25 junho 2008

Eu vi Fortaleza... Por: Dihelson Mendonça

Atenção: É expressamente proibida a reprodução, utilização do material abaixo sem autorização expressa do autor.


Clique nas fotos para ampliar:



















Fotos: Dihelson Mendonça
Se desejar cópia, entre em contato
.

Justiça diminui chances de Walter Peixoto ser candidato no Crato - Por: Tarso Araújo

O ex-prefeito do Crato Walter Peixoto entrou com três ações anulatórias com pedido urgente de antecipação de tutela para obter liminar que possibilite o registro de sua candidatura a prefeito. WP está na lista suja do TCM por improbidade administrativa. Teve por três anos parecer favorável do TCM para desaprovar contas de sua gestão, posteriormente desaprovadas pela Câmara Municipal.

Na ação, os advogados de WP afirmaram que a decisão da Câmara Municipal foi política, ele não teve direito de defesa e o TCM teria dado parecer favorável em suas contas.

O Juiz, baseado nas atas da Câmara verificou que o ex-prefeito teve direito de defesa e o TCM em três anos deu parecer pela desaprovação das contas do ex-prefeito do Crato. O Juiz Djalma Sobreira Dantas Júnior da 1ª Vara da Comarca do Crato decidiu por indeferir o pedido do ex-prefeito Walter Peixoto.

As outras duas ações estão na 2ª e 3ª varas e ainda não foram julgadas. Com essa decisão o ex-prefeito WP vê mais distante seu sonho de ser candidato a prefeito do Crato. Até o momento estão confirmadas as candidaturas de Samuel Araripe (PSDB), Pedro Neto (DEM), Sineval Roque (PSB) e André Barreto (PV). O PSTU ainda não informou se terá candidato em Crato.

Por: Tarso Araújo.

Do site: Blog do Tarso - Política

http://tarsoaraujo.blogspot.com

.

Carta do Leitor - Festival de Quadrilhas ( calma, não é sobre política .... )

Favor divulgar:

O Município do Crato sediará uma das etapas do Ceará Junino nos dias 26 e 27 de junho de 2008. O Festival Regional de Quadrilhas acontecerá na quadra Bicentenário a partir das 19:00h. Participarão do evento os municípios de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Milagres, Santana do Cariri e Farias Brito. O Festival é resultado da aprovação do edital promovido pela SECULT no qual o Crato foi um dos contemplados. Paralelamente, acontecerá no Centro Cultural do Araripe na RFFESA um arraial com mostra de quadrilhas locais e apresentações de grupos folclóricos, muito forró e comidas típicas.

Por: Paulo Fuísca

Nota:

Divulgado!

CCBN - Agenda Cultural do Cariri - Festa de Santo Antonio no BNB

Clique para aumentar:



Enviado por: Agenda Cultural do Cariri.

Projeto de Lei do Senado coloca em Risco a Liberdade na Internet

Enviado por Valdir Silveira Júnior.
via Blog do Sergio Amadeu by samadeu on 6/24/08


Na última semana, em uma sessão corrida e esvaziada, a Comissão de
Constituição e Justiça do Senado aprovou o projeto de lei (PLC) 89/03
que define quais serão as condutas criminosas na Internet.

Os exageros que constam do projeto podem colocar em risco a liberdade
de expressão, impedir as redes abertas wireless, além de aumentar os
custos da manutenção de redes informacionais. O mais grave é que o
projeto apenas amplia as possibilidades de vigilância dos cidadãos
comuns pelo Estado, pelos grupos que vendem informações e pelos
criminosos, uma vez que dificulta a navegação anônima na rede.
Crackers navegam sob a proteção de mecanismos sofisticados que
dificultam a sua identificação.

Veja o aburdo. Com base no artigo 22 do PLC 89/03, os provedores de
acesso deverão arquivar os dados de "endereçamento eletrônico" de seus
usuários. Terão que guardar os endereços de todos os tipos de fluxos,
inclusive a voz sobre IP, as imagens e os registros de chats e
mensagerias instantâneas, tais como google talk e msn.

O pior. A lei implanta o regime da desconfiança permanente. Exige que
todo o provedor seja responsável pelo fluxo de seus usuários. Implanta
o "provedor dedo-duro". No inciso III do mesmo artigo 22, o PLC 89/03
exige que os provedores informem, de maneira sigilosa, à polícia os
"indícios da prática de crime sujeito a acionamento penal público". Ou
seja, se o provedor identificar um jovem "baixando" um arquivo em uma
rede P2P, imediatamente terá que abrir os pacotes do jovem, pois o
arquivo pode ser um MP3 sem licença de copyright. Mas, e se ao
observar o pacote de dados reconhecer que o MP3 se tratava de uma
música liberada em creative commons? O PLC implanta uma absurda e
inconstitucional violação do direito à privacidade. Impõe uma situação
de vigilantismo inaceitável.

Como ficam as cidades que abriram os sinais wireless? A insegurança
jurídica que o PLC impõe gerará um absurdo recuo nesta importante
iniciativa de inclusão digital. Como fica um download de um
BitTorrent? Deverá ser denunciado pelos provedores? Ou para evitar
problemas será simplesmente proibido por quem garante o acesso?

Como fica o uso da TV Miro (www.getmiro.com/)? Os provedores deverão
se intrometer no fluxo de imagens e pacotes baixados pelo aplicativo
da TV Miro? E um podcast? Como o provedor saberá se não contém músicas
que violam o copyright? Se o arquivo trazer músicas sem licença, o
provedor poderá ser denunciado por omissão? Pelo não cumprimento da
lei?

O PLC incentiva o temor, o vigilantismo e a quebra da privacidade.
Prejudica a liberdade de fluxos e a criatividade. Impõe o medo de
expandir as redes.

O artigo 22 do projeto deve ser integralmente REJEITADO.

(iii) Art. 22
Art. 22. O responsável pelo provimento de acesso a rede de
computadores é obrigado a:
I - manter em ambiente controlado e de segurança, pelo prazo de três
anos, com o objetivo de provimento de investigação pública
formalizada, os dados de endereçamento eletrônico da
origem, hora, data e a referência GMT da conexão efetuada por meio de
rede de computadores e por esta gerados, e fornecê-los exclusivamente
à autoridade investigatória mediante prévia
requisição judicial;
II - preservar imediatamente, após requisição judicial, no curso de
investigação, os dados de que cuida o inciso I deste artigo e outras
informações requisitadas por aquela investigação, respondendo civil e
penalmente pela sua absoluta
confidencialidade e inviolabilidade;
III - informar, de maneira sigilosa, à autoridade competente, denúncia
da qual tenha tomado conhecimento e que contenha indícios da prática
de crime sujeito a acionamento penal público
incondicionado, cuja perpetração haja ocorrido no âmbito da rede de
computadores sob sua responsabilidade.
§ 1° Os dados de que cuida o inciso I deste artigo, as condições de
segurança de sua guarda, a auditoria à qual serão submetidos e a
autoridade competente responsável pela auditoria, serão
definidos nos termos de regulamento.
§ 2° O responsável citado no caput deste artigo, independentemente do
ressarcimento por perdas e danos ao lesado, estará sujeito ao
pagamento de multa variável de R$
2.000,00 (dois mil reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais) a cada
requisição, aplicada em dobro em caso de reincidência, que será
imposta pela autoridade judicial desatendida, considerando-se a
natureza, a gravidade e o prejuízo resultante da infração, assegurada
a oportunidade de ampla defesa e contraditório.
§ 3° Os recursos financeiros resultantes do recolhimento das multas
estabelecidas neste artigo serão destinados ao Fundo Nacional de
Segurança Pública, de que trata a Lei n° 10.201, de
14 de fevereira de 2001.


VEJA O OUTRO exemplo de artigo aprovado no PLC:

(i) Art. 2o (ref. art. 285-A)
Art. 285-A. Acessar rede de computadores, dispositivo de comunicação
ou sistema informatizado, sem autorização do legítimo titular, quando
exigida:
Pena - reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa.
Parágrafo único. Se o agente se vale de nome falso ou da utilização de
identidade de terceiros para a prática do crime, a pena é aumentada de
sexta parte.

Este artigo criminaliza o uso de redes P2P e até mesmo a cópia de uma
música em um i-pod. Ao escrever que o acesso a um "dispositivo de
comunicação" e "sistema informatizado" sem autorização do "legítimo
titular", ele envolve absolutamente todo tipo de aparato eletrônico.
Se a empresa fonográfica escreve, nas licenças das músicas que
comercializa, que não admite a cópia de uma trilha de seu CD para um
aparelho móvel, mesmo que seu detentor tenha pago pela licença, estará
cometendo um crime PASSÍVEL DE PENA DE RECLUSÃO DE 1 A 3 ANOS.

O projeto de lei é tão absurdo que iguala os adolescentes que
compartilham músicas aos crackers e suas quadrilhas que invadem as
contas bancárias de cidadãos ou o banco de dados da previdência.
Blog sobre comunicação democrática, compartilhamento do conhecimento e
a defesa da cultura livre.

.

Ajuda - Paciente Mortalmente Ferido em Hospital do Crato - Por Dr. Valdetário Brito

Encontra-se gravemente enfermo e internado na UTI de um grande hospital local um jovem de apenas 28 anos de vida. Este jovem que prometia lutar incansavelmente pelo engrandecimento da nossa da cidade e região foi covardemente ferido pelas costas por pessoas que se diziam seus amigos e companheiros, no dia 20.04.2008, quando o mesmo se preparava mais uma vez para se lançar candidato a prefeito da nossa cidade. O fato causou grande surpresa, revolta e consternação no seio da sociedade local que até o momento não consegue compreender os motivos de tamanha violência contra este jovem que sempre lutou para implantar uma forma ética de fazer política em nossa região.

Segundo informações da equipe médica que cuida do caso o paciente encontra-se em estado letárgico, em profunda anemia e respirando com ajuda de aparelhos. Alguns membros da equipe médica dizem até que o paciente já se encontra em morte cerebral. Como médico, fui fazer uma visita ao mesmo na tarde de ontem. O quadro é realmente muito grave. O paciente não responde aos estímulos externos, não tem mais forças nos seus membros e já perdeu o brilho do olhar. Alguns já falam até em DOAR seus órgãos. Triste, muito triste o que está acontecendo com o guerreiro.

Estamos formando uma corrente de solidariedade e pedindo a ajuda de todas as pessoas e instituições que possam contribuir com algum tipo de auxílio para a mais rápida recuperação do moribundo paciente. Muitos políticos locais e até o Governo do Estado tem entrado nesta luta para salvar a vida deste jovem que é muito importante para a nossa comunidade. Não podemos deixar morrer este que representa um fio de esperança de dias melhores para nossa gente. Rezemos por ele.

Crato- CE, 25 de junho de 2008.
Valdetário Brito.
Médico e membro do DM do PT.
e-mail: valdetariobs@ig.com.br

PS o paciente chama-se PT do Crato
.

Justiça seja feita

Emerson Monteiro

Em 14 de março de 1997, tomava posse na reitoria da Universidade Regional do Cariri a professora Maria Violeta Arraes para um mandato pró-tempora, no qual permaneceu até o final do primeiro semestre de 2003, perfazendo assim seis anos e alguns meses nas funções antes desempenhadas pelos profs. Antônio Martins Filho, Manoel Edmilson do Nascimento e José Teodoro Soares.

Personalidade forte de cearense nascida em Araripe, município do entorno da Chapada, início do sertão, dona Violeta Arraes marcou sua permanência à frente da Urca com o zelo de líder dedicada, criativa, sensível, votada ao desenvolvimento regional, suscitando, através da expansão do Ensino Superior, as contingências responsáveis pela ampliação do espaço físico e das inovações imprescindíveis à atualização do corpo acadêmico. Por seu intermédio se deram concursos públicos necessários à formação do quadro de professores, criação de novos cursos e estudos aprofundados de uma reforma estatutária modernizadora da autarquia estadual, no formato de congêneres melhor aquinhoadas.

Senhora de patrimônio aprimorado nas lutas democráticas pela autodeterminação dos povos nos valores definitivos da cidadania de nossa gente, manteve apreciável histórico de realizações, inclusive no Exterior, com livre trânsito junto a próceres políticos e meios artístico-culturais do Brasil e de outras nações, sábios, pesquisadores, dirigentes, realizadores, artistas e intelectuais de escol.

No decorrer de seu período à frente da Universidade do Cariri, Dona Violeta exercitou com soberania sua devoção à mística de ações pautadas pela correção. Influente perante as autoridades estaduais e federais, conseguiu os recursos de soerguer o aparato físico dos campi, em época oportuna, dado o rápido crescimento do número de alunos, propiciando acompanhamento dos avanços registrados na sua história. Ela agiu com entusiasmo e coração, nos moldes técnicos e de bom gosto que se pode dizer proficientes.

Com o mínimo de senso de justiça, portanto, torna-se, nesta ocasião de sua perda, lhe tributarmos nosso preito de gratidão a quem se rendeu às suas raízes caririenses e aceitou retornar à província interiorana para conduzir o processo de consolidação da Instituição de Ensino Superior do Cariri; reforma e ampliação do Museu de Paleontologia de Santana do Cariri; instalação da Bacia-Escola do Araripe; aquisição do campus do Crajubar, em Juazeiro do Norte; ampliação e reforma das instalações dos campi do Pimenta e do de São Miguel, em Crato; além da criação do curso de graduação em Enfermagem, na área de Saúde; e dos cursos de Licenciatura Plena para professores do Ensino Fundamental; cursos de pós-graduação nas áreas de Maio Ambiente, Educação, Economia, Geografia, Letras, História e Paleontologia; e dos cursos de mestrado em Sociologia, Direito, Desenvolvimento Regional e Letras; dentre outras tantas realizações apreciáveis.

Sabe-se que uma universidade requer sucessivas gerações a fim de padronizar métodos e tradicionalizar formas de saber. A sólida contribuição que Violeta Arraes veio oferecer ao Cariri, em termos de construtora desse perfil, galvanizando assim o respeito e a integração dos princípios civilizatórios regionais, garantia de tudo aquilo que se realiza para a continuação do nosso futuro.

Carta do Leitor - Fotógrafo Cratense Residente na Alemanha Dada Petrole fala ao Blog do Crato.


Alexandre, Dihelson e todos os artistas do Crato e Cariri,

Primeiramente quero agradecer pelas postagens e informativas sobre essa reflexão dos artistas cratenses no que diz respeito a situação da expocrato. A legitimidade dessa temática e sua problemática sao do meu conhecimento e mesmo estando tao longe do Cariri a minha preocupação tem crescido de ano pra ano. É gritante a conseqüência da difusão desses grupos musicais na sociedade brasileira. Todo ano quando vou ao Brasil vejo como esses grupos se profissionalizam em marketing e em falta de compromisso para com uma sociedade mais saudável e digna. Os argumentos dos empresários, dos músicos, dos selos, produtores e consumidores dessa mordaz musicalidade, sao os mais diversos, mas de uma coisa todas eles comungam, a falta de compromisso e engajamento para com a sociedade brasileira. É válido relembrar que todos aqueles nazistas que até o ano de 1945 trabalhavam cumprindo as ordens de Hitler, estavam alí muitas vezes fazendo aquilo como profissionais da sua área, cumprindo o seu papel, e quanto mais profissionais eles eram, mais eles cresciam naquela hierarquia e automaticamente maior era a destruição. Quem acreditar que aqueles soldados se livram da suas covardias perante aquela sociedade, somente ,devido ao fato deles destruírem sob o cumprimento de ordens, pode ser que essa pessoa tenha a síndrome da corrupção, que por sua vez ronda a sensatez da humanidade. Acredito que a sociedade nao somente a caririense, mas a de todo o estado do Ceará, precisa de uma nova concepção de apoio e financiamento a produção de musica e as formas de difundi-la.

Ja basta de consumirmos tanto lixo sem sermos perguntados se queremos consumir ou nao, ja basta saber que nao é ilegal a produção das letras e performance de palco daquelas acéfalas bandas que conseguem um renome nacional vendendo putrefatos. Já basta ver que essas músicas continuam impunemente poluindo as ruas e as nossas mentes através daqueles carros com seus aparelhos de sons desacatados. Já basta ver que há gente entre nós que gosta de ouvir e dançar essas baboseiras e que há meninas que cantam em coro aqueles textos onde elas sao chamadas de putas e sao tratadas como objeto ainda de menos valor que os debilóides dos seus namorados por uma noite. A sociedade brasileira nao merece isso! Quem nao conseguir enxergar o quanto essas músicas contribuem para escassez da serenidade, do respeito, da ética, do bom senso e da lealdade, significa que essa pessoa, sem dúvida, perdeu a sensibilidade dos principais valores que cada um de nós deveria ter.

Seria utópico acreditar que um dia seria possível acabar com esse vírus da futilidade que engoliu o Brasil desde o tempo dele em cima da garrafa até hoje. Na verdade, é positivo que hajam essas diferenças entre as pessoas, elas causam questionamentos, dao uma dinâmica especial e até desdobram a nossa tolerância. Por outro lado é importantíssimo que algumas pessoas tomem um partido (nao partidário), se unam e se organizem em nome da cultura, da arte e da honestidade perante o seu hábitat e os seus valores. No caso do Cariri, a sua música e a expocrato, acredito de coração, que vocês teriam mais êxito nessa luta, se concentrassem o foco no objetivo principal, a "EXPOCRATO", ja que tentar lutar em nome do Juáforro e da festa de Sto. Antônio ao mesmo tempo, desgastaria a expressão e representatividade desse grito. O mais viável é tratar um assunto de cada vez buscando soluções sólidas que proliferem uma justiça cultural, onde a formação de um ser humano consciente e de senso crítico, seja mais importante do que o lucro da máquina cultural, que por sua vez é sim, ao lado da corrupção, um dos elementos mais maléficos contra a sociedade brasileira. A responsabilidade de mudança, de intervenção e melhoramento da sociedade, encontra-se em cada um de nós, em cada um de vocês, independente da sua função ou do seu status na sociedade. Vale ressaltar que esse apelo nao está ligado a gêneros musicais, nao tenho nada contra o forró, nem rock, nem música sertaneja do sudeste, nem contra o funk ou o pop, a minha causa está ligada a qualidade, ou melhor, contra a falta de qualidade e compromisso para com a proliferação do bem, ja que acredito meramente que essa responsabilidade é um dever de cada um de nós, inclusive daqueles que menos se sentem responsáveis por essas questões ou que talvez nem sequer chegaram um dia a pensar que se pode ter lucros também através de coisas boas!

Diga Sim ao retorno daquela Expocrato, onde os grupos musicais também contribuíam para o nosso crescimento e a nossa formação e diga nao a imposição de consumo automatizado da indústria do lixo musical. Vamos a luta!

Em nome da cultura do Cariri, desejo garra e sorte a todos que abraçarem essa causa
Um grande abraço para as pessoas de bem que fazem essa região.

Atenciosamente
Dada Petrole - Fotógrafo Cratense residente na Alemanha.

Nota do Blog do Crato:
Dada Petrole é um dos grandes fotógrafos renomados que obtém grande sucesso no exterior e é um legítimo embaixador do Cariri na Europa.

Dihelson Mendonça

Atendendo a Pedido de Publicação de Carta da APSF - Crato.

A Associação dos Profissionais do Saúde da Família vem a público divulgar e solicitar publicação do apoio dado pelo O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do Estado do Ceará – Sind-Saude à nossa causa. Desde já agradecemos a atenção dispensada. APSF-CRATO

Carta de Solidariedade aos Profissionais do PSF Crato

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do Estado do Ceará – Sind-Saude, através da Delegacia Sindical Regional – Cariri manifesta total e irrestrita solidariedade à justa e digna luta dos Profissionais das Equipes do Programa Saúde da Família – EPSF - Crato ( médicos, enfermeiros e dentistas) por melhores condições de trabalho e aumento salarial, que de forma aguerrida e combativa encontram-se em Greve, desde o dia 19 junho. Concomitantemente repudiamos qualquer forma de coação, ameaça e perseguição aos profissionais por parte da Secretaria Municipal de Saúde, bem como a pratica nepotista e clientelista que vem norteando essa gestão com a criação de emprego para parentes e aderentes e o desrespeito constante a portaria nº 648/Gm de 28 de Março de 2006 que dispõe sobre a Política Nacional de Atenção Básica, em especial no tocante as condições de infra-estrutura e dos recursos necessários para o necessário desenvolvimento das Unidades Básicas de Saúde – UBS. A melhoria nos indicadores na área da saúde no Crato, é prova inconteste da importância deste Programa desenvolvido a nível nacional e que é um modelo da experiência pioneira em Saúde Preventiva do Povo Cubano, importada para o Brasil. Os profissionais das EPSF têm dando ao longo dos anos incalculável contribuição a população de baixa renda, excluída das condições mínimas de sobrevivência digna.


Crato, 24 de junho de 2008.

Carlos Roberto Elias Batista
Diretor do da Sub-delegacia Sindical SindSaude - Cariri

Nota do Blog do Crato:

Recebi hoje umas 10 cópias e pedidos de publicação dessa nota. Nem precisava tanto. Aí está publicada. Como sempre faço questão de frisar, o BLOG DO CRATO é um espaço democrático que sempre faz questão de ouvir os dois lados da história. Gostaria de posteriormente, convidar algum representante do PSF - Crato e também de alguém da Secretaria de Saúde do Município para esclarecermos uma questão um pouco obscura nisso tudo: A denúncia por pessoas do outro lado, que seguram a tese de que os médicos do PSF não cumprem os horários a eles destinados, mas reivindicam melhores salários. Não sei de que lado está a verdade nessa afirmação, visto que há um disse-me-disse nisso, que somente os envolvidos poderão esclarecer à população. Portanto, peço entrar em contato para realizarmos uma entrevista, se for do interesse. Eu pretendo ouvir ambas as partes.

Atenciosamente,

Dihelson Mendonça
www.blogdocrato.com
3523-2272 marcar horário - deixar número para contato na secretária.

.

Estátua do Padre Cícero precisa de Retoques...

Por: Beto Fernandes

Em sua edição de hoje o Jornal o Povo de Fortaleza trás matéria com a manchete: Padre Cícero: Estátua precisa de estoques. A notícia é da jornalista Daniela Nogueira e ressalta que “o principal cartão-postal de Juazeiro do Norte precisa de restauração. A estátua de padre Cícero, visitada por milhares de romeiros todos os anos, apresenta rachaduras, buracos e partes descascadas”.

A matéria precisa inicialmente, ser vista como bastante positiva, porque de forma crítica construtiva diz respeito a um dos símbolos da fé e religiosidade não apenas da gente caririense e cearense, mas de todo o Nordeste brasileiro.

Ressalto ainda que desperta a importância e necessidade de se manter o local conservado, entretanto deixa certo ar de “responsabilidade apenas para a Prefeitura”. A conservação de toda área da Colina do Horto e não apenas da Estátua do Padre Cícero, deve ser realizada através da Administração do local, Prefeitura e os freqüentadores.

É preciso reconhecer que com a administração do Padre Venturelli, a partir de 1999, muita coisa mudou para melhor em função do seu nível de organização. A matéria limitou-se, a saber, dos secretários Mário Bem Filho, de Infra-estrutura e Felipe Figueiredo, de Turismo e Romaria, o que podia ser feito para resolver o problema com a situação de conservação da estátua. Estes então, se limitaram a justificar não citando o que já foi desenvolvido para ajudar na mudança para melhor de toda a Colina.

Sem nenhum comprometimento político, mas por dever de justiça como cidadão, informo que a Prefeitura já realizou a revitalização dos boxes de comércio da Estátua e está atualmente implantando o calçamento em pedras de paralelepípedo em toda extensão da ladeira (2.600m). Antes o calçamento era de pedras poliédricas e bastava uma pequena chuva para começarem a se soltar prejudicando sensivelmente o tráfego de veículo. Toda a Via Sacra onde milhões de fiéis passam na Semana Santa é anualmente recuperada.

Deixo claro, entretanto, que se faz necessária à pintura da estátua e uma conscientização dos romeiros, comerciantes e agentes de desenvolvimento do turismo para conscientizar no sentido de não escreverem na mesma. São salutares, repito observações críticas construtivas que ajudam a aprimorar o turismo religioso na “Terra do Padre Cícero”.



Por: Beto Fernandes - Revista do Beto - Rede Blogs do Cariri.

As Fofocas das Eleições do Crato... - Por Tarso Araújo.

Tínhamos também outra informação. Que ontem ( dia 23 de Junho ), aconteceria uma reunião em Fortaleza para tentar unificar os partidos da base aliada do Governador, em Crato. Walter Peixoto não quer essa aliança, prefere sair sozinho, pois já conta com o apoio de Eunício Oliveira. No Crato, o PMDB não quer saber de base aliada, a não ser que seja para apoiar Walter Peixoto, na sua tentativa de voltar à comandar os destinos da cidade.

Essa reunião em Fortaleza era fundamental para as pretensões de Sineval Roque. O parlamentar tem dito a amigos e colaboradores que apenas unidos os partidos de oposição em Crato, terão oportunidade de vencer as eleições. Pensa correto e com coerência. Mas, tem dificuldades em unir esses partidos em seu palanque.

Fonte: Blog do Tarso.

Ceará - Meninas vendem o corpo - Exploração Sexual

Clique para Ampliar

(Foto: Tuno Vieira)

Ruas e avenidas: na Praia de Iracema e no Jangurussu, crianças e adolescentes podem ser vistas diariamente em situação de exploração sexual (Foto: Daniel Roman - 18/05/2008)

Garotas de 12 a 16 anos afirmam que se prostituem do fim de tarde até a madrugada e ganham 200 reais por dia

O problema da exploração sexual de crianças e adolescentes ainda faz parte da rotina da Capital cearense e não há perspectiva de que essa mazela social desapareça, pelo contrário, tende a se consolidar. Apesar de diversas campanhas e atividades nacionais, estaduais e municipais combatendo a prática, é cada vez mais comum ver meninas oferecendo seus corpos nas ruas e avenidas de Fortaleza.

Clique para Ampliar

Algumas esquinas do Centro ou das periferias já se tornaram pontos fixos para as garotas se insinuarem aos motoristas ou pedestres. A ousadia é tanta que elas chegam a mostrar os seios e até o bumbum a quem passa, sem nenhum pudor.

Nas avenidas Historiador Raimundo Girão e Abolição, na Praia de Iracema e Meireles, meninas dividem espaço com mulheres e travestis na movimentada noite do bairro. Circulando pelas vias não é difícil flagrar as adolescentes debruçadas sobre táxis, acenando para os carros ou provocando turistas nas calçadas.

Ao perceberem o carro da equipe de reportagem, elas viram as esquinas e correm pelas ruas secundárias, se escondendo rapidamente. Os possíveis clientes que conversavam com elas se afastam da esquina com tranqüilidade, disfarçando ou nos encarando com os olhos de reprovação de quem acaba de perder um bom negócio.

Na Avenida Presidente Costa e Silva, no Jangurussu, entre a Estrada do Itaperi e a Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, a ousadia é ainda maior. Dezenas de adolescentes se revezam, em plena luz do dia, num jogo exibicionista que chama a atenção dos motoristas, que sempre buzinam ou acenam ao passar pelo local.

Com a chegada da equipe de reportagem do Diário do Nordeste, algumas dessas meninas correm para se esconder em terrenos baldios, mas três delas não se importam com nossa presença e não aparentam nenhum incômodo em falar sobre suas vidas. D.C.L.C, 16 anos, é a mais velha e mais comunicativa do grupo e diz que começou a fazer programas porque soube que uma amiga fazia e arriscou fazer o mesmo. “Comecei há mais ou menos um mês. Eu chego aqui no fim da tarde e fico até 5 horas da manhã. Normalmente volto pra casa com 200 reais”, revela com naturalidade.

Suas colegas, B.K.F, 12, e J.S.P, 14, reforçam as afirmações e dizem que, por noite, fazem de cinco a oito programas. “O preço varia. Vinte reais é o sexo oral e pra fazer sexo é 50. Só não fazemos por trás”, dizem as meninas, absurdamente à vontade, como se descrevessem brincadeiras infantis.

Novamente D.C.L.C. conduz a conversa, afirmando que todas ali usam preservativos. “Nós não somos nem doidas de querer pegar uma Aids. As mais velhas nos ensinam as coisas boas e ruins. A gente está aqui porque quer. A polícia passa e manda a gente pra casa, mas ninguém obedece. O Ronda já me botou no carro pra me levar pra casa, mas dei o endereço errado e voltei”.

A adolescente diz que mora no Conjunto Palmeiras, apenas com a avó, já que os pais foram mortos há quatro anos. “Morávamos eu, meus irmãos e minha vó, que é doente. Agora somos só nós duas porque um irmão morreu e o outro está preso. Eu que sustento a casa”, afirma.

“Nós não abandonamos a escola. Eu estou no 2º ano do Ensino Médio e quase não falto às aulas. Com o dinheiro que ganho, posso comprar minhas coisas, meu xampu, minha saia, tudo o que eu quero”, explica D.C.L.C.

COMBATE
Cresce o número de denúncias

As denúncias de exploração e abuso sexual contra crianças e adolescentes em Fortaleza cresceram 480% no ano passado. Além disso, por ter liderado o número de denúncias desse tipo de crime durante o Carnaval do ano passado, a Capital cearense foi escolhida para o lançamento da Campanha Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Carnaval deste ano. Apesar de todo o alerta e da mobilização do poder público, o problema parece não diminuir.

Somente em 2008, o Diário do Nordeste abordou o tema duas vezes, em janeiro e fevereiro, mostrando meninas se oferecendo nas ruas e avenidas, detalhando os programas de apoio e recuperação às vitimas da exploração e atentando para o crescente número das denúncias, em todo o Estado.

Foram ouvidos representantes das entidades governamentais que trabalham a problemática, como a Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH), ligada à Presidência da República, além da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa) e Fundação da Criança e de Família Cidadã (Funci).

Todos avaliam que o Ceará é líder no enfrentamento ao problema e que as denúncias são um fator positivo. Significam que a população está mais incomodada com a situação. Mas ainda percebe-se que cresce o número de meninas se vendendo e a exibição dos corpos acontece com mais ousadia. O que há de errado, então? Falta investimento? As ações são insuficientes? Os envolvidos não são punidos? Só é concreta a indignação de quem se cansou de ver as garotas nas ruas.

Para mudar a realidade das crianças e adolescentes vítimas de exploração e abuso sexual em Fortaleza, existem iniciativas do poder público que mantém espaços de acolhimento e recuperação das vitimizadas. Funcionam, hoje, a Rede Aquarela, o Espaço Aquarela-Serviço Sentinela, o Programa Ação Integrada e Referencial de Enfrentamento (Pair), ações e campanhas sazonais integrando as três esferas governamentais e até uma escola de estilismo formada por vítimas, a Estilo Solidário.

As crianças e adolescentes recebem atendimento psicossocial, são encaminhadas a redes de atenção, ingressam em rotinas educativas, recebem nutrição, retornam ao convívio familiar e comunitário e são acompanhadas juridicamente.

Para denunciar casos de exploração ou abuso sexual de crianças e adolescentes em Fortaleza basta ligar para os seguintes números: 0800.2802808, 3101.2044 (Dececa) e o 100 (nacional).

CONHEÇA A LEI

Legislação

Quem se envolve com a exploração sexual de crianças e adolescentes está infringindo duas legislações:

Artigo 228 do Código Penal Brasileiro - Favorecimento da Prostituição
Induzir ou atrair alguém à prostituição, facilitá-la ou impedir que alguém a abandone: Pena - reclusão, de dois a cinco anos. Se a vítima for maior de 14 e menor de 18 anos, ou se o agente é seu parente, a pena passa a ser reclusão de três a oito anos. Se o crime é cometido com emprego de violência, ou ameaça, a reclusão é de quatro a dez anos, além da pena correspondente à violência. Se o crime é cometido com o fim de lucro, aplica-se também multa.

Artigo 244-A do ECA
Submeter criança ou adolescente à prostituição ou à exploração sexual: Pena - reclusão de quatro a dez anos, além de multa.

GUTO CASTRO NETO
Repórter

OPINIÃO DO ESPECIALISTA
Ações do poder público são limitadas

Carlos S. V. dos Anjos Júnior
versiani@ufc.br
Sociólogo e antropólogo

Não podemos considerar que os programas de combate e enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes sejam ineficazes. O problema do abuso infantil em Fortaleza ainda existe porque as ações do poder público ainda são muito limitadas. Acredito que até existe a boa vontade dos órgãos que atuam nessa área, mas falta a parte prática, as ações devem sair da burocracia. Esses programas deviam acompanhar o cotidiano noturno dessas garotas.

Apesar de haver programas sociais como o Bolsa Família, nós enfrentamos o empobrecimento e a falta de perspectiva de futuro nas comunidades das periferias da cidade. Falta investimento público em educação e trabalho e a geração dessas meninas que vemos nas ruas se prostituindo não tem perspectivas de como sobreviver. Não existem escolas públicas em tempo integral, que poderiam ocupar todo o dia das crianças.

Para agravar esse panorama, hoje, presenciamos a inoperância da família como controladora social. As famílias não têm mais como controlar as crianças. Assim, essas meninas da periferia, que têm a necessidade de conseguir dinheiro, procuram a prostituição como alternativa. É nesse momento que aparecem muitos oportunistas. Taxistas, recepcionistas de hotéis e até policiais se aproximam das garotas para sair ganhando alguma coisa.

Fonte: Jornal Diário do Nordeste.

Você sabia ? - AVC é a principal causa de morte no CE


Principal causa de morte no Ceará, o acidente vascular cerebral (AVC) faz cerca de 15 mil vítimas por ano. Desses, quatro mil acabam morrendo por conta do problema. Ontem, a Associação Brasileira de Neurologia comemorou o Dia Internacional do Acidente Vascular Cerebral, data estabelecida pela entidade desde 2005.

Conforme Wandemberg Rodrigues dos Santos, superintendente do Instituto Dr. José Frota (IJF), a unidade atende de 200 a 220 pacientes com AVC por mês, causando uma sobrecarga no atendimento. ‘‘O IJF é um hospital de traumas, mas atendemos também ao AVC. No entanto, o tratamento demanda uma atenção mais elaborada ao doente, o que aumenta a demora por leitos, dependendo da gravidade do caso’’.

O superintendente lembra que o AVC pode deixar seqüelas médias, como a paralisação de metade ou de partes do corpo do paciente. Em casos de maior gravidade, pode levar à perda irreversível da consciência.

Segundo o presidente do Comitê Estadual de Atenção à Doença Cerebrovascular, João José de Carvalho, a partir do próximo semestre será implantada uma série de ações para ampliar o atendimento e diagnosticar a incidência de casos.

A principal ação será a abertura de uma unidade voltada exclusivamente para vítimas de AVC, que vai funcionar no Hospital Geral de Fortaleza (HGF). A unidade, que pretende atender uma média de 300 pacientes por mês, será a primeira no Estado com este atendimento.

Para Carvalho, o desconhecimento para identificar um caso de AVC aumenta as chances de complicações e até de morte do paciente. Outro problema é promover a prevenção. ‘‘O controle dos fatores de risco evitam em até 50% a incidência do AVC’’, explica.

Fonte: Jornal Diário do Nordeste - Hoje.

Impressão de Mundos no Sesc Crato :: Exposição de Maercio Lopes


A exposição Impressão de Mundos mostra um universo estruturado a partir da milenar arte da gravura. Cenas, pessoas, ambientes e imaginários são absorvidos pela textura da madeira e formatados pelo corte minucioso de Maércio Lopes, artista caririense que procura na Arte clássica o ponto de apoio de um olhar diferenciador sobre o panorama cultural do nosso povo.

Formado em letras, poeta e professor, Maércio nasceu em Santana do Cariri, mas foi no Crato que cresceu, estuda e vive. Apreciador do desenho e da pintura, encontrou na xilogravura de Carlos Henrique (Xilógrafo–Crato/CE) um caminho para o seu próprio projeto artístico no campo da gravura em madeira. Seus trabalhos já participaram de exposições coletivas em 2006, 2007 e 2008. Recentemente, dez peças suas foram reunidas numa exposição chamada "Cenas de Um Cariri" no coletivo Malungo, na cidade do Crato. A gravura de Maércio Lopes é marcada pela valorização dos detalhes, do jogo dos meios-tons, da expressividade, tudo isso para criar quadros que ressaltam a grandiosidade das coisas e personagens da cultura sertaneja e caririense.



SERVIÇO:

Exposição "Impressão de Mundos" de Maércio Lopes
De 25 de junho a 31 de julho
Das 8h às 20h - Galeria do SESC Crato
Entrada Franca.
Vernissage: dia 25 de junho às 19h.