03 janeiro 2009

Blog do Crato e Cariricult - Instrumentos de Força e União dos Kariris


Um papa e dois reis conluiaram dividir as nossas terras, em 1494, “descobertas” por Colombo, em 1492. E uma linha imaginária passaria no Brasil, fechando 370 léguas. Foi o Tratado de Tordesilhas. Os reis de Portugal e Espanha, católicos, trocaram tiros, brigaram depois, por causa dessas terras. È isso mesmo pessoal, briga de homens sempre foi por causa de Terra e Mulher... e só se resolve no tiro, dizia seu Zé Peixeira na Chapada do Araripe, no Interflúvio do São Francisco e Jaguaribe.
Os reis “descobriram” as terras, e por isso entenderam de distribuí-las como se fossem seus donos. E eram mesmo. Tinham a permissão de Deus, coragem e força. Todas as viagens e descobrimentos foram financiados por eles e sua quadrilha. Seu grupo de armadores, comerciantes e nobres. E o vil metal no meio, porque ninguém faz nada sem essas coisas. E haja marra. Expedições e mais expedições, de reconhecimento, militares e colonizadoras, repleta de monstros sanguinários, desfloradores, mas com uma missão religiosa levar a civilização cristã aos selvagens. Isso era o mais importante.
Lutas, resistências, no Brasil oriental. Os civilizados x os autóctones. Depois veio a idéia, catequizar para dominar.
E a nossa Pindorama começou a sofrer o reboliço das forças geográficas e sociais – NATUREZA E SOCIEDADE; A sociedade sendo responsável por todas as transformações tanto do meio natural e cultural da nossa Pindorama. Os elementos naturais são as forças do meio geográfico e a sociedade as forças do meio econômico.
Quando nos identificamos com o Crato, é um forte pertencimento que temos não só ao povo, mas também ao chão, a terra à nossa Chapada! Quero dizer que o Cratense não vive muito tempo fora deste torrão, isto é do nosso meio geográfico, a base física, material, onde nós vivemos, agimos e reagimos, findamos ou morremos.
Esta escrito em todos os livros sagrados, que nós fomos feitos de barro... e voltaremos a ser pó, terra, barro, força, atomismo, energia...; daí a verdade “científica” de que tudo no mundo se transforma, muda, e nada se perde ou se destrói, sim verdade científica trazida para cá, pelos filhos dos dominantes do cariri que estudaram lá pelas europas do Pernambuco, pois os cariris que aqui estavam não sabiam disso não! Foi preciso um Frei ensiná-los.
Nasce então o misticismo, a religiosidade do cratense, sua crença em outra vida, numa vida futura, além da morte, com evolução espiritual, mental, destinações, forças invisíveis que vão guiando, orientando, na nossa luta pelo aperfeiçoamento até o aperfeiçoamento absoluto ou o homem-deus na sua imagem ou semelhança; daí o direito fundamental, individual e social, de ter ou não ter religião, ser ou não religioso, como velho processo de acomodação, adaptação ou proteção na sua luta de homem dentro do cariri católico e ateu, com os fatores fé, confiança e crença no futuro material e espiritual dele e da humanidade. É isso mesmo na Pindorama e no Cariri a fé faz o HOMEM CARREGAR CHAPADAS NAS COSTAS...
Como se ia conversando, se somos telúricos, nasce ai antropologicamente, o homem regional, o homem cariri. Daí esse amor inexplicável, danado, arrochado, cheirando a pequi, patriótico, que nós temos e sentimos pelo “nosso pé de serra” ou pedaço de chão, onde nascemos, crescemos, nos fizemos homens, trabalhando, multiplicando filhos e bens. È por isso que entendemos o amor e o pertencimento de TODOS KARIRIENSES, e muitos outros, que mesmo estando distantes e não sendo autóctones do Kariri, já aprenderam a amá-lo, e com certeza por amor ao cariri esses lutam, trabalham, se revoltam e vão á guerra, cada um com suas armas, quando despojados pela violência dos exploradores, dos parasitas da terra e do trabalho social.
Temos uma arma nova em defesa dos Kariris – o Blog do Crato e o Cariricult, ambos do Crato, não do Brasil! ou melhor ainda do mundo!
Se antes as expressões dos Kariris como poesias, pensamentos, propostas, a arte em si, não tinha tanta repercussão, pois as mesmas eram estáticas por estarem em paredões e paredes de grutas e cavernas, hoje as nossas expressões e manifestações ganham o mundo!

Saudações Geográficas!
João Ludgero

6 comentários:

  1. Recebi um convite para o Cariricult, mas não consegui me cadastrar.
    Você tem algum acesso a esse tipo de convite e teria como me convidar novamente?

    Os endereços são:
    nijair@uol.com.br
    nijair@hotmail.com

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Eu me propus desde ontem, a ser mais "mediador" a ser parte nos comentários, até para dar mais espaço aos comentaristas sem entrar no mérito da questão. Criei até um pseudônimo para isso.

    Mas diante de tão gentil elogio, e tão bela crônica, eu não poderia permanecer impassível.
    Fazia tempo que não aparecia aqui uma crônica tão bem feita o quanto essa que tanto dignifica o trabalho que realizamos.

    E era isso que eu falava em uma reunião que compareci ontem, que nós precisamos urgentemente TRAZER o Blog do Crato novamente para o Crato. Decerto que o Blog é de âmbito mundial, e deve conter matérias do mundo. Podemos por exemplo, fazer crônicas sobre a faixa de Gaza, podemos escrever sobre discos voadores, mas o tema central que permeia o Blog do Crato ainda deve ser sempre, SEMPRE o povo e a cidade do Crato.

    Não tem sentido querer ser o tudo. Não tem muito sentido em querer ser um site de poesia. Existem milhares de sites de poesia no Brasil aonde cada um poderá se enturmar. Não tem sentido em ser um site por exemplo, de culinária, existem milhares, assim como todos os outros assuntos. Quer discutir política ? há milhares de Blogs sobre Lula, sobre FHC, sobre PSDB, sobre PT, isso é o que nao falta na internet. Agora... quantos Blogs existem sobre a cidade do Crato, seus costumes, suas tradições, que têm condições de mostrar ao mundo o pensamento desde o homem matuto aos príncipes da literatura produzida aqui no Crato ?

    O leitor concluirá que só existe UM: O Blog do Crato.

    Aqui mesmo na região, temos diversos sites bons, mas especializados, o CaririCult mesmo é um deles, do qual faço parte. É um ótimo site dos poetas de todo o cariri. É um site de intelectuais para intelectuais.

    O Blog do Tarso Araújo é um blog destinado a suprir a falta de notícias, é duro como pedra. TJoga-se as notícias e têm-se a visão e interpretação particular dele sobre tudo.

    Temos sites curiosos, como o do Marcos peixoto, que trata das colunas sociais, mas infelizmente esse é tão tendencioso, por facções politicas, que por exemplo, toda a parte da população que pertence ao lado do PSDB e outros que votaram em Samuel Araripe estão excluídos das suas ilustríssimas, íssimas íssimas páginas sociais. Nada mais tendencioso.

    Temos outros sites muito interessantes, mas particulares que visam promover a produção individual de cada artista. Assim são os blogs dos próprios artistas, como Pachelly, Wilson Bernardo, etc...

    Mas se você procurar um site que é TODO alma do Homem Cratense, sem frescuras, que abrange desde as piadas da nossa querida praça Siqueira Campos, os buracos inúmeros dessa cidade, às vezes tão podre pelo canal do Rio grangeiro, as belezas da serra do Araripe, nosso povo, nossa gente, sem excluir os intelectuais, só haverá um site, e se chama BLOG DO CRATO.

    Porque aqui, representamos a alma do Cratense. Quando transmitimos recados de Cratenses que moram fora para outros cratenses que moram fora e precisam se comunicar, isso me dá mais prazer do que escrever uma crônica. Porque estamos sendo ÚTEIS. E nada pior do que sentir-se inútil neste mundo.

    Quando criamos uma nova campanha de limpeza das ruas da cidade, quando entrevistamos alguém da administração, quando trazemos um artista para dar entrevistas, quando pego o carro e saio para fotografar lá da chapada do Araripe, quando paro para gravar os emboladores pelas ruas do Crato para mostrar ao mundo, quando enfim...tanta coisa que fazemos para enaltecer essa cidade tão nossa, tão querida, tão amada, que só mesmo estando fora dela ou enclausurados sente falta até do cheiro desta terra, dos becos e da simples visão de paraíso por entre as montanhas abençoadas.

    Somos um povo feliz, porque temos a consciência do lugar a que pertencemos, e aqui é um cântico, um cântico de exaltação a todos os Cratenses.

    E esse cântico é um coro das milhares de vozes que nos prestigiam todo mês com suas visitas, aprovando o trabalho, e tentando segurar com as mãos, um pequenino pedaço daquilo que foi um dia seu torrão natal, e que um dia espera retornar, como todo bom Cratense o faz.

    Creio que não haja definição maior de objetivos do que esse. O Crato e o povo do Crato são nossa vocação e nosso destino. Desta cidade de Frei Carlos somos cativos. Somos hoje os verdadeiros índios Kariris, guardiães dos poderes desse imenso cobertor verde que nos protege, chamado Chapada do Araripe.

    Abraços,

    Dihelson Mendonça
    Administrador do Blog do Crato

    ResponderExcluir
  3. Nijair, sou meio nalafa nestas questões de blog, já fui convidado por Rafael.

    Dihelson, acho que notou que o meu texto tinha nomes de pessoas do blog, foi um erro meu eu queria copiar e colar a logomarca do Blog e veio foi tudo, só depois percebi e fiz a correção, também no cariricult.

    É verdade reclamamos muito por falta de espaço para falar do Crato e do Cariri, e quando temos nos esquecemos.

    Saudações Geográficas!
    João Ludgero

    ResponderExcluir
  4. Bela mensagem, Dihelson!

    Eu me policiarei mais e tentarei, numa visão torta, escrever mais sobre o Crato - minha atual morada. É que não me sinto capaz, ainda, de falar sobre essa terra da forma que vocês falam, tão amavelmente, com tanto sentimento.
    Tentarei e me esforçarei mais. Tenham paciência cmigo, ok!

    Você é muito sensível...

    Abraço, amigo!

    ResponderExcluir
  5. Ludgero:

    Mas você tem contato com o pessoal do Cariricult?
    O Dihelson já me fez essa gentileza, mas não deu certo.

    Queria muito postar meus textos lá e desafogar um pouco este blog com poesias.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Nijair, mande um email para Rafael ou Salatiel que eles te dão uns toque.

    Saudações
    Ludgero

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.