24 junho 2009

CONHECER UM POUCO DE ARTE - Por Edilma Rocha

Hoje temos o privilégio de ter acesso aos museus e pinacotecas. Temos também os meios de comunicação como este, para conhecer e entender as obras de arte. Acho muito importante despertar aqui o interesse dos jovens, estudantes, professores e até mesmo das pessoas em geral para ver o nosso museu de arte com outros olhos, o do conhecimento. Comecei estas crônicas ( veja textos anteriores) falando de museus, conservação, preservação e restauração.Em breve teremos um espaço a altura dos visitantes inclusive com bliblioteca para pesquisas de artes em geral, estamos trabalhando para isso acontecer. Existem no nosso arcervo várias obras expostas que precisam ser vistas, mas,ver não é o mesmo que olhar. Ver é apenas abrir os olhos e olhar é abrir a mente e usar a inteligência. Olhar uma pintura é como fazer uma viagem com muitas possibilidades de preparação para uma expedição, e a melhor maneira é ter um guia que lhe ajude a se familiarizar ao novo lugar e lhe mostrar coisas que aos nossos próprios olhos passariam despercebidas. O conhecimento através de textos ou livros específicos oferecem recursos para uma viagem ao mundo das artes.
Cada pintura tem um tema e um estilo escolhido pelo artista e toda uma mensagem ou intenção de se comunicar pelo visual para atingir a sensibilidade do espectador. Geralmente os temas são fáceis de entender, pois ao criar as obras os artistas estão familiarizados com a história em que vivem naquele momento, facilmente identificadas com as datas e épocas da pintura executadas: como os temas bliblicos, Deuses da antiguidade, mitologia grega, lendas, surrealismo, abstratos, modernos e contemponânios. e descobrir estes mitos e verdades desperta no visitante o prazer de observar uma pintura. Isto compreende as técnicas utilizadas, o emprego das tintas à óleo ou água, muito usadas, os traços do desenho e as pinturas acidentais, muito frequente nos novos artistas em querer fazer sem saber. Há Também o simbolismo como uma linguagem entre o espectador e o objeto, as alegorias da época, os cenários, figurinos, paisagens, até as crenças estão representadas. O espaço e a luz criam um domínio de ilusão sobre uma tela plana e é preciso domínio para conseguir o efeito de uma realidade criada. Os estilos são características próprias facilmente reconhecidas que se refletem em todas as pinturas desde o início da evolução da história, passando pelo Renascimento aos nossos tempos atuais. Não afirmo que o conhecimento profundo de arte seja também coisa fácil. É necessário o estudo dos significados pela quantidade de estilos e épocas a serem dominados. Isto requer interesse e muito estudo visual e escrito. Ter a orientação é muito importante, mas também possuir a sua interpretação no caso dos modernos e abstratos é um direito de cada um, através da sua própria visão e sensibilidade. Muitas vezes um não enxerga exatamente o que o outro vê, ou o que o artista se propôs a mostrar, podemos guardar para nos mesmos a possibilidade de um entendimento.
Uma obra prima significa um trabalho submetido à apreciação profissional tendo a prova de que o artista dominou todas as suas habilidades e técnicas necessárias. As vezes oferecem a capacidade de falar coisas além da sua época com inspiração e significado. Os grandes pintores continuam sendo os mestres para um aprendizado visual. Na história da arte mundial temos dois nomes considerados os gigantes, Giotto e Picasso, pois conseguiram reescrever as regras das alternativas visuais. No século XVIII o comércio das artes era feito por encomenda, geralmente pelo Clero e a Corte Real. Poucos podiam sobreviver sem patronos, comerciantes e colecionadores, e nem sempre tinham qualidades, o que não diferencia muito da atualidade. Um artista para se destacar precisa de muita coragem e individualidade. Essas qualidades podem ser a curto prazo ou não. Mas o reconhecimento em vida são poucos os contemplados e as vezes depois de sua morte em situações especiais. Mas só aqueles que fizeram realmente obras-primas resistem as críticas e julgamentos.

São consideradas obras-primas mundiais os seguintes quadros, técnica, pintor e local em exposição:

- Adoração dos Reis Magos / afresco / Giotto/ Itália;
- A Anuciação / Témpera sobre madeira / Fra Angelico/ Itália;
- O Casal Arneolfini / Óleo sobre Madeira / Jan Van Eyek / Londres;
- A Deposição /Óleo sobre madeira / Rogier Van Weideu / Madri;
- O Batismo de Cristo / Témpera sobre madeira / Piero Della Francesca / Londres;
- A Batalha de San Romano / Témpera sobre madeira / Paolo Vercello / Londres;
- O Nascimento de Vênus / Témpera sobre madeira / Sandro Botticelli / Florença;
- O Jardim das delícias / Óleo sobre madeira / Hieronimus Bosch / Madri;
- Mona lisa / Óleo sobre madeira / Leonardo da Vinci / Paris;
- A Tempestade / Óleo sobre Tela / Giorgioni / Veneza;
- Teto da Capela Sistina / afresco / Michelângelo / Vaticano;
- A Escola de Atenas / afresco / Rafael / Vaticano;
- Baco e Ariadnne / Óleo sobre tela / Ticiano / londres;
- Os Embaixadores / Óleo sobre madeira / Hans Holbein / Londres;
- O Enterro do Conde de Orgaz / Óleo sobre tela / El Greco / Toledo;
- A Ceia em Emaús / Óleo sobre tela / Caraggio / Londres;
- Sansão e Dalila /Óleo sobre madeira / Peter Paul Rubens / Londres;
- As Meninas / Óleo sobre tela / Diego Velázkeuez / Madri;
- O Estúdio do Artista / Óleo sobre Tela / Jan Vermer / Viena;
- Juramento dos Horácios / Óleo sobre tela / Jasques Louis Davis / Paris;
- Os Fuzilamentos de 03 de maio de 1808 / Óleo sobre Tela / Francisco de Goya / Madri;
- O Estúdio do Pintor / Óleo sobre tela / Gustave Courbet / Paris;
- A Aula de Dança / Óleo sobre tela / Edgar Degas / Paris;
- Almoço em La Grenovillére / Óleo sobre tela / Pierre Auguste Renoir/ Washington;
- Um Bar no Folies - Bergere / Óleo sobre tela / Eduoard Manet / Londres;
- Quarto do Artista em Arles / Óleo sobre tela / Vincent Van Gogh / Paris;
- Natureza - Morta com Molde de Gesso / Óleo em papel sobre madeira / Paul Cézanne / Londres;
- Guernica / Óleo sobre tela / Paplo Picasso / Madri;

Todos esses quadros já foram por mim motivo de estudo e contemplação através de viagens, realizadas ao longo da minha tragetória artistica. Sem comparações aos museus anteriores, espero apenas um espaço condinzente com a nossa realidade, para mostrar as obras do Museu de Artes Vicente Leite, com material digno de pesquisas e estudos para as gerações futuras.

Edilma Rocha

10 comentários:

  1. Edilma: eu sei que você perdoará a ousadia. Afinal ofereço uma tarefa em que nada tenho para contribuir. Então, espero que de antemão já perdoado, vem a sugestão. Que tal se você publicasse fotos de cada uma destas pinturas, quem sabe em pares ou trincas de cada vez, falando sobre o olhar de cada uma delas. O que significam, mas especialmente o que o olhar se toma de conhecimento por elas.

    ResponderExcluir
  2. Vale,
    Longe pensar em ousadia qualquer coisa vinda de você, não tenho nada a perdoar e sim a agradecer o seu tempo em querer me orientar.
    Vou tentar material suficiente para essa publicação, pois no momento do texto me serviu de ajuda apenas o meu conhecimento,
    O olhar com fotos seria melhor para
    abrir a mente do expectador. Prometo que farei o posivel pelo menos com algumas, mas as do museu do Crato tenho material suficiente.
    Quero antes da nova inauguração do Museu do Crato passar aos leitores todas as informaçoes sôbre o acêrvo.

    Obrigada !

    ResponderExcluir
  3. Minha querida Edilma Rocha,

    Eu hoje liguei para a Socorro Moreira, e procurei o número do seu telefone ( e não tenho ) porque analisando os teus artigos, cheguei à conclusão de que você é a pessoa mais apropriada para chefiar a seção de Arte e Cultura do Jornal Chapada do Araripe. Sua escrita leve, gostosa de ler, direta, e até jornalística, sem rodeios, dá logo o tom que se precisa num jornal.

    Gostaria muito que você aceitasse. Basta ficar postando esses mesmos artigos de arte e cultura que você já vem postando e abordando temas relacionados.

    Sinhá D´Amora, Di Cavalcanti, eu posso te ajudar levando os músicos, tipo o caderno 3 do DN.

    Escreve para meu e-mail, e me passa teu telefone:

    blogdocrato@hotmail.com

    Outros nomes:
    Socorro Moreira ficará no caderno de Variedades, e Claude Bloc ficará no de Literatura, sendo que uma ajuda a outra. E eu também.

    Eu, o Toinho, e mais alguns, ficaremos mais nas Notícias, que é um setor complicado.

    Estou procurando colaboradores para Política, Economia ( poderia ser o Zé do vale ), Armando Rafael poderia fazer uns artigos para a seção de Arte e Cultura, e a maioria de nós já escreve crônicas.

    Amilton Silva é Futebol, Carlos Rafael pode ficar na chefia das crônicas.

    George Macário vai ser Colunista. A coluna do George. Sobre diversos assuntos.

    O que quero prezar é a linguagem e formatação essencialmente jornalística, que poderia ser apresentado em qualquer lugar do mundo. Lembrando que Blog é muito pessoal. Jornal é Impessoal.

    Acho que com essa turma aí e mais alguns, estaremos na direção certa.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  4. Meu amigo Dihelson,

    Estou chegando no Crato sábado dia 27 e poderemos conversar pessoalmente sôbre o seu especial convite que me deixou orgulhosa de
    servir a minha cidade do Crato e a você respectivamente.
    Enviarei por depoimento no seu orkut os contatos solicitados.

    Grande abraço !
    Até breve !

    ResponderExcluir
  5. Di, querido !
    Conversei com a Claude e sugerimos nomes para comandar o caderno de variedades :
    A.Morais, Carlos Esmeraldo , Wilson Bernardo, Dr. Valdetário ...
    -Vou convocar João Nicodemos para juntar-se ao grupo.
    - Emerson Monteiro é bom em tudo !
    Na medida da inspiração , postarei no caderno domingueiro . Quem sabe sobre a história da MPB ? Obviamente , monitorada por você.
    Sexta-feira próxima às 21 h ,comemoraremos o niver da Claude, no virtual. Local : Sala de bate-papo.
    Eu posso levar o bolo e o champagne.
    Você leva o piano.
    Edilma fará a decoração da sala.
    Zé do Vale será o mestre de cerimônia ou da descontração ?
    Fotógrafos temos de sobra , e da mais alta qualidade.
    Quem estiver sem câmera dançará a valsa.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Socorro,

    Eu já tenho a impressão que será uma maravilha, com todo esse pessoal competente e animado no cadrno de variedades. Muito bem lembrado o Wilson Bernardo e o Dr. Valdetário, autor do nosso "matematicando". Tenho aqui um material que pode ser interessante para essa seção de vez em quando também.

    E a gente poderá trabalhar com pautas. Dias especiais, reportagens especiais.

    Postar lá no Jornal Chapada do Araripe é tão simples quanto postar aqui no Blog. Até uma criança postaria bem. Então, creio que ninguém terá dificuldades. Depois eu passarei por aí pra gente conversar melhor, já com a Claude e a Edilma. Posso até chamar o Bernardo e o Valdetário. vc pode convidar quem quiser.

    Mas estou lembrado que iremos nos ver todos em muito breve...

    Amiga Edilma, chegue logo por aqui, para conversarmos. Também irei pegar os "dados" lá pelo Orkut.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  7. Prezada Edilma, quero parabenizar pelo seus textos que tem postado aqui sobre artes visuais, sobre o Museu, e aproveitar por ver o seu conhecimento em artes que faço esse convite também para ser colaboradora do site que administro o (www.artesvisuaiscariri.blogspot.com) Seria uma honra que fosse uma colaboradora, um site que tem ganho espaço como informativo no Brasil sobre os salões, pensamentos, etc. Recentemente vi que foi selecionado como clipping num site de uma artista e fotógrafa de São Paulo, entre outras. Se confirmar, vc me manda seu e-mail que te mando um convite. Abraços

    ResponderExcluir
  8. Calma, Chrystian,

    A Edilma mal começou a ser minha colaboradora e você já quer "aliciar" a minha "pequena" para o seu site ? rs rs

    Edilma, hoje estaremos nos reunindo lá na casa da Socorro. É uma pena que vc ainda não esteja por aqui. Muitas coisas do corpo editorial serão discutidas, mas qualquer coisa, amanhã te repasso, ok?

    Um grande abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir
  9. È Dihelson seus textos me encantaram, rsrr, mas sei que será um sucesso com o Chapada do Araripe. Está maravilhoso o Layout. E por falar em Layout, sei que fará um belissimo site para o museu. Ficarei aguardando quando tudo tiver organizado e tudo certo, espero que ela possa me dar uma posição.

    ResponderExcluir
  10. Crystian Marques

    Obrigada pela sua leitura aos meus textos. Isso me faz ver que estou alcançando o meu objetivo, uma integração entre o nosso museu de arte e artistas locais.
    Tenho outros planos futuros e vou precisar de todos os artistas locais para o projeto.
    Espero contar com você.

    Com admiração
    Edilma Rocha

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.