xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 01/02/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

01 fevereiro 2009

Porque O Matrimônio Esta Em Desuso? Por: Luiz Cláudio Brito de Lima


Segundo a doutrina católica, casamento seria: "O pacto matrimonial, pelo qual um homem e uma mulher constituem entre si uma íntima comunidade de vida e de amor, fundado e dotado de suas leis próprias pelo Criador. Por sua natureza, é ordenado ao bem dos cônjuges, como também à geração e educação dos filhos. Entre batizados, foi elevado, por Cristo Senhor, à dignidade de sacramento”.(Catecismo da Igreja Católica, n. 1660).

Já para os protestantes, casamento seria uma fundamental instutuição divina, onde se estabelece uma aliança entre o homem a mulher e Deus, aliança essa de grande responsabilidade, bem como indissolúvel, conforme Jesus nos ensinou , conforme insculpido no livro de Mateus: ". . .o que Deus ajuntou não o separe o homem" (Mateus 19:6). Ainda na escritura sagrada, agora em I corintios, 7:39: "A mulher está ligada enquanto vive o marido; contudo, se falecer o marido, fica livre para casar com quem quiser, mas somente no Senhor."

Já atinente ao uso das alianças, teriam sido os hindus os primeiros a usar alianças de casamento. Tendo sido trazida essa tradição para o ocidente por gregos e romanos. Entendiam ainda, que a aliança seria como um “contrato de compra” da mulher (noiva) e também uma espécie de aviso aos menos atentos, pretendendo dizer “ela já não estava mais disponível”. Após o século IX, a Igreja Cristã a adotou como símbolo de fidelidade. Ainda segundo o tema aliança, os gregos e romanos diziam que o quarto dedo da mão esquerda, o que usamos a aliança, seria o mais correto para tal finalidade, pois, acreditavam que por ele passava uma veia que seguia diretamente para o coração.

Pois bem, depois de feito essas breves considerações, vamos ao cerne da questão: porque o matrimônio esta em desuso? Para analisar essa mudança comportamental da sociedade vamos fazê-la, ou ao menos tentar, sob prisma social. Deixando claro que a abordagem do assunto tem-se, único e exclusivamente trazer a baila, de forma simplista, um tema de extrema importância, conclamando aos ilustres colegas e leitores que participem do debate, trazendo outros dados e opiniões que julgarem importantes.

Um dos aspectos no campo social, ao nosso entendimento, deu-se a partir da emancipação feminina, resultado de um processo natural e necessário, pois ao longo dos anos a mulher foi deixada em segundo plano, era excluída de todo tipo de decisão, não lhe era permitido opinar em nenhum tipo de assunto que não fosse cuidar dos filhos, do lar e ser totalmente submissa ao seu senhor, o marido. Com o decorrer dos anos, a mulher foi apercebendo que sua contribuição no meio em que vivia poderia ser muito mais eficiente que ficar em casa administrando o lar. O que de fato aconteceu, e hoje temos a participação maciça, trazendo beleza, charme e competência em tudo que faz.

Todavia, essa mesma ruptura com os moldes repressivo de outrora, serviram como alavanca para chegar à conclusão que o destino de sua vida, estava somente em suas mãos, não dependiam mais de ninguém, e como tal, o comando era único e exclusivamente seu. A partir desse momento, a tolerância com o comportamento do esposo diminuiu, já não era mais possível aturar o marido chegando tarde em casa, e cheirando a álcool, nem pensar; as observações feitas antes, quando consideradas ofensivas, passaram a ser rebatida de pronto, não esperando outra oportunidade. Ai começaram os problemas.....

Atentaram as mulheres que as mãos que balançavam o berço, era a mesma que, se necessário, conduziriam um bi-trem; perceberam que aquela voz frágil e delicada assumiria um tom grave que calaria uma sala de aula repleta de marmanjos; sentiram que a falta de força física para trocar um pneu, era psicológica, e se inevitável, ergueria um veiculo para tirar sua cria de baixo; notaram que administrar um lar era muito importante, todavia, se tivesse que conduzir uma empresa faria com a mesma competência; perceberam que a vida era muito importante, e hoje, recuperam muitas; brigavam por justiça na família, nos dias atuais fazem-na para todos que necessitam.

Na contra mão dessa evolução, nós, homens, (boa parte), deixamos a barriga alongar-se; esquecemos de dizer eu te amo; “traímos” nossas mulheres com o trabalho, dando a esse mais atenção; alguns se contentaram e acostumaram a ficar em casa “administrando o lar”; não mais nos olhamos no espelho, não nos vemos mais, perdemos o reflexo. As afirmações que se faz são corroboradas com o grande numero de separações e/ou divórcio registrado no País. Outro dado: vejam nossos pais, avós, bisavós, etc., quanto tempo permaneceram juntos. Os mais jovens é provável que não entendam isso, entretanto, os mais experientes sabem que o casamento de ontem, já não é mais o mesmo. Não se tolera mais nada, não se suportam, não se agüentam.

O resultado desse processo é mais do que lógico, a instituição “casamento” transformou-se em uma relação instável, com prazo determinado, com filhos divididos entre dois lares, e com a clara e nítida sensação que ambos perderam muito tempo, que saem da relação com graves sequelas, com magoas imensas e a certeza que nunca mais assumirão o compromisso de viverem até que a morte os separem.

Por Luiz Cláudio Brito de Lima


OVNI´s chegam também em Matozinho... - Por: Dr. José Flávio Vieira

CONTATOS IMEDIATOS

Hoje, passados tantos anos, ainda existem controvérsias sobre a origem dos estranhos episódios que passaram a acontecer em Matozinho, naquela época. O único consenso neste assunto ,tão pouco palatável na cidade ,é que o desencadeamento dos fenômenos paranormais coincidiu com a chegada de um sujeitinho esquisito, em Matozinho. Dizia vinha das bandas de Quixadá e narrava por todo canto a história da invasão de Ufo´s e da convivência de ETs com a população, em plena luz do dia, na terra da pedra da galinha. Seus relatos juntavam uma grande audiência e nosso viajante não tinha meias palavras para contar , com detalhes, todos os fatos, para uma platéia aturdida e progressivamente temerosa. Reunidos no Bar do Giba , ele informava que lá os discos voadores desciam na cidade em plena luz do dia e os ETs faziam compras nos supermercados e conversavam com a população numa linguagem metálica e pouco compreensível. Vezes por outras levavam , afirmava ele, quixadenses nas suas viagens e muitos já conheciam perfeitamente o planeta Ω425( ômega 425) , na constelação Alfa de Centauro. Não bastasse isto, constatou-se que dezenas de habitantes do sertão central estão chipados , sendo controlados a distância pelos ET´s.
Não se sabe bem que influência tiveram estes relatos no desenvolvimento dos estranhos fenômenos que, a partir daí, começaram a surgir , reiteradamente, em terras matozenses.Pessoas desaparecendo por períodos irregulares de tempo, aparição de discos voadores e contatos imediatos de todos os graus. As histórias se acumularam tanto que, vendo a população em pânico, o edil municipal, Cel. Feliciano Pedrácio, resolveu realizar um grande encontro na cidade, com fins de discutir tão premente assunto. Para tanto, convidou o Prof. Agobaldo Franz, renomado ufologista da capital, homem acostumado, segundo se dizia, a pegar ET´s pelos cornos.
No dia aprazado, chegou o cientista em Matozinho, na sopa das quartas feiras, com aquela cara de fugitivo de hospício : magricela, óculos fundo de garrafa, cabelo desgrenhado, uma grande pasta de couro numa das mãos e um bicho parecido com um teodolito na outra. Soube-se depois se tratar de um telescópio. Pediu ao Cel. Feliciano uns dois dias para pesquisar, em campo, os fenômenos e o 1o. ENMU -- Encontro Matozense de Ufologia—marcou-se para a sexta-feira e sábados seguintes. A princípio imaginaram realizar na Câmara Municipal o ENMU, mas foram tantas as inscrições que resolveram levar para a praça da matriz. Cada um responsabilizou-se pela cadeira e pelo guarda-sol.
Na sexta-feira, enfim, formou-se a mesa dos trabalhos com o prefeito, o professor Agobaldo e o presidente da Câmara. A platéia mal notou que uma das cadeiras na mesa estava estrategicamente vazia. Após os discursos de praxe, cedeu-se a palavra ao nobre cientista. Sem meias palavras ele explicou que o problema mostrava-se simples :Matozinho encontrava-se numa grande rota universal de UFO´s. Isto porque existe um portal intergaláctico que comprime o espaço-tempo e este abre-se sobre a Serra da Jurumenha que circunda esta cidade. Segundo ele, mais de trinta matozenses já tinham sido abduzidos e havia suspeita de mais de cinqüenta chipações em habitantes da cidade. Praticamente quase toda a vila já tinha tido contatos de diversos graus com os extraterrestres. Para provar minhas teorias, ele completou, para o assombro de todos, trouxe aqui para o nosso encontro um ET do planeta Ψ 127 , ele está sentado aqui na nossa mesa de trabalhos.Como ninguém o visse, ele apontou para a cadeira vazia e lascou:
-- Ele está aboletado ali, chama-se Zibim, mas só eu que tenho poderes extrassensoriais posso vê-lo.Todos vocês , no entanto, podem entrevista-lo através de mim. Me perguntem que eu traduzo para ele e vice-versa.
Por mais de duas horas a entrevista rolou solta, até que o professor traduziu a última mensagem do ET :
--- O bicho tá dizendo que tá encafifado, num agüenta mais, já tá todo engembrado com uma dor que começa nas cruz e responde no osso do mucumbu. Ele quer parar. .
No sábado, o 1o. ENMU terminou com todo sucesso deste mundo, já com promessa do prefeito de novas edições nos próximos anos. Ele se convencera : finalmente Matozinho encontrara sua vocação como cidade e o turismo prosperaria como nunca, até mesmo com a possibilidade de um turismo intergaláctico, fato que já tinha sido acordado, previamente com Zibim.
Meses depois, Rui Pincel, o incréu da vila, fez aquelas que, talvez tenham sido as considerações de maior embasamento científico sobre o assunto:
--- Ô povo mentiroso esse povo de Matozinho ! Jojó Fubuia , bêbado, viu uma caixa de marimbondo de chapéu e espalhou que era um disco voador e que , inclusive, tinha sido atacado pelos canhões do bicho, já que tava cobertinho de ferroada. Neguim desaparece com rapariga, durante três dias, e depois diz à patroa que foi abduzido.Cabra tá devendo no comércio, anoitece e não amanhece, e ninguém diz que é velhaco não ! Tá viajando, meu filho, lá no tal deste planeta “fi 127” . Ô planetinha fi duma égua ! De noite, é um pula pula de ET ,de muro em muro , que a previsão do prof. Agobaldo tá até subestimada ! Num tem ninguém chipado não, mas acho que chifrado aqui em Matozinho já tem pra mais de cem. Mariquinha, mulher de Valdo, o padeiro, desapareceu por uma semana e diz que foi abduzida. Engraçado é que, no mesmo dia, Pedro das Bananas foi também seqüestrado por ETs. Coincidentemente, eles voltaram no mesmo dia, devem ter pegado o mesmo disco voador ! Agora Mariquinha apareceu com um bucho e jura para o marido que aquilo foi um contato imediato do quarto grau .Vôte! É isso mesmo , meu amigo, ela furunfou com o ET. O marido, meu Deus, anda até feliz, imaginem que até já escolheu o nome do menino:
--- ETeValdo ... !


Por: J. Flávio Vieira

Do Livro : "Matozinho vai à guerra"

Fotógrafo Cratense Pachelly Jamacaru prepara Exposição Virtual para o Blog do Crato


A hora e a vez de Pachelly Jamacaru


Há 4 dias, o fotógrafo cratense Pachelly Jamacaru está preparando uma grande exposição dos seus melhores trabalhos, e que será para a inauguração, ou eu diria reinauguração da EXPOSIÇÃO VIRTUAL BLOG DO CRATO, que funciona na entrada do Blog há muitos meses. Através do nosso utilitário fotográfico, que permite a passagem automática de fotos, e a escolha por parte do leitor do Blog, estamos convocando diversos artistas da região do Cariri a apresentarem seus trabalhos. Já temos diversos fotógrafos esperando, e até exposições de esculturas fotografadas, e que irão para entrar em cartaz. Mas, com as belas imagens trazidas pelo mestre da fotografia do Cariri, Pachelly Jamacaru, abriremos nossa exposição virtual de fevereiro com "chave de ouro", ou seja, de um mestre, de quem sou discípulo e sob orientação do qual, é que produzi esses trabalhos fotográficos que estiveram durante todo esse tempo em exposição na entrada do Blog do Crato, e que muita gente já viu exaustivamente. Agora é a vez de mudar, de sair um pouco do foco da fotografia da cidade, que passará para outra galeria ( portanto, quem quiser, poderá acessar em link fornecido posteriormente, e apresentar trabalhos diferentes a cada quinzena ou mês. E com a palavra, o grande pachelly Jamacaru, compositor, cantor, violonista, poeta, fotógrafo...visionário do Cariri !

Por: Dihelson Mendonça
Foto: Dihelson Mendonça


Blog do Sanharol - O Novo blog que entra para a Rede Blogs do Cariri


Um Blog desses que veio para ficar e fazer história! Assim é o "Blog do Sanharol" mantido por nosso grande amigo Antonio Morais, que agora está sentindo na pele o ter que se desdobrar em 2 para escrever no Blog do crato e no Sanharol, rs rs rs .... e Eu, Morais, que gerencio mais de 25 Blogs ? Mas é isso, minha gente, vamos todos dar um pulinho lá no Blog do Sanharol. Morais ficou de me levar lá no Sanharol ( próximo à Várzea Alegre ) pra gente tirar umas fotos para ilustrar o Blog, mas isso ainda não foi feito. Mas enquanto isso, nós outros vamos nos deliciando com algumas das estórias daquelas que só Morais é que sabe contar...

Para quem quiser conferir, taí o endereço:

www.blogdosanharol.blogspot.com


Futebol - Atualização - Por: Amilton Silva - 01 de Fevereiro de 2009

Futebol Cearense

Iniciada na tarde de ontem (31), a sétima rodada do Cearense, com uma partida bastante movimentada entre Horizonte e Itapipoca, no Estádio Domingão , em Horizonte. Os gols da partida surgiram nos últimos cinco minutos da partida. André Cassaco e Caio marcaram para o Horizonte, enquanto Batata e Lázaro descontaram para o Itapipoca.Com o empate o Horizonte soma onze pontos e o Itapipoca chega a seis pontos ficando muito perto da zona de rebaixamento.
A rodada será complementada hoje com quatro jogos. No Castelão, em Fortaleza, será realizado o clássico maior no nosso futebol entre Ceará e Fortaleza, no Romeirão, em Juazeiro , Icasa X Ferroviário, Boa Viagem X Maranguape no Serjão e completando a rodada, no Abilhão o Quixadá recebe o Guarany.

Futebol Carioca

Numa partida marcada por uma arbitragem bastante tumultuada, o Fluminense jogou com um jogador a menos desde os 17 minutos do primeiro tempo quando o meia Fabinho foi expulso injustamente, e venceu na tarde de ontem, no Maracanã, a equipe do Resende por 3 X 0. Os gols do Flu foram assinalados no segundo tempo através de Luiz alberto aos 22 minutos, Maicon aos 24 minutos e Leandro Bonfim aos 34 minutos em bela cobrança de falta.Ainda foi expulso aos 19 minutos do segundo tempo, Bruno Leite pelo Resende após cometer falta violênta no meia Jailton do Fluminense.Outros resultados do Carioca na sua terceira rodada: Madureira 2 X 1 Cabofriense ,Americano 0 X 0 Tigres e Vasco 3 X 1 Duque de Caxias. Jogos de hoje que completarão a rodada:

Paulistão

Quatro partidas movimentaram o Paulistão na tarde e noite de ontem. Corínthians 4 X 1 Oeste, Barueri 2 X 0 Guarany, Mogi Mirim 0 X 1 São Caetano e Marília 0 X 0 Botafogo. A rodada será finalizada hoje com os jogos:

  • 17:00
  • 17:00
  • 19:10
  • 19:10
Por: Amilton Silva - Editor de Esportes do Blog do Crato



O Espelho - Por Claude Bloc

A casa era antiga. Um clima soturno pairava em cada recanto daquele mundo melancolicamente doce. Janelas entreabertas embebidas de luz traziam-me de volta à lucidez. Era uma tarde de julho.
Houvera divagado por um breve momento, mas fora despertada ao impacto de vozes entrando pela porta estreita. Eram sons (in)esperados pousando sobra as coisas, desdobrando-se em palavras. Sussurros flutuando por essa grandeza esplêndida que guardara do/no passado. Pus-me, então, a defrontar o vazio num penoso exercício, como a depurar cenas havidas, marcadas nessa sensibilidade avessa que me (co)move.
Voltar ali era como voltar a uma vida secreta. Fragmentar-me em estilhaços ardentes e buscar respostas insustentáveis. Senti-me retornar ao hábito da terra, ao equívoco, à tentação de montar histórias novas com a cor do diálogo. Vagar por entre sombras soluçantes, diáfanas memórias devidamente filtradas pelo tempo.
Um estalo no chão de táboas corridas suspendeu meus pensamentos. Eram meus passos confundindo-se com os de outras épocas. Percorri febrilmente a sala atraída pelo velho espelho. Um leve arrepio tocou-me a nuca com a suavidade de um beijo. Que imagem me mostraria?
Estava a um passo desse ser anônimo que eu poderia vir a ser quando me expusesse ao reflexo daquela lâmina empoeirada. Contive a ansiedade. Minha mente era um labirinto em que sonhos se embaralhavam. Eu era silêncio e emoção.
Ali estava o inventário completo de minhas alegrias e dores. Tudo mensurado numa balança ociosa que o tempo se encarregara de anotar.
O espelho me instigava. Eu observava as velhas ranhuras, os veios de um dourado esmaecido... Não ousava encarar os olhos atônitos que me observavam lá de dentro. Não era eu. Não era a minha imagem. Eram meus os gestos, as mesmas atitudes, mas aquele rosto jovial que de início me pareceu familiar, não poderia explicar todo aquele torvelinho de sentimentos que eu detinha. Isto tudo não perece estar entre minhas habilidades. Não sou mais que uma sonhadora...
A casa era antiga. Janelas, portas se abriam num abraço. No espelho, saudade.

Texto por: Claude Bloc

Refugiados, uma decisão soberana do Brasil

Por Dalmo Dallari

Uma decisão recente do ministro da Justiça do Brasil, concedendo o estatuto de refugiado ao cidadão italiano Cesare Battisti, merece especial atenção por sua importância dos pontos de vista ético, jurídico e político. É oportuno lembrar que toda a história brasileira, desde 1500, é uma constante de concessão de abrigo e proteção a pessoas perseguidas por intolerância política, discriminação racial ou social e outros motivos injustos, como o uso arbitrário da força. Assim, na segunda metade do século 20, pessoas perseguidas por se oporem aos regimes comunistas estabelecidos na Europa oriental, assim como outras que sofriam perseguição em países vizinhos do Brasil, por se oporem a governos fortes de extrema direita, procuraram e obtiveram no Brasil a condição de refugiados.
Deixando de lado as conveniências políticas e dando a devida prioridade aos valores do humanismo, o Brasil decidiu soberanamente, com independência, e concedeu aos perseguidos a proteção de sua ordem jurídica. No caso de Cesare Battisti estão presentes os requisitos fundamentais para a concessão do estatuto de refugiado, como fica evidente pela análise dos antecedentes do caso e pelo exame sereno dos dados do processo, minuciosamente expostos pelo ministro da Justiça.

Há pouco mais de 30 anos, Battisti foi militante de um grupo político armado, de orientação esquerdista. O governo italiano da época, de extrema direita, estabeleceu o sistema de delação premiada, pelo qual os militantes que desistissem da luta armada e delatassem seus companheiros ficariam livres de punição. Com base numa delação premiada, Battisti foi acusado da prática de quatro homicídios, sendo condenado à prisão perpétua.
Além de só haver como prova as palavras do delator, dois desses crimes foram cometidos no mesmo dia, em horários muito próximos e em lugares muito distantes um do outro, de tal modo que seria impossível que Battisti tivesse participado efetivamente de ambos os crimes.
Dispõe expressamente a lei nº 9.474, de 1997, que trata do Estatuto dos Refugiados no Brasil, que será reconhecido como refugiado o indivíduo que, devido a fundados temores de perseguição por motivo de opinião política, encontre-se fora de seu país de nacionalidade e não queira acolher-se à proteção de tal país. Além daquela contradição no julgamento de Battisti, outro dado revelador é a enxurrada de ofensas e agressões de ministros do governo italiano ao governo e ao povo do Brasil pela decisão do ministro Tarso Genro. Reagindo com extrema violência, o ministro do Exterior convocou o embaixador brasileiro na Itália para exigir a mudança da decisão, ao mesmo tempo em que outros ministros fizeram ameaças de represália, inclusive de boicote da participação do Brasil em reuniões internacionais.

Entretanto, muito recentemente o governo da França negou atendimento a pedido italiano de extradição de Marina Petrella, que, como Battisti e na mesma época, foi militante de um movimento político armado, as Brigadas Vermelhas. O governo italiano acatou civilizadamente a decisão francesa, reconhecendo tratar-se de um ato de soberania. Qual o motivo da diferença de reações? O governo e o povo do Brasil não merecem o mesmo respeito que os franceses?
Essa diferença de comportamento dos ministros italianos deixa mais do que evidente que é plenamente justificado o temor de Battisti de sofrer perseguição por motivo político. A reação raivosa dos ministros italianos não dignifica a Itália e elimina qualquer dúvida. Por tudo quanto foi exposto, a decisão de Tarso Genro merece todo o acatamento. Expressa em linguagem clara e objetiva, deixando evidente sua inspiração humanista, livre de preconceitos ou parcialidade de qualquer espécie, a decisão tem sólido fundamento em dados concretos e faz aplicação correta e precisa dos preceitos jurídicos que regem a matéria.

A concessão do estatuto de refugiado a Cesare Battisti é um ato de soberania do Estado brasileiro e não ofende nenhum direito do Estado italiano nem implica desrespeito ao governo daquele país, não tendo cabimento pretender que as autoridades brasileiras decidam coagidas pelas ofensas e ameaças de autoridades italianas ou façam concessões que configurem uma indigna subserviência do Estado brasileiro.

Saudações Geográficas!
João Ludgero

Previsão do Tempo para Domingo, 01 de Fevereiro de 2009

Previsão do tempo para hoje, Domingo. Sol com algumas núvens. Se houver, algumas chuvinhas rápidas durante o dia e à noite.

Fonte: Climatempo

O Som e o Cheiro da Morte. - Quanta culpa temos pelos acidentes de trânsito ?


Uma maneira de relatar um acidente sem crescer com a miséria alheia

4 horas da manhã de domingo. Enquanto eu escrevia um último texto para o Blog do Crato nessa madrugada, resolvi fazer uma pequena pausa para um copo d´água. Ao atravessar uma a área que dá acesso a outras partes da casa, ouvi um som vindo lá da Avenida perimetral que passa cerca de 1 quarteirão daqui. O som de pneus no asfalto, demoradamente, como se alguém perdera o controle de um veículo. Nesse meio termo, que pareceu uma eternidade, ainda houve tempo para que eu repensasse sobre a vida, sobre aqueles que amamos, e ao final, ainda fazer uma pequena prece.

Eis que de repente, escuto um enorme e surdo estrondo como jamais ouvi nessa parte da cidade. Percebi que a vida ali se esfacelava violentamente. Larguei tudo e fui até o local. Chegando lá, deparo-me com pessoas ajudando um rapaz trêmulo sentado na calçada. Outro rapaz se encontrava sem vida, debaixo de um veículo, uma saveiro, que teria perdido o controle, se desgovernando na lombada que existe antes de uma curva das principais, que dá acesso à Av. Presidente Kennedy. Rapidamente, o local vai ficando cada vez mais cheio de curiosos, e aquele odor de óleo misturado ao sangue e fumaça fica entranhado em mim e permanece enquanto eu escrevo essas poucas linhas. Ainda exito em tirar algumas fotos. É noite e o frio que nos invade não é apenas pela temperatura, mas algo muito além disso. Não convém registrar tanto sofrimento. Logo, parentes da vítima chegam ao local, e escutam-se aquelas coisas que todos nós temos medo que aconteçam aos nossos. Dor. Muita dor e sofrimento! Policiais chegam rapidamente, e tentam isolar o local. Os bombeiros demoram ainda uma eternidade. E passo a olhar todo aquele sofrimento, familiares chorando, gente gesticulando, outros contando como tudo aconteceu, outros ainda perguntando como se chegou à aquilo...

A madrugada cede lugar ao amanhecer. Estrelas brilham no azul escuro no céu numa beleza quase ímpar, contrastando à cena que se desenrola no duro asfalto. Não consigo dizer nada. Não posso dizer nada. Ouvi tudo. Testemunhei e acompanhei naqueles breves segundos a despedida de mais uma alma que se vai do seio da humanidade, de mais uma vida em flor que se despede para um outro mundo, como a me dizer um adeus de modo solitário, e me fazer cúmplice e partícipe de toda a tragédia. E naqueles rostos e gritos de tantos mais familiares chegando e se abraçando, não por uma felicidade do ano novo, não pelo aniversário, mas por um momento de profunda tristeza de uma família, senti-me abalado e pertencente, como muitos que ali se encontravam.

O corpo, no chão. E já não podíamos fazer nada. Culpar alguém pela tragédia ? porquê ? Culpar o rapaz, culpar a velocidade, ou quem sabe culpar o sistema de trânsito ou quem sabe a própria curva da estrada ? Fico aqui apenas com a pergunta de uma mulher a gritar como louca, e que assim como ela, essa era a pergunta com que voltei do local, cheio do cheiro da morte, e que ainda enche o meu pensamento:

Por quê, meu Deus ?
Por quê tanta tragédia no mundo ?
Em uma noite tão bela e cheia de estrelas ?

Por: Dihelson Mendonça
O.B.S - Escrito em protesto contra os sites da internet que vivem às custas das tragédias e da "miséria" das pessoas, e que sempre se encontram nesses locais para tirar fotos, a fim de ganhar dinheiro e publicidade com o sofrimento alheio.

Aceite-me como Eu sou ! - Texto de Domingo enviado por: Mônica Araripe

.


Esta é a história de um soldado que, finalmente voltava para casa, depois de ter lutado no Vietnã. Ele ligou para os pais em São Francisco:

- Mamãe, Papai, estou voltando para casa, mas antes quero pedir um favor à vocês. Tenho um amigo que eu gostaria de levar junto comigo. - Claro, eles responderam. Nós adoraríamos
conhecê-lo também! Há algo que vocês precisam saber antes, continuou o filho. Ele foi terrivelmente ferido em combate. Pisou numa mina e perdeu um braço e uma perna. Pior ainda é que ele não tem nenhum outro lugar para morar.

- Nossa!!! Sinto muito em ouvir isso, filho! Talvez possamos ajudá-lo a encontrar algum lugar para morar!
- Não mamãe, eu quero que ele possa morar na nossa casa! - Filho, disse o pai, você não sabe o que está pedindo? Você não tem noção da gravidade do problema? A mãe concordando com o marido reforçou:

Alguém com tanta dificuldade seria um fardo para nós. Temos nossas próprias vidas e não queremos uma coisa como essa interfira em nosso modo de viver. Acho que você poderia voltar para casa e esquecer esse rapaz. Ele encontrará uma maneira de viver por si mesmo! Nesse momento o filho bateu o telefone e nunca mais os pais ouviram uma palavra dele. Alguns dias depois, os pais receberam um telefonema da polícia, informando que o filho deles havia morrido ao cair de um prédio. A polícia porém acreditava em suicídio. Os pais, angustiados voaram para a cidade onde o filho se encontrava e foram levados para o necrotério para identificar o corpo. Eles o reconheceram e, para o seu terror e espanto, descobriram algo que desconheciam: “O FILHO DELES TINHA APENAS UM BRAÇO E UMA PERNA!”

Os pais nessa história são como nós, achamos fácil amar aqueles que são perfeitos, bonitos, saudáveis, divertidos, mas não gostamos das pessoas que nos incomodam ou não nos fazem sentir confortáveis.

( Autor desconhecido )

Por: Mônica Araripe

EFICIÊNCIA E EFICÁCIA - Por: Roberto Jamacaru


Não existe nada mais cruciante e delicado para o jovem do que a hora em que ele tem de enfrentar a vida, tendo como realidade maior a necessidade de trabalhar ou formar-se numa profissão para definir o seu futuro e auto-sustentar-se. De repente, ele vê, em acenos opostos, a perda da infância e da adolescência e a chegada da fase adulta. Para muito essa passagem provoca traumas e seqüelas, que, se não bem tratadas, podem alijá-los para sempre do processo no mercado de trabalho e da própria vida comunitária. Uma vez dentro da roda-viva, em meio a uma guerra cruenta de altíssima concorrência por uma colocação, o processo faz com que ele perceba que, para ter sucesso, não basta ser simplesmente uma pessoa eficiente no que faz. Ele vai precisar de algo mais que transcenda a expectativa da sua performance produtiva... Estamos nos referindo à ferramenta imprescindível e indispensável em qualquer processo de vida, ou logístico, chamada de eficácia. Por eficiência entendemos ser a ação em que se produz o efeito desejado com o mínimo de tempo, esforço, custo ou desgaste. Já a eficácia é tudo isso somada à qualidade, à satisfação, ao prazer e ao amor pela incumbência atribuída... É, enfim, a excelência e o algo mais que só o profissional de visão pode dar. É desse tipo de pessoal que o mercado está à procura para sua rentabilidade sustentável, e é também esse tipo de indivíduo que mais obtém sucesso em seus empreendimentos, sejam eles de caráter formal ou informal. Para sobrevivermos no mercado, não basta termos em nossas bagagens um bom currículo escolar, técnico ou de referência pessoal, pois emprego de alto nível existe sobrando, porém o que falta é elemento com essas duas referências acima mencionadas. Mas como prover o ser humano dessas ferramentas? Como, e de que forma, prepará-los nos seus exatos perfis? Achamos que a resposta está, em princípio, na formação familiar, pois é em casa que, primeiro, devemos receber os bons ensinamentos. Depois vem a escola, cuja grandessíssima maioria deveria visar não somente à formação técnica, mas a moralidade do homem. O Estado é co-responsável por não priorizar, no sentido amplo, a educação nos planos de governo. As empresas são também partes negligentes em não treinar e impor essa filosofia aos seus empregados. Finalmente o culpado final, e principal, é o próprio indivíduo que, ao entender esse processo qualitativo, não prima em provê-lo, absorvê-lo e aplicá-lo. Muitos vivem usufruindo das benesses de um bom salário, porém aquém das suas potencialidades qualitativas. Fica o recado para que abramos os olhos para esses diferenciais. Aliás, a eficiência e a eficácia, não valem somente para o trabalhado o qual temos de executá-lo em nossas profissões. Suas abrangências atingem também, no dia-a-dia, nossos relacionamentos interpessoais e, principalmente, os comunitários. Sejamos, portanto, eficientes e eficazes nas atribuições que, um dia, Deus nos deu oportunidade de executá-las.

Roberto Jamacaru de Aquino - Escritor


Notícias do Cariri - Coluna Tarso Araújo - Domingo, 01 de Fevereiro de 2009


CULTURA

Na última sexta-feira, no Centro Cultural do Araripe, no Crato, foi realizado show com Luizinho e banda, Balanço Xote e banda Epoch. O evento movimentou um dos mais belos espaços culturais do Cariri, com produção e realização de Tio Bibi e Cia.

AVALIAÇÃO
O prefeito Manoel Santana avaliou, juntamente com a população, os 30 primeiros dias de seu governo. O evento ocorreu no Memorial Padre Cícero, e o prefeito teve a oportunidade de discutir com a sociedade os primeiros passos da gestão, bem como, quais as ações para o futuro.

SEMINÁRIO
A Central Única dos Movimentos Comunitários do Crato (Cemac) realizará neste mês de fevereiro um seminário para discutir políticas públicas. O encontro terá a participação de entidades comunitárias do Crato e de outras cidades do Cariri.

PARADO
O Sítio Fundão continua aguardando as melhorias necessárias para sua revitalização. Passados meses de sua transferência para o Estado, o Fundão continua abandonado.

ANOTE: NOVAS OBRAS PARA O CRATO
O prefeito do Crato, Samuel Araripe, anunciou a aprovação de projetos de licitação para dar segmento a obras que serão desenvolvidas no município. Entre elas, está a construção de Encosta do Seminário, projeto de mais de R$ 10 milhões que irá dar uma nova cara a cidade, do ponto de vista paisagístico, além resolver o problema de uma área considerada de risco no município. Além dessas obras, também passaram os projetos de licitação para a construção do Centro de Convenções do Cariri, que será modelo em todo o Estado, com áreas para feiras e exposições, auditórios para mais de 3 mil pessoas. Os projetos fazem parte do Plano de Requalificação Urbana, que vêm dar uma nova feição ao Crato.

CAFÉ. No Crato, funciona há décadas o Café Crato, na Praça Siqueira Campos. Com um cafezinho quente e forte, e espaço para o bate papo, o Café Novo Crato é o local certo para colocar as fofocas em dia.


BATE-PAPO

ALTANEIRA
A geração de emprego e renda vem sendo um ponto de partida positivo para famílias de trabalhadores rurais em Altaneira. Reunidos numa espécie de associação, estão produzindo cal no Sítio São Romão, e descarregando essa produção em várias cidades do Cariri.

ARAJARA
A estrada da Arajara, que foi destruída, em alguns pontos, por fortes chuvas no ano passado, continua com os mesmos problemas. Até agora, o Departamento de edificações e Rodovias (DER) não informou à sociedade quando será feita a reforma da estrada. Em alguns trechos, buracos e rachaduras e duas grandes crateras.

CARTEIRA
O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) está precisando vir a público explicar o descaso com o Interior. No caso do Cariri, algo em torno de cinco mil pessoas estão aguardando a vinda de uma comissão para concluir os exames para receber a carteira de habilitação. Há meses que as auto-escolas treinam futuros condutores e esbarram na paralisia do Detran. No cariri não há uma comissão permanente de habilitação, o que deixa pessoas aguardando a boa vontade do órgão por meses.

Fonte: Jornal "O Povo"

Associação de artistas é reativada no Cariri - Por: Elizângela Santos


AMIGOS DA ARTE

Amar, em Juazeiro do Norte, é reativada e o espaço destina-se a cursos, oficinas e exposições de trabalhos dos artistas do município e região (Foto: Elizângela Santos). Depois de ter ficado sem mobilização, Amar ressurge com nova diretoria e pretende promover oficinas de arte. Juazeiro do Norte. Foi reativada ontem, pela manhã, a Associação dos Artistas e Amigos da Arte (Amar), neste município do Cariri. Uma reunião, realizada anteriormente, definiu o novo presidente, o poeta, músico e xilógrafo Stênio Diniz. A entidade estava sem mobilização. Há três anos estava à frente o cineasta Sérgio Barros, que ainda ocupa um dos espaços da estação, onde está sediada a Amar. O prédio antigo, em uma de suas alas, já abrigou a Lira Nordestina. A iniciativa dos xilógrafos de Juazeiro do Norte foi dar uma guinada nos movimentos artísticos locais e ser um incentivo a mais para os artistas da região. No momento, conforme o presidente Stênio Diniz, todos estão na expectativa de serem desenvolvidos novos projetos importantes voltados para os artistas de Juazeiro. “Estamos no zero. Esse é um momento de debater, colocar os nossos pontos de vista, fazer uma movimentação”, diz Stênio, ao ressaltar a necessidade de se desenvolver projetos, trabalhar em cima de iniciativas que promovam a arte e, principalmente, por meio da cultura popular.

Criada em 1988, a entidade teve a finalidade inicial de reunir os artistas de vários setores e os amigos da arte, como o próprio nome já indica. A proposta era lutar pela valorização da arte e melhores condições de trabalho neste setor. E Stênio, um dos idealizadores da entidade, contribui desde o início com o seu trabalho. Até mesmo as suas xilogravuras e também o artesanato produzidos por outros artistas foram vendidos para dar condições de levar à frente o projeto.

Dentro da proposta de reativação, já estão sendo idealizados vários trabalhos a serem desenvolvidos durante o ano inteiro. A proposta inicial é realizar oficinas de bonecas, gravura, desenho, música, entre outros trabalhos direcionados para a capacitação de novos artistas. E não só isso. O salão também será um espaço de exposição dos artistas. “A nossa grande esperança de sair do zero é poder contar com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado, por meio do secretário da Cultura do Estado, Auto Filho”, diz Stênio.

Junto com ele, estão vários xilógrafos de Juazeiro do Norte, que hoje fazem parte da Lira Nordestina. Por enquanto, a Lira Nordestina ocupa uma das salas principais da Amar. O ex-presidente da entidade, Sérgio Barros, que permaneceu à frente da entidade por três anos, conforme Stênio Diniz, continua ocupando uma das salas com o seu material. O local onde será abrigada a sede deveria ter sido inaugurado há oito dias. O local precisou passar por uma limpeza e pintura e ainda não foi concluído.

Segurança

A segurança da Amar e dos materiais dos artistas será solicitada junto à Secretaria de Cultura do Município. No primeiro ano de criação, a Amar lutou com vários problemas, que não eram muito diferentes dos que se apresentam atualmente. A complexidade do trabalho e ausência de apoio oficial, apesar da luta dos artistas, fez com que o trabalho não tivesse continuidade.

O local funciona também como ponto de intercâmbio para os artistas. Segundo o presidente, um referencial que deve ser dinamizado, por ser Juazeiro um espaço privilegiado por ser um berço de grandes artistas. Ele ressalta como um dos pontos de sua luta, junto à Associação, a reativação da Lira Nordestina, como espaço importante para a produção da literatura de cordel.

No momento, Diniz critica a gráfica por não ter projetos de reeditar cordéis. Também destaca a luta para transformar a Amar em mais um Ponto de Cultura do Estado. Ano passado, ele passou a ser mais um dos mestres da Cultura.

Mais informações:
Estação Ferroviária
Avenida Carlos Cruz
Praça dos Ourives
Bairro Franciscanos
Juazeiro do Norte - CE

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter

Fonte: Jornal Diário do Nordeste

82% da População do ceará terá internet grátis até o final de 2009 - Fonte: Site IPNews.


Com investimento de R$ 55 milhões, o projeto Cinturão Digital tem cabeamento peculiar, de fibra ótica via aérea, utilizando a rede elétrica. A internet atinge hoje, no Brasil, 11% da população, porém, no estado do Ceará este número cai para apenas 4%, dado que levou o governo local a desenvolver um projeto para ampliação do acesso à rede mundial de computadores. O projeto Cinturão Digital, viabilizado por investimentos do Banco Mundial, deve interligar todos os órgão públicos, levando serviços de internet, vídeoconferência, TV Digital, telefonia celular e VoIP a 82% da população do Ceará, até o final de 2009. Com um investimento total de R$ 55 milhões, o sistema é baseado em fibra ótica com instalação aérea, com cabos ancorados nos postes da rede elétrica ao longo do estado, formando um anel para dar suporte à distribuição. Segundo o gerente de contrato da Schahin Telecom, Antônio Edimundo, o cabo é bastante resistente, alguns possuem revestimento de 24 fibras, enquanto outros possuem 12 fibras. "Esta infraestrutura permitirá o transporte da internet de maneira segura e com custos mais baixos", diz o executivo.
Atualmente a velocidade mais alta de internet no Ceará é de 512 kbps, em apenas cinco cidades do estado. Segundo o presidente da ETICE (Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará), Fernando de Carvalho Gomes, "o projeto levará internet com velocidade de 30Mbps, conectando escolas, órgão públicos, favorecendo o ambiente de negócios nas empresas, além de chegar ao máximo de usuários finais a custo zero". A infraestrutura terá 2.300Km de extensão, atingindo 83 municípios no litoral e interior, como Fortaleza, Sobral, Milagres, Tauá, Pacoti, Nova Jaguariba, Juazeiro do Norte, Cascavel, Limoeiro, entre outros. Serão 78 pontos de terminações das ramificações e a distribuição do acesso se dará através da tecnologia Wimax, que fornece ligações de até 70 Mbps, em cada município.

Conforme Edimundo, este é o maior diferencial do projeto, pois além da redução de custos, é a primeira vez que o governo cria uma rede distribuída por meio de backbones para ampliar a abrangência. "A execução da Schahin foi pioneira e por isso outros estados, como Pernambuco e Bahia, já estão avaliando iniciativas neste sentido", finaliza ele.
Já pensou no tanto de cearenses que agora poderão acessar os RastreadoreS de ImpurezaS, ( Ou o Blog do crato ), tirar suas conclusões, e também fazer os seus próprios questionamentos? Trata-se da inclusão ao novo comunicar, trata-se da possível libertação dos neurônios da escravatura dos meios de comunicações tradicionais. Esperamos ver um dia que todos possam ter acesso primeiro aos Livros e depois a Internet. Que do mar aos sertões a conectividade aflore impulsivas reflexões. Ache bom ou ache ruim, nós somos a mídia, é isto!

Fonte: IPNews
Fonte: Blog Rastreadores de Impurezas - Tiago Viana.


Dicas de Informática para Principiantes: Como usar a Internet de modo mais eficaz !

Como usar a Internet de modo mais Produtivo e mais Rápido

Nessa série de artigos, pretendo trazer pequenas dicas, importantíssimas que tornam o uso do computador muito mais fácil e prático, principalmente para aquelas pessoas que se dizem "analfabetos de pai e mãe em informática". Se esse é seu caso, não se preocupe. Existem milhões de pessoas que ainda não dominaram o uso do computador. Nesses artigos pretendemos auxiliar estas pessoas. E vamos à primeira dica, que é de como usar o seu navegador de internet ( que pode ser o Internet Explorer ou o Mozilla Firefox ) para um uso mais eficiente: O Uso de várias janelas ao mesmo tempo, que reduz muito o tempo e o trabalho de quem usa internet.

O Uso de várias janelas ao mesmo tempo no navegador

Uma das melhores dicas que se pode passar de internet é o uso de várias janelas do navegador. ( também chamado browser ). A maioria das pessoas está muito mal-acostumada a navegar na internet com apenas uma janela, desperdiçando um tempo precioso que poderia ser usado para fazer 2,3, ou mais coisas ao mesmo tempo. Mas como fazer isso?

É simples: Ao ver um link de internet, ao invés de clicar logo nele para abrir, e assim sair da janela principal, basta clicar com o botão direito neste link. Vai abrir-se uma pequena janelinha, e a primeira opção é "Abrir em Nova Janela" ou algo parecido. Clique nessa opção. Uma nova janela do seu navegador irá se abrir e mostrar o conteúdo desse link. Simples, não ? Assim, você não perderá a sua página de foco principal. A vantagem de se usar esse método sobre o velho método de ficar voltando com o botão de voltar, é que em alguns sites, nem sempre é possível voltar mais para o site anterior, e mesmo numa pesquisa no Google, por exemplo, é bom manter a janela de foco enquanto se pesquisa em várias opções ao mesmo tempo. Pode-se abrir quantas janelas paralelas quiser e pesquisar em vários sites ao mesmo tempo. Depois, basta ir fechando uma a uma.

Um Exemplo Prático:

Como ler os comentários do Blog do Crato sem parar de ouvir a Rádio Chapada do Araripe:

Se estiver lendo o blog e clicar para ler os comentários, claro, a rádio vai parar, porque você saiu da página principal. Uma das maneiras de ler os comentários sem precisar fechar o Blog do Crato, é mandar abrir em outra janela. Estamos muito mal acostumados em só usar o navegador em uma janela, quando ele é feito para ser usado com muitas janelas ao mesmo tempo.

Faça assim:

Quando você quiser ler os comentários de uma postagem, clique com o botão direito do mouse no nome comentários, que fica logo abaixo do artigo. Vai abrir uma janelinha e nela, se nao me engano a primeira opção é "Abrir em nova janela", ou se for em ingles será algo tipo "open on a new window". Clique nessa opção com o botão normal do mouse ( o esquerdo ). Os comentários vao se abrir em uma nova janela sem fechar a janela principal do Blog.

Qualquer dúvida, estou à disposição...

Abraços,

Dihelson Mendonça



Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31