xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 05/01/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

05 janeiro 2009

Prefeito Samuel Araripe irá conceder entrevista ao Blog do Crato nesta Terça-Feira. Enviem suas perguntas...

Hoje, terça-feira, dia 06 de Janeiro, o prefeito de Crato Sr. Samuel de Alencar Araripe estará concedendo entrevista ao Blog do Crato. A entrevista está marcada para o final da tarde. Pedimos aos internautas que elaborem as suas perguntas, para que possamos somar às já existentes a fim de que possamos realizar uma entrevista bastante proveitosa. Inúmeros assuntos serão debatidos, assim como os novos projetos para a cidade do Crato em 2009. As perguntas podem ser enviadas para o e-mail do Blog do Crato:

blogdocrato@hotmail.com

Abraços,

Dihelson Mendonça

Site da Setur não tem sequer a cidade do Crato. Por quê ?

Alô turma do blogdocrato, feliz ano novo !

Hoje visitando o site: www.setur.ce.gov.br constatei a dura realidade de não constar o nome do Crato em hipótese alguma. É realmente uma tristeza. Tantas belezas naturais que nós temos, clubes de pé de serra, a chapada do araripe, a própria cidade como fato histórico e outras coisas. Nossas riquezas naturais (riquezas com zê (Z), não podem e não devem ficar no anonimato.


José Carvalho Leite
Crato-CE

Repensando Jesus Cristo - Por: Aglézio de Brito


Certa feita, um fariseu fez a seguinte indagação ao nosso irmão Jesus Cristo : “Mestre, qual é o grande mandamento da lei ? Ao que Jesus respondeu-lhe : “ Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.” (Mateus, Cap.22, Vs. 36, 37, 38, 39, 40). Com efeito, foi a partir de Jesus Cristo, dos seus ensinamentos de fraternidade e de libertação, que o ser humano começou a despertar de sua ilha de exclusão social e política , do seu subjugo econômico- financeiro ao patrão e começou a perceber que não era apenas um simples animal falante ( como dizia o grande Cícero , na Roma antiga), mas que tinha direitos fundamentais a serem respeitados.

E foi dentro da filosofia do cristianismo que os seres humanos excluídos começaram a codificar conquistas sociais nas legislações de seus Países. A passar pelo Corpus Júris Civilis do Imperador Justiniano, pela Carta Magna da Inglaterra de 1.215, pela Declaração do Direitos Humanos na França, até as modernas CONSTITUIÇÕES dos Estados Democráticos da atualidade. Nesta esteira de conquistas sociais, políticas e econômicas, ditadas por Jesus, muitos povos de vários países do mundo já não passam fome nem padecem de outras necessidades básicas de vida. Lamentavelmente, apesar de as igrejas das mais diversas crenças do Brasil louvarem a Cristo entre rezas e outras orações, as lições de fraternidade, de igualdade e de liberdade pregadas pelo Mestre são pouco praticadas em nosso País, pois enquanto uma meia dúzia de privilegiados que concentram a renda nesta Pátria, na maior parte das vezes obtida através dos meios criminosos da corrupção, se banqueteiam com caviar e champanhe, muitos outros fuçam os lixões para se alimentar. Os números do empobrecimento no Brasil são emblemáticos e traçam um mapa horripilante da fome e da miséria neste País: 41% dos brasileiros sobrevivem com renda de até 03 salários mínimos, o que equivale a um rendimento pessoal de pouco mais de um dólar por dia. Na zona rural, o quadro da miséria brasileira é mais grave, mais triste e mais revoltante, pois 67% das pessoas têm um rendimento de menos de um dólar por dia. Em nosso caso particular, o NORDESTE começou e terminou a década de 90 com os maiores índices de privação de renda. Efetivamente, 63% dos nordestinos sobrevivem com uma renda de menos de um dólar por dia.

No Brasil, apenas 6,5 % da população possuem renda acima de 20 salários mínimos. Essa população se apropria de 35,8% da renda total do País. No Nordeste, são 3,3% os que ganham mais que 20 salários. No Ceará, apenas 3.0%. Essa parcela se apropria de 29,6% da renda total do nosso Estado, o que, como falei, evidencia a vergonhosa concentração de rendas, em detrimento da grande massa dos excluídos.

Incumbe a nós fazermos uma reflexão e seguirmos com ela em nossas interações sociais, repudiando, sempre que tivermos oportunidade, este quadro de perversa injustiça social que se estampa em nossa Pátria, principalmente no Nordeste, no Ceará, em nossa cidade. De mãos dadas, numa corrente indelével, procuremos conscientizar nossos semelhantes dos seus direitos, a não se conformarem com os bônus do Governo,(os famigerados bolsões, fome zero, etc ) assemelhados muito mais a verdadeiras esmolas ,que só causam mais vergonha e humilhação ao nosso povo. Pensemos, cada um de nós, sempre, em exigir daqueles que elegemos para os poderes constituídos, mecanismos para conter a desenfreada concentração da renda dos poderosos , capacitando os excluídos através de políticas públicas que lhes outorgue condições de gerar sua própria renda, possibilitando-os a viver com dignidade.

Sem isso, não adianta rezas nem louvores a Cristo, pois ao contrário do que Ele ensinou, estamos concorrendo para a opressão e para o desprezo a que está submetido o nosso próximo, e conseqüentemente, apesar das orações, estamos desamando o próprio Deus, nosso Pai cósmico e, como tal, Pai de Jesus Cristo.

Por: Aglézio de Brito

Futebol - Por Amilton Silva

Prosseguiu ontem (04), a primeira rodada da 40ª edição da Copa São Paulo de Junior.O Fortaleza venceu o Vitória BA, por 3 X 2, e assumiu a liderança do seu grupo com 3 Pg.O Santos goleou o Cene MS por 4 X 0.O Flamengo tropeçou diante do Barbarense no empate de 1 X 1. Outro representante carioca o Botafogo, estrou com derrota ao perder por 1 X 0 para o União São João.Ultimo campeão da copinha a equipe do Figueirense estrou com uma boa vitoria diante do Marilia por 2X0.Outro jogo bastante movimentado foi entre Portuguesa SP e Gremio que terminou com a vitoria do Gremio 4X3.

Neste proximo final de semana será iniciado o campeonato cearense da primeira divisao ediçao 2009, com ampla cobertura da equipe esportiva do Blog do Crato.

Por: Amilton Silva


O Burro de seu Lunga - Por Carlos Eduardo Esmeraldo


A vida é bela e o mundo não é somente dos vivos, mas também dos mais espertos. Há alguns anos, quando eu ainda trabalhava em Juazeiro, ouvi entre as muitas histórias atribuídas ao popular Lunga do Juazeiro, esta que se segue. Nas eleições municipais de 1988, seu Lunga se candidatou a vereador daquela cidade. Gastou as pequenas economias que sua sucata lhe proporcionara na compra de milhares de pares de sandálias para convencer os eleitores. Ficou apenas com um velho burro de puxar carroça e uma rural presa na garagem de sua casa, pois a prefeitura do Juazeiro construiu um calçadão na rua onde seu Lunga morava. Seu Lunga se recusou a tirar o carro da garagem, alegando ao prefeito, Manuel Salviano, que na sua casa o prefeito não mandava. Quando realizaram a apuração da eleição, os votos esperados por seu Lunga sumiram, e ele perdeu feio. Então, foi vender o único bem que lhe restava: o velho burro. Levou-o à feira dos animais, existente ainda hoje em todas as cidades nordestinas. Logo que seu Lunga chegou à feira com o burrinho, não demorou a aparecer interessado na compra do animal: “Quanto custa este burro, seu Lunga?” Perguntou um pretenso comprador. “Trezentos mil.” Respondeu seu Lunga, com aquela secura que lhe era habitual. “Dou duzentos no pau.” Replicou o comprador, utilizando uma gíria ainda muito em voga na região, que significa uma compra à vista. “Só vendo o burro inteiro.” Respondeu seu Lunga, com aquela sua polidez de trator de esteira, pondo fim, dessa forma, àquela inútil discussão.

Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Cabelos de Sansão, por: Pachelly Jamacaru

Numa noite descontraída, Tiago Araripe relança os CABELOS DE SANSÃO em sua terra! Parodiando (Vão se os anéis e ficam os dedos) podemos afirmar que Dalila, “o tempo”, não traiu Tiago, que mesmo sem os longos cabelos, mostrou que é no canto que está a sua força! Diminuído em tamanho mais crescido em seu legado, o LP, agora CD Cabelos de Sanção, sobrevive aos tempos pela obra musical que é. Tiago com simplicidade viajou no túnel do tempo e recontou junto ao público todo o histórico dos Cabelos de Sansão, até onde se deu o bendito resgate pelo genial Zeca Baleiro. O show foi conduzido pelo entrevistador Emerson Monteiro e posteriormente fora aberto ao público a oportunidade de interagir com Tiago. Vejam os Flash do show

Tudo azul com os Cabelos de Sansão...
Tiago assobia!

Tiago mostra que sua força não estava nos cabelos, porque está em sua voz!
Tiago toca, e toca o seu público!
Tiago convida, João do Crato e Abidoral jamacaru, comparecem!
Tiago solta a voz, o grande João Neto, faz a cama harmônica!
Tiago e o público, conversa aberta!
Tiago em noite de autógrafos!


Fotos: Pachelly Jamacaru
"Diretos reservados"

Limpando Gavetas:

Por: Leopoldo Martins Filho

A dica de hoje é sobre um assunto que sempre nos traz duvidas quando começamos um ano e queremos limpar as gavetas, afim de que sobre espaço para os novos documentos. Devemos ter cuidados de nos proteger de cobranças indevidas e não correr o risco de ter o nome e o CPF em lista de devedor do comercio, bancos e órgãos federais. Para isto, o consumidor precisa guardar alguns documentos. O prazo mais comum de prescrição de dividas é de cinco anos, conforme o Código Civil. Há comprovantes que devem ser mantidos por mais tempo como os de imóvel financiado.

> Guarde por Cinco Anos:

a-) os tributos ( IPTU, IPVA, Imposto de Renda e outros):
b-) contas de água, luz, telefone e gás:
c-) recibos de assistência medica:
d-) recibos escolares:
e-) pagamento de cartões de créditos:
f-) recibos de pagamentos a profissionais liberais:
g) pagamento de condomínios.

Guarde por Três Anos:

a-) os recibos de pagamentos de aluguel:
b-) recibos de diárias de hotéis:
c-) recibos de pagamento de restaurante:

Guarde por Vinte Anos:

a-) documentos comprobatórios para aposentadoria junto ao INSS
ATENÇÃO REDOBRADA.
Essa é a sua garantia de não pagar duas vezes.
Documento/ Prazo
Seguros em geral (vida, veículos, saúde, residência etc) 1 ano após o término da vigência
Extratos bancários 1 ano
> Recibos de pagamento de aluguéis 3 anos
> Taxas e Impostos Municipais e Estaduais (Lixo, IPTU, IPVA etc) 5 anos
> Contas de água, luz, gás, telefone (inclusive celulares) 5 anos
> Condomínio 5 anos
> Mensalidades escolares 5 anos
> Faturas de cartões de crédito 5 anos
> Contratos e recibos de serviços de profissionais liberais como advogados, médicos, dentistas, pedreiros etc 5 anos
> Plano de saúde 5 anos
> Declaração de Imposto de Renda e documentos anexados 6 anos
> Comprovantes de pagamento de financiamentos de bens como carros e imóveis até o término do pagamento de todas as parcelas ou após a entrega da escritura definitiva (imóveis) e/ou documento que oficialize a quitação (consórcio)
> Notas fiscais até o término da garantia do produto
> Documentos comprobatórios para aposentadoria junto ao INSS de todo período laboral
Por: Leopoldo Martins Filho
Advogado

A Origem Pagã do Dia de Reis


As maiores e mais tradicionais festas do catolicismo popular têm suas origens nas festividades pagãs da antiguidade. Como exemplo, podemos citar os festejos do ciclo junino, em homenagem a Santo Antonio (dia 13), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29), que se originaram na tradição pagã dos povos da Europa, Ásia e África, que festejavam as divindades protetoras da fertilidade e da colheita quando se aproximava a chegada do verão no Hemisfério Norte e que foram transportadas para o calendário católico. Não é uma coincidência a data desses festejos. Os antigos rituais agrários, no Velho Mundo, por ocasião do solstício de verão, que ocorre entre os dias 22 e 23 de junho, marcavam o início da colheita.
Com relação ao Natal, ocorreu o mesmo fenômeno. Comemora-se o nascimento de Cristo, mas ninguém sabe ao certo o dia em que Jesus nasceu. Muitos pesquisadores acreditam, inclusive, que Cristo não nasceu no ano zero, e sim entre os anos 4 a 5 a.C. Como teria sido, então, escolhida a data de 25 de dezembro? Artigo publicado no dia 10 de dezembro de 2001, no Correio do Povo, divulga explicação do professor de Teologia da PUC-RS Luiz Carlos Susin e do Padre Roberto Paz, da Arquidiocese de Porto Alegre, que esclarece que no dia 25 de dezembro era realizada “uma festa conhecida, no Hemisfério Norte, como Festa da Luz, e comemorava o solstício de inverno, ou seja, quando o dia está no seu menor período. Mas, justamente neste dia, se comemorava o dia do Sol Invencível, que renascia no coração do inverno europeu.” Na pré-história, tradições do mundo pagão, como as festas em comemoração à fertilidade e à colheita, e em comemoração ao Sol, vindas do Oriente, foram totalmente incorporadas pelo Império Romano. Com o crescimento e a propagação do cristianismo, preferiu-se usar a Festa da Luz para celebrar aquele que no preceito católico é a Luz, Cristo. “A festa foi inculturada, como é tradição da Igreja de não destruir a cultura dos povos, mas de dar a ela um novo significado”, explica o padre Paz.


E foi apropriando-se e mudando o significado original das festividades pagãs que a Igreja Católica consolidou um calendário de poderosa influência no imaginário popular, voltado, obviamente, para a manutenção e fortalecimento da fé católica e para sua sobrevivência enquanto instituição. Então, para comemorar o nascimento de Jesus, antigas festas de ritual pagão sofreram paulatinamente transformações. Somente no ano de 138 foram regulamentadas pelo Papa São Telésforo, mas foi o Papa Júlio I, no ano de 378, que fixou a data de 25 de dezembro como sendo a do nascimento do Menino Jesus, posto que até então não havia data fixa para a comemoração da chamada Natividade. As festas da Natividade foram tendo elementos introduzidos ao longo dos séculos, até que, por volta de 1.600 foram acrescentadas as figuras dos Três Reis Magos. Com isso surgiram os grupos de Folia de Reis, que saem cantarolando hinos e exaltando o nascimento de Jesus.


A Tiração de Reis, pelos Reisados do Cariri cearense, ou a Folia de Reis em diversas outras regiões brasileiras, pelos grupos de foliões, são tradicionalmente realizadas no período de 25 de dezembro a 6 de janeiro e, como fora mencionado, tem sua origem primária na Festa do Sol Invencível, comemorada pelos romanos e depois adotada pelos egípcios. A festa romana era comemorada em 25 de dezembro (calendário gregoriano) e a egípcia em 6 de janeiro. No século III ficou estabelecido que dia 25 de dezembro se festejaria o nascimento de Cristo e 6 de janeiro, dia dos Reis, homenageando os Reis Magos Gaspar, Melchior e Baltazar, que levaram ouro, incenso e mira, que representam, segundo a Igreja, as três dimensões de Cristo (realeza, divindade e humanidade). Durante 12 dias, a partir do Natal até 6 de janeiro, acontece a Tiração de Reis. Reisados, com seus brincantes, Catirinas e Mateus, tiram a jornada pelas ruas e casas das comunidades.


Importante aqui salientar o que afirmou o pesquisador e professor Oswald Barroso, em seu ensaio intitulado Os Reisados e o Reisado de Caretas: “(...) o Reisado é um folguedo do ciclo natalino, como diversos outros, entre os quais, os Presépios, os Pastoris, as Lapinhas etc. Representa o cortejo dos Reis Magos, em sua caminhada a Belém, como as Folias de Reis brasileiras, ou como os antigos ternos e ranchos de Reis portugueses. Que tem sua origem na aglutinação de diversas brincadeiras e folguedos tradicionais, entre os quais os Ranchos de Reis, os Congos, o Bumba-meu-Boi, as Rodas de São João (acrescentamos nós) etc., como pode aparecer com elementos de muitos outros folguedos, entre os quais os Guerreiros alagoanos, os Bois cearenses e o Cavalo Marinho pernambucano. Mas os Reisados têm a particularidade de, além de representar um cortejo de Reis que vão adorar o Menino Jesus, ter no episódio do Boi, seu entremês principal.” O Dia de Reis tem, portanto, sentido católico-cristão com profunda marca pagã em sua origem, sendo, por isso mesmo, uma celebração popular que atende e ao mesmo tempo subverte a ordem religiosa institucional, posto que funde símbolos sagrados da cristandade com manifestações cômicas, satíricas e grotescas ancestrais, como que ajudando a fertilizar o mundo para o retorno à livre unidade homem-cosmos.

Cacá Araújo
Professor, Folclorista e Dramaturgo
Diretor da Cia. Cearense de Teatro Brincante
Crato – Ceará – Brasil

Geopark Araripe pode perder selo da Unesco

Clique para Ampliar

A bacia sedimentar do Araripe é geológica, paleontológica, arqueológica e ecologicamente muito rica, mas precisa preservar esse patrimônio (Foto: Thiago Gaspar)

Clique para Ampliar

Fósseis de insetos, com estruturas delicadas, demonstram a importância do acervo (Foto: Cid Barbosa)

Clique para Ampliar

Na bela cachoeira de Missão Velha, os marcos do geotope Devoniano foram depredados (Foto: Cid Barbosa)

Clique para Ampliar

Se o Governo não dotar o Geopark Araripe de infraestrutura para acesso e visitação, ele pode perder selo

Fortaleza. Contendo provas inequívocas da existência de um continente ancestral (Gondwana), conforme as pesquisas do alemão Gero Hillmer, o Geopark Araripe continua sendo o único, dentre 59 os geoparks no mundo, localizado nas américas, assim como no Hemisfério Sul. Mas, como planos, projetos, promessas e divulgação não garantem a preservação do patrimônio, o Estado deve ser submetido, em 2009, a nova avaliação da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e, não preenchendo os requisitos, pode perder o selo Geopark. O reconhecimento internacional ainda carece do equivalente local, no que diz respeito a investimentos concretos para a garantia da preservação desse grande patrimônio geológico presente na Bacia Sedimentar do Araripe. Passados dois anos da oficialização do Geopark Araripe, pela Unesco, as ações para a sua concretização ainda permanecem no campo das promessas governamentais. Essa é a avaliação do curador do Plano de Divulgação do Geopark, arquiteto José Sales.

O Governo do Estado do Ceará, por sua vez, garante que o Geopark Araripe — por coincidir geograficamente com o Projeto de Desenvolvimento Econômico Regional do Ceará -Cidades do Ceará - Cariri Central, ligado à Secretaria das Cidades, — é sim prioridade. A coordenadora do Cidades do Ceará - Cariri Central, Emanuela Monteiro, explica que os três principais eixos de investimentos previstos ao longo dos próximos cinco anos, partindo de 2009, são: infra-estrutura, apoio ao setor privado e fortalecimento institucional (garantia de sustentabilidade). No caso do Geopark Araripe, destaca, há um “caldeirão de possibilidades” redescoberto nos últimos seis meses, com um projeto amplo de desenvolvimento regional, considerando as duas atividades-chave: turismo e calçados; com previsão de abranger Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha e mais seis municípios: Santana do Cariri, Nova Olinda, Farias Brito, Caririaçu, Missão Velha e Jardim. “Com características ímpares, o parque abre essa possibilidade de incorporar o setor produtivo”, explica. Dentro do Programa Estadual do Geopark, segundo Emanuela Monteiro, a distribuição de responsabilidades está sendo incorporada, com reuniões constantes. A Universidade Regional do Cariri (Urca) continua sendo a gestora oficial, incluindo pesquisa e extensão. Mas a mobilização geral fica com a Secretaria das Cidades.

Estão distribuídas entre órgãos afins, ações como gestão e educação ambiental; sensibilização da comunidade; apoio à atividade turística e animação cultural; comunicação e divulgação; integração das atividades econômicas; governança, construção de parcerias e alavancamento de negócios; assim como estruturação física dos geotopes ou geosítios (acesso e infraestrutura local); manutenção; e também segurança. O diagnóstico está entre as primeiras medidas. A prioridade dos investimentos está no plano de negócios, sinalização e identidade visual, construção de sede (já licitada) e estruturação de um geotope piloto. Também estão previstas ações complementares, como a construção do Centro de Eventos e Cultura do Cariri, no Crato, com licitação prevista para o primeiro semestre de 2009. Adicionalmente, conforme Sales, até o fim do primeiro semestre, o Museu Paleontológico da Universidade do Vale do Cariri (Urca), em Santana do Cariri, deve reabrir suas portas ampliado e reestruturado. Ele informa que a exposição, até a semana passada no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, migra para o Centro de Arte e Cultura do Bom Jardim. Também já há convite para que circule por outras capitais e por Boston (EUA).


FIQUE POR DENTRO
Riqueza incalculável sob solo cearense

Geopark é um território protegido, importante pelos valores geológicos, paleontológicos, arqueológicos, ecológicos e culturais. O objetivo é dar visibilidade a essa riqueza e estimular o desenvolvimento da pesquisa, do turismo e da cultura regionais. O que chama a atenção, no caso da Bacia do Araripe, é o estado de conservação dos fósseis. Os exemplares são tão preservados que é possível, em alguns casos, identificar o conteúdo estomacal dos animais, sendo possível fazer a reconstituição de cadeias alimentares de 110 milhões de anos atrás.


DESCASO COM O PATRIMÔNIO
Sinais de abandono crescem nos geotopes

Fortaleza. O Geopark Araripe é composto por uma rede de monumentos naturais, selecionados por conter os registros mais relevantes da formação geológica da região, essenciais para a compreensão da evolução do planeta. Sua missão principal é preservar esses patrimônios naturais e divulgar a história da Terra por seus registros geo-paleontológicos, missão esta que ainda carece de muitos investimentos. Dos nove geotopes — Exu, Arajara, Santana, Ipubi, Nova Olinda, Batateira, Missão Velha, Devoniano e Granito — três ficam no município de Santana do Cariri, considerado capital paleontológica do Brasil e que também abriga o Museu Paleontológico da Universidade Regional do Cariri (Urca); outros dois ficam em Missão Velha e os demais, em Nova Olinda, Crato, Barbalha e Juazeiro do Norte. Quando a reportagem do Diário do Nordeste esteve na região, com o objetivo de fazer o caderno especial, publicado em outubro de 2007, alguns destes locais já apresentavam sinais de abandono e depredação. Mas, o tempo passou e, sem ações concretas, os problemas se agravaram. Só para citar algumas situações: o processo de favelização, na Colina do Horto, em Juazeiro do Norte, avança sobre o geotope Granito; os marcos, na cachoeira de Missão Velha, que identificam o geotope Devoniano, foram integralmente depredados. Por fim, ambientalistas não conseguem cochilar sem que uma nova agressão à nascente e entorno do Rio Batateira, no Crato, ponha aquele ecossistema em risco. Esse abandono, além de ameaçar a integridade desses patrimônios naturais, afugenta potenciais turistas, que não vêm atrativos ou segurança para permanecerem naqueles locais e afugenta também os investimentos que a região atrai, em função, principalmente, do turismo e da pesquisa relacionada à Paleontologia, Geologia, Arqueologia e outros.


AMPLIAÇÃO
Proposto Complexo da Ibiapaba

Fortaleza. A Bacia do Araripe está totalmente contida na ecorregião do Complexo da Ibiapaba, que inclui as chapadas do Araripe e da Ibiapaba, se estendendo pelo Piauí, com uma dimensão de 70 mil quilômetros quadrados. Do ponto de vista territorial, a Mesorregião do Araripe integra, além do Ceará, Pernambuco, Paraíba e Piauí, formando a figura de um “Y” invertido. Este contexto inclui aproximadamente 20 unidades de conservação, que potencializam integração regional visando a proteção e conservação ambiental. Como curador do Plano de Divulgação do Geopark Araripe, José Sales alimenta o sonho de ver os geotopes ampliados por toda esse complexo de serras. A Bacia do Araripe, nos limites geográficos do Ceará, Pernambuco e Piauí, ocupa cerca de dez mil quilômetros quadrados. Ela contém traços da ruptura entre a América do Sul e África (continente primaz Gondwana), ocorrida há 120 milhões de anos, dando origem aos continentes do Hemisfério Sul, África, Oceania e também ao Oceano Atlântico, em sua porção Sul, conforme destaca, em seus estudos, o pesquisador alemão Gero Hillmer, que, com os pesquisadores Alexandre Sales e André Herzog publicou, em 2008, o livro “O Geopark Araripe/Ceará: uma pequena evolução da vida, rochas e continentes”, respectivamente na Alemanha e no Brasil.

Maristela Crispim
Repórter

Fonte: Jornal Diário do Nordeste


Edições Anteriores:

Setembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30