22 setembro 2008

Carta do Leitor - Ivens Mourão - Fortaleza - CE

Caro Dihelson Mendonça

Inicialmente, desejo parabenizá-lo pela Blog do Crato. Está excelente. Permita-me que me apresente. Sou natural do Crato. Meus pais (Alexandre Sauly Mourão e Giseuda de Araújo Mourão) eram oriundos de Crateús e viveram em Crato de 1937 a 1955. A paixão pela cidade iniciou-se com a primeira visão que tiveram do Vale, do alto da serra do Araripe. Até seus últimos dias de vida, sempre afirmavam que os anos mais felizes de suas vidas foram aqueles vividos no Crato. Ainda tenho alguns primos residindo na cidade e, sempre que possível, vou à cidade matar a saudade.

Tenho um tio materno, Luiz Gonzaga Bezerra Martins, que tem memória fotográfica e guarda fatos pitorescos ocorridos na cidade nos anos dourados. Como uma maneira de preservar essas histórias, gravei em dezessete horas de conversas. Transformei-as num livro: Só no Crato... Acabo de disponibilizá-lo na internet através de um blog. O endereço é:

http://sonocrato.blogspot.com/

Trata-se, portanto, de um resgate de uma época que, percebo, está desaparecendo e que as gerações atuais desconhecem. Sugiro divulgar o endereço acima no seu blog para que os cratenses, ou não, façam essa viagem no tempo.

Antecipadamente grato
Ivens Roberto de Araújo Mourão
Fortaleza – Ceará
.

Vamos começar essa nova Administração com o PÉ DIREITO !

Um Recado ao "Novo" Administrador que vem aí, seja quem for...

Estamos "de olho em vocês..."


Primeiro dia
primeira Hora
Primeiro Minuto

Olá, pessoal,

Estou escrevendo um texto que trata da próxima administração do Crato. Mas já vou dando "uma palhinha" por aqui, pois não resisti.

Embora não se saiba ainda quem irá vencer as eleições por certo no CRATO no dia 05 de outubro, de uma coisa nós temos certeza: Estamos todos unidos aqui para defender a nossa cidade, nossas tradições, nosso patrimônio Histórico, nossa Arte e Nossa Cultura ! É para isso que existe esse Blog e mais uns 12 outros com milhares de participantes. O Blog do Crato hoje em dia tem 23.000 acessos por mês. Quero dizer que qualquer que seja o vencedor das eleições, é bom que este saiba que se não quiser COOPERAR ( essa é que é a palavrinha mágica - Cooperação ), conosco em defêsa do patrimônio Imaterial do nosso povo ( Eu falo aos candidatos que sabem o que é patrimônio imaterial ). Arte, Cultura. Quem não quiser cooperar na defêsa das grandes causas desta cidade, estaremos DIA e NOITE cobrando e MOSTRANDO o que estão fazendo com o dinheiro público, e porque não haveria investimentos no setor cultural, por exemplo. Vale salientar que até alguns anos, o Crato, que já foi considerada um dia Capital da Cultura regional, sequer tinha uma secretaria de cultura. Só voltou há algum tempo. Um absurdo!

É bom que os políticos ( todos eles ), saibam que estamos de olho, e nos lembramos muito bem daqueles tempos sombrios, quando os artistas não tinham vêz nem voz. Os artistas e Intelectuais hoje reivindicam mais, exigem mais, e se unem mais em torno das causas comuns. Então, qualquer um que seja eleito, saiba que a cobrança por parte que fazemos a classe artística e intelectual do Crato, com os websites, os Blogs e a Imprensa em geral, que está conosco, sem dúvida, será muito grande, mesmo para um administrador letrado. Até porque letrado não quer dizer muita coisa. O que interessa é ter vontade política e realmente querer fazer alguma coisa pelo bem da população. Não ficar sentado como um verme na cadeira do paço municipal sem pensar em nada para o município. E isso vale pra aquela cambada que fica na câmara de Vereadores também. Iremos acompanhar os projetos, quem faz o quê, e quem fica lá batendo papo!

Hoje através da internet, temos veículos de enorme alcance para vigiar CADA PASSO dado pelos nossos políticos e começar a cobrar soluções deles. Serão sabatinados, importunados até fazerem o que prometeram para nossa população em palanques. Os comícios já estão sendo gravados. Os programas de rádio estão sendo gravados. Fotografias estão sendo feitas. Tudo registrado. E será conferido depois.

DAQUI PRA FRENTE, NÃO HAVERÁ TRÉGUA NEM PERDÃO PARA QUEM NÃO CUMPRIR SUAS PROMESSAS DE CAMPANHA ! Estamos "De Olho em vocês"

...e se vamos estar com câmeras e repórteres na prefeitura durante os próximos 4 anos? Ah! Com certeza, estaremos. E quem não quiser nos receber lá, certamente que vai sair muito mal na FOTO e aos olhos do povo desta cidade.

Dihelson Mendonça

.

Ah esssa tal de VEJA...

VIÚVA DE PAULO FREIRE ESCREVE CARTA DE REPÚDIO À REVISTA VEJA
16/09/2008 - Na edição de 20 de agosto a revista Veja publicou a reportagem O que estão ensinando a ele? De autoria de Mônica Weinberg e Camila Pereira, ela foi baseada em pesquisa sobre qualidade do ensino no Brasil. Lá pelas tantas há o seguinte trecho:

'Muitos professores brasileiros se encantam com personagens que em classe mereceriam um tratamento mais crítico, como o guerrilheiro argentino Che Guevara, que na pesquisa aparece com 86% de citações positivas, 14% de neutras e zero, nenhum ponto negativo. Ou idolatram personagens arcanos sem contribuição efetiva à civilização ocidental, como o educador Paulo Freire, autor de um método de doutrinação esquerdista disfarçado de alfabetização. Entre os professores ouvidos na pesquisa, Freire goleia o físico teórico alemão Albert Einstein, talvez o maior gênio da história da humanidade. Paulo Freire 29 x 6 Einstein. Só isso já seria evidência suficiente de que se está diante de uma distorção gigantesca das prioridades educacionais dos senhores docentes, de uma deformação no espaço-tempo tão poderosa, que talvez ajude a explicar o fato de eles viverem no passado'.

Curiosamente, entre os especialistas consultados está o filósofo Roberto Romano, professor da Unicamp. Ele é o autor de um artigo publicado na Folha, em 1990, cujo título é Ceausescu no Ibirapuera. Sem citar o Paulo Freire, ele fala do Paulo Freire. É uma tática de agredir sem assumir. Na época Paulo, era secretário de Educação da prefeita Luiza Erundina.

Diante disso a viúva de Paulo Freire, Nita, escreveu a seguinte carta de repúdio:


'Como educadora, historiadora, ex-professora da PUC e da Cátedra Paulo Freire e viúva do maior educador brasileiro PAULO FREIRE -- e um dos maiores de toda a história da humanidade --, quero registrar minha mais profunda indignação e repúdio ao tipo de jornalismo, que, a cada semana a revista VEJA oferece às pessoas ingênuas ou mal intencionadas de nosso país. Não a leio por princípio, mas ouço comentários sobre sua postura danosa através do jornalismo crítico. Não proclama sua opção em favor dos poderosos e endinheirados da direita, mas , camufladamente, age em nome do reacionarismo desta.


Esta vem sendo a constante desta revista desde longa data: enodoar pessoas as quais todos nós brasileiros deveríamos nos orgulhar. Paulo, que dedicou seus 75 anos de vida lutando por um Brasil melhor, mais bonito e mais justo, não é o único alvo deles. Nem esta é a primeira vez que o atacam. Quando da morte de meu marido, em 1997, o obituário da revista em questão não lamentou a sua morte, como fizeram todos os outros órgãos da imprensa escrita, falada e televisiva do mundo, apenas reproduziu parte de críticas anteriores a ele feitas.


A matéria publicada no n. 2074, de 20/08/08, conta, lamentavelmente com o apoio do filósofo Roberto Romano que escreve sobre ética, certamente em favor da ética do mercado, contra a ética da vida criada por Paulo. Esta não é, aliás, sua primeira investida sobre alguém que é conhecido no mundo por sua conduta ética verdadeiramente humanista.

Inadmissivelmente, a matéria é elaborada por duas mulheres, que, certamente para se sentirem e serem parceiras do 'filósofo' e aceitas pelos neoliberais desvirtuam o papel do feminino na sociedade brasileira atual. Com linguagem grosseira, rasteira e irresponsável, elas se filiam à mesma linha de opção política do primeiro, falam em favor da ética do mercado, que tem como premissa miserabilizar os mais pobres e os mais fracos do mundo, embora para desgosto deles, estamos conseguindo, no Brasil, superar esse sonho macabro reacionário.

Superação realizada não só pela política federal de extinção da pobreza, mas , sobretudo pelo trabalho de meu marido - na qual esta política de distribuição da renda se baseou - que demonstrou ao mundo que todos e todas somos sujeitos da história e não apenas objeto dela. Nas 12 páginas, nas quais proliferam um civismo às avessas e a má apreensão da realidade, os participantes e as autoras da matéria dão continuidade às práticas autoritárias, fascistas, retrógradas da cata às bruxas dos anos 50 e da ótica de subversão encontrada em todo ato humanista no nefasto período da Ditadura Militar.


Para satisfazer parte da elite inescrupulosa e de uma classe média brasileira medíocre que tem a Veja como seu 'Norte' e 'Bíblia', esta matéria revela quase tão somente temerem as idéias de um homem humilde, que conheceu a fome dos nordestinos, e que na sua altivez e dignidade restaurou a esperança no Brasil. Apavorada com o que Paulo plantou, com sacrifício e inteligência, a Veja quer torná-lo insignificante e os e as que a fazem vendendo a sua força de trabalho, pensam que podem a qualquer custo, eliminar do espaço escolar o que há de mais importante na educação das crianças, jovens e adultos: o pensar e a formação da cidadania de todas as pessoas de nosso país, independentemente de sua classe social, etnia, gênero, idade ou religião.


Querendo diminuí-lo e ofendê-lo, contraditoriamente a revista Veja nos dá o direito de concluir que os pais, alunos e educadores escutaram a voz de Paulo, validando e praticando. Portanto, a sociedade brasileira está no caminho certo para a construção da autêntica democracia. Querendo diminuí-lo e ofendê-lo, contraditoriamente a revista Veja nos dá o direito de proclamar que Paulo Freire Vive!


São Paulo, 11 de setembro de 2008

Ana Maria Araújo Freire'.

Carta do Leitor - Vila Lobo está sendo Asfaltada - Dr. Heládio


Caro Dihelson

Finalmente saiu a pavimentação asfáltica da Vila Lôbo, para corrigir um descaso do govêrno estadual passado. Estes 2,2 kms, foram subtraídos do trecho Ararajara-Crato, para o trecho Estrada Arajara Park, com total conivência dos deputados daquela época. Mas felizmente, a atual administração municipal, está corregindo tal falha, presenteando não só os transeuntes, como tôda população local. Estão de Parabéns !


Dr. Heládio.
.

Teste Psicológico de Verdade.

Teste psicológico de verdade...

Uma garota, durante o funeral de sua mãe, conheceu um rapaz que nunca tinha visto antes. Achou o cara tão maravilhoso que acreditou ser o homem da sua vida. Apaixonou-se por ele e começaram um namoro que durou uma semana.Sem mais nem menos, o rapaz sumiu e nunca mais foi visto. Dias depois, a garota matou a própria irmã.

Questão: Qual o motivo da garota ter matado sua própria irmã?

(Não desça até o final antes de ter pensado em uma resposta.)
\
/
\
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
\
/
Resposta:

- Ela matou porque esperava que o rapaz pudesse aparecer novamente no funeral de sua irmã.

* Se você acertou a resposta, você pensa como um psicopata.
*
* Esse é um famoso teste psicológico americano para reconhecer a mente de assassinos seriais ( Serial Killers).
*
* A maioria dos assassinos presos acertou a resposta.
*
* Para um psicopata, sempre os fins justificam os meios.
*
* - Se você errou...
*
* Bom para você,
*
* Bom para sua família e
*
* Bom para seus amigos.
*
* E podes ficar tranquilo, eu errei também.
*
*
* - Se você acertou a resposta...
*
* Apague meu nome da sua agenda,
*
* Apague meu nome do seu celular,
*
* Apague meu e-mail e esqueça que me conheceu um dia!!!


Enviado por: João Senna.

Futebol - Atualização - Segunda-feira - por: Amilton Silva

Finalizada ontem (21) a 26ª rodada do brasileirao série A com sete jogos:

SPORT 0 X 0 SÃO PAULO PORTUGUESA 3 X 1 BOTAFOGO ATLÉTICO PR 0 X 0 GREMIO FIGUEIRENSE 3 X 4 CRUZEIRO FLAMENGO 1 X 0 YPATINGA PALMEIRAS 2 X 0 VASCO INTERNAICOAL 1 X 0 VITÓRIA

Com estes resultados ficou assim a classificação :


Para Refletir...


Você se considera uma pessoa otimista?


A maior parte das pessoas possue um sentimento otimista em relação a determinadas coisas e fatos. Porém ainda não conseguiram implementar seu otimismo em resultados. Por um outro anglo, há também as pessoas que são ex-otimistas, cansaram de ter boas referencias sobre tudo e hoje foram vencidas pelas coisas que enfrentaram na vida. Algumas comentam com orgulho e alegria este sentimento, outras lamentam. Há também as pessoas que são otimistas para todos que lhe rodeiam, mas não conseguem ser para elas próprias, sempre se doando aos outros e poupando-se de seus próprios cuidados. Otimismo é um sentimento de impulso, depois do impulso necessitamos de um bom planejamento, perseverança, dedicação, cuidado, aferição de resultados e uma dose de sorte, que normalmente escolhe a porta de pessoas entusiasmadas para bater.

A ARTE COMO DISCURSO POLÍTICO

Na semana passada Frei Betto publicou no Globo um texto com o título de "O Presente Infindável". A seguir vem um resumo do artigo. "São muitas nostalgias e poucas utopias. O novo conceito de tempo é o da arte cinematográfica, não mais linear, histórico. No filme predomina a simultaneidade. Suprimem-se a barreira entre tempo e espaço. O tempo adquire caráter espacial e o espaço tempo. O tempo dar saltos, do passado para o presente e deste para o futuro. Não há continuidade ininterrupta. A única âncora é o aqui-e-agora do espectador. Não há durabilidade e nem direção irreversível. A pessoa está morta e nas telas continua um personagem jovem e ativo. Aos poucos o horizonte histórico se apaga e a utopia sai de cena. Não há, como no Ecleisastes, tempo para construir e tempo para destruir; tempo para amar e tempo para odiar; tempo para fazer a guerra e tempo para restabelecer a paz. O tempo é agora, um tempo sobreposto de construção e destruição, amor e ódio, guerra e paz. A felicidade deixa de ser um projeto temporal, reduzindo-se a apenas um mero prazer instantâneo, epidérmico, derivado da dilatação do ego (poder, riqueza, fama etc.). A utopia é privatizada. É apenas o êxito pessoal. A vida não se move por ideais e nem se justifica pela nobreza das causas abraçadas. Basta ter acesso ao consumo que propicia valor e conforto. O Céu na terra – prometem a publicidade, o turismo, o novo equipamento eletrônico, o banco, o cartão de crédito etc. Nem a fé escapa à subtração da temporalidade. O Reino de Deus deixa de ser esperado lá na frente para ser esperado "lá em cima". A fé reduz-se à esperança de salvação individual. Uma mesma pessoa vive diferentes experiências sem se perguntar por princípios éticos, políticos ou ideológicos. Finalmente ele termina o texto com algo positivo sobre esta simultaneidade, que seria a busca da interioridade. Do tempo místico, do tempo absoluto. Tempo síntese/supressão de todos os tempos. Eis que irrompe a eternidade – eterna idade. Onde a vida é terna. Nas artes, a música e a poesia se aproximam desta simultaneidade que volatiliza o tempo, imprimindo-lhe caráter atemporal. Na música, nossos ouvidos captam apenas a articulação de umas poucas notas. No entanto, perdura na emoção a lembrança de todas as notas que já soaram antes. Em si, a melodia é inatingível, assim como o poema, uma sucessão rítmica de sílabas e palavras sutis. O que existe é a ressonância da nota e da palavra em nossa subjetividade. A seqüência se instala em nós. Não é o tempo fatiado em passado, presente e futuro. É o presente infindável. O tempo infinito. Como no amor, em que o cotidiano é apenas a marcação ordinária de uma inspiração extraordinária."

O texto de Frei Betto deve tocar fundo os corações de muitas pessoas que sente profundamente a evolução dos tempos presentes. Por isso mesmo é preciso contemplar que a arte cinematográfica não é a causa disso tudo. Apenas reflete um ordenamento da vida social e econômica que tem por eixo exatamente esta simultaneidade de vida. Em última análise uma conformação intelectual e sensitiva com uma realidade efetivamente imposta, histórica, pois terá fim, fruto de movimentos sociais e políticos. Enfim, toda esta volúpia de poder e riqueza é a regra do ordenamento geral. Afinal o cinema é uma mera narrativa da "ideologia" desta ordem, pode ser um pouco mais, se apresentar como crítica a ela, mas convenhamos que neste quase século e meio de sua existência ele é pouco demais para o tempo da história.

O outro dado a se considerar é o papel da música e da poesia com o qual Frei Betto explicita uma verdadeira experiência mística. Neste sentido a alma do frade se encontra num estágio por demais contemplativo para que ele se dê conta da força de sua argumentação na primeira parte do artigo. Seria como se diante de tanto desalento frente ao quadro geral da humanidade, nele encontrasse uma pepita brilhante com a qual pudesse finalizar de modo positivo o seu pessimismo introdutório. Mas também isso não é possível. Afinal a música e a poesia não se colocam em "categoria" distinta do cinema. Aliás, todos são partes dos mesmos recursos culturais dos tempos atuais. O próprio Nietzsche em suas diatribes contra Wagner, quase que na escala do dissabor pessoal, já alertava isso em relação à música. É que a música e a poesia são "discursos" humanos, históricos, providos de toda carga de tempo, assim como o cinema, portanto de ideologia, com intenções de se tornarem politicamente dominantes. No meu entender, por mais que gostasse de navegar na utopia de Frei Betto, não pude deixar de pegar na maçaneta da porta do tempo em que estes ficam para trás e um novo tempo se abre como uma utopia datada, mas certamente no território da humanidade.

Centros de Zoonoses só existem em 8 municípios


SAÚDE PÚBLICA

Clique para Ampliar

Cães apreendidos no Interior, segundo especialistas, são sacrificados por meio de métodos não recomendados pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) (Foto: MELQUÍADES JÚNIOR)

Os centros estão localizados em Fortaleza, Maracanaú, Maranguape, Sobral, Juazeiro do Norte, Crato, Iguatu e Quixadá

Fortaleza. “Dizem que os cães vêem coisas”. O título do livro lançado em 1987, pelo escritor cearense Moreira Campos (1914-1994), natural de Senador Pompeu, bem que poderia ser aperfeiçoado, pois os cães também sentem coisas. E os animais ficariam ainda mais sentidos se soubessem da parca estrutura disponível para lhes garantir o próprio bem-estar e, ao mesmo tempo, exercer o serviço de controle de zoonoses no Ceará. Segundo registros do Núcleo de Vetores da Secretaria de Saúde do Estado (Nuvet/Sesa), há apenas oito Centros de Controles de Zoonoses (CCZs) oficiais.

O problema não pára por aí. De acordo com dados do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Ceará (CRMV-CE), 62 das 184 prefeituras não têm registro de veterinários junto ao Conselho. Conforme a assessora da presidência do CRMV, Roberta de Paula, pode até haver profissionais atuando nesses municípios, mas essa presença não foi informada pela administração municipal. Por isso, as prefeituras são passíveis de multas administrativas aplicáveis pelo órgão, visto que a Lei Federal 5.517, de 1968, e o Decreto 69.134, de 1971, determinam participação de veterinários em serviços como controle de zoonoses, matadouros públicos, campanhas de vacinação e atividades agrícolas que envolvam animais.

Já os oito CCZs oficiais estão situados em Fortaleza, Maracanaú, Maranguape, Sobral, Juazeiro do Norte, Crato, Iguatu e Quixadá. Alguns têm abarangência regional e atendem também aos municípios vizinhos. Em outras cidades, como Quixeramobim e Limoeiro do Norte, existem órgãos de apoio que fazem o serviço de recolhimento de animais abandonados. A quantidade é reconhecida como insuficiente pelo supervisor do Nuvet, Hernani Carneiro, que lembra que, apesar de haver um incentivo do Ministério da Saúde (MS) e do Governo do Estado, a criação dos centros deve ser uma iniciativa exclusiva dos municípios.

Pior ainda se se pensar nos métodos utilizados Interior afora para o sacrifício dos animais, especialmente dos cães. Palavra que significa “morte fácil”, a eutanásia, segundo a Resolução 714 do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), de 2002, é recomendada quando o bem-estar do animal está ameaçado, sendo um meio de eliminar a dor, o distresse ou o sofrimento dos animais, os quais não podem ser aliviados por analgésicos, de sedativos ou de outros tratamentos, ou, ainda, quando o animal constituir ameaça à saúde pública ou for objeto de ensino ou pesquisa centífica.

No último dia 12, o Diário do Nordeste denunciou as condições de funcionamento do Centro de Controle de Zoonoses do Crato, onde cães apreendidos nas ruas eram mortos pelo método da câmara de gás carbônico (CO2) e morriam asfixiados e queimados. Esta semana, o sacrifício foi suspenso. Conforme o presidente do CRMV, José Filho, a Prefeitura do Crato se comprometeu em reformar e equipar melhor o CCZ local. A utilização do CO2 não aparece na Resolução 714 como método de eutanásia “proibido”, “recomendado” ou “aceito sob restrição”. Assim, o CRMV considera a substância como “não-recomendada”. Já o uso da câmara de gás está descartado, visto que a norma do CFMV recomenda o uso de barbitúricos ou anestésicos por via intravenal ou, como segunda opção, intraperitoneal (no peritônio).

Exigências

Para o presidente da Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais no Ceará (Anclivepa), Carlos Aurélio Azevedo Albuqueque, o Ministério Público Estadual deve exigir a presença de, pelo menos, um veterinário por município, bem como a criação de um CCZ em cada cidade. Para ele, o caso do Crato sugere que o tratamento dado aos animais é bem pior no Interior do que na capital cearense.

Já a presidente da União Internacional Protetora dos Animais no Estado do Ceará (Uipa), Geuza Leitão, informa que vai pedir providências à Sesa e ao MP/CE para que verifiquem as condições de funcionamento dos CCZs no Interior. “Os Centros de Zooonoses foram criados para promover a saúde e evitar doenças transmitidas do animal para os ser humano e do ser humano para o animal, mas também para promover o bem-estar do animal”, lembra.

Enquanto isso, a presidente da Uipa disse que vai sugerir ao promotor da Comarca do Crato para que, além de sanções civis, haja um processo criminal por maus tratos contra os animais, com base na Lei Federal 9.605/98, conhecida como Lei de Crimes Ambientais.

Levantamento

A boa notícia é que o Ministério Público Estadual está fazendo um levantamento da estruturas dos serviços de controle de zoonoses nos municípios do Interior. Segundo a procuradora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio e Meio Ambiente do MP/CE, Sheila Pitombeira, até o próximo dia 10 de outubro, as informações devem estar prontas. Com base na análise desses dados, os promotores poderão se posicionar sobre cada caso.

ÍCARO JOATHAN
Repórter


DEFASAGEM

62 prefeituras, das 184 em todo o Estado, não possuem registro de veterinários junto ao Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Ceará (CRMV-CE), o que representa o alto índice de 33% desse total

Mais informações:
Conselho Regional de Medicina Veterinária - CRMV
(85) 3272.4886
Sec. da Saúde do Estado
(85) 3101.5439

Fonte: Jornal Diário do Nordeste.