xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 18/05/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

18 maio 2009

Chuva não é o problema – A História se repete. - Mário Correia.

Em março de 2004 fiz um artigo intitulado de Cariri Região Água. A História torna a se repetir, mas com uma abrangência maior. Ao invés de Cariri Região Água, falemos de Norte e Nordeste Região Água. Pois muito bem! Estamos a presenciar tudo novamente. E somente acontece com maior intensidade, porque até a presente data, não houve uma mobilização geral da sociedade, a fim de exigir dos Órgãos Governamentais medidas concretas para minimizar os efeitos danosos das chuvas. Continuaremos a ver nos noticiários e nos meios de comunicação em massa, à chuva e suas conseqüências. Cenas de Cidades invadidas pelas águas, plantações, estradas cortadas, açudes arrombados, tragédias de grande proporções dizimando toda a lavoura plantada e uma infinidade de desastres à economia do País. Contudo, torno a repetir. A chuva não é o problema, mas, a falta de uma política competente de prevenção para amenizar o sofrimento do homem, do Norte e Nordeste, enquanto consumidor de serviços públicos.

O cidadão deve exigir das autoridades competentes, políticas públicas de prevenção das conseqüências das catástrofes das chuvas. Revista de renome nacional, há cinco anos publicou matéria em que o próprio Governo Federal afirmava: “Nós sabemos onde há áreas de risco de enchentes e precisamos atacar antes”. “Vocês são vítimas do descaso que, historicamente, o poder público tem com o povo pobre do nosso país”. E aí, a história se repete. O Cidadão precisa está sempre alertar, no que tange as grandes obras públicas, pois, são de uma calamidade suas construções. O Cidadão deve fiscalizar e exigir dos Órgãos de Defesa do Consumidor a correta aplicabilidade das verbas públicas, a fim de que, nas primeiras chuvas não venham trazer desastres à população. Chamemos de obras de planejamento e estruturas duvidosos. O que eleva sobremaneira, os custos governamentais em suas recuperações. É o dinheiro do Cidadão descendo de rio abaixo. Discordo em parte, da afirmativa de que: “A falta de dinheiro para obras de prevenção foi especialmente trágica com o Nordeste, que enfrenta as piores chuvas desde 1910”.

Diria em outras palavras: Não somente a falta de dinheiro, mas a falta de honestidade em sua aplicabilidade. Diria também. Ainda temos homens públicos honestos, bem intencionados e que zelam a coisa pública. No entanto, uma minoria, do quanto pior melhor, pocuram de todas as maneiras denegrir as atitudes daqueles que tem ações que podem ser feitas, sem grande custo, para minimizar os danos, mesmo a intensidade das chuvas tenha sido excepcional. Por último, afirmando que a inclusão social passa pela “conscientização da sociedade de que a água é fonte de vida, uma necessidade de todos os seres vivos e um direito da pessoa humana, e pela mobilização no sentido de que esse direito à água, seja efetivado para as gerações presentes e futuras”.

Entretanto, o seu excesso, quando não controlados seus efeitos, pelo homem, com obras preventivas, gera uma deseconomia para o país. Fica aqui, pois, o alerta: A CHUVA NÃO É O PROBLEMA.

Crato, 18 de maio de 2009.
Mário Correia de Oliveira Júnior
Advogado/Professor.


Notícias para Terça, dia 19-05-2009


19-05-2009


Prefeitura realiza recuperação de vias

A Prefeitura Municipal do Crato está providenciando a recuperação de alguns trechos de ruas que foram danificados, principalmente por conta das chuvas dos últimos meses no município. As áreas de responsabilidade do DER também passam por recuperação, a exemplo da Avenida Thomaz Osterne, no bairro São Miguel, que é um dos locais bastante prejudicados e está passando por melhorias. Os serviços de recuperação serão intensificados, conforme a Secretaria de Infra-Estrutura, somente após as chuvas.

Secretária de Ação Social parabeniza o Assistente Social pelo seu dia

"A Secretaria de Ação Social parabeniza o Assistente Social pela passagem do seu dia, 15 de Maio, e ressalta a importância deste profissional na execução das políticas sociais do país. São eles os verdadeiros protagonistas na defêsa e na consolidação dos direitos sociais, bem como na construção do sistema único de assistência social - SUAS, por uma sociedade igualitária, que defendemos para todos. A participação decisiva de vocês, profissionais, demonstrou ao mundo que é possível reverter desigualdades históricas e melhorar os indicadores sociais do Brasil."

Parabéns pelo seu dia!
Liduína Alves
Secretaria de Ação Social
Crato, 18 de Maio de 2009

Governo do Crato inicia hoje, semana de cadastro do programa “Minha Casa Minha Vida”

O programa “Minha Casa Minha Vida” do Governo Federal, tem parceria com os estados, municípios, empresas e movimentos sociais irá construir um milhão de novas moradias para a população. Dessas, 400 mil serão destinadas a famílias com renda mensal de até 3 salários mínimos. A documentação necessária para inscrição: RG e CPF (se casado (a) RG e CPF do conjugue);Comprovante de renda formal ou informal; Comprovante de residência. Não podem ser beneficiadas pelo programa as famílias que já foram beneficiadas por outro programa de habitação social do governo federal, ou que já tenham casa própria, ou ainda que já tenha algum financiamento habitacional em qualquer estado brasileiro.

No Crato, as inscrições acontecerão na quadra Bi-Centenário a partir de hoje, dia 19, terça-feira ,das 8h as 17 horas de acordo com o calendário de atendimento por letra inicial do nome do responsável da família. Para maior comodidade, não precisa ir ao posto de inscrição de madrugada, e sim a partir das 8 horas. O calendário seguirá a seguinte ordem:

19 e 20/05 Nomes das pessoas que comecem com a letra A
21 e 22/05 Nomes das pessoas que comecem com as letras B e C
25/05 Nomes das pessoas que comecem com as letras D e E
26 e 27/05 Nomes das pessoas que comecem com as letras F, G e H
28 e 29/05 Nomes das pessoas que comecem com as letras I, J e K
01/06 e 02/06 Nomes das pessoas que comecem com as letras L, N, O e P
03/06 e 04/06 Nomes das pessoas que comecem com as letras Q e R
05/06 a 08/06 Nomes das pessoas que comecem com as letras S, T e U
09/06 e 10/06 Nomes das pessoas que comecem com as letras V, X, W e Z
12,15,19 e 17/06 Nomes das pessoas que comecem com a letra M

Secretário de Agricultura prioriza questionamentos da comunidade

O Secretário de Agricultura, Pecuária e Recursos Hídricos, Erasmo Ferreira, esteve reunido semana passada com representantes da comunidade do Baixio das Palmeiras. Na ocasião foram ouvidas reivindicações dos moradores, bem como priorizadas pelo secretário. Erasmo Ferreira informou também, que ontem foi iniciado o trabalho de roçagem, disponibilizado pela Secretaria de Infra Estrutura nas estradas do município, serão mais de 700 quilômetros de estradas roçadas, desenvolvidos por mais de 200 trabalhadores que irão organizar essas passagens e trazer mais qualidade de vida ao povo cratense.

Mobilização Social em parceria com Unimed, continua com o VI Ciclo Medicina Preventiva

O Núcleo de Mobilização Social da Secretaria de Saúde do Crato convidam a comunidade a participar do “VI Ciclo Medicina Preventiva” a ser realizado pela Secretaria de Saúde do Crato em parceria com a UNIMED Cariri. Esse ciclo consta de palestras sobre temas relacionados a cuidados com a saúde. Todas as palestras acontecerão no Teatro Salviano Arraes Saraiva, dia 27 de maio, palestra sobre DST/AIDS, com o Dr. Túlio Teixeira, Ginecologista e dia 10 de junho o assunto será Tabagismo e Drogas com explicações do Dr. José Flávio, clínico geral.

Crato terá Centro de Reabilitação

O Crato poderá conquistar em breve um Centro de Reabilitação para pessoas portadoras de deficiência. A Secretária de Saúde, Nizete Tavares, informa que o projeto para o novo equipamento se encontra em tramitação, em Brasília, além de outros projetos para o Crato. Ela destaca a importância do Centro para as pessoas portadoras de deficiência, que agora terão um serviço específico. No local serão disponibilizados material de ortese e prótese. A secretária destaca as dificuldades atuais, por exemplo, na doação de cadeiras de rodas e coletes. O projeto do Centro de Reabilitação passou por aprovação do Conselho Municipal de Saúde.

Cerca de 70% dos idosos já foram imunizados contra gripe

A Secretaria de Saúde do Crato informa a toda população acima de 60 anos de idade que o Ministério da Saúde prorrogou a campanha de vacinação contra Influenza (gripe), até o dia 29 de maio. A Secretaria solicita o comparecimento de todos os idosos que ainda não tomaram a vacina no posto de saúde mais próximo de sua residência. Até o momento foram vacinados cerca de 70% dos idosos. A meta a ser atingida pelo município é de vacinar 80% das pessoas acima de 60 anos, em Crato.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.7069 M
ais informações:

http://www.crato.ce.gov.br

http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

Blog Cultura no Cariri - Uma excelente opção para informar-se culturalmente !



Mais um excelente Blog que entra para a Rede Blogs do Cariri:

Cultura no Cariri

www.culturanocariri.blogspot.com

Um Abraço a Janinha, e obrigado pelo "peteleco". Eu sou tão ocupado que se as pessoas não ficarem me lembrando das coisas, vão ficando para depois. Se alguém tiver ainda algum Blog que pertença à Rede Blogs do Cariri e não esteja sendo divulgado, por favor, nos contacte.

Abraços,

Dihelson Mendonça

A CRUZ DE BELCHIOR - por José do Vale Pinheiro Feitosa e José Libório Cavalcante

Lá no morro de Mangueira
Bem em frente a ribanceira, uma cruz a gente vê
Quem fincou foi a Rosinha, que é cabrocha de alta linha
E nos olhos tem seu não-sei-quê.
Quando o samba acabou – Noel Rosa


Naquele aclive da estrada, entre Crato e Juazeiro, logo após a antiga Norguaçu e que depois desce para o baixio da divisa entre os dois municípios, teve fim uma história feudal clássica. Bem no alto, do lado direito da estrada, ficava a cruz de Belchior. Era este um fazendeiro poderoso de Iguatu, da fazenda Mata Fresca nos terrenos do Bom Jesus Piedoso do Quixêlo e filho do Seu Pedroca e Dona Bernadete. O casal do clã dos Gomes de Araujo. Eram seus filhos Agenor, Belchior, Péricles, Azór, Nicanor, Nadir, Nazira e Diva.

Agenor formou-se em medicina e, retornando a Iguatu, tornou-se um grande profissional e o maior chefe político da UDN. Nicanor um grande advogado na cidade e auxiliar político do irmão. Péricles residia em Fortaleza, mas as mulheres, como Nadir que se casou com um italiano e as demais que se casaram com filhos da cidade e ali moravam. Como se diz em linguagem figurada: já Belchior e Azór eram outras histórias.

Incorporaram o espírito do latifúndio. Conviviam com o pai, numa grande extensão de terra, controlada por capangas e toda a cultura feudal que alguns teimam em não a encontrar nesta terra descoberta por Cabral. Uma clássica da cultura e das lembranças dos contemporâneos: camponeses simples queiram o senhor para padrinho de casamento. Belchior consentia e se propunha a levar a noiva até a igreja, tomando-se do privilégio de provar da virgindade da jovem mulher. Os vizinhos da fazenda dão conta de Belchior em grandes forrós, de repente estimulando com seus “cabras” a bebedeira e em seguida a dança com todos nus no terreiro.

O fator de bando e a guerra de vingança corriam aquela história. Esta, era um corretivo que permeava a sociedade de Iguatu, amedrontada com aquele anacrônico feudalismo a sobreviver em plenos anos 50. Uma clássica punição de Belchior e seus cabras era cortar a orelha dos seus desafetos. Belchior era moreno de estatura média mas parecia para as pessoas amedrontadas um gigante em cima do seu cavalo ou de seu Jeep, desafiando a paz do cotidiano. Os vizinhos da fazenda arrodeavam léguas, para ir de um ponto a outro, só para não transitarem nas terras da Mata Fresca.

A criançada da década de 50 em Iguatu era orientada por seus pais para não olhar ou se aproximar de Belchior e seus cabras. Belchior costumava se acompanhar de seu fiel escudeiro Luiz Vaqueiro e mais meia de homens trajando sempre uma farda de mescla azul. A UDN liderada pelos Gomes de Araujo/Mendonça era inimiga ferrenha do grande líder e médico Dr. Gouveia que chegou a Iguatu na década de 20, tornou-se um grande humanista e chefe político do PSD. Uma história clássica é a de Azór, irmão de Belchior, assassinando no dia das eleições de 03 de outubro de 1955, o vereador Antonio Lavor, por rixa política. Foi um dia de luto profundo na liberdade civil daquela cidade. As crianças de então, lembram de ir à casa de Antonio Lavor, vendo seu cadáver sobre a cama da sala de visitas, ainda com um curativo no peito empapado de sangue, cercado da viúva e seus filhos aos prantos.

Belchior casou-se, teve dois filhos e certo dia, foi com a esposa para uma consulta médica em Juazeiro com o famoso Dr. Leão Sampaio. Indo pelo leito da estrada Icó a Crato, via Missão Velha, ao chegar na entrada de Barbalha, na passagem do rio Salamanca, encontrou outro Jeep atolado, tomando a estreita via. Belchior se irrita com a situação e logo desafia a desocupação imediata desta, para sua livre passagem. Dizem que já foi com palavras deste tipo: “tire esta merda da frente que eu quero passar”. Troca farpas com o dono do veículo, da família Sampaio de Barbalha. Resultado, Belchior dar um tapa na cara do desafeto e segue viagem.

O Sampaio retorna a Barbalha e denuncia a agressão que sofrera de um desconhecido. Naquela altura, ninguém sabia de quem se tratava. A polícia segue, então, em busca do agressor, alcançando o Jeep já na estrada Juazeiro-Crato. Imediatamente dá aviso de parar e solta tiros de advertência. Belchior com seus cabras revida. Na altura do morro, onde se encontra a cruz, vendo a desvantagem, salta do Jeep e determina que siga adiante, protegendo sua família. Enfrenta a polícia sozinho, quando é ferido mortalmente.

O corpo é transportado para Barbalha e deixado em exposição na delegacia de polícia. Uma multidão esvazia as ruas de Barbalha e enche a delegacia. Quem seria aquele morto? Neste meio alguém reconhece Belchior, já afamado em toda região e o pânico toma conta dos curiosos que somem da cena como sob o efeito de uma direção de cinema. Ninguém gostaria de ser confundido com os executores de Belchior, menos ainda os soldados da polícia, sobre os quais sempre recairia toda a ira familiar do falecido.

Era o dia primeiro de abril e um telegrama chega à família de Belchior em Iguatu. A notícia se espalha como um pavio aceso de pólvora. Mas ninguém acredita, por dois motivos: a) o mais importante era Belchior, indestrutível e eterno controlador da cidade e b) por conforto, diante da descomunal e imprevisível conseqüência, era primeiro de abril, o dia da mentira. Afinal o corpo fica na sala principal do solar dos Pedrocas, em plena Praça da Matriz.

Gente que esteve na cena, fala de Belchior deitado, com o rosto sereno como se tivesse dormindo. Um grande teatro histórico, antropológico, social, político e cultural. Uma tragédia sertaneja como nos morros ressequidos, de vinhas e oliva, da velha Grécia. Lourdes dos Bilhete (grafada sem plural e talvez com pronúncia de Biête), era a rádio e jornal do Iguatu que não época não os possuía. Esta mulher traçava as notícias de uma ponta a outra das ruas. Ela que vendia bilhetes de loteria por toda a cidade, horas passadas, ainda não tinha ido até o velório. Alguém estranhou e ela respondeu: lá não vou, hoje é primeiro de Abril e Belchior tá se fazendo de morto só para enganar o povo.

José do Vale Pinheiro Feitosa e José Libório Cavalcante

Diário de bordo – Pontes - Por Claude Bloc

Voo por sobre as pontes
***
...... Entre Crato e Recife há muitas pontes. Não apenas por sobre o Capibaribe ou o Beberibe, mas por sobre as saudades mais antigas dos Cratenses que lá residem. Foi isto que descobri ao chegar à cidade numa tarde quente de maio.
...... À procura de minha identidade francesa, singrei os (m)ares em busca de uma cidade que me acolheu em outra época, (quando eu tinha 10 anos e voltava da França, depois de ficar por lá por um ano). Foi estranho e ao mesmo tempo surpreendente repor os pés no terminal de Boa Viagem e emendar o passado com o presente nesse ponto. O tempo pareceu girar 360º e me vi criança, molhando os pés no mar, bem em frente ao (agora demolido) Hotel Boa Viagem. Meus pensamentos correram em busca das lembranças, mas não se perderam por entre os escombros do antigo hotel. Pelo contrário, enfeitaram-se com as espumas das ondas que me acariciaram, buscando aquela menina recém-chegada de alhures.
Rosineide, Joaquim Pinheiro e Claude Bloc em Olinda
***
......Tudo deu certinho. Consulado, acolhida, visita, passeio pela cidade, encantamento. Fui muito bem recebida pela família Peter, de origem suíça, que são os familiares de minha coordenadora aqui em Sobral, Agnes. Pessoas além de distintas, de uma simpatia ímpar.
...... No sábado, foi a vez do encontro com Joaquim Pinheiro, seus filhos e uma prima dele Rosineide, também contemporânea e cratense (pelo Esmeraldo do sobrenome deve ser também parenta de Carlos Eduardo). Conheci em companhia dessa gente (que eu não via há “trocentos” anos) o centro antigo de Recife, o polêmico MARCO ZERO, o Instituto Richard Brennand que é um centro cultural formado por dois castelos – pinacoteca e biblioteca. São dois castelos-museus que enfatizam o Brasil Holandês. Os castelos expõem uma grande coleção de armas brancas, armaduras do século XVI, tapeçarias, esculturas clássicas, vitrais, coisas entalhadas em madeira (mobiliário gótico).... enfim, tudo aquilo que embevece a alma e proporciona um mergulho na História. Quem não viu deve ver, sem dúvida.
...... Olinda também me deixou deslumbrada e me recebeu com chuva. Pouca, mas o bastante para acinzentar o céu e enlamear os pés. Porém, isso não rompeu o clima de antiguidade, nem a beleza, nem o tempo ali aprisionado que me arrebataram. Posso dizer que devo a Joaquim essa alegria de sentir a cidade e sua história, o que antes não passava na minha mente de uma série de imagens e passagens de Carnaval.

Everardo Norões, Sônia e Claude Bloc - um café especial
***
...... Tão emocionante quanto, não posso prescindir de falar, foi o encontro em si com os cratenses. Além desse passeio pelo universo recifense, fomos visitar Everardo Norões em sua morada de sonho. Foi um momento deveras emocionante no qual se conversou sobre a gente de “nosso tempo” e se degustou um delicioso café produzido e preparado pelo anfitrião. Linda gente!
...... Lamentei não ter tido a oportunidade de rever Hamilton Lima Barros e sua família (que fora a João Pessoa) e Evaldo Braga Brilhante com quem Joaquim não conseguiu manter contato.
...... Enfim, foi como disse no início, através dessas pontes, que encontrei o Crato lá em Recife através dos amigos de ontem e de sempre.
...... Então, como se pode ver, não posso me separar de mim mesma. Tenho em mim essas pontes que me unem a essa gente de quem não posso mais prescindir.
...... No mais, retornei a Sobral. Com a sensação de que o passado não volta, mas mora em mim.

Por Claude Bloc

Poesia ? Prá que ? - Por: Dr. José Flávio Vieira


Por que um livro de poesias ?


Os nossos antepassados carregavam consigo dois modos de perceber e perscrutar o mundo, segundo Karen Armstrong: o Mythos e o Logos. Esta dualidade utilizava instrumentos díspares, mas complementares, com o fito de atingir a verdade e cada um possuía sua área específica de atuação. O Mythos remontava às origens da vida, aos fundamentos da cultura e aos níveis mais primais e profundos da mente humana. Reportava-se a significados e símbolos e não a questões práticas. Sem significado preciso, o fardo da existência se torna insuportável. O Mythos criava um contexto que dava sentido ao cotidiano e dirigia a atenção humana para o eterno e o universal. Quando contavam épicas histórias de heróis que desciam do mundo dos mortos, violavam labirintos e dizimavam monstros tenebrosos, as pessoas traziam à luz regiões obscuras do inconsciente, inacessíveis a uma investigação puramente racional. O Mythos só se fazia realidade quando incorporado em cultos e rituais, imantando os homens de um senso de significação sagrada e levando-os a apreender os fluxos mais abissais da existência humana. A pré-modernidade tinha um olhar diferente para o mundo que a cercava, ligava-se mais à significância de cada acontecimento do que ao fato puro e simples.
Na outra extremidade , igualmente importante, existe o Logos : o pensamento racional, pragmático e científico. O Logos, para ser eficaz, necessita ater-se aos fatos e corresponder às realidades exteriores. Se o Mythos conecta-se ao mundo sagrado, o Logos apodera-se da sua face profana. O Logos é prático e avança buscando explorar percepções, adquirir um controle maior sobre o meio, descobrir e inventar novidades. À medida que a ciência se foi firmando, a partir do Século XVII, o Logos exacerbou sua importância e passou-se a tê-lo como único meio de alcançar a verdade. O mundo que a partir dali se foi edificando contradizia a dinâmica da antiga espiritualidade mítica. E os homens passaram a fazer do Logos o Mythos de sua fé. Só que o Logos tem lá sua imensas limitações: não pode aliviar a dor e o sofrimento, a angústia, os mistérios mais profundos da meteórica passagem do homem pelo planeta.

Por que um livro de poesias ?

Se vivemos, segundo Max Weber, enclausurados num mundo que é uma gaiola de aço, uma estrutura reificada e alienada que encerra as pessoas nas leis do sistema como uma prisão ? Por que um livro de poesias? Se transitamos neste mundo de racionalidade limitada, de espírito mercantilista, de lógica mesquinha, do realismo rasteiro da Sociedade capitalista-industrial, do universo do espírito do cálculo racional, uma mera medida quantitativa de perdas e ganhos ? Por que um livro de poesias ? Se habitamos um universo em que o código de barras é muito mais importante que os códigos de ética, Civil e Penal. A racionalidade instrumental, segundo Weber, impregna completamente a vida de nossa sociedade e molda cada gesto, cada pensamento cada comportamento humano. Talvez tenha sido o afastamento absurdo do Mythos que criou a necessidade de desenvolvermos a psicanálise na tentativa desesperada de lidar com nossos anjos e demônios interiores e certamente contribuiu firmemente para que a literatura de Auto-Ajuda, com toda sua superficialidade, vivesse o boom atual. Presos nesta gaiola de aço muitos poetas, atados aos grilhões de um mundo tão pouco glamouroso e sem perspectivas, preferiram a saída pela porta de emergência : Torquato Neto, Virgínia Wolf, Maiakóvsky, Goytisolo, Paul Celan, Gabriel Ferrater, Alfonsina Storni, Kostas Kariotakis, Cesar Pavese,Luiz Hernandez, Maria Poliduri, John Berryman, Ana Cristina César, Sylvia Plath, Byron e tantos tantos outros. Sem falar nos que terminaram no manicômio como Ezra Pound, Geraldo Urano, Dylan Thomas, Artaud e Lima Barreto. E o próprio Pound ( recolhido ao Hospital Psiquiátrico) já havia premonitoriamente vaticinado : “Estou bem aqui, para viver nos Estados Unidos , amigos, só é possível mesmo se for dentro de um hospício !” Tiveram todos que escolher entre morrer de ópio ou de tédio. Esmagados pelas hastes de aço da gaiola , cortaram-se com o canto do papel, enforcaram-se no fio da poesia.


Por que um Livro de Poesias?

Num mundo utilitarista como o nosso, por que um livro de poesias? Se Oscar Wilde já acentuara que toda arte é perfeitamente inútil e Paulo Leminsky acrescentara que um poema é uma objeto inutilitário. Pois bem, amigos, pasmem vocês, a poesia é uma tentativa subversiva de re-encantamento do mundo. Ela tem a capacidade quase que única de reascender no coração humano os momentos mágicos apagados pela civilização burguesa como : a paixão, o amor-louco, a imaginação, o mito, o maravilhoso, o onírico, a revolta, a utopia. A poesia, no dizer, de Michel Löwy é um estado de insubmissão , de revolta que arranca suas forças das profundezas cristalinas do inconsciente, dos abismos insones do desejo,dos poços mágicos do prazer, das músicas incandescentes da imaginação. A poesia nos traz a possibilidade singular de reconectarmos com o Mythos e estabelecer um percurso à deriva, no dizer de Guy Debord, fugindo às leis de ferro do utilitarismo. De escapar do bando que na busca de uma aparente segurança, segue a manada, sem refletir, sem olhar o mundo ao derredor, apenas anda e anda e anda em direção ao penhasco que o espreita, ávido, na próxima curva da estrada . De uma forma lúdica , este ato de ruptura nos lança a um passeio ao reino encantado da Liberdade tendo o acaso como única bússola disponível. Por tudo isso , mais que nunca, a Poesia ,nos tempos atuais, bem mais que um exercício de Liberdade projeta-se como um ato de sublevação contra o engessamento, o empalhamento, o curare mortal do comodismo, do mesmismo, da uniformização das mentes, da clonagem cultural.

(Fragmento da Apresentação do Livro:

"O Sol de Cada Coisa" feita por J. Flávio Vieira em 15/05/09- URCA)

Deixa estar, jacaré, que a lagoa há de secar- Por: Pedro Esmeraldo

Gosto de apreciar a filosofia dos sábios. Desta vez vou narrar a fábula de Fedro, fabulista latino, nasceu na Macedônia ( 014 AC; 054 DC), ( escreveu 123 fábulas), inspirado em Esopo. Para maior compreensão do leitor conto a fábula a respeito de pequenos animais (rãs) sendo devorados por um animal gigante (jacaré) : Deixa estar jacaré, a lagoa há de secar. Em uma lagoa que habitavam, umas rãs eram consumidas por um jacaré e corria o risco de extermínio da espécie.

Um dia as rãs, preocupadas com a voracidade do jacaré, pediram aos deuses que as livrassem do monstro, visto que as rãs permaneciam assustadas e não tinham condições de sobrevivência. Os deuses, querendo acalmar as rãs responderam: deixa estar jacaré , a lagoa há de secar. Imediatamente, mandou uma grande seca, deixando a lagoa secar totalmente, causando a morte do jacaré por inanição. As rãs por serem anfíbios e pequenos animais se localizaram nas brechas das rachaduras da lagoa. Convém notar que a posição desta fábula, pode-se confrontar com o comportamento de alguns políticos locais, já que se tornam prejudicados, deixando a cidade cair numa queda irrelevante e a população permaneceu acéfala sem tentar partir para a luta em defesa da cidade. Não tem coragem de enfrentar as dificuldades e deixam levar tudo desta cidade de roldão. Sempre venho batendo na mesma tecla para ver, se pelo menos, há alguma reação de mudança de comportamento, lutando em defesa da terrinha que há muito tempo vem sendo dilapidada pela astucia dos poderosos jacarés. mas qual nada, alguns políticos locais tornam-se omissos, pois, todos são insensíveis, não reagem as diabruras desses homens maldosos que teem por vocação esvaziar o Crato. Não acordam, dormem em berço esplêndido. Isto é de estarrecer. Se esses políticos do Crato tivessem a coragem de reclamar o desrespeito que há com o Crato a situação desta cidade seria bem diferente. Não perderia jamais a hegemonia política. Era uma cidade dinâmica, progressista e dominadora.

Observe-se que o jacaré que devora o Crato é um animal que tem reservas alimentícias, já que permanece no estado de hibernação causado pela franqueza desses homens que não teem coragem de gritar na hora precisa. Enquanto isso, o Jacaré vai consumindo tudo desta cidade não deixando evoluir-se para ver se o Crato ganhe alguns órgãos que venham justificar o crescimento e o equilíbrio que possa acompanhar e marchar para frente, elevando-se espiritualmente no caminho do desenvolvimento firme e equilibrado. Observe-se que o Crato, apesar de sofrer todas essas disparidades, desde o Século xx, com toda certeza, marcharia firme em direção ao futuro promissor. Enquanto as rãs cratenses permanecem desesperadas, gritando inutilmente com vozes dissonantes de alguns de seus filhos, às vezes com pouco atendimento por parte das autoridades da esfera federal e estadual, a cidade estaria numa boa posição de equilíbrio financeiro e educativo.

O Crato vem sempre arrebatado por esse imenso crocodilo. Alguns políticos se calam e deixam tudo correr livre, alegando que a cidade não tem representação na política federal. Isto é verdade! Mas para que entregar facilmente o ouro aos bandidos? São os políticos esquecidos e negligentes, pois na hora de avaliar os candidatos cratenses, trazem bondes de fora para prejudicar o desenvolvimento da cidade. Depois ficam lamentando, queixando-se desse povo que não viaja e não adquire consistência educativa e permanece numa sociedade atoleimada sem saber se dirigir com comportamentos da época moderna com trabalho sincero honesto e amor à terra. Considero o homem progressista quando quer adquirir meios eficazes e eficientes. Para mim quando o cidadão diz: Eu quero; é semelhante a uma águia, vai buscar a presa onde tiver; quando diz eu espero é como a árvore, aguarda a condição favorável do tempo. Tenho confiança que o cidadão cratense está apenas no estado e hibernação, dorme, mas com certeza quando acordar mostrará a outra face positiva do Crato.

07/05/2009

Pedro Esmeraldo

I SEMINÁRIO CARIRI CANGAÇO - Kaika Luiz - Wilton Dedê

I SEMINÁRIO CARIRI CANGAÇO

De 22 a 26 de Setembro de 2009
Crato, Juazeiro e Barbalha.

O Evento se confirma para os dias 22 a 26 de Setembro de 2009, no triângulo Crajubar, realizado nas cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, na região do Cariri, sul do estado do Ceará. A iniciativa é da SBEC – Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço, e das prefeituras municipais de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha. Neste último dia 11 de Maio, a Comissão Organizadora do Evento, representada pelo Coordenador do Seminário, Senhor Severo Barbosa e da Secretária de Cultura de Crato, Danielle Esmeraldo, estiveram reunidos com a Professora Arlene, Pró-Reitora de Extensão da Universidade Regional do Cariri - URCA; na oportunidade foi firmada a parceria entre o I Seminário Cariri Cangaço e a URCA, que irá promover uma série de atividades dentro da comunidade universitária ligadas ao tema cangaço (Painéis, Mini-Cursos) como também participará ativamente das várias mesas de debates que irão ser promovidas. A Comissão Organizadora do Cariri Cangaço também esteve reunida com a diretoria do ICC – Instituto Cultural do Cariri, na pessoa de seu presidente Manuel Patrício, onde também foi efetivada a parceria entre o ICC e o Cariri Cangaço. Por ocasião do Seminário, o ICC estará promovendo em parceria com a Organização do Evento uma exposição sobre o tema Cangaço, onde pontuarão dentro do que será exposto, grande acervo do escritor Hilário Lucetti, como também todos os exemplares da revista Itaytera.

Já confirmaram presença do I Seminário Cariri Cangaço, os pesquisadores: Antônio Amaury Correa de Araújo, Napoleão Tavares Neves, Magérbio de Lucena, Dr. Leandro Cardoso Fernandes, Dr. Honório de Medeiros, Escritor e Folclorista Anildomá Williams, Professor Jairo Luiz, Historiador Daniel Walker, Documentarista Aderbal Nogueira, Escritor Ângelo Osmiro, Escritor João de Sousa Lima, Escritor Antonio Vilela, Dr. Kidelmy Dantas, Professor Francisco Pereira, Professor Iaperi Araujo, Poeta José Peixoto Junior, Escritora Vilma Maciel, Dr. Ivanildo Silveira, Professora Célia Magalhães, Dr. Edson Barreto, Dr. Carlos Eduardo Gomes, Comendador Francisco Mariano, dentre outros historiadores e pesquisadores.

Texto de Manoel Severo

E por falar em jornalismo marrom - E o caso da Tv Diário? Por: João Paulo Fernandes


Durante o carnaval deste ano, a rede Globo de televisão, como é de conhecimento de toda a população cearense, exigiu de forma veemente que fosse retirada o sinal da TV diário das parabólicas .O canal que correspondia o número 21 , retrata o tão excluído Nordeste, mostrando sua cultura e levando alegria para todo o povo nordestino espalhado por esse Brasil afora. ”Misteriosamente” reinou um silêncio e um sigilo absoluto entre os funcionários que trabalham na emissora sobre o ocorrido. Para se ter uma idéia, nenhum órgão ( com exceção do Jornal "O Estado") da imprensa do estado do Ceará, mesmo o Jornal Diário do Nordeste, tido como um dos maiores veículos de imprensa do nosso estado, ligado ao grupo globo.com, pode fazer menção ao caso, que ainda é uma incógnita.
Até agora, somente o deputado federal José Airton (PT) deu entrada na Câmara, em requerimento solicitando a realização de uma audiência pública para debater o fim das transmissões da TV Diário por meio do satélite, e em seu requerimento, José Airton quer a presença de representantes da TV Diário, Ministério das Comunicações e Rede Globo para dar esclarecimentos.

Sabemos que o nobre deputado Ely Aguiar, que muito aparece aqui no blog do Crato, apresentando seus projetos, é funcionário da TV Diário, inclusive apresentador de um programa chamado “Os Malas e a Lei".

Se o jornalismo é entendido como o mesmo afirmou, “um meio de propagação das notícias dentro de uma comunidade, e as pessoas que exercem essa profissão devem possuir um caráter acima de qualquer suspeita.” Esperamos do senhor, deputado Ely Aguiar, através do seu bom caráter, um explicação sobre o caso da TV Diário e a Rede Globo. A massa nordestina clama por esclarecimentos!

* Charge do jornal "O Estado".

Continuem enviando seus CADASTROS de Comentaristas, quem ainda não enviou

Pessoal,

Ainda estou recebendo o cadastro de comentarista para o Blog do Crato. Quem não enviar o cadastro, o seu comentário não será aceito, porque não aceitamos anonimato. portanto, quem ainda não enviou, pode enviar para nosso e-mail:

blogdocrato@hotmail.com

Contendo:

=============================================

Nome Completo:

Filiação:
Endereço completo:
RG e CPF:
Se possível, aonde trabalha e qual a profissão:

=============================================

Abraços,
Depois eu publico a lista de nomes até agora.
vamos ter uma GRANDE mudança nesse Blog. E será uma maravilha...

Dihelson Mendonça

Local da Estátua à Nossa Senhora de Fátima em Crato

Para o pessoal que pediu, eis o mapa do local aonde está sendo construída em Crato, a estátua à Nossa Senhora de Fátima: ( clique para ampliar ).

local da estatua


Fonte: Google Earth

Memorial Padre Cícero abre nesta segunda-feira programação da Semana do Museu

Nesta segunda-feira (18) acontece o Dia Internacional do Museu e, pela primeira vez, o Memorial Padre Cícero promoverá atos para marcar a data durante uma semana inteira. É o que informa a presidente da fundação, Maria do Carmo Costa, acrescentando que o município de Juazeiro do Norte se insere na programação da VII Semana Nacional do Museu. No caso local é a I Semana do Memorial Padre Cícero – Museu e Turismo.

Ela e o Secretário de Turismo e Romarias, José Carlos dos Santos, vão abrir a programação às 15 horas desta segunda-feira instalando a exposição fotográfica “Pontos turísticos de Juazeiro ontem e hoje”. A mostra reúne uma série de fotografias históricas e atuais do município e ficará aberta ao público durante a semana no hall de entrada do Memorial Padre Cícero. A diretora Maria do Carmo diz que uma das intenções é estimular a visitação das pessoas, principalmente alunos, aos museus existentes em Juazeiro.
No caso do Memorial, são centenas de objetos que foram de uso pessoal do Padre Cícero (fotos), além de fotografias da época e uma biblioteca reunindo dezenas de livros sobre o sacerdote. A programação terá seqüência às 19 horas de terça-feira (19) com uma palestra no auditório. A professora da Universidade Regional do Cariri (Urca), Rosemary Matos, vai falar sobre o tema: “Arranjo produtivo do turismo religioso em Juazeiro do Norte”. MUSEU VIRTUAL - Durante a quarta-feira, além das visitas à exposição, haverá uma oficina sobre “Museu virtual” compreendendo o horário das 9 às 17 horas. Na quinta-feira, dia 21, as 19 horas, o também professor da Urca, Marcos Eliano Tavares Ribeiro, proferirá palestra sobre “Economia do Turismo”. A programação será encerrada na sexta-feira com artes cênicas e a exibição de “Estórias que o povo conta”.


Antes, às 14 horas, haverá um debate sobre turismo na região do Cariri no programa A Tarde é Nossa apresentado por Marleide Duarte na TV Verde Vale. Participarão do mesmo, o secretário de turismo, José Carlos dos Santos e os diretores da Setur, Daniel Walker e Renato Dantas. A presidente da Fundação Memorial Padre Cícero, Maria do Carmo, está na expectativa de um bom comparecimento de público aos eventos da Semana do Museu.

Fonte: Beto Fernandes - Blog do Juazeiro

O Pensamento do Dia - José Nilton Mariano

Hoje pela manhã, o nosso colega José Nilton Mariano, escreveu algo em que deveríamos pensar um pouco. Disse ele aqui no Blog do Crato:

"Lembremos do questionamento do também mafioso Jáder Barbalho, quando o "honesto" Tasso Jereissati ousou dar-lhe uma estocada: "...será que o Tasso Jereissati resistiria a uma devassa na Sudene ???" De nossa parte, complementamos: será ??? "

José Nilton Mariano

7ª Semana Nacional de Museus do Ceará

Durante todo o mês de maio, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) realiza atividades nos seis museus do Estado como ação integrada à 7ª Semana Nacional de Museus do Instituto Nacional de Patrimônio Histórico e Artístico, comemorada entre os dias 17 e 23 de maio. No Estado, ação é organizada pelo Sistema Estadual de Museus do Ceará (SEM) integrando 28 instituições localizadas por todo o Estado. A programação integrada dos museus cearenses possibilita que os visitantes conheçam as casas e acervos localizadas nos diversos municípios cearenses. A ação integrada acontece pela segunda vez com objetivo de promover o diálogo entre as várias instituições que constituem a memória, história e a convivência das artes no Ceará.

Em Fortaleza - O Museu da Imagem e do Som (MIS), o Museu de Arte Contemporânea (MAC), o Museu do Ceará, o Sobrado Dr. José Lourenço e o Memorial da Cultura Cearense, equipamentos vinculados à Secult, abrem as portas com visitação gratuita e diversa programação que passeia pelo tema “Museus e turismo”. Atividades como palestras, mostras, relatos de experiência, oficinas, mesas-redonda e visitas orientadas estão programadas.

Ainda dentro da programação, o Imopec – Instituto da Memória do Povo Cearense, o Museu do Ceará e Sistema Estadual de Museus do Ceará promovem nos dias 15, 16 e 17/05, o Seminário Emergência Étnica: índios, negros e quilombolas construindo seus lugares de memória no Ceará, no CEU – Condomínio Espiritual Uirapuru. O evento reúne povos indígenas de todo o Ceará para discutir a criação de memoriais indígenas de cada tribo, além de potencializar e estruturar outros centros étnicos de formação do povo cearense como os negros e quilombolas.

No dia 16 de maio, várias atividades estarão relacionadas à Contação de Histórias de Vida. O projeto, organizado pelo Museu da Pessoa (SP) em parceria com o Center for Digital Story Telling (EUA), parte da idéia de escolher um dia para , principalmente, ouvir histórias. Em Fortaleza, uma destas ações, encontra eco no Sobrado Dr. José Lourenço. Neste dia, o Sobrado recebe pessoas que narram sua relação com o hoje centro de artes visuais, com a anterior casa do médico Dr. José Lourenço e também com o centro de Fortaleza. Para o espaço, ainda está prevista uma discussão, no dia 23 de maio, sobre Ecomuseu: quando a comunidade, o turista e o museu se encontram com Ricardo Gomes Lima, Doutor em Antropologia Social e Pesquisador do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (IPHAN / MinC).

Já no dia 18, data oficial que é comemorado o Dia Internacional dos Museus, o Museu da Imagem e do Som receberá o Seminário “Rede de Educadores em Museus do Ceará: experiências e reflexões”, que reúne as experiências e pesquisas cearenses nas áreas dos museus. A 7ª Semana de Museus culmina com a programação do Seminário Internacional Museu – Patrimônio de todos, no auditório do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, dias 20 e 21 de maio, que contará com debates, palestras e cases de pesquisadores e museólogos.

A Semana de Museus é realizada em alusão ao Dia Internacional dos Museus (dia 18 de maio) com o propósito de integrar os museus brasileiros e intensificar sua relação com a sociedade. É realizada pelo Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Demu/Iphan) e pela Associação Brasileira de Museus (ABM). No Ceará, ação é capitaneada pelo Sistema Estadual de Museus, integrando 28 instituições localizadas por todo o Estado.

SERVIÇO: 7ª Semana Nacional de Museus - Programação gratuita de 17 a 23 de maio nos museus do Ceará.

Serviço dos museus da Secult -
· Museu do Ceará – Rua São Paulo, 51 – Centro. Horário: terça a sábado das 9h às 17h. Informações: (85) 3101-2609 / 3101-2610
· Museu da Imagem e do Som – Av. Barão de Studart, 410 – Meireles. Horário: segunda a sexta das 8h às 17h e domingo das 8h às 18h. Informações: (85) 3101-1204 / 3101-1206
· Museu Sacro São José de Ribamar – Praça Cônego Araripe, 22 – Centro, Aquiraz. Horário: terça a sábado das 8h às 17h. Informações: (85) 3101-2818
· Sobrado Dr. José Lourenço - Rua Major Facundo, 154 – Centro. Horário: terça a sexta, 9h às 19h e sábado e domingo das 14h às 18h. Informações: (85) 3101-8827 e 3101-8826
· Memorial da Cultura Cearense – Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema. Horário: terça a quinta das 9h às 18h30 e sexta a domingo das 14h às 21h30. Informações: (85)3488-8611 / 3488-8621
· Museu de Arte Contemporânea - Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema. Horário: terça a quinta das 9h às 18h30 e sexta a domingo das 14h às 21h30. Informações: 3488-8622 / 3488-8624


Futebol - Por: Amilton Silva - 18 de Maio de 2009

Crato Perde para o Guarani

A equipe do Crato foi ao Juazeiro, perdeu para o Guarani por 1 X 0, e se complica na tabela de classificação no hexagonal final do campeonato cearense 2009. A torcida cratense compareceu em grande número e saiu dececpcionada com o resultado, já que o atacante Assizinho perdeu uma penalidade máxima aos 41 minutos da segunda etapa. O tento vitória foi assinalado pelo cratense Lamar, aos 19 minutos do segundo tempo. 1.276 pagantes, na maioria torcedores cratenses, proporcionaram uma renda de R$ 7.176,00. Com a vitória, o Guarani assumiu isoladamente a liderança do hexagonal com 8 pontos ganhos. Duas partidas fecharam a rodada do cearense. O Tiradentes venceu o Limoeiro por 1 X 0, gol marcado por Joãozinho aos 42 minutos da etapa final, e o Uniclinic venceu o Maracanã por 4 X 3.

Eis as fotos do evento:


Tudo começa com esse belo arco-íris, que veio abrilhantar o local





Fotos e Reportagem: Amilton Silva

Inocentados, por Unanimidade ( II ) - Por: José Nilton Mariano Saraiva


A farra com o dinheiro público, patrocinada no BNB quando dos oito anos da gestão Byron Queiroz (1995/2002) ( foto ), conseguiu produzir um “rombo” de R$ 7,5 bilhões (não, você não leu errado, é assim mesmo, com o “B”, de bola), tal o descalabro reinante. O instrumento utilizado para se chegar a tal situação localizava-se na manipulação fraudulenta e criminosa da contabilidade da instituição; desprezando, sem cerimônia ou escrúpulo, quaisquer leis, regras ou normativos oriundos das autoridades ditas competentes ( Banco Central, Conselho Monetário Nacional, Comissão de Valores Mobiliários, Tribunal de Contas da União e Conselho Federal de Contabilidade, que se omitiram vergonhosamente), Byron Queiroz avocava para si a responsabilidade e adoção, no BNB, do fechamento de uma contabilidade personalista, sem regras, de cunho próprio, onde prevalecia o seu “modus operandi” mafioso de operar, daí a publicação sistemática de balancetes mensais e balanços semestrais fraudulentos, não consentâneos com a verdadeira situação da empresa. E aqui, para uma melhor compreensão do que explicitar-se-á adiante, necessário que definamos o que é e qual a função de uma “auditoria” (pelo menos para os leigos no assunto): de uso obrigatório e comprovadamente um dos mais eficientes instrumentos de controle e fiscalização da lisura administrativo-institucional das empresas (as públicas, principalmente) a auditoria é “... a técnica contábil que objetiva obter elementos de convicção que permitam julgar se os registros contábeis foram efetuados de acordo com os Princípios e Normas Fundamentais da Contabilidade geralmente aceitos e se as demonstrações contábeis deles decorrentes refletem adequadamente a situação econômico-financeira do patrimônio”.

Pois bem, só depois das recorrentes denúncias dos aposentados da instituição sobre a possibilidade de portentosas e grotescas fraudes contábeis, no relatório dos Auditores Independentes da empresa Trevisan The Global Solution, relativo à posição de 31.12.2000, temos as seguintes comprovações-deduções-pareceres: 1) “O Banco não apresenta níveis mínimos de patrimônio requeridos pela autoridade monetária, considerando a natureza dos seus ativos, apresentando insuficiência em 31 de dezembro de 2000”; 2) “As demonstrações contábeis referentes ao exercício estão em desacordo com as práticas contábeis previstas na legislação societária brasileira”; 3) “A inspeção efetuada pela autoridade monetária sobre as demonstrações contábeis no exercício findo em 31 de dezembro de 2000 resultou em ajustes não contabilizados de R$ 1.292.386 (hum bilhão, duzentos e noventa e dois milhões, trezentos e oitenta e seis reais), relativos ao complemento da provisão para créditos de liquidação duvidosa” (noutros balanços, cujas cópías foram anexadas ao processo, sim, a situação repetiu-se, novos rombos surgiram).

Evidentemente que a publicação sistemática de balanços de forma comprovadamente irregular, trazia a reboque um outro fato gravíssimo e merecedor de atenção, porquanto denotador do pouco caso para com o dinheiro público: é que, embora com o seu patrimônio assustadoramente corroído e progressivamente dilapidado pela má gestão dos seus ativos (bens e direitos), o BNB de Byron Queiroz, ao apresentar à sociedade lucros meramente escriturais e reconhecidamente inexistentes, assumia do lado do passivo (obrigações) o pagamento efetivo de centenas de milhões de reais de dividendos aos seus acionistas; ou seja, além de queda...coice ( dinheiro público, às pampas, jogado fora ). Também acionado pelos aposentados da instituição, o Ministério Público Federal, via delegacia de Fortaleza, questionou todas as autoridades acima mencionadas; alfim, julgando procedentes as denúncias, já que com a confirmação e comprovação dos delitos, impetraram-se diversas ações; algumas seguem pendentes e tendem a não dá em nada, por decurso de prazo ( na verdade, inexiste “vontade política” de lhes dá curso ); na única já julgada, houve a condenação federal de Byron Queiroz e toda sua diretoria, a penas variáveis de 11 a 14 anos de detenção, com bloqueio dos respectivos bens (conforme comentamos na postagem anterior).

E aí, descaradamente, o deletério e imoral componente político eficientemente adentrou em campo ( não nos esqueçamos que o “chefe” da turma é afilhado político do senhor Tasso Jereissati ) e a decisão foi anulada ou revogada pelos ilustres desembargadores componentes do Tribunal Regional Federal, de Recife-PE, concedendo-se aos mafiosos implicados o pomposo status de “inocentes” ( ou seja, todos eles estão, a partir de agora, de posse de um passaporte legal que os habilita a continuarem delinqüindo, impunemente, livres, leves e soltos).
A excrescência jurídica anunciadora de tão aberrante, esdrúxula e imoral decisão resume-se a três simples palavras: “falta de provas” (e elas existem, de montão, e lá se acham, insertas no processo: demonstrações contábeis fraudadas, relatórios indicadores de onde se acham as irregularidades, depoimento de um ex-Diretor da instituição denunciando tais fraudes, e por aí vai). O Ministério Público Federal, autor da ação, já anunciou: recorrerá, dentro do prazo.
Você, caro freqüentador do blogdocrato e que nos digna com a leitura deste artigo, acredita na possibilidade de reversão do quadro ???

************************************
(E que não venham, os plantonistas “profetas do caos”, atribuir responsabilização ao presidente Lula da Silva por uma estapafúrdia decisão do poder judiciário; afinal, não custa lembrar-lhes: os poderes - executivo, legislativo e judiciário - são autônomos, independentes).

Autoria e postagem: José Nilton Mariano Saraiva
JORNAL DO CARIRI procura fazer embate entre o Ministério Público e o Prefeito do Crato

O Jornalismo e o "Jornalismo
"

Crato. Prosseguindo em uma verdadeira cruzada de denúncias e farpas de toda espécie, que buscam atingir todos aos escalões da atual administração do Crato, do prefeito Samuel Araripe, segue adiante o "Jornal do Cariri", veículo de imprensa que foi arrendado por Donizete Arruda e Luzenor de oliveira, reconhecidos no meio jornalístico da capital. O Jornal, que antes era conhecido por elogiar ativamente o atual gestor, agora traz como sua principal atração das terças-feiras, espaços aonde procura "engrossar o tom do discurso" contra o prefeito do Crato e o seu secretariado.

Samuel na Mira do Jornal do Cariri - Um mistério que persiste.

Dsc01659

O Jornal que era "todo amores" hoje faz dúzias de denúncias e até piadinhas...

Essa completa inversão, de fartos elogios para os duros ataques, já está se fazendo notar no seio da população cratense, que começa a questionar nas ruas porque o Jornal, que antes das eleições era "todo amores" com o atual prefeito, elogiando as suas realizações e posicionamentos, e achincalhando os seus adversários, mudou completamente de direcionamento desde meados de novembro último, quando hoje são publicados rasgados elogios às mesmas pessoas que antes eram duramente criticadas. Por quê ? Ninguém ainda faz idéia. O que se sabe, entretanto, é que os ataques começaram de forma velada sob a forma de farpas contra a administração, críticas e até "piadinhas", e desde então, têm escalonado a cada semana para proporções que poderíamos chamar hoje de epidêmicas. Nas últimas edições, o jornal desenvolveu uma nova tática: cansado somente das críticas, passou também a tentar usar o próprio Ministério Público, que já investiga alguns setores administrativos desde 2007, como sua principal arma de ataque contra a administração Samuel Araripe, procurando supostas deficiências em secretarias, levantando suspeitas, especulando sobre erros que possam haver sido cometidos, fazendo todo tipo de ironias, e até dando aulas de administração pública em seu editorial, além de prover espaços à aqueles que se pronunciem contra o prefeito, formando assim, um reduto exatamente daqueles que antes eram criticados pelo próprio jornal. Na verdade, os ataques são tantos e grosseiros, que no Crato, alguns já fazem troça na terça-feira, ( dia em que sai a edição do semanário ), e chegam a comentar coisas do tipo: "O que o Jornal do Cariri vai falar hoje contra o prefeito Samuel ?".

Dsc01668

Se o prefeito fala, é criticado. Se não falar, também...

O Jornal, que não consegue competir com os grandes do ramo, como "O Diário do Nordeste", "O Estado", ou "O Povo", é distribuído gratuitamente nos locais que mais lhe interessa. Na prefeitura, por exemplo, ( órgão principal dos ataques ), os distribuidores chegam a deixar até 10 exemplares gratúitos apenas para a assessoria de imprensa ( ! ) .

A CREDIBILIDADE ?

Dsc01669

Acima: Cícero França - Nem o chefe de Gabinete foi poupado...

Diversas pessoas ligadas à administração Samuel Araripe já deixaram de conceder entrevistas para o Jornal do Cariri, pois segundo eles, o Jornal é reconhecido por distorcer os fatos. Um exemplo grave desta conduta duvidosa, é relatado pelo presidente da Fundação J. de Figueiredo Filho, Sr. George Macário, quando dos problemas recentes ocorridos no Museu de Arte Vicente Leite, declarou à repórter do Jornal que uma parte do forro de gêsso, de cerca de 3 metros quadrados havia cedido, mas todo o acervo do museu estaria preservado, até porque boa parte das obras encontra-se em outro local para restauração. O Jornal do Cariri, segundo afirma George Macário, publicou que o TETO do Museu caiu, e que mais de 200 obras estariam sob escombros. ( ! )

================================================================

Exemplo do Jornalismo praticado:

O Caso da Menina e o Laudo Oficial do IML


Image2

Acima: Exemplo do jornalismo praticado pelo Jornal do Cariri: Jornal tenta fomentar uma desavença entre o promotor e o prefeito da cidade. Reparem na caixa preta enclausurando os dois, apenas usada em casos extremos. Percebam a atitude sensacionalista do jornal, onde colocaram uma boa foto do emérito promotor Marcos de Jesus, e por outro lado, uma foto do prefeito Samuel Araripe como se estivesse assustado ( e zarolho ) - clique para ampliar. Note-se também o uso de um "X" indicando "versus", como se fora uma disputa de poder entre os dois, coisa que não existe na prática. O Jornal se aproveita do que tiver à mão. Tenta ligar, por exemplo, o caso de uma menina, relatada pelo promotor numa entrevista, colocando em manchete enorme, sangramento e pílula, sugerindo ato sexual e violência, quando na verdade, o laudo do IML, revelou que a própria, era oligofrênica de 14 anos, e estava apenas menstruada e ainda vírgem.

Eis a cópia do Laudo oficial do IML sobre o assunto tratado de forma tão sensacionalista na página frontal do Jornal. Clique para ampliar e confira a verdade do laudo:

=================================================================

Por conta desse tipo de distorção, diversas pessoas resolveram não mais conceder entrevistas ao "Cariri", tais como as secretárias Liduína Andrade, da Ação Social, e a secretária de Saúde Nizete Tavares. Segundo as mesmas, não adianta falar nada ao Jornal do Cariri, pois "...no final, eles escrevem tudo do jeito que eles querem" , afirma Nizete Tavares.

OS MALAS E A LEI - Dep. ELY AGUIAR TAMBÉM RECLAMA DE JORNALISTAS


"Eu não sou refém desse tipo de gente. E jamais serei..."

O Jornalismo como é entendido, é um meio de propagação das notícias dentro de uma comunidade, e as pessoas que exercem essa profissão devem possuir um caráter acima de qualquer suspeita. Quando isso não acontece, segundo Ely Aguiar, temos o chamado "jornalismo marrom". Conforme entrevista concedida ao Blog do Crato pelo deputado Ely Aguiar, as práticas de alguns jornalistas de um modo especial, são bastante conhecidas. Ely afirma que muitos estão envolvidos em um número sem fim de processos judiciais justamente pelo tipo de "jornalismo" entre aspas, que exercem. Segundo Ely Aguiar, nenhum homem público está imune aos "Gigolôs de Políticos", termo que ele usa para descrever aqueles que procuram receber PROPINA para não falar mal nem chantagear. Ely diz ainda na entrevista, que quase se envolveu numa grande confusão em pleno aeroporto regional do cariri, com um dos proprietários do Jornal.

Ely Aguiar afirma ainda:

"...Você sabe que na imprensa cearense existe tanto picareta...pense! como tem picareta! se a prefeitura não der dinheiro, "larga o pau" ( desculpe o linguajar chula ), mas a expressão é essa. Tem o picareta, tem o Gigolô de político. Eu digo isso porque eu já fui peitado, porque outros deputados também, só que eu acho o seguinte, eu não sou refém desse tipo de gente. E jamais serei, entendeu ?...agora, quando você assume a prefeitura...meu amigo, o que aparece de piranha pra pegar o boi, é um negócio fabuloso...você entra na política, aparece picareta de todo jeito, eu tenho até um programa, "Os Malas e a Lei". Pense num negócio pra ter "mala". Mas é "mala" demais... Mas nós temos um grande número de pessoas ( Jornalistas ) que a gente pode se inspirar e se espelhar. Você tem que se espelhar, porque são pessoas íntegras."


A Opinião do Prefeito Samuel Araripe


O certo é que, ao que parece, o prefeito do Crato ainda terá que enfrentar mais esse desafio representado pelo "jornalismo" que faz o Jornal do Cariri e suas semanais denúncias.

Em entrevista, Samuel nos deixou a seguinte mensagem sobre o seu pensamento em relação ao papel da imprensa no estado democrático e de direito:

IMG_7554

"Eu tenho o maior respeito e simpatia por todos os jornalistas que fazem um jornalismo isento, equilibrado e sadio. Mas eu repudio terminantemente aqueles que se aproveitam da profissão de jornalistas para barganhar algum tipo de vantagem ou promover o sensacionalismo. Eu jamais cederei a esse tipo de pressão, e pela minha própria índole, se eu tivesse que pagar a jornalistas pra não falarem mal de mim, iriam morrer de fome. Acredito firmemente que o caráter de um homem de verdade, está acima de qualquer preço."

Samuel Araripe

Por: Dihelson Mendonça

Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30