29 setembro 2009

CRATO - Previsão do Tempo e Almanaque - 29 de Setembro de 2009

Bom Dia, meus amigos leitores, colaboradores e Escritores do Blog do Crato. Ontem, novo recorde por aqui. Atingimos pela primeira vez os 1.200 acessos em um único dia. Uma marca que no início do Blog se atingia em um mês. Hoje teremos outro marco, o de 8.000 postagens. falta apenas 20 postagens para chegarmos lá. Recebemos diversos poemas via e-mail, e estaremos publicando na medida do possível, principalmente no Fim-de-Semana, que é um tempo que favorece mais à reflexão. Mas enfim, todo dia é dia de poesia também...

Previsão do Tempo

A previsão do tempo para hoje é a mesma de ontem. Grande novidade! Sol com algumas núvens e não chove. Ou seja, aquele intenso calor a que estamos tão familiarizados nessa época do ano. A temperatura máxima esperada é de 31 graus e a mínima de 20. Informações dos sites de meteorologia.

ALMANAQUE

29 de setembro. Dia dos Arcanjos são Miguel, são Gabriel e são Rafael.

O mês de setembro tornou-se o mais festivo para os cristãos, pois a Igreja unificou a celebração dos três arcanjos mais famosos da história do catolicismo e das religiões - Miguel, Gabriel e Rafael - para o dia 29 de setembro, data em que se comemorava apenas o primeiro. Esses três arcanjos representam a alta hierarquia dos anjos-chefes, o seleto grupo dos sete espíritos puros que atendem ao trono de Deus e são seus "mensageiros dos decretos divinos" aqui na terra. Miguel, que significa "ninguém é como Deus", ou "semelhança de Deus", é considerado o príncipe guardião e guerreiro, defensor do trono celeste e do Povo de Deus. Fiel escudeiro do Pai Eterno, chefe supremo do exército celeste e dos anjos fiéis a Deus, Miguel é o arcanjo da justiça e do arrependimento, padroeiro da Igreja Católica. Costuma ser de grande ajuda no combate contra as forças maléficas. É citado três vezes na Sagrada Escritura, que narramos na sua página. O seu culto é um dos mais antigos da Igreja. Gabriel significa "Deus é meu protetor" ou "homem de Deus". É o arcanjo anunciador, por excelência, das revelações de Deus e é, talvez, aquele que esteve perto de Jesus na agonia entre as oliveiras. Padroeiro da diplomacia, dos trabalhadores dos correios e dos operadores dos telefones, comumente está associado a uma trombeta, indicando que é aquele que transmite a Voz de Deus, o portador das notícias. Na sua página, descrevemos com detalhes as suas aparições citadas na Bíblia . Além da missão mais importante e jamais dada a uma criatura, que o Senhor confiou a ele: o anúncio da encarnação do Filho de Deus. Motivo que o fez ser venerado, até mesmo no islamismo.

Rafael, cujo significado é "Deus te cura" ou "cura de Deus", teve a função de acompanhar o jovem Tobias, personagem central do livro Tobit, no Antigo Testamento, em sua viagem, como seu segurança e guia. Foi o único que habitou entre nós, passagem que pode ser lida na página dedicada a ele. Guardião da saúde e da cura física e espiritual, é considerado, também, o chefe da ordem das virtudes. É o padroeiro dos cegos, médicos, sacerdotes e, também, dos viajantes, soldados e escoteiros.

A Igreja Católica considera esses três arcanjos poderosos intercessores dos eleitos ao trono do Altíssimo. Durante as atribulações do cotidiano, eles costumam aconselhar-nos e auxiliar, além, é claro, de levar as nossas orações ao Senhor, trazendo as mensagens da Providência Divina. Preste atenção, ouça e não deixe de rezar para eles.

Eventos históricos:

* 48 a.C. — Pompeio o Grande é assassinado após chegar ao Egito no seu 58º aniversário.
* 493 — Em Nápoles festejam pela primeira vez o dia de São Miguel
* 855 — É eleito o Papa Bento III, o Inquisidor de Torres Novas que havia condenado Padilha Menezes do Cruzeiro ao exílio.
* 1066 — Guilherme o Conquistador invade a Inglaterra.
* 1567 — A segunda Guerra de Religião da França estoura.
* 1567 — Na hora do jantar, o Duque de Alba prende o Conde de Egmont e o Conde de Horne por traição.
* 1789 — O Departamento de Guerra dos EUA inicia seu exército com uma força de cem homens.
* 1850 — A hierarquia Católica Apostólica Romana é reestabelecida na Inglaterra e em Gales pelo papa Pio IX.
* 1864 — Guerra Civil Americana: a batalha da fazenda de Chaffin é travada.
* 1907 — A pedra angular da Catedral Nacional de Washington é colocada na capital dos Estados Unidos.
* 1911 — Itália declara guerra ao Império Otomano.
* 1918 — A Linha Hindenburg é rompida pelas forças aliadas durante a Primeira Guerra Mundial. A Bulgária assina um armistício.
* 1938 — Adolf Hitler, Neville Chamberlain, Edouard Daladier e Benito Mussolini assinam o Acordo de Munique, permitindo à Alemanha a ocupação da região de Sudetenland na Tchecoslováquia.
* 1939 — Segunda Guerra Mundial: capitulação da Polônia pela Alemanha.
* 1941 — Holocausto em Kiev: Einsatzgruppen C alemão começa o massacre de babi Yar. Pelo menos 33,771 judeus de Kiev e seus subúrbios foram mortos na ravina de Babi Yar.
* 1943 — General estadunidense Dwight Eisenhower e marechal italiano Pietro Badoglio assinam um armistício a bordo do navio britânico Nelson, no litoral de Malta.
* 1978 — Papa João Paulo I anuncia a remoção de clérigos da Cúria suspeitos de corrupção no Banco do Vaticano.
* 1979 — Papa João Paulo II torna-se o primeiro pontífice a visitar a República da Irlanda.

Nascimentos:

* 106 a.C. - Pompeu, o Grande general romano (m. 48 a.C.).
* 1328 - Joana de Kent, mãe de Ricardo II de Inglaterra (m. 1385).
* 1402 - Fernando de Portugal, o "Infante Santo". (m. 1443)
* 1511 - Miguel Servet, teólogo, médico e filósofo espanhol (m. 1553).
* 1547 - Miguel de Cervantes, escritor espanhol (m. 1616).
* 1765 - Karl Ludwig Harding, astrónomo alemão (m. 1834).
* 1786 - Guadalupe Victoria, primeiro presidente eleito no México (m. 1843).
* 1849 - Dom Francisco do Rego Maia, bispo brasileiro (m. 1928).
* 1912 - Michelangelo Antonioni, diretor de cinema italiano.
* 1927
o Adhemar Ferreira da Silva, bicampeão olímpico brasileiro no salto triplo (m. 2001).
o Cid Moreira, jornalista e apresentador brasileiro.
* 1931 - James Watson Cronin, físico nuclear e vencedor do Prémio Nobel de Física de 1980.
* 1936 - Silvio Berlusconi, político italiano.

Falecimentos:

* 48 a.C. - Pompeu, o Grande general romano, assassinado no Egipto (n. 106 a.C.)
* 855 - Lotário I, rei dos francos, imperador do Sacro Império Romano-Germânico (n. 795)
* 1902 - Émile Zola, escritor francês (n. 1840)
* 1908 - Joaquim Maria Machado de Assis, romancista, contista, poeta e teatrólogo brasileiro, (n. 1839)
* 1910 - Winslow Homer, pintor norte-americano (n. 1836)
* 1925 - Léon Victor Auguste Bourgeois, ex-presidente do Conselho da Liga das Nações (n. 1851)
* 1952 - Francisco Alves, cantor brasileiro conhecido como "O Rei da Voz" (n. 1898)
* 1958 - Aarre Merikanto, compositor finlandês (n. 1893)
* 1965 - Rino Levi, arquiteto brasileiro (n. 1901)
* 1967 - Carson McCullers, escritora estado-unidense (n. 1917)

Feriados e eventos cíclicos:

* Brasil: Dia do Anunciante
* Brasil: Dia do Petróleo
* Brasil: Dia do Professor de Educação Física
* Brasil: Dia da Navegação
* Brasil: Dia Nacional do Jornaleiro
* Brasil: Dia do Policial Civil do Rio de Janeiro
* Dia Mundial do Tradutor
* Dia dos Solteiros
* Santos do dia
o São Miguel Arcanjo.
o São Gabriel Arcanjo.
o São Rafael Arcanjo.

HOJE NA HISTÓRIA


Em 29 de Setembro de 1908, falecia Machado de Assis

Joaquim Maria Machado de Assis (Rio de Janeiro, 21 de junho de 1839 — Rio de Janeiro, 29 de setembro de 1908) foi um poeta, romancista, dramaturgo, contista, jornalista, cronista e teatrólogo brasileiro, considerado como o maior nome da literatura brasileira, de forma majoritária entre os estudiosos da área. Sua extensa obra constitui-se de nove romances e nove peças teatrais, 200 contos, cinco coletâneas de poemas e sonetos, e mais de 600 crônicas.Machado assumiu cargos públicos ao longo de toda sua vida, passando pelo Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, Ministério do Comércio e pelo Ministério das Obras Públicas.

A obra ficcional de Machado de Assis tendia para o Romantismo em sua primeira fase, mas converteu-se em Realismo na segunda, na qual sua vocação literária obteve a oportunidade de realizar a primeira narrativa fantástica e o primeiro romance realista brasileiro em Memórias Póstumas de Brás Cubas (sua magnum opus). Ainda na segunda fase, Machado produziu obras que mais tarde o colocariam como especialista na literatura em primeira pessoa (como em Dom Casmurro, onde o narrador da obra também é seu protagonista). Como jornalista, além de repórter, utilizava os periódicos para a publicação de crônicas, nas quais demonstrava sua visão social, comentando e criticando os costumes da sociedade da época, como também antevendo as mutações tecnológicas que aconteceriam no século XX, tornando-se uma das personalidades que mais popularizou o gênero no país.

Biografia

Filho do mulato Francisco Manuel José de Assis, pintor de paredes e descendente de escravos alforriados, e de Maria Leopoldina Machado, uma lavadeira açoriana da Ilha de São Miguel. Machado de Assis, que era canhoto, passou a infância na chácara de D. Maria José Barroso Pereira, viúva do senador Bento Barroso Pereira, na Ladeira Nova do Livramento, (como identificou Michel Massa), onde sua família morava como agregada, no Rio de Janeiro. De saúde frágil, epilético, gago, sabe-se pouco de sua infância e início da juventude. Ficou órfão de mãe muito cedo e também perdeu a irmã mais nova. Não freqüentou a escola regular, mas, em 1851, com a morte do pai, sua madrasta Maria Inês, à época morando no bairro em São Cristóvão, emprega-se como doceira num colégio do bairro, e Machadinho, como era chamado, torna-se vendedor de doces. No colégio tem contato com professores e alunos, e provavelmente tenha assistido às aulas quando não estava trabalhando. Mesmo sem ter acesso a cursos regulares, empenhou-se em aprender e se tornou um dos maiores intelectuais do país, ainda muito jovem. Em São Cristóvão, conheceu a senhora francesa Madamme Gallot, proprietária de uma padaria, cujo forneiro lhe deu as primeiras lições de francês, que Machado acabou por falar fluentemente, tendo traduzido o romance Os Trabalhadores do Mar, de Victor Hugo, na juventude. Também aprendeu inglês, chegando a traduzir poemas deste idioma, como O Corvo, de Edgar Allan Poe. Posteriormente, estudou alemão, sempre como autodidata.

De origem humilde, Machado de Assis iniciou sua carreira trabalhando como aprendiz de tipógrafo na Imprensa Oficial, cujo diretor era o romancista Manuel Antônio de Almeida. Em 1855, aos quinze anos, estreou na literatura, com a publicação do poema "Ela" na revista Marmota Fluminense. Continuou colaborando intensamente nos jornais, como cronista, contista, poeta e crítico literário, tornando-se respeitado como intelectual antes mesmo de se firmar como grande romancista. Machado conquistou a admiração e a amizade do romancista José de Alencar, principal escritor da época. Era, no dizer do historiador literário Marques da Cruz, "ponderado e honesto. Sóbrio na vida e no estilo".

Baptiste Louis Garnier, convida Machado a trabalhar no Jornal das Famílias (1863 - 1878), onde tem contato com as obras de Shakespeare, através das páginas do periódico. Em 1864 estréia em livro, com Crisálidas (poemas). Em 1869, casa-se com a portuguesa Carolina Augusta Xavier de Novais, irmã do poeta Faustino Xavier de Novais e quatro anos mais velha do que ele. Em 1873, ingressa no Ministério da Agricultura, Comércio e Obras Públicas, como primeiro-oficial. Posteriormente, ascenderia na carreira de servidor público, aposentando-se no cargo de diretor do Ministério da Viação e Obras Públicas. Podendo dedicar-se com mais comodidade à carreira literária, escreveu uma série de livros de caráter romântico. É a chamada primeira fase de sua carreira, marcada pelas obras: Ressurreição (1872), A Mão e a Luva (1874), Helena (1876), e Iaiá Garcia (1878), além das coletâneas de contos Contos Fluminenses (1870), , Histórias da Meia Noite (1873), das coletâneas de poesias Crisálidas (1864), Falenas (1870), Americanas (1875), e das peças Os Deuses de Casaca (1866), O Protocolo (1863), Queda que as Mulheres têm para os Tolos (1864) e Quase Ministro (1864). Em 1881, abandona, definitivamente, o romantismo da primeira fase de sua obra e publica Memórias Póstumas de Brás Cubas, que marca o início do realismo no Brasil. O livro, extremamente ousado, é escrito por um defunto e começa com uma dedicatória inusitada: "Ao verme que primeiro roeu as frias carnes do meu cadáver dedico como saudosa lembrança estas Memórias Póstumas". Tanto Memórias Póstumas de Brás Cubas como as demais obras de sua segunda fase vão muito além dos limites do realismo, apesar de serem normalmente classificados nessa escola. Machado, como todos os autores do gênero, escapa aos limites de todas as escolas, criando uma obra única.

Na segunda fase suas obras tinham caráter realista, tendo como características: a introspecção, o humor e o pessimismo com relação à essência do homem e seu relacionamento com o mundo. Da segunda fase, são obras principais: Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), Quincas Borba (1892), Dom Casmurro (1900), Esaú e Jacó (1904), Memorial de Aires (1908), além das coletâneas de contos Papéis Avulsos (1882), Várias Histórias (1896), Páginas Recolhidas (1906), Relíquias da Casa Velha (1906), e da coletânea de poesias Ocidentais. Em 1904, morre Carolina Xavier de Novaes, e Machado de Assis escreve um de seus melhores poemas, Carolina, em homenagem à falecida esposa. Muito doente, solitário e triste depois da morte da esposa, Machado de Assis morreu em 29 de setembro de 1908, em sua velha casa no bairro carioca do Cosme Velho. Nem nos últimos dias, aceitou a presença de um padre que lhe tomasse a confissão. Bem conhecido pela quantidade de pessoas que visitaram o escritor carioca em seus últimos dias, como Mário de Alencar, Euclides da Cunha e Astrogildo Pereira (ainda rapaz e por isso desconhecido dos demais escritores), ficcionalmente o tema da morte de Machado de Assis foi revisto por Haroldo Maranhão.

Fontes: Cliamtempo, 10emTudo, Edições Paulinas, Wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.