19 fevereiro 2008

ITALIANO FAZ BLOG EM HOMENAGEM AOS 60 ANOS DE JOÃO PERNAMBUCO

Abra seu navegador da internet e se direcione para o www.joaopernambuco.com e se emocione com dois eventos ao mesmo tempo: um professor italiano que aprendeu português por conta própria fez um blog dedicado a João Pernambuco.

Angelo Zaniol, nasceu em Veneza em 1937, ensinou Língua e Literatura Francesa e depois se especializou em Organologia e História da Banda Desenhada na Universidade de sua cidade. Na juventude fez por muitos anos estudos particulares de harmonia, contraponto, composição, piano e violão clássico com os melhores mestres de Veneza, o que hoje lhe permite compor e arranjar qualquer tipo de música com segura competência. Nos anos 1976-1991 dedicou-se também, com êxitos notáveis, à (re)construção de cópias fiéis de numerosos instrumentos históricos, quer de sopro quer de cordas. Entrou em contato com a música brasileira em 1947 assistindo aos filme de Walt Disney e Carmen Miranda, quando ouviu Apanhei-te Cavaquinho de Ernesto Nazareth. Na década de 50 tomou conhecimento de Waldir Azevedo através de dois long plays.

Por volta de 1957 assistindo a um concerto de guitarra clássica, ouviu pela primeira uma música de João Pernambuco e tratava-se de Sons de Carrilhões. O compositor brasileiro sempre fez parte do repertório dos grandes violonistas europeus. Na verdade o Brasil e seus músicos necessita aprofundar-se nos conhecimentos do chorinho, pois lá é que se encontra a expressão mais substantiva de uma matriz nacional. Assim como os americanos se abeberaram nos grandes compositores europeus dos séculos XVIII e XIX, os brasileiros que se expressaram melhor, internacionalmente, através de Villa Lobos, devem saber que o mesmo aconteceu aqui. João Pernambuco foi um gênio de sua época em que muitos gênios fundaram uma expressão musical nova e universal.

Para que todos saibamos: a genialidade de um expressão não é matéria de apenas um gênio, é um leito volumoso de artistas criando e recriando seus próprios temas. Por isso, artistas do Cariri, nunca achem pouco o que fazem, não se envergonhem da falta de estilo de salão, e nem achem que o folclore é uma mesmice congelada no tempo.

GEORGE GARDNER : A LONGA ARTE DE UMA VIDA BREVE ( Final)

A Morte Prematura

Foi na casa de repouso Neuria Ellia, residência de Lord Torrington, em Kandy, a então capital do país, que seu falecimento aconteceu. Ele chegou ali no dia 10 de março de 1849, por volta das 3 horas da tarde e, depois do almoço com Lord e Lady Torrington, retirou-se aos seus aposentos para descansar, enquanto o seu anfitrião e o Dr. Fleming foram cavalgar. No dia seguinte, o grupo devia ir a uma excursão as planícies Horton. Lord Torrington e o médico não haviam ido muito longe, quando foram chamados às pressas. Gardner havia sido tomado por um severo ataque de apoplexia. Tudo o que a ciência médica sugeria nesses casos foi feito mas sem efeito. Ele morreu às 23 horas, cercado por um círculo de amigos profundamente pesarosos.

Foto 20 – Monumento em homenagem a Gardner, no Herbário de Peradeniya em Kandy, no Sri Lanka.

Estava no apogeu de sua vida, com apenas 37 anos e, como disse Lady Torrington durante o almoço, nunca tinha estado com tão boa saúde e disposição. Ele foi conhecido a vida toda por sua abstinência intransigente à bebida. Mesmo durante os três anos de viagens constantes, de irregularidades e fadiga, explorando o interior do Brasil, não bebia nada mais forte do que chá, de que ele havia assegurado um bom suprimento antes de sair de Pernambuco.
Lord Torrington, ao comunicar este aflito acontecimento a Sir William Hooker, assim calorosamente elogiou o caráter do falecido:
“ Posso honestamente dizer que a colônia e o público em geral, experimentaram uma perda severa neste homem excelente e talentoso – que era amado por todos – nunca vi uma pessoa tão amiga, tão benevolente e sempre pronto para compartilhar informações com todos aqueles que pedissem.”
Assim a ciência da botânica viu-se privada de um estudante entusiasta, um expositor hábil, no auge de sua vida e do vigor do intelecto. Acreditam aqueles que melhor o conheceram, que seu final foi precipitado pelo trabalho mental excessivo. Entre seus manuscritos, existe um já terminado, que ele estava prestes a enviar para ser impresso, apontado como um trabalho elementar de botânica da Índia e, como declarou Sir W. Hooker ao noticiar sua morte no “Jornal de Botânica”, que ele havia feito vastas coleções sobre uma completa “Flora Zeylanica”. Como fato de interesse geral, não é desnecessário informar que Gardner conseguiu uma patente para preparação da folha do café, conseguindo assim uma bebida, por infusão, “formando um artigo de dieta nutritivo, refrescante e agradável.”

O Testamento

De acordo com o testamento de Gardner, seus livros e o herbário foram oferecidos ao governo do Ceilão para formar parte do estabelecimento em Peradynia; e se não fossem aceitos, deveriam ser enviados a Sir W. Hooker, seu administrador na Inglaterra. O governo, ao declinar da oferta, colocou automaticamente à disposição de Sir William.

O Palíndromo

Como no palíndromo latino, Gardner conseguiu colocar o Cariri cuidadosamente na sua órbita. Hoje é impossível lançar uma visão clara sobre nossa região, sem utilizar um pouco da luz e da clarividência do nosso mais importante naturalista. É através do olho de mágico de Gardner que conseguimos entender as nuances caririenses, 170 anos depois.

Agradecimentos:

Prof Jairo Starkey - Pela tradução do inglês do texto básico biográfico
Prof Glauco Vieira(URCA) - Pela revisão e idéias
Prof Armando Rafael (URCA) - Pela pesquisa subjacente e incentivo
Mister Craig Brough do Information Services Librarian Library, Art & Archives
Royal Botanic Gardens, em Kew, Richmond, pela pesquisa iconográfica sobre Gardner


J. Flávio Vieira


Bibliografia :

Pinheiro, Irineu. Efemérides do Cariri. Fortaleza, Imprensa Universitária, 1963.

Gardner, George. Viagem ao Interior do Brasil. São Paulo, Livraria Itatiaia Editora Ltda. , 1975
Carvalho, Alfredo de, Um Botânico Inglez no Ceará de 1838 a 1839. Revista do Instituto do Ceará - ANNO XXVI , 1912
Brígido, João. Ceará ( Homens e Fatos). Fortaleza, Edições Demócrito Rocha, 2001.


Sites :
http://www.electricscotland.com/history/other/gardner_george.htm
http://www.institutodoceara.org.br/Rev-apresentacao/RevIndiceJoseHonorio/JH-G.html
http://www.srilankaleisureguide.com/botanical_gardens.html
http://www.chadwickorchids.com/Cattleya/laelialobata.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/George_Gardner
http://www.institutodoceara.org.br/Rev-apresentacao/RevPorAno/1912/1912-UmBotanicoIngleznoCeara.pdf
http://www.agridept.gov.lk/NBG/RBG.htm
http://www.agridept.gov.lk/NBG/herba.HTM
http://www.electricscotland.com/history/other/gardner_george.htm
http://books.google.com/books?id=3rQEAAAAIAAJ&pg=PA711&lpg=PA711&dq=Neuria+Ellia++Lord+Torrington&source=web&ots=0Ys1jvlw79&sig=ylP9IerkRQuwgJbHvfIR8H5l_G4
http://educacao.uol.com.br/atualidades/ult1685u297.jhtm
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702000000300007&lng=in&nrm=iso&tlng=in
www.flickr.com/photos/studentnetwork/383039729/
http://www.gutenberg.org/files/21324/21324-h/21324-h.htm
http://www.institutodoceara.org.br/Rev-apresentacao/RevPorAnoHTML/1912indice.html
http://www.philadelphia-reflections.com/topic/13.htm
www.hunterian.gla.ac.uk/.../index.shtml
http://apps.kew.org/herbcat/gotoCollectorsPage.do

Prefeitura retira placas que apontavam para administração anterior !

O prefeito Samuel Araripe aparentemente resolveu atender às críticas e aos apelos de muitas pessoas na cidade que reclamaram da colocação das placas na parte do canal que caiu com as últimas chuvas, que mostravam que a obra havia sido mal-construída na gestão anterior, e por isso havia caído. Segundo Samuel "...as pessoas não entenderam que a prefeitura não pretende empurrar com a barriga o problema para nenhuma administração. O nosso dever é fazer o que tem que ser feito. Apenas, alertamos para o fato de que a referida obra, pra quem não sabe, ou não sabia, não foi realizada na nossa gestão. Muito pelo contrário, sempre criticamos aquela obra por achar que ali se cometeu o maior crime ambiental do Crato. Mas estamos cientes do nosso compromisso, e em nenhum momento deixamos de reafirmar que estamos fazendo todo o necessário para recuperar os estragos das últimas chuvas na nossa cidade."

As últimas fotos do local, onde os trabalhos continuam:



.

GEORGE GARDNER : A LONGA ARTE DE UMA VIDA BREVE ( Parte IV)

Rumo ao Ceilão

Ao chegar ao Ceilão ( hoje Sri Lanka), sua primeira providência foi toda dedicada ao Herbário de Peradeniya , onde foi Diretor no período de 1844-1849.

Foto 14 – Localização do Ceilão ( Sri Lanka)


Foto 15 – Colombo, no Ceilão, na época da chegada de Gardner

Ele o consertou, reaparelhou-o e fez grandes melhorias. Então ele começou a fazer excursões na ilha, enriquecendo assim o jardim com os frutos de suas jornadas. Ele os enviava também para os jardins botânicos da Inglaterra, especialmente o de Kew, obtendo em troca produtos de outros lugares - América do Sul, Índias Ocidentais, etc. – para o jardim do Ceilão. Durante suas caminhadas ele descobriu a “upas” (Antiaris toxicaria (Upas ou Ipoh), que anteriormente não se sabia existirem no Ceilão. Um escritor em um dos jornais do Ceilão, cujo artigo foi copiado para o “Chamber’s Journal” diz:
- “Quando retornamos a Komegalle, tivemos a sorte e o prazer de ter em nossa companhia o Dr. Gardner, o eminente botânico, em cuja companhia a mais insignificante planta ou flor passa a ganhar um interesse de nossa parte em relação a ela, pois ele sempre tem algo instrutivo sobre a mesma para nos transmitir. Na nossa jornada de volta a Kandy, ele descobriu a “upas”, que crescia a poucas milhas de Komegalle. Ela não era conhecida antes de crescer no Ceilão.”(


Foto 16 – Kandy no Ceilão , antiga capital, onde Gardner viveu.

O Livro
A posição e eminência de Gardner como botânico o levaram a uma extensiva correspondência sobre suas funções oficiais , ajustando-as de tal maneira que fosse possível, logo depois de sua chegada no Ceilão, terminar a organização dos seus escritos sobre o Brasil, que foram publicados em Londres pela Reeves Brothers em 1846. O trabalho, de 562 páginas e 8 volumes, é intitulado “Viagens ao interior do Brasil, principalmente pelas Províncias do Norte e Distritos do Ouro, durante os anos de 1836-41.”


Foto 17 – Fac- Símile da aprimeira edição do “Travels...”

Foi muito favoravelmente recebido, sendo muito popular em seu estilo, interessando aos leitores em geral, não desapontando assim, as expectativas deste homem de ciência. Republicado em inglês em , 1849 e em 1973.
Lord Torrington, governador do Ceilão, provou ser um amigo gentil e patrono de Gardner, dando-lhe grandes condições de divulgar seus trabalhos botânicos; assim também o fez Sir James Emerson Tennent, o secretário. Esses honrados nomes são constantemente mencionados com grande sentimento em suas cartas.
No Brasil a parte relativa ao Ceará, de seu livro “Travels in the interior of Brazil (1846)”, foi publicada na Revista do Instituto de Ceará (1912), graças a uma tradução de Alfredo de Carvalho. A primeira tradução completa só viria apenas em 1942, traduzido por Albertino Pinheiro, com o título “Viagem ao Interior do Brasil”. (São Paulo: Cia. Ed. Nacional, 1942. 468 p.)


Foto 18 – Capa da primeira edição brasileira (1942)

e reeditada em 1975, pela Editora da Universidade de São Paulo, numa tradução de Mílton Amado(Foto 19).



Foto 19 – Capa da segunda Edição ( 1975)

J. Flávio Vieira

POLÍTICA - Candidatos, não fujam dos debates nem das ENTREVISTAS !!

Blog do Crato - Um Site Imparcial e de todos os Cratenses !

Em resposta a um elogio hoje sobre a publicação da matéria sobre o André Barreto:

O Blog do Crato, como eu já falei inúmeras vezes, é um site imparcial. Aqui divulgamos a notícia de quem chega junto, e responde às nossas reivindicações de entrevistas. Aparece mais quem está acessível. Se publicamos notícias de Samuel Araripe e do André barreto é porque esses são acessíveis, não fogem. Samuel aliás, está para entregar ao Blog do Crato uma lista com as mais de 140 realizações do seu governo. Aqui todos devem ter espaço. E sinceramente, amigos, não é por falta de convite que não há aqui nenhuma entrevista com o ex-prefeito Walter Peixoto e com o Sineval Roque. Já lancei diversos convites via Blog do Crato para alguém ligado a eles, e nunca fui contactado. Esse aqui é mais um convite !!!

Meus amigos, meu e-mail está aí, meu telefone está à disposição. O povo do Crato quer lhes ouvir !! Apareçam !

Mas por outro lado, lembro-me bem durante a última campanha para prefeito que o Sr. Walter Peixoto era desafiado a ir a debates, sendo que outros candidatos até pediam para o próprio Waltim marcar dia e hora, nem que fosse na casa dele, no horário em que ele quisesse, ao que ele sempre se recusou a debater. Creio que ele não responderá ao nosso apelo por uma entrevista.

Sr. Waltim, e Sr. Roque, queremos lhes fazer uma entrevista também! De modo imparcial, sem edições, sem cortes, sem perguntas reguladas. Tudo transparente ! Revelem ao povo do Crato os seus planos para a cidade! O povo quer saber das suas intenções, do seu programa de governo!

NÃO TENHAM MEDO DE NÓS.
Aqui não tem nenhum bicho-papão!

Com o André Barreto e Samuel Araripe até agora, temos entrevistas mais do que confirmadas a serem feitas nos próximos dias. Sinceramente, não consigo entender como alguém que pretende ser prefeito do Crato pode fugir dos debates assim. Por isso reafirmo. O espaço está aí. Sou todo ouvidos. Aguardo o contato. As câmeras estão prontas, e o povo quer saber das propostas !

Atenciosamente,
Abraços cordiais,

Dihelson Mendonça - repórter.
.

Carro desgovernado "voa" para dentro do canal Rio Grangeiro !

Clique para ampliar: vale a pena !!




O Rio grangeiro parece que quer dominar as notícias da semana no Blog do Crato. Desse jeito, iremos armar uma tenda por lá...

Estava eu quase dormindo hoje, ( 8:30 da manhã ), quando o farejador de notícias Wilson Bernardo me telefonou para fotografar uma cena inusita. Um Ford Eco-Sport que percorrendo a avenida do canal do Rio Grangeiro, desgovernou-se ao desviar-se de uma senhora que atravessava a mesma. O veículo chocou-se com uma placa e literalmente "voou" para dentro do canal sem quebrar as muretas de segurança. Não houve vítimas. O condutor saiu apenas com leves ferimentos, segundo informações dos presentes no local.

Reivindicação ao DEMUTRAN:

Aqui temos que fazer uma crítica e uma reivindicação ao Demutran, para que sinalize melhor aquele trecho, colocando um detector de velocidade, quebra-molas, mais sinalização, pois já é o segundo carro que cai no mesmo local, além de 2 motos que também foram acidentadas em outra época. O local é perigoso, e os moradores reclamam que sábado à tarde, aquele trecho é uma verdadeira "loucura" de carros e motos trafegando em alta velocidade.

Fica aqui registrado, portanto, a reivindicação dos moradores das circunvizinhanças.

P.S - Ainda bem que não foi num dia de chuva, hein ?

Fotos: Dihelson Mendonça
.