16 dezembro 2009

Pedidos de impeachment de Arruda ficam para 2010


A Câmara entrou em recesso nesta quarta-feira (16) e volta em 11 de janeiro

Os parlamentares da Câmara Legislativa do Distrito Federal decidiram entrar em recesso a partir da madrugada desta quarta-feira (16), mas por outro lado definiram que o período longe dos trabalhos legislativos irá até 10 de janeiro e não mais 31 de janeiro. Isto significa que o início da análise dos três pedidos de impeachment contra o governador José Roberto Arruda acontecerá somente em 2010, assim como a CPI da Corrupção. A decisão dos parlamentares aconteceu após votarem em primeiro e segundo turno a LOA (Lei Orçamentária Anual) também na madrugada desta quarta-feira. Por se tratar de uma autoconvocação e não de uma convocação do presidente da Casa, as sessões extraordinárias que acontecerão em janeiro não terão custos extras para o bolso do contribuinte. Além de aprovar a LOA, os deputados da base governista conseguiram ainda que os três processos que pedem o impeachment do governador sejam analisados primeiramente pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e só depois sigam para a Comissão Especial, formada exclusivamente para analisar os processos. A passagem pela CCJ pode servir de escudo para o governador, já que a Comissão decidirá se os pedidos devem ou não ser admitidos pela Casa.

No dia 11 de janeiro, além de escolher os membros da CCJ – o prazo das Comissões acabou no último dia 15 –, os deputados também elegerão a Comissão Especial, que será formada por cinco deputados, e escolheram presidente e relator da CPI da Corrupção. Fazem parte da CPI os deputados Alírio Neto (PPS), Batista das Cooperativas (PRP), Paulo Tadeu (PT), Raimundo Ribeiro (PSDB) e Eliana Pedrosa (DEM). Dos titulares apenas o deputado petista faz parte da oposição. Dos outros quatro membros, três são ex-secretários de governo de Arruda. Antes do acordo para convocação extraordinária dos deputados em janeiro, o deputado Cabo Patrício enfatizou que os deputados da oposição estavam fazendo a parte deles e que a posição da base não poderia comprometer a imagem da Câmara.

- É importante que a população de Brasília lembre que, no ano que vem, Brasília faz 50 anos e em outubro dê um presente decente e eleja pessoas envolvidas com o DF e não pessoas ligadas a qualquer governo, principalmente um governo ligado à corrupção.
Protesto

Um grupo de manifestantes esperava a saída dos deputados na porta da garagem da Câmara Legislativa. Aos gritos de “corruptos” e “vendidos” eles vaiavam os carros que saíam do prédio. O grupo chegou à Câmara no final da noite de terça-feira para pedir a saída do governador Arruda e do vice-governado Paulo Octávio.

AGENDA DOS DEPUTADOS NO DIA 11 DE JANEIRO

10h: eleição da nova CCJ
11h: eleição da Comissão Especial que analisará os pedidos de impeachment contra o governador Arruda
12h: escolha do presidente e do relator da CPI da Corrupção
15h: reunião da CCJ e da CPI da Corrupção no Plenário da Câmara Legislativa

Fonte: R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.