19 novembro 2009

Fidel diz que EUA usam paramilitares colombianos contra Venezuela


O ex-ditador cubano Fidel Castro voltou nesta quarta-feira a defender a posição do presidente venezuelano, Hugo Chávez, em relação à Colômbia, e reiterou que as forças paramilitares colombianas são "a primeira tropa de choque" dos Estados Unidos contra Caracas. "Os paramilitares da Colômbia constituem hoje a primeira tropa de choque do imperialismo para combater a revolução bolivariana", afirma Fidel no último artigo na coluna "Reflexões", que é divulgada pela imprensa oficial. "Chávez sabe que a luta contra o narcotráfico é um pretexto vulgar dos EUA para justificar um acordo militar que responda em cheio à concepção estratégica dos EUA ao finalizar a Guerra Fria, para estender seu domínio do mundo", escreve o ainda primeiro-secretário do governante Partido Comunista de Cuba.

Fidel ressalta que "as bases aéreas [...] e a impunidade total dada pela Colômbia a militares e civis ianques em seu território não têm nada a ver com o combate ao cultivo, à produção e ao tráfico de drogas". Para ele, "se enganam os que acham que dividindo colombianos e venezuelanos terão sucesso em seus planos contra-revolucionários". A mais nova "Reflexão" de Fidel diz que Chávez é "um verdadeiro revolucionário, pensador profundo, sincero, valente e incansável trabalhador", que "não chegou ao poder através das armas". "O império não decretou um bloqueio econômico contra a Venezuela --como fez com Cuba-- após o fracasso de seus golpes sofisticados contra o povo venezuelano, porque teria bloqueado a si mesmo, dada sua dependência energética do exterior", acrescenta Fidel.

Fonte: da Efe, em Havana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.