05 novembro 2008

AVALIAÇÃO DA ESTRATÉGIA ELEITORAL DO PT-CRATO NAS ELEIÇÕES 2008 – Por: Dr. valdetário

A Política, como tudo na vida, colhemos o que plantamos. Com o Partido dos Trabalhadores do Crato, nesta eleição, esta regra foi mantida. O partido, levado por interesses pessoais de alguns dirigentes, optou por não ter candidatura própria, rachou suas lideranças e conseguiu a proeza de chegar em terceiro lugar numa corrida que, de fato, se deu entre dois concorrentes. É muita lerdeza! Com um agravante de ter perdido uma oportunidade para consolidar lideranças do Partido. Equivocadamente optou por apoiar um nome que não é do partido e que se quer tem sua história política forjada nas lutas das esquerdas; ao contrário, se fez no que há de mais arcaico e reacionário da política local. A estratégia eleitoral do PT-Crato, em 2008, nasceu em Fortaleza e não foi de parto normal, mas a fórceps, originando um monstrengo que abortou no nascedouro e teve como principal fruto a divisão e o conseqüente enfraquecimento do Partido. Mas conseguiu seu objetivo primeiro: apoio do PV à candidatura majoritária na capital e a manutenção da aparente hegemonia da DS local. E, de quebra, o emprego de alguns filiados.
"Os donos" do PT do Crato, de forma açodada, já em abril determinaram que o Partido não teria candidatura própria e apoiaria o PV. Os interessados nesta tese abusaram de atos ilegais para atender as ordens emanadas de Fortaleza. Rasgaram os Estatutos do PT, mentiram, caluniaram, enganaram a maioria dos filiados e assim conseguiram aprovar a infeliz estratégia. Avaliaram que partindo na frente (PT-PV) levaria no vácuo a adesão do restante da base política do governador Cid Gomes, como se fosse possível a dois mosquitos ameaçarem o leão. O tiro saiu pela culatra.
O governador percebeu a manobra e optou por outro palanque. O que era pequeno ficou nanico, mas mesmo assim deram continuidade à marcha fúnebre. Foi uma campanha fria, sem alvo definido, sem propostas, sem rumo e sem empolgação, parecia não ter comando, o que de fato não teve. Começaram e terminaram a campanha repetindo os mesmos erros, ou seja, suplicando apoio do que há de mais retrógrado na política cratense. Uma luta inútil na busca da cara-metade. O resultado não poderia ser diferente, pífio. E agora, o que nos resta? Tentar juntar os pedaços e unir o Partido. Para tanto será necessário cortar a carne podre. Jogar fora a pequena parte que contamina o todo. Um trabalho que invariavelmente necessitará de um bom cirurgião.

Dr. Valdetário
.

Texto de reflexão: Conversando com Deus

.

Um dia desses entrei numa locadora de filmes, no Crato, e me deparei com o título de um deles: Conversando com Deus. Decidi levá-lo para assistir a tarde em minha casa. Já em minha casa, após tê-lo assistido, senti uma profunda identificação com o filme. De repente me vi em 1988 passando por fenômenos muito próximos daqueles contados nesse filme. O filme relata a história de um cidadão americano (Neale) de classe média que após ter sofrido um desastre de carro quebrou o pescoço e assim ficou parcialmente impossibilitado de arranjar emprego e viver normalmente. A história do personagem principal se desenvolve entorno de sua vida trágica e seu desespero em encontrar uma oportunidade de viver dignamente no seu país. Assim, ele se vê obrigado a deixar o apartamento alugado (o aluguel estava atrasado há três meses) onde morava para viver num camping junto com outros numa situação de miserabilidade. O filme é muito simples com um enredo bem construído, no entanto para mim me tocou profundamente porque passei por momentos espirituais muito fortes em 1988. O que o filme tem de próximo com a minha história pessoal-espiritual? Em várias passagens onde o personagem principal (Neale) desperta numa noite e conversa com a sua própria consciência interior-superior – Deus! E uma dessas passagens é idêntica quando Neale duvida do que estava acontecendo com ele. E também na situação estranha de conversar com algo imaterial, invisível, porém presente e constante. A confusão dele era a minha também porque era difícil para mim aceitar a idéia de que Deus estava conversando comigo diretamente. E o centro da questão era o Amor Dele. Como falar para as pessoas que o Grande Deus estava conversando afetivamente comigo, pois eu era um sujeito comum, imperfeito e não representava nenhuma imagem de santo, de um ser puro. Eu era um jovem extremamente comum de classe média que adorava ir a praia, beber vinho, namorar e frequentar as boates nos finais de semana a noite. E de repente algo estava acontecendo e mudando a minha perspectiva humana para sempre. E assim constatei que não era só comigo que Deus conversava. A Sua voz doce, meiga e sábia estava presente em todo ser humano. Mas, por que um número muito reduzido de ser humano não conseguia escutá-LO? Por que “todos estavam surdos” conforme a música antiga do cantor Roberto Carlos? Descobri que a Voz de Deus era uma Voz interior muito específica que necessitava de uma sensibilidade metafísica muito fina para ouvi-LA. Em síntese, descobri que existem várias portas da percepção que nos conduz a Ele, e que para abri-las se precisa de uma disciplina ou trabalho de percepção concentrado. Mas, alguns por sua natureza e trajetória conseguiram abri-las inconscientemente. Esse foi meu caso – com certeza! Deus fala com todo mundo ao mesmo tempo, o que não quer dizer que todos conseguem escutá-LO. Eu fiquei anos e anos escrevendo o que a intuição Dele me dizia a respeito de qualquer assunto. E nesse processo – numa dialética existencial! - fui orientado para desenvolver e escrever uma dissertação de mestrado e uma tese de doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro/COPPE. Muitos fatos e fenômenos paranormais aconteceram a partir do instante em que comecei a ouvir a intuição Dele. Passei por momentos incríveis – espetaculares! - que pretendo narrá-los no livro que lançarei em 1989. Ao longo de 20 anos me dediquei em criar uma linguagem científica (p.ex.: Física Quântica) e filosófica para transmitir a minha verdade sobre a minha consciência interior que não cansa de falar ininterruptamente. Espero assim contribuir com uma semente de reflexão antes de deixar esse mundo material humano. Ninguém está totalmente vazio e sozinho – Deus nos preenche e vive ao nosso lado falando o tempo todo!

Prof. Bernardo Melgaço da Silva .

O Clube dos 11 Ministros - Por: Aglézio de Brito

.

Desde a Constituição Federal de 1891(art.40,12), que o sistema de investidura dos onze Ministros que compõem o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL se, privativamente, por simples nomeação do Presidente da República. Esse sistema espúrio de nomeação dos integrantes da mais alta corte de justiça do País engessou-se nas Constituições posteriores, conseguindo sobreviver na Carta Máxima de 1988, através do seu artigo 101 e seu parágrafo único, desafiando e pondo em risco a teleologia insculpida no preâmbulo da Lex Generallis, os princípios fundamentais e os direitos e garantias do cidadão, entalhados no caput e incisos dos seus artigos 1º, 5º, 6º e 14.

Assim nomeados, os 11 Ministros do Supremo Tribunal Federal adquirem imediatamente a famigerada vitaliciedade, por ato pessoal do chefe do País e passam a formar um verdadeiro clube de elite judiciária brasileira, privilegiados na perenidade dos cargos a que foram alçados, em pisoteio perverso ao inciso II, do art. 37, da própria Constituição Federal, que recebe, de maneira pusilânime, o coice do seu irmão 101, parágrafo único, com mais de 100 anos de idade. Nessa esteira, os Ministros do Supremo Tribunal Federal, por mais austeros que sejam nas suas origens, não possuem independência para julgar, pois presos pelo cordão umbilical na nomeação política aos interesses do chefe da República, do seu partido político, da sua maneira de governar, que somente repassa ao povo, à saúde, à educação, à segurança nacional, ao bem-estar social desta nação, as migalhas que sobram do banquete da concentração de renda brasileira, produto da corrupção desenfreada praticada entre políticos e empresários, autênticos vândalos, predadores do orçamento da república. Na feliz expressão de Bernard Schwartz, “talvez a maior fraqueza, na prática, do sistema de selecionar os juízes federais nos Estados Unidos se encontre no fato de que, muito freqüentemente, o poder presidencial de nomear tenha sido usado para fins políticos.”.

Realmente, acrescenta Bates, “Não se pode esperar que o Presidente da República nomeie indivíduos, por mais importantes que sejam, cujos pontos de vista em questões de política pública sejam radicalmente diferentes do seu próprio. Ele tem obrigações políticas e pessoais que, por serem humanas, procurará cumprir por meio da nomeação para a Suprema Corte. Além de ser Presidente, ele é o líder de um partido político e terá sempre em mente as suas considerações de ordem partidárias.”

Urge o expurgo, através de Emenda Constitucional, do art. 101 e seu parágrafo único do nosso Texto Legal Máximo, os quais se chocam contra os ideais democráticos de nosso Estado de Direito, transformando-se o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL em um TRIBUNAL CONSTITUCIONAL FEDERAL, cujos membros devam ser escolhidos pelo Poder Judiciário entre os integrantes da magistratura, do Ministério Público e da ORDEM DOS ADVOGADOS, sob o prévio parecer desta em ASSEMBLÉIA GERAL NACIONAL, todos sem vitaliciedade e com mandatos previamente definidos, sem possibilidade de recondução.

Somente assim, penso, com a instauração de um TRIBUNAL CONSTITUCIONAL, guardião de nossa Constituição, nos moldes acima sugeridos, teremos a independência do Poder Judiciário, livre das ingerências político-partidárias, a serviço apenas das garantias dos direitos fundamentais do ser humano brasileiro, da segurança jurídica do Estado Democrático de Direito, onde os seus membros, como ensinava Rudolf Von Jhering, desconheçam o prestígio de que possa gozar determinada pessoa e, em seus julgamentos, se abstraiam de qualquer ornamento concreto, elevando o concreto caso à altura da situação abstratamente decidida pela lei, tratando-o à guisa de um cálculo em que é indiferente o que se calcula.


Por: Aglézio de Brito. Membro do Instituto Brasileiro de Direito Administrativo
Foto: Esplanada dos Ministérios - www.brasil-turismo.com
.
.

SER CRATENSE NÃO É SÓ NASCER NO CRATO...

SER CRATENSE NÃO É SÓ NASCER NO CRATO...
É AMAR COM PAIXÃO ESSA CIDADE
É TER UM PAI QUE NASCEU NO GRANJEIRO
IRMÃOS QUE NASCERAM NO HOSPITAL SÃO FRANCISCO
É COMER ARROZ COM PIQUI
É BEBER ÁGUA DA NASCENTE
É SUBI OS BATENTES DO SEMINÁRIO E FAZER ORAÇÕES NO TÚMULO DE MONSENHOR ROCHA
É SENTAR-SE NA PÇA SIQUEIRA CAMPOS E OLHAR O POVO PASSAR
É SUBI A DUQUE DE CAXIAS, OLHAR PARA O COLÉGIO DIOCESANO E REVIVER...
CONTINUAR A SUBIDA PELA CALÇADA NO INSS E ENCARAR O RESTANTE DA LADEIRA COM OLHOS FIXOS NO Nº263 E TERMINAR A SUBIDA NA IGREJA SÃO FRANCISCO.
SER CRATENSE É SABER CANTAR O HINO DA CIDADE E SE EMOCIONAR COM CADA ESTROFE.
É FALAR NO DI NO TI E PERGUNTAREM DE ONDE VC É
É VC TER DIZER QUE NASCEU EM FORTALEZA MAS FOI PARA O CRATO COM 3 MESES E LÁ PERMANECEU 17 ANOS
E SENTIR SAUDADE DOS PASSEIOS NA PÇA DA SÉ NO DOMINGO À NOITE
DO SORVETE DE BANTIM, DOS FILMES DO MODERNO E DO CASSINO
DAS COMPRAS NA SAPATARIA DE JUVENCIO MARIANO.
É IR NO SÁBADO PELA MANHÃ TOMAR BANHO DE PISCINA NO CRATO TENIS CLUB
IR AS FESTA NO GRANGUEIRO, NÃO PERDER UM DIA DA EXPOCRATO
COMER FILHOIS, TOMAR CALDO DE CANA, SUBI A LADEIRA DO LAMEIRO CANTANDO A MÚSICA EU VOU PRO CRATO, IR ATÉ O BELMONT PARAR NO ENGENHO E COMER ALFININ NA CANA DE AÇUCAR
SER CRATENSE É TER FEITO DANÇA COM DIVANE CABRAL E PARTICIPAR DAS APRESENTAÇÕES NA QUADRA BICENTENÁRIA
É TER MACHADO NO DESFILE DE 7 DE SETEMBRO COM A FARDA DE GALA DO COLÉGIO DIOCESANO E AINDA SER PORTA BANDEIRA, LEVANDO COM ORGULHO A BANDEIRA DO COLÉGIO.
TER SIDO ALUNA DE ALMERINDA, PROFESSOR JAIME MILFONT, TER TIDO MONSENHOR MONTENEGRO COMO DIRETOR E DONA NILSA COMO COORDENADORA
TER SIDO TRATADA POR DR. CARLOS BARRETO E TER COMO DENTISTA DR. ANIBAL
É ACORDAR CEDINHO OUVINDO A RÁDIO ARARIPE.
É COMER PÃO COM NATA E LEITE INATURA, COALHADA E TAPIOCA.
PIOR QUE NÃO TER NASCIDO NO CRATO É VIVER COM SAUDADE DELE....
SERÁ QUE PELO FATO DE NÃO TER NASCIDO NO CRATO EU NÃO POSSO SER CRATENSE?

SILVÉRIA NÊMORA LOPES BARROS CAVALCANTE

FILHA DE HÉLIO BARROS CAVALCANTE

Nota:

Olá, Amiga,

Seria tão bom se seu texto fosse todo escrito em letras minúsculas, com as iniciais das frases em maiúsculo como todo texto é. Na internet escrever todo um texto em MAIÚSCULO significa que a pessoa está gritando.

Mesmo assim publicarei, enquanto vc me envia a versão escrita em minúsculo.

Abraços Sinceros,

Dihelson Mendonça

Como parei de fumar


Como parei de fumar

Lembro como se fosse hoje o dia em que parei de fumar. Isto faz mais de 10 anos. Não me tornei uma ex-fumante chata, mas minha comadre de dizia que só faltava agora virar budista e parar de comer carne. Hehehe! Até que parei de comer tanta carne e ainda não me tornei budista. Bem, o objetivo começou a ficar claro, para mim, quando cheguei à conclusão de que só estava tendo respostas nada convincentes para o meu, vamos dizer, problema. Comecei por me perguntar: "Para que estou fumando?". E as respostas não eram variadas. Eram do tipo: "Para relaxar"; "Para não me sentir sozinha"; "Para não engordar". Caramba! Não acreditei que só essas três respostas estavam sustentando um vício que estava me deixando mal comigo mesma. E todos os dias me fazia a mesma pergunta, e comecei "a me observar"... Sabe como é? Então: qual é a hora em que mais gosto de fumar? Eu me perguntava... A resposta vinha de imediato: "Depois do almoço, logo após um cafézinho". Então lá ia eu fumar na escada, porque meus filhos pediam para que eu não fumasse dentro de casa. Ficava lá, "curtindo o veneno"... Todo dia depois do almoço. Depois passei a negociar comigo mesma... Com o dinheiro do cigarro posso comprar mais livros. Vou ficar mais cheirosa, meus cabelos nunca mais vão ficar fedorentos. Minhas roupas vão ter perfume de roupa limpa e não de "defumada". O que fiz, na verdade, foi um autoconvencimento. E me senti desafiada a achar outras respostas para o meu próprio bem-estar. Finalmente consegui ficar de bem comigo mesma. Porque antes, com certeza, estava "de mal". E hoje ainda devo ter restos de fumo no organismo... mas tenho um imenso orgulho de ter vencido essa parada. Tenho, sim.(...)

Anny, no seu blog,

Futebol - Atualização - Por: Amilton Silva



Após comemorar acesso, Mano não projeta festa de título!

Treinador admite que não sabe o que esperar se o Corinthians conquistar o título da Série B do Campeonato Brasileiro, que é tratado por muitos como obrigação. Fonte: TV-UOL.

Outras Notícias:
Três jogos movimentaram na noite de ontem (04), a 34ª rodada do Brasileirão Série B, em Paraná o time do Paraná perdeu para o São Caetano e se complica na classificação geral, no Distrito Federal o Gama cedeu o empate para o América RN e continua na zona de rebaixamento e o Marília que vinha de uma vitória diante do Fortaleza , venceu o Vila Nova do artilheiro da competição Túlio Maravilha.Faltando quatro rodadas para o final da competição os quatros primeiros são:

1º CORÍNTHIANS 73 PG JA CLASSIFICADO PARA A SÉRIE A, DEPENDE APENAS DE UMA VITÓRIA PARA SE CONSAGRAR CAMPEÃO.
2º AVAÍ 62 PG
3º VILA NOVA 55 PG
4ºSANTO ANDRÉ 55 PG


Já na parte de baixo da classificação seriam rebaixados se a competição termiasse hoje os seguintes clubes:

17º CRICIÚMA 36 PG
18º FORTALEZA 36 PG
19º GAMA 34 PG
20º CRB 20 PG JA REBAIXADO PARA A TERCEIRA DIVISÃO DO PRÓXIMO ANO.

Pelas quartas-de-finais da Sul Americana , o Botafogo joga hoje no Engenhão diante da equipe do Estudiante de La Plata (ARG), precisando de uma vitória acima de dois gols para se classificar.O Palmeiras que perdeu a primeira partida jogando em casa, vai a Buenos Aires hoje enfrentar o Argentinos Juniors precisando de uma vitória acima de 1 gol ,para se manter na competição.Já o Internacional vai amanhã (06) a Buenos Aires , enfrentar a forte equipe do Boca Juniors com a vantagem de ter vencido a partida em casa por 2 X 0.


Por: Amilton Silva - Editor de Esportes do Blog do Crato


.

Foto do Dia e Previsão do Tempo


Previsão do Tempo resumida: SOL DE RACHAR!
Use Protetor Solar . Beba muito líquido...



Fonte: Climatempo
.

AraújoSAT amplia seus serviços para melhor atendimento!

.
Sendo a maior emprêsa de Internet genuinamente caririense homologada pela Anatel, a AraújoSAT amplia sua rede de atuação, modernizando seus equipamentos e adquirindo links de maior velocidade junto à Embratel. Atualmente, AraújoSAT opera com conexões de mais de 16 Megabits por segundo, mas como a empresa está em franco crescimento, é sempre preciso modernizar-se.

Segundo Araújo, a chegada do novo sistema 3G da CLARO, dentre outras, não perturbou seu negócio, pois como ele mesmo diz "Nosso negócio é bastante estável. Todos os dias temos novos clientes, muitos deles até descontentes com serviços de operadoras. Nosso sistema é firme cada vez mais, somos uma empresa dinãmica que visa o bem-estar dos nossos clientes. A Única empresa que dá efetivamente suporte aos usuários."

E não é pra menos: Existem muita gente tentando ser provedor de internet no Crato. Mas com responsabilidade e credibilidade, o Blog do Crato recomenda enfaticamente AraújoSAT.

Por: Dihelson Mendonça
BLOG DO CRATO - Trabalhando com emprêsas Competentes


.

Lançado Blog de um dos Maiores Artistas do Ceará - Pachelly Jamacaru

Um Homem de Múltiplos talentos. Muitos Unir...Versos !





Ensaiando há meses para esse lançamento, o artista Pachelly Jamacaru lança não hum, mas 3 blogs com conteúdos diversos a fim de abranger uma pequena parte da obra por ele produzida. Na verdade, os blogs representam apenas algumas facetas deste Cratense notável, que possui mais de 400 composições populares de altíssimo nível, é um Fotógrafo premiado Nacionalmente e poeta de primeiro nível, com suas centenas de poemas, a ser lançado em livro em breve!

Pachelly é um daqueles raros exemplos da Arte produzida no Cariri. Atuante em diversas áreas, com 3 belos CDs gravados, elogiadíssimo pela crítica, e inúmeras exposições de seus trabalhos fotográficos, confessa: "Eu não poderia estar mais feliz neste ponto da vida, em que posso compatilhar um pouco da arte que produzo com as pessoas que me são gratas ao longo da vida, embora eu veja que tudo na vida é vaidade, e que o sentido da vida está na nossa capacidade de saber enxergar o mundo através dos melhores ângulos".

E isso, certamente é o que Pachelly Jamacaru sabe fazer de melhor. Através do website regional ZOOMCARIRI, www.zoomcariri.com ,que concentra grande parte dos grandes fotógrafos da região do Cariri, Pachelly Jamacaru se faz notar de imediato, com sua extrema habilidade e conhecimento sobre a arte da fotografia e seu olhar inusitado, que caracteriza os grandes gênios dessa arte. Não foi à toa que recebeu o prêmio de Destaque da concorridíssima revista "FOTOGRAFE MELHOR" por um de seus trabalhos.

Assim, é que o Blog do Crato também dá as boas-vindas aos novos Blogs "PACHELLY JAMACARU" , para deleite de todos nós que amamos a arte verdadeira e a sua essência!

O Blog central de Pachelly jamacaru pode ser acessado provisoriamente em:



Por: Dihelson Mendonça
www.blogdocrato.com
.

OBAMA deve Governar como BUSH

.

Mesmo com toda a conversa de Barack Obama, 47, sobre mudança, há sinais claros em seu estilo que indicam que a Casa Branca verá um governo muito similar ao do atual presidente, George W. Bush. Obama tem na disciplina, eficiência e discrição os pilares da sua campanha presidencial. Bush liderou uma administração muito bem gerenciada sob os mesmos conceitos, nos últimos oito anos. Se nos mais diversos assuntos, de Iraque à plano de saúde, a estratégia de Obama parece completamente diferente do que Bush ofereceu aos americanos, ele pede, assim como o impopular presidente americano, um governo organizado. E isso pode ser concluído de como ele gerenciou, com punho de ferro, a sua campanha presidencial. Os assessores de seu governo, assim como os de sua campanha, devem ser sigilosos e agir como uma família. Eles recebem um discurso "sem dramas" quando são contratados e, mesmo se esta regra for violada, os desacordos sobre política, estratégia ou personalidade devem ser mantidos a portas fechadas.

O estilo de Obama como candidato, sempre pontual, é o sinal de um presidente de escritório, alguém que delega em vez de querer gerenciar e controlar cada detalhe. Novamente, Obama demonstra ter o mesmo estilo de Bush, o primeiro presidente americano com mestrado em administração de negócios. A semelhança nos estilos de governo vem de algo em comum na história dos dois políticos. Os dois têm dons políticos naturais que os colocou no rumo da Casa Branca em um caminho de atalhos políticos e pouca espera. Isso significa também que os dois presidentes devem contar com ajuda de grandes assessores. Obama nem ao menos terminou seu primeiro mandato como senador federal por Illinois e, como Bush, confiam principalmente no seu restrito círculo de confiança para tomar decisões importantes. A fórmula tem funcionado, mas pode causar tensão no Congresso entre os legisladores que vêem o time Obama como exclusivo demais.

"A disciplina de Obama é menos sobre a importância do sigilo e mais sobre fazer o trem organizacional andar no ritmo certo", disse a historiadora política da Universidade de Princeton, Julian Zelizer. Bush e Obama defendem coisas muito diferentes, afirma a historiadora, mas Obama "levou sua campanha com a mesma eficiência metódica de Bush na Casa Branca". "Ele não vai ter uma Casa Branca de livre arbítrio onde as pessoas são livres para fazer as coisas do seu jeito ou mesmo para falar com a imprensa", prevê Zelizer.

Fonte: UOL.


Obama é eleito o primeiro presidente negro dos EUA


Quarta, 5 de novembro de 2008, 02h34
O senador pelo Illinois, Barack Obama, fez na madrugada desta quarta-feira o discurso como vencedor na corrida pela presidência dos EUA. Aos 47 anos, Obama, filho de um queniano e uma americana é o primeiro negro a ocupar o mais alto posto do governo dos EUA.
Obama começou o discurso dizendo que se "alguém ainda duvida que alguma coisa ainda é impossível para os EUA, hoje veio sua resposta. É a resposta que veio das escolas e igrejas, de pessoas que ficaram de três a quatro horas em filas, muitos pela primeira vez".
Cerca de um milhão de pessoas acompanharam dentro e fora do Grant Park, em Chicago, a festa da vitória de Obama. Um marco para a comunidade negra dos EUA, o evento teve a presença de personalidades afro-descendentes como os reverendos Al Sharpton e a apresentadora Oprah Winfrey.
Um dos momentos marcantes aconteceu antes do discurso, quando o reverendo Jesse Jackson foi às lágrimas com a notícia da vitória de Obama.
TrajetóriaNascido em 4 de agosto de 1961 no Estado do Havaí, o senador pelo Illinois Barack Obama é filho de pai queniano e mãe afro-americana, nascida no interior do Estado do Kansas.
Seus avôs paternos eram empregados domésticos de colonizadores britânicos que viviam no Quênia. Seu pai, também batizado como Barack Obama, estudou e conseguiu conquistar uma bolsa para estudar nos EUA, na Universidade do Hawaii.
Já os pais de sua mãe, Ana Dunham, conseguiram estudar e comprar uma casa graças à ajuda de programas governamentais oferecidos pelo Estado. Seu pai trabalhou em prospecção de petróleo até a crise de 29, depois se alistou no exército norte-americano e lutou durante a Segunda Guerra Mundial. Sua mãe trabalhou em uma indústria bélica, que fornecia material para o exército.
Por conta disso, os pais de Ana Dunham puderam proporcionar estudo à filha na Universidade do Havaí. Lá, Barack Obama e Ana Dunham se conheceram.
Fruto do relacionamento dos estudantes nasceu, no Havaí, o menino Barack Obama.
O senador pelo Illinois foi criado apenas pela sua mãe e seus avôs maternos, pois seu pai retornou ao Quênia. Obama viveu durante um período na Indonésia, na Oceania.
Em 1983, já em New York, Barack Obama iniciou seus estudos em Direito pela Universidade de Columbia. Em 1985, se mudou para Chicago, onde começou a trabalhar em prol dos cidadãos marginalizados. Voltou aos estudos e, em 1991, concluiu mais uma etapa acadêmica também em Direito pela Universidade de Harvard. Ele foi o primeiro presidente da Harvard Law Review, uma revista de Direito editada pela universidade.
De volta a Chicago, o advogado Barack Obama atuou em favor dos direitos humanos, além de ministrar aulas de direito constitucional. Isto o levou a concorrer à vaga no Senado pelo Estado do Illinois, em 1996. Ele exerceu o cargo de parlamentar por oito anos, ficando até 2004.
Obama é o terceiro senador negro da História dos Estados Unidos pós-29 e o primeiro candidato negro à Casa Branca.
Fonte:Portal Terra

Notícias da URCA - 05 de Novembro

ACADÊMICOS DE HISTÓRIA
REALIZAM TESTE DO ENAD NO DOMINGO

Acadêmicos do curso de História, da Universidade Regional do Cariri (URCA), estarão realizando o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENAD), no próximo domingo, no Colégio Estadual Wilson Gonçalves, em Crato. Os testes serão aplicados a partir das 8 horas da manhã. Portanto, os selecionados para realizarem esse teste deverão estar presentes no local por volta das 7h30. A lista com os nomes dos alunos estará disponível no site da URCA. Os estudantes devem acessar www.urca.br e também através de contato com a coordenação do curso, pelo fone (88) 3102.1202.

COMITÊ MULTIDISPLINAR DO GEOPARK
DA URCA REALIZA PRIMEIRA REUNIÃO

O Comitê Multidiscilinar do Geopark Araripe da Universidade Regional do Cariri (URCA), coordenado pelo superintende do Geopark Araripe, João de Aquino Limaverde, e o gerente do Geopark, Idalécio de Freitas, e ainda composto por Waltécio Almeida, José Micaelson, Antonia Cileide, Francisco Gilberto Oliveira, Maria Arlene Pessoa, Alexandre Magno, Maria do Socorro
Lopes, Álamo Feitosa, Luiz Marivando Barros, João Kerensky, Titus Riedl, Roberta Piancó, Patrício Melo e Elizangela Santos, esteve reunido pela primeira vez em reunião ordinária para debater questões relacionadas ao projeto, no final da tarde desta segunda-feira, na sede do Geopark, em Crato. Questões relacionadas à definição do papel da Universidade no Projeto
foram debatidas. A abertura foi feita pelo superintende do Geopark, João de Aquino, que relatou as ações que estão sendo desenvolvidas atualmente no projeto, além da realização do Seminário Internacional sobre Geoparks, a ser realizado nos próximos dias 13 e 14 de novembro, em Fortaleza. Uma equipe da região do Cariri estará participando deste evento na capital do estado. Também foi anunciada a Reunião de Trabalho, na URCA, em que haverá participação dos integrantes do Comitê que apresentarão propostas da Universidade para o projeto Geopark Araripe, dentro de uma definição do papel da URCA nesse contexto.

REUNIÃO DE TRABALHO DEBATE DESENVOLVIMENTO
DO CARIRI E SUAS MÚLTIPLAS DIMENSÕES

Será realizada em Crato, no próximo dia 7, sexta-feira, Reunião de Trabalho que abordará o ‘Desenvolvimento do Cariri e suas Múltiplas Dimensões’. O evento acontecerá no Salão de Atos da URCA, a partir das 8h30. Na oportunidade, acontecerá uma mesa redonda com o tema “Capital Humano e o Desenvolvimento do Cariri”, onde a universidade terá espaço para expor o que vem realizando na área de ensino, pesquisa e extensão para atender as vocações e oportunidades mencionadas. A mesa-redonda vai até às 18 horas. Na abertura do evento estão previstas as participações de secretários de estado, incluindo Secretarias das Cidades, Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Educação, Turismo, Cultura, Superintendência Estadual do Meio Ambiente e o Reitor da URCA, Professor Plácido Cidade Nuvens. O público do evento estará direcionado a docentes de instituições de ensino, técnicos das secretarias estaduais e municipais, integrantes de conselhos regionais, integrantes de Condemas e políticos da região. O objetivo da Reunião de Trabalho é discutir as possibilidades de desenvolvimento da região do
Cariri, considerando o projeto Cidades do Cariri e suas interfaces, com vistas a sustentabilidade regional.

COMUNICADO

O professor Antonio Ferreira de Lima comunica que a disciplina Introdução ao Conhecimento de Pedagogia, referente ao semestre 2008.2 será realizada a partir de dezembro do ano em curso.

DIVISÃO DE PESSOAL DA URCA CONVOCA
DOCENTES APROVADOS NO PROCESSO
SELETIVO, EM CARÁTER DE URGÊNCIA


A Universidade Regional do Cariri (URCA), por meio da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação e o Departamento de Divisão de Pessoal, convoca os professores aprovados no Processo Seletivo, regido pelo edital 005/2008, a comparecem a este setor da Universidade em caráter de urgência, munidos dos documentos: RG - Célula de identidade, C.P.F, PIS/PASEP, Carteira Profissional, Titulo de Eleitor com comprovante da última eleição, carteira de reservista (para homem), comprovante de titulação de acordo c/ inscrição, atestado médico – admissional, 1 foto 3x4, Certidão de casamento, CPF e RG do Cônjuge, Certidão de nascimento de filho menor de idade, Folha corrida da Justiça Estadual e Federal e Conta bancária. São os professores: Isabella da Silva Valois, Inambê Sales Fontenele, Aline Cavalache Leite, Maria Belo da Silva Filha, Paulo Pedro Schuetz, Adriana e Silva Sousa, Ana Maria do Nascimento, Alexandre Araújo Freitas, Milena Silva Costa, Sávio Mirelly Silveira Santos, Marcos André Rodrigues da Silva Júnior, Nilene Matos Trigueiro, Marla Maria Moraes Moura, Richardson Dylsen de Souza Capistrano, Ana Maria Matos Araújo, Flávia Jorge de Lima, Ilaina Damasceno Pereira, Cicera Cecília Esmeraldo Alves.

MAIS INFORMAÇÕES:
Assessoria de Comunicação
Universidade Regional do Cariri - URCA
(88) 3102-1212 ramal 2617
www.urca.br
Crato, 05 de novembro de 2008

Fonte: Universidade Regional do Cariri - URCA
.

Meu baú de ossos e o colégio Agrícola do Crato

Há muitos anos, ainda nos idos de 1985, século passado, outro milênio...
Tive um grande amigo, poeta tímido,
tanto quanto eu – calado, introspectivo.
Razoável domínio do vernáculo, quase um espert idiomático. Mostrou-me seus poemas hai-kai, dísticos, cordéis, sonetos...
Disse-lhe que tinha jeito para poeta.
Ele aquiesceu num sorriso raro e cabisbaixo.
Trejeito impávido, sisudo, míope da vista,
óculos fundo de litro...
Inteligente via muito além das lentes.
Era um exímio construtor do estro.
Por intermédio da literatura, discutíamos a rotina da vida,
a monotonia do colégio e as coisas do mundo.
Era como se diante dos livros nos fizéssemos gigantes.
Titãs poemáticos...que escolheram a literatura como um caminho.
Mostrei-lhe meu opúsculo na época, ainda em rabisco.
Ele admirou-se e em seguida ficamos bons amigos.
Lemos, estudamos, escrevemos, biblioteca farta, assim como a nossa juventude.
Dali para frente a poesia libertou-nos do medo de sermos chamados de poetas. Achávamos por demais ridícula aquela afirmação. Ser diferente não era o nosso desiderato.
O que queríamos era simplesmente nos embriagar da eterna poesia de Lorca, Neruda, Bandeira, Poe, Augusto, Florbela, Vinícius, Patativa, Rimbaud, Drumond, Quintana, Baudelaire, dentre outros...
Porém, não demoraria muito para que a professora
nos delatasse à turma inteira.
Com direito a leitura dos nossos primeiros madrigais.
Marcial Ferreira era seu nome, filho do Ipaumirim,
para o qual fizera um soneto. Verdadeiro hino oferecido a sua Alagoinha. Tempo áureo do nosso Agrícola Colégio.
Internato para os primeiros, utopia para nós todos.
Chão fértil e rico das serras do Crato-CE; sopé do Araripe. Tempos idos, pleno de lirismo e sonhos em se mudar o mundo.
Saudade de casa e da namorada,
que quase nunca nos escrevia.
Trabalho árduo, enxada, regador, calos nas mãos.
Estudo noturno obrigatório, dias de cansaço e solidão. Bucólico esforço, ideal parasidíaco. Sofreguidão!
Mata virgem, virgens meninos e meninas,
virgem poética adormecida
nos nossos cadernos de exercícios.
Os anos se passaram. Fim do período...
Cada um seguiu para o seu lado.
O mundo depois disso pareceu-me muito mais imenso:
geodésico sentimento que eu ansiava pegar
com as minhas próprias mãos.
Nunca mais tive notícias dele.
Não sei se vive ou se a vida se desfez do mesmo.
Quem sabe aquele amigo tenha optado por se encantar
de vez na serra do Crato, junto a sua poesia -
a musa que nos fez acreditar nos sonhos e outras utopias.
Ou ainda, quem sabe, mergulhara no seu poema mais triste
à guisa de se proteger de um mundo ingrato.
Como só seria possível a um poeta-amigo, vate singularíssimo da palavra, na mais humana disposição lídima do gesto.
O Agrícola agora, assim como ele(meu amigo), é uma miragem estranha perdida nas brumas de um passado longínquo.
O tempo passou célere como sempre passam os bons
momentos. Século pretérito...
Deixando uma história de sonhos 'profissionalizantes' aprisionada no futuro do presente.
As coisas mudaram de lugar, como de aparência e de sentido. Assim como todos os colegas do velho colégio.
Nossos mestres, alguns desapareceram para sempre.
Restando apenas a saudade e os conhecimentos perpetuados entre seus discípulos.
As árvores cresceram como se nelas se eternizassem
todas as primaveras e a brancura teimosa dos nossos cabelos.
Sulcos nos caminhos, rugas profundas dos nossos rostos
como se fossem ainda hoje, as nossas idas e vindas
sobre as serras verdejantes do belo Crato.
A poesia por seu turno, deu sentido e um colorido especial à vida. Como um acerto de conta do presente com o passado.
A ampulheta do tempo fincou nos nossos rostos de pedra,
uma indisposição estética para a juventude.
Nossos semblantes agora travam todo dia um novo combate com os espelhos.
Como se o juizo final acontecesse numa sucessão irreversível todas as manhãs na nossa face.
Somos por isso agora, grandes desconhecidos íntimos,
perdidos na multidão de nós outros.
Quisera apenas que aquele poeta-amigo do velho Colégio Agrícola do Crato pudesse ao menos saber que a poética, assim como as lembranças, ainda permanecem comigo,
como frases perdidas nas páginas soltas e amareladas de uma coletânea de reminiscências guardadas num baú de ossos.
Uma obra carcomida e ultrapassada que quase ninguém tem mais coragem de relê-la.
Quisera saber do meu amigo, para finalmente abraçá-lo forte e poder dizê-lo que aquela minha poesia lírica e utópica agora virou verdades, esperanças e livros.
Recordações de um passado que nunca passa...
E que se mantêm guardada para sempre no fundo das nossas memórias.
____
José Cícero
Aurora - CE.