamp (Campinas - SP), mas teve destaque nacional a partir da ocupação da USP (São Paulo - SP), que durou mais de 50 dias e influenciou as diversas ocupações que ocorreram em universidades federais em vários estados, com destaque para a ocupação da UnB (Brasília - DF), que resultou na renúncia do reitor. As ocupações tinham pautas diversas,entretanto nem todas foram apoiadas pelo grupo majoritário na UNE. As ocupações que tratavam dos temas de democracia interna e contra as fundações receberam apoio da direção da Une, as ocupações de Universidades Federais contra o decreto lei que institui o REUNI em 2007 (Plano de reestruturação e expansão das universidades) não só não foram apoiadas como foram duramente criticadas pela UJS que defende o projeto.

A maioria das reitorias de universidade Federal foi ocupada, mesmo contra a direção majoritária da UNE, devido a insatisfação dos estudantes com o decreto que era visto como expansão sem qualidade e quebra da autonomia universitária Em 2009 a UNE reune toda a sua base para debater e aprovar uma proposta dos estudantes de reforma universitária, milhares centro acadêmicos se encontram em salvador em clima de muita unidade e disposição pra fazer valer a opinião dos estudantes brasileiros. A proposta dos estudantes pede a democratização do acesso, valorização do ensino público, ampliação do pro-uni e democratização dos espaços da universidade. Em meio a crise do sistema neo-liberal os estudantes não aceitam redução de direitos e exigem uma nova universidade pintada com as cores do povo brasileiro

Em 15 de julho de 2009, foi realizada uma sessão solene na Câmara dos Deputados que reuniu integrantes e ex-dirigentes da entidade para comemorar os 30 anos da reconstrução da UNE. A UNE voltou à legalidade em 1979, após ter sido perseguida e considerada uma organização clandestina durante a ditadura militar.

A UNE hoje

A UNE hoje está a frente das principais batalhas dos estudantes brasileiros, sua principal luta é por uma reforma universitária que garanta a qualidade, democratize o acesso e garanta a permanência dos jovens na Universidade. O movimento estudantil se renova e a UNE acompanha esse processo. São diversas as formas dos estudantes organizarem, tem a cultura, grupos de estudos, grupos de debates de negros, mulheres, gays e lésbicas. Percebendo essa diversificação a UNE organiza Bienais de Arte, Ciência e Cultura além de Encontro de Mulheres, Encontro de Negros(as) e Cotistas.

Fonte: Climatempo, Edições Paulinas, 10emTudo, Wikipedia

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30