xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 17/07/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

17 julho 2009

Rádio Chapada do Araripe transmitiu ao vivo a apresentação do Madrigal no Teatro Municipal Ontem.


O
Blog do Crato realizou a transmissão ao vivo para a internet da apresentação do Madrigal Intercolegial do Crato, ontem à noite, sexta, no Teatro Municipal Salviano Saraiva. A Apresentação durou cerca de 2 horas. Durante esse tempo, as pessoas que navegavam pelos mais de 40 Blogs pertencentes à Rede Blogs do Cariri puderam apreciar as músicas cantadas pelo Coral, regido pelas Maestrinas Divani Cabral e Bernadete Cabral. A cerimônia foi apresentada pelo Jornalista e memorialista Huberto Cabral.

Hoje, Sábado, o Blog do Crato pretende apresentar o Show do cantor e compositor Josilson Lobo, diretamente do teatro Municipal Salviano Saraiva, que acontecerá às 19:00.

Dihelson Mendonça


Notícias do Crato para o Dia 18 de Julho de 2009


18-07-2009

Crato participa de forma efetiva da ExpoCrato levando atendimento ao turista e cidadão cratense


Um dos maiores eventos agropecuários do Brasil será encerrado neste domingo, a ExpoCrato 2009. A prefeitura Municipal do Crato tem levado a toda sociedade cratense e visitantes importantes serviços, no sentido de melhor atender a população e auxiliar na festa, que a cada ano, é recorde em número de turistas. Setores como a Saúde, com a Vigilância Sanitária, epidemiologia; Meio Ambiente, Ação Social, por meio dos conselhos, Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), Guarda Municipal, Cultura, entre outros setores estão mobilizados. Os serviços de orientação quando à alimentação comercializada no Parque de Exposições e restaurantes da cidade estão sendo fiscalizados, por meio dos agentes da Vigilância Sanitária, além do trabalho dos conselheiros, no sentido de coibir abusos contra crianças e adolescentes. Panfletos com informações sobre doenças sexualmente transmissíveis, AIDS, e forma de acondicionamento de alimentos estão sendo levados aos visitantes e proprietários de barracas. Os espaços da administração estão abertos para receber os visitantes, fornecer orientações e ser um local acolhedor para quem passar pelos estandes, onde também são feitas filmagens, entrevistas, levando ao público um pouco da cultura local e possibilitando a participação da população caririense, nos telões espalhados pelo parque.

Saúde representada em encontro na segunda-feira


A Secretaria de Saúde do Crato será representada, na próxima segunda-feira, dia 20, de encontro com prefeitos municipais e secretários de Saúde ligados a 20ª CREAS, através da secretária, Nizete Tavares. Na ocasião o consórcio de contratação de serviços na área da saúde para os respectivos municípios da regional.

Cultura do Crato cadastra barraqueiros para evento Férias no Ceará


A Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude do Crato comunica que nas próximas segunda e terça- feira, dias 20 e 21, no período da manhã e tarde será realizado o cadastramento dos barraqueiros para participarem do evento Férias no Ceará. O Férias no Ceará acontecerá no dia 23 de julho no Centro Cultural do Araripe.
Maiores informações na Secretaria da Cultura, Esporte e Juventude. Fone: 3523-2365 Falar com Sarah, Aline ou Badem.

COMDEMA de Crato realiza 7ª. Reunião ordinária, próxima terça-feira


O Secretário de Meio Ambiente e Controle Urbano e presidente do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente –COMDEMA, de Crato, Nivaldo Soares comunica que em virtude da proximidade da realização da I Conferência Estadual de Saúde Ambiental e, sendo necessária a eleição de delegados municipais para a Conferência Regional de Saúde Ambiental que acontecerá nos próximos dias 11 e 12 de agosto, em Juazeiro do Norte fica adiada excepcionalmente para o próximo dia 21 (terça feira), as 8:30 horas no auditório do Centro Cultural do Araripe, no largo da RRFSA a 7a Reunião Ordinária do COMDEMA do ano de 2009 e terá a participação do Conselho Municipal de Saúde.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.7069
Mais informações:

http://www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

O “espírito de porco” e o imaginário da cidade de Crato – por Armando Lopes Rafael




Nos últimos dias é só no que se falou em Crato. Ontem mesmo, presenciei dois frequentadores da Praça Siqueira Campos conversando. A certa altura um perguntou ao outro:
– Você é a favor da construção do novo parque para a ExpoCrato ou é “espírito de porco”?
Pois é. A coisa pegou.
Mas, de onde vem a expressão “espírito de porco”?
Segundo o livro “O bode expiatório”, de Ari Riboldi, a expressão “espírito de porco” provém da má fama do porco (não vai aí alguma injustiça?) sempre associada à falta de higiene, e à propensão à sujeira. O livro ainda acrescenta que “espírito de porco” faz alusão à impureza, ao pecado e ao demônio, conforme alusões feitas no texto bíblico do Antigo e do Novo Testamento.
Mas vamos parar por aqui, pois se corre o risco de retornar as inúteis, tolas e infrutíferas discussões sobre religião (alimentando-se as copiosas críticas sobre o foro íntimo e inalienável das pessoas) e vão pipocar no Blog defesa aos “católicos não praticantes”; “apologia ao ateísmo”; “condenações à Igreja Católica” etc.etc.
Haja Saco!
Voltando ao governador. O seu desabafo foi bem contundente, dentro do estilo de Sua Excelência. Que é engenheiro e não tem pendores para as ciências humanas. Ele vê tudo pelo lado prático, como gosta de realçar. Pelo que percebi, o Dr. Cid entende por “espírito de porco” uma pessoa cruel, ranzinza, que se especializa em complicar situações ou em causar constrangimentos a quem tem boas iniciativas. Como diz o velho Caetano: “é que Narciso acha feio o que não é espelho”.
O fato é que todo cratense que se preza tem um comentário a fazer sobre a frase do governador. Um suplente de vereador, meu conhecido, anda muito revoltado. Diz ele que o governador não sabe o sentido da expressão “espírito de porco”. E arremata:
– Cid Gomes pensa que o Crato é Casa da Mãe Joana...
Já se vê que o suplente de vereador incorreu noutra expressão sem saber o que ela significa. Pois é. Na época do Brasil Império, mais especificamente durante a minoridade do Dom Pedro II, os homens que realmente mandavam no país costumavam se encontrar num prostíbulo do Rio de Janeiro, cuja proprietária se chamava Joana. Como esses homens mandavam e desmandavam no país, a frase "casa da mãe Joana" ficou conhecida como sinônimo de lugar em que ninguém manda.
Está provado que a história se repete...
Texto e postagem de Armando Lopes Rafael

Pedal Cariri



Não podia faltar e não podia deixar de ser divulgado um excelente site sobre ciclismo do Cariri. Sabemos do interesse pela montain bike que os ciclistas do cariri amam e praticam esse esporte que vem crescendo aqui na região. Um esporte radical pelas trilhas da nossa chapada! O site é www.pedalcariri.blogspot.com Visitem e comentem.

Sem invenção da roda - Por: Luiz Domingos de Luna


A Democracia reside na alternância do poder são estes impulsos políticos, nas formas diferenciadas, que vão alimentando todas as tonalidades da sociedade, num rumar afirmativo no processo civilizatório, porém, é insensatez pensar que a cada renovação da gestão púbica tudo deve ser recomeçado, ou iniciado do ponto zero.

É muito comum a cada gestão que se inicia, uma reprovação integral da anterior, uma mudança completa, ou mesmo, uma renovação dos quadros administrativos técnicos por outros com propósitos e metas diversificadas , assim, estamos num eterno recomeço. Existe uma cultura política de que a continuidade do processo anterior é nocivo, é atraso, é copiar... Enfim é continuísmo. Esta cultura de reprovação completa das ações públicas do antecessor é retrógrada, negativista e conspira com o bem estar da sociedade, pois os projetos que estão dando certo para a solidificação do estado democrático de direito e para o bem estar do povo brasileiro é patrimônio afirmativo da nação e nunca pode ser o legado de um partido político, de um grupo, de uma bandeira, pois qual o ideal político de todos ? Um Brasil que atenda as necessidades dos brasileiros, que trilhe sempre em dias melhores e afirmativos para todos.

É triste saber que projetos maravilhosos que estão dando certo serão colocados no lixão do esquecimento e da hipocrisia, simplesmente por pertencerem a partidos diferenciados, o que é um grande salto para trás, é uma forma apequenada de ver a política, pois, quando algo está dando certo é conseqüência do processo maior que é o sistema republicano que oportunizou a aprimoração necessária para o fim desejado.

Assim, retroagir o afirmativo, tão somente, porque tem uma afinidade maior com um determinado partido político é uma forma mesquinha e oportunista de conviver com o bem estar da sociedade brasileira, afinal, não dá para viver reinventando eternamente a roda.

Por: Luiz Domingos de Luna

Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora.

Plano URCA - pelo Arquiteto José Sales


Caro Dihelson,

No meio desta polemica sobre o PARQUE DE EXPOSIÇÕES DO CRATO, sua permanência e modernização na atual localização Área Central do Crato ou sua transferencia à novo local, uma ausencia de posicionamento causa um certo desconforto.Na medida em que é notório e do conhecimento público a existencia do PLANO URCA/ Plano de Diretor de Ampliação da Infraestrutura Física da Universidade Regional do Cariri, que contempla melhorias, requalificação e ampliação de seus campi, hoje localizados no Crato - Pimenta/ São Miguel e Sâo Francisco - no Juazeiro do Norte - CRAJUBAR e Pirajá - Santana do Cariri e outros posicionamentos a nível de instalações avançadas.

Porque nenhum comentário é feito sobre a existencia do PLANO URCA, um conjunto de proposições e projetos muito bem fundamentados em sua conceituação e embasamento quanto ao carater obrigatóriamente regional desta Universidade, concebida em seus primórdios com esta modelagem, que levava em conta a obrigatoriedade de suas diversas instalações nas situações principais ou mais relevantes da Região do Cariri?

Cordialmente
Arquiteto José Sales

Os 25 Milhões que o Governo CID pretende para a ExpoCrato não já são do próprio Povo do Crato de fato e de Direito ?


Quer me dar o que já é meu ?

- Qual é o lucro da Expocrato ?
- E o principal => Pra quem fica esse dinheiro ?

A ExpoCrato, maior festa do Crato, sendo dirigida por gente de fora. Será que nós Cratenses, somos tão incompetentes a ponto de não sabermos gerenciar nossa própria Expocrato ?

E a questão fundamental também é que falam muito:

A ExpoCrato rendeu 60 milhões este ano: ÔBA

A ExpoCrato rendeu 100 milhões este ano: Ôba

Certo, mas rendeu 100 milhões pra quem ? Quem é o maior beneficiário destes lucros ? Será que é o povo do crato ? Quanto ficou para a cidade do Crato e para se investir no próprio parque depois que a banda passou ?

Ou será que os pobres barraqueiros, que são obrigados a pagar um aluguel exorbitante por seus espaços, e por isso, os preços dos produtos são tão exorbitantes na expocrato... Será que nós mesmos enquanto povo não já pagamos várias vezes por uma reforma na Expocrato que nunca aconteceu ?

Será que esses tais 25 milhões que o Governo do Estado diz que quer investir na Expocrato não já são do nosso próprio bolso mesmo, oriundos dos lucros da festa durante todos esses anos ? Ou seja, o governador não estaria dando NADA AO CRATO, que já não nos pertença de fato e de Direito. É preciso ver por esse lado também... Não podemos engolir aquela pressão estilo chantagem emocional que se tem feito quando ele diz que "Se os Cratenses não quiserem, ele levaria o investimento para outra cidade". Eu lhes respndo: "Uma ova!" Esse dinheiro em grande parte é nosso, através de inúmeras exposições.

Quer dar-nos o que já é por direito nosso, óh governador ?
Porque também não nos dás o controle da ExpoCrato ?
Será que haveremos de solicitar esse controle a outra pessoa de mais cacife para isto, e que se interesse em devolver aos Cratenses o que nos pertence ? Será que o Senador Tasso Jerreissati não teria interesse em amparar essa causa dos Cratenses ?

E para arrematar, trago aqui um texto excelente do grande Poeta Vinícius de Moraes, que me lembrei bastante, enquanto escrevia este artigo, chamado "Operário em Construção"

O Operário Em Construção

Vinicius de Moraes

"E o Diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo. E disse-lhe o Diabo: "Dar-te-ei todo este poder e a sua glória, porque a mim me foi entregue e dou-o a quem quero; portanto, se tu me adorares, tudo será teu. E Jesus, respondendo, disse-lhe: "– Vai-te, Satanás; porque está escrito: adorarás o Senhor teu Deus e só a Ele servirás." ----- Lucas, cap. V, vs. 5-8.


Era ele que erguia casas
Onde antes só havia chão.
Como um pássaro sem asas
Ele subia com as casas
Que lhe brotavam da mão.
Mas tudo desconhecia
De sua grande missão:
Não sabia, por exemplo
Que a casa de um homem é um templo
Um templo sem religião
Como tampouco sabia
Que a casa que ele fazia
Sendo a sua liberdade
Era a sua escravidão.

De fato, como podia
Um operário em construção
Compreender por que um tijolo
Valia mais do que um pão?
Tijolos ele empilhava
Com pá, cimento e esquadria
Quanto ao pão, ele o comia...
Mas fosse comer tijolo!
E assim o operário ia
Com suor e com cimento
Erguendo uma casa aqui
Adiante um apartamento
Além uma igreja, à frente
Um quartel e uma prisão:
Prisão de que sofreria
Não fosse, eventualmente
Um operário em construção.

Mas ele desconhecia
Esse fato extraordinário:
Que o operário faz a coisa
E a coisa faz o operário.
De forma que, certo dia
À mesa, ao cortar o pão
O operário foi tomado
De uma súbita emoção
Ao constatar assombrado
Que tudo naquela mesa
– Garrafa, prato, facão –
Era ele quem os fazia
Ele, um humilde operário,
Um operário em construção.
Olhou em torno: gamela
Banco, enxerga, caldeirão
Vidro, parede, janela
Casa, cidade, nação!
Tudo, tudo o que existia
Era ele quem o fazia
Ele, um humilde operário
Um operário que sabia
Exercer a profissão.

Ah, homens de pensamento
Não sabereis nunca o quanto
Aquele humilde operário
Soube naquele momento!
Naquela casa vazia
Que ele mesmo levantara
Um mundo novo nascia
De que sequer suspeitava.
O operário emocionado
Olhou sua própria mão
Sua rude mão de operário
De operário em construção
E olhando bem para ela
Teve um segundo a impressão
De que não havia no mundo
Coisa que fosse mais bela.

Foi dentro da compreensão
Desse instante solitário
Que, tal sua construção
Cresceu também o operário.
Cresceu em alto e profundo
Em largo e no coração
E como tudo que cresce
Ele não cresceu em vão
Pois além do que sabia
– Exercer a profissão –
O operário adquiriu
Uma nova dimensão:
A dimensão da poesia.

E um fato novo se viu
Que a todos admirava:
O que o operário dizia
Outro operário escutava.

E foi assim que o operário
Do edifício em construção
Que sempre dizia sim
Começou a dizer não.
E aprendeu a notar coisas
A que não dava atenção:

Notou que sua marmita
Era o prato do patrão
Que sua cerveja preta
Era o uísque do patrão
Que seu macacão de zuarte
Era o terno do patrão
Que o casebre onde morava
Era a mansão do patrão
Que seus dois pés andarilhos
Eram as rodas do patrão
Que a dureza do seu dia
Era a noite do patrão
Que sua imensa fadiga
Era amiga do patrão.

E o operário disse: Não!
E o operário fez-se forte
Na sua resolução.

Como era de se esperar
As bocas da delação
Começaram a dizer coisas
Aos ouvidos do patrão.
Mas o patrão não queria
Nenhuma preocupação
– "Convençam-no" do contrário –
Disse ele sobre o operário
E ao dizer isso sorria.

Dia seguinte, o operário
Ao sair da construção
Viu-se súbito cercado
Dos homens da delação
E sofreu, por destinado
Sua primeira agressão.
Teve seu rosto cuspido
Teve seu braço quebrado
Mas quando foi perguntado
O operário disse: Não!

Em vão sofrera o operário
Sua primeira agressão
Muitas outras se seguiram
Muitas outras seguirão.
Porém, por imprescindível
Ao edifício em construção
Seu trabalho prosseguia
E todo o seu sofrimento
Misturava-se ao cimento
Da construção que crescia.

Sentindo que a violência
Não dobraria o operário
Um dia tentou o patrão
Dobrá-lo de modo vário.
De sorte que o foi levando
Ao alto da construção
E num momento de tempo
Mostrou-lhe toda a região
E apontando-a ao operário
Fez-lhe esta declaração:
– Dar-te-ei todo esse poder
E a sua satisfação
Porque a mim me foi entregue
E dou-o a quem bem quiser.
Dou-te tempo de lazer
Dou-te tempo de mulher.
Portanto, tudo o que vês
Será teu se me adorares
E, ainda mais, se abandonares
O que te faz dizer não.

Disse, e fitou o operário
Que olhava e que refletia
Mas o que via o operário
O patrão nunca veria.
O operário via as casas
E dentro das estruturas
Via coisas, objetos
Produtos, manufaturas.
Via tudo o que fazia
O lucro do seu patrão
E em cada coisa que via
Misteriosamente havia
A marca de sua mão.
E o operário disse: Não!

– Loucura! – gritou o patrão
Não vês o que te dou eu?
– Mentira! – disse o operário
Não podes dar-me o que é meu.

E um grande silêncio fez-se
Dentro do seu coração
Um silêncio de martírios
Um silêncio de prisão.
Um silêncio povoado
De pedidos de perdão
Um silêncio apavorado
Com o medo em solidão.

Um silêncio de torturas
E gritos de maldição
Um silêncio de fraturas
A se arrastarem no chão.
E o operário ouviu a voz
De todos os seus irmãos
Os seus irmãos que morreram
Por outros que viverão.
Uma esperança sincera
Cresceu no seu coração
E dentro da tarde mansa
Agigantou-se a razão
De um homem pobre e esquecido
Razão porém que fizera
Em operário construído
O operário em construção.

Por: Dihelson Mendonça


Espíritos de Porco e Porcos de Espírito - Por: J. Flávio Vieira




Bem , amigos, tinha tentado , nas últimas semanas, correr de política como o cão da cruz. É que é difícil revolver uma fossa séptica, sem risco de se calabrear todinho. Mas... e tem lá jeito ? Recentemente surgiu a polêmica da mudança do Parque de Exposição. A cidade se dividiu entre os que acataram a troca do parque, que podem ser chamados de vanguardistas e os que são terminantemente contra a permuta, imputados já de saudosistas. Reacendeu até uma antiga picuinha entre Crato e Juazeiro que parecia vir em banho Maria há muito tempo. Eximi-me de comentar o assunto por muitos dias e deixei a peteca correr de mão em mão. Entendi a polêmica como salutar e os contendores, de lado a lado, do mais fino jaez. Semana passada, na inauguração da Expocrato, no entanto, o nosso governador , sem ao menos saber da minha existência, -- no que, convenhamos, não perde nada -- , me lançou no olho do furacão. Entre tantas colocações de defesa da permuta , ele alcunhou os saudosistas de espíritos de porco. Não bastasse isso, ameaçou o município de Crato com a possibilidade de perda dos R$ 25.000.000,00 destinados à construção da nova sede, se a população decidisse pelo contrário.
Sabemos que político é assim mesmo : late nos primeiros anos de gestão e mia no período pré-eleitoral. Embora não tenha votado no nosso governador, o respeito pelo cargo que representa. Acredito, porém, que ele não foi feliz em algumas de suas posições. Muitos dos que se colocam contrários à permuta, não podem ser alcunhados de espíritos de porco, são cidadãos da mais alta qualificação . Podem ter posições passadistas, até retrógradas para alguns, mas merecem ser respeitados , (exatamente como respeito o mais importante administrador do meu estado) : pelo que representam, pela história, pela dedicação de toda uma vida à defesa do Crato. Sei que assim se posicionaram simplesmente porque têm mais cabelos brancos e mais lama nos sapatos. Já viram , por inúmeras vezes, em meio ao canto mavioso das sereias, o Crato ser passado para trás, vilipendiado, dilapidado e têm lá suas razões de manter sempre uma purga detrás da orelha. Agora mesmo, vemos o Hospital Regional de Juazeiro em franca construção, a CEASA de Barbalha iniciando e nem previsão temos do nosso prometido Centro de Convenções.
Gostaria, ainda , de lembrar um outro detalhe. A notícia inicialmente auspiciosa da mudança do parque pegou a população de surpresa. Em nenhum momento sondaram-se os anseios dos cratenses. A cidade desejaria a mudança ? E , antes de tudo, esta mudança era prioritária ? Pareceu que a decisão estava sendo jogada goela abaixo, de forma centralizada e a cidade, com toda uma história de lutas libertárias, nunca sorveu estes purgantes sem golfar. Agora, que somos ameaçados de perder os recursos, caso não aceitemos a prescrição, pergunto : Se a comunidade decidir que a mudança não é prioritária, porque simplesmente não acatar a suprema decisão do povo e empregar esta verba em áreas mais necessárias ? Por que tudo ou nada ? E mais, divulgou-se que a área atual do parque seria destinada ao Campus da URCA, mas quando? Com que projeto? Com que verba a se aplicar na ampla reforma ? Sabemos que a URCA anda com sérias dificuldades de custeio dos mais simples insumos.
Pessoalmente, quebradas todas as arestas existentes, nada tenho contra a transferência para um outro lugar mais apropriado. Entendo perfeitamente o crescimento da cidade nos últimos cinqüenta anos e os impasses que batem à porta da Engenharia Urbana. Espero, no entanto, que sejam respeitadas as opiniões em contrário e, imagino, devemos curvar-nos à vontade da maioria. Acredito que mais importante do que a questão simplória da localização do Parque , é a da utilidade prática da área que lhe é destinada. Os R$ 25.000.000,00 serão empregados num parque que funcionará apenas sete dias por ano ? Depois disso passamos a chave e esperamos 365 dias ? A maior festa do Cariri continuará a ignorar totalmente os artistas regionais ? Manteremos um palco caríssimo apenas para as Bandas de Forró Eletrônico? Por que não se democratiza a Festa maior do Cariri, proporcionando shows de qualidade, de portão aberto, como o Juá-Forró, como O Festival de Inverno de Garanhuns ? Não é função do estado fazer política cultural ? Ou esta é a política cultural do estado ? Mais nocivos talvez que os espíritos de porco são os porcos de espírito.

Por: Dr. José Flávio Vieira

O Pensamento do Dia - Os Cratenses não tem direito de fazer a própria Festa - Por: George Macário

"A situação da ExpoCrato atual é igual ao cara que faz aniversário mas não tem o direito de comemorar nem de fazer a própria festa. O Vizinho é quem se apossa da casa, faz a festa, e depois diz ao dono: "Você pode olhar para os seus presentes de aniversário até a festa acabar". Depois da festa terminada, o vizinho sai e leva todos os presentes embora."

George Macário

DESTAQUE: Prefeito do Crato apresenta projeto para ampliação e modernização do parque da ExpoCrato


O CENTRAL PARK
do Crato pode vir aí...
Em audiência pública, Samuel conquista a platéia com um arrojado projeto para o Crato.

samuel 01

Em audiência pública realizada na manhã da última terça-feira, dia 14 de Julho, no SESC Crato, para uma platéia de diferentes segmentos da sociedade, intelectuais, e a presença do representante do governo do estado, secretário do desenvolvimento agrário Camilo Santana, o prefeito de Crato, Samuel Araripe se adiantou à polêmica gerada por alguns sobre se deve ou não mover o parque de exposições para outro local, e já prevendo que a esmagadora maioria dos Cratenses optariam pela permanência do parque no local aonde hoje se encontra, deu uma cartada de mestre, ao tirar literalmente "da manga", e entregar ao governo do estado, todo um projeto de ampliação e modernização do atual parque de exposições, e que o transformaria numa espécie de "Central Park" em pleno coração do Crato, com áreas verdes, pistas de cooper e até um lago, semelhante ao parque do Ibirapuera, em São paulo. A audiência, que foi brilhantemente conduzida pelo Promotor de Justiça - Pedro Luis Lima Camelo, teve o pronunciamento de inúmeras pessoas renomadas da sociedade Cratense, e a cada vez em que os oradores se posicionavam sobre a permanência do parque no local atual, eram aplaudidos veementemente.

Segundo o prefeito Samuel Araripe:

"Precisamos trabalhar hoje projetando como será o Crato daqui a 50 ou 100 anos. Em breve, essa região que hoje é ocupada pelo parque da expocrato será o coração do novo Crato. Por ali, passarão avenidas gigantescas, que unirão bairros como Grangeiro à Vila Lobo, por exemplo. Pelas inúmeras manifestações do povo do Crato em diversas ocasiões, não temos mais dúvidas de que a população já escolheu que o parque deve permanecer aonde se encontra, agora, precisa ser modernizado e ampliado. Essa é uma excelente oportunidade de fazermos o Crato dar um Salto para o futuro, através da construção de uma malha viária que circundará o parque, e permitirá o acesso de quem vem de qualquer parte. O projeto da nossa autoria, e que consta no PRU, plano de requalificação urbana do município, contempla a qualidade de vida dos Cratenses, através de uma visão ecológica e ambientalista. Acreditamos no desenvolvimento sustentável. O Crato que eu quero deixar para as futuras gerações, é um Crato que pensa em desenvolvimento, em modernidade, mas a exemplo das melhores cidades do mundo, tem um sistema de integração voltado ao bem-estar do ser humano, sobretudo.

Esperamos que o nosso governador, para quem enviei o projeto de modernização, olhe com muito carinho para ele, e eu acho que ele vai olhar, pois já se dispôs a investir até 25 milhões de reais no parque de exposições ou no Crato. Creio que esse é um daqueles momentos históricos, em que temos a grande oportunidade de fazer o Crato dar um salto para a modernidade, preservando a qualidade de vida da população. Agora, não falta mais um projeto de modernização do nosso parque."

"A colocação do professor Cacá Araújo foi feliz, quando disse que nesta reunião temos o casamento perfeito, pois aqui veio o representante do governo do estado trazendo a boa vontade do governador em construir, e por outro lado, o prefeito do Crato que já trouxe o projeto para a ampliação e modernização do parque da expocrato. Agora, se quiserem, é só realizar."

Como Será o Parque de Exposições:
( Se a foto não aparecer completa, veja num monitor de 17 pol. ou superior )

parque 04



parque 03



parque 02



parque 01


Arquiteto José Sales explica o projeto de ampliação e modernização do Parque de Exposições, apresentado por Samuel Araripe:

"A proposta é originária do escopo de projetos estruturantes do PRU CRATO/ Plano de Requalificação Urbana do Crato, de sua primeira versão Maio 2005. E gradativamente veio sendo melhorada e adequada as demandas tanto do Crato, que teria um grande parque central multiuso, como do próprio Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante, o modernizando integralmente.

Constam da mesma, além da contemporanização das instalações e equipamentos do próprio Parque de Exposições, melhorias incomensuráveis à area central do Crato. No ambito do Parque de Exposições, teríamos:

*
Implantação de um calçadão central de 1.400 metros de extensão onde estariam posicionados todos os equipamentos principais do parque.
*
Um novo tartesal para leilóes
*
Um conjunto de novos pavilhões de exposição agropecuária com 440 baias moduláveis
*
Um núcleo de restaurantes com funcionamento permanente
*
Um auditório com palco interno e abertura externa semlhante ao novo auditório do Parque do Ibirapuera, em São Paulo
*
Uma arena de vaquejada, com arquibancadas
*
Uma arena de shows e apoio infraestruturado por manifestações diversas durante todo o ano
*
Urbanização do Riacho do Parque de Exposições e preservação integral da arborização existente, notadamente das grandes timbaúbas lá postadas
*
Pista de cooper e equipamentos de ginástica ao ar livre
*
Estacionamento para público
*
Estacionamento para expositores
*
Currais e apoio infraestruturado
*
Alojamento para tratadores
*
Administração do complexo
*
Modernização do Corpo de Bombeiros Militar para suporte ao Parque
*
Modernização das Instalações Cavalaria Militar
*
Dotação de infraestrutura de drenagem e saneamento básico em todo o parque e equipamentos.
*
Arborização intensiva e primoroso agenciamento paisagístico com espécies nativas da Chapada do Araripe

No ambito do entorno teríamos:

*
A extensão da Avenida José Marrocos entre as imediações do Cemitério a interconectando diretamente com as Ruas Carolino Sucupira e Coronel Antonio Luís, acima do posicionamento das instalações do Campus do Pimenta da URCA, com extensões à Rua Anusia Rolim e à futura ligação Granjeiro/ Lameiro, resolvendo de forma definitiva a questão da mobilidade e acessibilidade ao bairro do Pimenta, ao Granjeiro e ao Lameiro. E também ao Alto da Penha, Conjunto Ossian Araripe e Conjunto Pantanal. Esta seria a maior modernização do sistema viário estrutural do Crato. Drneagem e pavimentação da via. Luminotécnica urbana.
*
Reconstrução do Açude do Parque de Exposição a montante, o transformando em uma bacia de acumulação para prevenção dos alagamentos no Parque, no Cemitério, na Rua da Vala e Praça da Sé. Transformação desta situação em um parque acessório ligado ao Baixo Granjeiro
*
Urbanização da Encosta do Alto da Penha e arborização intensiva da mesma. Consolidação de via paisagística. Consolidação de pista de cooper e equipamentos de ginástica ao ar livre.Drenagem, saneamento e luminotécnica urbana.
*
Urbanização da mata do IBAMA que originalmente faz parte da gleba original do Parque de Exposição e sua abertura para usofruto da população para fruição da natureza. Drenagem e saneamento da gleba.nUrbanizazação do encosta do Alto da Penha e sua transfromação em uma P
*
A dimensão da intervenção ultrapassaria a área restrita da gleba do Parque que é de 36 hectares, alcançando 44 hectares de benfeitorias urbanas e ambientais.

Cordialmente
José Sales

PS - Todos os estudos e proposições tem base técnica e podem ser comprovados inclusive do ponto de vista da viabilidade urbanística e ambiental, como economica e financeira. Não existe nenhuma área com esta dimensão, qualificação e posiconamento logístico, notadamente este, no Crato e já de propriedade pública. Só na compra e urbanização de algo similar seriam empregados algo da ordem de R$ 10 a 12 milhões, que já estão ali amortizados. Urbanização e acesso à mata do IBAM. A proposta consiste numa adequação do Parque de Exposições para PARQUE CENTRAL DO CRATO, com a reformulação dos usos e espaços, além de obras viárias, com abertura de via pericentral e via paisagística, implantação de drenagem da Área Central e rede de saneamento. Deverá ser um lugar de referência para as Exposições como para esporte e lazer e ter utilização permanente pela população local.

Reportagem: Dihelson Mendonça

Agradecimento ao Dr. José Sales:

O Blog do Crato gostaria de agradecer ao ilustre arquiteto José Sales, por nos fornecer todo o material da apresentação para a publicação aqui no Blog do Crato, bem como o texto com o detalhamento de cada parte do projeto. Esperamos poder publicar maiores detalhes do mesmo futuramente.

Previsão do Tempo para Hoje, Sexta-Feira, 17 de Julho de 2009

Sexta-Feira, afinal. o Fim-de-semana se aproxima, e com um destaque: Restam os 3 dias mais agitados da ExpoCrato. Como sempre, a sexta-feira de exposição é um dos dias mais movimentados, se não o mais. Logo, o Blog do Crato estará fazendo uma transmissão ao vivo a partir do parque de exposições do Crato através da Rádio Chapada do Araripe.

Eis a previsão do tempo para o dia de hoje:


Fonte: Climatempo

Leia Hoje no CHAPADA DO ARARIPE...


chapada 17-07-2009

+ 37 Notícias

www.chapadadoararipe.com

O Diário do Cariri na Internet

Notícias do Crato para o Dia 17 de Julho de 2009


17-07-2009

Secretaria de Ação Social publica lista dos selecionados para o Projeto Primeiro Passo

O Governo Municipal do Crato, através da Secretaria de Ação Social comunica que a seleção dos jovens que foram selecionados para o Projeto Primeiro passo - Bolsista, encontra-se afixada nos seguintes locais:

- Secretaria de Ação Social
- Sede da prefeitura Municipal do Crato
- Centro Administrativo
- Restaurante Popular
- CRAS Alto da Penha
- CRAS Batateira
- CRAS Muriti
- CRAS Seminário
- CRAS Vila Alta

Maiores informações, ligar para os telefones (88)-3521-6321 ou 3521-6425


Parque Histórico do Caldeirão iniciado em Crato: Museu começa a ser construído

A Prefeitura Municipal do Crato, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude, e a Secretaria de Cultura do Estado, realizam a execução de um dos mais importantes projetos de resgate e valorização da cultura local, com a construção do Parque Histórico do Caldeirão, iniciado há cerca de um mês, no sítio Caldeirão da Santa Cruz do Deserto, local onde aconteceu o histórico massacre, em que as milícias do governo foram responsáveis pela morte de mais de 400 pessoas, dado oficial. Extra-oficial, mais de mil pessoas, entre crianças, mulheres, idosos e adultos. Eram trabalhadores rurais que viviam em comunidade, liderados pelo legendário beato José Lourenço.

Segundo a secretária de Cultura do Crato, Danielle Esmeraldo, que vem acompanhando o trabalho de perto, já está sendo construído o museu que irá guardar a memória do Caldeirão, além de todos os espaços da área, que juntos formam um grande complexo. A secretária afirma técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Arquitetônico Nacional (IPhan), por meio da equipe do Estado, estiveram no local. Ela ainda planeja a visitação por parte de uma equipe formada por artistas, historiadores, docentes e pesquisadores, com a finalidade de acompanhar o projeto e propor idéias no sentido de manter a originalidade do Caldeirão. A primeira parcela para investimento na obra, através Secretaria de Cultura do Estado, é de R$ 300 mil com contrapartida de R$ 60 mil da Prefeitura do Crato.

O projeto

Dentro das metas estruturais do projeto, nos moldes arquitetônicos das construções da região, consta a reconstrução da casa do beato José Lourenço, restauração completa da capela de Santo Inácio, com altares, santos e mobiliários, restauração completa do cruzeiro, das fundações e identificação dos cemitérios e dos túmulos dos jesuítas. Além dos acessos aos caldeirões, construção de Memorial da Religiosidade dos povos do Nordeste, incluindo o próprio Caldeirão, Canudos, Pedra Bonita, Pau de Colher, entre outros. Um auditório para palestras e aulas, exibição de filmes e exposições, espaço de recepção aos visitantes e uma pequena loja de souvenir, construção de estrada e espaço para estacionamento, açude do Caldeirão, restauração das ruínas do engenho, banheiros e uma casa para morador estão entre as edificações previstas.

Ainda no projeto, se prevê o lançamento de um programa pedagógico sobre a história do Caldeirão a ser implementado nas escolas públicas e particulares do município, implantação de área de estudos e experimentação agropecuária para fomentar alternativas de aproveitamento do semi-árido, através de convênios com órgãos de pesquisa ligados aos governos municipais, estaduais e estabelecimento de parcerias com o poder público, profissionais liberais, voluntários, empresários, artistas, profissionais de ensino, universidades, para a realização de projetos sociais e criação de um pólo profissionalizante para as comunidades em torno projeto. A proposta é incentivar o surgimento de pequenos negócios (teares, casas de farinha, pequenos engenhos), estimulando assim, a geração de emprego e renda para as comunidades vizinhas.

Prefeito do Crato, Samuel Araripe, inaugura praça em local privilegiado do Município

O prefeito do Crato, Samuel Araripe, inaugurou no início da noite de ontem, em Crato, a praça Dr. Raimundo Maciel de Brito. Acompanhado de secretários, assessores e a comunidade presentes no evento, o prefeito entrega a população um dos mais belos mirantes da cidade, totalmente revitalizado, mantendo uma vista panorâmica, no topo da ladeira da Integração. O projeto de revitalização das praças da cidade do Crato inclui construção, ampliação e reforma dessas áreas, por meio de uma parceria entre Governo Municipal, Estadual e Ministério do Turismo, possibilitando ao município uma nova visibilidade desses espaços públicos. “Um espaço feito com muito carinho para o povo do município”, diz o prefeito Samuel Araripe, destacando a beleza do espaço e a visão proporcionada aos cratenses e visitantes.

A família do homenageado, dr. Raimundo Maciel de Brito, agradeceu ao prefeito a homenagem prestada e todos que tornaram possível a construção da praça. “Estamos duplamente felizes, por essa digna atitude de todos os envolvidos em homenagear nosso querido e inesquecível pai, cuja passagem nessa visa foi muito efêmera. Enquanto esteve aqui, procurou, sem medir esforços, de forma direta e objetiva, participar da melhoria e do desenvolvimento da saúde do Cariri e principalmente da sua sempre querida cidade do Crato”, diz Raimundo Maciel de Brito Júnior. Ele também destaca que esta justa homenagem está sendo corrigida, por ter acontecido no passado a demolição da praça Dr. Raimundo Maciel de Brito, localizada em frente a rodoviária do Crato.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.7069
Mais informações:

http://www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com


Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30