12 julho 2009

É tudo culpa do Lula! – por Carlos Eduardo Esmeraldo


Causou-me espanto uma nota lida aqui no Blog do Crato, datada de hoje, 12 de julho de 2009, redigida pelo bacharel paulista Pedro Cardoso da Costa, sob o pomposo título: “Assassinatos durante o governo Lula: 320 mil seres humanos em 8 anos.” Confesso que antes, eu jamais tomara conhecimento de tão macabra estatística. É claro que devemos lamentar a perda de tantas vidas humanas serem ceifadas prematuramente e de forma tão cruel, muitas vezes por motivos banais, como o ciúme ou uma insignificante dívida de dois reais não honrada.

Posso estar enganado. Mas fiquei com a nítida impressão de que o autor dessa crônica desejou implicitamente imputar ao presidente Lula a responsabilidade por esses alarmantes crimes terem ocorridos nos últimos oito anos do seu governo. Em primeiro lugar, o atual governo tem exatamente sete anos, seis meses e doze dias de duração. Então estão sobrando pelo menos vinte mil crimes que cabem ao governo anterior.

É bem verdade que as diretrizes e as políticas de segurança pública devem ser norteadas pelo poder central, através de legislação específica emanadas do poder legislativo. Mas a execução dessas políticas e principalmente a repressão ao crime é de inteira responsabilidade dos governos de cada estado brasileiro.

Temos observado que a insegurança no Brasil vem crescendo assustadoramente desde os anos de 1970 por uma série de fatores que não nos cabe aqui analisar com detalhes. Mas, a partir desses anos, houve uma liberalização geral dos costumes, uma extraordinária mudança de comportamento das classes sociais, antes predominante rural, o aumento do consumo dos mais diferentes tipos de drogas, além da exagerada concentração de renda que propiciou um descomunal inchaço das cidades brasileiras.

Políticas econômicas centradas exclusivamente no lucro, na produtividade acima de tudo e na exaltação do deus mercado auto-regulador, como as propostas pelo neoliberalismo posto em prática nos últimos quinze anos do Plano Real são as principais responsáveis pelo confinamento de seres humanos em guetos miseráveis e favelas sem nenhuma condição de oferecer um mínimo de dignidade à vida.

Desejar atribuir ao presidente Lula a culpa exclusiva por esse alarmante índice de criminalidade é equivalente a afirmar que ele é também responsável pela crise política do Irã, pela escalada da violência no Oriente Médio ou pela atual derrocada do capitalismo mundial. Vislumbra-se aqui, quão violenta será a campanha política do próximo ano e a inserção de tais matérias num blog de âmbito exclusivamente regional nos dá conta disso.

Por Carlos Eduardo Esmeraldo

22 comentários:

  1. Ilustre Carlos Esmeraldo,

    Como o Lula também é vascaíno, não duvide se daqui há pouco os "eternamente do contra" o culparem pelo nosso time ter ido parar na segunda divisão.
    Só falta isso.

    ResponderExcluir
  2. Doutor Carlos, estive recentemente no Rio Grande do Sul, estao alegando que Lula comprou o arbitro do jogo InternacionalXCorinthians

    ResponderExcluir
  3. Evidentemente o Lula não foi quem apertou o gatilho para as 320 mil pessoas assassinadas em seu governo. Talvez tenha sido o tremendo DESCASO que existe na sua administração em relação à segurança pública e aos problemas sociais do Brasil.

    É inaceitável que o Lula, que propôs como uma das grandes bandeiras da sua campanha o grande melhoramento da situação de violência, ter deixado o Brasil se tornar um dos países mais violentos do mundo.

    A quantidade de pessoas assassinadas no Brasil todo dia, é absurda. Estamos vivendo uma guerra pior do que a Nicarágua, e isso só reflete os fracos parâmetros de medição das grandes desigualdades sociais, e das políticas inadequadas ao país.

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  4. Prezado Dihelson

    Eu nunca soube que nos últimos 64 anos tenha existido algum Presidente da República combatendo a criminalidade através de uma polícia especificamente montada para tal finalidade. A não ser nas ditaduras, assim mesmo para tolher a liberdade do povo. Segurança pública sempre foi responsabilidade dos Estados. Mas como bem frisei na minha postagem e vou especificar claramente, a oposição está desesperada e em tudo incrimina Lula. Provavelmente os 20% que reprovam o atual governo conseguem enxergar "DESCASO em relação à administração da segurança pública e dos problemas sociais". Pronto! Agora eu fiquei convencido de que até 2003 não houve pobreza no Brasil, e nenhum crime tenha sido cometido neste país maravilhoso, nem mesmo que Caim tenha matado o pobre camponês Abel.

    ResponderExcluir
  5. Só para complementar: a educação é fator social preponderante para redução dos índices de criminalidade. Nos últimos três anos foram criadas dez novas Universidades Federais no país: ABC, Pampa, Grande Dourados, Recôncavo Baiano, Triângulo Mineiro, Tecnológica do Paraná, Rural do Semi-Árido, Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Alfenas e a de Ciências da Saúde de Porto Alegre, além da implantação de novos campus universitários, como o do Juazeiro, embrião de uma futura universidade. Isto possibilitou a criação de 125 mil novas matrículas.
    Recentemente foram construídas duas novas penitenciárias federais em Campo Grande (MS) e Catanduvas (PR) para abrigar presos de alta periculosidade. Mais duas unidades serão inauguradas brevemente em Porto Velho (RO) e Mossoró (RN) e o número de presos aumentou quase 300% em relação aos últimos 12 anos.
    Tudo isto num governo que tem um "tremendo DESCASO em relação à segurança pública e aos problemas sociais do Brasil", não é mesmo caro Dihelson?

    ResponderExcluir
  6. Caro amigo Carlos:

    Apenas uma retificação. Você escreveu:
    “o atual governo tem exatamente sete anos, seis meses e doze dias de a duração”.
    Quem dera, Carlos, quem dera...
    Na verdade o atual governo tem SEIS ANOS, seis meses e treze dias.
    Na contagem regressiva ainda faltam 535 dias para o seu término...
    Retificação à parte, Carlos, quero deixar claro que respeito o seu direito de ser um admirador do Cara.
    Mas, não fique entre os exagerados. Conheço-o desde os bancos do antigo Ginasial e você não tem perfil para paranóico.
    Você tende mais para o equilíbrio, a serenidade, a benquerença... e ainda deve lembrar das lições do nosso saudoso e querido Monsenhor Montenegro quando repetia as verdades perenes do livro "Imitação de Cristo" - Cap. VII:
    "Insensato quem põe suas esperanças no homem ou nas criaturas.
    "Não confies na ciência e na indústria de quem quer que seja, somente espera na graça de Deus que exalta os humildes e abate os poderesos.

    Grande abraço,
    Saúde e Paz

    ResponderExcluir
  7. amigo Carlos,
    Como a desgraça nunca vem só, me confirme, pelo amor de Nossa Mãe da Penha, se o “Cara” torce mesmo pelo Vasco.
    Acho que é brincadeira de mal gosto...
    Mas, em caso positivo, depois de uma vida inteira como vascaíno só me resta uma saída:
    Tô fora do Vascão....

    ResponderExcluir
  8. Carlos,

    A eleição está chegando e os 20% que não aprovam o governo Lula, vão fazer muitas críticas,pois estão com medo de Dilma Roussef ser a próxima presidenta do Brasil. A vitória dela
    seria muito bom para o nosso país, uma vez que, ela vai dar continuidade ao excelente trabalho de Lula.

    ResponderExcluir
  9. Caro Armando
    Puxa! Como professor de Matemática fui reprovado pelo grande historiador! Pois não é que contei errado! Parece que utilizei a contagem pelo cálculo integral e o resultado foi exagerado. Mas acho que o ódio que o amigo destila contra o plebeu LULA é a falta de "sangue azul" no barbudinho do Garanhuns, um simples "pé rapado" do Nordeste que depois quatro tentativas conseguiu chegar lá e nos surpreendeu com um governo acima das expectativas.
    Um grande abraço e muito obrigado por "ter pegado tão leve."

    ResponderExcluir
  10. Radicalismo tem medidas.
    Tem pessoas que não conseguem viver sem futricas, imaginem que no passado chegaram ao absurdo de taxar o Monsenhor Montenegro de Dedo Duro da ditadura.
    Por essas e outras besteiras que temos de conviver no dia-a-dia, é que muitas vezes se perde a credibilidade, de alguns comentaristas.

    ResponderExcluir
  11. Creio que o autor daquele artigo, se refere aos 8 anos como previsão de mortes, baseado nas estatísticas recentes.

    Abraços,

    DM

    ResponderExcluir
  12. Caro Dihelson
    O autor daquele artigo é um "TUCANO" desesperado, como muitos outros...

    ResponderExcluir
  13. Carlos Eduardo Esmeraldo,

    Pode ser Tucano, Papagaio ou Azulão. O que importa é se é verdade é ou não.

    Não vamos incorrer do grave erro de considerar as coisas do governo como puras e da oposição impuras só pelo fato de serem da oposição.

    Bom Senso!
    A verdade é o que importa, seja lá de que lado esteja.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  14. Dihelson
    Não estou contestando serem inveridicas as estatisticas apresentadas. Violência no Brasil sempre existiu desde que os portugueses aqui chegaram matando nossos indios. Não foram apresentados dados comparativos do número de assassinatos ano a ano, a partir de 1980 quando teve inicio a escalada da violência nas grandes cidades brasileiras, bem como na grilhagem de terras na amazônia, nos vinte e um anos de regime militar, quando quem a ele se opusesse era torturado ou simplesmente desaparecido. Atribuir a atual onda de violência exclusivamente ao governo Lula é pura propaganda política que beira às raias da irresponsabilidade.
    Para mim, com defeitos ou não o atual governo foi o melhor que acompanhei nos últimos 40 anos, apesar de não ser perfeito. Mas só o fato de contar com a aprovação de 80%, anunciada até pela famigerada Rede Globo, a maior destruidora do patrimonio cultural e artistico nacional, atesta a minha visão. Nos últimos seis anos não houve nenhum pacote econômico, nem privatização de nenhuma empresa pública brasileira, (O BEC com o contrato de venda decidido), a inflação mantem-se em índices controlados. A oposição comporta-se irresponsavelmente quando deseja enfraquecer o maior patrimonio nacional, a PETROBRÁS. E o que é mais espantoso, como citei no final do meu arrazoado é que um blog de caráter regional entrar nessas picuinhas. Aconselho ao amigo a fazer como o joranlista Paulo Henrique Amorim, dizendo sua linha política, que não gosta de FHC, do Flamengo etc...
    Você poderá afirmar: "Nao gosto do LULA, dos vascainos, etc, etc.
    Abraços finais!

    ResponderExcluir
  15. pois eh dr. carlos a elite nao aceita um metalurgico, alcoolatra, etc, etc, agora o sociologo da sorbone, o farol de alexandria, nada se fala das suas falcatruas. como o sr. que escreve de fontes veridicas, detesto a globo, veja, folha eh por aih vai. como o sr. e como nordestino fico com metalurgico, soh nao sou corintiano, eh sim flamenguista.sds

    ResponderExcluir
  16. pois eh dr. carlos a elite nao aceita um metalurgico, alcoolatra, etc, etc, agora o sociologo da sorbone, o farol de alexandria, nada se fala das suas falcatruas. como o sr. que escreve de fontes veridicas, detesto a globo, veja, folha eh por aih vai. como o sr. e como nordestino fico com metalurgico, soh nao sou corintiano, eh sim flamenguista.sds

    ResponderExcluir
  17. Isso é que é uma "Imitação de Cristo", caro Elmano.

    ResponderExcluir
  18. Amigo Carlos Eduardo,

    Eu sou FLAMENGO, não torço pelo seu Vasco.

    Mas torço também pela VERDADE. Já fui de torcer pelo Lula. Aliás, trabalhei muito na campanha do Lula, criando e-mails, fazendo correntes, etc.

    Indiscutivelmente, sob os aspectos econômicos que um leigo como eu vê, o Brasil está melhor. Pode até ter componentes econômicos ocultos que talvez demonstrem que o Brasil está pior do que nunca, mas desconheço.

    Agora, hoje em dia eu não torço mais pelo Lula. Eu torço pela verdade, para que os PODRES de todos eles apareçam e que sejam PUNIDOS por ela, seja de que partido forem.

    Os amigos que pensarem que eu torço por Lula ou FHC estão errados. Para manter a imparcialidade, nós teremos que torcer apenas para que os fatos registrados sejam verdadeiros.

    Estamos para imprimir o Jornal Chapada do Araripe.

    Sei que muitos jornais, inclusive a coluna do Paulo Henrique Amorim ou do Luis Nassif tem um direcionamento.

    Será tão difícil que esse direcionamento seja a VERDADE ?
    Aplaudir quando uma coisa for bem-feita, e criticar quando for errada?

    Será que eu, um cidadão, por torcer para o Lula vou ter de negar que como Brasileiro me senti ofendido e decepcionado com o discurso ao meio-dia de um Lula no Mensalão, olhando abobalhado para o teto, querendo proteger até o último segundo, um crápula como Zé Dirceu ?

    Será que eu sou tão idiota que sou capaz de imaginar que um homem da inteligência do Lula NÃO SABIA de todo o esquema do Delúbio, do Dirceu, do Marcos Valério ?

    Um delúbio que em depoimento parecia um Drogado babando ?

    E o que pensar de um presidente que mente à Nação descaradamente dessa forma. Ah! Ele não sabia de nada!

    QUALÉ, meus amigos!
    Ainda querer fazer os Brasileiros de idiota ? Pensar que o Lula não sabia de nada, e depois, mesmo sabendo, passou quase 1 mês para afastar o Zé Dirceu ? Protegendo o Zé Dirceu ? O todo-Poderoso Zé Dirceu ?

    Ali tem muita culpa compartilhada!

    Não cabe na cabeça de nenhum brasileiro de bom-senso que esses esquemas todos de corrupção são melhores ou piores do que os esquemas anteriores de FHC.

    Não estamos aqui, como POVO, para trocar um corrupto por outro não. Se votamos no Lula, foi para que este mudasse esse perfil de corrupção, não que ele trocasse por outro.

    Afinal de contas, chegamos à conclusão que vivemos no eterno país da corrupção.

    Por isso, mais do que nunca, a única coisa que libertará o povo Brasileiro desse mal causado pelos políticos DE QUALQUER LADO, será a verdade. A publicação da verdade, da corrupção que todos fazem, seja de que partido for.

    Se num dia eu parecer defendendo o Lula, não estranhe. Eu não estarei defendendo o Lula, poderei estar defendendo uma atitude correta que ele fez.

    Assim como há poucas semanas, teci duras críticas a um dos meus maiores amigos, o Dr. Nivaldo Soares, Secretário de Meio Ambiente do Crato, por causa da poluição sonora do Crato, o que causou até indignação e estranhamento dos colegas de trabalho, mas a verdade precisava ser dita, da mesma forma, não temos compromissos com nenhuma classe política, por isso mesmo é que diferentemente de outros sites e Jornais, o Blog do Crato não aceita Banners de nenhum político em particular, pois a qualquer instante, se alguém pisar na bola, a verdade haverá de aparecer.

    E considere isso um elogio ao Lula.
    Agora, VAMOS FALAR A VERDADE!
    Não vamos babar alguém só porque votamos nele, tá certo ?

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  19. Uma pergunta que eu esqueci de fazer na mensagem anterior:

    E se o Blog é regional, porque também toda essa "defêsa" do Lula ? é porque tem algum sentido. Do regional é que se torna nacional.

    Agora, se ao invés de torcer pelo Lula, que tal se começarmos a torcer pela simples: VERDADE ? Isso sim, fará do Brasil, um país melhor. Não torcer por A e B.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  20. Caro amigo Dihelson.

    No Brasil a responsabilidade maior sobre as políticas de segurança pública fica sob a custódia dos governadores, por isso temos índices alarmantes de violência em alguns estados e índices mais civilizados em outros. Não quero com isso isentar o poder central da sua parcela de culpa, mas daí a ter o direito de afirmar que “...o Lula deixou o Brasil se tornar um dos países mais violentos do mundo” existe uma distância muito grande. Infelizmente, o Brasil começou a ter destaque neste ranque nas últimas três ou quatro décadas, e mais aceleradamente a partir de meados da década de 80, não por coincidência quando se abriu mais espaço para a “doutrina” neoliberal. São muitos os determinantes que entram na questão da segurança pública, entre eles a questão da distribuição de renda, da impunidade, da educação, da moradia, do emprego...

    Inegável que o Presidente Lula tem feito um governo muito mais voltados aos interesses dos mais pobres; como, aliás, sempre o PT bradou em seus palanques. Nenhum outro governo investiu tanto no social quanto o governo Lula. O espaço aqui seria insuficiente para comprovar o que afirmo, mas vou citar apenas um dado que serve muito bem de termômetro: nos seis anos e meio do nosso governo o salário-mínimo já aumentou 65% acima da inflação. E não quero mais lembrar aquele meu bla bla bla do SM correspondente a cem dólares prometidos à nossa classe trabalhadora, e nunca cumprido. Quanto é mesmo o SM, em dólar, hoje?! Contra os fatos não existem argumentos. Não faça ressoar o que diz a grande imprensa do nosso país. Blog sério, como o nosso, deve se colocar do outro lado. É assim que eu entendo.

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Somente uma mente privilegiada como a do Armando Rafael para conseguir misturar Política, Religião e Futebol em um comentário tão sucinto. Parabéns.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.