12 dezembro 2008

CARIRI - Começa chuva da pré-estação

Cariri

Clique para Ampliar

No centro do Crato a Rua Cel. Antônio Luís ficou alagada por cerca de uma hora, durante as chuvas. Outros municípios do Cariri também tiveram precipitação (Foto: ANTÔNIO VICELMO)

Após onda de forte calor, municípios do Cariri começam a registrar as primeiras chuvas, típicas da pré-estação

Crato. O Cariri amanheceu ontem debaixo de chuva. No Crato, de acordo com informação do escritório da Empresa de Assistência Técnica a Extensão Rural (Ematerce), foram registrados 82 milímetros, o suficiente para alagar as partes baixa da cidade, mas sem causar nenhum dano. A enxurrada arrastou o lixo acumulado no canal do Rio Granjeiro, que passa por dentro da cidade. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), as precipitações vão continuar por mais dois dias.

Há registro de chuvas na maioria das cidades do Cariri. “As precipitações, no entanto, não caracterizam o início do inverno”, adverte o chefe do escritório regional da Ematerce, Adonias Sobreira, explicando que são chuvas da pré-estação resultantes da evapotranspiração — conforme explica, é quando há perda de água do solo por evaporação e a perda de água da planta pelo processo da transpiração.

Outra hipótese levantada pelo agrônomo da Ematerce é de chuva orográfica, ou chuva de relevo, que ocorre quando uma massa de ar carregada de umidade sobe ao encontrar uma elevação do relevo, como uma montanha, provocando chuva. Tradicionalmente, o período invernoso no Cariri só começa em janeiro, mas são comuns estas precipitações no mês de dezembro.

Frentes frias
As explicações da Ematerce são confirmadas, em parte, pela meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Vilurdes Lopes. Ela esclarece que estas chuvas não têm nenhuma influência sobre o próximo período invernoso. A situação do tempo se dá devido a um cavado (baixa pressão alongada e aberta). Vilurdes acrescenta que as chuvas podem ser geradas por frentes frias procedentes, principalmente, do Recôncavo Baiano.

O período de chuvas no Nordeste, segundo a meteorologista, é controlado pela Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), um dos mais importantes sistemas meteorológicos que atua nos trópicos. “É uma zona de convergência em baixos níveis (próximo à superfície), na região de fronteira entre os hemisférios Norte e Sul”, explica a meteorologista. Vilurdes Lopes acrescenta que o prognóstico oficial sobre o inverno só será divulgado no dia 20 de janeiro, após a realização da reunião dos técnicos da Funceme nos dois dias anteriores.

A meteorologista da Funceme esclarece que essas precipitações são típicas da pré-estação chuvosa do Estado. A advertência é feita para que os agricultores não se antecipem e comecem o plantio.

Este ano, de acordo com a meteorologista, as condições de temperatura do Oceano Pacífico indicaram evento neutro, sem a presença dos fenômenos El Niño ou La Niña.

Sementes
Mesmo diante da indefinição do inverno, Adonias Sobreira sugeriu ao secretário de Desenvolvimento Agrário, Camilo Santana, que as sementes, já estocadas nos armazéns da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), fossem distribuídas a partir do dia 19. No entanto, a Secretaria Estadual ainda não marcou a data de distribuição.

Para os 29 municípios do Cariri foram destinadas 900 toneladas de sementes de mamona girassol, amendoim, milho, feijão e arroz, que atenderão a 46 mil trabalhadores cadastrados, ou seja, cerca de 60% dos pequenos produtores. “A Secretaria do Desenvolvimento Agrário está fazendo um novo levantamento para ampliar o programa”, diz Sobreira.

O gerente regional da Ematerce destaca alguns critérios para os agricultores receberem as sementes do Hora de Plantar, tais como residir na zona rural, distrito ou periferia; ser posseiro, arrendatário ou meeiro em área menor que quatro módulos fiscais do município; e ter renda anual 80% proveniente do campo. Todas essas condições estão inseridas no perfil do Pronaf B.

O trabalho de distribuição das sementes está sendo feito por meio de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Estado, Ematerce, Sindicatos de Trabalhadores Rurais, Federação dos Trabalhadores Rurais do Estado do Ceará (Fetraece) e também pela Associação dos Plantadores de Sementes e Mudas do Estado do Ceará (Aprosemce).

ANTÔNIO VICELMO
Repórter

CHUVAS NO CEARÁ/mm
Crato 82
Barbalha 68
Juazeiro do Norte 44,4
Missão Velha 41
Ipaumirim 40
Umari 34
Lavras da Mangabeira 31
Caririaçu 26
Aurora 20
Brejo Santo 19
Baixio 15,2
Granjeiro 10
Cedro 2,0

Mais informações:
Escritório da Ematerce no Crato, Rua Maildes Siqueira, (88) 3102.1293
Funceme
Fortaleza (CE), (85) 3101.1117

Reportagem: Antonio Vicelmo
Fonte: Jornal Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.