04 agosto 2009

Destino de ações contra Sarney já está decidido, diz Duque



Laryssa Borges
Direto de Brasília


O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), afirmou nesta terça-feira que sua posição sobre as 11 representações e denúncias contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), "já está decidida". O parlamentar, que é aliado de Sarney, evitou adiantar o teor de seu veredicto, mas observou que, independentemente do parecer que dará, está "cumprindo um dever cívico sem medo de nada".

"Eu estou cumprindo um dever cívico sem medo de nada. Estou preparado para tudo", declarou o senador. "Já está tudo decidido, está apenas em segredo." Como presidente do colegiado, que se reúne nesta quarta-feira para avaliar as contestações contra supostas irregularidades da Sarney, Duque tem a prerrogativa de arquivar os processos que apresentem alguma falha, sem sequer abrir uma denúncia para apurar a veracidade dos fatos.

Caso exista procedência em algum deles, no entanto, o parlamentar teria de em tese formalizar a abertura dos casos para que todo o colegiado pudesse apreciar as eventuais irregularidades cometidas por Sarney. "Se eu arquivar ou não, não é definitivo porque cabe recurso", relembrou Paulo Duque.

Nesta manhã, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) confirmou que o bloco de parlamentares que defende o afastamento de Sarney irá recorrer contra qualquer arquivamento sumário que o presidente do Conselho de Ética possa promover.

José Sarney é suspeito de ter envolvimento com os atos secretos - decisões que desde 1994 não eram publicadas propositadamente para encobrir benefícios - e com supostos favorecimentos de familiares e da fundação que abriga o acervo da época em que ele foi presidente da República.

Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.