xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 28/01/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

28 janeiro 2009

Não quero - Por: Mônica Araripe

"Não quero alguém que morra de amor por mim... Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando. Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim... Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível... E que esse momento será inesquecível... Só quero que meu sentimento seja valorizado.Quero sempre poder ter um sorriso estampando meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre... E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor. Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém... e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto.Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho... Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento... e não brinque com ele. E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe... Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz. Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia, e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos, talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas... Que a esperança nunca me pareça um "não" que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como "sim". Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim, sem ter de me preocupar com terceiros... Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim...e que valeu a pena!!!"

Lindo!!! Um dia maravilhoso para todos.

Postado por: Mônica Araripe

A REDE DO MAL - O Cartel da Mídia - Um mal que se prolifera !


A REDE DO MAL - O CARTEL DO FORRÓ ELETRÔNICO

Um mundo de zumbis ! Um mundo de pessoas descerebradas, que perderam o questionamento do que a mídia lhes empurra. Pessoas sem qualquer formação cultural, sem a menor noção de valor, de educação, de história e de visão do mundo. Assim é o Ceará de hoje. Um Ceará que está tomado de ponta a ponta pelo chamado Forró eletrônico, formado pelas bandas de forró eletrônico que já ocupa todos os espaços na mídia, ou realisticamente falando: A mídia promoveu o forró eletrônico de tal modo, que não existe qualquer outra opção para o ouvinte escolher outro estilo de música no Ceará. E não apenas nas estações de rádio. Em qualquer parte, o mal está disseminado...

Através de uma cadeia de rádio chamada Somzoomsat, a que me refiro neste artigo como A REDE DO MAL, grandes produtores de eventos criaram uma espécie de CARTEL para a produção e perpetuação de um MONOPÓLIO de escravidão cultural que começou de forma sinistra nos anos 90 com a "invenção" do chamado forró eletrônico, uma espécie de forma degenerada do forró, quando musicalmente falando, não se identificam quaisquer semelhanças ao legítimo forró que seria o símbolo do povo nordestino. A grosso modo, o forró eletrônico se caracteriza pelo uso de instrumentos eletrônicos ( na maioria das vezes muito mal executados, por pessoas sem conhecimento suficiente para tocá-los ), por letras claramente obscenas, de fácil apelo às classes sociais desprovidas de contato com valores éticos, morais e culturais, além de outras características facilmente identificáveis. Na URCA - Universidade Regional do Cariri, existem hoje, sociólogos, historiadores e outros pesquisadores preocupados com o rumo que as coisas têm tomado, e escreveram diversos trabalhos sobre esse assunto, contendo muita informação e embasamento, para falar de forma detalhada sobre os fundamentos, a ascenção e a construção deste monopólio. Neste breve artigo, deter-me-ei apenas para que, de forma jornalística, eu possa aqui denunciar essa situação de cerceamento da liberdade da escolha e da retirada maléfica da diversidade musical na mídia cearense, apresentando um breve panorama da situação aos nossos leitores mais distantes.

Após a invenção nos anos 90 do forró eletrônico com a introdução no mercado fonográfico da banda "Mastruz com Leite", por uma oposição ao Axé Music que vinha da Bahia, produtores cearenses gananciosos, viram que aquilo era um verdadeiro filão e cuidadosamente prepararam-se para a execução de um plano de massificação que levaria décadas para ser completado. Desde o início do novo milênio, o forró eletrônico vem se expandindo gradativamente entre a população cearense, utilizando-se de meios duvidosos, como a exploração do apelo francamente pornográfico, da exaltação do alcoolismo, incentivo à prostituição, a falta de respeito e responsabilidades, e a fuga de qualquer coisa que leve ao pensamento e o uso do intelecto. Essa expansão se deu, não por uma conscientização do público que aprecia o estilo, mas simplesmente pela retirada perniciosa e gradual de todos os outros estilos musicais da mídia, esvaziando-a completamente, de modo que ao povo só é dado a gostar do mesmo prato do dia, todos os dias...

Por imposição de uma mídia não compromissada com a diversidade, o povo cearense já não tem escolhas nas estações de rádio. No Ceará de hoje, de ponta a ponta do rádio, as estações são tragadas como numa espécie de avalanche do que de pior se pode ouvir. Aquilo que pode-se claramente definir como o fundo do abismo do ser humano, aonde todos os valores foram invertidos: Prática sistemática da supervalorização do Alcoolismo como meio máximo de divertimento e exibicionismo de uma sociedade não-pensante ( vide a letra da música "Beber, cair e Levantar" ); A desvalorização do papel da mulher na sociedade, instituindo a prostituição, o sexo abusivo, animal e sem controle como o maior valor da sociedade ( vide música "Beber e Raparigar" ); A rejeição e a depreciação sumária de qualquer uso da razão, do pensamento, e do intelecto. Daí o uso do termo "Zumbis" já no início deste artigo, pois algumas pessoas que apreciam o forró eletrônico, vivem numa espécie de hipnose, como se alguém lhes houvesse retirado o cérebro pensante. E uma coisa leva à outra: Como não há outra opção de divertimento, de música, e de integração das pessoas dentro da sociedade, pois que para frequentar e se sentir parte do meio social há que necessariamente estar em permanente contato e entrar também para a "máquina de zumbis", a fim de não se sentirem excluídos do próprio meio, as pessoas perdem a cada dia a sua identidade enquanto seres humanos. Mesmo aqueles que de início a rejeitaram, e principalmente outras que por não terem formação cultural, tornam-se grandes propagadores desta aberração, aumentando a infecção no tecido social, que desta forma, se degenera gradativamente.

Assim é que no Cariri e em todo o Ceará, a maioria dos automóveis se locomove sempre ao som invariavelmente alto e TODOS tocando apenas uma mesma coisa: O forró eletrônico. Além de agirem de forma ilegal por perturbarem a paz e o silêncio, os propagadores do forró eletrônico com seus carros de som possantes não possuem qualquer respeito à pessoa humana. Vale lembrar apenas o caso de uma amiga deste cronista que foi agredida apenas por estar em local público e ter ido pedir para o proprietário baixar o som do veículo, pois estava se sentindo incomodada: Teve ossos quebrados de forma violenta pelo proprietário! E hoje em dia, quase todos os veículos rodam ao som do forró eletrônico e cachaça nos fins de semana, aumentando o volume de acidentes de trânsito, e sempre muito alto, perturbando a paz, até porque as pessoas que ainda gostam de outros estilos musicais têm a devida educação para saber que esse tipo de atitude perturbaria a paz das outras.

Portanto, vivemos numa época difícil, como se uma praga, uma espécie de vírus macabro, daqueles típicos que só víamos em filmes de terror há se apoderado da população, de tal modo que quase ninguém mais enxerga algo à sua frente.

O pior de tudo, é sabermos que a população não tem culpa pela cadeia de eventos que lhes trouxe até essa decadência cultural. O povo não pode de forma alguma ser considerado culpado pela degeneração da sua música, por consumir lixo cultural, pois que este é o ÚNICO prato do dia que eles têm acesso. Através de uma política perversa perpetrada pelo triângulo do mal, formado pelos proprietários de bandas de Forró Eletrônico, Promotores de eventos, e estações de rádio, fecharam contratos para a veiculação de um único tipo de música. E nessa avalanche de coisas decadentes, grandes mestres da música popular brasileira já estão caindo no esquecimento. As novas gerações nem sabem mais quem foi um LUIZ GONZAGA, um Jackson do Pandeiro, um Dominguinhos, ícones do autêntico forró nordestino. Até mesmo músicos de renome da Música Popular Brasileira tais como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Roberto Carlos, e mesmo gente mais popularesca como Ivete Sangalo, Fábio Jr, e todo o resto, simplesmente "evaporou-se" do rádio cearense por conta do cartel da Mídia, para dar lugar a uma verdadeira praga urbana de "trogloditas" que tentando cantar, nem sequer aprenderam a falar as palavras direito.

No ceará HOJE, praticamente todas as estações de rádio, ( a não ser aquelas de caráter religioso ), tocam apenas o que o cartel divulgar. Não se escuta mais qualquer produto advindo de outras regiões. Não se escutam mais os grandes sucessos do restante do Brasil. Não se escuta nada que não faça parte do cartel. As pessoas são forçadas a escutar apenas aquilo que a mídia deseja que elas escutem. Não se consegue por exemplo, ir a uma sorveteria, Shopping Center, ônibus, praças, locadoras, lanchonetes, restaurantes, lojas de roupas, ou simplesmente andar na rua... todas elas estão a tocar o mesmo tipo de música. A coisa é tão grave que o somzoomsat ( que opera 24 horas por dia ), a fim de manter o monopólio, apresenta à noite um programa de músicas mais suaves do chamado "forró romântico" que de forró nada possui, e de romântico, pior, apenas para manter o ouvinte. Saibam os leitores que até a famosa "Ave Maria de Schubert" já foi gravada por gente ligada às bandas de forró e à máquina, assim como a grande maioria dos sucessos internacionais dos anos 70 e 80, todos vulgarizados e deturpados. No Ceará hoje, as pessoas estão vivendo como porcos de engorda: dentro de chiqueiros, aonde o proprietário empurra o que bem quiser, e o povo, por não possuir formação cultural, absorve tudo que lhe é jogado, criando um efeito bola-de-neve.

A pergunta que fica após essa breve análise é: Como se poderá quebrar essa REDE DO MAL, de inversão de valores, que se abateu sobre o povo cearense, se o próprio povo é ao mesmo tempo refém e propagador de um cartel que opera de modo sutil, ostensivo e maléfico em detrimento à diversidade cultural ? As respostas podem ser muitas, mas certamente que se as pessoas de bem da sociedade não se mobilizarem em defêsa de uma política de diversidade cultural, da boa educação e do respeito, estaremos fadados ao declínio enquanto seres humanos, e de grandes valores que levamos milênios para edificar. Valores estes que são os pilares de qualquer civilização, e que sem eles, movidos pelo forró eletrônico que empesteia o Ceará, voltaríamos ao ser troglodita, ao homem das cavernas, ao primitivo, que sem leis, educação e sem conhecimento algum, prolifera-se como um câncer, para a destruição da sociedade.

Dihelson Mendonça


Acorda Crato - Por: Pedro Esmeraldo

Durante muitas décadas, Crato vem sofrendo um abalo sísmico causado pela fraqueza de nossos administradores. Esses homens não souberam se elevar diante das vicissitudes fragilizadas por homens incapacitados para dirigir o destino da cidade.
Abrimos espaços para acordar o povo desta cidade que ora dorme, sem reagir, esperando que tudo melhore com o tempo. Avisamos que diante dos acontecimentos tenebrosos não se deve esmorecer, mas partir para a luta. Agora mesmo, lembramos que uma sucessão de homens fracos foi contemplada para dirigir esta cidade com pouca determinação; até agora os ditos homens só teem mostrado fraqueza no comando de desta terra. Não avançam o sinal de desenvolvimento. E o pior é que todos titubeiam nos mesmos erros, sem saber qual direção devem seguir. Ontem mesmo, estávamos discutindo com pessoas amigas, observando os erros desses homens que se dizem administradores e seguram o barco, sem nenhuma perspectiva para que empurrar na direção certa, trazendo grandes investimentos que poderão mudar a face da cidade. Por isso, devemos lembrar que os atuais cidadãos do Crato não lutam com amor à terra e beneficiam com projetos industriais, educativos, turísticos e agrícolas ultrapassados. Devemos lembrar a todos os cidadãos comuns que invistam em nossa terra não deem valor a outras localidades, como é de costume, pois lembramos o pensamento histórico:

Deem ao Crato o que é do Crato. Hoje em dia, assim pensamos: Acreditamos no Crato, já que temos como lema: O arrojo, a luta árdua, o amor à terra e ainda dizemos, quem foi rei sempre será majestade. Contudo, confirmamos, temos que mudar o sistema de trabalho; trazer grandes investimentos; brigar pelas causas justas; abrir caminhos; e acelerar a boa vontade da população. Com esses métodos, Crato será contemplado com riquezas sólidas. Devemos aproveitar o comprometimento turístico, além de equilibrar o progresso da terra, aproveitando as riquezas do solo do Vale dos Carás, com grandes incentivos agrícolas e pecuários. Só terminamos dizendo: Crato é luta, é trabalho, é desenvolvimento. Basta querer, e querer é poder. Acorda Crato!
Crato apenas dorme, e quando acordar o Cariri se estremecerá.

OBS.: Por solicitação do autor e autorização do blog.

Por: Pedro Esmeraldo

FRASES DITAS POR PAPAS...ACREDITEM.

Nos últimos dias tem circulado no Blog do Crato algumas matérias sobre a igreja católica. Como este é um tema que mexe muito com o imaginário das pessoas e que é muito pouco debatido em público, por conveniência de muitos e por medo de tantos outros, acho muito importante que esse tema não fuja da tela, e que, sem açodamentos, a gente possa fazer um debate de alto nível. Já me manifestei, anteriormente de que lado estou nessa história toda. Abaixo, algumas frases ditas por papas.

Papa Honório III (1220):

"O amor ao ouro foi sempre o escândalo e o opróbrio da Santa Sé. Quem não oferece dinheiro ou presentes nada obtém de Roma."

Papa Pio II (1460):

"A Corte de Roma recolhe todo o dinheiro; ela vende o Espírito Santo, as ordens sacras e os sacramentos; ela perdoa todos os delitos a quem tiver para pagar a absolvição."

Papa Honório III (1220):

"O amor ao ouro foi sempre o escândalo e o opróbrio da Santa Fé. Quem não oferece dinheiro ou presentes nada obtém de Roma.”

“ Papa Adriano VI (1522):

"Sabemos que há muito tempo existem excessos abomináveis na Santa Sé. A corrupção se estendeu da cabeça aos membros, do papa aos prelados; temos todos descarrilado; não há um só que tenha praticado o bem, nem um só!"
Clemente VII escreveu:

"Que nos importam, em suma, os dogmas? O que nos convém é uma obediência passiva; o que devemos desejar é que os povos estejam eternamente submetidos ao jugo dos padres e dos reis; e, para conseguir este fim, para prevenir as revoltas, para fazer cessar esses ímpetos de liberdade, que abalam nossos tronos, é preciso empregar a força bruta, transformando em algozes os vossos soldados — os de Carlos V —; é necessário acender fogueiras, matar, incendiar; convém exterminar os sábios, aniquilar a imprensa! Então, tende a certeza de que nossos súditos entrarão na ortodoxia e adorarão de joelhos vossa majestade imperial".
Essas são algumas pérolas proferidas pela autoridade máxima da igreja católica, ou seja o “santo padre”da vez. Pode um negócio desse?

Varzea-Alegre-Creva-Por A. Morais

A musica do vídeo me lembra o maior vexame que passei em toda minha vida. Sempre fui muito encabulado, tirar uma moça pra uma dança nem pensar, passava a festa de um lado para o outro e nada. Um belo dia anunciou-se a festa da cebola no Creva-Clube Recreativo de Várzea-Alegre, falo do Creva antigo que ficava atrás da prefeitura, ao ar livre. Eu sabia lá o que era festa da cebola. Depois é que tomei conhecimento que a dama convidava o parceiro para uma dança, bem ao contrario do convencional. Cheguei junto com o Evaldo Leandro, Ozanan Piau, Bosco Teixeira, colegas do colégio e nos acomodamos numa mesa. Primeira providencia foi pedir um litro de rum ao Nego de Aninha gerente do bar. O conjunto do saudoso Pedro Souza, Os milionários, inicia a festa cantando Pobreza. Chega para me tirar para uma dança a Juracy, minha colega de ginásio, e lá vou eu sem sentir o chão. A sorte é que ela dançava muito bem e foi me levando e quando terminamos a dança eu ainda estava tonto de vergonha. Foi sem duvida o meu maior mico quando a encontrei no ginásio, no outro dia, com os dedos dos pés enrolados de esparadrapo de tanto pisão sofrido. Pois bem, no inicio da década de 70 o programa de maior audiência da Radio Educadora do Cariri era apresentado por Roberval Piauilino Caminha. O programa ia ao ar das 08h da manha as 02h da tarde. Era a coqueluche dos jovens de uma época dourada que deixou lembranças e saudades. Ganha um doce quem lembrar o nome artístico usado pelo apresentador do programa. O vídeo lembra um pouco o programa. video

Postado por A. Morais

Futebol - Atualização - Por: Amilton Silva - 28 de Janeiro

Teve início na noite de ontem (27), a terceira rodada do Paulistão com três partidas.No Parque Antarctica, em São Paulo, o Palmeiras com um time misto, venceu facilmente o Marília por 3 X 0.Os gols do Palmeiras foram assinalados por Evandro, Cleyton Xavier e Lenny, este último marqua seu primeiro gol pelo Palmeiras desde a sua estréia. O Palmeiras continua na liderança da competição com tres jogos e tres vitórias.Outra partida que movimentou o Paulistão, o Santto André venceu a Ponte Preta, com um gol do veterano Marcelinho Carioca. Cinco jogos dão continuidade ao Campeonato Paulista nesta quarta feira:

19h30 São Caetano x Grêmio Barueri
19h30 Oeste x Ituano
19h30 Mogi Mirim x Paulista
22h00 Corinthians x Botafogo-SP
22h00 Guarani x São Paulo


Apenas uma partida movimentou o Estadual do Rio de Janeiro, pelo Grupo A, O Americano venceu o Duque de Caxias por 3 X 0 , no estádio Godofredo Cruz em Campos.Com a vitória o Americano assume a liderança do seu grupo com 6 PG.

Por: Amilton Silva - Editor de Esportes do Blog do Crato


Dublê de Santo em Matozinho


Não, definitivamente aquilo não poderia estar acontecendo! Era caié grande demais para uma paróquia só. Logo no dia da famosa procissão de São Lázaro, quando toda Matozinho se emperiquitava para acompanhar o santo milagroso, como diabos aquilo pode ocorrer? Padre Zeferino, desolado, ruminava tudo isto com os botões da sua puída batina, enquanto contemplava os fragmentos de gesso espalhados pelo chão da sacristia. O relojão de badalo marcava já três da tarde e a procissão deveria sair aí por volta das cinco, percorrendo todas as ruas da cidade, com grande acompanhamento, mantendo a tradição dos últimos trinta anos. Santa Genoveva adorava-se como padroeira, mas os matozenses tinham uma profunda veneração por São Lázaro. A razão encontrava-se na história não oficial da cidade. Aí pelos idos dos anos 20, a vila viu-se assaltada pela lepra e os casos, pouco a pouco, se foram avolumando, adquirindo ares de epidemia. Os pacientes mais graves iam, naturalmente, se isolando na Serra da Jurumenha, aguardando, resignadamente, entre companheiros de infortúnio, o fim inexorável e terrível. O local do leprosário ficou conhecido como “Serrinha do Pitoco”, uma referência popular a tantos e tantos mutilados. Nem médico, nem padre, nem sacristão tinha coragem de andar no “Pitoco”, só lá pisava quem sofria do mesmo mal. Contam os mais velhos que um belo dia por lá chegou um beato da barbona com uma imagem de São Lázaro e passou a viver e rezar com os lazarentos. Em pouco, a peste estava sanada , os casos foram desaparecendo e a “Serrinha do Pitoco” passou a ser apenas mais um acidente geográfico de Matozinho. A vila entendeu aquilo como um milagre e passou a ter São Lázaro como santo de devoção mais arraigada naqueles sertões.

Imaginem, pois, a sinuca de bico em que estava metido Padre zeferino. Minutos atrás, o vigário pedira a “Meia Sola” para retirar São Lázaro do seu altar, limpando-o e preparando-o para a solenidade . De repente, a imagem escapuliu das mãos do coroinha e espatifou-se no chão. O que sobrara fora justamente aquilo: caco para tudo que é lado! E agora? Que fazer? Impossível cancelar a procissão quando todo o povo, piedosamente, se espremia na praça e na igreja, a banda de música já ensaiara seus primeiros dobrados e a sacristia já estava repleta de ex-votos. Como explicar uma tragédia daquelas ao povo? Corriam o risco de linchamento. “Meia Sola”, consciência pesada, pensou rápido e propôs uma saída. Existia um rato de Igreja ali chamado Valadão, um velho baixo, sanguíneo, careca, magricela e que poderia muito bem , posto no andor e devidamente fantasiado, fazer as vezes do milagroso S. Lázaro.O velho, com estas características físicas, tinha um apelido que o tirava do sério e que já o tinha metido em inúmeras emboanças : “Piroca” .

Zeferino achou esquisito, mas não havia tempo e não conseguiu pensar numa saída melhor. Rápido trouxeram Valadão e o explicaram a sua importante missão. Ninguém sabia, mas a imagem se quebrara e ele havia sido escolhido para desempenhar o santo papel de Lázaro na procissão daquele ano. Quem sabe não havia sido um desígnio dos céus? O homem, beato de carteirinha, não podia declinar de tamanha honraria. Pediram que tirasse a roupa, lhe cobriram apenas com uma manta transversal avermelhada improvisada de uma velha colcha de chenile. Com um pincel atômico lhe colocaram várias chagas por todo o corpo. Pediram ainda que ele trouxesse seu cachorro velho pé-duro apelidado de Cruvina. Estava tudo pronto: ator, cenário, figurino.

Zeferino, então, paramentou-se e resolveu celebrar uma missa com o fito de deixar a procissão para um pouco mais tarde, após o entardecer, utilizando, assim, os recursos da iluminação, usando assim cinematográficos efeitos especiais. Acomodaram Valadão no andor, tendo ao lado Cruvina e iniciaram a procissão. Nosso ator fez-se uma espécie de estátua de cera e não piscava o olho. Até Cruvina parecia entender perfeitamente o seu papel. O vigário respirou fundo, as coisas se iam desenvolvendo conforme o esperado. O primeiro atropelo, no entanto, aconteceu nas proximidades da “Botica de Janjão”. Juvenal Fogueteiro lá estava com duas dúzias de fogos e uma tição aceso , pronto a pagar promessa que fizera ao santo milagroso da sua devoção. Quando o primeiro foguete risco nos ares, Cruvina de cá já assuntou e esperneou. Valadão sem mexer um músculo, tentou segurá-lo, mas quando a bomba pipocou nas beiradas da orelha de Cruvina, este fez finca pé e saiu miúdo, rua abaixo, juntando perna e cabeça. O andor pendeu prum lado e pro outro e nosso santo, tentando se equilibrar, abriu o compasso das pernas . Umas velhinhas que vinham logo embaixo, olharam para cima e viram uma santa brecha, por entre a santa manta do santo. A velha Vitalina então, agoniada, sussurrou para as outras :

--- Oxente, Vije Santa! E santo tem piroca , meu senhor ?
Quando ouviu aquilo que parecia ser a palavra mágica, o abre-te-sésamo do desaforo, Valadão não resistiu e imprecou:

---- Piroca o quê, rapariga velha sem vergonha! Piroca é a puta que pariu !
Diante da santa baixaria , os carregadores derrubaram São Lázaro de cima do andor que caiu de mal jeito, com a focinheira no meio fio . Lá ficou grogue, meio inconsciente. Jojó Fubuia que vinha no séqüito em seu estado normal de embriaguês, aproximou-se do santo e com a voz engrolada, levantou o braço, como um Moisés em frente ao mar morto e gritou a todos pulmões:

---- Lázaro, seu bunda mole lazarento, levanta-te e anda!

J. Flávio Vieira
Do livro : "Matozinho vai à guerra"
Postado a pedido de A. Morais.

Coletivo Camaradas não fura com Secretário de Cultura do Ceará




Fórum de Circulação da Música Cearense e desburocratização dos editais de incentivo as artes são reivindicações do Coletivo Camaradas ao Secretário de Cultura.


Integrantes do Coletivo Camaradas viajaram duas horas e meia do Crato até Tarrafas aonde foi instalado o Governo Itinerante, no ultimo dia 27, para participar de audiência com o Secretário de Cultura do Estado, professor Auto Filho com o intuito de discutir políticas públicas para área cultural. Entretanto, o Secretário não se encontrava mais na cidade de Tarrafas quando os Camaradas chegaram, mas as reivindicações do Coletivo foram recebidas pela articuladora da Secult, Norma Santana, a qual manteve um dialogo de mais de 30 minutos, aonde foram abordadas várias temáticas num clima de cordialidade. O Coletivo Camaradas foi para audiência a convite do próprio Secretário, depois dele tomar conhecimento da atuação política do grupo e do posicionamento contrário a política financiamento e beneficiamento das grandes bandas que vem sendo desenvolvida pelo Governo Cid Gomes. Os camaradas foram convidados a contribuir com avanço de políticas públicas que favoreçam o povo cearense e entregaram durante a audiência um documento com as seguintes reivindicações: Criação de Fórum da Circulação da Musica Cearense e a desburocratização na politica de editais da Secult e como sugestão colocarão como modelo a política de edital implementada pelos centros Culturais do Banco do Nordeste e da Funarte, que conforme observação dos Camaradas é um exemplo desburocratizante e que possibilita que os artistas sejam beneficiados com recursos públicos. De acordo com o documento encaminhado ao Secretário a atual política de editais do Estado só beneficia os “profissionais de projetos” que entram como atravessadores fazendo da produção artística e cultural um comércio.

Crato, 27 de janeiro de 2009.
Ilmo. Sr.
Prof. Auto Filho
Secretário de Cultura do Estado do Ceará


Senhor Secretário,

Ao longo deste Governo verificamos uma forte tendência ao financiamento público de grandes bandas da indústria cultural de Massa, que estão indiscutivelmente a serviço do mercado em detrimento a vasta, plural e diversificada produção musical cearense que não encontram espaço para popularização (circulação) desta musicalidade.

Nesse sentido, o Coletivo Camaradas vem pautando o debate em torno da democratização tanto do acesso como da fruição da produção musical cearense numa perspectiva plural que possa abarcar ritmos e estilos sem o monopólio do mercado fonográfico e das grandes produtoras.

Isto posto, propomos a criação do FORUM DA CIRCULAÇÃO DA MÚSICA CEARENSE que possa discutir e deliberar sobre políticas públicas, que viabilizem circulação de espetáculos, veiculação da musica cearense nas emissoras de rádio e televisão, prensagem de CDs, eventos de formação, proposição de projetos de leis e demais questões pertinentes.

Defendemos que o acesso aos recursos públicos deve ser viabilizado de forma a garantir a desburocratização e a possibilidade dos artistas serem beneficiados. O que podemos observar é que atualmente os beneficiados com os editais de incentivo são “os profissionais de projetos” (os burocratas), que na maioria das vezes são atravessadores de recursos públicos para os artistas, pois os artistas são excluídos do processo. Por isso, recomendamos que a política de editais da Secult sejam baseadas nas experiências desenvolvidas pelos Centros Culturais do Banco do Nordeste e da Funarte. Ambas se baseiam em privilegiar o conteúdo do projeto (concepção) e caso o projeto seja aprovado é que as obrigações legais são exigidas para contratação. Entretanto, a Política da Secult se apresenta de forma inversa.

Assim sendo, o Coletivo Camaradas se coloca a disposição para construir uma política pública democrática e que atenda as necessidades do povo cearense.



Atenciosamente,


Coletivo Camaradas

Igreja e Poder: A Ditadura do Papa - Por: José Nilton Mariano Saraiva

Leonardo Boff ingressou na Ordem dos Frades Menores em 1959 e ordenou-se sacerdote em 1964. Em 1970, doutorou-se em Filosofia e Teologia na Universidade de Munique/Alemanha. Seus questionamentos a respeito da hierarquia da Igreja, expressos no livro "Igreja, Carisma e Poder", renderam-lhe um processo junto à Congregação para a Doutrina da Fé, então sob a direção de Joseph Ratzinger, hoje Papa Bento XVI. Em 1985, foi condenado a um ano de “silêncio obsequioso”, perdendo sua cátedra e funções editoriais na Igreja Católica. Em 1992, ante nova ameaça de punição, desligou-se da Ordem Franciscana e pediu dispensa do sacerdócio. Em 1993, foi aprovado em concurso público como professor de Ética, Filosofia da Religião e Ecologia na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde é atualmente professor emérito. Como professor visitante, lecionou nas seguintes Universidades: de Lisboa (Portugal), Salamanca (Espanha), Harvard (EUA), Basel (Suiça) e Heidelberg (Alemanha). É doutor “honoris causa” em Política (Universidade de Turim/Itália), e Teologia (Universidade de Lund/Suécia). Sua produção literária e teológica é superior a 60 livros, entre eles o best-seller "A Águia e a Galinha". Suas obras foram publicadas no exterior (a maioria). Atualmente vive em Petrópolis/RJ, com a educadora popular Márcia Miranda. (Fonte: Enciclopédia Wikipédia).
***********************************
"Todo poder é autoritário, seja nazista ou fascista, porquanto altamente negador da ternura, da sexualidade, da intimidade. E na Igreja há isso; então é um poder altamente autoritário. No “cânon” que fala dos poderes do papa ele é absoluto, ilimitado, universal, sobre cada cristão, sobre toda a Igreja, e... infalível. Se você risca papa e bota Deus, vale. Ele atribui a si características divinas. Então, é um poder que em teologia se chama totatus dictatus papa, expressão latina que se criou no século XIV: literalmente traduzido, "a ditadura do papa". Então, é essa a perspectiva de um poder altamente centralizado, piramidal e totalitário, que engloba tudo, não convive com a fragilidade do amor, da sexualidade. A essa estrutura pertence o celibato e também o poder mais imediato: você não tem partilha, não tem herança, não tem de se preocupar com a educação dos filhos ou onde a mulher vai ficar, nada. Você se torna um soldado totalmente disponível à instituição.
Quanto à figura de Ratzinger, seja como mestre, como prefeito da congregação ou como Papa, eu diria que não há mudança substancial. Ele sempre manteve uma linha teológica de fundo inalterável, isto é, o projeto de construir a Igreja para dentro, reforçar as instituições eclesiásticas e a autoridade do Papa, revalidar o direito canônico, sublinhar uma leitura dogmática da fé cristã. Eu diria que em alguns destes aspectos ele, inclusive, radicalizou no sentido de que a fala de um Papa é muito mais poderosa do que a fala de um prefeito de uma congregação, porque este tem como objeto as doutrinas, enquanto o Papa tem como destinatário toda a Igreja. Na medida em que esse Papa insiste enormemente que igreja mesmo é só a Católica e continua repetindo que as demais igrejas não são igrejas e que as demais religiões necessitam de salvação, ele toma para si um fundamentalismo light. Por que fundamentalismo? Porque acentua de tal maneira a própria doutrina que exclui as demais e isso não parece ser a perspectiva do cristianismo originário, nem a perspectiva bíblica."

Autor: Frei Leonardo Boff
Postado por: José Nilton Mariano Saraiva

O Pensamento do Dia - Pelo Tombamento dos Prédios e Fachadas - Por: Tiago Viana


[ Acima: hoje o que restou do prédio da lanchonete Cinelândia, em Crato ]

"É preciso urgentemente que sejam tombados prédios, fachadas, praças e ruas do Crato antes que em nome do burro progresso, a história e a cultura material, daquele caldeirão de costumes do Nordeste, seja deteriorado pela ignorância de seus gestores e insensibilidade dos moradores. Ache bom ou ache ruim, apenas respeito, é isto!"

Tiago Viana ( do Blog Rastreadores de Impurezas - Fortaleza )


Ajude a Manter o Blog do Crato - Faça sua doação !

Ajude a manter quem divulga e promove a cidade do Crato

O Blog do Crato está buscando empresas ou mesmo pessoas físicas que queiram ser nossos parceiros na manutenção e crescimento do nosso website. Oferecemos em troca, diversos serviços como publicidade, ou hospedagem de websites. E aos amigos, estamos adotando o modelo de milhões de sites espalhados pelo mundo: Aceitamos DOAÇÕES também, via Banco Bradesco. Doe quando e como achar necessário. Lembrando que o Blog do Crato registra mais de 25.000 acessos por mês, sendo o maior Portal da Região do Cariri, o que garante a maior visibilidade da sua empresa na Internet.

Valores:

Doações e Colaboradores: Referência mínima: 50 reais.
Para Empresas e Patrocinadores: de 100 a 1.000 reais por mês ( contrato ).

Manter um site do porte do Blog do Crato, contendo Rádio Online, servidor dedicado 24h, linha de alta velocidade, além de inúmeros outros serviços requer bastante investimento. Tenho lutado quase sozinho por muitos anos, e só recentemente apareceram algumas empresas e doadores. Temos hoje apenas 4 empresas parceiras ( troca de serviços ), mas pretendemos conseguir também empresas patrocinadoras. Com o patrocínio e as doações, será possível investir na criação de um estúdio para o Museu da Imagem e do Som do Cariri, se todos colaborarem, além da contratação de profissionais como repórteres, cinegrafistas que tornará realidade nossa TV Chapada do Araripe em breve. Por isso, conclamo a todos: Invistam nessa idéia ! Torne a sua empresa patrocinadora, ou se pessoa física, um Colaborador, ou Doador do Blog do Crato. Doações podem ser feitas pelo:

BRADESCO
Agência: 0771-4
Conta Corrente: 10558-9
Crato - CE
Depósito identificado.

Empresas e Pessoas que hoje ajudam a manter o Blog do Crato:

Clínica São Raimundo - Várzea Alegre

Cuidando de seus pacientes com carinho e dedicação...



Araújo Sat - A Internet sem fio do Cariri



Vídeo Shopp Locadora - A Maior locadora de DVDs do Cariri


Amilton Som, excelente loja de CDs e DVDs do Cariri



Quem São Nossos Parceiros Atuais:

Empresas parceiras ( empresas que não contribuem com dinheiro, mas com serviços prestados em troca de publicidade ) : Araújo Sat, Amiltom SOM, Vídeo Shopp Locadora e Ábaco Informática. Empresas Patrocinadoras: Clínica São Raimundo ( Várzea Alegre ).

Pessoas físicas que contribuem ou já contribuíram para a manutenção do Blog com doações :

galeria


Carlos Eduardo Esmeraldo................. ( doador mensal ***** )

Mônica Araripe.................................... ( doador mensal ***** )
Dr. José Flávio Vieira.......................... ( doador mensal ***** )
Zilberto Cardoso de Oliveira

Entre em contato pelo e-mail: blogdocrato@hotmail.com ou pelo telefone (088) 3523-2272. Divulgue seu negócio, sua empresa em nossa revista eletrônica, aonde você terá a maior visibilidade dentro do cariri, e milhares de visitantes pelo Brasil e pelo mundo: Blog do Crato - Qualidade e Credibilidade - www.blogdocrato.com

Por: Dihelson Mendonça

Previsão do Tempo para Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

Esta é a previsão do tempo para hoje, quarta-feira, dia 28 de Janeiro de 2009, em Crato. Conforme se observa, apenas algumas núvens e nada de chuva...


Fonte: Climatempo

Cinema Amador - Cariri se despede de “Zé Sozinho”

O sepultamento de Zé Sozinho foi na tarde de ontem. Um momento de comoção em toda a Caririaçu, que perde o maior divulgador do cinema da sua história (Foto: ELIZÂNGELA SANTOS). Mesmo com problemas de doença, o ex-agricultor não deixar sua grande paixão, o cinema, de lado. Caririaçu. Um dos maiores divulgadores do cinema da região morre aos 67 anos, de parada cardíaca. Era um ex-agricultor, apaixonado pela sétima arte, que levou o nome do Cariri ao cenário nacional, recentemente, ao dar entrevista no Programa Jô Soares. José Raimundo Cavalcante, Zé Sozinho, o pernambucano de Pajeú das Flores, veio ainda menino para Caririaçu. O Cine Zé Sozinho trouxe alegria e fama. De bicicleta percorria o chão dos sertões com o seu projetor 16mm e suas latas de filmes pelo Interior, montando seu cinema ambulante e projetando clássicos da Cinédia e da Atlântida e títulos internacionais de aventura, faroeste e bíblicos. No fim da tarde de ontem, seu corpo foi sepultado no cemitério local, cidade que por mais de quatro décadas teve a oportunidade de conhecer cinema. E, por esse ideal, Zé Sozinho percorreu cidades do Interior do Estado e do País. Mesmo com problemas de doença, não se dava ao direito de deixar sua grande paixão de lado. Há três semanas, fazia questão de levar seus filmes ao Centro Cultural de Caririaçu. Ele faleceu na manhã de segunda-feira. A fama se espalhou. Zé Sozinho saia de casa sem data de voltar. O apelido de infância fez jus à sua profissão de fé. Filho de Maria Sozinha, a mãe recebeu a alcunha por chegar em Caririaçu com cinco filhos, viúva. Aos 12 anos, lembra o amigo de infância, Humberto Borges, Zé Sozinho já alimentava a sua grande paixão por cinema. “Ele chegava a ficar emendando a fita e quando não tinha mais o material para finalizar o filme, dava o seu final”, diz o amigo, ao ressaltar sempre o bom humor de Zé Sozinho.

“A cidade está triste. Ele era muito querido por todos”, diz Humberto Borges. Em casa, familiares e amigos davam o último adeus. À tarde o corpo foi levado para a igreja que Zé Sozinho freqüentava. Ele era evangélico. Humberto fala de outra paixão do amigo, que era a leitura. Livros que ele não chegava a entender, repassava para o amigo ler e explicar depois. O último deles o “Evangelho Segundo o Espiritismo”, de Allan Kardec. “Ele me entregou e disse para eu ler, porque não estava entendendo”, diz o amigo, ao mostrar a página que fala do materialismo. Em casa, amanhece o dia. Uma tristeza no salão. Embaixo do caixão, a cachorrinha Safira também revela ao seu modo a falta de Zé Sozinho. A noite inteira esteve velando pelo seu ex-dono. As crianças perguntam pelo homem que distribuía biscoitos e bombons. O ideal de vida de Zé Sozinho, segundo a sua viúva, Rita Ferreira Cavalcante, custou uma vida também muitas vezes solitária. Foram dez anos sem ter praticamente o marido em casa. Um personagem que ganhou fama. Ocupou dois blocos do Programa Jô Soares, da Rede Globo, para falar um pouco de sua história. Esteve na emissora, por meio do contato de Adriano Lima, que em 2007 lançou um documentário sobre o “Cine Zé Sozinho”. Em 2006, uma grande alegria para o senhor do cinema do Cariri. Ele recebeu do Centro Cultural Banco do Nordeste equipamentos novos para continuar projetando os seus filmes, avaliados em R$ 18 mil. Uma de suas grandes alegrias na vida. Ao mesmo tempo esperto e ingênuo, Zé Sozinho fazia proezas inesperadas, como editar um filme sobre a Paixão de Cristo com cenas de filmes de faroeste, para saciar a vontade por aventura do público de uma determinada cidade. Mesmo com uma estrutura precária de seus equipamentos, e da falta de filmes para projeção que o fim da Embrafilme acarretou, ele cumpria sua missão de levar cultura e diversão para localidades que nunca tinham visto uma tela de cinema. Projetou o seu sonho nas telas e na vida de milhares de pessoas. Em 2001, o diretor Adriano Lima, que não pôde comparecer ao velório, encontrou seu personagem pela primeira vez. Com isso, deu início à pesquisa que resultou em Cine Zé Sozinho. Num pequeno quarto ao lado da casa onde estava sendo velado, guardava seus equipamentos de trabalho. Latas de negativo em deterioração e fitas VHS. Um megafone, a placa do Cine Paraíso. Na Praça Belizário Clementino, de frente, realizava as suas últimas exibições de filmes. A homenagem do Cine Ceará foi em 2003. Zé Sozinho foi presenteado com um projetor digital. A sua paixão por cinema era maior do que todas as dificuldades. Não mediu distância. Pegou carona no sonho e partiu.

Elizângela Santos
Repórter


PROTAGONISTA

Sonhador - Zé Sozinho
José Raimundo Cavalcante, o Zé Sozinho, dedicou sua vida a exibir filmes no Interior do Estado. Durante anos, carregou seu projetor 16mm e suas latas de filmes, montando o cinema ambulante com clássicos

Fonte: Jornal Diário do Nordeste


Núcleo de endemias realiza limpeza em terrenos baldios

Com o objetivo de eliminar depósitos com possíveis focos do mosquito da dengue e de outras doenças, o Núcleo de Endemias da Secretaria de Saúde do Crato, através do Projeto Boa Noite, está realizando trabalho de limpeza dos terrenos baldios, desde o início de dezembro de 2008. De acordo com as informações de Luciana dos Santos Callou – coordenadora de Mobilização Social da Secretaria, no período de 19 a 24 de dezembro passado, foram percorridas 33 ruas, sendo realizada limpeza em 90 terrenos baldios e foram eliminados 5.450 depósitos. Já no período de 05 a 13 de janeiro de 2009 foram visitadas 27 ruas, 124 terrenos baldios trabalhados e 6.756 depósitos, possíveis criadouros do mosquito, também eliminados.


Saúde do Crato promove mobilização e palestras contra a dengue

A Secretaria de Saúde do Crato, através do Núcleo de Mobilização Social, em parceria com o SESC, estará realizando ações educativas de combate ao mosquito transmissor da dengue. No dia 26 de janeiro realizou palestra no Mesa Brasil, próximo a RFFSA, para os funcionários do SESC e grupo da terceira idade. Nos dias 27 e 28, a atividade segue com panfletagens, no centro comercial da cidade, a partir das 8 horas. O trabalho faz parte de uma ação continuada de combate à dengue, desenvolvido por meio de plano de contingência da Secretaria de Saúde, envolvendo diversos órgãos parceiros.


Aberta em Crato semana pedagógica

Aberta às 8 horas do dia 26 de janeiro, pela Secretaria de Educação do Crato, no auditório da Rádio Educadora, no Município, a Semana Pedagógica com a palestra "O Corpo como Instrumento de Relações Sócio-Afetivas para Educação". A palestra do evento foi ministrada pelo professor Beto Herrmann, arte-educador, músico e jornalista. O evento está direcionado aos professores da rede municipal de ensino, com realização da Secretaria de Educação do Município.

Museus interditados para recuperação de acervo histórico

Com o início dos trabalhos de restauração das obras do Museu de Arte Vicente Leite, do município do Crato, e o iminente início da restauração das obras sacras do Museu Histórico, os espaços estarão interditados aos visitantes, por tempo indeterminado. As dependências do primeiro andar do prédio, onde funciona o Museu de Artes Vicente Leite, estarão voltadas para os restauradores, assistentes, funcionários e pessoas devidamente autorizadas.

O espaço interditado será aproveitado, ainda, para cursos de restauração e de capacitação de funcionários, que passarão por um período de estudo, no que diz respeito ao aprimoramento do conhecimento aprofundado dos acervos dos museus. A finalidade é fornecer melhor e mais eficiente atendimento ao público visitante. Estarão à frente dos trabalhos de restauração, no Museu de Artes Vicente Leite, a artista plástica Edilma Rocha, e, no Museu Histórico, com as imagens sacras, a italiana Gabriella Federico.


Fonte: Website Oficial da PMC.

Edições Anteriores:

Abril ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30