19 outubro 2008

A Favela das Velas - Por Marcos Leonel


Juazeiro é uma cidade muito engraçada, cheia de piadas. Muitos não entendem seu senso de humor trágico. Definitivamente a culpa não é dela. Ela até que se esforça para ser entendida através de manifestações óbvias. Mas, se ninguém ri de suas anedotas, ela ri da gente, com sua gargalhada sonora e sua boca socialmente banguela. A favela que cresce nos arredores da Matriz de Nossa Senhora das Dores é uma de suas piadas sujas.

Quando uma quenga de pouco mais de vinte anos, usando mini-saia apertada, quebrando o buxo na canela, exibe a sua tabela de preços através do vermelho néon do seu baton da avon, encostada numa estaca que segura o barraco, ouvindo Aviões do Forró num micro-som fanhoso, a cidade também exibe ali suas malícias e seus malefícios, frutos das oportunidades que ela oferta e dos oportunistas que a infestam.

São as duas faces de uma mesma moeda. Dinheiro esse que corre léguas tiranas dentro e fora dos muros da cidade, às vezes demagogicamente ostentado, às vezes sorrateiramente cultivado. Assim cresce a Juazeiro do Norte dos contrastes. Sendo que vez por outra o passado e o presente se encontram nas esquinas, nos porões e nas salas mais requintadas. E é aí que se percebe facilmente o cinismo patético dessa cidade. Padre Cícero veio para acabar com a promiscuidade do entreposto Tabuleiro Grande. O tempo passou, Juazeiro do Norte saiu do Tabuleiro, mas o Tabuleiro não saiu do Juazeiro do Norte.

Se nesse mesmo espaço geográfico, de um lado existe o mais simbólico templo de devoção e fé dos romeiros, em que entre uma oração e outra, esmolas generosas são ofertadas em forma do dízimo voluntário, do outro lado existe o templo da promiscuidade, erguido com o poder dos interesses escusos, com pregos, papelão, restos de madeira, palhas, flandres e descasos e descasos, em que entre uma cachaça e outra, esmolas generosas são ofertadas em forma de arame farpado para curral. É nesse espaço geográfico em que a multidão, em tempos de romaria, se divide e se multiplica.

De acordo com o filósofo alemão Walter Benjamim, “na multidão o que está abaixo do homem entra em relação com o que impera acima dele e é essa promiscuidade que engloba todas as outras”. Isso é a pura verdade. Vale ressaltar, que a multidão, em sua comédia humana, enquanto massa, se apresenta invisível socialmente, em torno da coisa comum que aquele aglomerado expressa, estão ocultos os interesses privados, quase impossíveis de serem detectados de imediato. No entanto, sob um olhar mais atento, os mecanismos dessa risada irônica da cidade, que ridiculariza qualquer convívio entre o sagrado e o profano, vêm à tona.

É difícil de se acreditar em falta de visão política, que não vislumbra uma cidade turística, além de romeira. Também é difícil de acreditar na máxima de que não se pode solucionar o problema da noite para o dia, uma vez que todos os outros santuários de grande fluxo turístico conseguiram, sendo Aparecida o maior exemplo disso. Entender a tolerância para a continuidade dessa favela como uma manobra do espírito humanitário, em que todos têm o direito de sobreviver de alguma forma, é tão infantil quanto acreditar na fada dos dentes. É claro que a cidade ri de toda essa inocência, através dos trejeitos dos seus travestis, com seus sexos e jóias falsas.

É bem mais fácil de acreditar em um jogo de interesses menores, do que na “imposição de uma mazela social sem fim, culpa da desigualdade”. A permissividade da prostituição, da falta de fiscalização sanitária e da ocupação indevida do espaço, tem uma causa óbvia, e que foge das limitações da administração pública. Esse curral não é só mantido pela troca de favores e pela compra de votos. Existe aí uma troca de interesses públicos e privados, que a cidade esconde debaixo do braço, para alguns, para outros, debaixo do sovaco. Tudo, na realidade, é uma questão de postura, conta piada quem pode e ri quem deve.

Por: Marcos Leonel

O exemplo da Águia - Mensagem de Otimismo.

.
A águia é a ave que possui a maior longevidade da espécie. Chega a viver 70 anos. Mas para chegar a essa idade, aos 40 anos ela tem que tomar uma séria e difícil decisão. Aos 40 anos ela está com:

- As unhas compridas e flexíveis, não consegue mais agarrar as suas presas das quais se alimenta.
- O bico alongado e pontiagudo se curva.

Apontando contra o peito estão as asas, envelhecidas e pesadas em função da grossura das penas, e voar já é tão difícil! Então, a águia só tem duas alternativas: Morrer ou enfrentar um dolorido processo de renovação que irá durar 150 dias. Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e se recolher em um ninho próximo a um paredão onde ela não necessite voar. Então, após encontrar esse lugar, a águia começa a bater com o bico em uma parede até conseguir arrancá-lo. Após arrancá-lo, espera nascer um novo bico, com o qual vai depois arrancar suas unhas. Quando as novas unhas começam a nascer, ela passa a arrancar as velhas penas. E só após cinco meses sai para o famoso vôo de renovação e para viver então mais 30 anos.

Autor desconhecido

Enviado por Mônica Araripe
.

Um homem Imortal - Aniversário do grande poeta Vinícius de Moraes


Marcus Vinicius da Cruz de Melo Moraes (Rio de Janeiro, 19 de outubro de 1913 — Rio de Janeiro, 9 de julho de 1980) foi um diplomata, jornalista, poeta e compositor brasileiro.
Poeta essencialmente lírico, o poetinha (como ficou conhecido) notabilizou-se pelos seus sonetos, forma poética que se tornou quase associada ao seu nome. Conhecido como um boêmio inveterado, fumante e apreciador do uísque, era também conhecido por ser um grande conquistador. O poetinha casou-se por nove vezes ao longo de sua vida.
Sua obra é vasta, passando pela literatura, teatro, cinema e música. No campo musical, o poetinha teve como principais parceiros Tom Jobim, Toquinho, Baden Powell e Carlos Lyra.


Por: Amilton Silva
.

Domingo Cera Cachopa no Crato...

Domingo, dia da Preguiça !






Domingo, pé de cachimbo...
Todo mundo ainda dormindo, outros se arrastando pela casa.
Poucas notícias ainda na cidade, que parece eternamente sonolenta.

Para onde foram todos ?
Aqui, como todos os outros leitores do Blog do Crato, me debruço defronte a essa tela, esperando ver algo de novo acontecer. Mas "o novo sempre vem", como já dizia a musiquinha. Hoje é daqueles dias tão cinzentos no Crato, que creio que muitos estão fazendo força até para ir aos clubes da cidade, Serrano, Grangeiro, Nascente...

Enfim, nesse tipo de domingo, é quando acontece por volta das 18:00, a situação em que o jornalista Antonio Vicelmo humoradamente descrevia nos anos 70:

"No Crato, dia de Domingo, às 18:00, sem absolutamente nada pra ver nem fazer na cidade, apenas assistir o programa do Sílvio Santos e apenas o terrível pensamento de ir trabalhar na Segunda-Feira, é a hora da depressão e do suicídio!"

E falando em anos 70 em Crato, em que a diversão de muitas famílias era de manhã, lavar a casa e encerar com cera Cachopa, ouvindo o terrível Sílvio Santos na TV, não passava um só carro nas ruas, apenas um ou outro ônibus da Viação Rio Negro, e aquele calor insuportável de quase dezembro, e acima de tudo, uma estranha sensação de que não iríamos conseguir atravessar ilesos o dia inteiro... Crato, cidade estranha...

Bom Domingo, sem Sílvio Santos nem Faustão e muito menos Cera Cachopa.

Dihelson Mendonça

18 de Outubro ( Ontem ) - Dia do Médico ...



Uma data para ser comemorada e repensada, com o CAOS do sistema de saúde do Brasil e seu péssimo atendimento, mas que culpa podem ter os médicos ? muita ? pouca ? De qualquer forma, quero dar meus parabéns a todos que compõe essa classe, extremamente importante para todos nós, e lembrar que mesmo os médicos, às vezes precisam de médicos também. E a gente aprende que na vida, quase não há nada mais importante do que um médico competente e sobretudo, AMIGO!

Parabéns!

Dihelson Mendonça
.

Os Ombros do Gigante


Desde que o físico de El-Rey, mestre Johannes Emenelaus ,embarcado nas caravelas de Cabral, pisou as terras brasileiras em 27/04/1500, o país passou a ter uma medicina minimamente científica. Os primeiros séculos na colonização do Brasil foram marcados, porém, pela visível ausência de profissionais de Medicina no nosso território. Por aqui os tratamentos se atinham basicamente a pajelanças e rituais afro, embora Brás Cubas houvesse fundado o primeiro Hospital brasileiro – A Santa Casa de Santos -- ainda em 1543. Até que os holandeses chegaram a Pernambuco no início do Século XVII, trazendo consigo toda uma colônia judia, fugida da Inquisição Européia, entre eles vários médicos judeus. Pena que tenha durado apenas 24 anos o sonho holandês em terras brasileiras, em 1654 partiram, deixando, no entanto, marcas indeléveis da sua presença em Pindorama. O vácuo da Medicina no Brasil permaneceu por mais de um século e meio ainda. Em 1789, segundo Salles, só existiam quatro médicos no Rio de Janeiro e eram raríssimos em outras paragens brasileiras.
A verdadeira história da Medicina brasileira começou , assim, com a chegada da família real , no início do Século XIX, quando em de 1808, há exatos 200 anos, D. João VI criou , no dia 18 de fevereiro, a Escola de Cirurgia da Bahia que a partir de 1813 começou a ser chamada de Faculdade de Medicina. Esta benemérita instituição, durante estes dois séculos, formou mais de 15.000 médicos, disseminando a arte de curar por todos os recantos deste país continental. Tão seminal tornou-se sua influência que a maior parte dos profissionais caririenses ,até meados do Século XX, trouxeram sua arte e seu aprendizado da tradicional Faculdade de Medicina da Bahia. Na ausência de médicos fixados na região, heroicamente aqui atenderam alguns dos nossos mais famosos boticários : Coronel Secundo, Coronel Benedito Garrido, José Alves de Figueiredo (Zuza da Botica), Antonio Fernandes Telles e Teófilo Siqueira. 1889 marca uma data histórica na Medicina pátria, a formatura da segunda médica brasileira e primeira do Ceará: a cratense Dra. Amélia Bénebien Perouse. Desde este marco histórico, um sem número de médicos caririenses atravessaram os umbrais da UFBA : Dr. Irineu Nogueira Pinheiro ( 1910); Dr. Miguel Limaverde(1913); Dr. Joaquim Fernandes Teles ( 1916); Dr. Elísio Figueiredo ( 1916); Dr. Otacílio Macedo ( 1917); Dr. Joaquim Pinheiro Filho ( 1918). Na década de 1920 formaram-se ainda : Dra. Josefina Peixoto e Dr. Antenor Gomes de Matos. A década de 1930 foi pródiga trazendo ao Crato os Drs. Antonio Macário de Brito, o paraibano Nélson Carrera e o Dr. Dalmir Peixoto, formado em 1937 e ainda hoje lúcido e lépido com mais de 70 anos de profissão médica. Nesta década, ainda sob inspiração do nosso segundo Bispo D. Francisco Pires, inaugurou-se o primeiro Hospital do sul cearense , em 1936 : o Hospital São Francisco de Assis. No início dos anos 40 , aqui aportou o maior mito da medicina caririense, o pernambucano Dr. Antonio José Gesteira, o nosso primeiro grande cirurgião, que este ano comemora o centenário de nascimento.
O que une e aproxima tantas gerações de médicos ? Hoje, diante do avanço enebriante da Medicina nos últimos cinqüenta anos, somos tentados a pensar na forma precária com que estes patriarcas da medicina do Cariri tratavam seus pacientes. Tudo parece velho, embolorado e obsoleto. Mas amigos, todos eles usaram as armas mais modernas que tinham às mãos na sua época para lenir as dores, minorar o sofrimento, salvar vidas. As futuras gerações pensarão isto mesmo dos atuais profissionais. É preciso lembrar que nada existe de novo na face da terra e o moderno apenas dá uma nova demão de tinta no conhecimento acumulado por muitas e muitas gerações. Isacc Newton dizia que se vira mais longe foi porque simplesmente subiu em ombros de gigantes.
Neste Dia do Médico é preciso pois reverenciar todas as inteligências que nos antecederam e que deram sua vida e seu sangue para melhorar a qualidade de vida de tantos. Tantos que anonimamente se debruçaram sobre leitos paupérrimos , lutando desesperadamente contra a dor e contra a morte com as parcas armas que tinham às mãos. Quero abraçar cada um destes sacerdotes no ano em que se comemora o duplo centenário da Faculdade de Medicina da Bahia e os cem anos do nosso médico mais mítico: o Dr. Antonio José Gesteira.

J. Flávio Vieira

A Porta Estreita - Dr. José Flávio Vieira





“Porfiai por entrar pela porta
Estreita ; porque eu vos digo
Que muitos procurarão entrar
E não conseguirão.”
Lucas , 14:24

São Lucas nasceu no primeiro século depois de Cristo. Tornou-se médico em Antilóquia, em território hoje pertencente à Síria. De profunda formação humanística , produziu com base em depoimentos, o terceiro dos evangelhos. Sendo o mais culto dos evangelistas , escreveu aquele que é considerado, literariamente, o mais bem esboçado dos textos sagrados.Lucas é ainda autor do livro “O Ato dos Apóstolos” que perfaz uma espécie de continuação dos evangelhos. Pouco mais se sabe sobre sua a vida . Há relatos de que teria sido martirizado pelos romanos, nas suas perseguições contra o Cristianismo e que esteja sepultado em Pádua, na Itália. Em todos os paises cristãos, desde 1463 , comemora-se, no Dia 18 de Outubro, consagrado a São Lucas, o Dia do Médico.
A comemoração é muito mais profética do que simbólica. Aos médicos no Brasil de hoje, já não se exige apenas sacerdócio, mas santidade. Após o corredor polonês de uma formação que muitas vezes se estende por doze longos anos, o médico cai num mercado de trabalho avassalador. Recebendo salários de fome ( o último Concurso do Estado oferecia salário de R$ 560,00 por 20 horas semanais) , o profissional de medicina tem que fazer muitos “bicos”, correndo por muitos serviços, para pagar as contas do final do mês. As tabelas vergonhosas do SUS humilham-nos a cada procedimento. Imersos numa Saúde Pública totalmente sucateada, com filas intermináveis nas Emergências, a cada instante tem-se que fazer a “Escolha de Sofia”. Angustiados, os médicos põem-se diariamente na fronteira movediça entre a Vida e a Morte. Do outro lado, a justiça de dentes reluzentes os esperam para a mordida feroz a qualquer tropeção a que lhes levem o cansaço e o desestímulo. Como São Lucas ,os médicos são martirizados a cada jornada de trabalho, a cada turno, a cada plantão. Vivendo numa selvageria capitalista, a sociedade lhes cobra posturas socialistas : socializaram sua profissão, sem socializar o Supermercado. Sem tempo para a família, sem nenhuma disposição física e mental para a atualização, os profissionais de saúde vão carregando sua procissão de infortúnios vida afora. Condenados às galés perpétuas.
Este ano, no entanto, não mais suportando as condições aviltantes e desumanas, os médicos, espontaneamente, resolveram reescrever o evangelho da Medicina Brasileira. Sequer houve maior interferência das entidades de classe, os profissionais simplesmente disseram: Não ! Cruzaram os braços, pediram demissão em massa e o caos se estabeleceu em várias capitais brasileiras. Dizem que nossa atividade é essencial e não pode parar. Se essencial, porque não temos salários compatíveis à essencialidade de nossa profissão? Ao menos a metade de um deputado , cuja função tem se mostrado totalmente desprezível na vida nacional. Calcula-se que se gasta mais de R$ 20 bilhões, anualmente, só com corrupção no Brasil, a metade do orçamento anual da Saúde, como reverter isto se os que mais se beneficiam são justamente os legisladores? A única política empreendida no sentido de minorar o problema é a criação absurda de Escolas de Medicina que pululam por todos confins do país, na tentativa de aumentar a oferta de profissionais e, assim, com vesgas regras de consumo, tentar manter os salários de fome da categoria. Sequer imaginam que apenas plantam a semente de uma Medusa, pois grande parte destas Escolas não tem a mínima estrutura para formar médicos capazes, responsáveis e com a vasta formação humanística e técnica que a profissão exige.
O 18 de Outubro deste ano é uma data especial. Os médicos saíram das catacumbas e enfrentaram juntos os leões no Coliseu. Basta de suplício, de esconderijo, de martírio. Crucificados há mais de 50 anos, chegou a hora da ressurreição. Recusamo-nos a continuar cúmplices do genocídio diário que se perpetra nos Hospitais do país. Queremos salários justos e condições dignas de trabalho. Porfiamos entrar pela porta estreita, sabemos todos da coroa de espinhos que temos que carregar sobre a cabeça. Médicos de corpos e almas, sabemos do nosso Calvário. Mas percebemos, hoje, que para exercer a nossa arte de curar precisamos, antes, estar sadios; para levar a felicidade ao próximo, necessitamos , primeiro, estar felizes e realizados; só livres e libertos poderemos entoar um canto de liberdade.

Por: José Flávio Vieira

Futebol - Por Amilton Silva



A 31B rodada da série B do Brasileirão, teve início na terça-feira dia 14 , e foi finalizada ontem, dia 18.

Dia 14 terça-feira

CEARA 1 X 0 BARUERI
SANTO ANDRE 2 X 1 VILA NOVA

PARANA 1 X 3 BRASILIENSE


Dia 17 sexta-feira

MARILIA 2 X 1 AMERICA RN
CRICIUMA 1 X 0 BRAGANTINO
GAMA 0 X 3 AVAI


Dia 18 sábado

PONTE PRETE 2 X 2 FORTALEZA
CRB 0 X 2 JUVENTUDE

BAHIA 0 X 3 CORINTHIANS

ABC 2 X 1 SAO CAETANO

Com três grandes jogos, foi iniciada ontem a 30ª rodada da Série A do Brasileirão 2008.Em Santa Catarina o Figueirense não passou de um empate em 1 X 1 com o Ipatinga , que deixou a lanterna da competição com a tradicional equipe do Vasco.No Beira-rio,no Rio Grande do Sul, o Internacional derrotou o Atlético PR, que continua na zona de rebaixamento e no Estádio Engenhão no Rio de Janeiro, o anfitrião Botafogo se distanciou do grupo dos quatros ao ser vencido pelo Santos por 1 X 0, a partida foi de excelente nivel técnico e premiou a equipe que jogou melhor durante os 90 minutos.

A rodada será complementada hoje com mais 7 jogos , incluindo grandes clássicos do futebol Brasileiro:

VITORIA X FLUMINENSE
PALMEIRAS X SAO PAULO
CORITIBA X GOIAS
ATLETICO MG X CRUZEIRO
SPORT X NAUTICO
PORTUGUESA X GREMIO
VASCO X FLAMENTO

Num Oferecimento de:

Senado aprova lei Tasso Jereissatti para criação de novos municípios no Ceará.


O Senado Federal aprovou no final da noite desta quarta, 15, uma nova lei que permite a criação de novos municípios. A lei relatada pelo senador cearense Tasso Jereissati define critérios rígidos que nortearão a realização de plebiscitos a serem definidos pela Assembléia Legislativa de cada estado. Leia mais sobre esse assunto em matéria da Agência Senado:

O projeto de lei complementar que define regras para criação, incorporação, fusão, desmembramento e instalação de municípios (PLS 98/02 - Complementar) foi aprovado nesta quarta-feira (15) pelo Plenário do Senado. A proposição, relatada pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), convalida os municípios criados, incorporados, fundidos, desmembrados e instalados entre 13 de setembro de 1996 - data da promulgação da Emenda Constitucional nº 15 - e 31 de dezembro do ano passado. A EC 15 determina que lei complementar federal deve definir o período para criação de novos municípios. O projeto de lei será ainda votado na Câmara dos Deputados.

Fonte: Donizete Arruda/Site Ceará Agora
.

O parecer da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), aprovado em 27 de agosto último, foi favorável à aprovação da matéria, de autoria do senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), e pela rejeição dos PLS 503/03 e 96/08, de autoria do ex-senador Sibá Machado (PT-AC), e do PLS 60/08, do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA). Todos são projetos de lei complementar. Na sessão desta quarta, no entanto, foi aprovado requerimento desmembrando o PLS 503/03, que, assim, volta a tramitar na CCJ.

Fonte: Tarso Araújo.

As Notícias da Semana - Coluna Tarso Araújo


TERAPIA OCUPACIONAL


Terminou na última quinta-feira, 15, a Semana de Terapia ocupacional, realizada pela Casa de Sade Santa Tereza, em Crato. No evento, foram expostos trabalhos feitos pelos pacientes, como artesanato, artefatos para decoração, e outras miudezas. A semana foi coordenada pelas terapeutas Ana Maria Moreira e Maria Josmaria.

FÉRIAS
A empresária Luciana Abath está curtindo férias na Espanha e Portugal. Como sempre faz, irá percorrer o caminho de Santiago de Compostela, pela Espanha. Retorna ao Cariri no fim deste mês.

TRABALHO
O advogado Jorge Emicles Pinheiro Paes Barreto, retornando às suas atividades normais, após a correria do processo eleitoral. Conhecido com um dos mais competentes advogados eleitorais da região, irá agora se deter na organização de seu escritório.

FALTA
A comissão gestora da Expocrato está mais do que atrasada na distribuição da prestação de contas da exposição deste ano. Passados quase 90 dias, são poucas as explicações para tamanho atraso. A sociedade caririense merece saber como andam as finanças do maior evento agropecuário do interior do Nordeste brasileiro.

NULOS
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), através do Ministro Joaquim Barbosa, impugnou o registro da candidatura do ex-prefeito Walter Peixoto (PMDB), que foi candidato a prefeito do Crato nestas últimas eleições. Com a decisão, Joaquim Barbosa tornou inválidos todos os votos dados a Peixoto nas últimas eleições. André Barreto (PV) termina o pleito na segunda colocação e com 24% dos votos.

RECLAMAÇÃO
Os empresários do centro do Crato estão elaborando projeto para comprar câmeras que servirão para monitorar o centro da cidade. O motivo: a onda de assalto que atinge os estabelecimentos comercias. Até agora, as polícias Civil e Militar não têm conseguido conter os assaltos. Também pudera: faltam equipamentos, pessoal e mais investimentos na polícia no interior do Ceará. O Cariri não é exceção.

ABSURDO
Infelizmente a Região do Cariri deu um péssimo exemplo no momento em que a sociedade brasileira lembra os 20 anos do Sistema Único de Saúde (SUS). No domingo último, 12, um jovem de 25 anos foi baleado, e não foi atendido nos hospitais Santo Inácio, em Juazeiro e São Vicente, em Barbalha. Trazido de volta para Juazeiro, no hospital Stephania Rocha Lima, onde não tem centro cirúrgico, José Fábio Gomes Nunes morreu. Independente da polêmica na questão, onde hospitais acusam a Secretaria de Saúde de Juazeiro e o órgão acusa os hospitais de omissão de socorro, uma vida se foi por não ser atendida. Não é a primeira vez que isso acontece no Cariri.

TRABALHADORES
A Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado do Ceará (Fetraece) realizou a Oficina de Formação de Multiplicadores em Gênero, Saúde, Direitos Sexuais e Reprodutivos, que teve sua conclusão na última quinta-feira, 15. Graça Duarte, diretora executiva da Fetraece, informou que a oficina teve o objetivo de discutir a participação dos trabalhadores no fortalecimento do SUS e a troca de experiências em projetos sociais, que acontecem nos municípios numa parceria dos sindicatos rurais e a federação estadual.

LIVRO
A informação é do professor Jurandyr Temóteo: o professor João Teófilo Pierre, doutora em Teologia, está escrevendo um livro sobre a história do Museu Histórico Vicente Leite, do Crato. O livro revela interessantes histórias de personalidades da cultura e das letras do Cariri, bem como lembra momentos importantes da história regional. João Teófilo Pierre é um dos fundadores do museu e sabe de tudo o que aconteceu naquele período.

GREVE
A greve dos funcionários de instituições financeiras chegou à Região do Cariri. De acordo com o diretor do Sindicato dos Bancários do Cariri, Francisco Bento, a paralisação chega a atingir 80% da categoria na Região. Com essa paralisação, ficam prejudicados os serviços feitos no guichê. Nas agências bancárias dos municípios do triângulo Crajubar, na última sexta-feira, quem precisou fazer algum depósito ou saque não conseguiu. Faltou dinheiro para os caixas eletrônicos. Os bancários de todo o Brasil estão em greve. Os bancos públicos a paralisação é mais acentuada que nos bancos privados. A reivindicação dos bancários, de acordo com Francisco Bento, é de 5% a mais do que a inflação do período, que chegou a 7,5%. Os bancários pedem 12% a 13% de reajuste salarial.

155 ANOS
Com uma missa em ação de graças, foi celebrada, na última sexta-feira, 17, de outubro, na Sé Catedral de Nossa Senhora da Penha, os 155 anos de elevação do Crato à categoria de cidade. A missa foi comemorativa dos 23 anos de instalação da 5ª Companhia da Polícia Militar, sediada em Crato. Após a missa na catedral, o prefeito do Crato, Samuel Araripe, recebeu a foto da médica, doutora Amélia Benebien, ilustre cratense e segunda médica do Brasil. Na ocasião, o prefeito prestou homenagem de Honra ao Mérito à Amélia Benebien e a Antônio Gesteira (in memoriam) e aos médicos José Ulisses Peixoto e Dalmir Peixoto, comemorando o Dia do Médico.

PROJETO
Ensinar presidiários a arte do corte e costura, fabricação de peças artesanais e de peças com jornais usados. Mais ainda, além da capacitação, os trabalhos feitos pelos próprios presidiários, que estão cumprindo pena na Cadeia Pública do Crato, servirão para gerar renda e revertida para melhoria da cadeia. Atualmente, cerca de 45 pessoas estão presas e compendio pena na Cedia Pública de Crato. O curso de corte e costura faz parte de um projeto desenvolvido pela Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil - secção de Crato e conta ainda com apoio da Universidade Regional do Cariri (Urca) Secretaria de Saúde do Município e da Justiça local. Participarão de 10 presidiários, entre homens e mulheres, os quais serão treinados nas atividades de corte e costura durante os meses de outubro e novembro, acompanhados pela professora voluntária Maria Nilva de Lima.

VENDAS
Objetivando melhorar as vendas no comércio do Crato durante o período natalino, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) vai disponibilizar este ano, um caminhão de prêmios, com objetos de utilidades do lar para serem distribuídos com consumidores que fizerem compra no comércio local. Os cupons serão entregues pelos estabelecimentos comerciais participantes da promoção e o sorteio será às 18 horas do dia 30 de dezembro, na praça Siqueira Campos, no centro da cidade.

CARTÃO POSTAL
Imagem da Praça da Sé, na cidade de Crato, um dos mais belos lugares da terra de Frei Carlos Maria de Ferrara, que em breve será homenageado com uma estátua no bairro Mirandão.

FUTEBOL
A torcida apaixonada do Icasa pode esperar novidades para 2009. A diretoria do clube vai investir R$ 2 milhões para disputar três competições: campeonato cearense da primeira divisão, Série C do Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil

Fonte: Tarso Araújo - Jornal "O Povo"
.