xmlns:fb='http://www.facebook.com/2008/fbml' xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> 28/12/2008 | Blog do Crato
.

VÍDEO - VÍDEO DE LANÇAMENTO - Em breve, as novas transmissões TV Chapada do Araripe. Espero que curtam o vídeo de lançamento abaixo, em que há uma pequena retrospectiva de alguns trabalhos, reportagens já feitas ao longo dos muitos anos que fazemos reportagens. ( Veja o vídeo e compartilhe ). www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense no Facebook - Mais de 24.000 seguidores. Clique em Curtir e adicione a sua Foto !

28 dezembro 2008

Educação - Reviravolta em Pernambuco - Por Joaquim Pinheiro Bezerra de Menezes

EDUCAÇÃO: REVIRAVOLTA EM PERNAMBUCO

Estudiosos apontam um sistema de educação eficiente como o ponta pé inicial da solução dos problemas sociais do país. A propósito, a tese de doutorado de Carlos Langoni, trabalho responsável pela sua projeção no mundo acadêmico, foi que a má distribuição de renda no Brasil tem origem direta na má qualidade do ensino oferecido à maioria da população. Apoiado em equações matemáticas, Langoni mostrou que a elite matricula seus filhos em escolas caras, bem equipadas, com professores qualificados, capazes de transmitir conhecimentos de alto nível. Por outro lado, os filhos dos “sem privilégios”estudam em colégios públicos ou de mensalidades baixas, sem condições de preparar os alunos para vestibular, concursos e boas vagas no mercado de trabalho. Como poder e o lucro tendem a ser maior nas mãos dos bem (in)formados, a maior parcela do PIB fica sempre nas mãos da elite. O círculo vicioso tende a perpetuar a situação de desequilíbrio.
Pernambuco resolveu mudar o rumo desta tendência. Adotou medidas criativas, baseadas em aspectos técnicos e acompanhadas por avaliações e critérios objeto de ampla divulgação. O primeiro passo foi requalificar os professores com oferta de cursos ministrados pela própria secretária e incentivos para que os mestres freqüentem cursos de entidades reconhecidas. Paralelamente a isto, reformou as escolas e dotou-as de equipamentos novos, inclusive laboratório de informática. Antes que fosse exigência de lei federal, o Estado adotou o piso salarial e corrigiu os vencimentos dos servidores. Fez concurso para preencher vagas existentes. Mapeou o Estado identificando vazios e construiu colégios em municípios carentes, a exemplo de Granito, pertinho do cariri cearense.
Desenvolveu plano estratégico para acelerar a melhora do ensino. Dividiu o Estado em regiões e em cada uma delas identificou o melhor colégio estadual. O escolhido passou a ser o espelho para os demais. Anualmente, os índices de aproveitamento dos alunos são avaliados. Se o resultado for positivo, todos os servidores da unidade recebem um ordenado extra, equivalente ao 14º salário.
A implantação destas medidas foram acompanhadas de outras providências simples visando obter participação da comunidade na educação dos filhos, tipo, divulgação na internet do calendário e horário das aulas e provas, da grade de matéria com nomes dos respectivos professores, distribuição de fardas, calçados, livros didáticos, rigorosa fiscalização dos alunos que recebem bolsa escola e outros benefícios sociais vinculados à presença/rendimento escolar.
Os professores que concordam freqüentar cursos de especialização, recebem assinatura de jornal da sua escolha, bônus exclusivo para aquisição de livros e as escolas fazem jus a assinatura de revistas semanais informativas para que fiquem atualizados com o que acontece no mundo.
A medida mais recente foi ceder a cada professor, sem ônus, um notebook com kit básico para acesso à internet, programas ligados à matéria que leciona, todos com canal de comunicação direto com a secretaria de educação. Assim, as instruções e os problemas são relatados “on line”, o que reduziu a burocracia e o tempo de resposta. Foi instalada rede interligando todas as escolas e os 26.000 professores. É bom frisar que os mestres têm treinamento para utilização da informática e a manutenção, assim como o custo da net são de responsabilidade do Estado.
Não é à toa que o atual governador, que tem fortes raízes cearenses no sangue, é recordista de popularidade entre os pernambucanos, 79%, conforme pesquisa do Instituto Exatta, divulgada hoje.

Caldo de Cana e Casamento - Por: João Mendes Filho


Na década de 70, sempre ocorriam casamentos na igreja São Vicente por volta das 15:00 horas, habitualmente, os noivos se deslocavam para a lanchonete da esquina para tomar um caldo de cano, não sei se pelo calor da responsabilidade a assumir, pela temperatura ambiental ou pelo sangue em fervura pelo pós núpcias ou pelas propriedades salutares deste lanche de manter o sertanejo infalível na hora da prova. O fato é que ajudando no comércio do meu pai, sempre atendia estes fregueses e por ainda ser adolescente e sem censura, falava o que pensava, pois bem, em um destes dias, recebo cliente, que no intervalo antes da chegada da noiva se desloca com amigos para tomar um caldo de cana com gelo e sou indagado pelo mesmo:
- Garoto, tem caldo de cana?
- Sim.
- Quero 3 copos grandes com gelo.
Tendo quebrar a barra de gelo, porém a mesma insiste em permanecer inteira. O noivo tentando ser simpático frente aos amigos, cita:
- Que gelo duro garoto.
- Pois não é senhor, este é duro que só chifre.
Todos os amigos do noivo olham imediatamente para o mesmo, como a elegê-lo como vítima, ao que este prontamente reclama.
- Como é cabra, vou falar com seu pai, tenha mais respeito com os mais velhos.
Percebam que maldades tinham os amigos do noivo, pois enquanto na minha ingenuidade estava a falar do artefato proeminente de alguns animais irracionais que pode ser serrado ou quebrado, aqueles estavam a pensar noutro que é invisível, são outros que põem na cabeça do titular, não quebram e uma vez obtido, jamais o perderão.

João MENDES Filho

Regras para Publicidade e Propagandas de Empresas e Serviços no Blog do Crato


Sendo que estou aqui numa feroz batalha para conseguir empresas patrocinadoras, constantemente tentando arrumar patrocinadores, doadores, colaboradores e pessoas que nos ajudem de todas as formas a manter o Blog do Crato no ar, quero adicionar um ítem ao nosso conjunto de regras do Blog ( devo publicar em breve todo o nosso conjunto de regras ), sobre a publicidade de terceiros:

"Fica expressamente proibida a veiculação não autorizada de qualquer tipo de publicidade de empresas, profissionais liberais e suas funções, Propagandas pessoais, Fotografias e textos recorrentes, eventos não culturais, e mesmo culturais multiplamente repetidos em diversas postagens e quaisquer atos que se traduzam por publicidade não autorizada por parte de quaisquer membros/autores. Quem desejar fazer publicidade sobre alguma empresa ou profissão, deve antes enviar o motivo da publicação, a logomarca, ou a publicidade diretamente para o administrador do Blog, que analisará cada caso se deve postar ou não. O endereço para envio é o endereço do Blog: blogdocrato@hotmail.com"

Neste momento de crise, em que precisamos obter o máximo de recursos sobre a publicidade, não podemos nos dar ao luxo de gastar o espaço com publicidade que não trará nenhum benefício ao Blog. Mas tudo, como sempre é discutível, e cada caso é um caso e tem suas motivações, por isso, PEÇO a quem quiser divulgar alguma empresa ou empreendimento, entre em contato conosco ANTES. Teremos o maior prazer em divulgar, desde que a renda da divulgação seja revertida ao próprio Blog, pois estamos realmente precisando.

Abraços,

Dihelson Mendonça

CASAMENTO À MODA ANTIGA - Por Carlos Eduardo Esmeraldo


Antônio Esmeraldo da Silva, meu bisavô pelo lado paterno, passava dos vinte anos de idade, aí pelo último quarto do século dezenove, quando resolveu casar. Perguntou a um amigo quem seria uma moça bonita e de boa família com a qual pudesse desposar. Disseram-lhe para procurar Santana Gonçalves, filha do Coronel Pedro José Gonçalves da Silva, o famoso Coronel Pedro Anão. No Crato daquela época, há mais de 130 anos, as moças de família não saiam sozinhas pelas ruas, nem desfilavam pela Praça Siqueira Campos, que por sinal ainda nem existia. Provavelmente, numa noite de domingo, Antônio Esmeraldo se dirigiu à casa do futuro sogro. Em lá chegando, apresentou-se ao senhor Pedro José Gonçalves, dizendo que estava ali para pedir permissão para namorar sua filha Santana e depois casar-se com ela. O coronel Pedro Anão chamou sua filha e perguntou: “Santana, você conhece o Antônio Esmeraldo?” “Não senhor, meu pai.” Respondeu a moça. “Pois você vai casar com ele e a partir de hoje têm minha permissão para o noivado.” “Sim Senhor, meu pai.” Concordou a jovem. Assim sendo, dias depois se casaram e tiveram oito filhos, entre os quais: Pedro, (Monsenhor Esmeraldo, nome de rua no Crato), Antônio, o meu avô paterno e Pia, mãe de Huberto Cabral. Mas quis o destino, que aquela feliz união do meu bisavô não durasse muitos anos. A minha bisavó logo faleceu, sem que eu nunca soubesse de que mal. O meu bisavô, viúvo ainda moço, sentiu necessidade de um segundo casamento. Não pensou duas vezes. Voltou à casa do seu velho sogro para dessa vez pedir para casar com Nazarena, a caçula de suas cunhadas. Ao ouvir do pai a sentença de que ela iria casar com o cunhado Antônio Esmeraldo, a moça esboçou um tímido protesto: “Mas papai...” “Não tem mais coisa nenhuma! Vai casar com ele e estamos conversados!” E assim ficou decidido. Diziam-me os mais velhos, que a minha bisavó por afinidade, Mãe Zarena, como a chamávamos, ainda com seus quinze anos, não foi esclarecida como seria a vida de casada e na primeira noite não dormiu. Arrumava e desarrumava um grande baú, onde estava guardado o seu enxoval de noiva.
Anos mais tarde, um dos filhos do primeiro casamento do Antonio Esmeraldo e Santana, Antonio Esmeraldo, o filho, ainda adolescente, assistia ao casamento do seu tio Pedro Esmeraldo da Silva com Tereza Pinheiro, filha do Capitão Zeco dos Currais. Então o adolescente atrevido ao cumprimentar seu tio, disse: “Tio Pedrinho, sua noiva é muito bonita. Ela não tem uma irmã?” “Tem aquela ali. Mas você tem de esperar por ela.” Disse o noivo Pedro Esmeraldo da Silva ao seu sobrinho, apresentando sua jovem cunhada Ana, na época uma pré-adolescente de 12 anos. Assim ocorreu. O meu avô Antônio Esmeraldo, o filho, casou-se anos depois com Ana Pinheiro, aquela que viria a ser minha avó pelo lado paterno. Puxa, que família confusa! Pedro Esmeraldo da Silva foi o pai da minha mãe. Assim, o meu avô paterno era sobrinho do meu outro avô, Pedro Esmeraldo. E as minhas duas avós eram irmãs. Mas a confusão não para por aí. Os primos foram criados quase juntos, tamanho eram os laços de afinidade e de parentesco. Não foi surpresa para ninguém que dois desses primos viessem a casar. José, filho do Antônio e Ana, com Maria Amélia, filha do Pedro e Tereza. José Pinheiro Esmeraldo e Maria Amélia, meus pais, eram primos quase que carnais e tiveram dezesseis filhos, dos quais sou o mais novo deles. Deste total se criaram onze, restando oito ainda vivos e com boa saúde.
Assim eram os casamentos das famílias cratenses há mais de cem anos. A maioria deles realizados entre jovens com alto grau de consangüinidade, muitos até com algum impedimento, onde se tornava necessária a autorização prévia da autoridade eclesiástica. Se eles eram felizes? Se existe uma resposta afirmativa para essa pergunta, nós podemos encontrá-la numa descendência que sente orgulho dos seus antepassados. Sendo assim, podemos responder que sim. Naqueles tempos as pessoas viviam sem preocupações outras que não a de ter uma vida de retidão e trabalho.

Por: Carlos Eduardo Esmeraldo
.

O daguerreótipo

Para Valquíria foi fundado
O imediato monumento movediço
Entre o nascer e o pôr do sol
A narcose da história provisória
Construía e desconstruía em devoção
Laços de lascívias civilizadas
Em uma linha de produção impecável
Com referentes empacotados em pactos
E signos enlatados em latências
Com prazo de validade estável

Ela não quis e preferiu um
Canteiro de obras que imanava
Corredores e intumescia o derredor
E fazia chover gasolina em um pasto deposto
Nas retinas opostas das vacas canonizadas
Vapores moviam motores em
Diacronia e sincronia placentária
Ela contemplava esse novo atavismo
E ofertava os resíduos para sua prole
Em um templo erguido na sala de estar

Ela não quis e preferiu combater
A solidão com a solene transição
Dos metais preciosos para o cartão de crédito
Com a degradação dos degraus a
Linguagem tornou-se autônoma e surgiu
A necessidade de venda para os olhos
Para um sono tranqüilo surgiu antagônica
A necessidade remarcada do escuro
Tudo precisa ficar imóvel entre a
Mobília e a paisagem imobiliária


Poema dedicado a Dihelson Mendonça
Um conhecedor transcendental da
linguagem secreta da música

As notícias da Semana no Cariri - Coluna Tarso Araújo


As Notícias do Cariri da Semana !

ASSENTAMENTOS

Aproximadamente 170 famílias dos municípios de Jardim, Brejo Santo e Jati, ambas localizadas na região Cariri Leste, deverão ser assentadas na fazenda Baixa Grande, no município de Jati. O assentamento é fruto de uma negociação feita entre o proprietário do terreno e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). A informação sobre o acordo foi dada pelo superintendente do Incra, Raimundo Amadeu de Freitas. Todas essas famílias, segundo ele, foram cadastradas para que fossem assentadas no imóvel que fica na confluência dos três municípios. O imóvel foi desapropriado mediante uma ação judicial.

SEMANA DE ECONOMIA
Discutir o desenvolvimento regional e a crise econômica que atinge os mais variados setores da economia global. Foram alguns pontos da Semana de Economia, realizada pela Universidade Regional do Cariri (Urca), com encerramento no último dia 12. O ciclo de debates contou com a participação de estudantes de economia e possibilitou a abertura de novas perspectivas de estudos, entendimentos e desafios para os acadêmicos e pesquisadores da área. Palestras, minicurso, painéis foram apresentados, com a presença de profissionais, docentes da Urca e de outras universidades do Brasil. A palestra de abertura foi proferida pelo economista Pedro Jorge Ramos Viana sobre “A Crise Financeira Internacional e a Economia Brasileira”, com coordenação de mesa do professor doutor em Economia, Micaelson Lacerda.

CONFRATERNIZAÇÃO
A Universidade Regional do Cariri (Urca), realizou, no último dia 23, no Salão de Atos da Instituição a festa de confraternização natalina, contando com grande número de servidores e a administração superior. A programação contou com uma missa celebrada pelo padre Rocildo Alves, que ressaltou as realizações da Urca durante o ano de 2008. Os próprios servidores participaram do momento, lembrando conquistas importantes como as obras da universidade, projetos, e as mudanças ocorridas durante a gestão atual. O reitor da Urca, professor Plácido Cidade Nuvens, em seguida fez os agradecimentos pela boa participação de todos no momento de confraternização, além de desejar um Feliz Natal e um próspero Ano Novo a todos os participantes da festa natalina. Todos os servidores foram presenteados com cestas natalinas, entregues pelo reitor e a vice-reitora, Otonite Cortez. Vários brindes, incluindo eletrodomésticos e eletroeletrônicos foram sorteados entre os servidores. Os presentes foram ofertados por empresas parceiras da universidade. Um coquetel foi servido, encerrando as festividades.

CHUVAS
As chuvas que caíram no Cariri este mês de dezembro foram consideradas boas. Mas a Funceme não considera que seja uma garantia de bom inverno. Entretanto, produtores rurais já começam a plantar. No distrito de Santa Fé, em Crato, produtores já estão plantando arroz e feijão. Esses produtores acreditam sim em um inverno bom, com boa safra e produção acima da média.

COMÉRCIO
As vendas de Natal no comércio do triângulo Crajubar pode chegar a um aumento de até 10%. O Natal é sempre um período em que as vendas superam expectativas. Em Juazeiro do Norte, o comércio tem força, em uma economia que vem crescendo muito nos últimos anos. Juazeiro se destaca no Cariri, cresce a olhos vistos, em todos os setores.

SEGUNDONA
Guarani de Juazeiro e Crato Esporte Clube se preparam para representar o Cariri na segunda divisão do futebol cearense, em 2009. O Azulão do Cariri, nos últimos quatro anos, chega às semifinais, mas não tem sucesso e não conseguiu ainda chegar à elite do futebol cearense. O Leão do Mercado sobe um ano, desce no outro. Não tem um trabalho linear, que consiga dar consistência ao time. O ano que se aproxima será difícil para essas duas equipes.

SEGURANÇA
Uma informação que deve ser levada em consideração: oitenta celulares roubados em Juazeiro em trinta dias. A violência em 2008 foi uma constante na vida dos caririenses. Ano em que o Governo do Estado, pelo menos no Cariri, abandonou a segurança pública.

DESTAQUE
Lágrimas no papel, peça de Cacá Araújo, foi um dos destaques da cena cultural do cariri em 2008.

FUTEBOL.
Empresário Zacarias Silva, dirigente do Icasa, realizando trabalho para que o Verdão seja campeão cearense em 2009.

CENTRO HISTÓRICO
Barbalha, que tem em seu centro histórico um de seus espaços mais bonitos.

Fonte: Jornal "O Povo"
.

Amigos, há muitos assuntos a serem debatidos além de VEJA...


Amigos,

Macaco velho como sou nessas coisas de internet, estou postando essa mensagem aqui para tentar pinçar uma artéria antes que tenhamos uma hemorragia. Pela minha experiência em Blogs e Fóruns , quando começam com um assunto que gera proselitismo, a tendência é vir a parte 2,3,4,5,6... ad infinitum...

Então, penso que devemos conversar sobre outras coisas também ao invés de ficar batendo na mesma tecla toda hora, porque até agora nenhum mal, mas daqui a uma semana, já na parte décima, esse assunto de revista VEJA vai estar um saco só...desenterrando coisas que muita gente já sabe que existe, e que não se pode dar jeito, apenas falar contra. Uma ou duas matérias ainda vá lá, mas se começarmos a perseguir a revista VEJA aqui, esse Blog vai ficar tão chato que propaganda política vai ser diversão em relação a isso....

Abraços,
Desengancha esse Disco, pelamordedeus...
Tragam notícias boas, algo diferente, algo da nossa cidade também...


Dihelson Mendonça
.

A "CARA" DA "VEJA"

No "Dossiê Veja", trabalho consistente, de fôlego, sério e competente, o jornalista Luis Nassif nos mostra as "razões" e os "porquês" de como ocorreu a surpreendente metamorfose na linha editorial daquela que já foi tida como uma das boas revistas semanais do Brasil, a VEJA, hoje abrigo e veículo de ressonância do mais infame grupo de parajornalistas do país e mergulhada em denúncias de se achar envolvida e a serviço do inimigo público número um da nação, Daniel Dantas. São centenas de páginas, divididas em capítulos, que narram, com riqueza de detalhes, o jogo sujo, as falcatruas, a perseguição, as fraudes e os métodos mafiosos empregados inescrupulosamente em busca de objetivos pouco nobres. Quem quiser conferir em toda a sua extensão é só acessar o site do Nassif (que está sendo processado pela revista). Adiante, apenas um pequeno aperitivo. Sorvam... saboreiem... deliciem-se...
José Nilton Mariano Saraiva
***********
“A cara da VEJA, para todos os leitores que freqüentam o portal da revista, é o blog de Reinaldo Azevedo. Assista à campanha institucional da revista. Repare nas imagens mostrando os problemas nacionais, a miséria, as criancinhas, a violência. E confira, na prática, “qual o país” que a VEJA quer ser. Uma revista é o que ela publica, não o que a publicidade imagina.
Azevedo foi um jornalista apagado até os 40 anos de idade. Depois, entrou para a revista Primeira Leitura, que cerrou as portas quando foi denunciado o esquema de patrocínios políticos que a mantinha. Foi, então, contratado por Mário Sabino para se tornar o blogueiro da VEJA, incumbido dos ataques aos adversários e da bajulação aos aliados à empresa. Pratica ambos com notável desenvoltura.
Tenta reproduzir o ideal “yuppie” do grupo, como apregoar que sempre foi bem sucedido (até os 40 anos era jornalista apagado; até dois anos atrás, jornalista desempregado), gostar de uísque escocês e separar parte de suas cinco horas de sono para “fazer amor”. Aprecia quando comentários supostamente assinados por leitores realçam sua inteligência e charme.
Gosta de ser chamado de “meu Rei” e “tio Rei” pelos leitores. Esbanja preconceito contra negros e mulheres, abusa de um linguajar chulo, não tem limites para caluniar ou difamar críticos da revista. Seu blog participa do circuito de blogs que fazem eco às “denúncias” lançadas pelo lobby de Daniel Dantas.
É reconhecidamente pessoa desequilibrada, com pendores homofóbicos. Tem obsessão por insinuações sexuais contra adversários e é especialmente agressivo com as mulheres. Consegue saltar, sem nenhum filtro, da agressão mais escatológica contra os “inimigos” à bajulação mais rasteira às chefias.
Em qualquer publicação, independentemente do porte, seu desequilíbrio seria contido dentro de limites editoriais. Na VEJA não só tem autorização para fazer o que quiser, como é estimulado a isso.
Azevedo representa uma espécie de caricatura, a parte mais grotesca do processo de degradação editorial da revista. É um esgoto sem filtro. O exemplo mais acabado do processo de deterioração moral e editorial que tomou conta da revista.”

Luis Nassif

Reveillon - Pro Ano Nascer Feliz.

Previsão do Tempo para hoje no Crato

.

Fonte: Climatempo.
Bom Domingo!

Estudo aponta baixo açúcar no sangue como causa de Alzheimer



A redução crônica de açúcar para o sangue no cérebro é a causa de algumas formas do mal de Alzheimer, disseram pesquisadores norte-americanos nesta sexta-feira (26). O estudo sugere que a redução do fluxo de sangue, cujo impulso é dado pelo açúcar (em um processo denominado hidroeletricidade), priva a energia do cérebro, impedindo o processo de produção de proteínas --o que os pesquisadores acreditam ser a causa do Alzheimer. Os cientistas dizem ainda que a busca de alternativas saudáveis como exercícios, redução do colesterol e controle da pressão arterial reduzem as chances do Alzheimer se manifestar. A pesquisa foi conduzida por Robert Vassar e colegas, na Universidade de Medicina Feinberg, em Chicago, nos EUA.

"Este achado é significante porque sugere que o aumento de fluxo sangüíneo para o cérebro por meio do açúcar possa ser uma técnica terapêutica efetiva para prevenção ou tratamento do Alzheimer", disse Vassar. "Se as pessoas começarem a se cuidar cedo, talvez possam evitar o mal", prosseguiu. O mal de Alzheimer é a forma de demência mais comum em pessoas idosas. A doença é incurável, e afeta as regiões do cérebro que envolvem idéias, memória e linguagem.

Ainda que drogas mais avançadas enfoquem na remoção da substância betaamilóide (ela se deposita em placas que causam a destruição dos neurônios), pesquisadores também procuram terapias para eliminar substâncias tóxicas que causam desordem na proteína tau (responsável pela manutenção dos microtúbulos dos axônios que, por sua vez, são estruturas responsáveis pela formação e sustentação dos contatos interneuronais). Vassar e os colegas analisaram o cérebro humano, e descobriram que uma proteína chamada elF2alpha é alterada quando o cérebro não consegue energia. Os canais de produção de enzimas mudam bruscamente, e passam a produzir proteínas complexas. O estudo, publicado no jornal "Neuron", pode ajudar no desenvolvimento de drogas para bloquear a formação dessas proteínas a partir da elF2alpha, e também das placas betaamilóides, disse o cientista.

"O que descobrimos é um pequeno passo de um insidioso processo que, provavelmente, levará muitos anos", disse.

Fonte: Reuters - Londres
.

Edições Anteriores:

Maio ( 2017 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31