xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 06/04/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

06 abril 2009


O Crato está ligado no BLOG DO CRATO - 25.000 acessos mensais !



O CRATO está ligado no BLOG DO CRATO


25.000 acessos todo mês...

Onde a cidade busca informação!

Lula manda recado a prefeitos: "apertem os cintos"


Nota da edição: ...O Piloto Sumiu ?

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - Após as insistentes queixas de deterioração das finanças municipais, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva indicou que vai anunciar medidas para amenizar a redução dos repasses de verbas federais, mas mandou um recado aos prefeitos para que "apertem o cinto".

"Esta semana nós vamos ter uma reunião, com a minha presença, e o que eu poderia dizer aos prefeitos é o seguinte: todos nós vamos ter que apertar o cinto, mas nenhum de nós vai morrer na seca, como os municípios brasileiros já morreram durante tanto e tanto tempo", disse Lula em discurso na cidade de Montes Claros (MG), na presença de onze ministros e nove governadores, além do vice-presidente, José Alencar. O governador Aécio Neves (PSDB) e a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), dois cotados para a disputa à Presidência em 2010, estavam entre os presentes. Lula admitiu que a arrecadação dos impostos federais que são repassados aos municípios teve redução em decorrência principalmente do corte autorizado no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos, que está em vigor desde o início do ano e vai pelo menos até o final de junho. "Com a crise, caiu a arrecadação do governo federal, cai a arrecadação do governo estadual e cai a arrecadação das prefeituras, isso é verdade", disse, justificando as desonerações de impostos como medida de incentivo à economia em meio à crise econômica global. Durante a viagem que realizou para reuniões do G-20, terminada no final de semana, Lula pediu ao presidente interino José Alencar que se reunisse com os ministros Dilma Rousseff (Casa Civil) e Paulo Bernardo (Planejamento) para encontrar saídas ao caixa dos municípios que devem ser anunciadas em breve. Segundo cálculos da Confederação Nacional de Municípios (CNM), por conta das desonerações do IPI e do Imposto de Renda, as prefeituras deixaram de receber desde o início do ano cerca de 2,1 bilhões de reais. "Nós temos consciência que, se a prefeitura for mal, se ela não puder fazer nenhuma obra, se ela não tiver dinheiro, a primeira coisa que vai acontecer é o corte no salário dos funcionários. A segunda coisa que vai acontecer é começar a piorar a qualidade da educação, a qualidade da saúde. A terceira coisa que vai acontecer é que o prefeito não vai ter obra", afirmou. Lula acrescentou que outras medidas serão tomadas para estimular a economia brasileira, mas não deu detalhes. "Vamos anunciar mais coisas para enfrentar a crise, porque nessa crise a gente não pode ficar parado."

Ele voltou a prever que o Brasil vai sair antes de outros países da crise financeira global e que, segundo ele, o país já dá sinais de recuperação na economia, citando a indústria automotiva e a da construção civil. "Vamos tentar criar as condições para isso (acabar a crise) sempre torcendo para que a economia dê os primeiros sinais de recuperação e sempre trabalhando com a idéia de que o segundo trimestre será melhor do que o primeiro e o terceiro melhor do que o segundo, e que vamos chegar no final do ano com a situação normalizada", disse. As declarações foram realizadas em cerimônia de inauguração da usina de biodiesel Darcy Ribeiro, em Montes Claros. É a terceira no gênero no país, precedida por Candeias (BA) e Quixadá (CE), todas da Petrobras. As usinas utilizam oleaginosas (girassol, algodão, mamona, dendê, soja, etc) e fazem parte da política de biocombustível do governo federal. Entre os compromissos na cidade, Lula e ministros participariam de encontro com governadores da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e de uma homenagem a José Alencar, cuja empresa tem uma de suas principais fábricas na cidade.

(Texto de Denise Luna e Carmen Munari)

Fonte: Jornal "O Globo"
Foto - Fonte: website http://www.chuvinhanocerebro.blogger.com.br

O Alpiste e o Canarinho - Por: José Nilton Mariano

Sim... mas o que é que é, campanha política ?
É...
Por dentro ?
Não...por fora”

O diálogo acima, embora somente gravado pela Polícia Federal (PF) antes das eleições de outubro do ano passado, tem mais de 50 anos. Não menos anciã é a fala do diretor da Camargo Correa ao explicar ao intermediário em Brasília que a lista com as doações está “...numa pasta de eleições”, onde “...tem todos os caras que foram pagos” e “...inclusive a colaboração oficial”. Com a “singela” conclusão: "Tem as duas, tá?" (por fora e por dentro). Faz mais de 50 anos que se sente no ar o mau cheiro dos “indícios robustos” da existência de doações políticas, legais e ilegais, como revelado nesta semana pela procuradora Karen Kahn. O “fedor” é o mesmo que exalam Odebrecht, OAS, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez. O mesmo que “empestam” o ar os atuais partidos políticos envolvidos. Do mesmo modo como antes “catingavam” PSD, UDN e, depois, a ARENA. Além dos novos e sofisticados instrumentos de transferência de dinheiro para burlar uma lei cada vez mais atenta, nenhuma novidade existe. Nem a forma como essas empresas apossam-se do poder e capturam a alma dos seus principais ocupantes. Todos fisgados pela mesma ansiedade flagrada num dos doleiros na operação da PF, a "cantar" para o diretor da empreiteira: "PROFESSOR, O CANARINHO AQUI ESTÁ PRECISANDO DE ALPISTE”.

A novidade? A provável participação da vetusta FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) na intermediação do fluxo de propinas para políticos. Sua pronta reação negando o fato faz coro com a “perplexidade” da Camargo Correia diante da “invasão” de sua sede pela PF em São Paulo. Uma defesa reativa igual a do PSDB, PPS e DEM. Todos receberam doações em angelical “...de acordo com as leis do país”. A surpresa? A ninguém é dado o direito de criticar as defesas imediatas dos partidos envolvidos ou dos senadores José Agripino Maia/DEM-RN e Flexa Ribeiro/PSDB-PA, que atribuíram a um “viés político” a denúncia pela PF das mal explicadas doações recebidas. A surpresa se deu pela aguerrida defesa das doações da construtora, feita pelo ex-presidente FHC: “...pelo que vi, era legal, não tinha nada de irregular".
Fernando Henrique Cardoso ironizou a ausência do PT na lista de doações da Camargo Correia: “Só a partezinha da oposição que aparece". O ex-presidente “suspeita” dos resultados da Operação Castelo de Areia da PF com o mesmo descaso com que tratou a instituição ao longo dos seus dois mandatos. No seu tempo, as atividades de combate à corrupção eram sufocadas no nascedouro e jogadas sob os tapetes do Planalto, através do Geraldo Brindeiro, Procurador Geral da República. A surpresa menor ficou por conta do ministro falastrão Gilmar Mendes. Ele voltou a criticar a Polícia Federal ao dizer que as grandes operações "...criam um cenário de terror" e ameaçam institucionalizar “...um modelo anormal no Brasil". Esquece o linguarudo que anormal é desfavorecer a credibilidade do Supremo com decisões de risco, como no caso do banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity, seu protegido querido.

Autor: desconhecido - Postagem: José Nilton Mariano Saraiva

Pontos-de-cruz - Por Claude Bloc

....Volta do trabalho cansada. Depois de refrescar-se, senta-se vagarosamente na cadeira da varanda tentando compor uma imagem com aqueles pontos-de-cruz. Não repara na hora, apenas deixa-se ficar ali por um bom tempo.
....Aos poucos o céu vai mudando de tonalidade. O sol já se avizinha do horizonte e, cada vez mais tímido, avermelha-se no seu ponto de encontro com a linha da serra. É um momento de paz. De um solitário mergulho nessas empoeiradas frestas do tempo.
....A essa hora o silêncio parece abrir as portas. A luz, então se evanesce nesse lapso entre o tempo e o espaço... A vida parece, então, parar por alguns segundos e sorrateiramente se esconder, nesse momento, por trás de pálpebras que se fecham, reflexivamente sobre a alma.
....É ali, naquele instante, que surgem as lembranças para além da ilusão. Memórias que captam o real como um filme, escrevendo nas linhas da vida uma pequena e inusitada história. Detalhes se tornam mais nítidos e vão se definindo. Um momento efêmero que fica para sempre.
....Num gesto quase involuntário, ela toca seu rosto tentando encontrar nele as evidências do tempo, apalpando os vincos ali marcados... Estranhamente a pele está mais aveludada e firme... ....O ambiente de paredes esverdeadas mais se assemelha ao de seu quarto de adolescente. Teria então 15 anos?
....Ouve na sala algumas vozes, risadas, gracejos. A mãe, com sua voz grave de fumante, anuncia placidamente a alegre acolhida aos rapazes que chegam.
....Ainda no quarto, estende-se na cama com displicência, tentando ler aquele livro interminável: “Don Casmurro” tornara-se enfadonho àquela altura. Era afeita à leitura, mas uma grande inquietação não lhe permite a concentração necessária para compreender o sentido da história naquele ponto. Queria ir lá fora, tinha que passar por entre os visitantes, captar algum olhar perdido, furtivo, conversar, até participar...
....Ainda absorta e indecisa entre a razão e o desejo, espreguiça-se no momento em que explode retumbantemente o Bolero de Ravel... Vêm-lhe algumas lágrimas. Retida em seu mundo introspectivo aprendera a apreciar a música clássica e outras tantas ouvidas naquelas noites em sua casa. Solitária, deixa-se acariciar pelas sonatas e pelo dedilhar dos violões de Dilermando que enchem a casa de uma alegria ímpar e, para ela, peculiar.
....Aqueles rapazes viraram personagens singulares. Vendo-os hoje na mente, depois de mais de trinta anos, percebe que as fisionomias e atitudes funcionam como sinais ou signos de histórias individuais possíveis... Àquele tempo todos faziam parte dessa mesma história. Bach, Beethoven, Mozart, Strauss, Schubert… allegros, adágios, prelúdios, sonatas… tudo se mesclava ao silêncio, à emoção, ao sorriso, à íntima alegria de cada um.
....E apesar de tudo, ela ainda se mantinha no quarto deixando-se tocar por aquela lânguida e macia sensação de paz. Mas, insistia-lhe a vontade de passar naquela sala. A timidez a incomodava profundamente. Ela se contrairia fazendo-se ínfima, invisível, quase afásica, naquele percurso. Seria fácil? Vence então a vontade !! Atravessa a sala. Não saúda efusivamente as pessoas, ou apenas balbucia coisas inaudíveis. As palavras ficam presas em sua boca. Sente-se menor, traída por sua inépcia. Queria muito parar… mas continua. …E sai sem destino, porta a fora em busca de nada. Sai querendo ficar. As perspectivas, as casas, a rua integram um clima de quase sonho. A realidade, porém, parece apenas uma convicção. Noites e noites fora assim. Tinha certeza de que fazia transparecer uma indiferença que não sentia.
....Ainda hoje ouve o tilintar dos copos num brinde mudo aos grandes compositores clássicos. Gim com Cinzano? Não importava o que fosse, ela não participava deste eloquente ensejo. A música se ocuparia de fazer o seu papel: escrever por entre ritmos e compassos a informal convivência de onde se manteve mera passageira.
....Agora, sabe que agindo dessa forma, infiltra-se nos mistérios do não saber que o sonho fora possível ou realizável. Bastaria uma derrapagem nesse ajuste, mesmo pequeno e quase imperceptível, para que tudo se tornasse realidade.
....Hoje, mesmo num tempo indefinido, ela entra íntima e emocionalmente naquelas cenas. Pouco importa o momento e a hora: narrar para si mesma o próprio sonho já é torná-lo verdadeiro.

Por Claude Bloc

LULA - Homem POVO! - Por: Calazans Callou

Por Marcelo Cunha*Do Terra Magazine.

É dura a vida de colunista e escritor. Não adianta eu falar, insistir,berrar aqui nesse espaço ou onde mais me deixarem à solta. Tem que viro Obama pra dizer em alto e bom inglês que o Lula é o cara, "Lula is the man", e aí sim, a imprensa repete aos milhões, o Fernando Henrique tem um choque anafilático de tanta inveja e todo mundo cai na real.Isso não significa que eu não tenha críticas ao Lula ou ao partido. Minha relação com eles é mais ou menos a que eu mantenho com as mulheres: gostaria que fossem muito diferentes, mas, olhem só as alternativas! Vivemos em um mundo real, com defeitos reais, consequências infelizes da nossa humanidade. Compreender esse mundo e governar para ele, tentando ao mesmo tempo torná-lo melhor, com direito a alguma quantidade de sonho, é o que diferencia um político competente de um estadista. E Lula é um estadista, o maior que já tivemos. Eu acho que boa parte desse preconceito contra o Lula é preconceito mesmo, do ruim. Olhem o que eu ouvi ontem mesmo de uma moradora de um bairro nobre daqui. Ela explicou que não torce para o Corinthians, porque, afinal "tenho todos os meus dentes e conheço o meu pai". Uffff. Lula, por exemplo, que mal conheceu o pai, na infância, e não seiquanto aos dentes, mas sei quanto aos dedos, torce para o Corinthians. E eleger o Lula foi um momento sublime para os brasileiros porque ele representou a nossa aceitação de nós mesmos por nós mesmos, condição essencial para uma nação ser algo maior do que um mero país. Eleito,Lula nos libertou e o Brasil deu o salto que todos vivem, mesmo quenão queiram ver. Na América Latina, e eu leio a imprensa dos nossos vizinhos, Lula é idolatrado como um grande líder nacional, que ama seupovo e se dedica a defender os seus interesses, ao mesmo tempo em quetenta sinceramente ajudar e integrar os que nos rodeiam. Somos admirados por que passamos a nos levar a sério e deixamos depuxar o saco do primeiro mundo, como fazia o nosso pomposo FHC. Barramos espanhóis (inocentes, claro) na fronteira exigindo tratamento decente aos nossos viajantes que entram na Europa. Lula não tem medo de ninguém e exige estar no G-20, mas junto com o G-8, ou onde quer que se decida alguma coisa. Lula ajudou Chávez a sobreviver e hoje oenche de elogios, enquanto sabota seus piores planos e ajuda o Brasila vender e ganhar muito com a Venezuela. Garantiu o empate na quaseguerra de araque entre Colômbia e Equador, fazendo o Brasil atuar comoo líder que tem que ser. Lula abriu agências da Embrapa em países africanos, onde nossa biotecnologia tropical vai ajudar a combater a fome e criar umaagricultura moderna. Ele também decidiu que não vamos exportar petróleo do pré-sal, coisa de país atrasado, e sim derivados com alto valor agregado. Isso não é lá visão geopolítica e estratégica? Viajou aos países árabes, nunca antes assunto para nossos governantes e crioulaços que hoje se transformam em comércio, bom para todos. Aqui dentro, já que o Brasil também é assunto, manteve sim a política econômica anterior, mas lhe deu a direção social que faltava. E sealguém acha que isso foi coisa pouca, imaginem as pressões que Lula sofreu, às quais teve que resistir, enquanto a Argentina, aqui aolado, experimentava heterodoxias com o Kirchner e crescia 10% ao ano.Imaginem o que foi para um ex-torneiro mecânico peitar toda a suposta elite econômica instalada nos principais veículos de comunicação, que tentavam dizer a ele para onde apontar o nariz e que aprendesse a obedecer ou o mundo iria cair, culpa dele. Quem resiste a tudo e segue firme no caminho em que acredita é um líder. L-Í-D-E-R. Acerta e erra, mas lidera. O maior mérito do Brasil de hoje é nosso, do povo brasileiro. Fomos nós que soubemos mudar, acabar com o PFL, optar pelo moderno e, por isso, hoje nosso destino se divide entre dois partidos e projetos viáveis, PSDB e PT. Se os dois são viáveis, o PT é mais generoso, e por isso a minha escolha. Provavelmente seguiremos crescendo e nos afirmando como nação modernae emergente, capaz de alimentar a si e ao mundo, o que para mim já está uma beleza, obrigado. Mas, alguém aí ousa comparar o Lula a gente um tanto insípida, inodora e incolor, como Aécio, Serra e mesmo a Dilma? Vamos talvez seguir rumo à prosperidade, mas de um jeito tão mais sem graça. Vocês conseguem imaginar algum desses nomes acima fazendo a frase sobre "banqueiros brancos e de olhos azuis, que achavam que sabiam tudo de economia" que hoje é repetida no mundo inteiro? Lula, para mim, representa o fim do enorme desperdício que nosso país sempre praticou, ao ignorar a humanidade e inteligência do seu povo, acusando-o de ser pouco escolarizado. Eu tenho o privilégio de, detempos em tempos, encontrar com leitores de grupos de EJA (Educação deJovens e Adultos), na prática turmas de pedreiros, domésticas, carpinteiros, eletricistas; gente que deixou a escola quando criança evoltou agora, para aprender, inclusive, a ler. E ser lido por essas pessoas é uma enorme honra para um escritor que gosta de ser lido. E eles leem como ninguém, minha gente. Com uma garra e encantamento dearrepiar. E raramente têm a chance de trazer essa visão absoluta domundo, essa experiência toda a para vida do nosso país. Lula, prezadosleitores, fez e faz exatamente isso. Eu conheço meu ilustre pai, para o bem ou para o mal, tenho praticamente todos os dentes e certamente todos os dedos, o que me coloca em uma camada, digamos, privilegiada, no Brasil. Mas, mesmo que não seja exatamente a minha cara, Lula consegue ser a cara brasileira da minha alma, de tantas outras almas de nosso país e, por isso mesmo, ele é, tem sido e vai ser o cara. O Cara, a nossa cara. Pelo que eu conheço do mundo, essa coluna vai atrair toda uma desgraceira pra cima desse colunista. Pois, muito bem, que venha. Esperar menos do que isso, estar menos preparado do que estou para combater o que vier, seria um desrespeito desse cidadão agradecido aqui, ao seu presidente, a quem tanto admiro e por quem tenho mais éque brigar mesmo. Podem vir, serão todos bem recebidos, e vamos emfrente, nós e o Cara, fazer o debate e o país de que tanto precisamos. Dizer "Esse é o cara" afirma a negritude do Obama e sua admiração por Lula. Vivemos melhor em um mundo assim, de aceitações, reconhecimentos, sinceridades. Se eles, que são políticos, podem, então a gente pode tudo, até mesmo torcer para o Corinthians, imagino, nesse admirável mundo novo que o século 21 nos traz.

*Marcelo Cunha é escritor e jornalista
Ilustração - A ilustração de Lula como um "Polvo" é intencional e um trocadilho com a palavra "povo", não sendo de forma alguma ato pejorativo.


Terremoto de 6,3 graus na Itália deixa 27 mortos

Ao menos 27 pessoas morreram e dezenas estão desaparecidas, segundo o último balanço oficial divulgado pelas autoridades locais, em decorrência do terremoto de 6,3 graus na escala Ritcher que atingiu a região central da Itália. O epicentro do tremor, que ocorreu às 3h32 desta segunda (horário local), 22h32 de domingo (horário de Brasília), foi localizado a 68 quilômetros a oeste da cidade de Pescara e 95 km ao nordeste de Roma. O Instituto de Geofísica dos EUA afirma que a magnitude do tremor foi de 6,3 graus, no entanto, o Instituto Nacional de Geofísica da Itália diz que foi 5,8 graus. Alguns moradores da cidade de l'Aquila, a leste de Roma, na região montanhosa de Abruzzo, fugiram para as ruas na hora do tremor. A região foi a mais atingida pelo terremoto. De acordo com a imprensa local, diversos edifícios do centro histórico foram danificados e algumas residências desmoronaram, deixando dezenas de feridos e milhares de desabrigados.

"A situação é muito grave, porque o abalo afetou edifícios", disse Luca Spoletini, porta-voz do Departamento de Proteção Civil Nacional. Imagens de televisão mostram as equipes de resgate socorrendo vítimas entre os escombros, muitas delas sangrando aguardavam para serem transferidas para os hospitais da região.

Segundo a agência de notícias, ANSA, entre as vítimas na cidade de l'Aquila, estariam quatro crianças que foram atingidas no desmoronamento de suas casas. A cúpula de uma igreja na cidade desmoronou, além de sérios danos na catedral. O prefeito de l'Aquila, Massimo Cialente, em entrevista ao canal de televisão "Sky TG24", informou que há outras duas vítimas na pequena cidade vizinha de Fossa e oito pessoas desaparecidas nas regiões vizinhas. Cialente disse, ainda, que 100 mil pessoas deixaram suas casas por causa dos tremores. Moradores de diversas regiões da Itália, incluindo a capital Roma, que raramente é atingida por terremotos, sentiram o tremor. O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, cancelou viagem que faria a Moscou por causa do terremoto em l'Aquila para se ir até a região atingida. A imprensa italiana diz que Berlusconi decretou estado de emergência, para liberar recursos para reconstrução, mas a informação ainda não foi confirmada. l'Aquila é uma cidade medieval, situada num vale rodeado pelos montes Apeninos, e tem cerca de 70.000 habitantes. O último grande terremoto que atingiu a região central da Itália foi um de 5,4 graus, que atingiu a região de Molisa em outubro de 2002, matando 28 pessoas, sendo 27 crianças que estavam em uma escola que desabou.

*Com informações das agências AFP, AP e EFE
Fotos:
* Alessandro Bianchi/Reuters

Fonte Final: UOL - Universo On Line

ENTREVISTA - Prefeito do Crato fala sobre Desenvolvimento Regional, Economia e da criação de Cidade Universitária no Crato.

Conversando com o Prefeito

Alguns pontos Altos da entrevista:

"Eu vejo a economia do Crato aquecidíssima: Mais de 300 micro e pequenas empresas se instalaram no Crato nos últimos 4 anos."

"O "Atacadão ( Carrefour )" não viria para o Crato só porque seria amigo do prefeito ou porque o prefeito iria pedir não...Esse é o mercado mesmo quem regulamenta tudo isso. Agora nós queremos é dar qualidade de vida aos moradores do Crato. E essa geração de empregos com mais de 300 micro e pequenas empresas que se instalaram no Crato."

"Professor Dihelson Mendonça, nós precisamos compreender que desenvolvimento não significa crescimento desordenado. Muito pelo contrário! O desenvolvimento de uma cidade se dá com a qualidade de vida dos munícipes. Não adianta uma cidade com 2 milhões de habitantes com trânsito caótico, com o comércio desordenado, educação deficiente, saúde idem, então essas coisas de ficar falando de Juazeiro e de Barbalha...eu sou o maior defensor da união e da integração do cariri, e não é somente Crato, Juazeiro e Barbalha não!"

"A maior fonte de riqueza da Espanha é o Turismo. E eu dizia antigamente que o turismo do Cariri só avançaria muito a partir da infra-estrutura."

O Blog do Crato em sua seção "conversando com o Prefeito", no sentido de atualizar os cidadãos Cratenses sobre as últimas notícias, os projetos e o acompanhamento da realização destes, procurou o prefeito Samuel Araripe para uma entrevista sobre o tema "Desenvolvimento Regional", quando se pretendeu discutir as interações entre as diversas cidades do Cariri, as verdadeiras vocações da nossa cidade, o turismo, a educação e a qualidade de vida. E sobretudo, os projetos em andamento nesse sentido e a visão do administrador sobre esses assuntos.

D.M - Dr. Samuel Araripe, é verdade que estamos pleiteando a construção de uma pequena cidade universitária no local aonde será construído o Centro de onvenções, até porque se aglutinariam as universidades: A Universidade Católica, o Campus avançado da UFC - Universidade Federal do Ceará, com ciências agrárias, e também poderiam ser remanejados alguns setores da Urca - Universidade Regional do Cariri, formando um complexo educacional para a cidade do Crato e ( claro ), dentro de terras Cratenses ?

S.A - Aquele terreno ali soma aproximadamente 28 hectares e nós idealizamos um projeto educacional forte para aquela região. A parte da frente foi destinada ao Centro de Convenções, e de Feiras de Negócios. Empreendimento em parceria com o Governo do Estado. Já foram doados através de escrituras definitivas, uma parte para funcionar a Universidade Católica, que a fundação Padre Ibiapina tem feito gestões junto ao MEC para ver se viabiliza essa universidade, uma outra parte correspondente a 16 Hectares foi doada à Universidade Federal do Ceará, para construir o Campus Avançado da universidade, mais precisamente os cursos ligados às ciências agrárias, e ainda tem lá um remanescente que eu pretendo no futuro conversar com a URCA, pra saber se é do interesse do magnífico reitor Plácido Cidade Núvens, levar o campus que funciona ali no ( bairro ) São Miguel de uma maneira não muito confortável. Aí sim, ficaria Centro de Convenções, Faculdade Católica, Universidade Federal do Ceará e Universidade Regional do Cariri.

D.M - Uma verdadeira mini-cidade universitária aqui no Crato...

S.A - Uma verdadeira mini-cidade. O Crescimento do Crato naquele rumo vai ser uma coisa extraordinária, porque nesse exato momento estamos discutindo a revisão do plano diretor da nossa cidade, onde se define as áreas de residências, de indústrias, de ampliação da nossa cidade, e todo o plano tem sido discutido e elaborado no sentido de induzir o crescimento do Crato no rumo de Barbalha e de Juazeiro. O pé-de-serra aqui, vamos limitar o sopé da serra do Araripe, preservar o meio ambiente, que já foi deveras agredido no decorrer de anos por desmatamentos e construções inadequadas. Então eu quero firmar o plano diretor, nós vamos transformar em lei e o crescimento do Crato vai ser para aquela região ( Juazeiro e Barbalha ), até mesmo porque a infra-estrutura ali é muito boa. Já tem passando ali no Muriti o Metrô de Superfície, que liga o Crato a Juazeiro, existe um projeto em discussão de uma grande avenida nascendo ao lado Centro de Convenções e indo até a via que dá acesso de Juazeiro à Barbalha. O Governo do estado me disse que vai incrementar a infra-estrutura do parque industrial que fica na divisa dos 3 municípios. Ali fica localizado o maior aquífero da nossa cidade, então a perspectiva de crescimento do Crato para aquela região é muito grande e as universidades irão captar e fomentar todo esse crescimento.

D.M - Se. Prefeito Samuel Araripe, como o Sr. considera a vocação desenvolvimentista do Crato, porque desenvolvimento não significa necessariamente só tamanho de indústrias que se instalam num município. Há o desenvolvimento sustentável também...

S.A - Professor Dihelson Mendonça, nós precisamos compreender que desenvolvimento não significa crescimento desordenado. Muito pelo contrário! O desenvolvimento de uma cidade se dá com a qualidade de vida dos munícipes. Não adianta uma cidade com 2 milhões de habitantes com trânsito caótico, com o comércio desordenado, educação deficiente, saúde idem, então essas coisas de ficar falando de Juazeiro e de Barbalha...eu sou o maior defensor da união e da interação entre o cariri, não é somente Crato, Juazeiro e Barbalha não! Eu defendo um consórcio para o aterro sanitário para o Cariri, Hospital regional para o Cariri, Instituto médico legal para o cariri, CEASA para o Cariri, Centro de Convenções para o Cariri, Frigorífico ( abatedouro ) para o Cariri, porque ? Porque isso vai trazer economia para os municípios; Você imagine, Crato construindo um aterro sanitário, Juazeiro outro, Barbalha outro, Missão Velha outro...por quanto não sairia um negócio desses ? Você já pensou o Crato construindo o seu abatedouro, Juazeiro, Barbalha...Depois da zona metropolitana de Fortaleza, o maior aglomerado urbano que existe é o do Cariri, e nós pecisamos saber organizar esse crescimento. Então, quando o Hospital ( Regional do Cariri ), fica a 6 kilômetros da divisa do Crato, qual é o problema que existe de estar se questionando, quer dizer é impossível ao Governo do Estado construir um hospital ( Regional ) no Crato, outro em Juazeiro e outro em barbalha. E a manutenção depois, como é que fica ? Nós precisamos ser Racionais, o momento é de dificuldade em todo canto, essa crise é latente, ela é permanente, já chegou ao Brasil, já chegou ao ceará e já chegou ao Crajubar também. Então nós precisamos olhar essa região como um todo. Não podemos dividir. Precisamos é ver a vocação de crescimento do Crato, Juazeiro e Barbalha, e do cariri como um todo. Então é assim que a gente tem que ver, e vamos nos estruturar. Passamos por um excelente momento ( da história ), problemas estruturantes que muita gente não acreditava, quem poderia imaginar hoje o cariri sendo ligado através do aeroporto com Rio, Sao Paulo, Brasília, Fortaleza, Recife. temos vôs diários hoje, duas companhias aéreas grandes operando no cariri. Então, a perspectiva de crescimento é imensa, e por conta disso é que nós não podemos mais enxergar uma cidade isolada da outra. Tem gente que mora no Crato que trabalha no Juazeiro, tem gente que mora no Juazeiro e trabalha no Crato e em Barbalha. Então, vamos pensar grande que o momento é para crescimento mesmo, com qualidade.

D.M - Algumas pessoas salientam por conta disso que pensando dessa forma, a cidade de juazeiro, ( enquanto a grande cidade de Crajubar não é formada pela conurbação ), sairia levando todas as vantagens, em razão de ser um ponto equidistante de todas as cidades, se as empresas ( empreendimentos ) fossem criadas nesse sentido, praticamente todas deveriam ficar em Juazeiro, já que a distância é a mesma para todas as cidades, então como o Sr. vê tudo isso ?

S.A - O Crescimento de Juazeiro eu vejo com a maior naturalidade, e não depende mais nem de governo municipal. Juazeiro cresce com as próprias pernas, por conta das pesquisas de mercado. Isso é uma coisa natural, não tem como evitar. É uma cidade âncora. Quantas cidades começaram sendo a capital e depois se transformam a uma segunda, a exemplo de Olinda, que passou pra Recife, Aquiraz que passou pra Fortaleza, Juazeiro, que era distrito do Crato, por conta do crescimento natural mesmo, isso é uma coisa natural, agora nós precisamos é saber conviver com isso. Aquilo que for do Crato, a qualidade de morada do Crato, por exemplo, não se compara. Quantas pessoas moram no Crato e trabalham lá no Juazeiro, né ? então a gente precisa ir organizando nossa cidade, agora, estou muito feliz porque nós vamos sanear a nossa cidade. 3 cidades, das 184 conseguiram o plano de saneamento ambiental bancado 100 por cento pela fundação nacional de Saúde. Isso é qualidade de vida! Você chega nos países desenvolvidos, as cidades, a população gravita em torno de 100 ou 110 mil habitantes. Vai ter metrô do Crato para Juazeiro, e olha, eu vejo a economia do Crato aquecidíssima: Mais de 300 micro e pequenas empresas se instalaram no Crato nesses últimos 4 anos. Agora o "Atacadão" porque tem muita gente falando "O Atacadão" para Juazeiro, Juazeiro... Aquilo ali é pesquisa de mercado, e tem que ir para a maior cidade. O "Atacadão" não viria para o Crato só porque seria amigo do prefeito ou porque o prefeito ia pedir não...Esse é o Mercado mesmo quem regulamenta tudo isso. Agora nós queremos é dar qualidade de vida aos moradores do Crato. E essa geração de empregos com mais de 300 micro e pequenas empresas se instalaram no Crato. A vocação do Crato: Agricultura familiar , porque ? porque o Crato é um município eminentemente rural, tem 9 distritos, então vamos atrás da agricultura familiar. Juazeiro já não pode ir atrás, porque o Juazeiro vive da sede. Só tem 1 distrito.

D.M - Nossa vocação também é turística...

S.A - Exatamente. E o turismo ecológico aqui no Crato é muito forte e é uma indústria. A maior fonte de riqueza da Espanha é o Turismo. E eu dizia antigamente que o turismo do Cariri só avançaria muito a partir da infra-estrutura. E a Infra-estrutura começa pelo Aeroporto. Há 5 anos atrás, nós tínhamos aqui um vôo da "TAF" com 12 lugares, passagens de 400 reais um trecho. Como é que o turista viria pra cá ? Normalmente o turista é o casal e 1 ou 2 filhos. Como é que viria fazer turismo no Cariri se a passagem era mais cara do que pra Brasíia, Rio de Janeiro, e etc. Agora já resolvemos esse problema. Outra vocação nossa aqui é educação. E é por isso que eu sonho com aquele complexo educacional ali, que vai ser uma coisa que vai dar um impulso imenso à nossa cidade, em terras cratenses. Então é isso aí, Doutor, vamos nos preocupar com o "Cratinho de Açúcar", que vai bem, outro sinal de economia aquecida: Recentemente, Banco Itaú. Tenha a certeza que banco nenhum vai para cidade nenhuma se a economia não estiver aquecida. Agora alguns pessimistas ficam aí conversando...ê o Crato, não sei o que...Atacadão para Juazeiro...Isso não adianta perder tempo conversando porque o Mercado é que define. Como Juazeiro tem 250 mil habitantes e o Crato tem 110 mil, é claro que...e ainda tem mais, ficou ali no limite, na divisa, beneficiaria as 2 cidades, e é assim que nós queremos mesmo. A CEASA que vai ficar em Barbalha. Aqui, porque que nós já estamos projetando essa avenida partindo ali do Centro de Convenções, porque a CEASA vai ficar a 5 Km daqui do Crato. Então eu diria que a coisa mais forte que existe no momento é exatamente a união do Cariri. Hoje aqui no nosso Gabinete, 10 prefeitos ( do Cariri ) discutindo o Aterro Sanitário, então é a união buscando empreendimentos para o conjunto.



Reportagem: Dihelson Mendonça
Foto: Wilson Bernardo


Pesquisa avalia ação cicatrizante do óleo do pequi - Por: Elizângela Santos - DN


BIOPROSPECÇÃO MOLECULAR

As propriedades curativas do óleo do pequi foram estudadas na pesquisa do professor da Urca, que observou o poder cicatrizante do produto em ratos (Foto: ELIZÂNGELA SANTOS). Glauberto da Silva Quirino durante a defesa de sua dissertação na Urca. O primeiro estudo acadêmico sobre a ação cicatrizante do óleo do pequi foi apresentado em Mestrado da Urca. Crato. A primeira dissertação de Mestrado do Programa de Bioprospecção Molecular da Universidade Regional do Cariri (Urca) foi defendida no último dia 30, no Salão de Atos da Urca, pelo professor da instituição, do Curso de Enfermagem, Glauberto da Silva Quirino. Com o título “Atividade Cicatrizante e Gastroprotetora de Carvocar Coriaceum Wittm”, a sua tese utilizou como ponto de partida a ação cicatrizante do popular óleo do pequi. O trabalho foi orientado pela professora doutora Adriana Rolim Campos Barros, colaboradora da Urca, por meio do Mestrado de Bioprospecção, e teve como componentes da banca os professores doutores João Batista Teixeira Rocha, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), e Adriana Rocha Tomé, da Universidade Estadual do Ceará (Uece). O professor Glauberto destaca o bom momento para a Universidade, de desenvolvimento, e a oportunidade de defesa do seu mestrado na própria instituição que leciona. Ele até recebeu incentivo para continuar o seu trabalho de pesquisa por meio da tese de doutorado.

Primeiros testes

Durante a apresentação para a banca composta de três avaliadores, Glauberto Quirino fez demonstrações dos primeiros testes realizados com ratos no laboratório da própria universidade. A idéia é que mais adiante os testes possam ser feitos em seres humanos. Ele também já apresentou sua pesquisa mesmo antes da defesa, no Congresso da Federação Brasileira de Biologia Experimental, e como trabalho precursor, durante congresso em João Pessoa, na Paraíba. Segundo Glauberto, foi feita uma avaliação da propriedade de gastroproteção, com o óleo ou polpa, em modelo de úlcera induzida por etanol e aspirina. Para o pesquisador, os primeiros resultados foram bem positivos. “A gente estendeu esses trabalhos, testando quatro mecanismos de gastroproteção, incluindo prostraglandina, óxido nítrico e canal de potássio dependente”, explica ele. Para desenvolver a pesquisa, Glauberto afirma que o seu trabalho partiu do conhecimento já da própria população e, com esse dado, fez um levantamento bibliográfico. Ele destaca estudos já realizados quanto a composição química do produto. A do óleo é bem definida com a presença de vários ácidos graxos, essenciais ao funcionamento orgânico, vitaminas A, E, C . “São vitaminas que participam do processo anti-oxidação, renovando as células”, explica. No caso de aumento de colesterol, Glauberto destaca que pode ser improvável, já que os ácidos graxos são benéficos ao funcionamento do organismo. Vale salientar que o Mestrado de Bioprospecção Molecular da Urca é o único do Brasil no gênero e vem contribuir de forma determinante para o desenvolvimento de importantes pesquisas na região. Outro trabalho com o pequi está sendo realizado pelo biólogo Rogério de Aquino Saraiva. Ele desenvolve sua pesquisa ressaltando o “Estudo da Atividade Antiinflamatória Tópica do Óleo de Pequi”, denominado cientificamente por Caryoca coriáceun. O pesquisador destaca o ineditismo do trabalho no Ceará, com o pequi. O mestrado na área de Bioprospecção Molecular da Universidade Regional do Cariri (Urca) é o primeiro do gênero no Brasil. Mas os pesquisadores destacam o diferencial apresentado pelo fruto da Chapada do Araripe pelas suas propriedades terapêuticas. Mesmo sem ter idéia desses resultados, famílias fazem a festa nesta época do ano, ao começarem a se preparar para morar em cima da serra, durante praticamente um semestre. O Programa de Bioprospecção Molecular destina-se à formação de pessoal altamente qualificado para as atividades de pesquisa e para o exercício do magistério superior, atuando nas seguintes áreas do conhecimento: Bioquímica, Biologia Celular e Molecular, Farmacologia, Microbiologia, Biofísica, Biotecnologia, Botânica Aplicada, Zoologia Aplicada e Farmacognosia.

O principal foco do Programa é suprir a carência de profissionais especialmente treinados para lidar com a rica biodiversidade regional, que envolve diversos ecossistemas como Caatinga, Cerrado, Carrasco e Mata Úmida. Em torno desse sistema estão 35 outros municípios de uma ampla região que abrange os Estados do Ceará, Piauí, Pernambuco e Paraíba. Um verdadeiro complexo sistema de interação educacional, cultural e econômico com mais de um milhão de habitantes. O Programa foi credenciado em 2007 pela Capes, que segundo seus critérios de avaliação recebeu conceito 4.

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter


SAIBA MAIS

Público-alvo

O Curso de Mestrado Acadêmico em Bioprospecção Molecular destina-se principalmente a profissionais graduados nas diversas áreas das Ciências Biológicas e da Saúde, como também àqueles originados da Engenharia Química, Florestal, de Bioprocessos, Agronomia e Química, além de outros profissionais que tenham as disciplinas de Farmacologia, Química Orgânica, Bioquímica e/ou Biologia Molecular em seu currículo de graduação

Compostos biológicos

A área de concentração é a de Bioprospecção Molecular, que consiste em estudos de compostos de importância biológica, com o objetivo de promover o conhecimento da biodiversidade molecular existentes. Abordagem dos estudos, além da bioprospecção molecular a partir de animais e plantas, é realizada por química de produtos naturais, biologia molecular estrutural, estudo de polímeros e aminoácidos, com utilização de técnicas auxiliares de biologia molecular e bioquímica

Mais informações:
Mestrado de Bioprospecção Molecular, Urca, Rua Coronel Antônio Luiz, 1161, Crato
Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, (88) 3102.1291

Reportagem: Elizângela Santos
Fonte: Jornal Diário do Nordeste



Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30