26 agosto 2009

Sucessão à vista

Contundente 1: Dilma é a candidata de Sarney
O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), afirmou que tem certeza de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva conseguirá eleger o seu sucessor, no caso a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.
Na visão de Sarney, apenas o apelo popular de Lula é suficiente pra eleger Dilma em 2010. "Eu acho que o presidente Lula fará o seu sucessor porque ele tem um grande carisma, uma grande penetração popular e está fazendo um excelente governo. (...) Isso é muito importante para um político", afirmou. "Eu acho que, quando ele colocar tudo isso na mesa na hora da eleição, sem dúvida alguma ele vai fazer o seu sucessor."
Sarney é acusado de cometer irregularidades como edição dos chamados atos secretos, desvio de recursos de um patrocínio feito pela Petrobras à fundação que leva seu nome, além da prática de tráfico de influência em favor do namorado de uma neta sua. No Conselho de Ética, as 11 ações contra o presidente do Senado foram arquivadas.

Contundente 2: PT teme aliança entre Marina e PSDB no 2º turno
O Executivo está fazendo projeções e analisa os riscos potenciais da possível candidatura à Presidência da senadora Marina Silva pelo PV. De acordo com fontes do governo, o PT teme ver a ex-ministra do Meio Ambiente apoiando o PSDB em um eventual segundo turno contra a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata à Presidência pelo PT.

Marina se filiará ao Partido Verde no próximo dia 30, que a havia convidado para disputar a Presidência em 2010. "Ela ou deve ser oposição ou independente no segundo turno", disse uma fonte do governo bastante próxima ao presidente. "Acho difícil ela apoiar a Dilma", completou a fonte, sob condição do anonimato.

"Quem achar que a esquerda se alinhará automaticamente com o PT está muito enganado", disse o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), ex-ministro do governo Lula. Cristovam admite a possibilidade de seu partido também lançar candidato no ano que vem, a exemplo do deputado Ciro Gomes (PSB-CE), outro ex-ministro do governo pensando em concorrer.

Em pesquisa recente do Datafolha, José Serra (PSDB) figura em primeiro lugar com 37% das intenções de votos para a Presidência. Com 16%, Dilma aparece em segundo lugar em empate técnico com Ciro, dono de 15%. De acordo com o levantamento, Marina recebeu 3% das intenções.
Contudente 3: Críticas de Lula fazem parte de “intrigas de natureza claramente eleitoral”, diz Serra
Um dia depois de ter sido acusado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva de omitir a participação de recursos do governo federal nas obras do Rodoanel Mário Covas, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), evitou alimentar a polêmica. O tucano disse que o presidente não estava bem informado ao criticar o Estado e apontou uma conotação eleitoral na polêmica. Serra confirmou haver recursos da União na obra viária e disse que sempre divulgou e agradeceu por isso.

“Não vou alimentar intrigas de natureza claramente eleitoral. (Se) não estivéssemos nas vésperas de uma eleição, não teríamos essas propagandas enganosas do PT nem o presidente teria sido mal informado a respeito de como as obras têm sido apresentadas”, disse Serra.
Fonte: Terra e Estadão Online

2 comentários:

  1. Para mim está muito claro que SERRA será o próximo presidente do Brasil. Muito claro. Agora, se isso é bom para o Brasil, eu não sei, não confio em nenhum. Mas a casa está estável. Qualquer presidente que entrar, só faz muita besteira, se quiser.

    Abraços,

    DM

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.