xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 29/04/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

29 abril 2009

A ATUAL PANDEMIA DE INFLUENZA PODERIA TER SIDO EVITADA? - por José do Vale Pinheiro Feitosa

Com o atual nível 5 anunciado pela OMS em relação ao vírus da chamada gripe suína do México, fica claro que se trata de uma pandemia. Não se sabe ainda a extensão e intensidade, mas o vírus já circula em diversos países e à proporção que as análises sorológicas dos pacientes forem se ampliando, maior será a evidência desta circulação.

O vírus da atual pandemia é o influenza de sorotipo A e subtipo H1N1. O influenza se divide em 4 sorotipos (também chamados gêneros na taxionomia clássica) A, B, C e Thogotovirus. Todos os sorotipos podem atingir humanos. O subtipo H1N1 representa um dos subtipos das combinações possíveis da glicoproteína N e H. São conhecidos 16 subtipos para N e nove subtipos para H. Em outras palavras a variabilidade destes vírus é enorme e nunca é possível uma vacina universal para todos eles. Na atual pandemia as vacinas levarão até seis ou oito meses para serem desenvolvidas. Não é incomum que a vacina chegue após a maior intensidade do “fogo”.

De qualquer modo uma determinada combinação destes subtipos costuma se adaptar ao ser humano e permanecer em circulação por vários anos. Este é o motivo pelo qual todos os anos o Ministério da Saúde do Brasil vacina a população de idosos contra tais vírus circulantes. A atual vacinação do idoso não tem efeito protetor para esta pandemia, mas protege contra o vírus já efetivamente circulante no país e por isso será concluída procurando as metas de vacinação.

A tendência do vírus influenza em promover pandemias (epidemias mundiais) deve-se em primeiro lugar à sua natureza infecciosa de vias respiratórias, se transmitindo facilmente pelo ar e por objetos contaminados. Em segundo lugar decorre da intensa movimentação humana entre os continentes, especialmente a partir do comércio mundial pós-industrial. Nos últimos 200 anos já foram identificadas 10 pandemias. Uma das mais conhecidas foi a gripe espanhola de 1918-1919 (anos da primeira guerra mundial), foi do tipo A e subtipo H1N1 (não o mesmo vírus atual, pois cada uma destas combinações dos subtipos possuem variações genéticas cruzadas), mas curiosamente começou na América do Norte (EUA) e tendo como reservatório o suíno (a seguir esta questão será melhor esclarecido em relação ao modelo aviário). A última grande pandemia foi a de 1968 (Hong Kong) com o tipo A e subtipo H3N2. Guarde este subtipo que terá importância a seguir. Além do mais considere que o influenza e seus váriso tipos e subtipos continuaram a circular e a provocar epidemias em vários países ao longo dos últimos anos.

O modelo de desenvolvimento e variabilidade do vírus envolve várias espécies de animais, especialmente aves, porcos, cavalos, mamíferos aquáticos entre outros. O modelo quando se refere aos humanos parece envolver, mais uma vez a economia. A intensidade da criação de aves e porcos para o abate se encontra na raiz da linha humana. O modelo leva a considerar a origem de quase todos os subtipos que atingem os humanos como oriundos de aves aquáticas, que espalham o vírus num largo horizonte intercontinental e se fixam no criadouros dos animais para abate. Então a granja e as pocilgas estão para a essência do modelo, como a aglomeração humana nas cidades é para a rápida transmissão interpessoal (pelo ar e perdigotos).

Então o modelo de decisão em Saúde Pública passa necessariamente pela questão do interesse econômico que envolve grandes empresas e grandes criadouros daqueles animais. Por isso é que incide uma feroz crítica à atual pandemia e envolve a Organização Mundial de Saúde, não sem razão liderada por asiáticos na atualidade. É que o modelo que apontava o caminho de uma nova pandemia já estava “anunciado” com a gripe de Hong Kong. A revista Science já identificara que o porco era um elo essencial para “forjar” no seu organismo o vírus aviário, tornando-o “apto” na adaptação humana e ampliando a própria virulência do H1N1 (subtipo dos suínos). Já havia a identificação de um aumento de virulência numa epidemia de porcos nos EUA em que se identificara que o subtipo H1N1 possuía genes do H3N2 da epidemia de Hong Kong.

Então fica claro que o ensaio da revista apontava uma linha para controlar a atual pandemia no interior dos criadouros de porcos. Se não fosse o Laissez Faire dos anos 90, quando o Estado Mínimo da Era Reagan considerava o Mercado acima de todos e as atividades econômicas um rolo compressor da sociedade, seria bastante provável que atual epidemia não estivesse ajuizando ainda mais a grande crise provocada por esta era.

Por José do Vale Pinheiro Feitosa

Patativa tá na moda!!!


Acima: Geraldo Amancio, Geraldo de Patativa, BC Neto e Jesus Leite

Espaço Patativa do Assaré vira destaque no FMF 2009 no ano do centenário de nascimento do poeta Festival muda conceito e atrai público diversificado em busca de novidades. Trabalhando um novo conceito, em que a moda é vista além das passarelas, a 28ª edição do Festival de Moda de Fortaleza (FMF) comemora o centenário de nascimento de um dos maiores nomes da cultura nordestina: Patativa do Assaré. O poeta popular é reverenciado no evento, que, neste ano, conta com uma decoração superestilizada, com elementos rústicos e regionais como o barro, a madeira, a juta e a palha. Pelo espaço de convivência, gaiolas abertas simbolizam a fuga das patativas e faixas grafitadas por Preto Rap trazem trechos das obras do poeta. O FMF, em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, com a Prefeitura de Assaré e com o Memorial Patativa do Assaré também apresenta um espaço com peças do Memorial, no qual podemos encontrar fotos, roupas e objetos pessoais, além de vários livros de Patativa que estão à venda no local. E para quem desejava conhecer um pouco mais da vida e obra desse poeta, compositor, cantador e improvisador brasileiro, a FMF promoveu nesta manhã um encontro de que participaram Geraldo Gonçalves, filho do artista, BC Neto, coordenador da Ação Cultural da SECULT, Jesus Leite, poeta e jornalista e ainda Geraldo Amâncio, num bate-papo bem interessante e repleto de ‘causos’ do mestre. O encontro foi uma promoção da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e do FMF 2009, e fez parte das comemorações do Ano da
França no Brasil, além do centenário de nascimento de Patativa do Assaré, homenageado deste ano do Festival. O poeta cearense teve sua obra estudada na disciplina de Literatura Popular Universal na Sorbonne, a mais tradicional universidade francesa. A organização convidou intelectuais e estudiosos da obra de Patativa para discutir o tema com os participantes e com a imprensa internacional e nacional presente ao evento. Em um caloroso bate-papo as metáforas e
comparações, utilizadas pelo poeta para enaltecer o puxador de corda, foram lembradas pelo jornalista e poeta Jesus Leite, “Ninguém conseguiu fazer uma poesia como Patativa, só ele era capaz de utilizar essas duas figuras de linguagem tão marcantes”, afirmou.

Além de conhecer um pouco mais sobre o poeta, os convidados puderam conhecer mais o pai Patativa do Assaré. Lembrado pelo filho como alguém rigoroso, o poeta sempre se preocupou em mostrar aos filhos o caminho do bem e do mal. “O meu pai foi um pai exemplar, mandou em nós
até mesmo na hora do falecimento, sempre que ele chamava a gente tinha que aparecer. Mesmo sendo pobre se preocupou com os filhos até que crescessem. Pra mim ele era uma pessoa maravilhosa e dona belinha, minha mãe, também”, disse Geraldo de Patativa, filho do poeta. Ao
final do debate o filho do poeta presenteou os ouvintes com um repente feito para ele quando tinha apenas cinco anos. BC Neto falou sobre a história de Patativa e das comemorações dos 100 anos do Poeta, Geraldo Amâncio lembrou o artista e seus causos. Estiveram presentes jornalistas de todo país e ainda os anfitriões do evento Manuel Holanda e Mana Holanda. É isso, é Patativa fazendo moda é a moda fazendo prestigiando a cultura cearense.

Redação: Cristina Franco e Mauro Costa
Jornalista responsável: Mauro Costa (CE 01035 JP)

Texto enviado por: Norma Paula

O Desenvolvimento do Crato

Que o Crato pense em desenvolvimento visando a qualidade de vida de uma cidade da Europa:

Londres_para_Turistas

Não o tipo de "crescimento" desordenado das PIORES cidades do Brasil, sem qualidade de vida, nem moradia, visando apenas o lucro das empresas:


É preciso pensar em desenvolvimento Regional, investir na região do cariri como um todo. Trazer coisas que só poderiam acontecer nas megalópolis e não numa cidade buteco, isolada e bairrista que o Crato já foi um dia...

Dihelson Mendonça

Governos tucanos prejudicam a educação pública


A edição de Abril da revista Caros Amigos traz duas matérias sobre as péssimas condições do ensino no Estado de São Paulo: um artigo da jornalista Marilene Felinto, que analisa as medidas desastrosas do governo José Serra para a rede pública estadual, e uma reportagem de Beatryz Rey com professores temporários e eventuais, que vivem em situação precária e são vítimas do caos existente nas escolas de ensino fundamental e médio. As matérias da Caros Amigos abordam questões que boa parte da grande imprensa tem ignorado – principalmente porque evitam críticas aos governos do PSDB.
Amigos leitores estes TEMPORÁRIOS, COLABORADORES, AMIGOS DA ESCOLA só existem em São Paulo mesmo ?
Saudações Geográficas!
João Ludgero

Ilegalidade da Vinculação de Cargos Executivos da Urca às Direções da Fundetec


Este artigo foi motivado em virtude de termos tomado conhecimento de vínculo formal estabelecido entre os cargos públicos de chefia administrativa da Universidade Regional do Cariri – URCA e os cargos diretivos da Fundação de Desenvolvimento Tecnológico do Cariri – FUNDETEC. Para essa análise é importante compreender qual a natureza jurídica de uma fundação e qual a natureza jurídica da relação do servidor público com a entidade pública administrativa. Nesse diapasão, é mister saber o liame jurídico que vincula os cargos dos docentes da URCA que exercem chefia administrativa dos cargos diretivos da FUNDETEC, para podermos avaliar a legalidade desse vínculo. Temos como ponto de partida que fundação é “a atribuição de personalidade jurídica a um patrimônio, que a vontade humana destina a uma finalidade social”. Em outras palavras, é uma dotação patrimonial para um fim especial. Os bens, via de regra, são objetos de direito. Contudo, no caso das fundações, passaram a ser sujeitos de direito, já que foi atribuída uma personalidade a um acervo de bens, que somente encontra amparo legal se destinado a algum interesse humano. Por esta razão, a finalidade é elemento precípuo da constituição da fundação e que não pode ser afastada. Neste horizonte interessa sempre a origem dos bens, o seu instituidor e o destino a que ele instituiu o patrimônio. As fundações podem ser públicas ou privadas, interessando-nos para o objeto deste documento, no momento, estas últimas, haja vista serem privadas as fundações de apoio ao ensino público superior. Observamos que o estatuto da FUNDETEC estabeleceu um vínculo entre ocupantes de cargo da administração pública – servidor público da URCA – e um órgão diretivo da entidade privada. Em seu art. 15, o estatuto da FUNDETEC trata da constituição do seu órgão deliberativo.

“Art. 15º. – Compõe o Conselho Deliberativo:
I – O Reitor da URCA;
II – O Diretor do Centro de Estudos Sociais Aplicados – CESA;
III – O Diretor do Centro de Ciências Humanas – CH;
IV – O Diretor do Centro de Ciências e Tecnologia – CCT;
V – O Diretor do Centro de Saúde – CCS;
VI – O Assessor Jurídico da URCA;
VII – O Diretor do ITEC;
VIII – O Diretor Superintendente da FUNDETEC;
IX – Um Representante do Corpo Docente da URCA;
X – Um Representante da Comunidade Empresarial, que tenha assento no CONSUNI;
XI – Um Representante a ser indicado pelo Conselho Regional de Desenvolvimento Sustentável.
Parágrafo Único – O integrante referido no inciso IX será indicado pelo Presidente do Conselho Universitário da URCA.

Por outro lado o parágrafo primeiro do art. 22º. do assaz mencionado estatuto estabelece que:

“§1º. – Os Diretores Superintendente e Executivo serão designados pelo Reitor, dentre os integrantes do corpo docente da URCA.

Já o Art. 26º. do aludido estatuto ao tratar da formação do Conselho Fiscal determina que obrigatoriamente o Conselho Fiscal da FUNDETEC seja composto por:

“II – 2 (dois) representantes do corpo docente da URCA.

Convém saber que, dentre os órgãos da FUNDETEC, ao Conselho Deliberativo e Fiscal competem exprimir e expressar a vontade dos instituidores da fundação, zelando interna e externamente para que as finalidades sociais sejam efetiva e fielmente observadas e cumpridas. Todos os seus componentes devem possuir, necessariamente, capacidade e independência para debater e decidir os temas de sua competência, ademais da afinidade acadêmica, pessoal, ou profissional, com as finalidades da fundação. De acordo, então, com os artigos do referido estatuto da FUNDETEC, vimos que os mesmos estabeleceram competência e deveres, para o Reitor, Diretor, Chefe de Departamento e Conselheiros do Órgão colegiado da mais elevada hierarquia da URCA para exercerem atividades em pessoa jurídica privada alheia à Administração Pública. Por sua vez, as atribuições conferidas pelo citado estatuto da fundação privada aos ocupantes de cargo público no exercício de chefia administrativa da URCA não aparecem entre o elenco de competência dos mesmos no desempenho de suas atividades na Universidade. Sem delongas, vejamos.

Dispõe o Art. 18º. do Estatuto da FUNDETEC:

“Art. 18º. – O Conselho Deliberativo terá um Presidente e um Vice-Presidente, que serão, respectivamente, o Reitor da URCA e o Diretor Superintendente da FUNDETEC.
§1º. – Competirá ao Presidente do Conselho Deliberativo:
a) Dirigir e Supervisionar as atividades do órgão;
b) Convocar e Presidir as suas reuniões.

Ainda, o Art. 17º. do Estatuto da FUNDETEC estabelece que:

“Art. 17º. – Competirá ao Conselho Deliberativo decidir toda e qualquer matéria de interesse da FUNDETEC.

Por outro lado o Art. 22º. do Estatuto da FUNDETEC ao tratar da sua Diretoria Executiva deixa claro que:

“Art. 22 - (...)
§1º - Os Diretores Superintendente e Executivo serão designados pelo Reitor, dentre os integrantes do corpo docente da URCA. Logo, da leitura dos dispositivos destacados sobre competência do reitor, chefe de departamento e Diretores de Centro, não se vislumbra entre todo o rol de suas respectivas atividades e obrigações, o zelo por fundações quaisquer que sejam. Não há dispositivo legal, incluindo-se estatuto e regimento geral da URCA, que estabeleça tal competência à atuação dos servidores públicos. Em outras palavras, as atribuições conferidas pelo estatuto da FUNDETEC aos servidores não advêm de disposição legal, e os servidores públicos devem obediência estrita ao princípio da legalidade. O princípio da legalidade é o princípio basilar do regime jurídico administrativo. Nos dizeres de Celso Antonio Bandeira de Mello: “é, em suma, a consagração da idéia de que a Administração Pública só pode ser exercida na conformidade da lei”, e complementa: “a função administrativa se subordina à legislação não apenas porque a lei pode estabelecer proibições e vedações à administração, mas também porque esta só pode fazer aquilo que a lei antecipadamente autoriza” é a completa subordinação da atividade administrativa às leis. Assim, o servidor público não deve obediência aos estatutos de instituição privada. Por outro lado, oportuno mencionar que a inclusão de mais essa tarefa nesse rol de atribuições estatutárias não teria qualquer cabimento, não podendo ser contemplado pela administração, haja vista ser pessoa jurídica privada estranha à Universidade. Por óbvio, a mesma não tem competência legal para regulamentar atividade de entes alheios a ela. Assim, a administração, representação ou controle de uma fundação privada não se encontra entre as competências legais do reitor da URCA, dos chefes de departamento, dos Diretores de Centros e/ou do Conselho Universitário. Não se tratando de encargo afeto ao reitor ou chefes que ocupam cargos administrativos. Para que não paire qualquer resquício de dúvida trazemos a colação a dicção do art. 20 do Regimento Geral da URCA. Verbis:

“As atribuições do Reitor são as previstas no art. 13 do Estatuto da Universidade Regional do Cariri – URCA.

Por outro lado o Art. 13 do Estatuto da Universidade Regional do Cariri – URCA estabelece que:

“A Reitoria, exercida pelo Reitor, é órgão superior executivo, que coordena, superintende e administra os interesses da Universidade, nos termos do presente Estatuto e do Regimento Geral. Não se tratando de encargo afeto ao reitor ou aos chefes que ocupam cargos administrativos por lei e, no caso das Universidades que possuem autonomia administrativa constitucional, seus estatutos e regimentos, não é área de atuação dos membros do quadro da Universidade, independente de se tratar de área afim ou de interesses da autarquia. Decorre do teor do seu estatuto aqui revelado, a ampliação da competência dos servidores públicos, por meio de forma ilegal, pois os deveres ali impostos não são de competência estatutária dos servidores, como vimos. Essa distorção é um exemplo típico do perigo tantas vezes alardeado sobre a relação promíscua que se estabeleceu entre o regime privado e o público das fundações de apoio e o da Universidade pública, respectivamente. A ilegalidade desse vínculo resta ainda mais evidente por propiciar a coincidência ilegal entre os dois pólos em um mesmo contrato, ou convênio, quando firmado. Vejamos, dispõe o artigo art. 17 do Estatuto da FUNDETEC que:

Art. 17 – Competirá ao Conselho Deliberativo (...)
e) Aprovar a celebração de convênios, acordos ou contratos com entidades e empresas públicas ou privadas, qualquer que seja o seu objeto. Ora, no caso da FUNDETEC, o presidente do Conselho Deliberativo é o Reitor da URCA, que ao firmar convênio com a FUNDETEC, terá responsabilidade administrativa sobre os atos da Universidade, ou seja, a responsabilidade pelo zelo da res pública deverá recair sobre ele. Tem responsabilidade judicial e extrajudicial sobre os atos administrativos. Ao mesmo tempo pode ser responsável em juízo pelos atos da FUNDETEC. Figura, assim, em termos de responsabilidade e representatividade legal em ambos os pólos, contratante e contratado, no mesmo contrato. Em qualquer instrumento particular de contrato, mesmo em um convênio, o objetivo pode ser comum às partes, mas os interesses são antagônicos. E ninguém pode bem representar qualquer um dos lados, se tem interesses no outro também. É no mínimo passível de discussão no terreno da ética. Tendo o estatuto da fundação a possibilidade de convencionar o seu representante legal, é este um fato gerador de incompatibilidade e impedimento legal evidente. Os administradores públicos, em especial o reitor da Universidade, não podem conciliar as duas administrações, de uma autarquia pública e de uma fundacional privada, que se inter relacionam. Portanto, é irregular a acumulação de cargos ou funções públicas por particulares detentores de cargos de direção e representação em fundações privadas, ou seja, de pessoas ocupantes de cargos públicos, exercendo, ao mesmo tempo, cargo de membro, presidente ou diretor de Conselho Curador ou Administrativo de fundação. Igualmente, é ilegal impor obrigações aos servidores públicos, no exercício de chefia ou não, a quaisquer atividades que não lhe são afetas por determinação legal, como participar de atos de fundações privadas, que não são atividade-fim ou atividade-meio da Universidade. Em conclusão, opinamos que o cargo do agente público não pode estar associado, bem como as suas atividades, à fundação de apoio. O atual vínculo existente no caso da FUNDETEC não foi determinado por decisão da Universidade, não se encontrando entre as competências legais dos servidores, mas por força de instrumento particular, que não pode subordinar agentes públicos a ele. Ainda, o acúmulo dessa dupla atividade não encontra amparo legal, nem em razão de ato institutivo da fundação privada, tampouco por decisão administrativa de órgão colegiado. Ao contrário, tal prática é coibida, como vimos no estatuto dos servidores públicos, também entre as normas e princípios da Administração Pública e nos atos normativos da própria Universidade, incorrendo o servidor em ato de improbidade administrativa. Assim, o fato do estatuto da FUNDETEC impor obrigações ao servidor ocupante de cargo de chefia administrativa, não o exime da ilegalidade dessa forma de atuação, podendo vir a sofrer punição disciplinar, que pode ser, de acordo com a gravidade, desde uma repreensão até a demissão do serviço público.

Outrossim, consoante o Código Civil:

“Ninguém se escusa de cumprir a lei,
alegando que não a conhece”.

Crato/CE, 27 de abril de 2009.

Francisco Leopoldo Martins Filho
Advogado

Primeiro suspeito de gripe suína no Ceará - Jornal "O Estado"

Paciente teria chegado dos Estados Unidos com sintomas da doença e está internado em um hospital particular de Fortaleza.


Uma pessoa suspeita de estar contaminada com o vírus da gripe suína está internada em um hospital particular de Fortaleza. A direção da unidade confirmou que a paciente, que foi internada ontem, está em observação e teria chegado dos Estados Unidos com sintomas da doença. A suspeita do primeiro caso da gripe suína no Ceará não foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Estado, que alegou ainda não ter sido notificada. Apenas divulgou ontem nota técnica sobre influenza suína – gripe suína. A nota informa sobre os sintomas e dá orientações aos viajantes que se destinam às áreas afetadas e aos viajantes que estão vindo dos Estados Unidos, México, Espanha, Nova Zelândia, Canadá e Panamá. A Secretaria enumera as providências adotadas para garantir atendimento de casos suspeitos. Os casos suspeitos devem ser notificados (conforme Portaria SVS/MS - No 05/2006) à Secretaria de Saúde Municipal e/ou Estadual ou pelo e-mail: cevepi@saudefortaleza.ce.gov.br, notifica@saude.ce.gov.br ou nuepivep@saude.ce.gov Está definido que o Hospital São José é a referência estadual para atendimento de pessoas suspeitas de contaminação pelo vírus A-H1N1 (influenza suína). Nos casos de necessidade de internação, a referência, como indica a nota técnica, é o Hospital Universitário Walter Cantídio. A coleta de amostras de swab combinado (orofaringe e nasal) continua sendo realizada no Hospital Infantil Albert Sabin. Amanhã, às 14 horas, a Secretaria de Saúde do Estado do Ceará reúne diretores e infectologistas das Unidades de Daúde Públicas e da rede complementar para discutir ações de prevenção e controle da influenza suína. Profissionais de Saúde da Infraero também foram convocados para o encontro. » Sintomas. Apresentar febre alta de maneira repentina, superior a 38ºC, acompanhada de um ou mais dos seguintes sintomas: tosse, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações; Procedência o México (qualquer Estado) ou os EUA (Estados da Califórnia e Texas), nos últimos 10 dias.


O AMOR INCONDICIONAL DO PEDRO, DO JURANDY, DO... Por: José Nilton Mariano Saraiva

Sem que pretendamos ensinar padre nosso a vigário (até porque não temos competência para tal e, também, somos um pecador confesso), não custa lembrar que, segundo o Dicionário Houaiss, o adjetivo “incondicional” embute significação ampla, a saber: o não depender de; o não se está sujeito a qualquer tipo de condição, restrição e limitação; ou, ainda, o contemplar aquele que, em quaisquer circunstâncias e sem discussão toma partido de alguém, de uma corrente, de uma doutrina, de uma causa.
Uma das características basilares do BlogdoCrato e certamente responsável pelo seu indiscutível sucesso (traduzido no número recorde de 24.000 acessos mensalmente), é o exercício pleno do legado democrático, contextualizado e explicitado no confronto aberto de idéias, no debate franco e leal, na disponibilização do igual espaço a todos aqueles que se queiram manifestar, sobre qualquer assunto, desde que responsavelmente, conforme expresso pelo próprio Dihelson Mendonça. Há, pois, que se respeitar, sem necessariamente ter que aceitar, uma certa “incondicionalidade” manifestada por outrem.
Mas quando, exatamente por conta disso, às vezes, no calor da refrega, no decorrer da batalha, na impetuosidade das partes, alguns exageram na dose ou simplesmente usam de forma abrupta palavras ou expressões inadequadas que, tal qual lâminas afiadas, ferem, doem, maltratam e deixam cicatrizes, eis que se faz necessário o pedido de desculpas, o reconhecimento do exagero (afinal, como nos ensina o velho cancioneiro, perdão foi feito prá gente pedir).
A emblematicidade do acima exposto aqui se fez presente quando “pintou no pedaço”, recentemente, a questão regionalista, a envolver as cidades de Crato e Juazeiro do Norte, ou mais precisamente, a acefalia e estagnação na primeira e o exponencial e célere crescimento da segunda.
De um lado, cratenses que não se conformam e botam a boca no mundo com o abandono a que foi relegada a cidade nos últimos 40 anos, já que receptora de sobras, meras migalhas, agrados inconseqüentes por parte do governo, em face da inexistência de representação política de peso (e aqui se situam os inconformados Pedro Esmeraldo, Mariano, Jurandy Temóteo, Salatiel e outros), apressadamente tachados (no nosso entendimento equivocadamente) de bairristas e provincianos.
Na trincheira à frente, cratenses inexplicavelmente conformados com tal situação, alheios, acomodados, partidários do “...é isso mesmo, não tem mais jeito”, de que o importante é uma tal romântica “conurbação”, de que somos “um único povo”, uma tal “nação Cariri” (papo de político), do desprezo pelos incontestáveis números aqui apresentados e que mostram que o vil metal e a economia é que dominam o mundo (e ainda teve uma certa figura que, na tentativa de justificar o injustificável, teve a petulância de nos lembrar que o Atacadão Carrefour foi instalado quase que na fronteira das duas cidades – esquecendo de dizer que os impostos serão recolhidos em Juazeiro).
Isto posto, queremos aqui saudar os “amantes incondicionais do Crato”, na pessoa do senhor Pedro Esmeraldo (e, antes que alguns apressados emitam algum juízo de valor equivocado, lembramos que não o conhecemos pessoalmente, mas certamente teremos um prazer imenso e um orgulho muito grande quando “pintar” a oportunidade).
Por uma razão muito simples: também “amamos” o Crato. INCONDICIONALMENTE.
Autoria e postagem: José Nilton Mariano Saraiva

Qual "Jornal do Cariri", Diário tem de 500 a 800 leitores por Dia ? Faça as Contas... BLOG DO CRATO !


A Mídia Impressa está fadada ao Esquecimento - O Mundo é Digital !

O Blog do Crato tem hoje entre 500 a 800 acessos Por Dia ! Isso é o que os registros nos mostram. Esse é o acesso à informação. O que dá um total de 15 a 24.000 acessos por mês. Amigos leitores, o Mundo é cada vez mais digital. A mídia impressa da forma como a conhecemos, jornais, parece mesmo estar fadada a um nicho pequeno da sociedade. Com a popularização da internet, em que cada cidadão do planeta terá acesso à informação, o que é somente uma questão de pouco tempo, vide a explosão do crescimento do acesso à internet no Brasil nos últimos meses, não se pode mais conceber um jornal de papel semanal, porque o mundo é essencialmente dinâmico. As pessoas querem saber das coisas quando elas acontecem, não daqui a uma semana! Por isso hoje, o Blog do Crato, se firma como o verdadeiro porta-voz da cidade, pois aqui tratamos de fatos e assuntos que interessam a nosso povo na velocidade em que eles ocorrem, e assim como outros grandes websites, possuem a responsabilidade para com os seus leitores de uma forma isenta em relação a ideologias e partidarismos. Somos a favor do bem-estar da nossa cidade e da sociedade, e frontalmente contra qualquer tipo de cerceamento das liberdades. Quero erguer um brinde a todos os Cratenses de boa vontade, para que juntos, possamos construir o Crato que tanto sonhamos. Em breve, esses acessos só aumentarão ainda mais, e teremos a cidade aqui, e isso com certeza, aumenta a nossa responsabilidade.

Dihelson Mendonça

Reforma do Museu do Crato em Andamento...


BREVE HISTÓRICO

A antiga Casa da Câmara e Cadeia do Crato, um dos mais importantes prédios do Estado, por seu valor histórico e arquitetônico, edificado no Século XIX, concluído no ano de 1877, é tombado pelo Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural do Ceará, em 14 de abril de 2004. No início do Século XX, já abrigava a Prefeitura Municipal, a Câmara de Vereadores, o Fórum , a Junta Militar(em cima) e Delegacia de Polícia e Cadeia Pública (em baixo). É bom que se diga que a funcionabilidade destas instituições era precária e difícil, pois o município cratense já necessitava de estruturas maiores e melhores para o bom andamento das administrações. Entre 1967 e 1970, o então Prefeito Humberto Macário de Brito desmembrou todo o complexo e adquiriu um prédio para atual Câmara de Vereadores, construiu o prédio da atual SAAEC e, ao lado, reservou um pequeno espaço para a Junta Militar. Construiu o prédio da atual cadeia pública, deslocou a Prefeitura para um prédio alugado enquanto dava andamento na obra do hoje Palácio Alexandre Arraes, deixado inacabado, com o segundo pavimento erguido. Após retirada todas as atividades administrativas e prisionais, é criado o espaço definitivo do Museu Histórico do Crato, que antes já havia recebido os nomes de Museu de Crato, Museu Itaytera e Museu Histórico J. de Figuieredo Filho. Em 1970, foi definitivamente encampado pelo poder público, com o nome atual de Museu Histórico do Crato. Em 1972, foi criado o Museu de Arte Vicente Leite, durante a administração de Miguel Soares, que recepcionou o acervo provisoriamente, há 37 anos.

O deslocamento, em breve, do MAVL para o prédio principal do Centro Cultural do Araripe (antiga REFSA), será a oportunidade para a criação definitiva de sua sede. Com isto, o Museu Histórico do Crato ganhará merecido e necessário espaço para a distribuição e oxigenação do seu atual acervo, para a recepção de novas peças e alas temáticas, além de um local para a realização de exposições temporárias, entre outras...

REFORMA DO TETO EM ANDAMENTO...

Por conta da proximidade das árvores da Praça da Sé com o Prédio do Museu e, principalmente, pela falta de uma podação direcionada à solução de parte deste problema, pelo lançamento de folhas e frutos dos oitizeiros no telhado do antigo edifício, obstruindo as calhas e canos de escoamento das águas das chuvas, todos os anos é realizado o trabalho de retelhamento e de desobstrução, como medida paliativa, tendo em vista que este incidente, ao chegar a quadra invernosa, sempre retorna, a exemplo do que ocorreu nos últimos dias.

Em face aos relatos de servidores dos Museus, de anos e anos, dando conta destas ocorrências, que constatamos "in loco", tendo em vista a importância dos acervos dos museus e, sobretudo, pela integridade física do próprio prédio que consideramos nossa mais valiosa "peça", ciente de que se trata de um patrimônio tombado, resolvemos ir além do "costumeiro" trabalho de retelhamento... Daí que, resolvemos realizar uma pesquisa detalhada de todas as condições estruturais existentes. Uma espécie de Raio X do edifício. É chagada a hora da preservação da nossa História.

Para a nossa sorte, tivemos a iniciativa de proteger as peças e obras dos museus, com 100% de segurança, salvaguardando todo o acervo, com relevante empenho dos servidores da Fundação J. de Figueiredo Filho, que não mediram esforços para a execução deste trabalho, que contou com o auxilio dos nossos estagiários do Curso de História da URCA.



SEIS TIPOS DE TELHAS...

Outro problema detectado, foi o de falta de encaixe de telhas de diferentes tamanhos e formas, causando o contínuo surgimento de goteiras.

Na foto ao lado, podemos observar variados tipos de telhas artesanais, da época da construção do século XIX, e além de outras mais recentes, constatando a desuniformidade no telhamento.














O PISO DE MADEIRA DO PRIMEIRO ANDAR TAMBÉM NECESSITA DE RECUPERAÇÃO...




















O TRABALHO CONTINUA SEM TEMPO DETERMINADO PARA A SUA CONCLUSÃO...















APOIO É O QUE NÃO VAI FALTAR!


É importante salientar que contamos com o apoio integral de toda a Administração Pública Municipal para a realização deste trabalho.Além do mais, não podemos deixar de ressaltar a contribuição profissional - voluntária - do Arquiteto Waldemar Arraes, da colaboração da artista plástica Edilma Rocha e de todos os funcionários da Fundação J. de Figueiredo Filho. Agradecemos a Deus por nos posicionar diante deste novo desafio. O Crato é merecedor desta vitória! Somos apenas um dos instrumentos desta obra. Vamos vencer! Somos Otimistas!!!

George Macário - Editor
Presidente da Fundação J. de Figueiredo Filho (Instituição responsável pela administração dos Museus Histórico e Vicente Leite)

Seminário discute fortalecimento do turismo - Por: Elizângela Santos


ECONOMIA LOCAL

Clique para Ampliar

Seminário sobre Turismo e Desenvolvimento Econômico em Juazeiro do Norte contou com a participação de diversos setores da Região do Cariri (Foto: Elizângela Santos). Secretário das Cidades, Joaquim Cartaxo, apresentou vários projetos para a melhoria da infra-estrutura local. Juazeiro do Norte. Repensar o Cariri no sentido do seu desenvolvimento econômico, por meio de potencialidades como o turismo e a economia local. Com essa perspectiva, durante dois dias, técnicos do Governo do Estado e representantes e estudiosos de diversas entidades desses setores estiveram reunidos em Juazeiro, na sede do Palácio da Microempresa, durante o Seminário “Turismo e Desenvolvimento Econômico: Perspectivas para o Cariri”. Na ocasião, vários projetos foram apresentados pelo Secretário das Cidades, Joaquim Cartaxo, direcionados para a melhoria da infra-estrutura local, já que o evento faz parte do trabalho desenvolvido por meio da pasta. A representante do Banco Mundial, Mônica Amorim, esteve presente ao evento e disse que os investimentos internacionais deverão acontecer na região a partir de setembro. Serão investidos US$ 66 milhões, juntamente com o Governo do Estado, direcionados a vários equipamentos, inclusive na estruturação do turismo, tendo como carro-chefe o projeto Geopark Araripe. O projeto, conforme os organizadores, se configura como uma alternativa estratégica que antecede a implementação do Projeto Cidades do Ceará na região. Os debates têm a finalidade de mobilizar e sensibilizar os atores locais. Os dois eixos escolhidos pela secretaria no âmbito do desenvolvimento local foram o setor calçadista e o turismo, que está direcionado a muitas vertentes, a exemplo do religioso, mas focado no desenvolvimento sustentável. Segundo o secretário Joaquim Cartaxo, o seminário traz a oportunidade de se pensar o turismo do ponto de vista do desenvolvimento econômico. Destaca a proposta do governo de promover o desenvolvimento no Interior, desconcentrando da Região Metropolitana de Fortaleza. Ele acredita que a criação da Região Metropolitana do Cariri fortalecerá ainda mais esse processo de desenvolvimento. “Na verdade será apenas a institucionalização do que já existe de fato. O Cariri está privilegiado porque foi eleito como prioridade”, diz. O secretário destaca a aprovação dos US$ 66 milhões para investimentos na região e os investimentos previstos na área da infra-estrutura. O secretário Adjunto do Turismo, Osterne Feitosa, destaca o potencial do turismo no Cariri e afirma ser extremamente complexo. “O projeto direcionado a esse setor é uma especialização do que a riqueza local já produziu”, diz.

Programação

Durante o evento, foram realizadas palestras de consultores nacionais da área do turismo e de gestores públicos convidados e promovido um debate sobre as experiências locais. Entre os palestrantes estiveram o Coordenador Geral do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) Nacional, Daniel Vieira Pires. A coordenadora do Projeto Cidades do Ceará (Cariri Central), Emanuela Monteiro, afirmou que o objetivo do evento foi mobilizar e sensibilizar os empresários e a sociedade em geral para a importância do turismo como alternativa sustentável para o desenvolvimento sócio-econômico e ambiental do Cariri. O turismo na região do Cariri é um dos eixos econômicos que serão fortalecidos pela ação do Projeto Cidades do Ceará no Cariri, durante os próximos cinco anos.

SAIBA MAIS

Evento

O seminário ´Turismo e Desenvolvimento Econômico: Perspectivas para o Cariri´ teve a finalidade de fortalecer o debate em torno do desenvolvimento econômico do Cariri no setor do turismo, proporcionando o diálogo entre empresários, estudiosos, técnicos e a sociedade, dentro do Projeto Cidades do Ceará/ Cariri Central.

Desenvolvimento

É uma ação que o Governo do Estado pretende impulsionar o desenvolvimento da região do Cariri, por meio do fortalecimento das atividades econômicas do turismo e da produção de calçados. Para isso, serão investidos aproximadamente US$ 66 milhões em ações de qualificação territorial, inovação e apoio às atividades produtivas e fortalecimento das gestões municipais e regional.

Intervenção

O Cidades do Ceará/ Cariri Central tem como área de intervenção os municípios de Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Caririaçu, Farias Brito, Jardim, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri.

Sensibilização

O debate busca sensibilizar os atores regionais para a importância do turismo como alternativa sustentável para o desenvolvimento econômico e ambiental do Cariri, oferecendo ferramentas para implementação de suas próprias estratégias.

Mais informações:

Secretaria das Cidades
Fortaleza - Ceará
Assessoria de Comunicação
(85) 3101.4462
(85) 8603.0369

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter


Mario Correa é o mais novo patrocinador do Blog do Crato



É com muita satisfação que damos as boas-vindas a mais uma pessoa que acredita na força e determinação do Blog do Crato. Trata-se de Mário Correa, advogado, Economiário, Professor Universitário, Advogado e Corretor de Imóveis. É Bacharel em Direito, Pós-Graduado em Direito Privado -UECE e Pós -Graduando em Docência do Ensino Superior-Faculdade Leão Sampaio. O nosso website tem o grande prazer de fazer a publicidade deste que há muito tempo é um grande incentivador do nosso trabalho, colaborador e sempre "antenado" com o que publicamos aqui. Falando em Publicidade, O Blog do Crato hoje em dia tem mais visibilidade do que os jornais do Cariri. Se considerarmos que os "Jornais do Cariri" têm uma tiragem de 500 exemplares, podemos dizer que o Blog do Crato se firma como o veículo maior, pois tem de 500 a 800 acessos POR DIA !! Qual Jornal do Cariri tem de 500 a 800 leitores por dia e circula em base diária ? Nenhum. Portanto, empresários do Cariri, é só uma questão de fazer as contas na ponta do lápis. As empresas do cariri ainda não aprenderam que publicidade é um investimento, não uma despesa, e que todo gasto com publicidade tem um retorno garantido. E Porque não ?

Desejamos sucesso para o nosso novo patrocinador, Mário Correa Júnior

Dihelson Mendonça

Duas paisagens do Crato de Hoje


D
uas fotos enviadas hoje ao Blog do Crato. A primeira reflete bem os dias aqui na cidade, de muita chuva que nem o "Climatempo" conseguiu prever... observem a névoa que se espalha nas manhãs do Parque Grangeiro. A segunda foto é de causar indignação. Procura-se a pessoa "Inteligente" que colocou esse orelhão posicionado dessa forma. O nosso amigo Luiz Wellington relata que ele mesmo bateu a cabeça ontem nesse orelhão. Segundo ele, nesse local, o cidadão deve escolher se quer morrer eletrocuutado ou de batida na cabeça...rs rs...o local em questão fica em frente à sede da Banda de Música, na Rua José Carvalho.





Fotos: Luiz Wellington

29-04-2009
Ação Social solicita liberação dos alunos das escolas para a passeata do Projovem

A secretaria da ação Social do Crato solicita aos diretores das escolas do município do Crato que possam liberar os seus alunos que fazem parte do Projovem para que possam participar da passeata a ser realizada no próximo dia 30 de Abril, quinta-feira. A secretaria solicita especialmente a liberação dos alunos que fazem parte do projovem do Colégio Estadual Wilson Gonçalves, Escola Teodorico Teles, e o Colégio Estado da Bahia. A Passeata seguirá na quinta-feira com o título "Guerreiros da Paz" .

Secretaria da Cultura encerra hoje I Seminário Abriu Pra Juventude

Um trabalho que vem despertando a atenção da juventude cratense, está sendo realizado por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude, tendo a frente a Secretária Danielle Esmeraldo, através da Prefeitura Municipal do Crato, com o I Seminário ‘Abriu Pra Juventude’. O prefeito Samuel Araripe, está desenvolvendo no seu governo uma política de integração social, com diversos projetos de capacitação e fortalecimento das políticas locais voltadas para a juventude do Crato. O intuito é criar alternativas de diversão e ao mesmo tempo reflexão, com palestras, oficinas, música, esporte, dentre outras opções. O ‘Abriu Pra Juventude’, um seminário diferente, dentro da sua forma de aplicabilidade, vem dando certo, reunindo centenas de participantes. As palestras estão sendo expostas com temas instigantes e atuais, como Juventude e Família, Cultura e Identidade Regional, Esporte na Formação Humana e Gestão e Políticas Públicas para a Juventude. Dentro da programação também estão incluídas apresentações artísticas, exposições e mostra de audiovisual. O Seminário está sendo realizando no Teatro Municipal Alexandre Arraes. Hoje, dia do encerramento do seminário, a palestra sobre Gestão de Políticas Públicas será proferida pela gerente regional do Sine/IDT, Ariadne Albuquerque.

Cartões do Bolsa Família serão entregues dia 5 de maio

O Governo Municipal e a Secretaria de Ação Social, em parceria com a Caixa Econômica Federal irá fazer a entrega de Cartões do Bolsa Família no dia 05 de maio de 2009, na Quadra Bicentenário. Comunicamos ainda que a partir do dia 30 de abril do ano corrente a relação com os nomes das pessoas estão disponibilizadas nos Pólos de Atendimento, CRAS, Prefeitura Municipal e Secretaria de Ação Social.

Ação Social do Crato convoca as famílias cadastradas no ASEF

O Governo Municipal do Crato, através da Secretaria de Ação Social, comunica a todas as famílias cadastradas no Projeto de Ações Socioeducativas a Família – ASEF que as atividades terão início a partir do dia 4 de maio com a presença da equipe técnica e das mães nas creches participantes. O ASEF atua junto as famílias com crianças de 0 a 6 anos. De acordo com Liduina Andrade, Secretária de Ação Social do município, essas ações irão trazer mais qualidade de vida a todas as famílias participantes. O inicio das atividades será dia 4 de maio, próxima segunda-feira nas seguintes localidades:

Belmonte- Creche Jose Pinheiro Gonçalves, das 8:30 as 10:30h;
Lameiro- Creche Rotary das 8:30 as 10:30h;
Grangeiro- Creche Parque Grangeiro das 13:30 as 15:30;
Pantanal- Creche Ailza Gonçalves das 13:30 as 15:30;

É importante ressaltar que essas atividades estarão sendo realizadas até o dia 8 e os locais, datas e horários estarão diariamente sendo divulgados.

Prefeito do Crato recebe visita do Projeto Nova Vida e comitiva da Alemanha

Hoje pela manhã, o prefeito Samuel Araripe recebe a visita do coordenador do Projeto Verde Vida, Sr. Hermano Sousa, juntamente com uma comitiva de alemães que apadrinham a instituição. O Projeto Nova Vida é uma entidade não governamental e sem fins lucrativos, criada em 1992 cujas ações tem como foco educação para a cidadania através do acompanhamento educacional, cultural e formação profissional, beneficiando crianças, adolescentes e suas respectivas famílias. A ONG recebe ajuda financeira da instituição religiosa "Aktionskreis Pater Beda" e tem o apoio de parceiros como o Governo Municipal do Crato.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato

Fone/Fax - (88) 3521.7069
Mais informações:
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31