xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 07/01/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

07 janeiro 2009

Reescrevendo a História – por José Nilton Mariano Saraiva

Evidentemente que em termos históricos torna-se impossível compará-los. A única e real semelhança é que serviram, ao seu modo, aos governos de então. E, no entanto, apesar de distanciados por um hiato de quase 200 anos, paradoxalmente algo os une e irmana de forma inexorável, umbilical, definitiva: a descoberta da assustadora e terrível "face oculta", de ambos.
Primeiramente, foi o jornalista Luis Nassif que, após responsável e exaustiva pesquisa em documentos da época, corajosamente nos mostrou o lado desconhecido, não muito digno e, convenientemente omitido pelos nobres historiadores brasileiros, da personalidade de uma das mais queridas e badaladas figuras brasileiras, o “austero” (?) Rui Barbosa.
E que transamazônica decepção para todos nós, constatarmos que o nosso herói da infância, aquele que em teoria transbordava lições de moral, civismo e decência por todos os poros, na prática não passava de um homem vil, um tremendo mau-caráter, corrupto de marca maior, falso, traidor, mercenário e que, comprovadamente, ficou rico às custas do erário público.
Agora, através do depoimento contundente do cratense Joaquim Pinheiro Bezerra de Menezes, funcionário do Banco Central, o que o credencia para tal assertivas, tomamos conhecimento que o economista Roberto Campos era, na verdade, “... um homem dos grandes negócios, para não dizer negociatas”.
Tal qual Rui Barbosa, Roberto Campos também fundou um banco “...o Banco União Comercial, criado, presidido e quebrado por ele em 1974, que causou enorme prejuízo ao Brasil, pois o governo assumiu milhões de dólares contraídos por ele no exterior; o Banco Central ficou com a dívida junto aos credores internos e o Banco Itaú ficou com os ativos cobráveis, tornando-se um dos maiores do país”.
Destaca também o conterrâneo Joaquim Pinheiro que o senhor Roberto Campos “...foi seminarista e do seminário saiu não por falta de vocação, como difundem alguns, mas, sim, porque os superiores detectaram ausência de virtudes necessárias a um sacerdote” .
Mas, o mais incrível e que nos deixa estupefatos é constatar que referida figura “...tentou ingressar no serviço público, mas não obteve aprovação nos três concursos públicos a que se submeteu” e que “...graças ao domínio de idiomas que aprendeu no seminário, ingressou no serviço diplomático, sem concurso, indo prestar serviços nos Estados Unidos, onde tentou o título de Doutor em Economia, sem conseguir aprovação para sua tese”.
Além do mais, destaca Joaquim Pinheiro, existem episódios obscuros que jamais fariam parte da biografia de um cidadão exemplar. Um deles “... a briga com uma garota de programa enganada por ele, que terminou lhe desferindo facadas”.
Particularmente, entendemos ser gratificante que as pessoas com conhecimentos não acessíveis a nós outros, mortais comuns, aos poucos se disponham, de forma corajosa e patriótica, a passar o Brasil a limpo.
Antes tarde do que nunca, não ???
Reescrevamos nossa história !!!
José Nilton Mariano Saraiva

Em defesa do futebol do Crato - Por: Pedro Esmeraldo

Em uma manhã ensolarada, andava livremente pelas ruas da cidade quando me deparei com um senhor, baixo, rechonchudo, pedindo-me que fizesse um trabalho sobre o futebol cratense de outrora. Respondi-lhe dizendo que esse assunto não me fascinava, visto que nunca acreditei na proeza dos dirigentes futebolísticos, vez que não se coadunavam com um trabalho sério na arte esportiva.
Esses homens que dirigiam o esporte cratense não enxergavam um palmo diante do seu nariz, não olhavam para o futuro e nem se interessavam em promover condignamente o esporte bretão. Visavam somente se promover e nada mais.
A maior parte dos diretores de clube era constituída de homens desinteressados, assim podemos dizer. Não estimulavam a juventude com bons exercícios e bons professores de educação física.
Relato ainda que no passado o Crato era dotado de grandes craques, que não faziam vergonha em se apresentar nos grandes centros esportivos do país. Lembro-me bem de nomes como Enock, Antônio da Pensão, Peixe, Senhor, Moacir, Mundinho, Kleber, Binda, Doce de Leite, Dote, Anduiá, etc. E outros e muitos outros que deixo de relacionar seus nomes por esquecimento. Esses craques vislumbravam a torcida com jogadas geniais. Deixavam todos entusiasmados, provocando aplausos frenéticos no meio da massa esportiva.
Em priscas eras, o Crato, que foi possuidor de grandes craques, não possuía campo de futebol à altura da cidade. Os torcedores insatisfeitos se organizaram e fizeram um movimento liderado pelo desportista José de Paula Bantim, solicitando ao governador Virgílio Távora a construção de uma quadra esportiva moderna, que seria o aprimoramento do esporte regional e poderia ao mesmo tempo levar o Crato à mais alta corte do esporte. Esses esportistas foram estimulados pelo, então, prefeito Ariovaldo Carvalho, tido com grande timoneiro, pois adquiriu o terreno, preparando-o com o serviço de terraplenagem, entregando-o ao Governador para a execução dessa obra. Este construiu o estádio pela metade, como prometeu, deixando a outra parte para que os prefeitos futuros concluíssem e deixassem no ponto de melhor projeção de equilíbrio, que viesse retirar a juventude do vício e da vadiagem.
Os torcedores cratenses vibraram e ficaram esperançosos que o Crato fosse o grande centro esportivo do Cariri.
Infelizmente o futebol cratense não prosperou, visto que os prefeitos que se seguiram abandonaram-no, não dando continuidade a essa grande obra.
E o futebol caiu por terra, o estádio ficou abandonado, entregue às moscas. Não tinha ninguém que viesse levantar esse movimento esportivo, já que não havia recursos para satisfazer aos anseios da população. E a juventude permaneceu sem ânimo de enfrentar uma luta desigual, até quando o atual prefeito Samuel Araripe assumiu o comando e restaurou as partes danificadas do estádio, entregando-o novamente à população. Os torcedores agradecidos vibraram, mas ainda o futebol cratense não está bem recuperado.
O atual prefeito não tem medido esforços para reorganizar o futebol. Tem ultimamente trazido os craques de fora a peso de ouro, o que não tem demonstrado muito amor à camisa cratense. Nesse caso, seria melhor contratar um professor de educação física para criar uma escolinha de futebol, além de orientar a juventude, dando prioridade aos habitantes dessa terra. Só assim o Crato se livrará da mazela de craques viciados, que só veem buscar o dinheiro do povo. O pontapé inicial esta dado, vamos à obra, pessoal.

OBS.: Postagem a pedido de seu autor, com a permissão do responsável pelo "blog".

Alguém teve seu convite para o Blog expirado ? Algum problema na postagem ?

O nosso colega José Nilton Mariano me relatou que seu convite de autor/escritor do Blog do Crato expirou. Esse fato nunca havia acontecido, até porque nunca vi convite de blog expirar. Gostaria de saber se mais alguém teve seu convite expirado ou algum problema de postagem.
Se tiver entre em contato comigo pelo e-mail:

blogdocrato@hotmail.com

Abraços,

Dihelson Mendonça
Administrador

Foto do Dia e Previsão do Tempo.


Banda de Música do Crato

Acima: Foto de parte da Banda de Música do Crato.


Fonte: Climatempo.
Foto: Dihelson Mendonça

Pesquisa no Cariri - Turismo religioso é maior atrativo no “Crajubar”

Turismo Religioso no Cariri

NOTA: Através dessa matéria da repórter Elizângela Santos, publicada na edição de hoje do Jornal Diário do Nordeste, o leitor pode ter uma visão mais ampla do que sejam as romarias na região do Cariri.

Durante as romarias, há um fluxo de mais de 500 mil pessoas em Juazeiro do Norte, conforme aponta pesquisa

Juazeiro do Norte. O turismo religioso é o principal atrativo para os visitantes que chegam as cidades de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha. O índice corresponde a 60,9%, tendo com base o estímulo na fé pelo Padre Cícero. Esse é o resultado da pesquisa realizada pela Zaytec Brasil Consultoria, coordenada pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas da Secretaria de Turismo do Estado do Ceará (Setur). [ Ao lado: O estímulo na fé em Padre Cícero é a base para o crescente número de romeiros em Juazeiro (Foto: FERNANDA OLIVEIRA (03/02/2006)) ] Os serviços relacionados à informação, equipamentos turísticos, segurança pública e transportes estiveram entre os piores conceitos.

A pesquisa foi realizada de 28 de outubro a 2 de novembro, período em que se realiza em Juazeiro do Norte a maior romaria do ano, a de Finados, em que foram entrevistadas 770 pessoas, incluindo a demanda turística das cidades de Crato e Barbalha, além da terra do “Padim”. Divulgada em primeira mão pelo Diário do Nordeste, a pesquisa leva em conta aspectos pessoais, econômico-financeiros, procedência dos turistas, meios de transporte usados, hospedagem, motivação e atrativos da viagem, além das avaliações positivas e negativa dos serviços oferecidos.

A pesquisa foi realizada de 28 de outubro a 2 de novembro, entre 770 pessoas

Os procedimentos levam em consideração os aspectos quantitativos e qualitativos. Durante este período, somente em Juazeiro do Norte, há um fluxo de mais de 500 mil pessoas, conforme dados informais. Alguns dados fornecidos pela pesquisa em termos quantitativos vêm enumerar o que antes era divulgado pela informalidade, ou seja, a grande maioria dos romeiros que chegam a Juazeiro é da região Nordeste. São 97,3% de pessoas provindas dos Estados nordestinos e 2,7% de outras regiões brasileiras.

A Romaria de Finados tem uma característica comum em relação aos visitantes deste período. Os pernambucanos prevalecem em sua maioria. São 39,6%. Em segundo lugar entra o próprio Ceará, com 23,9%, seguido por Sergipe, com 10,6%. Isso incluindo os dados gerais do pólo Crajubar. Em Juazeiro, esse dado sobe para 45,4%. Mais da metade dos visitantes ainda não tinha visitado a região. Isso corresponde a 58,5%. Outro ponto visível durante a Romaria de Finados é que os caminhões pau-de-arara, mesmo com toda a modernidade, ainda prevalecem como principal meio de transporte dos romeiros.

Um dos aspectos que levou ao desenvolvimento da pesquisa diz respeito a própria avaliação qualitativa feita pelos entrevistados, localizados em pontos estratégicos de visitação, praças, hotéis e rodoviárias das cidades. Segundo a empresa Zaytec, a meta é adotar medidas corretivas diante das deficiências apontadas, incluindo-se aqueles aspectos que não tenham obtido um conceito mínimo de qualidade.

[ Há cerca de 100 anos realiza-se a festa em homenagem à Nossa Senhora das Candeias (Foto: ELIZÂNGELA SANTOS) ]

Quanto aos Equipamentos e Serviços Turísticos, o serviço de táxis, guia de turismo e informações turísticas, num total de 11 itens avaliados, obtiveram piores conceitos na avaliação dos entrevistados. Os itens com os maiores índices na avaliação negativa dos entrevistados foram: informações turísticas (55,9%), guias de turismo (51,2%), passeios oferecidos (44,1%) e diversões noturnas (43,1%). No outro extremo têm-se a hospitalidade do povo (93,4%) e os meios de hospedagem (88,4%) com os maiores índices de conceito ótimo e bom, conforme o público.

Os itens com os menores índices de conceito dos entrevistados em Juazeiro do Norte foram: segurança pública (27,9%), limpeza pública (1,9%) e ônibus urbano (4,4%). No outro extremo têm-se avaliação geral da localidade (92,4%) e comunicação (86,1%). No entanto para Barbalha foram: limpeza pública (46,8%), ônibus urbano (37,9%) e segurança pública (34,2%). No outro extremo têm-se a avaliação geral da localidade (100,0%). Já para o município do Crato, o terminal rodoviário e pista de pousos aparecem como piores itens na avaliação dos 100% dos entrevistados na pesquisa.

Os aspectos mais positivos, segundo avaliação dos turistas que visitaram o Pólo do Cariri foram as igrejas (40,9%), seguido pelo horto (37,9%), as praças (11,0%), a estátua de Padre Cícero (10,1%) e a romarias/missas com 8,7% na opinião dos entrevistados. A religiosidade e as belezas naturais mereceram destaque, evidenciando as potencialidades dos municípios pesquisados.

Os fatores que mais desagradam, conforme a avaliação dos entrevistados, são segurança pública (20,6%), clima (19,9%), as praças mal cuidadas (17,3%) e as sujeiras nas ruas (com 11,8%).

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter

RITUAL

"Ainda não fechamos a programação da Romaria das Candeias".
Padre Paulo Lemos
Administrador da Basílica

Mais informações:
Secretaria de Turismo e Romaria / Memorial Padre Cícero
(88) 3511. 4040
Secretaria de Matriz
(88) 3511.2202

PRIMEIRA ROMARIA

Preparação para Romaria das Candeias

Juazeiro do Norte. Começam os preparativos para a primeira romaria do ano, a de Nossa Senhora das Candeias, de 29 de janeiro ao dia 2 de fevereiro. As festividades encerram também o calendário das grandes romarias realizadas em Juazeiro do Norte, iniciadas desde setembro do ano passado. Espera-se a participação, durante este período, de mais de 300 mil romeiros, principalmente dos Estados de Pernambuco e Alagoas.

A novo secretário de Turismo e Romaria, José Carlos dos Santos, afirma que será mantida a Operação Romeiro, reunindo a parceria de diversas instituições, como a Igreja, Prefeitura e entidades classistas, que juntas buscam dar uma maior assistência ao visitante. Hoje pela manhã, será realizada a primeira reunião com os funcionários da própria pasta, no sentido de realizar um plano de atuação durante as romarias no município. Segundo o secretário José Carlos dos Santos, a pretensão é fortalecer os serviços já desenvolvidos pelo poder público, mas antes realizar reuniões com todos os setores, inclusive levando informações sobre a romaria aos profissionais envolvidos nos trabalhos.

Além do fortalecimento do poder público municipal, o secretário afirma que será solicitado maior apoio por parte do governo estadual.

Padre Paulo Lemos, administrador da Basílica de Nossa Senhora das Dores, local de maior concentração dos fiéis durante a Romaria das Candeias, afirma que até o momento nada foi fechado em relação à programação por conta da nova administração. O secretário José Carlos ressalta que entre os dias 15 e 20 deste mês será realizada a primeira reunião da Operação Romeiro do Ano.

A Festa de Nossa Senhora das Candeias é uma das mais tradicionais de Juazeiro do Norte, iniciada e incentivada pelo Padre Cícero. Também é uma das mais belas, em que os fiéis são chamados a participarem da procissão com velas acesas. Um grande cordão de luz se estende pelas ruas da cidade. A Mãe das Candeias, segundo padre Paulo Lemos, é um grande referencial para todo o Nordeste. Há cerca de 100 anos a festa em alusão à Santa vem sendo realizada no município e aos poucos se espalhou por toda a região. Candeia é Jesus. Em outras localidades pode ser denominada como Nossa Senhora da Purificação ou da Candelária.

A invocação de N. Sra. das Candeias ou N. Sra. da Purificação remonta aos primórdios do cristianismo. Segundo o preceito da lei mosaica, todo filho varão deveria ser apresentado no Templo 40 dias após seu nascimento. A mãe, considerada impura após o parto, deveria ser purificada em uma cerimônia especial. Nossa Senhora, submetendo-se a esta determinação, apresentou-se com o Menino Jesus no recinto sagrado dos judeus.

Esta festividade dos luzeiros foi denominada “das candeias”, porque comemorava-se o trajeto de Maria ao templo, com uma procissão, na qual acompanhantes levavam na mão velas acesas.

PERÍODO
29 de janeiro a 2 de fevereiro é o período de realização da Romaria de Nossa Senhora das Candeias em Juazeiro do Norte, no Cariri

Reportagem: Elizângela Santos
Fonte: Jornal Diário do Nordeste

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31