xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 07/01/2009 - 08/01/2009 | Blog do Crato
.

VÍDEO - ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Prefeito do Crato é escolhido um dos melhores prefeitos do Ceará pela PPE Eventos, em Fortaleza. ( 09-11-2017 ).
Estamos de volta com as transmissões da TV Chapada do Araripe ( E agora, com alguns programas ao vivo ). Serão vários programas abordando temas diversos, como a realidade da nossa região, do Ceará e do mundo; Programas científicos, atualidade, entrevistas, e transmissão de eventos ao vivo. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 25.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

31 julho 2009

VOLTA ÀS AULAS - Por Maria Otilia

Transcrevo na íntegra, a mensagem da Secretária de Educação do Estado do Ceará sobre o reinício das aulas e as orientações sobre a Influenza A. Vejamos o texto:

Informe técnico sobre influenza A (H1N1) aos diretores de estabelecimentos de ensino

A Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, por meio da Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde, em virtude da situação epidemiológica atual da Influenza A (H1N1) e considerando a necessidade de informar e orientar a comunidade escolar (creches, escolas e universidades) sobre a forma adequada de conduzir as atividades educacionais na volta às aulas, faz uma série de recomendações. A Secretaria da Saúde leva em consideração que a nova gripe tem alta transmissibilidade e que para este novo vírus (H1N1) a população não está imunologicamente protegida. Mas observa que na região Nordeste o período de maior incidência da gripe sazonal ocorre no primeiro trimestre de cada ano e portanto o risco de disseminação do vírus é menor no atual período. Até o momento a maioria dos casos tem evoluído para cura, características semelhantes a da influenza sazonal, com baixa letalidade.

Considerando que ações de prevenção e proteção podem contribuir para o controle da disseminação do novo vírus respiratório e que devem ser amplamente divulgadas entre as comunidades escolares, as recomendações são:

Não suspender ou adiar o início das atividades curriculares nas escolas

Pessoas gripadas devem ficar em casa no período de transmissibilidade, ou seja, 7 dias após o inicio dos sintomas. Devem aumentar a ingestão de líquidos e procurar assistência médica. Não utilizar medicamentos sem orientação médica, especialmente o Ácido Acetil Salicílico.

As pessoas devem higienizar as mãos com água e sabão líquido antes das refeições, antes de tocar os olhos, boca e nariz e após tossir, espirrar ou usar o banheiro. Proteger com lenços, preferencialmente descartáveis, a boca e nariz ao tossir ou espirrar para evitar disseminação das secreções (etiqueta respiratória).

As pessoas devem evitar compartilhar objetos de uso pessoal como: copos, pratos, talheres, canudos, toalhas.

Texto: Publicado no site da seduc: www.seduc.ce.gov.br
Postado por Maria Otilia Moreira

MEDITAÇÕES.por JOÃO MARNI

Obediência - Observando hoje os pássaros
ao final da tarde, à hora do recolhimento,
Sinto-me irresponsavelmente fora dela.

Surpresa Agradável - Por: José Nilton Mariano Saraiva

Na divisão das tarefas domésticas com a patroa, pactuado ficou que seríamos responsáveis pelas visitas aos “supermercados e mercadinhos da vida”, sempre que a expedita e vigilante “secretária” determinar que assim tem que ser feito ( é isso mesmo, aqui em casa, nesse tocante, que manda é a “secretária” ). Hoje, foi um desses dias. E aconteceu uma surpresa agradável: ao final das compras e após passarmos pelo caixa, onde o valor de R$ 162,54 foi dividido em três parcelas, no cartão, fomos informados, pela simpática moça do caixa, que, conforme dados do “sistema”, disponibilizado no monitor à nossa frente, atingíramos um determinado número de pontos ( pela fidelidade ), e, por isso, tínhamos direito a mais R$ 50,00 em compras, sem nada desembolsar ( foi “peito de frango” que não acaba mais ).
Já em casa, num momento de introspecção, começamos a refletir: se nós, da chamada classe média, que temos uma renda razoável, garantida todo final de mês, e que nos permite uma série de pequenos privilégios ( saída aos finais de semana, carro e apartamento próprios, jogar na loteria, plano de saúde e por aí vai ) de certa forma impulsivamente vibramos com o “presente” no valor de R$ 50,00, como avaliar e compreender a dimensão, a satisfação e contentamento da família pobre que não tem emprego, não tem renda, não tem nem o que comer todo dia, ao receber, religiosamente, todo final de mês o seu benefício do Bolsa Família ??? Como pode alguém, por mero antagonismo político, rotular um programa tão importante de Bolsa-Esmola, sem atentar que muitos sobrevivem com aquele parco recurso ??? Só porque podem gastar o valor correspondente numa rodada de chopp ??? Como esquecer a questão “social” embutida em tal programa ???
E então, mais que nunca, solidificou-se em nosso íntimo uma verdade irrecorrível: o benefício do Bolsa Família é, sim, um poderoso instrumento de “redistribuição de renda” ( ainda que irrisório, é bem verdade ), que permite amenizar o infortúnio e sofrimento de milhões de irmãos. E tudo isso graças ao CARA e sua visão social, de grande estadista que é.
Autoria e postagem: José Nilton Mariano Saraiva

M.A.S.A . - por : J. Flávio Vieira

Depois da primeira tentativa de chegar à lua, Juvenal fogueteiro literalmente criou asa. Não tinha conseguido o feito porque não pensara naquele pequeno detalhe: mandara o fogo em dia de lua minguante e o artefato desceu na pontinha da lua. Terminou escorregando e se lascando no chão. Depois do pouso da Apolo XI, no Mar da Tranquilidade, Juvenal ficou meio capiongo. Matozinho tinha perdido a corrida espacial, por um detalhe velho muito do besta! Ao invés de baixar a crista, o fogueteiro criou sustança nas canelas. Resolveu construir um foguetão e mandar para lua, agora num dia mais propício. Nessa data que corre lobisomem , ela fica mais perto da terra e o alvo, também, é mais fácil de acertar. Procurou o Coronel Serapião Garrido, militar reformado, e contou das suas pretensões. O coronel animou-se com a idéia: Matozinho ia passar quinau em outras cidades que se diziam muito mais desenvolvidas. Imaginou, por outro lado, que o feito lustraria seus brios de militar reformado e que nunca tinha disparado um tiro sequer em campo de batalha. Serapião impôs prontamente uma regra de difícil exeqüibilidade para o sucesso da missão:
--- Aceito o desafio de chefiar a missão, seu Juvenal, agora sob uma condição: o vôo vai ter que ser tripulado. Não adianta mandar só o foguete que ninguém vai acreditar que o bicho chegou na lua. Tem que ter uma prova! Não é possível que não se encontre um cabra macho para enfrentar o desafio aqui em Matozinho! Se eu fosse mais novo, já estava alistado!
Juvenal concordou com Garrido. Partiu para casa e começou a refazer os cálculos. Agora , com os novos planos, mudava totalmente a logística. O foguete tinha que ir e voltar com o astronauta e as provas do pouso lunar. Como conseguir o intento? Além de tudo, haveria necessidade de roupas e equipamentos especiais . Juvenal conseguiu um gibão, uma perneira , o peitoral e as botas de Antonio de Lausemiro um famoso vaqueiro de Bertioga. O velho Janjão tinha um motozão Índia e aceitou emprestar seu capacete para uma causa tão nobre. Cálculos feitos, projeto pronto, Juvenal seguiu para prefeitura e lá conseguiu convencer o prefeito Sindé Bandeira da importância do feito para a história de Matozinho. Sindé não mediu esforços:
--- Este é um dia histórico, Juvenal, para Matozinho e para o Brasil. Vamos entrar, definitivamente, na era espacial. Vou fundar a MASA – Matozinho Aeronautics and Space Administration. A prefeitura lhe vai dar todos os insumos necessários. Pode ocupar a área que era destinada ao Matadouro Público e que nunca foi terminado.
De posse da carta branca municipal, faltava a Juvenal apenas o detalhe mais crítico. O tripulante. Por mais que procurassem a coisa não estava fácil. A prefeitura prometeu recompensa, mas ninguém se atrevia a pegar no rabo do foguete. Mais uma vez Serapião, presidente nomeado da MASA, foi quem resolveu a pendência. Lembrou de um astronauta em potencial que dificilmente se negaria a encabeçar a missão: Tan-Tan. Ele era um doidinho que vivia nas ruas de Matozinho e que não tinha medo de nada. Montava em burro brabo, comia gafanhoto vivo , pegava cobra com a mão. Tan-Tan, convidado, aceitou de pronto a missão, exigiu como recompensa apenas um queijo de manteiga e uma lata de doce de leite.
A construção do foguete de Juvenal durou mais de três meses. Cortaram um imenso pé de braúna, esvaziaram o miolo do bicho e pegaram a socar pólvora. Gastaram mais de dez quilos só no foguete de ida. Pregado a ele, ao contrário, rabo com cabeça, ia o foguete de volta., Tan-Tan , após o passeio lunar, foi orientado a acender o bicho e voltar para terra de novo, com a prova da missão realizada: uma peça do arreio do cavalo de São Jorge !
No dia aprazado, um sábado de Lua Cheia, estrategicamente escolhido, toda Matozinho se espremia defronte do Matadouro Municipal que abrigava os dois foguetões amarrados um ao outro com cordas de agave e apontados para o firmamento. No meio, tinham ajustado um esqueleto de bicicleta, justamente onde Tan-Tan se acomodou , devidamente paramentado. Depois, os discursos de praxe:
--- Este é um pequeno vôo para Tan-Tan, mas um grande salto para Matozinho!
Já anoitecendo, quando a lua começou a vazar sangrando no horizonte, apontaram o foguete na direção do planeta e Juvenal acendeu o estopim. O foguete desapareceu numa imensa nuvem de fumaça, soltando fogo para tudo quanto é lado. Subiu fazendo pirueta, parecendo rabo de égua. Ouviam-se , em meio à fumaceira, os gritos e gargalhadas de Tan-Tan. O povo , temendo uma explosão, saiu correndo desesperado. Pelo chão ficou um sem número de objetos.
Passados os dias, Tan-Tan não retornou e não mandou notícia. Um mês depois , Juvenal e Garrido entraram vexados na prefeitura. Finalmente haviam tido os primeiros sinais de Tan-Tan na lua. Um foguete velho todo queimado havia sido encontrado por um caçador, na Serra da Jurumenha, junto com um chaveiro cheio de chaves. Juvenal explicou:
--- O foguete voltou. Achamos que Tan-Tan , aluado como era, se deslumbrou com a lua e resolveu ficar por lá. Mandou o foguete de volta apenas com a prova da sua chegada nos solo lunar!
O prefeito Sindé não entendeu:
--- Mas como, ele mandou algum arreio do cavalo de São Jorge ?
--- Não, mas mandou esse chaveiro cheio de chaves...
Sindé ,confuso, pergunta:
--- Mas o que é que diabos tem a ver chave com São Jorge, pelo amor de Deus?
Juvenal explicou:
--- Cavalo, que cavalo! O homem ta moderno,meu Senhor, foi do tempo de cavalo, São Jorge agora usa é Moto ! Ói as chaves dela aqui que Tan-Tan mandou!

J. Flávio Vieira

Arte de Rua.


VIDA, AMARGA VIDA ! - Por Dr. Valdetário.


Trabalhei por quase 10 anos, como médico contratado, no município pernambucano de Granito. Guardo boas recordações daquele povo bom o ordeiro e me orgulho de ter sido agraciado com o título de cidadão granitense. Mas também trago na memória tristes histórias que com alguma freqüência, infelizmente, é preenchido do dia-a-dia dos profissionais de saúde.

Refiro-me ao caso de uma jovem mãe solteira que vendo o seu filho de 3 meses de vida gravemente enfermo, resolveu buscar socorro em um dos grandes hospitais públicos existentes no Cariri. O Sistema Único de Saúde (SUS) não permite a transferência de pacientes entre estados, com raras exceções. A atônita mãe para vencer esta barreira burocrática resolveu fornecer um endereço fictício, da zona rural do município sede do hospital, e assim conseguiu a necessária vaga para internar seu pimpolho.

Como já relatei, o quadro clínico da criança era bastante grave e, infelizmente, apesar do empenho e esforço dos profissionais envolvidos, não houve jeito: a criança, lamentavelmente, foi a óbito. Até aqui não tem nada de novo neste relato. Afinal, ainda é algo muito corriqueiro a morte de crianças em nossa região, o que muito lamentamos.

O que diferencia este caso é a situação deplorável em que ficou a pobre e jovem mãe. Imaginemos este cenário: Uma adolescente mãe solteira com o filhinho morto nos seus braços, em terras estranhas, sem parente e sem amigos por perto, sem dinheiro e com medo de ser presa por ter fornecido um endereço falso e ainda acuada pelo setor da assistência social do hospital que insistia em transportar o corpo da criança para o endereço fajuto.

A “saída”, literalmente, encontrada por esta pobre mãe foi, aproveitando-se de uma falha na segurança do hospital, fugir com o seu filhinho, melhor dizendo, com aquele corpinho. Embrulhou então o seu pequeno numa toalha, pegou seus poucos pertences, fugiu do hospital e subiu numa van rumo ao, naquelas circunstâncias, longínquo município de Granito em Pernambuco.

Perdida dentro daquele veículo, com o medo e a dor estampados no rosto, abraçada ao corpo frio e sem vida do seu amado filhinho, ela começou a chorar. Algumas pessoas tentavam ajudá-los oferecendo o colo para o bebê, o que só aumentava o pânico, a angústia e o sofrimento daquela pobre mãe. Foi uma triste e interminável viagem.

Este é um fato real que se deu nos distantes anos iniciais da década em curso, e que me foi relatado, algumas semanas após o ocorrido, por aquela sofrida criatura que além de perder seu bem maior ainda carregava o peso do medo misturado à certeza de que tudo que lhe ocorrera foi um castigo divino por ter cometido o pecado da mentira.

Este fato, como agravante, ocorreu no segundo domingo do mes de maio daquele ano, ou seja, no dia das mães.

Por: Dr. Valdetário Siebra

Petrus Cariry e 'A Montanha Mágica' - Entrevista


O curta do cearense será exibido nesta sexta-feira à noite no Cine Ceará.

Petrus Cariry é um dos representantes cearenses no mostra competitiva do Cine Ceará. Filho do renomado cineasta Rosemberg Cariry e irmão da fotógrafa Bárbara Cariry; Petrus, de 30 anos, representa a família de "artistas da imagem" na disputa pelo prêmio do Cine Ceará. O filme "A Montanha Mágica", realizado por ele, tem uma sinopse instigante: De tanto se divertir lá em cima, ele caiu, quinze metros, faltou ar! Quais são os limites entre a realidade e ficção? Eu gostaria de lembrar um pouco mais. O cineasta falou um pouco sobre a expectativa de concorrer à premiação da mostra competitiva e revelou que o Cine Ceará foi onde teve o primeiro contato com um festival de cinema. Além disso, Petrus afirmou "o Cine Ceará é um dos festivais mais importantes do Brasil".

Leia a entrevista:

Portal Verdes Mares Qual a expectativa de participar da mostra competitiva de curtas do Cine Ceará?

Petrus Cariry: Na edição passada do festival eu apresentei o longa-metragem “O Grão” e fui muito bem recebido pela platéia. É a minha quarta participação na mostra competitiva do festival, apesar de já ser considerado um veterano dentro do festival, eu ainda sinto um frio na barriga, durante a exibição do filme. O meu novo trabalho “A Montanha Mágica” é um filme muito pessoal, que lida com questões íntimas e emocionais. Estou ansioso para ver a reação do público, mas o que importa neste momento é que estou muito feliz com o resultado do filme e continuo trilhando o meu caminho dentro do cinema brasileiro.

PVM: Além da sua obra, que filmes você destaca na programação do Festival?

P.C Eu estou muito curioso para ver o curta “Superbarroco” e o longa “Se nada mais der certo”.

PVM: Além de participar como realizador, você já havia participado com espectador do Festival Cine Ceará? Como você avalia o desenvolivmento do evento nessas 19 edições?

P.C Já participei de diversas edições do Cine Ceará como espectador, alíás o Cine Ceará foi o meu primeiro contato com um festival de cinema. Já participei de dezenas de festivais de cinema, e hoje posso afirmar, o Cine Ceará é um dos festivais mais importantes do Brasil.

Serviço:

O filme "A Montanha Mágica" será exibido nesta sexta-feira à noite, às 19h30, no SESC Luiz Severiano Ribeiro (Praça do Ferreira). A exibição faz parte da programação do 19º Festival de Cinema Cine Ceará.

Saiba mais sobre Petrus Cariry:

Petrus Cariry. Nascido em Fortaleza, BRASIL. Formado em Webdesing pela Faculdade Integrada do Ceará.- FIC. Dirigiu vários curtas como “A Ordem dos Penitentes” - 35 mm (2002), “Uma jangada chamada Bruna” - HDTV (2003), “A velha e o mar” - 35 mm (2005), “Dos restos e das Solidões” - 35 mm (2006)”. O filme “A Velha e o Mar” e o curta “Dos Restos e das Solidões” foram premiados em importantes festivais nacionais com mais de 30 prêmios. “A velha e o Mar” participou de festivais internacionais de cinema como Havana e Tókio. Petrus Cariry acumula mais 40 prêmios com seus curtas. Em 2007 lançou o seu primeiro longa-metragem intitulado “O Grão”, obra cinematográfica contemplada em concurso do Minc, o filme participou de 50 festivais e recebeu 18 prêmios internacionais e nacionais.

Fonte: Portal Verdes Mares

19º. Cine Ceará - Relato de L. C Salatiel


"Estou por aqui na Fortaleza Bela- a turística das praias e barracas/restaurantes que servem caviar- e Fera –a infecta e imunda dos subúrbios abandonados sem saneamento básico- para acompanhar o festival de cinema. Me afastei um pouco do glamour da mostra competitiva e optei pela Mostra Che Olhares no Tempo, documentários que tem como foco a figura emblemática do guerrilheiro Che Guevara, por quem tenho muita admiração.
Dentre os filmes que vi até o momento, me impressionaram o "Kordavison", do diretor Hector Cruz Sandoval, que declina sobre a vida e obra daquele que foi o iluminado fotógrafo da revolução cubana Alberto Korda (na ilustração desta postagem), com depoimentos esclarecedores sobre o seu trabalho e detalhe do momento que clicou o Che naquela foto que se transformou em ícone de todos os movimentos libertários do século XX. Outro que emociona é o "Mi Hijo el Che", de Fernando Birri (um venerável senhor cineasta responsável pelo reconhecimento do cinema latino no mundo e que já beira os 80 anos) que, no momento de apresentação do seu filme, fez apelo para que a platéia volva seu olhar de atenção ao que está acontecendo no momento em Honduras, que sofre com um golpe militar contra a democracia.
O filme “Mi hijo el Che” é um depoimento emocionante e sério do pai do Che sobre o seu filho que se transformou em guerrilheiro mártir de todas as revoluções latino-americanas, com imagens (fotos e filmes) do arquivo de família. Não deixa de ser interessante a metáfora criada pelo Fernando Birri na apresentação: “... É como se fosse São José falando das lembranças que tinha de Jesus ainda menino...” É muito mais!

Na terça-feira, dia 04, o encerramento do 19º. Cine Ceará se dará com a apresentação do alegórico filme " Siri-ará" , do Rosemberg Cariry, onde representei o padre Osíris, um português de nome egípcio que é devorado pedaço a pedaço por uma banda de pífaros antropófaga. É Rosemberg mesmo!"

Texto postado no Cariricult por Luiz Carlos Salatiel

BlogHumor. - O Médico X O Advogado. - Por Dr. Valdetário


Consta que um médico cansado da vida no grande centro resolveu fazer as malas e tentar vida mansa no interior. Ao chegar à nova cidade foi logo alugando um imóvel e abrindo o consultório. E para chamar a atenção dos habitantes colocou uma grande placa com os seguintes dizeres: “RESOLVO QUALQUER PROBLEMA DE SAÚDE. CASO NÃO CONSIGA RESOLVER DEVOLVEREI O VALOR DA CONSULTA EM DOBRO. NÃO ACEITO CONVÊNIOS. PREÇO DA COSULTA R$ 300,00”.

Foi aí que um esperto advogado do lugar resolveu fazer uma visita ao médico, certo de que levaria alguma vantagem se simulasse um quadro clínico de difícil comprovação diagnóstica e cura. O que ele queria mesmo era dobrar o dinheiro da consulta. Foi chegando e logo dizendo pro médico que perdera a capacidade de sentir cheiro ou sabor. Ou seja, perdera o olfato e o paladar. Prontamente o médico pediu para que o advogado sentasse num banquinho e solicitou que a enfermeira trouxesse o pote de número 45. Sacou de uma palheta e começou a esfregar o conteúdo do pote no rosto do cliente. Importante salientar que o conteúdo do referido pote era, nada mais nada menos, do que merda. Bosta mesmo!

O cliente, na ânsia de dobrar o valor do “investimento”, suportou o quanto pode o teste diagnóstico até que o médico resolveu pedir para que ele abrisse a boca e socou-lhe a palheta.
Neste exato momento o advogado deu um pulo e gritou: “Isso é merda, seu porra!”
O médico então disse: “Pode ir embora, você está curado.”

O tempo passou e o advogado resolveu fazer nova investida. Pagou a consulta e informou que o problema desta vez era amnésia, ou seja, estava perdendo a memória. E isto vinha lhe causando muitos prejuízos já que perdera muitas audiências e, em conseqüência, clientela. O médico não vacilou e foi logo dizendo: “Enfermeira, me traga aí o pote 45.” Neste exato momento o advogado exclamou: “Espere aí, cara! Isso aí é merda!”

O médico, pacientemente, disse: “Pode sair, você já está curado.”

O tempo passou mais ainda e o advogado continuava insatisfeito com as seguidas derrotas. Resolveu fazer uma última investida. Pagou outra consulta e foi logo dizendo que o problema agora era a falta de tesão. Murchara. Não era mais homem pra nada. Não deu outra, o médico foi logo dizendo: “Sente ali naquele banquinho. Enfermeira, me traga aí o pote 45”. Nesse instante o advogado bradou: “Se você vier com essa história de merda outra vez eu fodo você, fodo sua enfermeira, fodo todo mundo.”

E o médico, calmamente, disse: “Pode se retirar, você está, mais uma vez, curado.”

Moral da história: “Um dia é da caça, o outro do caçador.”

Por: Dr. Valdetário Siebra

SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA


SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA
Experiências e Conexões

“Nossos desafios ambientais, econômicos, políticos, sociais e espirituais estão interligados, e juntos podemos forjar soluções includentes”. Carta da Terra

Local: Fundação Casa Grande - Memorial do Homem Kariri
Nova Olinda-CE
Data: de 14 a 16 de agosto de 2009
Promoção: Fundação Casa Grande Memorial do Homem Kariri
Apoio: Ministério do Turismo
Parcerias:
Rede TURISOL
Prefeitura Municipal de Nova Olinda
Universidade de Coimbra
Fórum de cultura e Turismo da região do Cariri
SESC-CE
SEBRAE-CE
Objetivos:
- Fortalecer as experiências de turismo de base comunitária já existentes no Brasil;
- Demonstrar alternativas de modelos de turismo includente;
- Aproximar, trocar experiências e promover o turismo de base comunitária nacional e internacional;
- Debater o marco conceitual do setor considerando as realidades locais;
- Consolidar os projetos de turismo de base comunitária por meio do apoio técnico e institucional;
- Influenciar as políticas públicas referentes ao desenvolvimento do turismo no Brasil.
- Fortalecer o intercambio entre paises de língua portuguesa (Lusófonos)

Programação
Dia 13/8 Quinta feira
Chegada dos participantes e traslado para Nova Olinda acomodações nas pousadas domiciliares da COOPAGRAN (Cooperativa dos pais e amigos da casa grande)

DIA 14/8 - Sexta feira
MANHÃ
8h30 - Tur a Casa Grande guiado pelos recepcionistas mirins do Memorial do Homem Kariri
9h30 - Abertura oficial do seminário
Prefeitura Municipal de Nova Olinda
Ministério do Turismo
Secretaria de Turismo do Ceará
Fundação Casa Grande
10h00 Palestra “programa de regionalização do turismo e dos destinos indutores” Ana Clévia Guerreiro Lima (coordenadora geral de regionalização –Ministério do Turismo)
12h30 Almoço no restaurante da COOPAGRAN

TARDE

14h00 – Painel 1 – Políticas publicas na perspectiva do fomento ao Turismo de Base Comunitária
Moderador: João Tadeu Gonçalves (Gerente de projetos de educação patrimonial do IPHAN – Ministério da Cultura)
Debatedores:
-Rodrigo Ramiro ( departamento de qualificação e de produção associadas ao turismo – Ministério do Turismo)
-Allan Milhomens (Coordenador geral do programa de apoio ao desenvolvimento do ecoturismo e a sutentasbilidade ambiental do turismo – Ministério do Meio Ambiente)
-Édio Callou ( SEBRAE –CE)
-Maria Wyldiane Bezerra Lopes Sampaio (Secretária de cultura e turismo de Nova Olinda)

NOITE
19h00 Espetáculo “Rua do Vídeo –ABANDA” ,no Teatro violeta Arraes-Engenho de Artes Cênicas

Dia 15/8 Sábado
MANHÃ

08h30 – Painel 2 – A construção pioneira do Turismo de Base Comunitária no Estado do Ceará
Moderador: Rosiane Limaverde (Fundação Casa Grande)
Debatedores:
Vanessa Lima (Rede de turismo comunitário do Ceará- TUCUM)
Lindomar Fernandes (Prainha do canto verde)
Luzia Neide Coriolano (Universidade Estadual do Ceará)
Cristina Martins (presidente do fórun de cultura e turismo da região do Cariri)
12h30 Almoço no restaurante da COOPAGRAN

TARDE

14hs – Painel 3 – Reflexões e Práticas na Gestão de Turismo de Base Comunitária
Moderadora: Mercês Parente
-Thaise Guzzatti (Associação de agroturismo Acolhida na colônia – Encosta da serra geral –SC)
-Davide Ponpermaier (Projeto saúde e alegria – Santarém–PA)
- Cecília Zanotti (projeto bagagem –Lençois –BA)

- Francisco Palácio (Universidade Patativa do Assaré- Assaré-CE)
NOITE
19h Espetáculo “banda cabaçal Santo Antonio-Juazeiro do Norte” ,no Teatro Violeta Arraes –Engenho de Artes Cênicas

Dia 16/8 Domingo
MANHÃ

8h30 – Cont. Painel 3 – Reflexões e Práticas na Gestão de Turismo Solidário de Base Comunitária
Moderadora: Maria conceição Lopes( Coordenadora do Centro de Estudos Arqueológicos da Universidades de Coimbra e Porto – Portugal)
- Júlio Ricardo (Cooperativa Terra chã – Alcobertas- Rio Maior –Portugal)
- Cláudio Torres (Campo arqueológico de Mértola- Mértola –Portugal)
- Fco. Alemberg (Fundação Casa grande – CE)
12:30 Almoço no restaurante da COOPAGRAN

TARDE

14h00 – Trabalho em grupo
Com base nas reflexões resultantes dos Painéis esta dinâmica pretende gerar diálogos colaborativos entre os participantes, por meio dos quais poderão compartilhar seus conhecimentos sobre os tem as e descobrir novas oportunidades de ação conjunta.
Facilitadores:
Mercês Parente
Thaise Guzzatti
Cecília Zanotti
17hs Plenária e encerramento

NOITE

19h Espetáculo “ Côco Frei Damião e Maneiro Pau -Juazeiro do Norte e o maneiro Pau de Mestre Cirilo –Bela Vista-Crato,no Teatro Violeta Arraes-Engenho de Artes Cênicas

Previsão do Tempo e Almanaque - 31 de Julho de 2009 - Sexta-Feira

Olá, Bom Dia a todos os nossos leitores. Hoje, dia 31 de julho de 2009 da era Cristã. Um dia de Sol com poucas núvens e certamente que não chove. A previsão está realmente previsível, neste último dia do mês de Julho, como mostra o gráfico do website Climatempo:


ALMANAQUE:

Hoje, a Igreja Católica comemora o dia de Santo Inácio de Loyola.

Nascido em Azpzitia, em 1492 , optou pela vida militar, onde se destaca como cavaleiro. Foi ferido em uma batalha, e acamado estudou, as Sagradas Escrituras. Foi tomado pela Graça Divina, largou a espada , deixou a barba crescer e começou a sua peregrinação pelas diversas estradas do conhecimento . Generoso e extremamente bondoso, isolou-se em canto para melhor dedicar suas fadigas e anseios a Deus Todo-Poderoso. Inácio voltou aos estudos decidido a terminá-los, e assim iniciou a sua nova vida cultural, primeiramente em Barcelona , depois em Alcalá e em seguida em Paris, onde recebeu o título de professor em Filosofia. Por onde passava, espalhava a sua alegria , simpatia e confiança.




HOJE NA HISTÓRIA:


Nesta data, em 1991, o então presidente Fernando Collor anunciava a devolução da poupança confiscada no início de seu governo.

A Era Collor

Oriundo de um estado de onde vieram os dois primeiros presidentes da República e filiado a uma legenda pequena, o novo presidente sentiu a necessidade de compor uma base de sustentação capaz de permitir a implementação do programa de governo, ainda que o próprio Collor não fosse afeito a ciceronear os parlamentares em contatos políticos com vistas a aprovar os projetos de interesse. Tal aversão criou um distanciamento entre o chefe do executivo e a maioria dos parlamentares que lhe davam apoio, mas em regra o governo contava com o suporte de políticos do PFL, PDS, PTB, PL, de partidos conservadores de menor vulto e dissidentes ocasionais. Nas eleições de 1990 os aliados venceram no Distrito Federal e na maioria dos estados com destaque para o PFL que elegeu nove governadores, seis dos quais no Nordeste. Tal desempenho compensou as derrotas sofridas em grandes colégios eleitorais como São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, por exemplo. O curioso é que embora o PRN (partido de Collor) tenha eleito dois senadores e quarenta deputados federais, não fez nenhum governador. No legislativo o PMDB manteve a maior bancada tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado Federal e com isso conservou o comando do Congresso para o biênio seguinte, situação em vigor desde o retorno dos civis ao poder em 1985.

Ao longo do ano de 1991 investiu grande parte do capital político numa negociação destinada a levar o PSDB a integrar as fileiras governistas, negociação malograda, sobretudo, ante as recusas de Covas e Franco Montoro, o então presidente nacional da legenda tucana. Em maio de 1990 indicou o primo Marco Aurélio de Mello para vaga no Supremo Tribunal Federal.

Quanto à sua equipe as mudanças ocorreriam logo nas duas semanas posteriores à posse quando Joaquim Roriz deixou a pasta da Agricultura e em outubro de 1990 Bernardo Cabral foi substituído no Ministério da Justiça pelo experiente senador Jarbas Passarinho. No entanto, a mudança mais significativa viria em maio de 1991 quando o embaixador Marcílio Marques Moreira assumiu o Ministério da Fazenda confirmando o apreço de Collor por indivíduos de perfil técnico e acadêmico em detrimento dos "políticos de carreira", tendência que só seria revertida em 1992 quando realizou duas reformas em sua equipe: uma em abril e outra às vésperas do afastamento quando abriu espaço aos quadros políticos conservadores. O curioso é que ao tomar posse o número de ministros nomeados por Collor era o menor dos trinta anos anteriores a 1990 e dentre os agraciados com um cargo no primeiro escalão estava sua também prima Zélia Cardoso de Mello, nomeada ministra da Fazenda. Convidou também o ex-jogador de futebol Zico para a Secretaria dos Esportes, porém este logo deixaria o cargo. Com o tempo o insucesso da política econômica e as freqüentes denúncias envolvendo auxiliares diretos (incluída a primeira-dama Rosane Malta, presidente da Legião Brasileira de Assistência) causaram um desgaste progressivo do governo.

O confisco

Segundo o acadêmico Carlos Eduardo Carvalho, Professor do Departamento de Economia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, a medida política executada pelo Governo Collor, que ficou conhecida como confisco, não fazia parte, originalmente, do Plano Collor e tem origens num consenso entre os cadidatos à presidência da época: Collor, Ulysses Guimarães e Lula da Silva. O confisco já era um tema em debate entre os cadidatos à eleição presidencial: A gênese do Plano Collor, ou seja, como e quando foi formatado o programa propriamente dito, desenvolveu-se na assessoria de Collor a partir do final de dezembro de 1989, depois da vitória no segundo turno. O desenho final foi provavelmente muito influenciado por um documento discutido na assessoria do candidato do PMDB, Ulysses Guimarães, e depois na assessoria do candidato do PT, Luís Inácio Lula da Silva, entre o primeiro turno e o segundo. Apesar das diferenças nas estratégias econômicas gerais, as candidaturas que se enfrentavam em meio à forte aceleração da alta dos preços, submetidas aos riscos de hiperinflação aberta no segundo semestre de 1989, não tinham políticas de estabilização próprias. A proposta de bloqueio teve origem no debate acadêmico e se impôs às principais candidaturas presidenciais. Quando ficou claro o esvaziamento da campanha de Ulysses, a proposta foi levada para a candidatura de Luís Inácio Lula da Silva, do PT, obteve grande apoio por parte de sua assessoria econômica e chegou à equipe de Zélia depois do segundo turno, realizado em 17 de dezembro.

Fontes: Climatempo, Wikipedia, Barsa

Notícias do Crato para o Dia 31 de Julho de 2009


31-07-2009
Cultura do Crato abre inscrições para Escola de Arte próxima segunda-feira

A Prefeitura Municipal do Crato, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude informa que na próxima segunda-feira, 3 de agosto, a Escola Municipal de Cultura e Arte- EMCART- iniciará as inscrições do CRATEANDO (aulas de teatro) do segundo semestre 2009. Essas aulas são destinadas às crianças e adolescentes e pessoas da terceira idade da cidade do Crato. O local das inscrições será o Teatro Municipal Salviano Arraes Saraiva no horário das 9 às 16 horas até o dia 7 de agosto, sexta-feira. As aulas serão reiniciadas no dia 10 de agosto, segunda feira.




Conselho Municipal de Assistência Social toma posse

Empossado, na tarde de ontem, em solenidade na Secretaria de Ação Social do Crato, a nova equipe do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), com 20 membros, 10 titulares e 10 suplentes, de entidades governamentais e não governamentais. A secretária de Ação Social, Liduína Andrade, abriu o evento, saudando os novos componentes do Conselho e, ao mesmo tempo, colocando à disposição dos integrantes os serviços da secretaria para melhor desempenho das atividades do CMAS. Ela destacou a importância dos trabalhos a serem desenvolvido pelos novos componentes, ressaltando o compromisso e a seriedade no desempenho das atividades. “A gente tem procurado melhorar um pouco o social no município do Crato, e tudo que fizemos sempre foi realizado com a aprovação do Conselho”, afirma a secretária, demonstrando o caráter de definição e aplicação das políticas sociais desenvolvidas no município. Liduína justificou a ausência do prefeito Samuel Araripe na solenidade, por ele estar em Fortaleza, onde foi participar de reunião com o senador Tasso Jereissati. A coordenadora do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), Rita de Cássia Teixeira, fez uma breve abordagem das novas diretrizes da Assistência Social, destacando o papel do conselho, como órgão que decide e acompanha as políticas voltadas para a assistência social.

Crato realiza 5ª Conferência Municipal de Assistência Social dia 19 de agosto

O município do Crato, por meio da Secretaria de Assistência Social, está se preparando, através de mobilização de diversos segmentos sociais, inclusive dos usuários da assistência social, para realizar a 5ª Conferência Municipal de Assistência Social, que se realizará no dia 19 de agosto. Este ano, conforme a secretária de Ação Social, Liduína Andrade, a conferência inova com a participação maior do usuário, que vai dizer como está recebendo os serviços, proporcionando um novo enfoque de discussões e que corresponde ao tema central “Participação e Controle Social do SUAS”. De 10 a 14 serão realizadas as pré-conferências, uma forma de preparação para a conferência, em que serão estudados oito subtemas a serem trabalhados para o dia 19.

Acontece hoje aula inaugural do Projeto Primeiro Passo

O Governo Municipal do Crato, por meio da Secretaria de Ação social, comunica que a Aula inaugural para os jovens selecionados no Projeto Primeiro Passo Bolsista, será realizada às 9 horas de hoje, no auditório da RFFSA. Importante a participação de todos que tem desenvolvido os trabalhos em torno do Projeto, neste primeiro momento de abertura dos trabalhos.

Oficinas da ASEF serão realizadas de 10 a 18 de agosto

O Governo Municipal, por meio da Secretaria de Ação Social do município e coordenação do Programa Ação Sócio-Educativa às Famílias (ASEF), comunica às famílias cadastradas que serão realizadas oficinas de geração de emprego e renda, durante o mês de agosto. As atividades serão desenvolvidas nas creches. As atividades serão iniciadas no dia 10, com as primeiras oficinas realizadas na Creche José Pinheiro Gonçalves, no Rotary, das 8h30 às 11 horas e no Parque Grangeiro, das 13 horas às 15 horas. No dia 11, a oficina será na Creche Eloy Teles de Moraes, na Vila Lobo, pela manhã, e nas creches Ailza Gonçalves e Nossa Senhora de Fátima, no Pantanal e Mutirão, à tarde.





Fonte: Assessoria de Imprensa
Governo Municipal do Crato
Fone/Fax - (88) 3521.7069
Mais informações:

http://www.crato.ce.gov.br
http://www.prefeituramunicipaldocrato.blogspot.com

Programação Agosto das Artes - Centro Cultural Banco do Nordeste - CARIRI



O Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB), dentro da sua programação de Artes Visuais, realiza anualmente no mês de agosto, o evento especial III BNB AGOSTO DA ARTE nos CCBNBs-Fortaleza, Cariri e Sousa. Com uma ampla programação, O III BNB AGOSTO DA ARTE afirma o compromisso cultural de contribuir no fomento à reflexão de temas relevantes da arte contemporânea, além de estimular o diálogo entre artistas, pesquisadores e a sociedade, criando um fértil fórum de debates. O objetivo do AGOSTO DA ARTE é criar um ambiente propício para o fomento da produção local, aliado ao desejo de ver a arte como “o exercício experimental da liberdade”. São proposições de ações focadas no processo artístico que possibilitem a interação entre artistas de outras regiões e a formação do artista local através de ações diretas e indiretas, colocando assim a produção local em discussão, numa troca de experiências com curadores e artistas visitantes. O Agosto da Arte se constitui em uma importante ação do CCBNB para a atualização do debate e a criação do espaço necessário para deflagrar o potencial poético de cada subjetividade. Com ações deste porte, o CCBNB se coloca com o desafio de atuar para uma mudança efetiva da plena realização da Arte que se produz na região Nordeste do Brasil. Para a edição 2009, o III BNB Agosto da Arte contemplará uma série de eventos nos diversos segmentos das artes visuais: intervenções urbanas, exposições, performances, cursos, oficinas, intercâmbio entre artistas e seminário avançado de arte.

CCBNB-Cariri

AÇÕES URBANAS

Projeto Jamac – Jardim Miriam Arte Clube
Período: de 25 a 29 de agosto
Reunião no dia 25, ter, 14h
Paulo Meira (SP) e artistas locais do Cariri

Paulo Meira, paulistano, 24 anos formado em Artes Gráficas, trabalha com design, ilustração e graffiti. Ingressou no Jamac – Jardim Miriam Arte Clube, em 2004. Trabalha com arte urbana e representou o Jamac em alguns lugares no Brasil e fora do país. Seus trabalhos pessoais atualmente são intervenções urbanas, trabalhando os temas da cidade em séries de estêncil. Doze anos atrás, a pintora Mônica Nador, paulista de Ribeirão Preto, mudou radicalmente sua forma de tratar a arte. Evoluiu do apego pelas obras em si, para o sonho e a vontade de transformar a cidade numa espécie de grande tela. Regiões carentes tornaram-se seu endereço de trabalho e ela passou a pintar casas com a ajuda dos moradores. Instalada desde 2004 no Jardim Miriam, bairro da Zona Sul de São Paulo, criou, ao lado de outros artistas, o Jamac, sigla para Jardim Miriam Arte Clube.

Desde 1998, o Jamac vem trabalhando em comunidades desenvolvendo oficinas de criação de estênceis e sua aplicação em paredes. Muitas vezes, pintando grupos de casas em vários pontos do país e até mesmo em Tijuana, no México. A ideia é realizar trabalho semelhante junto com os artistas e a comunidade local de Juazeiro do Norte (CE).

O BICHO André de Andrade (Juazeiro do Norte – CE)
Quarta, 12 de agosto
Horário: 11 às 18h

Performance dramática do poema “O Bicho”, de Manoel Bandeira, realizada nos restaurantes e comedorias da cidade de Juazeiro do Note, provocando uma reflexão ante ao momento em que as pessoas estão se alimentando, enquanto outras se encontram na sarjeta, procurando, no lixo, alimento para sua sobrevivência.

COSMOCONSUMO

Artista: Joseph Olegário
Quarta, 12 de agosto
Horário: 15h

Querer é poder? Absolvidos pela vontade e desejo através da posição de querer sempre e buscar o tempo todo. Dentro desse contexto a obra vem contradizer o que se quer, colocando o espectador no ponto da discussão do ter e não ter, satisfazer ou não.

Encontro de DERLON e a gravura do Cariri
Período, 18 a 22 de agosto

Nas ruas de Recife, assim como na galeria, Derlon insere imagens criadas a partir da gravura popular. Pássaros, sereias e dragões são alguns dos seres que reinventa e lança nos muros da cidade e em construções abandonadas. Estas figuras, ora pintadas sobre parede ora pintadas diretamente na parede ora pintadas sobre papel, são recombinadas pelo artista em diferentes configurações, aproximando-o do universo da gravura do Cariri.

OFICINA DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA

Laboratório de Multimeios – Experimentações para a Comunicação Visual-Sonora-Escrita-Corporal

Período: 11 a 15 de agosto
Horário: 18h às 21h
Professor: Ricardo Peixoto (PB)
Ricardo Peixoto é artista multimídia, arte-educador, jornalista, fotógrafo, curador e produtor cultural. Um dos fundadores do Grupo Traficante de Imagens na década de 1990 em João Pessoa (PB). Fundador do Movimento Conspiração Cultural (2004/2009), curador do Museu da Imaginação (1989-2009). Com participação em salões e festivais nacionais e internacionais, seu trabalho integra importantes acervos e coleções de museus, instituições, universidades, fundações e galerias do Brasil, Argentina, França e Áustria.

Expansão no processo de criação do indivíduo, utilizando a linguagem das mídias contemporâneas como forma de conhecimento da expressão artística. Informações, conceitos, questionamentos e atitudes direcionados ao estudo da arte. Através de exercícios sensoriais, amplia-se o contato direto com as sensações e emoções das pessoas, e fortalece-se a troca livre da informação. No laboratório de multimeios as linguagens visual, escrita, sonora e corporal surgem com a proposta de construir, experimentar novas possibilidades de expressão. São ações criativas e inusitadas que provocam inquietações, fazem pensar, projetam o coletivo consciente-inconsciente e interferem no espaço urbano-humano-social criando um diálogo com o eu-público.

EXPOSIÇÃO

Vestidas de Branco
Período: 01 a 29 de agosto, 5º andar
Artista: Nelson Leirner (SP)
Curadoria: Moacir dos Anjos (PE)

O tema da exposição Vestidas de Branco trata da visão singular que o artista Nelson Leirner lança ao mundo. Olhar que é ao mesmo tempo amoroso e crítico. O humor é que predomina nas criações do artista e é ele quem as faz originais e potentes. Pode-se dizer que o artista cria 'brincadeiras' que atingem e ativam a consciência do público, levando-o a refletir sobre os modos de convivência com seus semelhantes.

CURSO DE APRECIAÇÃO DE ARTE

Aproximações da Escrita da Arte
Professora: Cristiana Tejo (PE)
Período: 02 a 05 de setembro
Horário: 15h às 18h
Inscrições: de 01 a 15 de agosto, por meio de carta de intenção e currículo
Público alvo: estudantes e professores de artes visuais, artes cênicas, filosofia, história, arte-educação, sociologia, literatura, letras e jornalismo.

Com o objetivo de voltar-se às demandas mais urgentes para o aprimoramento e a democratização do ensino, o CCBNB e a Fundação Joaquim Nabuco iniciam uma parceria de formação em artes visuais para a região do Cariri com o curso “Aproximações da Escrita da Arte”. O curso pretende aproximar as artes visuais com outros campos do conhecimento por meio da participação de alunos, professores e pesquisadores de História, Filosofia, Artes Cênicas, Sociologia, Literatura e Jornalismo. O curso pretende ser um exercício de narrativas sobre os processos artísticos contemporâneos.

Fonte: Centro Cultural Banco do Nordeste

Novo Filme de Rosemberg Cariry é apresentado na AFAC - Associação de Filhos e Amigos do Crato


A AFAC- Ass. dos Filhos e Amigos do Crato, a Iluminura Filmes, a Cariri Filmes e o 19º. Festival Ibero de Cinema Cine Ceará, convidam os sócios da AFAC, filhos e amigos do Crato, para a pré-estréia em Fortaleza, do filme SIRI - ARÁ ; novo trabalho do cineasta Rosemberg Cariry.

Serviço:

A exibição acontecerá no encerramento do 19º. Festival Ibero de Cinema Cine Ceará.
Por gentileza, entrar em contato para obter convite.
Data: 04 de agosto de 2009 (terça - feira)
Local: Cine SESC São Luiz – Praça do Ferreira.
Horário: após a solenidade de premiação do Festival
Informações: (85) 3244 6944 ou 3088 3428


Texto enviado por Wilton Dedê, Presidente da AFAC

Pandemia do Lucro ( Gripe Suína ) - Por: Cesar Augusto Fortes

Nota: Recebi essa mensagem através do Cesar Augusto Fortes, que é um grande colaborador aqui do Blog do Crato. Resolvi postar, porque acho os motivos extremamente justificáveis, e há provavelmente uma grande verdade neles. Como sempre, não quero induzir os leitores a acreditar ou desacreditar em nada. Mas é bom que as pessoas possam ponderar os motivos e as circunstâncias:

Pandemia do Lucro - gripe Suína

Que interesses econômicos se movem por detrás da
gripe suína???
No mundo, a cada ano morrem milhões de pessoas
vitimas da Malária que se podia prevenir com um simples mosquiteiro.
Os noticiários, disto nada falam!
No mundo, por ano morrem 2 milhões de crianças com
diarréia que se poderia evitar com um simples soro que custa R$ 0,25.
Os noticiários disto nada falam!
Sarampo, pneumonia e enfermidades curáveis com
vacinas baratas, provocam a morte de 10 milhões de pessoas a cada ano.
Os noticiários disto nada falam!
Mas há cerca de 10 anos, quando apareceu a famosa
gripe das aves... os noticiários mundiais inundaram-se de noticias...
Uma epidemia, a mais perigosa de todas...Uma
Pandemia!
Só se falava da terrífica enfermidade das aves.
Não obstante, a gripe das aves apenas causou a morte
de 250 pessoas, em 10 anos...25 mortos por ano.
A gripe comum, mata por ano meio milhão de pessoas
no mundo. Meio milhão contra 25.
Um momento, um momento... então, porque se armou
tanto escândalo com a gripe das aves?
Porque atrás desses frangos havia um "galo", um galo
de crista grande.
A farmacêutica transnacional Roche com o seu famoso
Tamiflú vendeu milhões de doses aos países asiáticos.
Ainda que o Tamiflú seja de duvidosa eficácia, o
governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a sua
população.
Com a gripe das aves, a Roche e a Relenza, as duas
maiores empresas farmacêuticas que vendem os antivirais, obtiveram milhões
de dólares de lucro.
-Antes com os frangos e agora com os porcos.
-Sim, agora começou a psicose da gripe suína. E
todos os noticiários do mundo só falam disso...
-Já não se fala da crise econômica nem dos
torturados em Guantánamo...
-Só a gripe suína, a gripe dos porcos...
-E eu pergunto-me: se atrás dos frangos havia um
"galo"... atrás dos porcos... não haverá um "grande porco"?
A empresa norte-americana Gilead Sciences tem a
patente do Tamiflú. O principal acionista desta empresa é nada menos que
um personagem sinistro, Donald Rumsfeld, secretario da defesa de George
Bush,artífice da guerra contra Iraque....
Os acionistas das farmacêuticas Roche e Relenza
estão esfregando as mãos, estão felizes pelas suas vendas novamente
milionárias com o duvidoso Tamiflú.
A verdadeira pandemia é de lucro, os enormes lucros
destes mercenários da saúde.
Não nego as necessárias medidas de precaução que
estão a ser tomadas pelos países, mas se a gripe suína é uma pandemia tão
terrível como anunciam os meios de comunicação...
Se a Organização Mundial de Saúde se preocupa tanto
com esta enfermidade, porque não a declara como um problema de saúde
pública
mundial e autoriza o fabrico de medicamentos genéricos para combatê-la?
Prescindir das patentes da Roche e Relenza e
distribuir medicamentos genéricos gratuitos a todos os países,
especialmente os pobres. Essa seria a melhor solução.

PASSEM ESTA MENSAGEM COMO SE TRATASSE DE UMA
VACINA,PARA QUE TODOS CONHEÇAM A REALIDADE DESTA "PANDEMIA".

Texto enviado por: Augusto Cesar Fortes

Alerta do Cidadão - A Meia Passagem que não é Meia - Por: José Carvalho Leite

Guerreiros do blogdocrato !

Saudações !

A meia que não é meia, é porque eu procurei a BRASILIA TRANSPORTES para aquisição de passagem estudantil e fui informado que a mesma para o mes de agosto próximo será de R$ 1,00 (hum real) e não de R$ 0,65 (sesssenta e cinco centavos) que seria a correta meia passagem estudantil.Alegaram que a empresa está tendo muito prejuízo com as topiques e não tem condições de segurar a barra.O que sempre acontece no Brasil é a regra geral; ( a corda quebra no lado mais fraco), fica aqui meu protesto. Confirmem antes de publicar: SAC:3512-1999

José Carvalho Leite

Nota do Blog do crato:

Prezado josé Carvalho, eu publiquei como uma "suspeita ou dúvida" do cidadão. Hoje iremos ligar lá para o SAC da Brasília Transportes, para sondar a veracidade dessa informação. Por enquanto, ficamos apenas na desconfiança.

Cariri - Assistência social em debate - Reportagem: Elizângela Santos


A avaliação dos serviços destinados à população é um dos pricinpais pontos da Conferência (Foto: Elizângela Santos)

Juazeiro do Norte. Com a finalidade de avaliar a política decenal da assistência social desenvolvida com base no Sistema Único da Assistência Social (SUAS), neste município, será encerrado hoje, a V Conferência Municipal da Assistência Social. O evento é realizado no auditório do Centro de Ciências e Tecnologia da Universidade Regional do Cariri (Urca). A participação dos usuários dos serviços está sendo um dos pontos considerados positivos, já que uma das principais propostas é fazer com que os próprios usuários se manifestem quanto ao resultado da implantação das novas políticas de assistência social. Uma das propostas da pasta de Assistência Social local é a descentralização dos serviços.

Segundo a secretária de Assistência Social e Cidadania de Juazeiro, Vanda Lúcia Rozendo, a meta é ter avanços principalmente nos serviços desenvolvidos por meio dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), possibilitando à população ter acesso de forma mais facilitada. Segundo ela, isso já acontece por meio dos atendimentos na área da assistência social, Bolsa Família, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), grupos de idosos e mulheres, além de manter uma maior proximidade com as entidades que atuam com segmentos sociais.

Para ela, as novas políticas de assistência social desenvolvidas em todo o País dão um aspecto mais centralizado dos serviços, levando mais para a esfera da legalidade e do não assistencialismo. Segundo ela, a pretensão é que em Juazeiro sejam implantados mais Cras para poder dar um atendimento mais dinâmica, já que o município passou alguns anos praticamente estagnado nos avanços das políticas voltadas para o setor.

Atualmente, a cidade funciona com atendimentos em quatro Cras, número mínimo desses equipamentos para uma cidade do porte de Juazeiro, segundo a assessora técnica da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, Célia Melo, que representou a secretária estadual, Fátima Catunda. A meta é que outros Cras sejam abertos, para ampliar os atendimentos aos usuários. Os bairros Frei Damião, Tiradentes, Triângulo e Jardim Gonzaga contam com os centros.

Os pontos da conferência anterior e as propostas de implantação de novos serviços estão sendo avaliados. A abertura do evento foi feita por Célia Melo, com a conferência magna sobre a "Participação no Controle Social do Suas". Em seguida, foi realizado debate sobre o "Plano Decenal na Ótica do Município e do CMAS" e exposição da "Política de Assistência Social em Juazeiro", por Vanda Lúcia e Edson Ferreira, do Conselho Municipal de Assistência Social. Os trabalhos de grupo e propostas, além da eleição dos delegados para a VIII Conferência Estadual de Assistência Social, serão realizados na manhã de hoje.

Participam das discussões cerca de 200 pessoas. Vanda classifica a participação do público de vários segmentos da sociedade como muito boa, incluindo as entidades de assistência social, técnicos, usuários, órgãos governamentais e não governamentais e instituições parceiras. A última conferência foi há dois anos no município.

Célia ressalta a importância nos avanços da política nacional, a partir da criação e fase de implantação em 2005 do Suas. A perspectiva de concretizar o processo de implantação é até 2015. Durante esse período, a implantação dos serviços e avanços estão sendo avaliados. No Estado, ela afirma que foram inseridos serviços principalmente nas áreas de proteção social básica e proteção espacial. Nos 184 municípios há funcionamento dos Cras, com serviços financiados pelo Estado e pelo Governo Federal. O Cariri conta também com um Centro Regional de Referência em Assistência Social (Creas), em Missão Velha, o segundo do Ceará. O primeiro está na Região Metropolitana de Fortaleza.

Para a assistente técnica, Juazeiro avança, pelas primeiras avaliações feitas, nos serviços de alta complexidade, voltado para pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social, que estão afastadas da família, e de média, no caso de vulnerabilidade social, mas que continuam com os familiares.

Mais informações:

Secretaria de Assistência Social e Cidadania
Juazeiro do Norte
(88) 3572.3900


ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter do Jornal Diário do Nordeste

Colaboradora do Jornal Chapada do Araripe

Publicidade: Clínica São Raimundo - Várzea Alegre


O Blog do Crato tem o prazer de fazer a publicidade da Clínica São Raimundo, da cidade de Várzea Alegre - CE, que acredita no nosso trabalho como meio de buscar a integração regional. A Clínica São Raimundo é uma empresa conceituada. Comandada pelos renomados médicos Dr. Menezes Filho e da Dra. Ana Micaely de Morais Meneses. Especializada em pediatria, ultrassonografia, fisioterapia especializada, RPG.

Eis algumas fotos da nossa empresa/parceira que fazemos questão de divulgar:



Acima: A Logomarca oficial da Clínica São Raimundo, em Várzea Alegre.


Acima: O Médico, Dr. Menezes Filho em atividade.

Acima: Dra. Ana Micaely de Morais Meneses

Cuidando de seus pacientes com carinho e dedicação...



Clinica São Raimundo.
Rua Dep. Luis Otacilio Correia 129. Várzea-Alegre. Fone (088) 3541-1467.
Especialidade: Pediatria, ultrassonografia, fisioterapia especializada, RPG.

"Cuidando com carinho e responsabilidade do povo de Várzea Alegre !"

Anuncie no Blog do Crato.
Contatos:
blogdocrato@hotmail.com
Tel: 088-3523-2272

30 julho 2009

PAPO ENTRE AMIGOS

Crônica de Olival Honor - Papo entre dois Amigos

Quase todos os cronistas da Rádio Educadora têm curso superior. Quando se encontram para bate-papo, têm por diretriz um pensamento clássico de Berthold Brecth, meio pernóstico ou gabola, mas a rigor verdadeiro, que define as pessoas em três categorias, quando conversando: as inteligentes, que falam de idéias; as pessoas comuns, que falam de coisas; e as pessoas medíocres, que falam de pessoas. As medíocres por falta de assunto, comentam a vida alheia, mentem, caluniam, detratam, - são as conhecidas e famosas faladeiras ou fuxiqueiras, categorias na qual o Ceará é campeão brasileiro e tem o Crato como vencedor “hors-concours” de todos os certames estaduais.
Pois foi em um desses bate-papos que pedi ao meu grande amigo, Dr. João Marni de Figueiredo, conhecido pediatra de nossa cidade, o qual é também formado em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco, que me dissesse de onde vem a paixão,- por que as pessoas se apaixonam, algumas por um ideal, outras por objetos, tantas outras por animais e outras ainda, misteriosa e irracionalmente, por outras pessoas. Ele não respondeu imediatamente, mas entregou-me sua resposta seriamente escrita e de forma tão elegante e rica, que resolvi publicá-la hoje, enriquecendo esta crônica com seus conceitos.

Define assim o Dr. João Marni a origem da paixão:

“ A paixão vem de regiões escondidas da nossa alma, dos mares bravios de lá, surge de forma súbita arrebatadora feito uma doença incontrolável: sem limites, sem regras, sem remédio. É capaz de invadir, prender e matar, como um tirano. Para em seguida desatar os nós dos laços, saindo em busca de outros chamados, de onde rouba o sono e a fome. O amor...ah! , o amor é brando, paciente, contemplativo e capaz de sofrer em silêncio, querer bem sem ser correspondido; é fiel, gosta de prender-se a um aconchego, a um cafuné. Tem juízo e vem do coração do Mar da Tranqüilidade. A paixão aproxima, é chama ardente, é verão. O amor une, gruda, é fogo brando em permanente primavera. A paixão é o hoje, é terra de ninguém, “non sense”. Alimenta-se de cartas românticas.O amor é o hoje e o amanhã e alimenta-se da verdade.
A paixão prende e procria, o amor liberta e perpetua. Mas acredite: - quem criou um, criou o outro”!

29.07.2009

Agenda Cultural - Posse do novo gerente do Centro Cultural Banco do Nordeste Cariri - CCBNB

lenin

05 de Agosto
Quarta-feira
8h30
local: Teatro do CCBNB cariri

Solidariedade, cumplicidade e proteção motivaram mães de líderes estudantis cearenses


Luíza Gurjão, 94 anos; Zelinda Torres, 90 e Maria Dolores Feitosa, 85. “Três meninas danadas” que enfrentaram ditadura, polícia, governo em nome da defesa do direito dos estudantes de se manifestar. Elas foram personagens importantes na organização da Passeata dos 20 mil em Fortaleza. Quarenta e um anos depois, presenciei nesta quarta-feira (29/07) o reencontro cheio de emoção e nostalgia das amigas. Entre elas, o sentimento de dever cumprido.

A aparente fragilidade física se contrapôs às personalidades fortes. Cada uma dentro da sua característica mostrou a forma intensa em que viveram aqueles duros anos de repressão e a forma como se empenharam na luta pela liberdade. O encontro aconteceu na casa de Dona Luíza, mãe de Bergson Gurjão (militante comunista assassinado em combate nas selvas do Araguaia).

Foram abraços apertados, gargalhadas, lembranças e nostalgia. O elo inicial que uniu as três jovens mães nos idos de 1968 foram os trabalhos na Igreja da Piedade. Entre missas e palestras, surge a consciência de que a liberdade devia ser preservada. “Sempre fui contra a alienação. Acho que as pessoas devem se engajar e lutar pelos seus direitos. Nesta época meus filhos não estavam fazendo parte do movimento estudantil em Fortaleza mas mesmo assim permitia que acontecessem reuniões lá em casa”, revela Dona Dolores. Segundo ela, o sentimento de mãe era superior. “Mãe é universal. Considerava todos eles como meus filhos. Queria protegê-los”.

Com a morte de Edson Luís, assassinado em março de 1968 no Restaurante Calabouço no Rio de Janeiro, as mães desses jovens se engajaram na organizaram da passeata dos 20 mil em Fortaleza. Percebendo as articulações em torno da passeata, elas entraram em cena para garantir que os jovens teriam o direito de se manifestar como cidadãos. “Nós fomos encontrar o Governador Plácido Castelo para pedir que nada fosse feito contra os estudantes. Assinamos até um documento nos responsabilizando pela passeata: não podíamos permitir um massacre. Garantimos que não ia ter baderna”, relembra Dona Zelinda.

“Nossa intenção era garantir que os jovens tivessem o direito de se expressar mas com ordem. Eles também não queriam nos colocar numa fria”, contextualiza Dona Dolores. Na época com 44 anos, ela confessa que usou artifícios para impor mais respeito perante os militares. “Como era uma das mais jovens, colocava talco no cabelo para que os fios ficassem brancos. Quem desrespeitaria uma senhora decente?”, revela em meio às gargalhadas das colegas. Apesar de engraçado, as “garotas do barulho” confessam que o susto foi grande quando chegaram à Praça do Ferreira. “Os militares estavam nos esperando com metralhadoras. Nós, mães, íamos na frente, de mãos dadas e os estudantes atrás”, completa. Dona Zelinda tem mais recordações. “Foi lindo. Todos cantavam o hino nacional”.

Após a morte do líder estudantil no Rio de Janeiro, aumentaram as passeatas em Fortaleza. Os estudantes estavam em permanente mobilização. Em meados de 1968, numa dessas passeatas, os universitários realizaram outra manifestação em defesa da liberdade, democracia e também em busca de melhores condições de ensino na UFC. Os estudantes seguiram pelas ruas do Centro de Fortaleza até a Praça José de Alencar. Dona Luíza e Dona Dolores estavam por acaso na região e viram a concentração de policiais nas redondezas. Unidas, correram para a Igreja do Patrocínio (localizada na Praça José de Alencar) e seguraram as portas do templo para que os estudantes pudessem se refugiar lá. “Lembro que a gente pediu para um estudante que passava pelo local para avisar aos outros manifestantes que a Igreja não seria fechada”, afirma Dona Dolores. Foi nessa passeata que Bergson Gurjão foi espancado ao tentar retirar um coquetel molotov atirado debaixo de um carro para não prejudicar o movimento estudantil. “Preso, ele permaneceu internado mais ou menos por 80 dias”, contabiliza a mãe, Dona Luíza.

Dona Dolores recorda ainda que entre os estudantes havia diferença de posturas. “Os meninos do Liceu do Ceará eram mais insubordinados, mais danados. Já os universitários não. Acho que os secundaristas, por serem mais jovens, eram mais agitados”, avalia. Enquanto Dona Zelinda relembra que a manifestação passou em frente à linha de militares armados, Dona Luíza revela que as imagens daqueles tempos ainda permanecem vivas. “Tem noites em que deito e fico revivendo aquilo tudinho”.

Sobre o Bergson, Dona Dolores revela: “Ele era controlado, de paz. Era exatamente o tipo de manifestante que a gente queria. Não gostava de bagunça nem baderna, só queria o direito de protestar”. As declarações dela vão além. “A gente era quase doida. Acho que é por isso que ainda hoje tenho esse espírito briguento. Sinto-me feliz e orgulhosa com o que fiz. Só lamento a alienação da juventude de hoje. Deveriam ter o espírito mais aguerrido dos universitários daqueles anos”.

Espírito de mãe

Tânia Gurjão, irmã de Bergson que também participou do encontro compara: “Elas lembram as mães da Praça de Maio da Argentina”. As três mães cearenses retratadas aqui simbolizam um sentimento que perpassou outras tantas mães, algumas delas sem sequer ter filhos envolvidos no movimento estudantil na época. Para ter a perspectiva de viver dias melhores com a família era preciso antes disso a consolidação da democracia e da justiça no país. Determinadas na luta de garantir o futuro dos filhos, muitas ousaram e se engajaram da defesa dos ideais de liberdade. Espírito de mãe é assim mesmo: vai além.

Bastidores

Ielnia, irmã de Bergson que mora nos Estados Unidos, também conversou conosco via Internet. Ao ver as três garotas via webcam afirmou: “Estão uns brotos!”. Fátima Feitosa, filha de Dona Dolores, também participou do animado encontro.

Após duas horas de bom papo, Dona Luíza nos serviu um farto café. Os biscoitos, pães de ló e torta de maçã foram feitos pessoalmente por ela. Ao avistar a mesa diversificada, Dona Dolores declara: “Não vamos contar tudo hoje não. É bom que a gente guarda mais histórias para outro dia. Assim a gente vai ter o pretexto de voltar aqui novamente.”

Sentados à mesa, todos fazemos uma oração liderados por Dona Dolores. Agradecer a oportunidade do reencontro e a fartura do café foram os pontos da oração.

“Não podia vir mas não podia deixar de vir”. Foi com esta frase que Dona Zelinda expressou a felicidade de estar com as amigas e relembrar o passado.

Ao final do encontro, Dona Luíza recebe a visita do advogado Benedito Bizerril. O comunista levou o filho Bergson, nome dado em homenagem ao guerrilheiro cearense, para apresentar e conhecer a família do líder estudantil morto no Araguaia.


De Fortaleza,
Carolina Campos com colaboração de Inácio Carvalho e Mariano Freitas

Postagens Históricas - O CRATO QUE QUEREMOS - Por Jorge Emicles - Radialista


Nota de Abertura:

O Blog do Crato é muito veloz. Disso ninguém duvida. Um artigo postado na manhã de hoje, poderá ao fim do dia estar quase perdido no meio de tantos outros. Chega-se à conclusão que muitas vezes estamos a comer sem digerir, e ler sem refletir. E tantas coisas belas e importantes já têm sido escritas aqui ao longo de todos esses anos. Trago hoje um artigo, escrito por Jorge Emicles, que causou muito impacto na época, quando tínhamos apenas uns 2.000 acessos, e certamente merece que os nossos novos leitores possam ler, quando chegamos a 29.600 acessos mensais.


Nascido da expansão do gado, no conhecido ciclo do couro, toda a região do Cariri se firmou a partir da guerra. Primeiro inimigo enfrentado e vencido, foram os índios da valente nação Kariri, os quais opuseram firme resistência aos colonizadores jesuítas, primeiro porque se mostraram indiferentes às tentativas pacíficas de catequização e mais tarde porque ofereceram séria resistência à ocupação pela força. Tal realidade em verdade fez perecer quase que completamente os primitivos ocupantes da região, não conseguindo, contudo, aniquilar sua viril cultura. Mas o fato é que os veios de sangue definitivamente marcam as origens e tradições culturais da região.

Vencidos os bugres, ainda assim persistiu o povo caririense com o estigma da violência, tanto pelas invencíveis guerras dos coronéis quanto especialmente pelos movimentos revolucionários que se instauraram no Cariri, pelas mãos de José Martiniano de Alencar e sua irmã Bárbara, os quais culminaram com a proclamação da independência e república em 1817, prisão dos revolucionários em Fortaleza e Salvador e ressurgimento do movimento, o qual terminou com a definitiva ascensão política de seus cultores e definhamento e morte de seus inimigos. Não contudo, sem a presença do sangue, como são os casos do assassinato em batalha de José Martiniano e o fuzilamento de Pinto Madeira, fato que nas palavras do ilustre Raimundo de Oliveira Borges se constitui na única (preferimos dizer maior) injustiça praticada pelo Poder Judiciário da Comarca do Crato – que por sinal é a mais antiga de todo o interior Cearense.

Chegados os anos áureos, que vieram junto com a estrada de ferro, o Crato foi o grande comandante político e econômico da região. Centro do comércio local, o Crato e o Cariri representaram importante marco no povoamento e desenvolvimento regional, inclusive porque estão localizados no centro geográfico do nordeste brasileiro. Tal importância é por sinal, muito bem relatada pelo ilustre antropólogo carioca Darci Ribeiro em obra fundamental ao entendimento da construção da nação brasileira, cujo título é O POVO BRASILEIRO.

Sedimentada sua economia não só no comércio, como também e com igual importância no cultivo e industrialização da cana-de-açúcar, o Crato sofre enorme revés com o fenômeno social do Padre Cícero. Primeiro porque suas lideranças não tiveram a real percepção da ilustre figura do patriarca de Juazeiro, o qual viam como um conspirador contra os interesses oligárquicos locais e depois porque levaram sua resistência aos extremos, inclusive incitando a guerra, como foi o caso da invasão do Crato pelos romeiros em 1914, fato que até o presente deixa severas marcas na cultura e no imaginário popular local, o que somente repele a consciência da necessidade de ações conjuntas em toda a região. A violência, contudo, não se resume somente a isto, sendo igualmente marcante a destruição do povoado do Caldeirão do Beato José Lourenço, que como um dos mais importantes herdeiros do Padre Cícero, representa o mais evidente símbolo dos perigos que as idéias de associativismo representava para a oligarquia canavieira local.

Mesmo ante o ocaso, e apesar da renitente falta de visão e compromisso dos seus líderes, o Crato ainda consegue sobreviver e se manter como marco regional. Apoiado agora nas suas raízes culturais e tradição educacional, firmadas a primeira pela ação indelével das tradições folclóricas resistidas e que se apóiam em todos os importantes eventos históricos, mesclando a ação dos diversos povos que firmaram suas origens e a segunda na ação positiva da igreja católica romana, que de há muito plantou as sementes do conhecimento, seja através do Seminário São José, do Colégio Diocesano e mesmo da antiga Faculdade de Filosofia que é o marco fundador da própria Universidade Regional do Cariri. São todas estas tradições e valores que transmudaram o Crato na conhecida Capital da Cultura, título reconhecido pelo próprio Governo Estadual na administração de Lúcio Alcântara.

Contudo, mesmo ainda gozando de relativa importância, é forçoso reconhecer que o Crato vive processo de decadência, o qual precisa ser estancado, para o que é imprescindível reconhecer que nem a cidade nem os tempos são mais os mesmos. Viver do saudosismo do passado e se impor a importância que não mais se tem são na verdade mecanismos que somente auxiliam o próprio declínio. Assim, para voltar a crescer é preciso, verificando as novas realidades do mundo moderno, reconhecer quais seriam as vigentes e próprias vocações do Crato. Não adianta tentar competir na força do comércio e da crescente metrópole, porque inquestionavelmente este espaço já foi tomado pela vizinha Juazeiro do Norte; Não vale pretender retomar espaço de pioneiro na industrialização também. As verdadeiras vocações do Crato, à toda prova, definitivamente estão na valorização da cultura local e meio ambiente privilegiado, através de diversas formas da exploração da chamada indústria sem chaminés que é o turismo. Assim, é de se criar estruturas melhores visando a exploração deste turismo, o qual representará sem dúvidas o caminho a ser percorrido para a recuperação da importância local, seja no estímulo à criação de novos cursos acadêmicos, tanto valorizando a própria URCA quanto estimulando a vinda de novas Universidades, a exemplo do Campus Avançado da Universidade Federal do Ceará, que teimam os políticos de Juazeiro em levar para aquelas terras, o que atrairá um maior número de estudantes e intelectuais os quais incentivarão sobremaneira a economia local, da mesma forma que se prescinde da criação de espaços capazes de valorizar o folclore local, fato que permitirá a visita de maior número de turistas os quais também necessitarão da estrutura de organizações ligadas ao turismo ecológico, explorando as belezas da Floresta Nacional do Araripe com suas trilhas e mirantes; tudo isso passando imprescindivelmente pelo fortalecimento da rede hoteleira.

Um administrador de visão, que conscientemente pretenda soerguer novamente o Crato aos patamares de importância que já teve, terá de percorrer estes caminhos, sendo puramente demagógico qualquer outro discurso que se baseie na importância perdida e nos valores que já não mais se tem, como ocorre com a grande maioria dos políticos, isto porque o trem da história já partiu, deixando-os presos a um passado que não volta mais. Neste sentido, não se pode negar a participação positiva da atual administração municipal, que a partir da recuperação de prédios históricos locais, como a REFFESA e o Cine Teatro Moderno, não se prendeu simplesmente ao saudosismo, com o equivocado discurso de que o Crato voltaria à importância pretérita, mas ao contrário, dotou a cidade de valiosos equipamentos através dos quais a cultura local poderá se exprimir livremente, significando marcos necessários à estruturação destes novos caminhos. As metas assim, restam traçadas, cabendo ao governo local e estadual, na medida em que tenham verdadeiros compromissos com o povo cratense desenvolver as ações necessárias à sua concreção.

Crato, 24 de junho de 2007.

Por: Jorge Emicles Pinheiro Paes Barreto
Professor Universitário - Radialista
Foto: Dihelson Mendonça

Dilma diz que Brasil está maduro para ter sua primeira governante mulher

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou durante um encontro com a presidente do Chile, Michelle Bachelet, em São Paulo que "sem dúvida, o Brasil poderá ter uma presidente". As duas participaram de um café da manhã em um hotel de São Paulo.
"Temos um presidente metalúrgico, os Estados Unidos elegeram um presidente negro e o nosso País está maduro politicamente para ser representado de diversas maneiras. Além do mais, somos (as mulheres) a maioria da população", disse a ministra.
Fonte: site Terra
Postado por Armando Lopes Rafael
Meu comentário:
A ministra Dilma Vana parece não saber que a Princesa Isabel foi a primeira mulher a ocupar a Chefia de Estado no continente americano (e por três vezes) quando das ausências do seu pai, o Imperador D. Pedro II. Depois dela, um século depois, na década 70 do século XX foi que a Argentina teve uma presidente – Isabelita Perón, deposta pelos militares daquele país. A Princesa Isabel governou o Brasil durantes os gabinetes dos primeiros-ministros Rio Branco (1871 a 1872), Caxias (1876 a 1877), Cotegipe e João Alfredo (1877 a 1888). Depois dela – até hoje – nenhuma outra mulher governou o Brasil. Em 120 anos desse regime republicano só os homens governaram o Brasil.

Preparando-se para o ENEM

A palavra “transporte” vem do latim trans (de um lado a outro) e portare (carregar). Podemos dizer que, em síntese, transporte é o movimento de pessoas ou coisas de um lugar para outro. Os transportes podem se distinguir pela possessão, onde o transporte público é destinado a qualquer pessoa e o privado é restringido somente a quem os adquiriu. Os transportes contêm três elementos: infra-estrutura, veículos e operações comerciais.
Infra-estrutura é a malha de transporte: rodoviária, férrea, aérea, fluvial, tubular, etc. Os veículos são automóveis, bicicletas, ônibus, trens e aeronaves, que utilizam essa malha.
As operações são as formas como esses veículos utilizam a rede, como leis, diretrizes, códigos, etc. Os meios de transporte ainda podem ser divididos em: - Terrestre: Carros, ônibus, trem, etc. - Aquático: Navios, canoa, barcos, etc. - Aéreos: Aviões, helicópteros, balão, etc. - Tubular: Gasoduto, oleoduto, etc.

Saudações Geográficas!
João Ludgero

Previsão do Tempo e Almanaque


B
om Dia! Hoje, Quinta-Feira, dia 30 de Julho do ano de 2009 DC. A previsão do tempo para hoje, é de Sol com algumas núvens e Não choverá. O nascer do sol em crato acontece às 05:50 e o pôr-do-sol, às 17:38



ALMANAQUE:

Hoje, dia 30 de Julho é comemorado pela Igreja Católica, o Dia de S. Pedro Crisólogo

Pedro, nascido em Ímola, em 380, recebe o apelido de Crisólogo - que significa “palavra de ouro”- pelos brilhantes sermões que proferia. Dotado de sabedoria e conhecimentos, Bento XII outorgou-lhe, em 1729, o título de Doutor da Igreja. Em 424, foi eleito bispo em Ravena , mostrando-se bom pastor , prestativo, tratando sem distinções pobres e ricos .

A sua personalidade marcante e autoritária era reconhecida em todo o corpo clerical , que confiava as suas indagações a esse santo, como por exemplo, na questão monofisitista que coloca Cristo em uma só natureza muito discutida e condenada no Concilio de Calcedônia.

Demonstrando sua paixão pela Igreja e pelo seu oficio, enfrentou até a ruptura que estava acontecendo com o Império romano e que colocava Ravena em uma situação delicada . São Pedro Crisólogo morreu no mesmo lugar de seu nascimento, em Ímola , a 31 de julho de 451.

Hoje na História:

Em 1971, Os astronautas David Scott, James Irwin e Alfred Worden, chegam à Lua a bordo da Apolo 15. A Apollo 15 foi a primeira das missões de caráter eminentemente científico à Lua após as primeiras missões de reconhecimento, e a primeira a utilizar o jipe lunar na superfície do satélite. A tripulação era composta por David Scott, Alfred Worden e James Irwin, o lançamento foi a 26 de julho de 1971 e o retorno à terra a 7 de agosto de 1971.

Os astronautas Scott e Irwin passaram três dias na superfície da Lua, com um total de 18 horas fora do módulo lunar em atividades extra-veiculares. A missão foi a primeira a pousar em terreno acidentado, fora do mare lunar, e a tripulação explorou a região no primeiro transporte construído para se movimentar na Lua, afastando-se do módulo Falcon por distâncias não possiveis nas missões anteriores. A dupla de astronautas coletou um total de 77 kg de material lunar e os trouxe de volta à Terra.

Frase do Dia:

"Não existe nenhum caminho lógico para a descoberta das leis elementares do universo – o único caminho é o da intuição."

Albert Einstein

Fonte: Edições paulinas, Barsa, Climatempo, Wikipedia

Edições Anteriores:

Novembro ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30