21 setembro 2008

NOS TEMPOS DO VELHO FILÉ - Por: Antonio Morais.


O Cel Filemon Fernandes Teles foi um dos homens mais dignos e talvez o que mais honrou o Crato. Prefeito, Deputado Estadual, Presidente da Assembléia Legislativa do Ceara etc. Fiel e leal por excelência às causas do Crato e de seus amigos. Proprietário do Engenho São Bento, foi quem primeiro implantou a agricultura mecanizada na região do cariri. Um dia, em plena campanha eleitoral, se ateve a um fuxico. Alguém levou a historia. No Cipó dos Tomás, localidade na divisa do Crato com Caririaçu, uma família lhe tinha desprezo. Seu secretario e motorista particular já sabia, só não tinha revelado para lhe poupar o vexame. Seu Filé lhe convida para uma visita aos seus desafetos. Chegando no local, a dona da casa embocou cozinha adentro parecia que tinha visto o diabo. O dono da casa nem se dignou a convidá-lo para se abancar. Seu Filé não se afobou e começou a explicar as razões de sua visita: Soube que você tem uns filhos competentes e honestos e eu estou precisando de dois deles para trabalhar comigo na prefeitura. Daí por diante, já se ouviu o bater de asas do capão cevado morto para o almoço. A dona da casa já saia com uma bandeja com um bule de café e um bolo de milho para ser servido. Até a foto dos cabeças vermelhos da bandeja se requebrava de alegria. O dono da casa armava uma rede no alpendre para o descanso pós-almoço. E no final seu Filé somava 15 votos a mais para o seu candidato. O pior é que foi verdade. Conheço outras e dependendo da aprovação posso contar. Nesta eleição Filemon brincando como colega Filomeno Gomes deputado por Sobral disse: Voce vai tirar 500 votos no Crato. Dito e feito. Não lhe foi surpresa quando 506 cidadões de Sobral lhe sufragaram nas urnas. Isso é que era liderança.

A. Morais

Pensamento do dia!

Na vida, temos o livre arbítrio para escolher entre,
apenas sobreviver, ou,desfrutar a SOBREVIVÊNCIA.

Legrand.

Blog do Crato empossará novos membros em breve...

Olá, Amigos,

De tempos em tempos, o Blog do Crato empossa novos membros, pessoas que por seu esforço, por saber escrever e começar a ter um certo pêso na opinião pública, e a formar opinião, se destacam. Ultimamente, muitos t~em escrito regularmente aqui para o Blog do Crato, e merecem todo o nosso respeito e consideração, como é o caso do Antonio Morais, Dr. valdetário, Carlos Eduardo Esmeraldo, Nijair Pinto, e outros mais que me falha a memória. Em breve, desejo transformá-los em membros/autores, de modo que por conta própria, irão poder escrever seus textos sem passar por mim, visto que somos todos afins. E isso me poupará o trabalho de postar, já que escrevem bem e bastante. Há algum tempo eu já enviei convite para o Morais, mas não obtive resposta. Aos outros, em breve estarei fazendo também. E depois explico o motivo da demora.

Abraços,

Dihelson Mendonça

EDITORIAL de Domingo - Por quê o Blog do Crato não faz entrevistas com os Candidatos ? Carta do Leitor

Por quê o Blog do Crato não faz entrevistas com os Candidatos ?


Bom Dia, Bom Domingo a Todos!

Um leitor nos enviou uma mensagem, perguntando porque o Blog do Crato não fêz ou não faz entrevistas com os candidatos ao cargo de prefeito do Crato.

Resposta:

Na verdade, no início do ano, 2008, nós vislumbramos uma eleição muito diferente das convencionais. Eu imaginei fazer desta eleição uma eleição marcante, em que cada candidato pudesse expor suas opiniões, idéias, a fim de que o eleitor pudesse conhecer as propostas de cada um deles, de fato. A fim de que a população pudesse sair desse mar de ignorância em que certos candidatos fazem questão de mantê-los, e mostrar o "QUEM É QUEM" na verdade. Preparei todo um estúdio, onde pretendia fazer entrevistas, debates, etc...

Encontrei primeiramente o candidato André Barreto nas ruas do Crato, e fiz uma pequena entrevista, e o convidei para se fazer presente aqui no estúdio, a fim de realizarmos uma grande entrevista ponto a ponto. Decorridos uns 7 dias, realizei uma outra entrevista com Samuel Araripe já aqui no novo estúdio. Essa entrevista com Samuel Araripe tinha um caráter apenas administrativo, quem viu a entrevista, viu que na verdade, não havia um só ponto sequer em que falássemos de sucessão à prefeitura do Crato. Diversos leitores haviam nos contactado, com peguntas que todos nós lembramos, como os buracos da cidade, problema de asfalto, quais ruas seriam asfaltadas, etc...

Passados alguns dias, recebo uma mensagem do Google de que a Justiça Eleitoral do Crato havia mandado retirar a primeira entrevista, feita com o André Barreto, alegando propaganda irregular extemporânea. Nisso, eu já fiquei preocupado com os rumos que as coisas tomariam, já temendo a repressão, e já que a entrevista de André era apenas em texto, e a de Samuel já era em vídeo, como todas as outras que se seguiriam.

Passados alguns dias, chega aqui na minha residência, um oficial de Justiça, com um processo para eu assinar, em que um promotor e uma Juíza estipulam uma multa de 21.000 reais para mim, e de 40.000 reais para Samuel Araripe por conta da entrevista, alegando que entrevista era propaganda irregular extemporânea e que o Blog era parcial porque não havia entrevistas com outros candidatos. Como não havia entrevistas com outros candidatos, se eles mesmos mandaram retirar ??? e que tínhamos um prazo de 48 horas para defêsa.

Comé qui é ?????????????????????????????????????

Na época, eu já me preparava para convidar o Walter Peixoto que é candidato, para a terceira entrevista, quando essa "bomba" explodiu. As pessoas ligadas à justiça, entenderam lá no entendimento deles, que entrevista era considerada propaganda política. Felizmente para nós, o Presidente do TSE, 3 dias depois do ocorrido, emitiu nota em TV, Rádio e Jornal dizendo que ENTREVISTA não era considerada propaganda extemporânea, e que pelo contrário, em pleno exercício da democracia, seria muito bom que a população conhecêsse de fato as propostas e a vida dos candidatos em quem irão votar no dia 05 de outubro. Uma visão totalmente diferente.

Diante de tantas controvérsias, o Blog do Crato preferiu ABOLIR qualquer texto que falasse em política, já que estamos sujeitos a tanta REPRESSÃO, CENSURA e MULTAS. Ficamos dessa forma, em 2008, por temer represálias e multas, impossibilitados de quaisquer coisas relacionadas à sucessão política. Diversos websites foram atacados também, e não apenas no Ceará, sendo alguns tirados do ar, e alguns como o site "O Democrato" do George Macário, preferiu sair do ar, para voltar depois. A Folha de São Paulo e a Revista Veja também o foram.

De qualquer forma, espero que mesmo sem nossa participação na política, e o muito que com certeza, poderíamos ter contribuído para o esclarecimento em entrevistas e acompanhando a visão de cada candidato, o povo do Crato possa escolher um candidato digno, à altura da nossa cidade, que zele pelo patrimônio material e imaterial da cidade, e que represente seguramente os maiores e os melhores anseios de uma cidade que precisa estar em local privilegiado dentre outras, berço e vultos históricos ilustres, berço de idéias, de ideais que permeiam a história do Ceará e do Brasil. Espero que os Cratenses, independente do Blog do Crato, possam raciocinar corretamente, e eleger aquele candidato que realmente se preocupa com a cidade e não apenas com seu patrimônio pessoal.

E espero que nas próximas eleições, a Justiça Eleitoral do Brasil, reveja seus conceitos em relação à internet, pois da forma como está, fere o pleno exercício das liberdades, princípios fundamentais e fere a própria democracia, quando por conta de uma política repressora na Internet, denunciada por grandes jornais do País, como a Folha de São Paulo e a Revista VEJA, a população venha a se privar de um momento ÚNICO em que poderia conhecer a fundo o presente, o passado e as propostas de cada candidato para eleger o melhor, ou o menos Pior.

- Fizemos 2 entrevistas para esclarecimento da população e fomos Multados.
- Enquanto isso, os políticos Corruptos no Brasil estão à solta, e procuram se eleger indelevelmente, pulando de galho em galho até chegar no poder !

Esse é o meu Brasil !!

Dihelson Mendonça

As Notícias da Semana - Coluna Tarso Araújo

O CARIRI


BELEZA. Praça da Independência, em Crato. Uma bela praça da cidade, localizada no bairro Independência, nas imediações do Seminário, mais populoso bairro da cidade. (Foto: Divulgação)

ANOTE

Banco de Alimentos.

Um levantamento feito pelo Banco de Alimentos de Juazeiro mostra que já foram distribuídas 18 mil toneladas de alimentos a diversas entidades assistenciais do município. Os gêneros alimentícios são frutos de doações para socorrer a essas entidades beneficentes cadastradas. O Banco de Alimentos foi inaugurado pela Prefeitura de Juazeiro no mês de julho do ano passado e é a sede de um outro programa: o Compra Direta. Ali, quase todos os meses, são feitas reuniões com os responsáveis pelas instituições cadastradas, visando o melhor funcionamento da iniciativa. Nos encontros, a direção do Banco de Alimentos promove palestras e capacitações para garantir o aproveitamento integral dos alimentos e segurança alimentar e nutricional. Uma das recentes palestras foi coordenada pelos técnicos do programa Mesa Brasil do Sesc sobre higiene dos alimentos. O Banco promove ainda o processo de inclusão social, através de minicursos para garantir a sustentabilidade das famílias carentes.

BANDA DE LATA
Os meninos da Banda de Lata Os Cabinhas, da Fundação Casa Grande, de Nova Olinda.

RODOVIÁRIOS
Continua a greve dos funcionários da Viação Brasília. A categoria reivindica o pagamento de salários atrasados e das horas-extras. A última negociação não avançou e os trabalhadores resolveram continuar o movimento paredista. Cerca de 100 mil pessoas são prejudicadas com a greve dos rodoviários no Cariri. A última proposta da empresa foi a de pagar uma quinzena dos meses de julho e agosto. Os trabalhadores consideraram a proposta inaceitável.

SELEÇÃO
O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do ceará (Sebrae) abriu inscrições, no período de 16 a 26 de setembro, para a seleção pública que prevê a seleção de candidatos para provimento de 13 vagas, sob regime de contratação celetista (CLT), para o espaço ocupacional de Analista Técnico Nível I para fazer face às necessidades dos projetos do Sebrae, no interior do estado do Ceará. Valor da inscrição será R$ 80,00 e poderá ser efetuada pela Internet. Tem vaga para o Cariri.

EVENTO
O Senac promove em Sobral, Crato e Juazeiro do Norte, a 3ª Semana de Informática e Administração (Sinad), de 22 a 26 de setembro. O evento conta com 15 minicursos, dois workshops, nove palestras, apresentação, debate e exibição de filme, com relevantes temas na área de informática, administração, marketing e mercado de trabalho. Neste ano, a Sinad ocorrerá simultaneamente nas três cidades, apresentando palestras como “Excelência em Serviços: Aprendizado e Competências”, em Sobral, dia 22, às 19h40min, ministrada por Rômulo Cezar Aires Rosa, administrador de empresas especializado em recursos humanos. Já em Sobral, dia 24, às 19h, será apresentada a palestra “Código de Defesa do Consumidor - E-Commerce”, apresentada por Ivanildo Lopes da Silva, advogado e Instrutor de Informática do Senac Juazeiro do Norte.

PÓLO CALÇADISTA
As indústrias de Juazeiro do Norte (CE) já começam a pensar no Inverno 2009. Na semana que passou foi realizado o Fórum de Inspirações para Calçados e Artefatos. O objetivo do evento foi apresentar as tendências em design e materiais para o inverno do ano que vem. O evento foi promovido pela Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), em parceria com Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil). Em Juazeiro, o Fórum contou com o apoio do Sindindústria, Sebrae/CE e Senai/CE.

LÁBIO LEPORINO
O Departamento de Epidemiologia da Secretaria de Saúde do Crato comunica que até o próximo domingo, 28, está sendo realizada a Campanha de Cirurgia de Lábio Leporino e Fenda Palatal, no Hospital Albert Sabin, em Fortaleza, em pacientes de 6 meses até 18 anos incompletos. A Secretaria de Saúde do Crato solicita o comparecimento dos interessados para encaminhamento o mais rápido possível. No horário de 8 às 14h, em sua sede, na rua 7 de Setembro, no Centro Administrativo da Prefeitura do Crato, no bairro São Miguel.

BATE-PRONTO

SEMINÁRIO
A área de Proteção Ambiental Chapada do Araripe, em parceria com o Fórum de Prevenção e Combate à Desertificação e a Prefeitura Municipal do Crato, realizou, na última sexta-feira, seminário sobre “Práticas de Desmatamentos na Agricultura Familiar”, cujo objetivo é discutir os modelos atuais e formalizar parcerias entre instituições ambientais e os agricultores com vistas na sustentabilidade da categoria e do meio ambiente. O evento ocorreu no Instituto Cultural do Cariri.

BIBLIOTECA
O Governo do Estado vai disponibilizar para o Instituto Cultural do Cariri (CC) verba para instalar uma biblioteca na entidade. A obra está orçada em R$ 300 mil e já foi anunciada pelo secretário de Cultura do Estado Auto Filho. De acordo com Manoel Patrício de Aquino, presidente do ICC, também será feita uma reforma no teatro-escola José Correia Filho.

MINÉRIOS
A promotora Alessandra Magna, de Santana do Cariri, solicitou estudo que está sendo feito por uma comissão sobre as áreas onde ocorrem extração de minérios nos municípios de Nova Olinda e Santana. A partir desse levantamento, deverá fazer um projeto para recuperação das áreas degradadas e alternativas de geração de emprego e renda para as pessoas que vivem apenas da extração de minérios e fósseis.

Fonte: Tarso Araújo - Coluna Cariri - Jornal "O Povo" deste Domingo
.

À partir de Hoje, Domingo, nenhum candidato pode ser Prêso.

A partir deste domingo (21), os candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador não podem ser presos, exceto se forem flagrados cometendo algum tipo de crime.
O Código Eleitoral determina que quando faltam apenas quinze dias para as eleições municipais nenhum candidato pode ser detido por acusações. Ainda de acordo com o Código Eleitoral, o artigo duzentos e trinta e seis especifica que nenhuma autoridade pode prender ou fazer acusações a qualquer eleitor, desde cinco dias antes das eleições até quarenta e oito horas depois. Ou seja, a partir de trinta de setembro até o dia sete de outubro, nenhuma pessoa pode ser presa a menos que cometa um crime e seja pego em flagrante, ou se for emitida uma sentença criminal condenatória.Existe, ainda, o desrespeito a salvo-conduto, que significa que o juiz eleitoral ou o presidente da mesa receptora pode pedir a prisão por até cinco dias de quem causar violência moral ou física, impedindo outro cidadão de votar.

Fonte: Tarso Araújo - Ceará Agora.

Curiosidades - Texto enviado por Amilton Silva

- Voce sabia o tempo médio da vida de uma mosca é 30 dias?

- O nome completo de Pablo Picasso tem 112 letras:Pablo Diego José francisco de Paula Juan Nepomuceno Maria de los Remédios Cipriano de la Santisima Trinidad Martyr Patricio Clito Ruiz y Picasso?

- Os três gênios da música clássica, Bach, Beethoven e Mozart, eram canhotos?

Por: Amilton Silva

História revivida do Caldeirão


BEATO JOSÉ LOURENÇO

Clique para Ampliar

Capela de Santo Inácio de Loyola, construída pelo beato José Lourenço, no Sítio Caldeirão, que foi palco de experiência comunitária pioneira (Foto: PACHELLY JAMACARU)

Clique para Ampliar

Depósitos de água em pedras que deram origem ao nome Caldeirão, no sítio onde viveu a comunidade liderada pelo beato José Lourenço (Foto: PACHELLY JAMACARU)

Para marcar os 71 anos de destruição do Sítio Caldeirão, acontece hoje a Romaria das Comunidades

Crato. A Diocese do Crato celebra, hoje, os 71 anos de destruição do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto, uma comunidade religiosa, liderada pelo beato José Lourenço, que começou a ser formada na década de 20, na Baixa Danta, município do Crato e, depois, foi transferida para o Sítio Caldeirão, a cerca de 25 quilômetros da sede do município. A tragédia aconteceu mesmo no dia 11 de setembro de 1937, porém, em virtude das comemorações da padroeira Nossa Senhora das Dores, a Romaria das Comunidades no Sítio Caldeirão foi transferida para hoje.

O Caldeirão foi destruído no dia 11 de maio de 1936, quando cerca de dois mil sertanejos foram expulsos do Sítio. Naquela oportunidade, não morreu ninguém. “A Polícia acabou com tudo, mas, felizmente, nós estamos aqui para contar a história”, lembra o agricultor Antônio Inácio da Silva, residente no Sítio Ramada, Serra do Araripe, um dos poucos remanescentes da comunidade.

Ali sim, a Polícia deixou um rastro de sangue, incêndios e destruição de casas, espancamento de crianças, mulheres e velhos, além de saques, conforme recorda Inácio, acrescentando que houve luta corporal de populares usando facões, ferrões e cacetes contra soldados da Polícia bem protegidos.

Os historiadores dizem que foram mais de 300 corpos de trabalhadores rurais estendidos, numa das maiores resistências das populações camponesas nordestinas contra os proprietários rurais latifundiários da época.

O exemplo de luta, o modelo de organização, o sentido comunitário e a partilha são lembrados pela Igreja Católica que, neste ano, promove a 9º Romaria das Comunidades, com a celebração de uma missa, às 7h30 de hoje, na capela de Santo Inácio de Loyola, construída pelo beato José Lourenço.

Celeiro agrícola

A romaria tem como finalidade mostrar que o nordestino, mesmo em condições inóspitas, como no Caldeirão, tem condições de conviver com a seca. A comunidade, sob o comando do beato José Lourenço, transformou uma área acidentada, distante da cidade, num celeiro agrícola.

O beato e seus seguidores construíram barragens, açudes, instalaram oficinas de ferreiro, teares, engenhos de rapadura e casa de farinha. A comunidade tornou-se independente e ainda se dava ao luxo de fornecer mão-de-obra para os proprietários rurais da região. “Não circulava dinheiro e sobrava comida para todos”, lembra o remanescente Antônio Inácio. Foi justamente este poder de organização que assombrou a elite política e religiosa da época. “A comunidade do Caldeirão era uma ameaça a ordem política e social”.

Hoje, a Igreja Católica tem outra visão. A Romaria é a reafirmação da vida, promovida pelas Comunidades Eclesiais de Base (CEB), em suas organizações comunitárias, propondo alternativas camponesas na convivência com o semi-árido.

Os organizadores do evento definem a romaria como um grito que se constitui numa mobilização no sentido de denunciar o modelo político e econômico do agronegócio que, além de agredir a natureza, concentra riqueza, renda e condena milhões de pessoas à exclusão social. “A romaria das comunidades é a caminhada de um povo que sonha, grita e luta pelo bem, onde todos se unem com grande animação, na defesa do projeto dos pequenos, tendo como exemplo o povo do Caldeirão”, destacam.

ANTÔNIO VICELMO
Repórter


Mais informações:
Curia Diocesana
Rua Teófilo Siqueira, 631
Caixa Postal 20
(88) 3521.1110
curia@diocesedecrato.org.br

SAIBA MAIS

Socialista

Um dos seguidores de Padre Cícero, beato José Lourenço, fundou a comunidade do Caldeirão, em uma terra doada por Padre Cícero. Essa Comunidade, organizada em modelos socialistas, atraiu o ódio das forças conservadoras. Os grandes proprietários de terra reclamavam da falta de mão-de-obra no Cariri, pois muitos trabalhadores rurais foram viver na Comunidade do Caldeirão. O Brasil vivia o Estado Novo, e Getúlio Vargas era o ditador. A Comunidade passou a ser vista como um embrião do comunismo.

Destruição

Quando os militares invadem a comunidade, os seguidores do beato não reagem, pois não estavam armados. Caldeirão é destruída e os camponeses expulsos. O beato conseguiu fugir de Caldeirão, fundou mais tarde nova comunidade na serra do Araripe. Novamente a comunidade é destruída.

Reportagem: Antonio Vicelmo
Fonte: Jornal Diário do Nordeste
.

Hoje no DN - Fotógrafo descobre os encantos do sertão

Imagens em Foco

Clique para Ampliar

Pachelly Jamacaru visitou o Caldeirão fora da época de romaria para redescobrir o lugar (Foto: ANTÔNIO VICELMO)

Crato. 71 anos depois da destruição do Caldeirão, a história da comunidade, liderada pelo beato José Lourenço, ainda emociona as novas gerações. O palco do drama épico, encenado pelos heróis do povo, ainda inspira poetas, escritores, jornalistas e fotógrafos. Na terra seca, inóspita e acidentada do Caldeirão, um grupo de agricultores escreveu com sangue, suor, lágrima e oração uma das mais tristes páginas da história do Ceará.

O Caldeirão suscita também alegria, trabalho, organização comunitária. É assim que o fotógrafo Pachelly Jamacaru repassa as imagens do Caldeirão da Santa Cruz de Deserto. Ele preferiu ir ao Caldeirão sozinho, fora da época da romaria, para não sofrer a influência da movimentação, ou melhor, a urbanização da área.

Na solidão daquele fim de mundo, o fotógrafo descobriu que a imagem de um cachorro em frente à capela, representava o último guardião de uma epopéia bem nordestina. O velho confessionário de madeira testemunha muda dos eventuais pecados, tendo como pano de fundo a figura do Padre Ibiapina que complementa o quando místico da localidade.

O velho Raimundo com sua mulher, Maria, e os quatros filhos, empunham inconscientemente a bandeira sacrossanta do beato, gritando por liberdade nas quebradas do sertão. As imagens vão repassando na cabeça do repórter como um caleidoscópio do passado.

Foi com esta concepção que Pachelly redescobriu o Caldeirão e refletiu através da lente de sua máquina o seu estado de espírito. Funcionário da Caixa Econômica Federal, ele fez da fotografia não somente uma terapia, mas uma forma emocionante de ver o mundo.

Cada um vê o mundo do seu jeito: uns mais coloridos, outros menos; uns alegres, outros tristes; alguns preocupados com problemas sociais, outros, em retratar situações inusitadas e divertidas. Pachelly diz que, no Caldeirão, viu o boi mansinho, o ritual das orações, a imagem carismática do beato, descendo e subindo ladeira com a cruz nas costas. “Para mim, fotografar o Caldeirão foi um desafio. Eu fui lá para brincar com as imagens”.

Reportagem: Antonio Vicelmo
Fonte: Jornal Diário do Nordeste
.

Futebol - Atualização Domingo - Por: Amilton Silva

Foi finalizada ontem (19) com cinco partidas, a 26ª rodada do campeonato brasileiro de 2008. Às 16:00h :

CORINTHIANS 3 X 0 PONTE PRETA
BRASILIENSE 3 X 2 GAMA
ABC 1 X 0 PARANA
BARUERI 1 X 0 CRB
BRAGANTINO 1 X 0 MARILIA

Finalizando a rodada, às 20:30h o Fortaleza após cinco partidas sem vitória, derrotou o Criciuma por 2 X 1 , jogando no Castelão em Fortaleza.Apesar da vitória, o Fortaleza continua em 17° lugar, na zona de rebaixamento.

Pelo Brasileirão da serie A, mesmo com a estréia de Ciel, o Fluminense foi derrotado no Maracanã por 3 X 2 pelo Coritiba. Com a derrota o Flu permanece na zona de rebaixamento e fica complicada a situação do tricolor carioca.Outros jogos realizados ontem:

GOIAIS 4 X 1 SANTOS
ATLETICO MG 2 X 1 NÁUTICO

A 26ª rodada será complementada hoje com sete jogos:

PORTUGUESA X BOTAFOGO
FLAMENGO X YPATINGA
SPORT X SÃO PAULO
ATLÉTICO PR X GREMIO
FIGUEIRENSE X CRUZEIRO
INTERNACIONAL X VITORIA
PALMEIRAS X VASCO

Matéria enviada por Amilton Silva, editor de esportes do Blog do Crato

Apoio: Ábaco Informática.
Preparando você para o futuro.


.

BlogHumor: TIPOS PETISTAS - Por: Dr. valdetário Siebra

Como o homem tem mania de classificar as coisas eu também vou entrar nessa e criar uma tabela para classificar os tipos petistas. Quem quiser pode ampliar a lista. Veja os tipos que eu já descobri:

- Petista "copa do mundo", só aparece de quatro em quatro anos.
- Petista sapo-boi, só tem papo.
- Petista tambor, faz um barulho danado, mas não tem conteúdo, é oco.
- Petista melancia, é vermelho por dentro e verde por fora.
- Petista abelha, quando não está voando está fazendo cera.
- Petista "bode", só fica vermelho três ou quatro dias por mês.
- Petista camaleão, muda de cor dependendo das conveniências.
- Petista ameixa, só é vermelho quando jovem, com o tempo murcha e escurece.
- Petista morango, é vermelho por dentro e vermelho por fora. É o autêntico Petista.
- Petista dissulfiram, não tem cheiro nem sabor.
- Petista café, só é vermelho quando está pendurado em "algum galho".
- Petista "Expocrato", só aparece nas férias de julho.
- Petista zangão, morre pela "causa".
- Petista bacalhau, nasceu, viveu e morreu no Mar Vermelho.
- Petista diamante, não se deforma nem perde seu brilho original, mesmo quando
fragmentado.
- Petista colorau, por ele o mundo todo seria vermelho.
- Petista amendoim, tem só uma capinha de vermelho, mas é pardo por
dentro. Qualquer "esfrega" tira-lhe o vermelho.

Dr. Valdetário.
Crato CE, 21 de setembo de 2008.

Nota:
Nem precisa dizer que Dr. Valdetário é um dos maiores "petistas" que existem. Provavelmente nessa classificação aí ele seria o chamado petista morango.

Abraços,

DM

Mais uma da Veja - Por: João Paulo Fernandes

.

Carta de Ana Maria Araújo Freire sobre a Veja

Na edição de 20 de agosto a revista Veja publicou a reportagem "O que estão ensinando a ele?" de autoria de Monica Weinberg e Camila Pereira, ela foi baseada em pesquisa sobre qualidade do ensino no Brasil. Lá pelas tantas há o seguinte trecho:

"Muitos professores brasileiros se encantam com personagens que em classe mereceriam um tratamento mais crítico, como o guerrilheiro argentino Che Guevara, que na pesquisa aparece com 86% de citações positivas, 14% de neutras e zero, nenhum ponto negativo. Ou idolatram personagens arcanos sem contribuição efetiva à civilização ocidental, como o educador Paulo Freire, autor de um método de doutrinação esquerdista disfarçado de alfabetização. Entre os professores ouvidos na pesquisa, Freire goleia o físico teórico alemão Albert Einstein, talvez o maior gênio da história da humanidade. Paulo Freire 29 x 6 Einstein. Só isso já seria evidência suficiente de que se está diante de uma distorção gigantesca das prioridades educacionais dos senhores docentes, de uma deformação no espaço-tempo tão poderosa, que talvez ajude a explicar o fato de eles viverem no passado".

Curiosamente, entre os especialistas consultados está o filósofo Roberto Romano, professor da Unicamp. Ele é o autor de um artigo publicado na Folha, em 1990, cujo título é Ceausescu no Ibirapuera. Sem citar o Paulo Freire, ele fala do Paulo Freire. É uma tática de agredir sem assumir. Na época Paulo, era secretário de Educação da prefeita Luiza Erundina.

Diante disso a viúva de Paulo Freire, Nita, escreveu a seguinte carta de repúdio:

"Como educadora, historiadora, ex-professora da PUC e da Cátedra Paulo Freire e viúva do maior educador brasileiro PAULO FREIRE -- e um dos maiores de toda a história da humanidade --, quero registrar minha mais profunda indignação e repúdio ao tipo de jornalismo, que, a cada semana a revista VEJA oferece às pessoas ingênuas ou mal intencionadas de nosso país. Não a leio por princípio, mas ouço comentários sobre sua postura danosa através do jornalismo crítico. Não proclama sua opção em favor dos poderosos e endinheirados da direita, mas , camufladamente, age em nome do reacionarismo desta.

Esta vem sendo a constante desta revista desde longa data: enodoar pessoas as quais todos nós brasileiros deveríamos nos orgulhar.
Paulo, que dedicou seus 75 anos de vida lutando por um Brasil melhor, mais bonito e mais justo, não é o único alvo deles. Nem esta é a primeira vez que o atacam. Quando da morte de meu marido, em 1997, o obituário da revista em questão não lamentou a sua morte, como fizeram todos os outros órgãos da imprensa escrita, falada e televisiva do mundo, apenas reproduziu parte de críticas anteriores a ele feitas.

A matéria publicada no n. 2074, de 20/08/08, conta, lamentavelmente com o apoio do filósofo Roberto Romano que escreve sobre ética, certamente em favor da ética do mercado, contra a ética da vida criada por Paulo. Esta não é, aliás, sua primeira investida sobre alguém que é conhecido no mundo por sua conduta ética verdadeiramente humanista.

Inadmissivelmente, a matéria é elaborada por duas mulheres, que, certamente para se sentirem e serem parceiras do "filósofo" e aceitas pelos neoliberais desvirtuam o papel do feminino na sociedade brasileira atual. Com linguagem grosseira, rasteira e irresponsável, elas se filiam à mesma linha de opção política do primeiro, falam em favor da ética do mercado, que tem como premissa miserabilizar os mais pobres e os mais fracos do mundo, embora para desgosto deles, estamos conseguindo, no Brasil, superar esse sonho macabro reacionário.

Superação realizada não só pela política federal de extinção da pobreza, mas , sobretudo pelo trabalho de meu marido – na qual esta política de distribuição da renda se baseou - que demonstrou ao mundo que todos e todas somos sujeitos da história e não apenas objeto dela. Nas 12 páginas, nas quais proliferam um civismo às avessas e a má apreensão da realidade, os participantes e as autoras da matéria dão continuidade às práticas autoritárias, fascistas, retrógradas da cata às bruxas dos anos 50 e da ótica de subversão encontrada em todo ato humanista no nefasto período da Ditadura Militar.

Para satisfazer parte da elite inescrupulosa e de uma classe média brasileira medíocre que tem a Veja como seu "Norte" e "Bíblia", esta matéria revela quase tão somente temerem as idéias de um homem humilde, que conheceu a fome dos nordestinos, e que na sua altivez e dignidade restaurou a esperança no Brasil. Apavorada com o que Paulo plantou, com sacrifício e inteligência, a Veja quer torná-lo insignificante e os e as que a fazem vendendo a sua força de trabalho, pensam que podem a qualquer custo, eliminar do espaço escolar o que há de mais importante na educação das crianças, jovens e adultos: o pensar e a formação da cidadania de todas as pessoas de nosso país, independentemente de sua classe social, etnia, gênero, idade ou religião. Querendo diminuí-lo e ofendê-lo, contraditoriamente a revista Veja nos dá o direito de concluir que os pais, alunos e educadores escutaram a voz de Paulo, a validando e praticando. Portanto, a sociedade brasileira está no caminho certo para a construção da autêntica democracia.
Querendo diminuí-lo e ofendê-lo, contraditoriamente a revista Veja nos dá o direito de proclamar que Paulo Freire Vive!

São Paulo, 11 de setembro de 2008
Ana Maria Araújo Freire".

Enviada para o Blog do Crato.

João Paulo Fernandes

Apoio: