xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 26/01/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

26 janeiro 2009

"Contidolado" - Por: Socorro Moreira



Pela culatra...suspiros!
Claro sentimento
inexplicável, etéreo
Magia propalada
inquieta e calma
Sem presente,nem passado...
No futuro,quando acho ?
Força branda
riso quente
teu sotaque é diferente
Já ouvi, já sei cantar

No sonhar sem macular
um escape sem descarte
Sombra arte
Se é de Marte
Vale a pena duvidar !

Afundo passos na areia
olho o céu, respiro mar
No sertão da maré-cheia
mandacaru sempre há.

Avisados, desligados
Se Deus quiser não será ...
Se o Diabo gosta, revolta
paixão ,rendição ...
na devoção vai pousar.
Até meados do ano
já passou não quis deixar
forasteiros, terra estranha
um encontro além-do-mar

Teu olhar,meu sonhar
rima pobre, prenda rica
se vingar, a casa cai...
Se calhar é bom ficar.
Não ficando é sempre vindo
bem ou mal
é meu destino !

Pés de vento vou regar
lama e luz
encontra olhar
tempo corre
tarde longa
distante
é te avistar
Não sei quanto
nem sei como
outra vida, outro plano
emparelha um caminhar.

Almas vadias...
se acasalam sem cruzar
tranças minhas
tramas nossas
se mexer vai enlinhar

Tens o verso, tens a prosa
tens o mimo e o penar
tempo nosso, eu arvoro ,
e na lua dos meus olhos
te entrego o meu olhar

Olhar cego, olhar terno
sem matéria e sem artéria
pra pulsar e se elevar...
Mas eu pulso, e te engulo
nas gotas do meu luar.

Ode a tudo
ode ao mundo
ode a pedra
submundo
lá me sento
lá me solto
pra com ela
desabar.

ninho estranho
leite e visgo
alimento, desumano
é engano
meu pensar .

Sinto o cheiro
sinto o cio
ócio etílico
trago e grito
tranco tudo
quarto escuro
enlouqueço ,
me desgrudo...
pedaço daquela boca
escondo para beijar

beijo curto
beijo lento ...
chuva fina
broa e chá
crocante é o sentimento
meloso é saber amar.

laço forte
lance ao norte
vento sul ...
Vem me buscar ?
Deixa aqui
deixa acolá ...
Só não quero
é te matar.

Doce eterno
Pai do céu
Parati
montanha e mar
Nas quebradas das canoas
sereias podem encantar

canto novo
canto em pranto
no pardo do meu solar.

Voltas ...
contos do colar
colar temas
colar midis
pérola negra perdida
ostra viva, jade achar

Quero sempre,quero santo
no teu ponto, no teu lume
ser a gota do teu mar.

Municípios do Cariri aderem ao programa Primeiro Passo


O Primeiro Passo amplia a oportunidade de jovens no mercado de trabalho através de cursos profissionalizantes.

Alunos da rede pública dos municípios de Penaforte, Jati, Porteiras e Brejo Santo serão atendidos, este ano, pelo programa de capacitação de jovens – Primeiro Passo. Para cada município, serão 25 vagas da linha de ação Jovem Bolsista. A adesão entre as prefeituras municipais e o Governo do Estado foi assinada nesta segunda-feira (26/06) durante o “Governo do Ceará em Minha Cidade” realizado nesta segunda-feira, em Penaforte.O Primeiro Passo, executado pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), tem o objetivo de ampliar a oportunidade de jovens no mercado de trabalho com a oferta de cursos profissionalizantes. A modalidade escolhida atende a demanda do município e é previamente discutida com os jovens. Em 2007 foram 3.800 alunos capacitados. Em 2008, o número saltou para 5 mil e a meta em 2009 e atender 10 mil jovens, tanto na Capital, como no Interior do Estado. Os cursos mais procurados são: corte e costura, hardware, serigrafia, teatro, turismo, agente de administração, dentre outros.Para ser contemplado com o programa o jovem precisa ter entre 16 e 21anos e estar regularmente matriculado na rede pública de ensino. A prioridade, é atender jovens em situação de vulnerabilidade e risco social. Para cada município integrante do Programa, o Governo destina os recursos para o pagamento das bolsas de ensino, garante o material didático, o fardamento e o lanche dos alunos.

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Por: João Paulo Fernandes

O USO DO SOLO URBANO PELAS EMPRESAS DE ENERGIA ELÉTRICA - Por: Aglézio de Brito

O Supremo Tribunal Federal, desde o ano de 1986, consagrou a tese, defendida nos cancelos forenses do Brasil, da inconstitucionalidade da cobrança pelos Municípios da taxa de iluminação pública. Com isso os Municípios brasileiros vêm, pouco a pouco, se desfalcando de uma significativa fonte de receita e, conseqüentemente, sofrendo impacto no equilíbrio fiscal da Administração. No caso concreto, a fonte da receita era o contribuinte, que tendo as ruas de suas residências e de prédios outros de sua propriedade iluminados pelas empresas de energia elétrica, lançava-se-lhe a obrigação de pagar ao órgão público municipal uma taxa por essa iluminação. Tal como se fosse uma compensação por essa perda de receita, os Municípios tentam reverter a situação, atirando o prejuízo contra as empresas fornecedoras de energia elétrica, através da cobrança de valores pelo uso de seu solo urbano, com o assentamento de postes que recebem as redes de eletricidade. Estranhando a cobrança pelo uso do solo, pois mau acostumadas, as ditas empresas têm ingressado em Juízo com Mandados de Segurança contra a medida do gestor público, sob o fundamento de ilegalidade do que chamam de tributo, invocando, para tanto, o art. 153, § 3º, da Constituição Federal, que proíbe a incidência de tributos sobre operações relativas a energia elétrica e serviços de telecomunicações, à exceção do ICMS, dos tributos federais de importação e exportação relativos à energia.

Diante desses argumentos, alguns Prefeitos Municipais, deficientemente assessorados por suas Procuradorias, recuam na cobrança às empresas de energia elétrica pelo uso do solo urbano público, com o assentamento de seus postes e, com isso, cometem a infração político-administrativa e até crime de responsabilidade, do que se poderia tipificar de renúncia tácita e injustificável de receita, chocando-se com as determinações expressas do art 14, incisos I, II, da Lei de Responsabilidade Fiscal, enquadrando-se o gestor público no crime de responsabilidade dos Prefeitos, na infração político-administrativa e em ato de improbidade administrativa, tipificados respectivamente no art. 11, nº 5, da Lei nº 1.079/50,; art. 4º, VIII, do Decreto-lei nº 201/67, e art.11, I, II e X, da Lei nº 8.429/92.

Os gestores municipais têm de tomar consciência de que a cobrança às empresas fornecedoras de energia elétrica, pelo uso do solo público municipal, nada tem de ilegal, pois se trata de tarifa pública, cujo fato gerador tem natureza administrativa e não tributária, em nada se chocando com a imunidade virtual a que se refere a Constituição da República, no seu § 3º, do art.155, que é de caráter eminentemente tributário. Essa imunidade diz respeito tão somente às operações de energia elétrica e não a todas as atividades exercidas pela empresa fornecedora. Caso contrário, as anteditas empresas não seriam tributadas sobre sua renda, sobre sua propriedade predial e territorial urbana, sobre a transmissão de seus bens imóveis, etc. Por conclusão, diante da autonomia municipal concedida pelos arts. 18 e 29, da Constituição Federal, os Municípios podem, e devem, cobrar das empresas de energia elétrica o preço público pelo uso do solo urbano no fincamento dos seus postes e no de reserva de áreas de segurança na extensão da rede de sua elétrica energia.

Por: Aglézio de Brito MEMBRO DO INSTITUTO BRASILEIRO DE
DIREITO ADMINISTRATIVO

Doutrina cristã - Igreja, a grande madrasta - Por: José Nilton Mariano Saraiva

Particularmente, não compactuamos com o velho adágio popular que, de forma equivocada e inconsistente, prega que “política, religião e futebol não se discutem”, porquanto considerados temas por demais polêmicos. Advogamos, sim, que se existem argumentos convincentes e consistentes, devam ser brandidos e utilizados na elucidação de dúvidas e querelas a respeito. Assim, como o Morais oportunamente recolocou a Igreja de volta ao centro do debate (vide matéria abaixo) e partindo-se do pressuposto que de bom alvitre será sua discussão (sem paixões exacerbadas, por favor), permitimo-nos exibir, a partir de hoje e até sexta-feira, algumas questões pontuais a respeito da instituição Igreja, proferidas por alguém que a vivenciou em toda a sua plenitude, porquanto por muitos anos um dos seus principais e badalados pastores: Leonardo Boff."
José Nilton Mariano Saraiva
****************************

Doutrina Cristã - Igreja, a Grande Madrasta

“O padre, o seminarista, é educado para ter um verdadeiro casamento com a instituição Igreja; aquilo que a pessoa dá em termos de libido, de amor à sua companheira, à sua mulher, ele é educado a dar à sua Igreja. Agora, há uma fase em que o padre desperta. Geralmente quando cai na vida real, como pároco, como agente de pastoral, aí ele se dá conta de que essa Igreja é uma grande madrasta. Que usa a força dele, sua libido, sua inteligência em favor dos interesses institucionais dela e não das pessoas humanas. Que ela, Igreja, não se interessa muito pelos problemas do homem da rua, que tem problema com limitação de natalidade, com eventual aborto, com fracasso no matrimônio e a vontade de começar um outro. Ela, a Igreja, não se interessa, ela é fria e sem piedade e aplica a doutrina. E aí o padre entra em crise, fica entre o pastor que sente o próximo e a subjetividade que foi criada nele de ser o representante da instituição, da doutrina; e entra num conflito e muitos sucumbem nesse conflito. Ou ele abre e entra num novo estado de consciência e é um pastor que viola as doutrinas, ou ele se enrijece, recalca aquele mundo e fica o homem da instituição, do poder, da palavra rígida e até se transfigura. Ou então a terceira alternativa: muitos abandonam. E vão atrás das causas profundas que podem ser, digamos, o encontro com uma mulher. Não é apenas o encontro com uma mulher, quer dizer, ao encontrar a mulher e descobrir o mundo da intimidade, da ternura, da compreensão, do companheirismo, da vida como todos os mortais vivem, que é carregada de valores, e que isso foi tolhido a ele, conclui: "Puxa, mas Deus não pode ser inimigo disso, Deus tem de ser pensado como um prolongamento disso ao infinito e não como corte disso". E muitos então saem, profundamente frustrados com a instituição Igreja. Então, a educação é levada nesse sentido, por força do celibato você não pode ter o intercurso sexual. Então, a mulher se torna a tentação próxima. E você é educado a não olhar nos olhos da mulher, porque ela é tentadora, de nunca conversar com ela sozinho, mas sempre acompanhado de outros”.

Autor: Frei Leonardo Boff Postado por: José Nilton Mariano Saraiva

Rua Dr. João Pessoa - Anos 60- Por: Socorro Moreira



De volta ao passado ... Rua acima, rua abaixo ...

Estou pisando nos ladrilhos da Dr. João Pessoa. Da Casa de Dona Benigna até a Praça Siqueira Campos... justo de onde , a troca de olhares entre os brotos, nasciam grandes amores. A casa permanece do mesmo jeito: jardim encantando um santuário. A casa das cinco mulheres : Dona benigna, Dona Anilda, Dona Alda e Dona Almina. ...e uma ruma de meninos ( os filhos de Dona Almina), isso sem contar com a turma dos primos. Boas energias, boas prosas , bons cuidados.
Muro com muro , morava Dona laís. Mais uma das Arraes... Era bela. Cabelos negros, pele clara, olhos cor de esmeralda. Mãe de Everardo Norões ( notável escritor), "Donaciano" e Fernando .

Depois , a casa da Dra. Josefina. Um casarão sombrio...Meus olhos lá nunca penetravam ...Parecia-me que as luzes estavam sempre apagadas .Mas era uma personalidade que me intrigava. Uma médica, nos anos 60 era coisa rara.

Lado oposto , moravam , numa casa minúscula, eu e a minha família. Dormíamos uns em cima dos outros... aperto em todos os sentidos. Dias de chuva , a casa ficava inundada. Boiavam , os nossos utensílios... Eles sabiam nadar , gozar o prazer de um banho de chuva. Meu pai adormecido , nos seus sonhos de boemio , conseguia nos lembrar: Cuidado com o meu sapato de cromo alemão... Enquanto isso as mulheres adultas ficavam puxando e enxugando as águas. Parede com parede , Dona Irismar e Seu Antonio; Seu Luiz (enfermeiro) e Dona Albertina ; Dona Zeneuda ( prima de Dr Aníbal e Letícia Figueiredo).Tinha quatro filhas : Antonieta ( a mais bela), Elisabete, Ermira e Elisa... Vida de viúva...Modesta, parcimoniosa, mas feliz !

Na esquina , a pensão Hermes. Janelas e portas abertas. Mesas bem forradas, ervas azeitadas ...Viajantes, forasteiros... e o cheirinho dos temperos.

Praça Juarez Távora , Escola Técnica de Comércio , sob a direção do professor Pedro Felício cavalcanti. Movimento constante. Quem não podia estudar no Colégio Diocesano ou no Santa Teresa, formava-se lá.E naquela Instituição , muita gente se instruiu , e conquistou seu lugar. Berço natural da Faculdade de Economia do Crato.

Até chegar na Praça Siqueira Campos, a gente tinha que pisar na calçada de Dr. Meudo, casa de Maria Ormecinda , casa de Dr. Aníbal, Seu Eunício Dantas , Armazém Recife , Alfaiataria de " Rivadave ", consultório de Dr. Derval Peixoto, sobrado de Joaquim Patrício ou seria de Antonio Luiz ? Armarinho dos Vilar, Casas São José ( ainda permanente...ainda vende chapéus); Livraria de Seu Ramiro Maia. Ronald no atendimento. Meu olhar a cobiçar livros, notadamente ,os Romances; Tipografia Cariri de Seu Raimundo Maia e Dona Conceição ; Casa Vênus, Casa Abraão, Casa Alencar, Livraria Católica de José do Vale e Vieirinha... ( aposto que viviam por lá , Do Vale e Zé Flávio , quando ainda eram meninos...); Ernani Silva , "Sal Míneo", Anísio Calçados...e O Grande Hotel.

Lado oposto , a partir da Pça de S.Vicente, lembro da relojoaria Nonato, Casa do Pintor,residência de Seu Felipe Ribeiro( avô de Magali); Ótica aonde Sofia ( irmã de Maildes Siqueira ) trabalhava; Tércio Vidraçaria ( ainda no mesmo lugar, e do mesmo jeito... ! A Babilônia de Wilson , sobrinho de Cícero Coló, Casas Pernambucanas, Banco Caixeiral... Seu Pedro , Augusto Gonçalves( meu padrinho de batismo), Ésio Braga...Na memória, ainda trabalham por lá; A Cratense de Seu Euclídes Lima Barros e Dona Neném ; consultório de Dr, Herbert Teles; Juvêncio Mariano, Loja Azteca, que calçava a nossa elegância ; Thomaz Osterne de Alencar... e a praça !
A praça, a Frigidaire, Bantim e o Cassino... Essa rua era o nosso Shopping, nosso passeio público, nossa vitrine, nossas luzes de néon, nosso caminho !

* Não confiem plenamente , na memória de uma menina. A intenção é atiçar lembranças , e torná-las mais completas. Acrescentem. Cada nome citado , merece um conto !

Os comentários do Armando Rafael ajudou-me a fazer algumas correções.
Obrigada, menino!

Por: Socorro Moreira

Deu no Jornal "EL País" - Denúnicas de Sodomia na Igreja - Por A. Morais


D
urante um século, o Instituto Antonio Provolo, foi visto como um exemplar modelo de caridade da Igreja Católica. O centro da Congregação da Companhia de Maria para educação de surdos mudos oferecia ensino grates e meios de inserção no trabalho para dezenas de crianças com problemas de surdez e de fala, originadas de famílias pobres e camponesas do miserável nordeste italiano.Esta semana, cerca de 70 ex-alunos do Colégio, agora homens e mulheres de 41 a 70 anos, decidiram romper décadas de silencio e revelaram que sofreram de forma sistemática abusos sexuais e maus tratos em mãos de sacerdotes e leigos. Os testemunhos detalham dezenas de casos de sodomia, masturbações forçadas a sós ou em grupos, surras e ameaças. Um inferno de proporções espantosas que durou ao menos 30 anos e que agora se abate sobre a Santa Sé, responsável direta pela congregação. Segundo revelou o próprio bispo de Verona, Giuseppe Penzi, entre os acusados de sodomia está Giuseppe Carraro, que foi bispo da cidade entre 1958 e 1978. Carraro morreu e está em adiantado processo de beatificação, um estagio para depois ser proclamado Santo.

Postado por A. Morais

O Pensamento do Dia - Sobre a Preservação do Patrimônio Histórico - Dihelson Mendonça

[ Acima: Vista parcial do Centro Cultural do Araripe, em Crato - Antiga Reffesa ]

Zelar pelo patrimônio histórico de um município, é dever de toda administração que se diz correta,e que realmente se preocupa com a preservação da história de sua cidade, e guarda o legado destas para as gerações posteriores. Um povo sem a sua história, é um povo arruinado, porque não tendo história, perdeu seu bem mais precioso: As suas raízes. E assim como uma grande árvore, se perder suas raízes ela estará morta, um povo sem vínculos às suas raízes, estará fadado à destruição e à incorporação por outras civilizações oportunistas. Valorizar a história, as tradições e o patrimônio histórico, é manter acesa a chama da existência das civilizações."

Dihelson Mendonça

Crato vai ter Usina de Reciclagem de Lixo, como nas cidades mais desenvolvidas do Brasil.

"Uma cidade só será limpa, quando a sociedade fizer a sua parte. Não tem prefeito nenhum no mundo que manterá uma cidade limpa, se a sociedade não fizer a sua parte."

"Mas eu estou entusiasmado mesmo, Dihelson, é com um consórcio de 9 municípios para implantar aqui um aterro sanitário com uma usina de reciclagem de lixo. Uma coisa extraordinária, que já existe em cidades mais desenvolvidas...a coisa é tão empolgante, que você passa lá no aterro sanitário e o que vê é um grande gramado! É um negócio de primeiro mundo...o terreno vai ser na divisa do Crato com Juazeiro, e o município que ficar, vai receber ICMS...ambiental"

Samuel Araripe

IMG_7847


ENTREVISTA SOBRE A USINA DE RECICLAGEM DE LIXO:

B.C = Blog do Crato
S.A = Samuel Araripe

B.C - Vamos falar um pouco sobre os seus projetos em relação ao lixo, ao reciclamento do lixo, ao destino final do lixo na nossa cidade. O Sr. não acha que seria também necessário fazer uma grande campanha de conscientização ( da população ) nesse sentido ?

S.A - Grande pergunta! "Uma cidade só será limpa, quando a sociedade fizer a sua parte. Não tem prefeito nenhum no mundo que manterá uma cidade limpa, se a sociedade não fizer a sua parte. O que é que eu quero dizer: muitas vezes aqui no Crato, o caminhão passa, a pessoa tá ainda enxergando o caminhão coletor de lixo, e chega, coloca ali seu lixo na calçada. Daí a pouco vem um cachorro e morde o saco de lixo. Espalha o lixo todo. Vem um veículo e sai carregando, e é isso que realmente acontece aqui em algumas localidades. Eu acho até, Dihelson, que já melhorou muito, mas o Blog do Crato...

B.C - Quando não queimam, o que é pior, que gera fumaça com gases tóxicos...

S.A - ...É. Quando não queimam, exatamente, criando gases tóxicos. Então eu gostei muito aí da tua colocação. Todos os meios de comunicação que querem bem ao Crato, que amam essa cidade, que querem ver a qualidade de vida do nosso povo, deveria fazer uma campanha nesse sentido. Veja a hora em que o coletor passa, e só coloque o lixo naquele momento. Se possível ainda, separado. Mas eu queria tecer aqui alguns comentários sobre esse assunto porque é de muita importância. Eu já avancei algumas coisas aqui.

Primeiro: Caminhões coletores de lixo. São todos compactadores. Antigamente você via uns caminhões da década de sessenta, o gari jogando lixo em cima, metade caía na carroceria, a outra metade caía no chão. ( Agora ), todos os caminhões coletores. Todos os caminhões com aparelho para monitorar se passou ou se não passou, que é para quando o habitante "- Não passou..." a gente vai lá e vê se o motorista está enrolando...porque tem essa também, a culpa não é só da população não! A empresa também às vezes tem culpa. Fizemos aí os coletores.

O Lixo hospitalar em 2004, era coletado num trator a céu aberto. Hoje é num caminhão-caçamba apropriado...e quero chegar no antigo lixão que hoje é um aterro sanitário controlado. Muito bem. Lá fizemos um trabalho importante. Separamos onde fica o lixo hospitalar do restante da coisa, fizemos uma campanha de tirar as crianças lá no ( local ), as pessoas que estavam trabalhando lá, fizemos um disciplinamento, mas eu estou entusiasmado mesmo, Dihelson, é com uma coisa que eu estou participando junto ao governo do estado: É um consórcio de 9 municípios para implantar aqui um aterro sanitário com uma usina de reciclagem de lixo. Uma coisa extraordinária, que já existe em cidades mais desenvolvidas...a coisa é tão assim empolgante, que você passa lá no aterro sanitário e o que você vê é um grande gramado. É um negócio de primeiro mundo, já participamos de 4 reuniões, já assinamos o protocolo de intenções dos 9 municípios dizendo que desejamos fazer isso, o terreno já foi ali olhado, que vai ser na divisa do Crato com Juazeiro, o município que ficar vai receber ICMS...ambiental - E o crato ganhou o sêlo verde agora, já que outra conquista importantíssima. Então eu estou muito entusiasmado, e aí eu me encontrei com um pessimista... sabe como é que a gente identifica um pessimista ?

B.C - Não.

S.A - O Pessimista olha pra você, eu assim empolgado, falando sobre esse aterro sanitário, aí o pessimista olha pra você, coça a cabeça, olha pro chão, e diz: "- Isso não vai dar certo não..." Corra dessa pessoa! É azar pra 7 anos...você tem que conversar é com otimista, pessoa que crê naquilo que está fazendo, sabe, que fala com emoção, que fala assim realmente com o coração. Então essa coisa vai ser, vai dar certo. É Banco Mundial, Governo do estado, e os municípios. Aí chega um e disse: "Não...mas não vai dar certo não porque Farias Brito assinou o documento, e como é que vai ficar esse transporte de lá pra cá, 30 e tantos Kilômetros ? Aí eu olhei para o pessimista e disse: "Olha, rapaz, essa coisa não é "INVENTADA" assim sem ter um planejamento não. A coisa funciona assim: O prefeito continua coletando o lixo em sua cidade. E a 5 Km da sede do município terá um ponto de apoio pra receber esse lixo, e será deslocado até a sede, e lá será processado e devidmente separado e processado. Dihelson, se Deus quiser, essa coisa vai sair, porque olha, a qualidade de vida do Crato vai melhorar bastante!

Foto e Entrevista: Dihelson Mendonça para o Blog do Crato

Blog do Crato - Qualidade e Credibilidade !

Conteudo e Classe 2

Se você procura conteúdo para os seus filhos, informação com qualidade, credibilidade e a maior base de escritores do Cariri, o seu lugar é no Blog do Crato. Chega de baixarias na internet ! No Blog do Crato você vai encontrar mais de 4.000 artigos escritos por pessoas da mais alta competência e credibilidade, tudo cuidadosamente diagramado, ilustrado com milhares de fotos para uma agradável leitura. Aqui você certamente não vai encontrar artigos sobre "pedaços de gente" espalhados no asfalto, nem o vazio cultural de muitos sites. O Blog do Crato é feito por pessoas que desejam o bem da humanidade, e se preocupam com o bem-estar da população. É um site que ressalta as belezas do Cariri, e a vocação artístico-cultural da nossa região, sempre voltado para o futuro, e tendo o passado apenas por referência.

Blog do Crato

- 25.000 acessos mensais
- Mais de 4.000 artigos
- Milhares de Fotos
- 66 Escritores/colunistas, escolhidos pela sua mais alta competência
- Rádio Chapada do Araripe - Música de Qualidade 24 Horas !
- Dezenas de Vídeos na "TV Chapada do Araripe"
- Centenas de reportagens e entrevistas.


Blog do Crato - Qualidade e Credibilidade !

Previsão do Tempo para hoje, Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

Céu com poucas núvens no Crato. Umidade relativa do ar nesse momento, 62 por cento. Segundo o site Climatempo, não chove hoje no Crato. ( Parece que o "inverno" tá difícil de emplacar por aqui ):


Fonte: Site Climatempo

Adquira o livro: Histórias que vi, Ouvi e Contei - De Carlos Eduardo Esmeraldo

Compre através do Blog do Crato - Últimos Exemplares impressos !

historias que vi ouvi e contei

Histórias que Vi, Ouvi e Contei", da autoria de Carlos Eduardo Esmeraldo, é uma coletânea deliciosa de histórias engraçadíssimas que aconteceram no Crato ao longo do século XX. Figuras características, situações engraçadas, esse livro, elogiadíssimo pelo público é imperdível para todos aqueles que procuram conhecer a história da nossa cidade através de seus inúmeros "causos". O próprio autor, Carlos Eduardo Esmeraldo nos presenteou com seus últimos 25 livros disponíveis, a fim de que o valor da venda se reverta para a manutenção do Blog do Crato no ar, e para a expansão do nosso tão sonhado estúdio de produção audiovisual, que será a base para o Acervo Digital do Cariri, ou Museu da Imagem e do Som. Assim, além de adquirir um exemplar do livro "Histórias que vi, Ouvi e Contei, você também estará ajudando a manter o Blog do Crato e a nossa construção.

Estamos com os últimos 25 exemplares impressos. Apresse-se, pois estes são realmente, os últimos! Quem desejar adquirir o livro, entre em contato via e-mail conosco:
blogdocrato@hotmail.com
Ou pelo telefone: 088-3523-2272 deixe recado na secretária com nome e seu número de telefone.

Por: Dihelson Mendonça
www.blogdocrato.com

Lançamentos na Video Shopp Locadora

Alguns lançamentos desta semana na Vídeo Shopp Locadora:

poster 01






















- Perigo em Bangkok
- Missão Babilônia
- Persépolis
- Coleção "Os Trapalhões"
- Trovão Tropical
- Ensaio sobre a Cegueira
- Violência Gratúita ( Funny Games )
- 24 Horas - A Redenção
- As Duas faces da Lei

Em Blu-Ray:

- Wanted ( O Procurado )
- David Gilmour - Live at the Royal Albert Hall
- Red Belt
- Batman - The Dark Knight


Chuvas provocam estado de alerta em municípios - Por: Elizângela Santos


CHUVAS NO CARIRI


Moradores da beira do Riacho Seco, em Barbalha, se arriscam na travessia do canal, enquanto a obra não é concluída. No final do trecho, o lixo se acumula e há possibilidade das casas serem invadidas pelas águas das chuvas (Foto: Elizângela Santos). Em áreas de risco de municípios do Cariri, a natureza sinaliza que as cidades têm construções inadequadas para chuvas. Juazeiro do Norte. Para alguns, a estação das chuvas no Cariri é um momento de alegria, fartura neste rincão de terra. Outros se detêm à preocupação, por conta das moradias e obras de alto risco, que há anos não são muitas vezes concluídas ou corrigidas, gerando prejuízos ao erário público e à sociedade. Em Barbalha, o Canal do Riacho Seco, que teve sua construção iniciada em 2006, ainda está por ser concluído. Os moradores do bairro Nossa Senhora de Fátima, já na desembocadura da obra, quase no encontro do Riacho Seco com o Riacho do Ouro, estão apreensivos quanto às fortes chuvas. Alguns estão em estado de alerta constante. O medo é que as casas à beira da vala sejam invadidas com a água fétida, cheia de lixo e areia na porta de casa.

Os moradores fazem um apelo às autoridades para que a obra seja concluída o quanto antes. O que durante esse período se torna quase impossível. O máximo a ser feito, admite o secretário de Infra-Estrutura de Barbalha, Magno Coelho, é retirar o lixo e areia das áreas, o que já iniciou em toda a cidade, principalmente nos bueiros. Segundo ele, o trabalho foi emergencial por conta das chuvas. O secretário destaca a sua preocupação em relação à obra. Disse que todas as providências estão sendo tomadas para que os trabalhos sejam concluídos. Ao longo do percurso, uma vala de quase dois metros de altura já foi coberta por uma laje de cimento. Mas o problema se agrava por conta das bocas de lobo, que não foram concluídas. A terra continua entrando na vala e resta apenas pouco mais de um metro para a água que entra com força das cabeceiras da Serra do Araripe e atravessa o Centro da cidade. Outra grande preocupação, e risco iminente para os condutores de veículos e pedestres, se encontra a quase dois quilômetros da sede de Barbalha. A estrada que segue para o distrito de Arajara, no município, está cedendo. O trecho se encontra sem asfalto e não há espaço para a passagem de dois carros. Com a intensidade das chuvas, há forte possibilidade da estrada ficar interditada. Segundo o secretário, uma ordem de serviço está para ser assinada pelo governador do Estado para a construção de uma ponte no local e recuperação de vários trechos da estrada. O secretário prevê o início das obras ainda em fevereiro. Mas em todo o município também vem sendo feito um levantamento completo para recuperação de ruas e calçamentos. A limpeza tem sido abrangente, já que a zona rural foi incorporada para que fosse feita a limpeza e melhoria de algumas áreas para facilitar o escoamento das águas.

Em Crato, o Canal do Rio Grangeiro, que atravessa toda a cidade, coloca em alerta os moradores, principalmente das margens. A água que desce com toda força do alto da serra, muitas vezes vem com um poder de destruição surpreendente. Uma das moradoras, Selma Geraldo Vilar, 70 anos, há 35 anos mora à beira do canal. A avenida separa a sua casa dos paredões de cimento.

Providências urgentes

“Enquanto o clima de inverno dá tranqüilidade para muitas pessoas, para nós é um momento de preocupação. Ficamos, principalmente durante o mês de janeiro, praticamente sem dormir à noite. Quando dá uma neblina, vamos tomando todas as providências imediatas”, diz a moradora. As portas têm proteções especiais, para as casas não serem inundadas pela chuva. Em anos anteriores, as cheias do canal — por conta de uma obra considerada pela Prefeitura um erro de engenharia que precisa ser corrigido — já provocaram vítimas fatais. No início da década, um morador da cidade chegou a ser tragado, junto com uma camionete Hylux, para dentro do canal e foi encontrado sem vida alguns quilômetros depois. A recuperação de todo o canal, segundo o secretário de Infra-Estrutura do Crato, Jéferson Felício Júnior, pode custar até cerca de R$ 20 milhões. Uma obra que só pode ser feita em parceria com o Governo Federal, segundo admite o prefeito, Samuel Araripe. Os prejuízos causados com trechos da obra destruídos são incalculáveis ao longo dos anos. E vários deles ainda necessitam passar por melhorias e serem fortalecidos para que não cheguem a arrebentar novamente. Tanto que durante esta semana, conforme o Felício Júnior, foi encaminhado ao Ministério da Integração Nacional projeto solicitando recursos da ordem de R$ 1,25 milhões para recuperação de vários trechos, onde o cimento já foi levado e a parte inferior está oca. O secretário destaca que nos países desenvolvidos, como o Japão, atualmente não se faz mais canais de cimento. “É um tipo de obra ultrapassado”, diz ele. A visão dá Engenharia é dar uma adequação mais natural à área, com pedras e plantas, sem causar tantos prejuízos à natureza, além de proporcionar uma melhor paisagem — o que não aconteceu com o Canal em Crato. O que poderia ser um dos cartões postais da cidade, virou um grande paredão de cimento, que não tem como amortecer a passagem da água que vem com toda força do alto da Serra do Araripe.

Como é ter que conviver em áreas de risco?

José Marcos de Sousa. Pedreiro: Estamos todos com medo, mas não temos para onde ir. A água do riacho pode entrar nas casas. É o nosso temor

Vicente Alencar de Sousa. Servente de pedreiro - É um risco, mas não temos outro lugar para ficar. O medo é de uma chuva forte. Estamos na parte mais crítica

Selma Geraldo Vilar. Aposentada. Aqui é um sofrimento. No mês de janeiro, ficamos de alerta noite e dia. São 35 anos e não dá para se tranqüilizar

Elizângela Santos
Repórter

Mais informações:
Secretaria de Infra-Estrutura de Barbalha
Rua Miguel de Freitas, 184
Bairro Cirolândia
(88) 2532.0422

Fonte: Jornal Diário do Nordeste

Notícias da Urca - 26 de Janeiro de 2009

VESTIBULAR CONSIDERADO TRANQUILO NOS TRÊS DIAS DE REALIZAÇÃO

Terminou na última sexta-feira, com aplicação das provas de Língua Portuguesa e Brasileira, Língua Estrangeira e Redação, o Vestibular 2009.1 da Universidade Regional do Cariri (URCA), com mais de seis mil participantes. Todo o trabalho desenvolvido por uma equipe de quase quinhentas pessoas resultou num bom desempenho do Processo Seletivo da Instituição. Mais uma vez o curso de Enfermagem, que recebeu avaliação 'A' dos alunos durante o Enade, foi o mais concorrido, com 22 concorrentes para uma vaga. Em segundo, Direito, com 16 inscritos para uma vaga. No município de Iguatu, atualmente com mais de mil alunos, a concorrência maior ficou para o curso de Direito, com 12 para uma vaga e em segundo, Enfermagem com 9,88. O Reitor da URCA, Plácido Cidade Nuvens, esteve acompanhando nos locais de realização das provas todo o processo. Ele visitou os Campi de Iguatu, e, no dia seguinte Crato, Barbalha e Juazeiro, onde constatou normalidade nos trabalhos. Além de Crato, Juazeiro e Barbalha, foram realizadas provas nos municípios de Iguatu e Brejo Santo.

REITOR DA URCA VISITA LOCAL DA FUTURA SEDE DO CAMPUS DE IGUATU

O Reitor da Universidade Regional do Cariri (URCA), Professor Plácido Cidade Nuvens, esteve visitando o local que irá sediar o Campus de Iguatu, as instalações da antiga CIDAO, no referido município, na última semana. O prédio foi recentemente adquirido pelo Governo do Estado e se encontra em processo de desapropriação. Cerca de R$ 6 milhões serão investidos, incluindo a compra do prédio. Esse novo avanço da URCA, que ano passado conseguiu obter a gratuidade para os alunos, na então Unidade Descentralizada de Iguatu, representa uma ampliação significativa de seu espaço no âmbito do Centro-Sul do Estado e uma conquista importante na vizinha região, hoje com mais de 1.200 alunos, nos cursos de Direito, Enfermagem, Educação Física e Economia O Campus Multiinstitucional abrigará além dos Cursos da URCA, a sede da UECE como também a FATEC em Iguatu. O Projeto Arquitetônico do Prédio destaca o local como um dos maiores Centros Universitários do Estado do Ceará. O Processo de desapropriação da CIDAO já está em fase de conclusão e o Governo do Estado pretende iniciar a Construção do Centro Universitário já neste semestre.

Contato:
Assessoria de Comunicação
Universidade Regional do Cariri - URCA
(88) 3102-1212 ramal 2617
www.urca.br Elizangela Santos
Crato, 26 de janeiro de 2009.


Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31