xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 28/07/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - CONVERSA FRANCA - O DESCASO NO CRATO - Dihelson Mendonça ( 30-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

28 julho 2009

Programação Cultural Regional

konstance


esnof


Quem é você, que não sabe o que diz - Palpite Infeliz

Algumas pessoas acusam que dentro da "nossa" imprensa existe um PIG - Partido da Imprensa Golpista. É sabido que nunca a imprensa brasileira foi isenta. A Rede BOBO por exemplo, sempre foi a porta-voz da ditadura militar, e após essa, passou a ser a porta-voz do quem pagar mais. Quem tiver alguma dúvida, procure assistir ao documentário: "Além do Cidadão Kane" - A história secreta da Rede Globo. Entretanto por esses dias, encontrei um flagrante noticiado pelo pessoal que faz o site Observatório da Imprensa, e olha só o que eles descobriram:

Capa da Folha de S. Paulo de 10 de junho de 2009:


Agora vejam a capa da Folha de S. Paulo de 28 de julho de 2009:


O leitor que tire a suas conclusões: estava certa a Folha em noticiar em letras garrafais uma "recessão" que praticamente todos os analistas econômicos já sabiam ser apenas "técnica", quando os indicadores já sinalizavam a recuperação da economia do país? Ou será que o jornal so exagerou na chamada, pintando um cenário catastrófico pelo qual o Brasil passaria e que já tinha terminado quando a manchete foi publicada, segundo a manchete desta terça-feira da própria Folha? Você, leitor, decide...

Fonte: Observatório da Imprensa

Petrobras e BNDES assinam contrato de financiamento de R$ 25 bilhões

Rio de Janeiro - Na presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Petrobras e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assinam na próxima quinta-feira (30) contrato de financiamento no valor de R$ 25 bilhões.

Os recursos se destinam ao financiamento de projetos do Plano de Negócios da Petrobras para o período 2009–2013, incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que prevê investimentos totais de US$ 174,4 bilhões nos próximos cinco anos.

Fonte: Agência Brasil

Em reunião no Rio, ministro da Cultura diz que Lei Rouanet é perversa e pouco democrática



Rio de Janeiro - O ministro da Cultura, Juca Ferreira, afirmou hoje (28), durante reunião com representantes de setores culturais, que considera a Lei Rouanet “imperfeita, perversa e pouco democrática”, por privilegiar grupos e artistas do eixo Rio-São Paulo, em detrimento de artistas menores da própria região e do resto do país.

Em mais um encontro com representantes do setor cultural das prefeituras de áreas periféricas, dessa vez na cidade de Mesquita, na Baixada Fluminense, o ministro apresentou as propostas da sua pasta para reformular a Lei Rouanet, de incentivos fiscais à produção cultural.

A ideia do ministro é simplificar a burocracia e democratizar o acesso aos recursos do Ministério da Cultura. Além de representantes da prefeitura de Mesquita, participaram do encontro promotores culturais e agentes oficiais de cultura de Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaguaí, Japeri, Magé, Nilópolis, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, São João de Meriti e Seropédica.

Desde meados do ano passado, em diversos encontros pelo país, o ministro da Cultura vem questionando a Lei Rouanet. Seu público-alvo tem sido preferencialmente as áreas de difícil acesso aos mecanismos de financiamento cultural. Esta foi a segunda reunião no Rio de Janeiro.

Nos debates, o ministério da Cultura procura recolher sugestões para aperfeiçoar a legislação e ampliar mecanismos de arrecadação por meio do Programa Brasileiro de Financiamento e Fomento da Cultura.

Fonte: Agência Brasil

BlogHumor - A Saga de “COTOCO” – Por: José Nilton Mariano Saraiva


C
APÍTULO I - COTOCO E O MAR

Cotoco era um menino muito, muito, mas muito triste, pois não tinha os dois braços e as duas pernas ...Os amigos sempre tentavam levá-lo pra passear e se divertir. Um dia o pessoal resolveu ir à praia. -Já sei!!! Vamos levar o Cotoco - disse alguém. - É isso!!! -Cotoco, a gente vai pra praia e vamos te levar com a gente. -Não, de jeito nenhum!!! Como vocês vão se divertir se me levarem ??? -O que é isso, Cotoco ??? A gente reveza e cuida de você. De tanto insistirem o Cotoco resolveu ir e chegando lá os amigos o colocaram bem na beirada da água, no rasinho e lá ele ficou se divertindo. Mas o pessoal se distraiu e ele foi ficando por lá. De repente a maré começou a subir, subir e enquanto as ondas iam e vinham ele ia afundando, afundando, afundando... Cotoco então começou a se desesperar: - Socorro !!! Socorro !!!! - gritava o Cotoco. Foi aí que um cara, que já tinha tomado todas, o avistou de longe e correu para o resgate. Heróico, o bêbado pegou Cotoco nos braços e começou a nadar vigorosamente. E o Cotoco pensou: -Ufa! Dessa eu me livrei. Agora estou salvo!!! Porém, o bêbado estava indo pro lado errado e quando finalmente o "pé de cana" estava com água na altura do peito, lançou Cotoco violentamente para o fundo da água e gritou: -Vai, tartaruguinha, vai ...

CAPÍTULO II - COTOCO, O NADADOR

Depois do quase fatídico e trágico acontecimento na praia, no qual um banhista bêbado pensou que ele fosse uma pobre tartaruguinha e o lançou bem longe em alto mar .... não mais que de repente aconteceu um milagre: Cotoco começou a nadar com as orelhas!!! Cotoco virou uma celebridade. Tornou-se nadador profissional. Foi ao Gugu, deu entrevista no Ratinho, no Silvio Santos, foi recebido, com honras, por William Bonner e Fátima Bernardes no Jornal Nacional, ganhou destaque no Fantástico, Show do Esporte, Esporte Espetacular, foi capa da Time, manchete do El País, e – a glória - chamado para ir aos Jogos Para-Olímpicos. Chegou o grande dia. Uma equipe contratada começa a prepará-lo e outra, especialmente treinada, joga Cotoco na piscina; mas para espanto geral, o pobre Cotoco fica parado no fundo da piscina, obviamente sem se debater e é retirado às pressas para a superfície. Ainda assustado com o grupo de curiosos que se forma à sua volta, Cotoco vai recuperando o fôlego. Todos esperam uma explicação para tamanho fracasso, até que Cotoco, ofegante e pausadamente, consegue finalmente dizer: - Quem foi ... o filho da puta... que me colocou ... ESSA PORRA DE TOUCA (aos berros) ???

CAPÍTULO III – COTOCO E O CIRCO

Depois da quase trágica aventura no mar e da sua meteórica carreira como nadador, o coitado do pobre Cotoco resolveu fazer um programa que "aparentemente” não o colocaria em perigo. Eis que ele reuniu seus fiéis amigos (aqueles da praia, lembram-se?) e foram em um circo ....
Decorria o número do domador de leões, quando o leão escapou da jaula e foi para cima do público. As pessoas começaram a correr de um lado para o outro, e os amigos do pobre Cotoco, é claro, deram no pé, se mandaram .... Cotoco se debatia nas arquibancadas e se esforçava para sair dali. Alguns, ao verem o pobre deficiente, gritavam para que alguém o acudisse: - Olha o aleijado!!! Olha o aleijado!!! E o pobre do Cotoco, debatendo-se cada vez mais rapidamente nas arquibancadas. E o clamor popular: -Olha o aleijado!!! Olha o aleijado!!! Foi então que Cotoco, já sem agüentar, berrou: - Vão todos se fuder, seus filhos de puta !!! Viados !!! Baitolas !!! Deixem pelo menos o Leão escolher sozinho !!!

CAPÍTULO FINAL- O CASAMENTO DO COTOCO

Depois de escapar milagrosamente do Leão do circo, nosso querido Cotoco protagonizou mais uma. Certa vez, uma viúva rica e solitária decidiu que precisava de um outro homem em sua vida, então colocou um anúncio no qual podia-se ler: "Viúva rica procura por homem para compartilhar vida e fortuna. Requisitos necessários: 1) Não me bater...2) Não fugir de mim...3) Ser excelente na cama...”. Por muitos e muitos meses seu telefone tocou incessantemente, sua campainha não parava um segundo, ela recebeu toneladas de cartas, mas nenhum dos pretendentes se enquadrava nas qualificações "TÉCNICAS" da viúva. Porém, um dia, a campainha tocou novamente. Ela abriu a porta e quem estava lá ???
O nosso Cotoco, sem braços e nem pernas, deitado no tapete da porta. Perplexa, ela perguntou: - Quem é você? E o que você quer? - Olá! - ele disse - Sua incessante busca terminou, pois sou o homem dos seus sonhos. –É, e porque, perguntou ela, ??? E o Cotoco: -Eu não tenho braços, logo não posso te bater. Não tenho pernas, portanto não posso fugir de você. – Bom, ela retrucou – e o que o faz pensar que é tão bom na cama? Cotoco, resoluto, respondeu: -Eu toquei a campainha, não toquei !?!?!? E Cotoco viveu feliz para sempre.

Autor: Desconhecido - Postagem: José Nilton Mariano Saraiva

Árvore Que Nos Protege - Por: Henrique Alves


Podemos, por um momento, nos transformar numa árvore.
Uma linda árvore com largo tronco, profundas raízes cada vez mais
enterradas no solo e dona de audaciosos galhos que teimam em alcançar as mais altas nuvens.
Sim, somos uma grande e imponente árvore, árvore que tudo vê e tudo perscruta.
Nos alegramos toda vez que alguém nos abraça e encosta sua cabeça em nosso tronco só para escutar nossos batimentos cardíacos.
Nos alegramos com as manifestações de carinho.
Como ficamos felizes quando recebemos alguma oferenda ou um bilhete de amor e respeito, amizade e gratidão!
Nessa hora o bom observador verá nossos olhos molhados de emoção...
Nossos galhos, folhas, flores e frutos protegem e alimentam a vizinhança, embeleza a paisagem e renovam a vista cansada do homem moderno.
Como árvores, desejamos mais espaço, atenção e cuidado, afinal de contas, Deus também fala através de nós.
Tudo no Universo - incluindo as árvores e seres humanos - está interligado e um não pode viver sem o outro.
Ainda bem que a Humanidade está tomando consciência dessa realidade.
Está na hora de uma ação rápida, coletiva e fraternal para salvar o que ainda resta de nossa casa: o planeta Terra.
O aquecimento global está aí como conseqüência das nossas inconseqüentes atitudes.
No ar, no céu e no mar, os rumores são catastróficos e apocalípticos, todavia, ainda não é o fim do mundo.
Que tal começarmos plantando uma árvore e dedicando a ela todo cuidado possível, pois é sabido que "quem planta, cuida"?
Podemos reverter as tristes estatísticas e resgatar nossas florestas e árvores.
Afinal, precisamos sempre desses anjos protetores.

Por: Henrique Alvez

Padre Francisco Pinkowski - por Armando Lopes Rafael


A região do Cariri, ao longo dos tempos, foi privilegiada com a presença de padres virtuosos. Um desses sacerdotes foi o Padre Francisco Pinkowski, da Ordem Salesiana, nascido na Polônia em 1882. Ainda jovem foi estudar em Turim, na Itália, indo, depois, para Montevidéu, no Uruguai. Nesta última cidade foi ordenado presbítero em 1920. Dali foi enviado para o Brasil, para Pernambuco, onde residiu de 1921 a 1939. Foi transferido, em seguida, para Fortaleza, no Ceará, onde exerceu várias atividades pastorais entre os anos 1940-1943. De Fortaleza veio para Juazeiro do Norte, onde permaneceu os anos 1944-1945, retornando a Pernambuco em 1946. Padre Francisco Pinkowski viveu seus últimos anos em Juazeiro do Norte, aonde veio a falecer em 1979 com 96 anos.
Sobre este sacerdote escreveu o escritor Mário Bem Filho:
“Em Juazeiro do Norte, Padre Francisco Pinkowski, apesar da idade avançada, jamais se deixou vencer pelo cansaço. Levantava-se cedo e começava a rezar o terço e, após meditação, celebrava a Santa Missa. Posteriormente começava a atender às confissões, saindo, em seguida, sempre a pé, para prestar assistência aos enfermos pobres que habitavam a periferia de Juazeiro do Norte. Seu maior sonho era ver concluída a construção da igreja do Sagrado Coração de Jesus, o que conseguiu realizar.
“Padre Francisco Pinkowski era um padre virtuoso, um autêntico apóstolo do bem, devoto de Nossa Senhora Auxiliadora e de Dom Bosco. Durante sua existência apresentou características marcantes, dentro as quais destacamos: profundo amor pelas vocações; zelo sacerdotal pelas almas, demonstrado no ministério das confissões, principalmente aos enfermos; coração aberto aos pobres. Jamais um necessitado que o procurasse, dele se afastava de mãos vazias; coração sempre inclinado ao perdão, nunca guardando rancor de ninguém”.
Sobre o Padre Francisco Pinkowski conta-se, em Juazeiro do Norte, uma história de domínio público. Certa manhã ele foi chamado para dar a Unção dos Enfermos a uma moribunda que residia na Rua da Palha, periferia daquela cidade. Carregando a hóstia consagrada, estola, livro-devocionário e um recipiente com água benta, para a Rua da Palha dirigiu-se, a pé, o bom padre. Em lá chegando, Padre Francisco Pinkowski entrou numa pequenina palhoça, destituída de qualquer móvel onde ele pudesse colocar os objetos sagrados, enquanto vestia a estola. Constrangido, por não querer colocar esses objetos no chão, eis que entra, na palhoça, um rapazinho de boa aparência, bem vestido e pede ao Padre Francisco para segurar os objetos. Após cumprir a tarefa o rapazinho se afastou do pequeno recinto.
A sós com a moribunda, Padre Francisco ministrou a confissão, deu a comunhão e procedeu a Unção dos Enfermos. Ao sair, perguntou a algumas pessoas que estavam do lado de fora da choupana:
– Onde está aquele mocinho que segurou meus objetos? Gostaria de agradecer a ele...

Para surpresa do sacerdote todos insistem em dizer que, na palhoça, não entrara ninguém. Padre Francisco retornou ao Colégio Salesiano um tanto intrigado com o fato. Chegando ao Colégio, entrou na antiga capela do educandário. Foi quando seus olhos se fixaram num altar e ele viu uma imagem de São Domingos Sávio. Emocionado, reconheceu naquele santo o rapazinho que o ajudara momentos antes, no casebre da enferma a quem dera assistência espiritual.

Padre Francisco Pinkowski faleceu em 15 de abril de 1979. Foi sepultado no dia seguinte, no interior da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Juazeiro do Norte, após missa de corpo presente concelebrada por 26 sacerdotes. Ainda hoje sua sepultura é muito visitada. Muitas pessoas dão testemunho de graças alcançadas por sua intercessão.


Texto e postagem de Armando Lopes Rafael

Poemas para um nobre Deputado...Por Wilson Bernardo

BALADEIRAS.
Entre atirar a primeira
pedra e a duvida
o menino não quis conversa
o alvo foi bem na testa.

A URNA...
No pasto das águas doce
o peixe boi
rumina a isca de inutilidades.
O homem fisga
a desutilidade dos discursos.

ROUPA DESUJAS!
A lavanderia na pedra sabão
roupa suja Maria
se lava nas mãos.
Descendo pelo esgoto
o lodo desastroso das águas
barrentas
o rio Grangeiro sementeia
a pureza de um povo desobediente
ao medo e ao novo...

WILSON BERNARDO(poemas & fotografias)

Resposta ao Comentário do Roberto Alencar e Silva. Por Dr. Valdetário.

Embora o amigo Dihelson já tenha solicitado que seja diminuido o número de postagens com teor "político", peço licença para desobedeser ao pedido do mesmo e também postar na página principal do Blog do Crato a minha resposta ao comentário do Sr. Roberto Alencar e Silva.

"Prezado Roberto Alencar e Silva.

Em nenhum momento duvidei do empenho do governo municipal para que aqui fosse implantado o Centro de Ciências Agrárias. Mas confesso que achei muito estranho o foto de não haver, naquela reunião com a Reitoria, nenhum representante do poder executivo local, fato que também foi “lembrado” pelo Magnífico Reitor.

Quando você diz que eu participo de reuniões com o Roque está, intencionalmente, insinuando que sou, politicamente, ligado ao deputado. Pessoalmente não tenho nada contra o Roque; mas quero que fique bem claro que não tenho nenhum vínculo ou compromisso com este parlamentar, nem ao partido dele pertenço. Quando o citei no meu comentário foi, unica e exclusivamente, por uma questão de reconhecimento ao empenho do mesmo naquela causa.

Quanto a sua proposta de solicitar ao deputado Guimarães que divida os trinta milhões do PAC que serão destinados ao Juazeiro, percebe-se que você está jogando para a platéia. Não o conheço pessoalmente mas já deu pra perceber que você é uma pessoa inteligente e conhecedora do mundo que o cerca, portanto, sabe que essas coisas não funcionam desta maneira.

Já que você citou o deputado Guimarães, gostaria de informar que foi ele, como líder da bancada dos deputados federais do Ceará e utilizando-se do prestígio que goza junto ao governo estadual, que mais uma vez defendeu os interesses do nosso Crato, em recente reunião, quando se discutia o destino dos vinte e cinco milhões de reais previstos para as reformas e ampliações do nosso Parque de Exposições. Talvez você não saiba, mas depois daquele fuá que se gerou com a história do muda ou não muda o Parque, vários deputados federais estavam planejando destinar todo o montante para a Região Metropolitana de Fortaleza. Todo o montante virá para o Crato.

Quero que você entenda que me relaciono muito bem com o Prefeito Samuel Araripe. E que quando faço minhas críticas ao PSDB obviamente nas as faço na direção dele. Faz tempo que deixei de acreditar que só havia pessoas boas dentro do PT.

Quanto a sua proposta de pedir que faça uma “ponte” entre o Prefeito e o Deputado Guimarães, ela chegou um pouco tarde. Da última vez que estive no gabinete do prefeito conversando com ele deixei muito claro que esse é um canal que pode ser aberto. O Samuel até chegou a dizer que poderá receber o deputado Guimarães numa próxima vinda do mesmo à região. Estou articulando este encontro, já que poderá trazer bons resultados para o Crato.

Ah! Sim! Quanto ao fato do Lula ter feito aquele comentário sobre as biografias, eu também lamentei. Até porque muitos nem biografia tem; mas folha corrida."

E agora, a Previsão do tempo para Hoje, 28 de Julho de 2009

Bom dia, meus queridos amigos do Blog do Crato e da Rede Blogs do Cariri, Rádio Chapada do Araripe, presente em mais de 40 Blogs e websites do Brasil. Esta é a previsão do tempo para o dia de hoje: Sol com algumas núvens. Não chove.


Hoje, dia 28 de Julho é comemorado pela Igreja católica o dia de Santo Inocêncio (Papa)

Este papa foi eleito em 401 e ficaria no controle da Igreja por mais de dezesseis anos, em um período muito conturbado da história da Religião Católica. Neste momento estavam ocorrendo disputas entre os Impérios do Ocidente e o Império Godo de Alarico. Inocêncio I recebeu a missão de visitar o imperador Honório a fim de convencê-lo a ceder poderes a Alarico, para não levantar a sua terrível ira . Isso implicaria em devastações dos bárbaros godos em seu território, o que de fato aconteceu, pois os bárbaros acabaram por invadir as terras de Honório.

Em seu pontificado instituiu diversas normas para a Igreja, bem como doutrinas referentes à liturgia , à unção dos enfermos , ao batismo, aos casos de adultérios , à reconciliação . Suas intervenções visavam a defesa da doutrina, mas além disso, com sua sensibilidade, ajudava paternalmente aqueles que se sentiam infelizes. Foi o que fez com São Jerônimo, que recebeu de Inocêncio I o conforto e alívio para os problemas que tanto o atormentavam.

Morreu em Roma, no dia 28 de julho de 417, sendo sepultado no cemitério Ponciano, na via Portuense.

Hoje na História - 28 de Julho:

No dia 28 de Julho de 1938, Lampião, Maria Bonita e outros cangaceiros são mortos pela polícia em Sergipe.

A Morte de Lampião

Em julho de 1938, o bando acampou na fazenda Angicos, situada no sertão de Sergipe, esconderijo tido por Lampião como o de maior segurança. Era noite, chovia muito e todos dormiam em suas barracas. A volante chegou tão de mansinho que nem os cães pressentiram. Por volta das 5:15 do dia 28, os cangaceiros levantaram para rezar o oficio e se prepararem para tomar café, foi quando um cangaceiro deu o alarme, já era tarde demais. Não se sabe ao certo quem os traiu. Entretanto, naquele lugar mais seguro, segundo a opinião de Virgulino, o bando foi pego totalmente desprevenido. Quando os policiais do Tenente João Bezerra e do Sargento Aniceto Rodrigues da Silva, abriram fogo com metralhadoras portáteis, os cangaceiros não puderam empreender qualquer tentativa viável de defesa.

O ataque durou uns vinte minutos e poucos conseguiram escapar ao cerco e à morte. Dos trinta e quatro cangaceiros presentes, onze morreram ali mesmo. Lampião foi um dos primeiros a morrer. Logo em seguida, Maria Bonita foi gravemente ferida. Alguns cangaceiros, transtornados pela morte inesperada do seu líder, conseguiram escapar. Bastante eufóricos com a vitória, os policiais apreenderam os bens e mutilaram os mortos. Apreenderam todo o dinheiro, o ouro, e as jóias.

A força volante, de maneira bastante desumana para os dias de hoje, mas seguindo o costume da época, decepa a cabeça de Lampião. Maria Bonita ainda estava viva, apesar de bastante ferida, quando sua cabeça foi degolada. O mesmo ocorreu com Quinta-Feira, Mergulhão (os dois tiveram suas cabeças arrancadas em vida), Luis Pedro, Elétrico, Enedina, Moeda, Alecrim, Colchete e Macela. Um dos policiais, demonstrando ódio a Lampião, desfere um golpe de coronha de fuzil na sua cabeça, deformando-a. Este detalhe contribuiu para difundir a lenda de que Lampião não havia sido morto, e escapara da emboscada, tal foi a modificação causada na fisionomia do cangaceiro.

Feito isso, salgaram as cabeças e as colocaram em latas de querosene, contendo aguardente e cal. Os corpos mutilados e ensangüentados foram deixados a céu aberto para servirem de alimento aos urubus. Para evitar a disseminação de doenças, dias depois foi colocado creolina sobre os corpos. Como alguns urubus morreram intoxicados por creolina, este fato ajudou a difundir a crença de que eles haviam sido envenenados antes do ataque, com alimentos entregues pelo coiteiro traidor.

Percorrendo os estados nordestinos, o coronel João Bezerra exibia as cabeças - já em adiantado estado de decomposição - por onde passava, atraindo uma multidão de pessoas. Primeiro, os troféus estiveram em Piranhas, onde foram arrumadas cuidadosamente na escadaria da igreja, junto com armas e apetrechos dos cangaceiros, e fotografadas. Depois Maceió e depois, foram ao sul do Brasil.

No IML de Maceió, as cabeças foram medidas, pesadas, examinadas, pois os criminalistas achavam que um homem bom não viraria um cangaceiro: este deveria ter características sui generis. Ao contrário do que pensavam alguns, as cabeças não apresentaram qualquer sinal de degenerescência física, anomalias ou displasias, tendo sido classificados, pura e simplesmente, como normais.

Do sul do País, apesar de se encontrarem em péssimo estado de conservação, as cabeças seguiram para Salvador, onde permaneceram por seis anos na Faculdade de Odontologia da UFBA da Bahia. Lá, tornaram a ser medidas, pesadas e estudadas, na tentativa de se descobrir alguma patologia. Posteriormente, os restos mortais ficaram expostos no Museu Nina Rodrigues, em Salvador, por mais de três décadas.

Durante muito tempo, as famílias de Lampião, Corisco e Maria Bonita lutaram para dar um enterro digno aos seus parentes. O economista Silvio Bulhões, em especial, filho de Corisco e Dadá, empreendeu muitos esforços para dar um sepultamento aos restos mortais dos cangaceiros e parar, de vez por todas, essa macabra exibição pública. Segundo o depoimento do economista, dez dias após o enterro do seu pai violaram a sepultura, exumaram o corpo e, em seguida, cortaram-lhe a cabeça e o braço esquerdo, colocando-os em exposição no Museu Nina Rodrigues.

O enterro dos restos mortais dos cangaceiros só ocorreu depois do projeto de lei no. 2867, de 24 de maio de 1965. Tal projeto teve origem nos meios universitários de Brasília (em particular, nas conferências do poeta Euclides Formiga), e as pressões do povo brasileiro e do clero o reforçaram. As cabeças de Lampião e Maria Bonita foram sepultadas no dia 6 de fevereiro de 1969. Os demais integrantes do bando tiveram seu enterro uma semana depois. Assim, a era CANGAÇO se encerrou, com a Morte de Virgulino.

Fontes: Climatempo, Wikipedia...

E agora, José, se a GRIPE chegar ao Crato ?


A Gripe Suína Pode já Estar no Crato !

Minha gente, Bom Dia!

Estava aqui pensando, lendo todos esses jornais falando na famosa gripe suína, e já tentando imaginar como será quando forem notificados os primeiros casos de gripe aqui no Crato. Talvez nós fomos muito incrédulos em pensar que essa gripe seria apenas uma "armação" como muitos defenderam ( inclusive eu ), subestimando o potencial maléfico que ela poderia trazer à nossa população. Ao ler hoje que no Ceará já existem 31 casos DOCUMENTADOS, veja bem, casos confirmados, sem contar a grande maioria deles que ainda serão documentados, acho que devemos a essa altura começar a aplicar todos os cuidados previstos nos manuais e informativos a fim de evitar o contágio. Sabe-se que há pelo menos um caso desta gripe em Quixadá. Até agora, não houve óbitos, mas isso pode mudar, à medida que a gripe avançar. Na verdade o que mata são as complicações decorrentes da gripe, como a Pneumonia, e não a gripe em si.

Então, mesmo sem casos ainda documentados, e com esse trânsito todo de mais de 100.000 pessoas, turistas de todas as partes que estão em férias no Crato, não custa absolutamente nada que nós passemos a encarar o problema como se ele já existisse, o que pode ser verdade. Sem querer causar pânico, mas a essa altura, essa gripe já deve estar no Crato, e só depois saberemos dos resultados.

Evitem lugares públicos. lavem as mãos com sabão e álcool em gel, façam tudo como rezam as cartilhas de saúde. Não custa nada se precaver. No Blog do Crato, umas 3 postagens abaixo desta, existe um conjunto de perguntas e respostas do que se deve saber sobre a gripe suína. Leia-o.

A prevenção é sempre o melhor remédio, principalmente para uma doença que NÃO TEM REMÉDIO.

Abraços,
Boa Sorte.

Dihelson Mendonça

Notícias do Crato para o Dia 28 de Julho de 2009



28-07-2009
Unidades de Saúde passam por ampliação e novos equipamentos começam a ser entregues

A Prefeitura Municipal do Crato, por meio da Secretaria de Saúde, continua realizando melhorias de infra-estrutura em postos de saúde, no intuito de promover um melhor atendimento para população. Várias unidades estão passando por reformas, como o Centro de Especialidades. As unidades de saúde do Muriti e da Malhada estão sendo ampliadas, com construção de novas salas e consultórios odontológicos para atendimento nas comunidades. Já no bairro Seminário, está sendo construída uma nova unidade de saúde para atender a população local, com recursos próprios. Novos equipamentos estão sendo adquiridos para essas unidades que passam por reforma e ampliação e um calendário de entrega da primeira remessa desse material está sendo planejado pela Secretaria de Saúde.

Atenção básica conclui calendário de reuniões com equipes do PSF


A coordenação da Atenção Básica, da Secretaria de Saúde do Crato, concluiu no último dia 24, o calendário de reuniões com as equipes do Programa de Saúde da Família (PSF). O objetivo do trabalho foi realizar um monitoramento das atividades e avaliação, além do planejamento das ações. As reuniões foram realizadas de 20 a 24, com a presença dos integrantes das 27 equipes do PSF. Esse trabalho, segundo a coordenadora da Atenção Básica, Aline Franca, vem sendo realizado todos os meses.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.7069
Mais informações:

http://www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

O Madrigal Intercolegial do Crato - Por: Roberto Jamacaru



“Quando o Madrigal canta, me encanta e enche meu coração!”.

Em uma das suas versões, a palavra Madrigal se define como uma espécie de composição musical que, no século XIV, constituiu-se em um gênero dos mais importantes da música profana italiana, escrita para uma ou mais vozes com um acompanhamento instrumental. Como não poderia deixar de ser, no Crato, dado à sua condição nata de cultura, esse manifesto artístico principiou-se a partir de uma viagem feita à Roma pelo Monsenhor Holanda Montenegro que, extático com o que lá ouviu, resolveu trazer para a comunidade cratense esse deslumbramento músico-poético.

Como ele é composto para uma ou mais vozes, masculinas e femininas, e levando-se em conta que, na época, o corpo discente do Colégio Diocesano era só masculino, foi necessário buscar, nos congêneres Santa Tereza, Madre Ana Couto, Dom Bosco e Estadual, novos integrantes o que abrilhantou, mais ainda, o projeto. Dessa forma nasceu, no ano de 1960, sob a regência da maestrina Bernadete Cabral, o Madrigal Intercolegial do Crato, com uma geração de jovens com idades que variavam dos 12 a 14 anos.

Em princípio as apresentações foram na própria cidade de Crato. Mas, dado à sua performance evolutiva, o Madrigal passou a receber convites vindo a se apresentar nas cidades vizinhas e em Fortaleza, onde abrilhantou a festa promovida pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Agrário – INDA, que reunia todos os Municípios Modelos do Brasil. Em um determinado estágio, nas asas de um DC 3 da VARIG, nossos canarinhos voaram até Recife onde, no Teatro Santa Izabel, consagraram, em grande estilo, a arte cratense.

Passados os anos, toda essa geração de jovens cantores se viu obrigada a cumprir seus destinos, muitos dos quais distantes da terra-mãe. Como aves em migração, elas partiram levando consigo, de forma solidificada, o cerne, o encanto e a magia das vozes, da afinação, do aperfeiçoamento e do deslumbre musical. Décadas depois...

Como que por instinto, essas aves, agora adultas, sentindo falta da sonância de seus gorjeios em meio às árvores e campos do velho torrão, resolveram voltar. Nesse reencontro, o fórum apropriado para a apresentação não poderia ser o melhor. Em meio ao glamour das vestes, dos flashs, dos brilhos nos olhos, dos sorrisos e das alegrias incontidas, o velho Cine Moderno, hoje transformado em teatro com o nome de Salviano Saraiva, estremeceu! Toda plêiade da intelectualidade cratense compareceu para ver e ouvir aquilo que só os seus olhos e ouvidos tiveram a oportunidade de ver e ouvir.

Antes da apresentação, porém, os reencontros dos presentes se sucederam em meio às lágrimas, risos e abraços num manifesto indescritível a qualquer ótica da emoção humana. Após um breve relato histórico, narrado por Huberto Cabral e Nilo Sérgio, Divane Cabral anunciou a apoteótica entrada do Coral. Ao cruzarem toda a platéia e se postarem no palco, na mesma formação dos velhos tempos, o que se viu e ouviu depois foi um show... Um incomparável show de harmonia, afinação e entonações – graves e agudas – que, junto aos frissons dos presentes, deu-nos a sensação de estarmos diante das mesmas crianças de antes num palco que, de tão iluminado pelos seus astros, mais parecia um céu salpicado de estrelas. Em um canto, próximo aos seus anjos cantores, Monsenhor Montenegro, transfigurado num espírito de som e de luz, tudo assistia.

Pairando no ar, nas mentes e nos corações de todos os presentes, a sua célebre frase de amor à sua cria, parecia ecoar pelos quatro cantos do salão:

“Quando o Madrigal canta, me encanta e enche meu coração!”.

Por: Roberto Jamacaru

Reportagem: Aniversário de morte de Lampião é rememorado - Por; Antonio Vicelmo


Clique para Ampliar

Grupo de barcamateiros vestidos a caráter participaram da solenidade de abertura do seminário sobre o aniversário de morte de Lampião (Foto: Antônio Vicelmo)

Passados 71 anos da morte de Lampião, a realidade do sertão nordestino não mudou muito, segundo escritores

Serra Talhada. Com tiros de bacamarte, mosquetão, cravinote e uma densa nuvem de fumaça, foi aberta a programação comemorativa aos 71 anos da morte de Lampião, no Sítio Passagem das Pedras, a 40 quilômetros de Serra Talhada, onde nasceu o “Rei do Cangaço”, no dia 7 de julho de 1897. Ele morreu em 28 de julho de 1938, na Grota de Angicos, município de Poço Redondo, Sergipe. Depois de 71 anos de sua morte, a alma do “Rei do Cangaço” parece ainda vaguear pelo sertão, motivando amor e ódio, crueldade e heroísmo.

Mesmo em Serra Talhada, reduto de cangaceiros, as opiniões se dividem. Ainda existem marcas de sangue deixadas por seu filho ilustre. Para muitos, um assassino sanguinário que aterrorizava o sertão com seu bando. Para outros, um herói popular que defendia os oprimidos contra a força dos coronéis. “Quem foi o verdadeiro Lampião e qual a sua importância agora é uma discussão para a história”, afirma o escritor Anildomá Wilians, promotor do seminário que debateu a vida de Virgulino Ferreira. “O fato é que Lampião reinou na década de 30 no Nordeste, dando sustentação a um movimento controverso e pouco estudado”, afirma ele.

Influência

O evento foi promovido pela Fundação Cultural Cabras de Lampião, com a participação de escritores do cangaço, entre os quais Alcino Costa, Adriano Marcena, Paulo Moura, José Alves Sobrinho, Anildomá Willans, Luís Rubem e os cearenses Magérbio Lucena e Antônio Vicelmo. O seminário apontou a influência de Lampião na cultura popular e atiçou a imaginação sobre os “mistérios” que povoam o sertão, quando se fala do “Comandante das Caatingas”.

O escritor Alcino Costa, ex-prefeito de Poço Redondo e autor do livro “Lampião, além da Versão”, levantou a hipótese, não confirmada pelos historiadores, de que Lampião não teria morrido em Angicos. A maioria dos debatedores reafirmou a versão oficial de que o Rei do Cangaço foi morto em Angicos com mais dez cangaceiros, inclusive a mulher, Maria Bonita. O combate durou somente 10 minutos. Os policiais tinham a vantagem de quatro metralhadoras Hotkiss. Os 11 cangaceiros foram mortos e tiveram suas cabeças cortadas e expostas à execração pública. Maria Bonita foi degolada viva. Os outros conseguiram escapar.

O escritor cearense Magérbio Lucena, autor do livro “Lampião e o Estado Maior do Cangaço”, diz que passados 71 anos da morte de Virgulino, a realidade do sertão nordestino, principalmente em Pernambuco, não mudou muito. Os cangaceiros foram substituídos pelos pistoleiros de aluguel, o tráfico de maconha.

Os cangaceiros de ontem, segundo Magérbio, estão nas favelas das grandes cidades. “Os coronéis de antigamente hoje estão espalhados e infiltrados nos três poderes, gozando de foro privilegiado. A seca ainda vitima milhões de sertanejos”, analisa o escritor regional.

Magérbio lembra que, na década de 1920, a concentração da população era de 80% no campo e 20% na cidade. O quadro está invertido. Segundo avalia, grandes quadrilhas abandonaram o vagar inseguro dos campos pelas cidades, onde se dedicam aos mais variados ramos da criminalidade e de onde se deslocam de vez em quando para o interior.

“No Nordeste, as estradas continuam tão ou mais inseguras do que no tempo do cangaço e as agências bancárias das pequenas cidades do Interior são alvos freqüentes das quadrilhas que, ao invés de fuzis ‘mauser’, usam fuzis AR-15 e metralhadoras portáteis”.

Mais informações:

Fundação Cultural Cabras de Lampião, Pontos de Cultura Artes do Cangaço
(87) 3831.2041
cabrasdelampiao@bol.com.br

ANTÔNIO VICELMO
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaborador do Jornal Chapada do Araripe

Futebol - Por Amilton Silva

Icasa empata em Salgueiro

A equipe do Icasa empatou na tarde do último domingo (26), em 1 X 1 , no estádio Cornélio de Barros , em Salgueiro contra a equipe do Salgueiro. Com o empate o Verdão do Cariri, assume a lidereança isolada do seu grupo com 14 pontos ganhos. A equipe da casa saiu saiu na frente do marcador no segundo tempo, quando Everaldo marcou contra.Marcos Vinicius empatou no final da partida. O Icasa jogara sua ultima partida pelo seu grupo no próximo domingo, no Romeirão diante do Confiança. Espera-se que a maior otorcida do interior cearense lote o Romeirão.

Resultados da Série A do Brasileirão no Domingo

O Flamengo quebrou um tabu de 33 anos, ao vencer o Santos na vila Belmiro por 2 X 1 de virada, Palmeiras goleia Corinthians por 3 X 0 , com tres gols de Obina, Em recife Sport e Nautico empataram em 3 X 3 , em jogo eletrizante, No Maracanã, o Fluminense empatou em 1 X 1 com o Cruzeiro e segue com nove partidas sem vitória, Vitória vence Coritiba por 1 X 0 e assume terceiro lugar na competição, Goiás vence o Líder Atlético MG, em pleno Mineirão por 1 X 0 com publico superior a 40 mil pagantes, finalizando a rodada, O São Paulo venceu o surpreendente Barueri em seus domínios por 2 X 1.

Por: Amilton Silva - Editor de Esportes do Blog do Crato e Jornal Chapada do Araripe


Comunicado - Professor Alexandre Lucas



Caros amigos da imprensa,

Por favor ver em anexo o documento no qual a diretoria da UEC é intimida pela justiça por causa das condições de insegeurança na Casa do Estudante. Vejo que a responsabilidade pela Casa do Estudante deve ser do Poder Público e não de uma entidade, como a UEC que sofre as mesmas condições. O email do presidente da UEC é naylton.eafc@gmail.com - Abraços e acredito que o caso merece averiguação.

Alexandre Lucas

Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30