07 novembro 2008

Eis a manhã deste sábado

O sábado amanheceu. Sábado de uma semana cheia de novos ares. Um negro foi eleito presidente dos EUA, Berlusconi rosnou o seu fascismo incrustado através do preconceito racial (Obama é um rapaz simpático e bem bronzeado); Sarah Palin, a vice de Mc Cain, virou a "culpada" pela derrota e agora a Fox News espalha que ela não sabia que a África era um continente e se admirou que a América do Norte fosse formada por México, EUA e Canadá. Mas a semana aconteceu mesmo foi aqui no Brasil.

O Supremo Tribunal Federal, enquanto a polícia federal perseguia o delegado que comandou a investigação, confirmava o Hábeas Corpus a favor do poderoso banqueiro Daniel Dantas. Não apenas isso: o STF abriu o verbo contra o Juiz de Sanctis aquele que autorizou a prisão do banqueiro. A novidade não é tanto os poderes constituídos defendendo o "colarinho branco", a novidade é que isso não se sustenta mais. As pessoas não engolem e num mundo urbano, os ministros do supremo neste sábado mesmo estarão pelas ruas das cidades brasileiras, seus empregados sentirão um desequilíbrio perigoso e ser filho ou neto de um ente assim já não é tão agradável.

Barack Obama é o estágio atual de processos eleitorais. Numa sociedade de massas, quando avós e pais geraram tantos filhos e a qualidade de vida os fez viver tão mais do que outras eras. Agora minoria é massa e maioria é outra coisa. Para o bem e para o mal, para o autoritarismo nascido de um ambiente geral inseguro ou para a democracia fruto de um equilíbrio de vontades plurais. Não importa que amanhã o desânimo se abata com a dureza do desemprego e da desgraça que nos atinge pessoalmente, enquanto se esteve tão esperançoso e entusiasmado na frente do palanque em Obama durante o discurso da vitória.

Berlusconi não pode ser uma cópia de Mussolini. É um autoritário, manipulador, truculento na relação política e tem a capacidade de juntar todos os fragmentos da direita italiana. Mas Berlusconi tem uma unha encrava que são os seus negócios. Eles os têm como extensão do governo de tal modo que nunca poderá unir os italianos. Só uma visão coletiva une.

Sarah Palin não será lembrada por ter sido a vice de um presidente derrotado. A rigor é uma maldade com ela, não foi este o papel dela. Ela será lembrada como uma solução política, malandra para o velhinho entusiasmado e o conservadorismo anacrônico da política republicana. Ainda mais diante da derrocada econômica e de guerras empacadas neste ocaso do Governo Bush.

Mas neste sábado não nos percamos. Se nos anos setenta os jovens (adolescentes) eram uma ponta insustentável da burguesia mundial, agora estes velhinhos dos anos dois mil são uma segunda ponta. Pois então a AIDS atinge a terceira idade, o HPV se manifesta, os agravos por causas externas e até os excessos da regras de vida. Também pudera. Quem mandou juntar tanta gente da mesma idade no mesmo espaço? O espaço urbano.

Para fim do caso do Supremo. Um poema lido pelo delegado Protógenes Queiroz que hoje é perseguido pelo supremo e pelo governo Lula em palestra para universitários:


Só de Sacanagem", de Elisa Lucinda:

Meu coração está aos pulos!
Quantas vezes minha esperança será posta à prova?
Por quantas provas terá ela que passar?

Tudo isso que está aí no ar, malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro, do meu dinheiro, que reservo duramente para educar os meninos mais pobres que eu, para cuidar gratuitamente da saúde deles e dos seus pais, esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais.

Quantas vezes, meu amigo, meu rapaz, minha confiança vai ser posta à prova?
Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais?

É certo que tempos difíceis existem para aperfeiçoar o aprendiz, mas não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz.
Meu coração está no escuro, a luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e dos justos que os precederam: “Não roubarás”, “Devolva o lápis do coleguinha”, Esse apontador não é seu, minha filhinha”.

Ao invés disso, tanta coisa nojenta e torpe tenho tido que escutar. Até habeas corpus preventivo, coisa da qual nunca tinha ouvido falar e sobre a qual minha pobre lógica ainda insiste: esse é o tipo de benefício que só ao culpado interessará. Pois bem, se mexeram comigo, com a velha e fiel fé do meu povo sofrido, então agora eu vou sacanear: mais honesta ainda vou ficar.

Só de sacanagem!

Dirão: “Deixa de ser boba, desde Cabral que aqui todo o mundo rouba” e eu vou dizer: Não importa, será esse o meu carnaval, vou confiar mais e outra vez.
Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos, vamos pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês. Com o tempo a gente consegue ser livre, ético e o escambau.
Dirão: “É inútil, todo o mundo aqui é corrupto, desde o primeiro homem que veio de Portugal”. Eu direi: Não admito, minha esperança é imortal.

Eu repito, ouviram? MORTAL!

Sei que não dá para mudar o começo mas, se a gente quiser, vai dar para mudar o final!

Nem


.:.
Existem ocasiões nas quais nós, escritores, ficamos surpresos com a nossa incapacidade de escrever. Sentamos, olhamos para o teclado – não devemos prescindir a era da informática. Tentamos imaginar, a nosso estilo, situações diárias pitorescas: extravagantes, comuns, drásticas, macabras, relevantes, insignificantes e nada... nada nos inspira.

Sinto-me assim agora. Penso em falar do modo como acordei. Seria interessante dizer ao meu público fiel, aos meus leitores invisíveis, que acordei amarrotado, cama desarrumada?... que há de chamativo nisso? E se eu disser que mijei na cama e pus a culpa na minha filha que dormia no quarto vizinho? Não acreditariam! Ririam de mim e com razão. Que bobo!

Nem o sol, nem a chuva, nem o dia, nem a noite... nem outros poetas, nem os provérbios, nem os cânticos de Salomão, nem o Nem... falar do quê?

Poderia começar assim:

Nem! Veja como o sol está lindo! O dia. Você sente o calor dos raios do sol que irrompem acima, no horizonte, bronzeando a pele da doce morena que desfila única, sedutora e radiante na orla, à beira-mar?... Observe a noite, Nem! Vê as estrelas que por tantas vezes se fizeram materializar nos lábios e nos versos de tantos poetas na hora mística do flerte malicioso e certeiro de sedentos noviços enamorados ao florescer dos lampejos do amor?... Cuidado com a chuva, Nem! Não deixe que os pingos molhem teus sonhos de menino, privando-te do sonho maior da tua imaginação, agora tão longe de ti... Nem! Conhece os provérbios poéticos dos cânticos de Salomão?

Mas quem é o Nem? Nem eu sei. Surgiu assim do nada, da ausência de inspiração.

Você conhece algum Nem? Sim!? Ótimo! Então este é o seu que se fez meu para criar, para brincar com as palavras; torná-las dóceis, meigas, vulneráveis, escravas de mim.

– Ei! Mas eu não conheço nenhum Nem!

– Que legal! Pensei que somente eu... Ah! não importa. Vamos conhecê-lo, então?

Há ocasiões, no mundo do imaginário, onde o poeta não tem como trabalhar o fruto do seu trabalho: a palavra. Aí ele fica triste. Pensa em desistir de tudo, achando que suas historinholas deixarão de existir. Surgem, então, palavrinhas novas para ele, palavrinhas desconhecidas. Ele fica feliz e começa a brincar, brincar com as palavrinhas e assim surgem contos, poesias e até crônicas. Hoje ele brincou assim:

Nem o mar...

Nem o sol...

Nem o brilho das estrelas...

Mostrei este texto a alguns amigos. Eles me disseram que vários autores já escreveram sobre a ausência de inspiração. Pensei em desistir, mas me veio a seguinte decisão: trabalharei mesmo a mesmice, embora redunde em redundância!

Mas voltando ao final do texto. Parece até letra de música, não é?

É isso aí.

Nijair Araújo Pinto

Do meu livro ‘Crônicas e mais um conto’.

Perdemos Rummenig !

O pequeno Rummenig que estava lutando contra o câncer de leucemia não resistiu e faleceu ontem pela manhã em Fortaleza onde aguardava a um doador compatível de medula óssea. O corpo foi velado durante a noite de ontem e manhã desta segunda-feira. O corpo, quando do féretro passou pelo Colégio Medalha Milagrosa, de onde era aluno. Milhares de pessoas foram abraçar a família e dar um último adeus ao pequenino que comoveu todo o Juazeiro e a Região do Cariri. Por onde o féretro passou arrancou lágrimas e aplausos das pessoas que se não acompanhavam, ficavam emocionadas nas calçadas. O Colégio Medalha fez uma campanha digna de elogios e reconhecimento como forma de sensibilizar doadores. Quase dois mil doares se prontificaram a ajudar o garoto, mas eram incompatíveis.

Em homenagem ao pequeno Rummenig e aos nossos entes queridos, familiares e amigos peço, respeitosamente, a você, pelo menos, um minuto com emoção em oração. Lembremos também que há muitos outros “Rumennigs” passando pelo mesmo problema. Que Deus o tenha em um bom lugar e dê a conformação necessária aos seus familiares e colegas.


Reportagem: Beto Fernandes.

Pequeno Rummenig, descanse em Paz!

Carta do leitor: Denísia

Caro Dihelson Mendonça,

Meu nome é Denísia de Oliveira, cratense e apaixonada por minha cidade. Descobri seu blog por acaso mas considero uma feliz coincidência. Gostei muito dos textos, da matérias e principalmente das fotografias. É uma das minhas grandes paixões. No momento estou na Paraíba cursando Jornalismo mas sempre que volto ao Crato descubro o quanto esse pedaço de chão é maravilhoso. Com a certeza de poder dividir meus textos, matérias, crônicas e fotografias sobre a cidade com você e os visitantes do blog, espero mantermos contato. Adiconei-lhe no MSN e deixo meu telefone e email.

Caso se interesse, escreva-me.

Resposta:

Olá, Denísia,

Irei Escrever. Muito obrigado pela sua carta.

Abraços,

Dihelson Mendonça

Futebol - Atualização - por: Amilton Silva

Internacional vence Boca na Bombonera

Pela segunda vez consecutiva o Boca Juniors da Argentina foi eliminado por time Brasileiro. O Fluminense eliminou este ano o Boca pela Libertadores da América , e na noite de ontem, jogando na Bombonera , pela Sul Americana, o Internacional conseguiu sua segunda vitória sobre o Boca . A primeira foi no Beira Rio por 2 X 0 , ontem novamente o Colorado voltou a jogar bem e eliminou a equipe Argentina vencedo a partida por 2 X 1.Os gols da partida foram marcados por Magrão e Alex para o Inter, descontando pelo Boca, Riquelme de penalte.Com a vitória o Inter classifica-se para semi-final da competição e enfrentará o Chivas Guadalajara do México, que empatou ontem (06), com o River Plate ARG, em 2 X2, jogando em Guadalajara. Na partida de ida o Chivas venceu o River por 2 X 1, na Argentina.

Unico representante do futebol brasileiro, o Internacional tenta trazer pela primeira vez o título da Sul Americana para o futebol brasileiro.Após a vitória de ontem o colorado fica bastante cotado para o título inédito.

A Série B do Brasileirão será movimentada hoje (03) com tre jogos:

PONTE PRETA X JUVENTUDE
CEARÁ X BRAGANTINO
BAHIA X BRASILIENSE


Por: Amilton Silva - Editor de Esportes do Blog do Crato.

Pedro Bandeira no CCBNB


Foto do Dia e Previsão do Tempo.


Acima: Foto de parte da Praça da Sé, em Crato.

Previsão do tempo:

Pense num Calor Amuado! Os termômetros estão a derreter. Nada de chuva ainda. O sol vai ser daqueles de rachar concreto. Aos afoitos que se aventurarem sair de casa, levem guarda-chuva para se protegerem do sol, passem filtro solar quem não quiser pegar câncer de pele. Enfim, vai ser mais um daqueles dias de novembro em que a gente tem certeza de que quem colonizou esta região, deve ter chegado na época das chuvas e desconhecia completamente essa parte do ano, Setembro a Dezembro, conhecida também por Inferno de Dante:


Fonte: Site Climatempo.

Consulta aos Experts do Blog na área de Bancos e Empréstimos...


Alô, Amigos,

Sei que aqui no Blog do Crato temos pessoas que já trabalharam em Bancos, ou que ainda trabalham, e entendem bem quando o assunto é empréstimo bancário. Pois bem, como alguns sabem, estou com planos de fazer uma ampla reforma aqui no estúdio, criando uma sala grande que terá um palco e espaço para uma pequena platéia, a fim de que possamos gravar programas de TV, DVDs, fazer noticiários...e criar um núcleo para a geração de documentários para um Museu da Imagem e do Som aqui do Cariri. Enfi, registrar a nossa geração e o que se faz aqui, para a posteridade. Tudo com iluminação apropriada, paredes trabalhadas acusticamente, conforto, e Ar-Condicionado silencioso. Calculo o projeto da ordem de 50.000 reais. A questão é como levantar esse valor.

- Não possuo ONG.
- Não possuo empresa com CNPJ registrado.

01 - Qual seriam os caminhos mais práticos para conseguir essa verba ?
02 - Ouvi dizer que existem uns empréstimos a longo prazo para reforma em alguns bancos. Qual seria o mais indicado ?

03 - Outro amigo meu me falou que o caminho mais prático é entregar o caso à aquelas empresas que fazem intermediação com os bancos. Eles cuidariam da papelada por um percentual.
04 - Outra opção, já que o estúdio viria a beneficiar a cidade e a cultura, talvez se poderia fazer uma espécie de parceria com algum órgão público que tivesse interêsse na construção do museu da imagem e do som.

05 - Outra opção seria uma Sociedade entre amigos que tivessem interesses comuns. Muitos entrariam com capital e outros ( eu e mais alguns ), com trabalho, e todo o resultado seria dividido entre os sócios ( O estúdio poderia também ser utilizado para gravação de DVDs comerciais ).

06 - Doações - Abrir uma temporada de doações para a construção do estúdio. Daí, poderíamos procurar pessoas que têm condições de ajudar, e empresas que tem condições de patrocinar a construção.

Aguardo qualquer dica nesse sentido.

Abraços,

Dihelson Mendonça
.

MOSTRA SESC - Uma década de cultura no Cariri


X MOSTRA SESC CARIRI DE CULTURA

Clique para Ampliar

Após participar do Festival de Guaramiranga, a Cia. do Meu Tio (BA) retorna ao Ceará com ´O Sapato do Meu Tio´

Clique para Ampliar

Cidadão instigado é um dos destaques da programação musical da mostra

Clique para Ampliar

O compositor Abidoral Jamacaru: um dos anfitriões musicais do Cariri

A Mostra Sesc Cariri de Cultura chega aos 10 anos, com mais uma maratona de teatro, música, artes visuais e outras linguagens, de amanhã ao dia 15, no Sul do Ceará. Este ano, a mostra ganha uma extensão em Fortaleza

A grande ciranda das artes, no calor do Cariri. A Mostra Sesc Cariri de Cultura chega aos 10 anos reeditando, a partir de amanhã, o amplo painel de apresentações artísticas, divididas entre Juazeiro do Norte, Crato, Nova Olinda e outras 12 cidades da região. O que antes era um evento dedicado especialmente ao teatro - linguagem que continua, com espaço cativo, a se destacar no caleidoscópio de atividades da mostra - a cada ano se espalha, em maior ritmo, por uma diversidade de atrações. Entre os eixos da cultura tradicional popular e da produção artística contemporânea, a mostra atrai 1500 artistas, de 17 estados, e oferece um leque de espetáculos, com destaque para os shows e peças teatrais. Atividades literárias e ligadas às artes visuais também compõem a programação, que segue até o sábado, 15, em uma reunião de sotaques, origens e propostas estéticas. Ao final, há ainda a chance de ver (ou rever) grande parte das atrações, na maratona do Overdoze, um autêntico ´estirão´ cultural, virando a noite com apresentações entremeadas, completando 12 horas ininterruptas de celebração pela arte.

A programação musical, que vem sendo reforçada a cada edição, ganha este ano a presença de grupos como o Cordel do Fogo Encantado e Totonho e os Cabras. O guitarrista Lucas Santtana e o gaitista Jefferson Gonçalves, músicos que têm estreitado laços com o Ceará nos últimos anos, retornam ao evento. Paulinho Boca de Cantor e Curumin chegam para se somar às muitas atrações cearenses, como Abidoral Jamacaru, Fhátima Santos, Luciano Brayner e as bandas Dr. Raiz, Dona Zefinha e Cidadão Instigado.

No teatro, destaque para um olhar sobre a cena brasileira, na articulação com o Palco Giratório, incluindo espetáculos como “O Sapato do Meu Tio”, da Cia. do Meu Tio (BA); “Cachorro!”, da Cia. Teatro Independente (SP), e ´Henfil Já´, do grupo paranaense Cambutadefedapada. A extensa programação inclui as mostras Menino Cariri (teatro infantil), Teatro de Rua (com atores de vários estados, em interação direta com o público), Tradição Oral (com mestres e brincantes cearenses) e Em Cena Ceará, com espetáculos de dança e de teatro oriundos de diversos municípios cearenses.

Há ainda a Mostra BNB de Teatro, a experimentação do Horário Maldito, o espaço Interteatro (com trabalhos da Escola de Interlocução Teatral, do Centro Cultura Sesc Senac Iracema) e as atrações do Palco Galpão das Artes - incluindo a presença de convidados de Portugal, Espanha, Argentina e França. O Circuito Patativa do Assaré - que leva a mostra a outras 12 cidades caririenses, além de Crato, Juazeiro e Nova Olinda, também se soma às atividades teatrais nesta décima edição da mostra. Um novo convite a um encontro com a arte, no Sul do Ceará.

Mais informações:
X Mostra Sesc Cariri de Cultura. De 8 a 15/11, em Juazeiro do Norte, Crato, Nova Olinda e outras 12 cidades. Programação: http://mostracariri.wordpress.com.


Um caldeirão, agora internacional

O mesmo caldeirão cultural provocador, agora reforçado por um tempero internacional. Para Dane de Jade, gerente de Cultura do Sesc Ceará, a presença de espetáculos internacionais, vindos de quatro países, é uma das grandes novidades da mostra, em sua décima edição. ´A mostra cresceu em todas as direções. Inclusive inaugurando essa mostra internacional´, aponta Dane, citando que o espetáculo de Portugal (do Teatro Construção) chega por intermédio do Sesc SP, enquanto as atrações de Espanha (grupo Nutteatro), Argentina (Seres de Luz) e França (Dos a deux) foram selecionadas pela curadoria. ´A idéia é, daqui pra frente, a gente sempre ter companhias internacionais, para oferecer ao público um pouco da produção universal também´.

Outra inovação é que pela primeira vez o público de Fortaleza poderá conferir boa parte da programação do evento, entre os dias 17 e 21, no Centro Cultural Sesc Luiz Severiano Ribeiro e no Theatro José de Alencar. ´Antes a gente conseguia levar a Fortaleza uma ou outra atração que participava no Cariri. Dessa vez, vamos levar bem mais gente, a mostra realmente vai a Fortaleza, como parte das comemorações desses 10 anos´, ressalta Dane, também destacando o Circuito Patativa do Assaré. ´As companhias vão percorrer 12 municípios, com espetáculos de música, dança e teatro nas praças, nos ginásios e em outros espaços alternativos´, ressalta.

Mais música

A ampliação da programação musical da mostra é citada como mais um diferencial. ´Além do Banquete Dionisíaco (com os habituais shows no palco montado no Crato Tênis Clube), teremos apresentações na Rffsa do Crato e no Terreiro da Mestre Margarida. A programação musical cresceu muito. Inclusive, os músicos que fazem o Banquete Dionisíaco, como o Curumin, o Paulinho Boca de Cantor, o Cidadão Instigado, também vão tocar em Nova Olinda´.

Para Dane de Jade, uma demonstração de que a busca por um maior equilíbrio entre as linguagens na mostra começa a se concretizar. ´O Núcleo de Artes Cênicas, com teatro, dança, tradição, circo, ainda é o de maior peso, mas os demais núcleos são cada vez mais importantes. Teremos artistas plásticos, a inauguração do Teatro Patativa do Assaré com a exibição do filme do Rosemberg Cariry sobre o Patativa, os debates sobre literatura...´. Motivos de sobra para ir ao Cariri.

DALWTON MOURA
Repórter

Fonte: Jornal Diário do Nordeste.
Nota do Blog do Crato: "Que bom que o DN conseguiu aproveitar a foto que eu fiz do Abidoral Jamacaru"
.

Animais são perigo na rodovia


Cariri

Clique para Ampliar

Gado solto nas estradas do Cariri está entre as principais causas de acidentes no trânsito, segundo constata o escritório regional do Detran sediado em Juazeiro do Norte. O órgão aguarda melhor infra-estrutura para o trabalho (Foto: ANTÔNIO VICELMO)

O problema do risco de acidentes devido a animais soltos nas rodovias preocupa autoridades e motoristas

Crato. Com a transferência da responsabilidade do recolhimento de animais abandonados nas estradas do Ceará do Departamento de Edificações e Rodovias (DER) para o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), aumentou o número de animais soltos nas estradas e, consequentemente, os acidentes. “A 8ª Regional do Detran, com sede em Juazeiro, não tem estrutura de fazer este trabalho de recolhimento de animais”, admite o supervisor regional José Batista Neto, esclarecendo que está aguardando o envio de um caminhão para o Cariri.

Com a chegada da viatura, o trabalho será intensificado, segundo acredita ele. “Todo dia, o carro de recolhimento cumprirá uma rota diferente”, garante Batista, acrescentando que, por enquanto, o recolhimento está sendo feito por uma empresa terceirizada, autorizada pelo Detran, que vem de Fortaleza. Nos primeiros dias desta semana, foram recolhidos 38 animais nas estradas do Cariri. Estes, a maioria jumentos, foram levados para a fazenda mantida pelo Governo do Estado no município de Santa Quitéria. Antes, este trabalho era feito pelo DER que sistematicamente percorria todas as estradas do Cariri. Os animais eram apreendidos em currais mantidos pelo departamento estadual.

Floresta do Araripe

Outro impasse gerado pela reforma administrativa foi o recolhimento de animais soltos na Floresta Nacional do Araripe. O supervisor regional de Detran informou para a chefe da Floresta, Verônica Figueiredo, que só tinha obrigação de recolher os animais que estivessem na faixa de domínio público, isto é, no acostamento das rodovias estaduais, fora da cerca de proteção.

Em razão disso, a administração da Floresta Nacional do Araripe está retirando a cerca localizada ao longo da estrada Jardim-Barbalha para que o gado que invade a floresta não fique confinado. Verônica analisa que a cerca, além de limitar o trabalho de recolhimento dos animais por parte do Detran, estava transformando a Floresta numa “manga” para o gado, que fica dentro da Floresta protegido pela cerca.

Neste caso, segundo Verônica, é melhor utilizar a cerca na divisão entre a Floresta e as propriedades particulares. “É isso que está sendo feito”, justificou a chefe da Floresta.

A presença de animais nas rodovias é a principal causa dos acidentes de trânsito nas estradas do Cariri. Por conta disso, o DER fazia o recolhimento desses animais, principalmente, os jumentos que são abandonados nas rodovias do Interior.

Após o recolhimento, os animais eram submetidos a exames para comprovação de sanidade. Caso fosse detectada alguma doença, o bicho seria sacrificado, de acordo com a Lei Sanitária Federal e Estadual.

Já os animais saudáveis, eram mantidos em recolhimento, no aguardo da solicitação de restituição da parte dos proprietários, em um prazo máximo de 90 dias. Passado esse período, os animais não reclamados por seus proprietários eram levados à leilão, conforme determina a Lei 9.593, artigo 328, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

A devolução do animal saudável ao proprietário só era efetivada mediante pagamento das despesas resultantes com o recolhimento feito nas dependências públicas.

ANTÔNIO VICELMO
Repórter

APREENSÃO

38
Animais já foram recolhidos nas estradas do Cariri, pelo 8ª Regional do Detran, em Juazeiro, durante apenas três dias de operação

Mais informações:
Departamento Estadual de Trânsito (Detran)
Av. Padre Cícero, 4501, Km 4.
(88) 3102.1130
(88) 3102.1131

Reportagem: Antonio Vicelmo.
Jornal Diário do Nordeste
.