18 dezembro 2009

Copenhague termina mal para Dilma


Ao dizer que o Brasil está disposto a oferecer dinheiro para um fundo internacional de financiamento de medidas de adaptação e redução de emissões nos países pobres, Lula deixou Dilma Rousseff, José Dirceu e outros que pensam como eles pendurados na broxa.

Foi o governador José Serra (PSDB) que propos em Copenhague que o Brasil oferecesse dinheiro para o fundo. Sugeriu algo como 1 bilhão de dólares. A senadora Marina Silva (PV-AC) fechou com a proposta de Serra. Dilma, chefe da delegação brasileira à conferência, foi contra. E ainda debochou dizendo que 1 bilhão de dólares não serviria nem para fazer cócegas.

Na ausência de Lula, Dilma pôde brilhar, mas não brilhou. A não ser quando cometeu o ato falho de afirmar que o meio ambiente ameaça o desenvolvimento econômico. Era para ter dito o contrário. Com Lula lá, Dilma sumiu - como seria natural.

Fonte: NOBLAT. Postado por José Sales

8 comentários:

  1. Mas DE NOVO outra foto com essa mulher dando Pitoco ? Parece que ela não sabe se expressar sem esse cacoete ?

    Abraços,

    DM

    ResponderExcluir
  2. Caro Zé Sales,
    isso só demonstra que a ministra Dilma não está preparada para assumir a presidencia do Brasil.
    Na realidade quem conhecia Dilma antes do Lula fazer dela ministra e depois sua candidata? O PT tem tantos nomes mais conhecidos e mais experientes. Pq ela foi a ungida pelo presidente? Pq o PT aceitou como se fosse algo natural?

    ResponderExcluir
  3. Quanta preocupação com a Dilma. O Noblat é mesmo um cara de pau. Não tem o menor pudor em defender o Serra e ainda por cima fica posando de imparcial, "jornalista".

    ResponderExcluir
  4. Darlan, me diga o nome de um jornalista, advogado, professor, historiador, médico, etc, imparcial. Imparcialidade não existe. O que pode e deve existir é o respeito às diferenças e o reconhecimento de que o outro também tem virtudes.

    ResponderExcluir
  5. Ah... eu não estou preocupado com a Dilma, mas sim com o Brasil.

    ResponderExcluir
  6. Dilma foi um desastre como "chefa" da delegação brasileira no COP 15. Qualquer neófito deitaria e rolaria nessa arena onde bastaria ecoar o sentimento mundial de salvação do planeta. Sua arrogância e, principalmente, despreparo no tocante a este tema que está dominando os fóruns políticos internacionais, foi um aviso de que ela não tem cacife para ser "chefa" do Brasil.

    ResponderExcluir
  7. Falando agora não como administrador do Blog, mas como usuário comum que tem sentimentos e opiniões é que eu digo o seguinte:

    Estive pensando melhor, amigos, e acho que a DILMA foi a melhor opção para o PT. Espero que não mude até o dia da eleição, porque eu quero mesmo que o PT perca as eleições. E quem poderia ser a melhor pessoa para realizar esse intento?

    E com Dilma, isso será bem mais fácil do que se fosse por exemplo, com alguém aparentemente melhor, como Mercadante.

    Então, no intuito de querer que o PT não vença as eleições, nós que não apludimos a roubalheira, a corrupção que tem acontecido no Brasil de mensalões desta era, temos mais é que querer que seja a Dilma mesmo. A arrogância e a Prepotência desta mulher serão os grandes aliados.

    Ela em si demonstra um poder que simplesmente não existe. O "Cumpanheiro" LULA é bonachão, gente boa, Paz e Amor, pode ser um tremendo 171 enganando o povo, mas tem cara de pobre, tem um jeito de pobre, é um pobre disfarçado. É gente do povo. Aparenta humildade.

    Mas essa "mulher" aí é justamente o contrário. Mas é perfeito que seja assim. Perfeito! Nada a reclamar da Dilminha.

    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!
    Aliás, fica Dilma!

    O Brasil precisa da Dilma. Ponham isso na cabeça. Ela não é mesmo um AMOR ?

    DM

    ResponderExcluir
  8. A candidatura de Dilma serve à megalomania de Lula de se perpertuar no poder. Como ele não pôde aprovar a terceira reeleição (que ele ganharia fácil, fácil pela política do Pão e Circo que marcou seus dois mandatos), ele está tentando impor uma sucessora que, segundo o próprio, é ideal pra ganhar ou pra PERDER.
    Lula que voltar em 2014 e nada melhor do que um governo cujo mandatário(a) é bom(a) pra ganhar ou pra perder.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.