xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 05/08/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

05 agosto 2009

De onde vem o remédio? Por: Darlan Reis


Em respeito ao pedido do Dihelson, vou mudar o assunto aqui no Blog. E olha que eu nem fiquei no assunto Sarney. Postei nos últimos dias sobre os venenos nos agrotóxicos e sobre o assédio moral na administração pública.
Mas, vamos lá.

Charge de Paulo Barbosa para A Charge Online.

Puxa Vida! - Sarney foi o Prato do dia ???

10 postagens sobre Sarney por dia, meus amigos ?
Cadê o Bom Senso ?



Sarney ao molho Pardo
Sarney a Molho de Camarão
Sarney à Moda da Casa
Sarney à calabresa
Sarney à Bolonhesa...

Puxa vida! - Eu teria "Tudo" contra o Sarney, mas antes de tudo, eu prezo pela organização do Blog e sobre os nossos leitores. Vamos pesar também quantas postagens repetidas e parecidas nós temos aqui sobre o mesmo assunto, ou então teremos que criar um Blog só para o Sarney. Olha, eu entendo que o Sarney está em evidência, está à beira da cassação ou da renúncia, mas ele é apenas a bola da vez, o Boi de Piranha do dia. Depois vem outro, e mais outro. O mal dele foi cair na rede em que caíram Renan Calheiros, Severino Cavalcante... Cadê Severino ? Ninguém fala mais. Até a gripe Suína já encheu o saco da mídia...Então vamos tentar moderar mais aí nessas postagens de Sarney. Isso é apenas um pedido, não patrulhamento ideológico. É triste como leitor, abrir um site e ver 10 matérias sobre o MESMO assunto em apenas 1 dia !!! Vocês não concordam não, ou será que eu estou louco?

Abraços,
Bom Senso.
Dihelson Mendonça

Blog do Josias de Souza: Sarney se auto-imola e demarca seus próprios erros - Por: Samuel P. Teles


O Senado parou para ouvir Sarney. Esperava-se por um discurso de defesa. Ouviram-se palavras de auto-imolação. O Sarney que subiu à tribuna é uma caricatura burlesca da burquesia política em decadência no Brasil. O Sarney que foi ao microfone é um político em conflito consigo mesmo. Considera-se um modernizador. Mas mantém os pés no pântano do patrimonialismo. “Nunca meu nome foi envolvido em qualquer escândalo”, disse Sarney a alturas tantas. E quanto ao cipoal de acusações? Bem, “nenhuma se refere à prática de atos ilícitos, desvios de dinheiros publicos, nenhuma queda de padrão ético”. Numa palavra: são coisas “menoes”. Falou sobre a contratação de parentes. “Acusam-me de nepotismo. Há 55 anos no Congresso, nunca adotei a norma de chamar parentes para minha assessoria”. E o neto contratato pelo aliado Epitácio Cafeteira? “Ele não me disse que tinha nomeado”. E a sobrinha fantasma acomodada na equipe de Delcídio Amaral? Pediu. Mas quem não pediria? “Requisitei do Ministério da Agricultura e pedi ao senador Delcídio que a colocasse em seu gabinete no Mato Grosso do Sul porque ela tinha casado...” “...Não imaginei que houvesse falha. Qualquer senador aqui nunca deixou de ajudar pessoas que lhe pediram providências”. Sarney passeou por uma lista de nomes exposta num telão. “Não é minha parenta”; “não sei quem é”; “não foi nomeado por mim”. Parecia guiado por piloto automático. No embalo tropeçou: “Maria do Carmo Macieira. Confesso que não sei quem é...” “...Tem o sobrenome Macieira [o mesmo da mulher do senador, Marly]. Mas não trabalha no meu gabinete”. Súbito, caiu em si: “Perdão, foi nomeada pela senadora Roseana [Sarney]. Mas a lei brasileira não passa responsabilidade de filha para pai”. Mais adiante, novo escorregão: “Perdão, pulei [meu irmão] Ivan Sarney. Trabalhou dois anos no gabinete do [ex-senador] João Alberto”. Prosseguiu: “Acusaram-me, numa campanha pessoal, de favorecer o namorado de minha neta por ato secreto”. Queixou-se da divulgação do grampo da PF: “É uma ilegalidade, além de ser uma brutalidade. Hoje é comigo, amanhã pode ser com qualquer um dos senhores”. Mas afinal, interveio ou não pelo namoradão? “É claro que não existe pedido de uma neta que, se pudermos ajudar qualquer um de nós deixe de ajudar”. A reincidência de nomes maranhenses levou Sarney a renegar as origens: “Meu Estado é o Amapa”. O diabo é que mantém casa no Maranhão. E destacou seguranças do Senado para proteger a propriedade privada. “Minha casa estava ameaçadade ser incendiada...” “...Se isto é falta de decoro, nós temos dado a vários senadores remessas para policiais ao Estado. Essa é a função da nossa polícia". Sarney parecia movido pelo desejo de encenar o papel do suicida didático. Demarcou com zelo revolucionário os erros pelos quais merece ser punido. Era como se quisesse dizer: “Não é o Senado que tem um presidente. É o presidente que tem o Senado”. Era como se desejasse traduzir o francês “l’État c’est moi”. Que no seu caso é: “O Senado sou eu”. Atos secretos? “Eu não sabia que existiam”. De resto, não é um descuidado solitário. Sob ACM, houve 11; sob Jader, um; Lobão, três; Tebet, 19... Sarney, 33; Renan, 229; Tião, nove; Garibaldi, 106. “Para a nação inteira foi dito que eu era responsável por todos os atos secretos”. Falou sobre o neto metido nos negócios do crédito consignado do Senado. Coisa de 2005, antes de sua posse. Contrato firmado com o HSBC, não com o neto. Tratou da Fundação José Sarney. É presidente vitalício, mas exibiu procuração delegando poderes de gestão. Nenhuma palavra sobre o pedido que fez, por escrito, ao Ministério da Cultura. Um pedido que rendeu patrocínio de R$ 1,4 milhão da Petrobras. Nada sobre as suspeitas de desvio da grana. “Nunca tive nenhuma função administrativa na fundação fundada por mim”. Posou de estadista sereno. Disse se opôs ao AI-5. Não aderiu a Tancredo, foi “cooptado”. Não embarcou na canoa de Lula, foi “convidado”. No Planalto, baixou o Plano Cruzado. “Coloquei minha cabeça a prêmio, mas abri caminho para que chegássemos, no futuro, ao Plano Real”. Nada mais falso. O Real não foi senão a antítese do Cruzado. Jactou-se de ter decretado a moratória. Um erro do qual o país demorou a se recuperar. Sarney disse que não cederá aos inimigos a “humilhação” da renúncia. Natural. Num Senado convertido em sanatório, os presidentes não saem. Eles têm alta.
Por: Samuel P. Teles

Governo do Estado tomba Parque Aza Branca e antiga casa de Januário. Por: Amilton Silva

Ambientes de origem e memória do Rei do Baião, Luiz Gonzaga, tornam-se patrimônio cultural de Pernambuco. Poder público passa a ser responsável pela sua preservação

Os locais que abrigam grande parte da história de Luiz Gonzaga do Nascimento, o pernambucano que fez o Brasil conhecer o cotidiano do povo nordestino, estão agora sob os cuidados do poder público. Isso porque o Parque Aza Branca e a casa do seu pai, Januário, em Exu – cidade natal do Rei do Baião – foram tombados, na última sexta-feira, por meio de aprovação unânime do Conselho Estadual de Cultura e posterior homologação do Governo do Estado.

A ação de tombamento, iniciada em julho de 2007, contempla os 3,7 hectares do parque, que abriga o Museu do Gonzagão e da Casa de Luiz Gonzaga, e a antiga casa onde viveu seu pai, localizada na Vila da Fazenda Araripe. Com o tombamento definitivo, ambos os locais começam a receber intervenções da Fundarpe.Até a concretização do processo de tombamento, a equipe da Fundarpe realizou, durante dois anos, pesquisas históricas e exames técnicos nos espaços, com o objetivo de identificar e atestar a relevância cultural destes locais para Pernambuco e para o país. Além disso, profissionais da Fundação estiveram em Exu realizando um levantamento do acervo de Luiz Gonzaga bem como um diagnóstico da situação dos imóveis que compõem o Parque Aza Branca.

Além do Museu do Gonzagão e da Casa de Luiz Gonzaga, o parque abriga também outras instalações, como o Ponto de Cultura Alegria Pé-de-Serra, o mausoléu de Gonzagão (onde se encontram os restos mortais do Rei do Baião), dois palcos para eventos e ainda duas pousadas, denominadas Santana e Januário – em homenagem a sua mãe e a seu pai. Abrigando um cenário típico do Sertão pernambucano, o parque conta ainda com um viveiro de pássaros da espécie asa branca, além de juazeiros e cactáceos distribuídos por todo o local.

Já a antiga Casa de Januário é o mais antigo testemunho da vida do Rei do Baião. Situada na vila da Fazenda Araripe, a casa, feita de taipa, guarda as lembranças do tempo em que Luiz Gonzaga partiu da cidade, retornando apenas em 1946. Foi justamente o reencontro com o seu pai que originou a música Respeita Januário.

Segundo a presidente da Fundarpe, Luciana Azevedo, o tombamento desses dois locais marca apenas o início de um longo processo de ações do poder público para resguardar a memória e a história de Gonzagão. “Após essas etapas de investigação e estudos, foram abertos caminhos por onde poderemos intervir na preservação e recuperação destes patrimônios. Esse conjunto de ações do Governo do Estado culminará com a chegada do Festival Pernambuco Nação Cultural a Exu, no mês de dezembro, comemorando o aniversário do mestre”, afirmou.

ESPECIAL - De 3 a 7 de julho de 2009, o portal Pernambuco Nação Cultural presta homenagem ao mestre Luiz Gonzaga, na passagem dos seus 20 anos de morte, e apresenta trabalhos de artistas pernambucanos inspirados no Rei do Baião. (Maiores informações)

Fonte: Forró em vinil

MPF pede afastamento e indisponibilidade dos bens de Yeda Crusius

Por - Flávio Ilha

O Ministério Público Federal pediu nesta quarta-feira (5) o afastamento da governadora do Rio Grande do Sul, Yedas Crusius (PSDB), devido à fraude superior a R$ 44 milhões constatada no Detran (do Departamento de Trânsito) gaúcho durante a Operação Rodin, em novembro de 2007.
O MPF abriu uma ação de improbidade administrativa contra Yeda e outras oito pessoas do Executivo. Além do pedido de afastamento temporário enquanto a ação estiver correndo na Justiça, o órgão pede também a indisponibilidade dos bens dos acusados. Os outros citados na ação são Carlos Crusius, marido de Yeda; José Otávio Germano, deputado federal e secretário de Segurança do RS entre 2003 e 2006, a quem o Detran estava vinculado quando a fraude começou; João Luiz Vargas, presidente do Tribunal de Contas do Estado; deputado estadual Luiz Fernando Záchia, chefe da Casa Civil na época da denúncia; deputado federal Frederico Antunes e ex-presidente da Assembleia Legislativa; Delson Martini, ex-secretário-geral de governo; Walna Meneses, assessora da governadora; e Rubens Bordini, tesoureiro da campanha de Yeda.
Durante entrevista coletiva na tarde de hoje em Porto Alegre, o MPF afirmou que mais 20 mil áudios dão embasamento à denúncia. A ação foi encaminhada a 3ª Vara Federal de Santa Maria, onde já corre um processo criminal sobre o caso. A juíza Simone Fortes Barbizan, que receberá a denúncia, não tem prazo para se manifestar. Por ser uma liminar, a ação passa a valer no momento que for aceita. Cabe recurso e os acusados têm 15 dias, a partir da notificação, para apresentarem defesa. Se condenados, os acusados podem ter a perda dos bens ou valores acrescidos de forma irregular, devem ressarcir integralmente o erário público, perderão o cargo ou função pública, terão os direitos políticos suspensos de 8 a 10 anos, devem pagar multa e ficam proibidos de contratar com o governo por 10 anos.
Saudações Geográficas!
João Ludgero

Reinaldo Azevedo comenta passo a passo o "discurso" de Sarney


O golpista que resistiu

Sarney, definitivamente, é um péssimo biógrafo de si mesmo. Golpista de primeira hora em 1964, acaba de se colocar como um resistente — discursou, diz, contra a cassação de deputados. E chegou a dizer que correu riscos.
Ataque à “mídia”
Agora Sarney transita no terreno batido pelo petismo: tudo não passa de uma espécie de conspiração da mídia — que, segundo ele, não lhe concedeu o devido direito de resposta. Nem parece que é o senador que, por meio do seu filho, conseguiu censurar a imprensa.
Tática antiga: negar com ênfase uma mentira
Sarney acaba de contar o oposto da verdade em seu discurso: diz que a imprensa afirmou para o país inteiro que ele é o responsável por todos os atos secretos. E negou a coisa com veemência. NEGA UMA MENTIRA. Ninguém nunca afirmou que todos os atos secretos pertencem às suas três gestões! Não!
Os fatos:
- a cúpula administrativa do Senado que responde pelos atos secretos é composta por aliados seus; - ele e familiares foram, porque foram, beneficiados por atos secretos.
Sarney, o neto e o banco
Claro, claro, Sarney é inocente como as flores. Esperava-se que dissesse isso. Mas cinismo deveria ter limites. Neste momento, fala sobre um de seus netos, José Adriano Cordeiro Sarney, aquele que tem uma empresa que intermediava empréstimo consignado no Senado. O que faz o gigante José Sarney? Prova que seu neto jamais teve vínculo formal com o Senado, outra acusação que ninguém nunca fez. Um dos bancos que opera na casa é o HSBC — que ele chama de “HSBD”. E diz sobranceiro: “Meu neto tinha vínculos com a HSBD”. Ah, agora entendi… Se é assim, então tá bom!
A neta, o namorado da neta e o nepotismo
Outro grande momento de José Sarney foi negar a prática de nepotismo no episódio em que atuou para arrumar emprego para o namorado da neta. Afinal, disse, favor “a uma neta não se nega”. Entendi. É mesmo um gigante da lógica! E se indignou com o fato de a história ter vindo a público numa gravação. Chamou o procedimento de ilegal e afirmou tratar-se de um assunto familiar — e a câmera da TV Senado deu um close em Collor, que concordava com a cabeça. É… Emprego público para o namorado da neta, sem dúvida, é assunto familiar.
Sarney, a “vanguarda do atraso”
De todas as bobagens ditas por José Sarney, há uma que nada tem a ver com as acusações etc e tal. Segundo Sarney, o Plano Cruzado está na raiz do Plano Real. Como é que é? Pode até ser, né? O Cruzado ensinou tudo o que não deveria ser feito. Inclusive congelamento de preços, do qual o senador, segundo entendi, se orgulha ainda hoje. Quem deu a melhor definição do então presidente da República José Sarney foi Fernando Lyra, seu ministro da Justiça: “É a vanguarda do atraso”.
Íntegra do discurso de Sarney
Clique aqui:
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/documentos/leia-a-integra-do-discurso-de-sarney/
Fonte: Blog Reinaldo Azevedo

Para aliviar as tensões partidárias. por Elmano Rodrigues Pinheiro


O "guerreiro" Sarney no "picadeiro do circo" político


Por Carlos Rafael Dias

Visivelmente nervoso e, consequentemente, pouco à vontade, o senador José Sarney começou o seu discurso no Senado Federal, realizado na tarde de hoje, fazendo um relato de sua longa vida política. Disse que, ainda no início da Ditadura, a despeito de a ela ter aderido na ante-hora, ele foi contra a cassação de deputados. Mostrou e leu, inclusive, uma manchete de um jornal da época atestando seu comportamento politicamente correto. Alegou que foi ameaçado de morte muitas vezes por essa sua postura combativa. Nos estertores desta mesma ditadura, no entanto, ele abandonou a “moribunda” e, faça-lhe justiça, apoiou decisivamente a candidatura de Tancredo Neves à Presidência da República no Colégio Eleitoral. Foi escolhido para ser o seu vice, e como tal assumiu a magistratura suprema da nação por conta da morte de Tancredo. Em seguida, Sarney enumerou os seus feitos como presidente, dentre outros, o fracassado Plano Cruzado, a moratória junto ao FMI e a Lei de Incentivo à Cultura. Não citou, por exemplo, que foi o principal interessado na emenda constitucional que prorrogou o seu mandato para cinco anos, usando de algumas moedas que não foram cunhadas na oficina pública da política. Sarney usou o tempo todo do papel da vítima. Segundo ele, não fez nada que pudesse provocar a atual crise política. Foram simplesmente perseguições políticas, maldosas e cruéis, que não lhe pouparam ao menos a intimidade do lar. Pigarreou, embargou a voz, fez menção de que as lágrimas rolariam a face sofrida de uma vida política que só lhe trouxe agruras e nenhuma vantagem. Tentou explicar o que eram os atos secretos. Admitiu que somente cerca de 500 atos não tramitaram na Rede Intranet do Senado. Disse que anulou todos os atos neste ano, com anuência da Mesa Diretora da Casa (pois não teria a autoridade para anulá-los sozinho). Disse , também, e é importante citar, que não foi o responsável por todos os atos. Dividiu a culpa com os demais ex-presidentes da Casa: Jader Barbalho, ACM, Ramez Tebez, Edison Lobão, Renan Calheiros, Garibaldi Alves, Tião Viana. Esclareceu que as nomeações sem concurso público foram pedidos de Senadores. Assumiu o nepotismo na nomeação de um parente, estendendo o pecado a outros senadores (disse que é uma ação privativa de cada senador). Gaguejou quando, usando o data-show, tentou lembrar de Vera Portela (foi nomeada pela sua filha Roseana) e, lembrando quem era, disse que não aceitaria que uma culpa passasse da filha para o pai.

O seu Estado é o Amapá, portanto não assumirá erros cometidos por políticos do Maranhão, mesmo que seja sua filha, ex-senadora. Continuou gaguejando e titubeou quando passou a limpo o restante da lista, onde abundou o sobrenome Zoghby (de quem se trata?. Uma busca no Google poderá ser bastante esclarecedora). E Ivan Sarney... Ele não tem nada haver com sua nomeação, nem com o namorado da neta nem com outras em que fortes indícios as associam ao seu nome.

Fez um longo silêncio....

E como não poderia deixa de ser, culpou a mídia, ou, como quer Paulo César Amorim, o PIG (Partido da Imprensa Golpista), denunciando, inclusive, o uso de montagem, onde sua voz foi imitada (ou substituída), em casos em que o associava ao escândalo Satiagraha . Disse, empunhando um DVD, que poderia divulgar algo escabroso, mas por questão de ética, não iria divulgar, ameaçando que assim faria se alguém pusesse a acusação na sua boca (tem bode na sala? Ou é mais uma bravata?). Suas palavras derradeiras foram: “Austero, sem arrogância, com respeito por todos e pela boa convivência”. Disse ser a favor de combater a injustiça pelo silêncio, e a favor que a paz seja restaurada no Senado, sem ódio e sem paixão política.” Pediu justiça para sair da crise e que a Casa retorne ao ambiente tranquilo. Foi o seu último apelo.

Postado por: Carlos Rafael Dias

Últimas notícias sobre a Crise no Senado (causada pelo Senador José Sarney)


Senado: Sarney entende que é hora "da guerra"

Bob Fernandes

O presidente do Senado, José Sarney, tem seu estilo. Estilo que ele próprio define como de "administração do silêncio". O senador Sarney (PMDB-AP) romperá com seu estilo em discurso que deverá pronunciar no plenário a partir das 15 horas desta quarta-feira. Sarney entende que se foi o tempo da "administração do silêncio". E que agora chegou a hora da "guerra" e do "enfrentamento".

Lula foi informado de que Conselho não julga Sarney hoje

05 de agosto de 2009 • 14h24 • atualizado às 15h11

Laryssa Borges e Elaine Lina
Direto de Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já foi informado de que o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, que se reúne às 15h desta quarta-feira para analisar representações e denúncias contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), não irá julgar o parlamentar. De acordo com um auxiliar próximo de Lula, a base de sustentação de Sarney enviou à Presidência sinais de que "as coisas estão mais tranquilas" sobre o destino político do senador eleito pelo Amapá. Pela manhã, a tropa de choque de Sarney espalhava a versão de que o presidente do Conselho de Ética, Paulo Duque, estaria "adoentado", mas que ainda assim compareceria ao colegiado para iniciar as análises dos questionamentos contra José Sarney. Duque compareceu ao Congresso próximo das 15h. Publicamente o presidente Lula defendeu José Sarney por inúmeras vezes, mas mudou de tom ao dizer que não tinha votado no senador e tampouco o elegido, o que indicaria uma posição de um pouco mais de distância do parlamentar suspeito de irregularidades. Nos bastidores, a tropa de choque de Sarney trabalha para com arquivamentos sumários de algumas das representações e com a prorrogação para adiante dos questionamentos supostamente com mais embasamento. A estratégia é tentar esfriar o clima de acusações contra o parlamentar.

Na noite desta terça integrantes da cúpula peemedebista e da tropa de choque visitaram separadamente o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede provisória da Presidência da República. Ao final das reuniões, o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP) garantiu que o presidente do Senado não deixará o posto. Fernando Collor (PTB-AL) voltou às pressas para o Congresso onde se reuniu a portas fechadas com Renan Calheiros, um dos principais integrantes do grupo de sustentação do senador. De acordo com auxiliares de Lula, a audiência com Collor estava marcada há cerca de uma semana, mas ocorreu mesmo sem entrar na agenda oficial de compromissos do presidente.

O clima entre os senadores vem esquentando desde que Renan Calheiros (PMDB-AL) e Fernando Collor (PTB-AL) bateram boca na segunda-feira com Pedro Simon (PMDB-RS), um dos principais defensores da saída de Sarney e o ameaçaram "relembrar momentos bastante incômodos" da vida pregressa do parlamentar.

Fonte: Terra

O Poder que temos em mãos, e o efeito sinérgico dos Blogs

Os tempos Modernos - Crato na Era da Informática
Uma visão Particular

Às vezes, a gente se espanta com o que tem nas mãos...

Daqui de onde estou, há 3 monitores de LCD quase sempre ligados, de onde acompanho o que se passa no mundo. Um ligado na CNN, Uol, BBC. Outro ligado em vários outros Blogs, e outro para e-mails e postagem no Blog do Crato. Vivo trancado num complexo de aposentos que não sei se moro num estúdio, ou em quartos cheios de parafernálias eletrônicas. Mas sempre foi assim, desde que mundo é mundo.

Minha alma reside em algum HD desses muitos que se espalham pela bancada. Me acostumei a dormir quando é conveniente, ficar quase 48 horas ligado, e dormir por 8 horas seguidas. Sempre tive insônia, e acho que o ser humano deveria poder ficar acordado dia e noite sem sofrer consequências. Infelizmente, comigo isso não é possível. Se nao durmo pelo menos 6 ou 7 horas por dia, perco a criatividade, memória, bom humor e por aí vai...

Mas deixando essa coisa de lado, eu quero dizer que neste mundo aonde só tenho noção do tempo lá fora, se é dia ou se é noite há 20 anos, me surpreendo às vezes com o poder que tem essas coisas que chamamos de Blogs. Hoje mesmo, vejo isso, com a notícia da expulsão dos quadros do PT da historiadora Alessandra Bandeira. Na verdade, ainda não dormi de ontem para hoje. A matéria foi escrita lá pelas 3 da manhã e colocada no Blog do Crato. Quando o dia amanheceu, já estava em vários Blogs do Cariri, tais como o CaririCult, o CaririCaturas, o CaririAgora, e outros. A repercussão de um assunto fica multiplicada, quando se unem os Blogs em torno do mesmo tema. pude sentir isso hoje em grau maior, pela primeira vez nesse muito tempo.

A repercussão nas ruas do crato nesse instante, está grande. Recebi vários telefonemas e e-mails das pessoas relatando que é um dos grandes assuntos em pauta na cidade. Conseguimos com esses Blogs, um feito inédito: Um poder de informação jamais visto no Crato em jornais impressos. Juntando os Blogs da cidade, temos talvez milhares de pessoas que tomaram conhecimento. Antigamente eu andava pelo Crato e quase sempre, ninguém nunca havia ouvido falar em Blog do Crato. Hoje, é difícil encontrar alguém que não conhece, não tenha ouvido falar, ou mesmo não leia. Estão lendo! Ontem mesmo, na corporação da polícia do Ronda do Quarteirão, encontrei vários policiais que lêm constantemente, e assim é sempre para onde a gente vai. Até em Fortaleza, os patrícios estão sabendo do que acontece na cidade. Temos leitores na Califórnia, no Japão, na Itália, na Índia, em Nova York, Paris, Londres, Barcelona, Portugal, Alemanha, etc...

Eu sempre gosto de contar a história do meu primeiro contato com um computador em 1982 ( Hum mil, novecentos e oitenta e dois ), quando vislumbrei um mundo interligado por essas máquinas. Depois veio tudo, projeto Cirandão, TK-85, TK-90X, MSX da Gradiente, modens de 14.400 , PC-XT, 286, 386, 486, pentium 100, Pentium 233, 300, 600, Athlon XP 2000, 3000... e agora quero uma nova máquina com processador Intel Core i7 - 975. Aonde iremos parar ?

Os caminhos da informação não tem fonteiras. lembro-me da minha velha BBS em Crato, com 2 linhas de telefone e 120 usuários em 1993. Era tudo tão moderno... Veio a Internet. Vi surgir o Google, Yahoo, Alta Vista, Dell, Compaq, Windows 95, 98, XP, Vista, Windows 7... Vi empresas sumirem do mapa e serem incorporadas, Adobe, Aldus, RealAudio, lembro-me quando eu digitava nomes de grandes artistas como "Frank Sinatra" no Alta Vista e vinha 5000 ocorrências, hoje tem 9.260.000 ocorrências na Internet. lembro-me que a aldeia global era pequena, eu conhecia muita gente de outros países que acessavam internet, porque não existia tanta gente para se esconder totalmente. Lembro-me de uma época em que eu praticamente não acessava sites brasileiros, pois haviam pouquíssimos. Era tudo em inglês, fóruns, grupos de discussão, etc.

E isso eu imaginei para o Crato: Que tal, se um dia nós tivermos uma rede tal que cada casa do Crato tenha alguém conectado na Internet, e sabendo de tudo que se passa na cidade ? Este dia não está muito longe!

Como falei, hoje fiquei espantado com a rapidez na velocidade da notícia, e no comportamento do povo, que definitivamente, incorporou a internet nas suas vidas. Hoje temos nossos Notebooks, Celulares 3G e Pads, que levamos ao supermercado para continuarmos conectados ao sistema.

Estamos diante de uma nova realidade, assustadora e que precisa que comecemos a repensar conceitos, a fim de que, como todo poder, possa ser usado para o bem da humanidade. Se nós iremos conseguir obter esse controle, ou se a máquina irá nos engolir, só o futuro nos dirá. Só sei que os novos tempos, aqueles que pareciam uma brincadeira tecnológica, hoje definitivamente, me assusta, mais do que empolga.

E pensar que muitas dessas coisas que hoje colhemos no Crato, surgiu como uma simples brincadeira em 2006, com meia dúzia de amigos...

Por: Dihelson Mendonça

Historiadora Alessandra Bandeira apresenta sua Defesa


Nota do Editor:
A historiadora Alessandra Bandeira, que foi expulsa do Partido dos trabalhadores ontem, por trabalhar numa administração do PSDB, nos traz esse texto em sua defesa:

Gostaria de que essa fosse minha última colocação e que todos entendessem que não mais falarei no assunto , pois, este já estava resolvido desde março. Dia 12 de março de 2009, estava em meu trabalho, quando recebo uma ligação do Diretorio Nacional do PT, em Brasília , me comunicando que tinha até o dia 13 de março, ou seja, o dia seguinte, para regularizar minha situação no PT e se eu tinha interesse, prontamente respondi que não queria pois, havia me filiado há 2 anos e até a presente data não havia recebido minha carteira de filiado, e minha entrada no PT foi horrível, pois, o senhor que fez minha filiação embolsou minha contribuição e não repassou para o diretorio, ficando assim minha filiação em aberto, tive que entrar com um processo na comissão de ética para poder resolver a questão, sendo que o cidadão que fez essa apropriação indebita nem se quer foi suspenso, apenas advertido. E depois disso tudo ainda tinha erros , não quero mais, por favor pode cancelar, e prontamente essa pessoa disse então você está desfiliada. Depois me enviaram a cópia do edital de convocação que prova isso que eles me informaram. No dia encontrei com o professor Jackson Antero e comentei com ele, e este ficou surpreso pois, o PT do Crato não sabia disso.

Desde março deste ano fui convidada para trabalhar como historiadora resposánsavel da Fundação, aceitei prontamente pois, para mim não trabalho só para o Samuel , trabalho para o município, são os cidadãos e cidadãs desta cidade que pagam meu sálario, não o PSDB, e se fosse não veria problema nenhum. Meu trabalho é honesto, mesmo o museu estando em reforma, vou todo dia, cuido do acervo e atendo as demandas que aparecem lá. Agradeço sim ao senhor Samuel Araripe, com quem não tenho muito contato mas o pouco que tive vi um homem preocupado em fazer um bom trabalho e dar ao Crato o que o Crato precisa, me lembro como se fosse hoje , que quando a Assembleia Legislativa aqui estava, no Teatro Municipal, o Museu estava começando a ser reformado e´ele veio e disse tanto para mim quanto para George Macário " O que for preciso faremos" , e naquele momento vi o compromisso, um homem sério.


Não estou aqui puxando a brasa para sardinha de ninguém, mas é diferente trabalhar para uma pessoa com a mente esclarecida. Passei um ano e meio dentro do Conselho da Mulher, sem remuneração, sem nada , eu digitei o Plano Nacional de Enfrentamento a Violência, trouxe a juventude e os LGBTT para dentro do movimento e nas eleições sofri o duro golpe da covardia, mas não me abalei, não questionei, mesmo tendo quem fizesse isso por mim, entendi a covardia. Então hoje estou sendo intimada a entregar uma defesa, se não, como diz o senhor dono do PT do Crato, Amadeu de Freitas ( meu algoz ) estou assumindo minha culpa:

- Pois eu sou culpada por dar comida a meu filho!
- Eu sou culpada porque aceitei trabalhar para não passar fome.
- Eu sou culpada porque meu partido poderia ter me ajudado mas nem a nobre vereadora que me usou e usou meu trabalho me socorreu. Eu sou culpada porque acima de qualquer partido vem meu filho, vem minha ética , minhas crenças. Sou culpada por dizer que dentro do PT a corrupção é aceita e aqueles que não são corrompidos são expulsos, não é Heloisa Helena? Sou culpada porque sempre fui militante, sempre fui de batalha e nunca precisei de siglas para lutar e quando me filiei foi para ajudar um amigo que hoje se cala. Sou culpada de perder meu precioso tempo e de meus amigos e amigas aqui do Blog para dar satisfação a um partido cujo o qual nem sou filiada.

Se tiver duvida só olhar neste link:

http://www.pt.org.br/portalpt/images/stories/Sorg/lista%20ce.pdf

Ao PT do Crato só tenho uma coisa a dizer ao invés de criticar quem trabalha, vão trabalhar!

Por: Alessandra Bandeira

Sínteses a respeito da Crise do Senado - Por: José do Vale Feitosa


CRISE NO SENADO


a) A crise tem um fundo cultural, social e político. É cultural com os senadores se comportando como elite privilegiada, que se encontra acima das leis universais da constituição. É social uma vez que a sociedade brasileira se encontra em processo de rearranjo, com forte mobilidade ascensional de grandes segmentos e já não suporta as regras da cultura política e social tradicional. É política com dois movimentos simultâneos: por um lado a desconfiança generalizada da sociedade com os políticos e por outro a degradação moral de políticos e da burocracia partidária.

b) Quando Sarney disse que a crise não era dele, mas do senado. O erro não foi do senador, mas da interpretação possível. Ora com esta frase Sarney diz exatamente que a crise é dele, uma vez que ele é membro do senado. E membro destacado, a Presidência, sobre a qual recaem simbolicamente os grandes problemas do senado.

c) Esta é uma das grandes crises da história recente do senado. Ou, talvez, uma das recorrentes grandes crises do senado a lembrar: a crise Jáder Barbalho, a crise Antonio Carlos Magalhães e a crise Renan Calheiros. Esta se diferencia em face de que o atual presidente do Senado é um político tradicional da história do país, já foi governador, líder de bancada, presidente de partido político e Presidente da República.

d) Qual o motivo da crise do Senado não vir para as ruas. A primeira é que o Senado é uma casa fechada e elitista. A segunda é pelo fato de que os demais poderes estão sem problemas no momento. A terceira e mais óbvia: parte da crise é a luta PT e PSDB na sucessão presidencial de 2010. Estranhamento quanto ao comportamento do PT em relação à Sarney?

e) O PT sentou-se para acalmar os ânimos no dia de ontem com o PSDB e DEM por outro motivo não menos secundário. Há uma franca contradição entre Lula e sua política sucessória e os interesses eleitorais do PT por causa do arranjo com o PMDB. O PT está desesperado com as perdas para o PMDB nas próximas eleições. Além das pesquisas que podem demonstrar desgaste para Lula com o apoio a Sarney, há outro dado para o recuo público de Lula dizendo que não votou em Sarney e este é o problema do PT.

f) O papel da mídia na crise do Senado é relevante. Todo o horror moral, a batida diária do malho sobre o presidente do Senado, a republicação dos mesmos fatos; a repercussão em cadeia de jornais, rádios e televisão; o tom geral de escândalo até para empregar alguém, prática velha dos políticos são táticas e estratégias com o objetivo de esquentar a crise. A mídia se acostumou a derrubar chefes de poderes.

g) A mídia brasileira representa a opinião pública? Não. Ela conhece o modo torto como esta opinião é formada e trabalha nas cargas instáveis. Aumenta esta carga num crescente e em cadeia articulada em várias praças de modo a dar a impressão geral de que apenas exista uma verdade dos fatos. E com a bandeira dos fatos, forjado sobre cargas tortas, se vêm ilesas moralmente do que fazem. Ninguém controla a mídia, nem mesmo a liberdade do leitor ou assistente de fechar o canal. Ela se tornou um poder acima dos demais poderes da sociedade e da República.

h) Além de ter descoberto um instância de poder, a mídia brasileira é pior ou no mínimo igual ao Senado: três famílias controlam toda a ação, editoria e pautas. Não apenas controlam o conteúdo, controlam os meios: cabos e canais de televisão; jornais, rádios e televisões; editoras e gráficas; distribuidoras e pontos de venda. Não é a toa que a Editora Abril é uma das grandes clientes de governos estaduais com material escolar, especialmente no Estado de São Paulo.

i) A sociedade tem capacidade de articular algo tão complexo? Tem e o caminho é a Educação Pública Universal, forte regulação sobre o ensino privado; desenvolvimento de ciência e tecnologia; desenvolvimento da cultura nacional. O segundo é estimular a politização da juventude. A terceira são políticas de renda popular para rapidamente superar a estagnação econômica do país e promover a ascensão social de grandes parcelas do país, especialmente no nordeste e periferia do sul e sudeste.

Por: José do Vale Feitosa
Foto: Brasília - O presidente do Senado, José Sarney, deixa o plenário do Senado - Fonte: Agência Brasil

Folha de Piqui - Por: Carlos Rafael Dias

Nota do Editor:
Nesta época em que estamos ( ou estou ) a tentar lançar um jornal, o "Chapada do Araripe", é de excelente leitura este texto do Carlos Rafael. O Crato é conhecido por ser um cemitério de Jornais, e qualquer um que se aventure nesta difícil tarefa, há que ter conseguido aprender com os erros e acertos dos que o precederam.

O jornal Folha de Piqui não tinha uma periodicidade certa para circular. Dependia de patrocinadores para bancar a tiragem de mil exemplares, impressos na Empresa Gráfica Ltda., pertencente à Diocese do Crato. A gráfica era dirigida por Ari Albuquerque, sobrinho do então padre Gonçalo (hoje, monsenhor) e que imprimia o jornal A Ação, porta-voz do episcopado cratense e de circulação semanal. Quando criança, meu pai, que sempre me incentivava no hábito da leitura, comprava o jornal A Ação todos os sábados e eu o lia de cabo a rabo. Meu irmão mais velho, Armando, antes de ingressar na carreira bancária, escrevia uma coluna para o jornal, chamada de Micro-notícias. Antonio Vicelmo, hoje renomado jornalista, também escrevia uma coluna, chamada de As coisas. Lembro, também, de uma coluna escrita por Monsenhor Feitosa, um brilhante intelectual, do qual posteriormente me aproximei por conta do Movimento de Juventude do Crato, o Mojucra, órgão da Pastoral de Juventude da Diocese do Crato. Enquanto lia as páginas do sisudo jornal A Ação não imaginava jamais que alguns anos depois, com dezessete anos de idade, seria um dos fundadores de um jornal cultural que seria impresso na mesma gráfica onde era impresso aquele tradicional hebdomadário.

A Empresa Gráfica, na verdade, era uma tipografia que trabalhava ainda com o arcaico sistema de linotipia, onde as linhas dos textos a serem impressos eram transformadas em tipos formados por finas barras de chumbo, depois derretidas para dar formato a novos tipos. As gravuras, se não fossem feitas de madeira, teriam que ser reproduzidas através de clichês feitos em zinco ou em chumbo. Era um ofício predominantemente artesanal, apesar da impressão ser feita em série.

Passava, praticamente, uma semana ou mais, o dia todo, na gráfica, revisando os originais e fazendo a diagramação final. Muitas vezes, ainda não tinha a quantia acertada para pagar a impressão. Mesmo assim, Ari liberava a edição para que pagássemos o restante com a venda dos exemplares. Somente uma vez, Ari não aceitou o pagamento fora do prazo. Organizamos uma comissão, tendo à frente o gravurista Normando Rodrigues e fomos falar com Dom Newton, então bispo auxiliar da Diocese. Dom Newton ligou imediatamente para Ari e liberou o jornal.

Colocávamos os exemplares nas bancas de jornal, mas o grosso da venda era feita de forma avulsa, principalmente na Faculdade de Filosofia do Crato, embrião da futura Universidade Regional do Cariri. Passávamos de classe em classe e os estudantes, muito a título de apoio, adquiriam o jornal. No início, o nome Folha de Piqui causava estranheza e, quase sempre, quando o anunciávamos, provocava risos. O termo piqui remetia a piquizeiro (o nome correto é pequizeiro), como era tachado um cratense pelos rivais juazeirenses, a quem chamávamos de romeiros. Era a tradicional rivalidade entre as cidades de Crato e Juazeiro do Norte ainda em voga.

O núcleo fundador do jornal, além de mim, era integrado por Leonel Araripe, Wellington Marques e os poetas José Bezerra de Figueiredo Filho, o Decas, e Geraldo Urano. Fizemos uma reunião no Parque Municipal, numa noite de meio de semana, e sentados na grama, colocamos em pauta qual seria o título do jornal. Geraldo Urano sugeriu dois nomes: Quarto Crescente e The Pineal. Eu sugeri Folha de Piqui e todos aprovaram a sugestão. Com o título definido, partimos para reunir as colaborações e buscar o apoio financeiro. O trabalho de alavancar o patrocínio ficou a meu cargo e de Leonel Araripe, filho de uma tradicional família cratense, neto que é do respeitável historiador e escritor J. de Figueiredo Filho. A presença de Leonel foi de suma importância para conseguir os primeiros e cativos patrocinadores: a loja de eletrodoméstico F.C. Pierre & Filhos, o mercantil Cantina do Oliveira, o Café Itaytera, a loja de artigos culturais Bolart e os médicos Marcos Cunha e José Flávio Vieira. O corpo de colaboradores era por demais eclético: a nova geração de escritores,poetas e desenhistas, como eu, Leonel Araripe, Wellington Marques (que assinava Wellington Pasca), Edelson Diniz e os remanescentes de gerações anteriores, como Tiago Araripe, Zé Flávio Vieira, Rosemberg Cariry, Luiz Carlos Salatiel, Geraldo Urano, os irmãos Abdoral e Pachelly Jamacaru, Jackson Bola Bantim, Decas, Wilton Dedê, Stênio Diniz e Normando Rodrigues, além de contar com a colaboração de ícones da cultura popular, como o poeta Patativa do Assaré e o gravurista Valderêdo Gonçalves.

Por: Carlos Rafael Dias

Aulas de "Gestão Estratégica" - Por: José Nilton Mariano Saraiva


AULA 1: Um fazendeiro resolve colher algumas frutas em sua propriedade, pega um balde vazio e segue rumo às árvores frutíferas. No caminho ao passar por uma lagoa, ouve vozes femininas que provavelmente invadiram suas terras. Ao se aproximar lentamente, observa várias belas garotas nuas se banhando na lagoa. Quando elas percebem a sua presença, nadam até a parte mais profunda da lagoa e gritam: - Nós não vamos sair daqui enquanto você não deixar de nos espiar e for embora. O fazendeiro responde: -Eu não vim aqui para espiar vocês, eu só vim alimentar os jacarés! Conclusão: *A criatividade é o que faz a diferença na hora de atingirmos nossos objetivos mais rapidamente*. AULA 2: Um corvo está sentado numa árvore o dia inteiro sem fazer nada. Um pequeno coelho vê o corvo e pergunta: - Eu posso sentar como você e não fazer nada o dia inteiro? O corvo responde: - Claro que sim, porque não? O coelho senta no chão embaixo da árvore e relaxa. De repente uma raposa aparece e come o coelho. Conclusão: *Para ficar sentado sem fazer nada, você deve estar no topo *. AULA 3: Um homem está entrando no chuveiro enquanto sua mulher acaba de sair e está se enxugando. A campainha da porta toca. Depois de alguns segundos de discussão para ver quem iria atender a porta a mulher desiste, se enrola na toalha e desce as escadas. Quando ela abre a porta, vê o vizinho Nestor em pé na soleira. Antes que ela possa dizer qualquer coisa, Nestor diz: - Eu lhe dou 3.000 reais se você deixar cair esta toalha! Depois de pensar por alguns segundos, a mulher deixa a toalha cair e fica nua à sua frente. Nestor então entrega a ela os 3.000 reais prometidos e vai embora. Confusa, mas excitada com sua sorte, a mulher se enrola de novo na toalha e volta para o quarto. Quando ela entra no quarto, o marido grita do chuveiro: - Quem era? - Era o Nestor, o vizinho da casa ao lado, diz ela. - Ótimo! Ele lhe deu os 3.000 reais que ele estava me devendo? Conclusão: *Se você compartilha informações a tempo, você pode prevenir exposições desnecessárias*. AULA 4: Na África todas as manhãs o veadinho acorda sabendo que deverá conseguir correr mais do que o leão se quiser se manter vivo. Todas as manhãs o leão acorda sabendo que deverá correr mais que o veadinho se não quiser morrer de fome. Conclusão: *Não faz diferença se você é veadinho ou leão, quando o sol nascer você tem que começar a correr.* AULA 5 : Um padre está dirigindo por uma estrada quando um vê uma freira em pé no acostamento. Ele para e oferece uma carona que a freira aceita. Ela entra no carro, cruza as pernas revelando suas lindas pernas. O padre se descontrola e quase bate com o carro. Depois de conseguir controlá-lo e evitar o acidente, ele não resiste e coloca a mão na perna da freira. A freira olha para ele e diz: - Padre, lembre-se do Salmo 129!!! O padre sem graça se desculpa: - Desculpe Irmã, é que a carne é fraca... E tira a mão da perna da freira. Mais uma vez a freira diz: - Padre, lembre-se do Salmo 129!!! Chegando ao seu destino a freira agradece e, com um sorriso enigmático, desce do carro e entra no convento, sem antes lembrá-lo: Padre, lembre-se do Salmo 129. Assim que chega à igreja o padre corre para as Escrituras para ler o Salmo 129, que diz: ' Vá em frente, persista, mais acima encontrarás a glória do paraíso'. Conclusão: *Se você não está bem informado sobre o seu trabalho, você pode perder excelentes oportunidades*. AULA 6: Dois funcionários e o gerente de uma empresa saem para almoçar e na rua encontram uma antiga lâmpada a óleo. Eles esfregam a lâmpada e de dentro dela sai um gênio. O gênio diz: - Eu só posso conceder três desejos, então, concederei um a cada um de vocês! - Eu primeiro, eu primeiro, grita um dos funcionários. –“Eu quero estar nas Bahamas dirigindo um barco, sem ter nenhuma preocupação na vida”... Pufff e ele foi. O outro funcionário se apressa a fazer o seu pedido: - “Eu quero estar no Havaí, com o amor da minha vida e um provimento interminável de pina coladas” ... Puff, e ele se foi. -Agora você - diz o gênio para o gerente. – “Eu quero aqueles dois de volta ao escritório logo depois do almoço para uma reunião”! Conclusão: *Deixe sempre o seu chefe falar primeiro*.

Autor: Desconhecido
Postagem: José Nilton Mariano Saraiva

Poeta Wilson Bernardo é Expulso do PT - Partido dos Trabalhadores


wilson bernardo expulso

O poeta, escritor, fotógrafo e desenhista Wilson Bernardo, um dos mais ilustres artistas da cidade do Crato acaba de telefonar para o Blog do Crato e comunica que ontem recebeu uma carta de expulsão do Partido a que ele pertenceu por muitos anos. A alegação é a mesma da colega de partido, Alessandra Bandeira: - Pelo fato de Wilson Bernardo trabalhar para a administração Samuel Araripe, que é do PSDB, e portanto, estaria a "apoiar governo que contraria os princípios programáticos do partido".

Wilson disse ao telefone que deseja conceder uma entrevista completa sobre o assunto, ao Blog do Crato, e se diz perseguido pelo seu partido. Acrescenta:

"Trabalhar nunca foi crime! Desde quando trabalhar é crime ? Então só o Sr. Amadeu de Freitas tem seu emprego garantido no INCRA porque foi convidado por uma pessoa do seu partido, porque que eu não posso ter direito a ter um único trabalho, apenas por ter sido convidado por uma pessoa que é de outro partido mas que acredita e conhece o meu trabalho ? Porque que o PT nunca pôde dar trabalho a ninguém, só a 3 pessoas dentro do partido ?"

Wilson acrescenta ainda que "foi pêgo de surprêsa" com a notícia, e que está sendo covardemente atacado por pessoas em que ele jamais imaginou serem capazes:

É uma covardia, o que o PT está fazendo comigo!" - Acrescenta.

Reportagem: Dihelson Mendonça

Nota do Editor: As postagens podem se mover, para preservar as manchetes principais do dia...

Olá, Amigos,

Já de algum tempo, o Blog do Crato tem adotado um formato mais jornalístico, em que temos as manchetes principais do dia, as crônicas, e as outras notícias. todo dia, bem cedo, estamos a postar a previsão do tempo e Almanaque. Geralmente, em torno de 5 horas da manhã. Eu considero isso, uma espécie de abertura do dia, embora haja na mesma data, várias postagens anteriores. É uma espécie de marco para se começar bem o dia. Após isso, vem o desfile das principais notícias, em seguida, as crônicas, avisos, e todos os outros artigos. Por isso, não estranhem os nossos leitores e os membros escritores se virem as suas postagens se movendo para cima ou para baixo. Elas nunca são deletadas, são apenas organizadas, classificadas e melhor diagramadas. Sempre que possível, até ilustradas com alguma imagem por mim. Tenho horror a coisas desorganizadas, e por isso, peço aos escritores, especialmente aos desobedientes, que possam tentar seguir à risca as inúmeras postagens que ensinam como se deve postar no Blog diagramando corretamente, ilustrando, e uniformizando as linhas ( justificando ). Vamos deixar de preguiça de lado, e organizar mais as postagens!

Abraços.
Bom Dia!

Dihelson Mendonça

Previsão do Tempo e Almanaque - 05 de Agosto de 2009

Bom dia para todos os nossos leitores! Hoje, dia 05 de Agosto de 2009 é um dia bastante especial. Finalmente, após um longo período de espera, os Cratenses assistiram ontem, à assinatura da órdem de serviços por parte do Governador Cid Gomes, para a construção do Centro de Convenções do Cariri, localizado em Crato, no bairro Muriti. Também, foi iniciado ontem, o Ronda do Quarteirão aqui na cidade. Logo abaixo, informações detalhadas e fotos sobre esses eventos. A previsão do tempo para hoje, é dia com sol, algumas núvens e não chove. informações mostradas pelo site especialista em previsões do tempo: Climatempo.


ALMANAQUE

Dia 05 de Agosto, a Igreja Católica comemora o dia de Santo Osvaldo de Nortúmbria.

Osvaldo nasceu em 604. Era filho do rei pagão Etelfrit, da Nortúmbria, futura Inglaterra, e da princesa Acha. O reino foi invadido em 616, quando seu pai morreu na batalha contra o rei Edin, que assumiu o trono e depois fundou a cidade de Edimburgo. Acha e seus onze filhos fugiram para a Corte do rei da Escócia, onde todos se converteram. As crianças foram entregues aos cuidados dos beneditinos do Mosteiro de Iona, fundado em 563 por são Columbano, famoso centro de formação e estudos. Lá receberam sólida formação acadêmica e religiosa, adequada aos fidalgos e no seguimento de Cristo. Osvaldo destacava-se pelo belo porte físico, pela inteligência e pela caridade cristã. Tinha um sorriso franco, era bom e generoso, não distinguindo ricos e pobres. Era um hábil e capacitado estrategista militar, treinado pelo pequeno, mas potente exército do rei da Escócia, que muito o apreciava. Curioso mesmo era o seu animal de estimação: um falcão que lhe obedecia e pousava-lhe na mão.

Quando o rei Edin morreu, em 633, Osvaldo formou seu exército, pequeno e eficaz, e venceu a famosa batalha de Havenfield, em 634, com o usurpador tombando morto. Osvaldo assumiu o trono como legítimo rei da Nortúmbria. Contam os registros históricos que antes desse combate ele teve uma visão de são Columbano, que o orientou a rezar junto com seus soldados antes de partir para o combate. Ele obedeceu. Mandou erguer uma grande cruz no centro do campo onde estavam, ajoelhou-se diante dela, pedindo aos soldados, quase todos pagãos, que fizessem o mesmo. Assim postado, com fé e humildade, o futuro rei pediu a Deus proteção e liberdade para seu povo oprimido pelos inimigos. O rei Osvaldo sempre atribuiu essa vitória à intercessão de são Columbano e à proteção de Cristo. Depois de coroado, todo o exército converteu-se. Mandou chamar os monges escoceses do Mosteiro de Iona para pregarem o Evangelho no seu reino. Ele mesmo traduzia para o povo os sermões, conseguindo muitas conversões. Construiu igrejas, mosteiros, cemitérios, hospitais, asilos e creches, distribuiu riquezas e promoveu prosperidade e caridade ao povo. Casou-se com a princesa Cineburga, filha do rei pagão de Wessex, hoje também Inglaterra. Em seguida, convenceu o sogro a permitir uma missão evangelizadora de monges escoceses no seu reino, que acabaram convertendo esse rei também. A Igreja deve à fé do rei Osvaldo o grande impulso para a evangelização do povo inglês e o estabelecimento da vida monástica na ilha britânica. O rei da Nortúmbria morreu em combate em 642, defendendo o seu povo de invasores pagãos. Amado e venerado como santo em vida, a fama de sua santidade ganhou destaque junto aos povos de língua inglesa graças à divulgação dos monges beneditinos. Depois, o venerável Beda, monge famoso pela santidade e sabedoria na doutrina, reivindicou o título de mártir a santo Osvaldo da Nortúmbria, por ter morrido em combate contra os pagãos. Sua festa é uma tradição antiga, e a Igreja manteve a celebração no dia 5 de agosto.

HOJE NA HISTÓRIA

Dois fatos marcantes do mundo artístico marcaram o dia de hoje na historia: Em 1955, morria em Hollywood a cantora brasileira Carmem Miranda, e em 1962, Marilyn Monroe é encontrada morta devido a uma dose excessiva de barbitúricos.

Carmem Miranda - "The South American Way"

Maria do Carmo Miranda da Cunha nasceu em 9 de fevereiro de 1909 na freguesia de Marco de Canavezes, Província de Beira-Alta, Portugal. Veio para o Brasil ainda muito pequena, com apenas 10 meses de idade e foi criada bem no meio da boêmia carioca. Adorava cantar e isso lhe custou o emprego como vendedora de gravatas. O dono do estabelecimento a despediu por distrair os colegas que paravam de trabalhar para ouvi-la.

Sua estréia nos palcos cariocas foi um sucesso. Josué de Barros, compositor conhecido da época, quando a viu, percebeu seu potencial e resolveu investir sua carreira, pagando-lhe cursos de canto e dicção e, ainda encaminhando-a para todas as rádios e gravadoras. Este esforço não foi em vão. Logo veio a gravar seu primeiro disco.

Carmen Miranda era uma mulher baixinha...alguma coisa por volta de 1m 53. Em função de sua pouca estatura gostava de usar aqueles saltos enormes, plataformas mesmo de tão altos. Por causa disso o radialista César Ladeira a batizou, carinhosamente, de “ A pequena notável”.

No final da década de 30 já estava contratada como artista exclusiva do Cassino da Urca. Cantava os melhores compositores da época, como Assis Valente e Ary Barroso. Junto com o conjunto Bando da Lua, cantava a música “O que é que a baiana tem” quando foi vista por Lee Schubert, empresário americano de muita influência na Broadway. Esse contato rendeu a Carmen o ingresso no universo artístico norte-americano. Seu sucesso foi absoluto. Não tardou a ser chamada para fazer um filme em Hollywood. Outro sucesso. Seis meses depois de ter chegado na meca do cinema mundial foi convidada a deixar as marcas de suas mãos, pés e o seu autógrafo registrados na consagrada “ walk of fame”. Era uma consagração nunca vista por uma artista brasileira fora do Brasil. Carmen tinha alcançado o topo de sua carreira. Era reconhecida dentro e fora do Brasil. E no exterior estava no mesmo patamar das maiores estrelas internacionais.

Mas todo esse sucesso tem um preço e Carmen sentiu no corpo o cansaço e o esgotamento que tantos compromissos acarretaram. Volta para o Brasil em dezembro de 1954. Fica reclusa no Copacabana Palace Hotel durante quatro meses. Mas as suas obrigações com produtores americanos a obrigam a voltar para os estados Unidos. Durante um desses compromissos, teve um discreto desmaio. Poucos perceberam. Voltou para sua casa em Beverly Hills onde recebeu alguns amigos. A última pessoa que deixou a casa saiu às 3 e 30 da manhã. Foram as últimas pessoas a verem Carmen Miranda com vida. Foi encontrada morta logo depois. Era o dia 5 de agosto de 1955. Carmen morria aos 46 anos de idade.

Aquela mulher pequena , com bananas equilibradas na cabeças e sapatos de saltos plataforma deixou de ser uma cantora de renome internacional e virou um mito. Nunca nenhum brasileiro chegou tão longe em sucesso e fama como ela. Era realmente uma pequena notável....

Marilyn Monroe


Nome: Norma Jean Baker Mortenson
Data de Nascimento: 01 de Junho de 1926
Local de Nascimento: Los Angeles - Califórnia

Alguns fatos de sua vida:

Um dos maiores símbolos sexuais já produzidos por Hollywood, Norma Jean Baker Mortenson (seu nome verdadeiro) nasceu em Los Angeles Califórnia e viveu parte da infância em orfanatos. Casou-se aos 16 anos, com James Dougherty, e aproveitou quando o marido serviu na 2ª Guerra para tentar a sorte no cinema. Começou com pequenas aparições em "O Segredo das Jóias" (1950) e "A Malvada" (1950), e despontou com "Só a Mulher Peca" (1952) e "Torrentes de Paixão" (1953). Depois, virou mito. Sua exuberância pode ser conferida em "Os Homens Preferem as Louras" (1953), "O Pecado Mora ao Lado" (1955) e "Quanto Mais Quente Melhor" (1959). Divorciada de James Dougherty, casou-se com o ex-jogador de beisebol Joe Di Maggio e com o dramaturgo Arthur Miller. Teve um romance com o ator francês Yves Montand durante as filmagens de "Adorável Pecadora" (1960), e teria mantido relações jamais esclarecidas com o então presidente John Kennedy e com seu irmão, Robert. A hipótese de que ela teria sido amante dos Kennedy ganhou força quando se constatou que sua casa foi vasculhada - supostamente por agentes da CIA - antes da chegada da polícia no dia em que morreu, devido a uma overdose de sedativos e barbitúricos. Mas não existem provas concretas, apenas suposições e depoimentos - alguns dos quais aparecem no documentário inglês "Marilyn e os Kennedy" (1985). No fim, a glamurosa loura de Hollywood morreu durante seu sono com a jovem idade de 36 anos em 05 de agosto de 1962. Elton John e Bernie Taupin escreveram uma vez sobre Marilyn, "A vela se apagou muito antes do que a lenda que ainda continua acesa". Sua "vela" pode ter se apagado, mas as chamas de Marilyn brilham mais forte do que nunca.

Fontes: Edições Paulinas, Climatempo, http://www.mpbnet.com.br, Tatiana Rocha, http://www.webcine.com.br

Governador Cid Gomes assina construção do Centro de Convenções em Crato - Prazo de Conclusão é de 6 meses.


Ontem ( 04 ), o Governador Cid Gomes esteve em Crato, para dentre outras atividades, assinar a ordem de serviço para a construção do Centro de Convenções e Negócios do Cariri, obra orçada em 10 milhões de Reais, e com previsão de entrega no prazo de 6 meses. Será inaugurada em Fevereiro do próximo ano, segundo prevê Cid Gomes. O evento, que aconteceu no próprio local da obra, situada no Bairro Muriti, teve a participação massiva da população, além de lideranças políticas, autoridades, e a presença dos Deputados Ely Aguiar e Sineval Roque. O prefeito do Crato, Samuel Araripe destacou a importância de um centro de convenções para a região, bem como as parcerias entre governos municipal e estadual, como um dos grandes meios para atrair o desenvolvimento regional. Em entrevista concedida ao website Blog do Crato, Samuel Araripe falou sobre os projetos que ele tem para aquela área, com a construção de uma cidade universitária. Segundo afirma, Crato é uma cidade que representa o modelo de educação e cultura no Cariri, e que a criação de uma cidade universitária, reunindo o Campus avançado da UFC, a Universidade Católica, o Centro de Convenções e um possível Campus da Urca no local, firmariam de vez a vocação do Crato, e que no projeto para aquela área, contempla a construção de uma avenida que passará pelo Centro de Convenções e irá até a cidade de Barbalha, valorizando e loteando terrenos que ficariam entre a Avenida Padre Cícero ( Crato-Juazeiro ), e a nova Avenida, que por sua vez, se ligaria a outras avenidas que já são contempladas no seu projeto de expansão do Parque de Exposições, entregue recentemente ao secretário de desenvolvimento agrário, Camilo Santana para o governo do Estado, quando seriam construídas mais 4 grandes avenidas no Crato, interligando o bairro Grangeiro até o Muriti, valorizando as áreas circunvizinhas.


IMG_3486


IMG_3465


IMG_3479


IMG_3451


IMG_3459


IMG_3449


IMG_3463

Reportagem e Fotos: Dihelson Mendonça

O Ronda do Quarteirão chega ao Crato ! - 5 Viaturas e 42 Policiais


O
Governador Cid Ferreira Gomes esteve com sua comitiva na cidade do Crato na noite de ontem, para dar início, em companhia do Prefeito Samuel Araripe, ao "Ronda do Quarteirão". Inicialmente, serão 5 viaturas equipadas com os mais modernos sistemas de computadores e câmeras, integradas a um sistema principal, de onde a qualquer momento, os policiais poderão levantar a ficha de qualquer pessoa apenas pelo nome, evitando com isso, segunda se afirma, confundir o bandido com o cidadão. A cerimônia foi realizada no bairro do Seminário, na praça Dona Ceicinha, com a participação de centenas de civis, além de policiais de diversas corporações e o Demutran ( Departamento Municipal de Trânsito ). O governador destacou dentre outras coisas, que cada policial é treinado para saber tratar a população com educação, sendo uma "amiga do povo". Ressaltou ainda que muitos deles estão cursando universidades. Em tom bastante alegre, Cid Gomes entregou o "Ronda" ao Crato, esperando que a população também cumpra a sua parte, disponibilizou telefones, e disse que em seguida, cada viatura e cada policial irá visitar as residências para se apresentar e conhecer as pessoas da região aonde irá trabalhar.

O Prefeito Samuel Araripe, por sua vez, destacou a importância do projeto, que segundo ele, é um exemplo que deu certo, e que o Crato estava precisando, dada a crescente insegurança que se faz notar na cidade. Salientou ainda o resultado benéfico que os trabalhos em parceria representam para se conseguir benefícios para a cidade do Crato.

Após a cerimônia, que foi também acompanhada pela grande imprensa, além de autoridades, secretários de governo, e os deputados Ely Aguiar e Sineval Roque, a comitiva dirigiu-se para o bairro Muriti, aonde foi assinada a ordem de serviço para o início da construção do Centro de Convenções do Cariri.

Cobertura Fotográfica:

Para cobertura completa, clique no painel abaixo:

ronda amostra

Image2

IMG_3413

IMG_3416

IMG_3417

IMG_3426

IMG_3433

IMG_3437

IMG_3436

IMG_3429

Dsc02873


A todos esses bravos e preparados rapazes, que irão trabalhar dia e noite, o nosso mais sincero respeito, e torcemos para que com a chegada do Ronda do Quarteirão, essa onda de assaltos que ontem mostramos aqui no Blog do Crato, possa ser controlada na nossa cidade. Creio que falo em nome das pessoas de boa vontade do Crato, que acredita em dias melhores, que vê o futuro sob o olhar do otimismo, do "vamos primeiro provar, para depois poder julgar". Por isso, quero desejar toda a sorte para o "Ronda", e que a seriedade, a educação e a competência sejam a Marca Registrada dessa turma que assume agora, e que possam ser amigos da população, tratando-nos com educação, com carinho e com o respeito que todos nós cidadãos de bem que fazemos parte da cidade do Crato merecemos e esperamos de todos vocês.

Boa Sorte!

Dsc02895

E fica aqui, em especial, o meu caloroso abraço ao soldado Neves, que é, aliás, um leitor assíduo do Blog do crato. Parabéns!

Fotos e Reportagem: Dihelson Mendonça

Administrador do Blog do Crato
www.blogdocrato.com

O Assédio Moral na Administração Pública. Postado por Darlan Reis Jr.


Amigos do Blog do Crato, achei interessante o conteúdo desenvolvido por Paulo Roberto Martinez Lopes, que tem um blog sobre Ética na Administração Pública. Em um de suas postagens, Paulo Roberto trata do assédio moral. Explica o que é e tipifica os assediadores. Vale a pena conferir.

Acesse o blog aqui.

Um trecho:

"O que realmente é assédio moral na relação de trabalho? O assédio moral consiste na exposição dos servidores a situações humilhantes, constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções. É mais comum em relações hierárquicas autoritárias e assimétricas, em que predominam condutas negativas, relações desumanas e aéticas de longa duração, de um ou mais chefes, dirigidas a um ou mais subordinados. Desestabiliza a relação da vítima com o ambiente de trabalho e a organização, forçando-a a desistir de suas atividades, solicitar transferência de setor ou mesmo ser demitida. Configura uma conduta abusiva, por meio de gestos, palavras, comportamentos e atitudes que, seja por sua repetição ou sistematização, atentam contra a dignidade ou a integridade física de uma pessoa, ameaçando sua estabilidade funcional e chegando a degradar o ambiente de trabalho. Resumindo trata-se, portanto, da exposição do servidor a situações humilhantes e constrangedoras, recorrentes e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício das funções. Essa exposição à tirania é mais freqüente em relações hierárquicas autoritárias, nas quais predominam condutas negativas, atos desumanos de longa duração, exercidos por um ou mais chefes contra os subordinados, ocasionando a desestabilização da vítima com o ambiente de trabalho e a organização."

Por: Darlan Reis

O Alumioso, por Di Freitas - Postagem: Kaika Luiz


O Alumioso, por Di Freitas

Julio Daio Borges

Ariano Suassuna tem como uma de suas principais influências Miguel de Cervantes e encontra no Nordeste brasileiro um lado medieval, que persiste, apesar da vinda da Corte (século XIX), da proclamação da República (século XX) e da chamada globalização (século XXI). Quem duvida, deveria escutar O Alumioso, do músico Di Freitas, lançado pelo Selo Sesc, um dos mais dedicados à pesquisa de música realmente brasileira. Além do Nordeste, de compositores como Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira (em “Juazeiro”, que abre o disco), encontramos, nas composições de Di Freitas, surpreendentes traços de música indiana e árabe (em “Cantigas de Mouro”), africana e caribenha (em “Salsa com Baião”), música caipira (em “Lavras da Mangabeira”) e, inclusive, a poética dos romances de cavalaria (em “Flor de Algodão”, com participação de Juliana Amaral). Di Freitas, que também atende por Francisco, como se não bastasse, fabrica instrumentos e alterna criações suas, enriquecendo as faixas em sonoridade, com violoncelo de cabaça, marimbau e rabeca igualmente de cabaça, fora lira nordestina, “viola de 13”, violão e alaúde. Sem contar os sopros, como clarinete e flauta doce, que também toca. Com passagens dedicadas a outros mestres, como Nonato Luiz, O Alumioso é tão vasto em influências do cancioneiro de diferentes tradições que mal conseguimos defini-lo – o que está OK, já que nem Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc, nem Antonio Madureira, mais próximo ao músico, conseguem. Realizações como essa, de Francisco “Di Freitas”, indicam que sempre há, no Brasil, culturas a serem descobertas.

Publicado no site:
Digestivo Cultural:
http://www.digestivocultural.com/arquivo/nota.asp?codigo=1586

Julio Daio Borges - Editor

Notícias do Crato para o Dia 05 de Agosto de 2009


05-08-2009

Crato beneficiado com início das obras do Centro de Convenções e Ronda do Quarteirão

O prefeito do Crato, Samuel Araripe, esteve participando durante o dia de ontem, do governo itinerante de Cid Gomes, onde assinou vários projetos que beneficiam o Crato em setores como turismo e desenvolvimento social. A segurança é outro setor que vem beneficiar diretamente os moradores dos bairros do Crato, com o Ronda do Quarteirão. O prefeito destacou um dos projetos, no valor de cerca de R$ 10 milhões, o Centro de Convenções e Negócios do Cariri, com o início de sua construção, em parceria com a administração do Crato, que doou o terreno, em uma das áreas estratégicas da cidade, no bairro Muriti. Samuel Araripe, além de agradecer os benefícios do governo do Estado para o Crato, destacou a importância da cidade estar sendo preparada para atender aos grandes acontecimentos da região, com o novo Centro de Convenções, previsto para ser inaugurado em fevereiro de 2010. Além disso, a melhoria no setor turístico, com a finalidade de atender de forma qualificada os visitantes, fortalecendo este setor, que se configura num dos grandes potenciais da cidade. Ele destaca o trabalho que já vem sendo feito com reformas e construções de praça, além do projeto da encosta do Seminário, que vem proporcionar melhor aspecto urbanístico para o Crato. Samuel ressaltou a vinda do Ronda do Quarteirão, salientando a importância de uma das cidades da Região Metropolitana, que é o Crato, para fortalecer a segurança da população. Pela manhã, o prefeito esteve na abertura do governo itinerante. O lançamento da obra do Centro de Convenções ocorreu à noite. Já o do Ronda do Quarteirão ocorreu na praça de Dona Ceicinha, no Seminário, também à noite. Com o programa, cinco viaturas estarão circulando por bairros da cidade, com 42 policiais do Ronda.

Ação Social do Crato fortalece ações direcionadas a jovens e idosos

A Secretária de Ação Social do município do Crato, Liduína Andrade, esteve participando, na manhã de ontem, do governo itinerante, em Juazeiro do Norte, acompanhando o prefeito do Crato, Samuel Araripe, juntamente com uma comitiva dos integrantes do Projeto Primeiro Passo. Na ocasião, foi assinado pelo prefeito do Crato, o termo de adesão ao projeto, para capacitação de 20 alunos do município, na linha jovem aprendiz. Samuel Araripe também recebeu kits de equipamentos para ações junto à pessoas idosas nos Cras, além de receber guia para pessoa idosa e portadores de deficiência. Liduína Andrade manteve contato com a Secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, Fátima Catunda. Ela ressaltou as ações que vêm sendo executadas junto as pessoas da terceira idade em Crato e que o governo vem auxiliar o município em algumas ações junto a esse público-alvo.

Profissionais da Saúde participam de capacitação sobre influenza A em Barbalha

Profissionais da saúde do Município do Crato, incluindo médicos e enfermeiros, estarão participando durante o dia de hoje, de capacitação em Barbalha, por meio da Secretaria de Saúde do Estado, com o objetivo de informar sobre a Gripe Influenza A (H1N1). O evento, que reunirá profissionais de toda a macrorregional de saúde, será no Hospital São Vicente, no município barbalhense. Segundo a assessora técnica da Secretaria de Saúde, Aline Franca, a idéia é mobilizar os profissionais de saúde para a prevenção da nova gripe. Ela ressalta que no Crato já está sendo iniciado um trabalho de divulgação junto às escolas, através da Mobilização Social, entrega de material informativo, como panfletos e folderes. Nas unidades de saúde também vem sendo feito o trabalho preventivo da Influenza A.

Meio Ambiente dá continuidade a projeto de requalificação no Centro

A Secretaria de Meio Ambiente do Crato dá continuidade ao projeto de requalificação urbana do município, no combate a poluição visual, com a retirada de placas irregulares das ruas do Centro comercial. Segundo o secretário, Nivaldo Soares, esse trabalho vem sendo feito com a importante parceria dos comerciantes do município, que têm sido receptivos ao projeto de adequação. A adesão tem sido, segundo ele, da quase totalidade dos empresários, que estão entendendo o objetivo desse trabalho, que é proporcionar uma melhor visibilidade do centro, tornando a cidade mais atrativa e agradável visualmente. A retirada das placas tem acontecido no turno da noite, para não apresentar riscos à população. Restam cerca de 28 placas para serem retiradas. Em ruas como a Dr. João Pessoa, é possível se perceber a diferença, já sem a presença de várias placas. O secretário adianta que também deverá ser feita em breve uma pequena licitação para iniciar a recuperação das plaquetas com os nomes das ruas da cidade. A idéia é proporcionar uma leitura padronizada e com maior visibilidade para os cratenses e visitantes. Outro ponto importante será adequação de marquises de alguns pontos comerciais do centro.

Saúde do Crato inicia mais uma etapa da campanha de vacinação contra a Paralisia Infantil

A Secretaria de Saúde do município do Crato comunica que a 2ª. Etapa da Campanha de Vacinação contra Poliomielite já começou. As vacinas já se encontram disponíveis em todas as unidades de saúde. Todas as crianças menores de 5 anos de idade deverão tomar a vacina contra a paralisia infantil. Bastam duas gotinhas para que as crianças fiquem protegidas. Tereza Cristina, coordenadora do setor de Imunização da Secretaria de Saúde lembra que é importante que os pais não esqueçam de levar o cartão de vacinação e avisa que o Dia “D” da vacinação será próximo dia 28, onde todos os postos de saúde do município estarão abertos de 8 as 17 horas. A meta do Governo Municipal do Crato é vacinar mais de 10 mil crianças menores de 5 anos. A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, quando ataca crianças, é uma infecção viral causada pelo poliovírus. A doença pode ser moderada ou severa. Nos casos mais graves a poliomielite pode levar à paralisia e morte. A poliomielite debelada no Brasil em 1994, visando manter a erradicação, a vacinação tem sido uma das medidas preventivas contra doenças que mais tem oferecido resultados satisfatórios.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.7069
Mais informações:

http://www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

PT do Crato pune membro do partido por este trabalhar para Samuel Araripe, que é do PSDB

Membro do Partido dos Trabalhadores está sendo intimada por "apoiar governo que contraria os princípios programáticos do partido".

Crato. A militante do Partido dos trabalhadores, Alessandra Bandeira, que é considerada pelo público, uma das grandes representantes dos movimentos de reivindicação feminina e luta na cidade do Crato, e do próprio partido, recebeu no dia de ontem ( 04 ), uma intimação no mínimo, sui generis: A de apresentar defêsa para não ser expulsa do PT, o Partido dos Trabalhadores, apenas pelo fato de a mesma haver sido contratada como profissional e historiadora para a Fundação J. de Figueiredo Filho ( Museus do Crato ), na administração cratense de Samuel Araripe ( PSDB ).

Em recentes entrevistas ao Blog do Crato, Alessandra já havia relatado que estava se sentindo ameaçada e perseguida por alguns integrantes do seu próprio partido, e que a qualquer momento, poderia até ser expulsa. O clima de aparente perseguição política ( segundo a mesma ), já vem sendo orquestrado desde que ela foi contratada por sua especialidade ( História ), para a Fundação J. de Figueiredo Filho, que dentre outras atividades, mantém o Museu Histórico do Crato, e o Museu de Arte Vicente Leite. Em nota postada na tarde de ontem no site Blog do Crato, diz Alessandra:

"Venho aqui em público para deixar claro que não entregarei defesa nenhuma, mas que isso, para mim, e para muitos, a certeza de que isso é uma perseguição clara é nitida. Alegar que aceitei trabalhar para o prefeito Samuel, quando estava desempregada e precisava colocar comida no prato de meu filho, e que me sinto satisfeita é motivo de desfiliação?"

Há vários dias o também militante do Partido dos Trabalhadores Wilson Bernardo, que também faz parte do quadro de funcionários da Prefeitura do Crato se sentiu ameaçado pelo seu partido, sob alegativas de trabalhar para outra administração diferente do PT. Entretanto, assim confidenciou Wilson:

"...Eu quero é que eles tentem me tirar do PT ! - Que Eu irei dar nomes aos verdadeiros Bois..."

O posicionamento do Partido

Em resposta à nota de Alessandra Bandeira, de que não apresentará nenhuma defêsa sobre a intimação, o integrante do Partido dos Trabalhadores, Amadeu de Freitas, um dos grandes do partido, também publicou uma nota dirigida à Alessandra:

"A Comissão Executiva Municipal do PT está cumprindo o Estatuto ao notificá-la para que se defenda da acusação de “apoiar governo que contraria os princípios programáticos do partido. ...”

E ainda:

"A questão não é de ser contra você trabalhar e ganhar dinheiro para criar sua família. Como você mesma faz questão de divulgar, está trabalhando para Samuel e não para a Prefeitura Municipal do Crato. Claro, você não foi aprovada em concurso público. Por isso mesmo exerce cargo a convite do Prefeito."

Amadeu de Freitas

Alessandra ainda se defende, afirmando que isso é certamente, um absurdo, pois entende que o trabalho honesto em qualquer local e a convite de quem quer que seja, para exercer uma função da sua especialidade, é sempre motivo de dignidade e sensatez.

Diferentes posturas

Há alguns dias, o Blog do Crato consultou o Prefeito Samuel Araripe para saber qual a sua postura em relação a trabalhar com pessoas de diferentes partidos e ideologias políticas, marca da sua administração, em que se constitue de pessoas de inúmeros partidos contrastantes. Samuel assim falou à nossa reportagem:

"Meu caro Dihelson, quando eu procuro um profissional, um trabalhador, eu não estou interessado se aquela pessoa pertence a partido A, B ou C. Eu procuro pessoas pela competência delas. Pela sua especialidade. Passadas as eleições, eu entendo que numa cidade como o Crato, todos nós temos que tratar de trabalhar pela cidade, e não pensando em politicagens. O Crato já sofreu muito por causa disso. Portanto, eu tenho o maior carinho por todas as pessoas que trabalham nos nossos quadros e ESPECIALMENTE, quero frisar, pelas pessoas que são dos outros partidos. Aqui, o nosso partido é o Crato. Não quero de forma nenhuma que as pessoas mudem de partido não! Pelo contrário, eu vejo como muito benéfica a participação de outras idéias e atitudes que venham somar ao nosso município. Eu tenho o meu partido, mas eu defendo que cada um acredite naquilo que seu coração lhe orienta...contanto que veja no trabalho a mais clara integração do ser humano, pois o trabalho reúne todos as crenças. O ser humano precisa ser valorizado independentemente de onde ele se encontre. Bom, isso é o que eu penso. É por isso que aí você vê que nós trabalhamos com gente de todo tipo. A única coisa que se pede, é que as pessoas exerçam suas especialidades porque foram contratadas. Repito mais uma vez: O Crato é o nosso maior partido. É isso que precisamos entender e defender."

Samuel Araripe.

Reportagem: Dihelson Mendonça

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30