04 outubro 2009

Abaixo o Preconceito - Por: Luiz Domingos de Luna*



Abaixo o Preconceito

Chega de pechas
Diferentes.. Excluídos…ou o que for.
Quebrai senhor as arestas
Trazei um mundo heterogêneo e diluído
Irmão da sua orientação, você é senhor

Abri as portas da mente
Semeai a semente
De um mundo multicolor

Vivei a plenitude, vivei a liberdade
Cuidai da responsabilidade
Da sua sexualidade, você é o senhor.

Nós somos todos contribuintes
Não somos ouvintes
De um canto de dor
Vivei a liberdade
Respeito e responsabilidade
Para um mundo promissor.

É um grande desperdício
Ao irmão discriminar
Qual seja sua orientação
Ou sua forma de pensar

Pois quando eu externo opinião
Espero me respeitar
Mas como posso exigir isso
Se não sei: ao outro tolerar?


Precisamos entender
A heterogenia social
Para não ignorar
A opção existencial

É o estilo do homem
De uma sociedade - a acelerar

Chega de rótulos idiotas
De preconceitos rotulados
Lutemos pela liberdade
Harmonia da sociedade
E da vida só bem estar

Deixai aos seres humanos
A sua paz,
Liberdade de ser,
De viver,
De pensar.

Pois, todos somos iguais
Na biologia molecular
Fomos e somos
46 cromossomos.
Compreenda as preferências
Entenda as diferenças
Para poder se respeitar.”

Por: Luiz Domingos de Luna
(*) Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra – Aurora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.