30 abril 2009

São 7 da Noite sem direito a Café da Manhã - Crítica ao Homem Moderno.


Vida Particular. Quem tem ? Nossa vida não é nossa. É Pública !


Muitos podem estar se perguntando porque o administrador do Blog estaria escrevendo sobre fatos da vida particular, mas é que são 19:00, acabo de chegar em casa. Comecei o dia de trabalho às 07 da manhã, escovando os dentes com um celular na mão, e até agora não parei um segundo, de modo que ainda não deu tempo nem de tomar o famoso e desejado café da manhã. Ao sair, a nossa "secretária" ainda perguntou: Sr. Dihelson, quer tomar o café ? "Não! Não tenho tempo!"

E aqui, depois de todo esse cansaço, depois de tirados os sapatos sociais que doem nos pés, fico a me questionar sobre o sentido da vida... Para onde muitos de nós está indo? O que temos feito de nós mesmos, e o que esperamos do futuro... e me veio a idéia de que muitos de nós devem estar chegando em casa agora também, alguns ainda sem almoço, trabalhando como animais de carga, e que devem estar ligando seus computadores agora. Aonde a tecnologia nos levou ? será que ela melhorou a nossa qualidade de vida ? Ou somos escravos de um mundo tecnocrático ? Escravos das tecnologias altamente necessárias ao funcionamento do mundo moderno ?

Só sei que meus dedos latejam. O quanto caminhei hoje, não faço idéia. Desde que acordei, as centenas de telefonemas que recebi e disquei, as dezenas de e-mails respondidos, as reuniões cumpridas, as reuniões a marcar, os contratos para assinar, o encarte do meu CD para editar... isso tudo é muito confuso! Hoje foi um daqueles dias em que tocam os 3 celulares ( Claro, Tim e Oi ) ao mesmo tempo. Um dia daqueles em que somos chamados a 3 reuniões em horários conflitantes. Um dia em que haviam compromissos marcados em outra cidade e não foi possível cumprir. Um dia em que havia que passar nas oficinas para ver o estado do material a consertar. Um dia em que era preciso enviar a Fortaleza material para gráfica e não deu tempo. Em que precisava editar trabalhos no Adobe Indesign, Photoshop e Illustrator, sem saber muito bem e lendo os HELP...um dia em que foi preciso decidir sobre encontros e reuniões na capital no mês de maio. Um dia em que precisou-se rever contratos de publicidade. um dia em que precisaei receber o técnico da OI que veio instalar nova linha telefônica, sem ter tempo de receber ninguém. Um dia em que atendemos ligações de amigos que reclamam sobre postagens erradas em local A ou B do Blog. Um dia em que precisamos criar listas de materiais para compras e fazer busca de preços na cidade. Um dia em que precisa-se trocar a programação semanal da Rádio Chapada do Araripe. Um dia em que esqueci de comprar as baterias dos No-Breaks, que há 1 mês me cobro, e esqueci de levar os sapatos para o sapateiro. Um dia em que precisei sair batendo fotos no sol quente sobre matérias da despoluição visual. Um dia em que precisei visitar loja de material de informática para fiscalizar se determinada compra está dentro do pedido. Um dia em que precisei apartar brigas de amigos, anotar na agenda os compromissos da próxima semana, e providenciar a atualização das notícias, fiscalizar as notícias do dia, verificar websites e conversar com os repórteres, e ainda ter um tempinho para os amigos...

Com tudo isso, quem precisa se alimentar ?
E voltamos ao início da nossa crônica do homem moderno. Essa rotina não é muito diferente de outras pessoas quando dizem não ter tempo nem para se coçar. Antes eu imaginava que esse tipo de gente não existia. Era da imaginação. Sem falar daquelas pessoas que ao nos ver passando apressadamente no centro da cidade , querem parar para conversar 1 hora de relógio marcado. Como não dispomos mais desse tempo, devemos limitar as conversas a 3 minutos, no máximo, daí dizem que "ficamos importantes".

Mas o cúmulo da vida moderna, amigos, são aquelas pessoas que nesse tempo tão curto que dispomos, se acham no direito de sentar-se numa cadeira, e nos telefonar para conversar balela, pensando que temos o dia inteiro para eles. E o engraçado é que nem conseguimos desligar o telefone, pois essas pessoas puxam outros assuntos. Então a regra número 1 do homem moderno seria: "Sempre que telefonar para alguém, pergunte primeiro: Você tem tempo de me atender agora ? Eu posso ligar noutra hora ?" . Porque nos dias de hoje, tempo mais do que nunca, vale ouro. E muitas vezes, nem ouro nem tempo nós temos mais. E a pergunta ainda persiste na minha mente: O que temos feito da nossa vida ? Vida e Stress tem início com o nascimento, e teremos a eternidade para descansar.

Dihelson Mendonça

"Não sois máquinas. Homens é que sois!"

Charles Chaplin


3 comentários:

  1. Ilustre Dihelson,

    Não esquente "home", encare a situação de forma otimista, saudável, risonha e positiva.
    Ao abdicar do café, do almoço e do jantar você, por exemplo, jamais será um obeso, jamais será um escravo da balança, jamais deixará de arranjar uma gata em razão dos famosos "pneus" à altura da cintura, estará sempre com o colesterol, triglicérides e outros babados dentro dos limites e será sempre (suprema glória) um sério e potencial candidato a compor a lista dos "homens mais elegantes da cidade".
    Como você vê, é tudo uma questão de angulação, de perspectiva, de encarar a vida esportivamente.
    E então, prá que tanta reclamação...

    ResponderExcluir
  2. Amigo Dihelson

    Acho que você chegou a beira do caos. Isto tem como ponto final um baita do enfarte. Queremos sim, o nosso querido blog bem dinamico, porém, preferimos antes, o amigo saudável, cheio de alegria e com muito tempo para os amigos.
    Um forte abraço

    Jair Rolim

    ResponderExcluir
  3. Pois é, Amigos,

    Mas o Blog é a parte que não me causa nenhum stress. pelo contrário, isso aqui é o parque de diversões.

    Falando nisso, chegou a melhor hora da noite, que é desligar os celulares, e assistir aos meus DVDs de STAR TREK - Jornada nas Estrelas.

    Como diria Spock:

    "Vida Longa e Próspera"

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.