24 outubro 2008

Fiéis do Padre Cícero antecipam romaria

Juazeiro do Norte. A Romaria de Finados, a ser iniciada oficialmente no próximo dia 29, com celebração às 19 horas, na Basílica de Nossa Senhora das Dores, passa a ser um atrativo mesmo antes de começar. Romeiros de diversas partes do País já circulam na cidade. Ruas nas proximidades da Basílica, Capela do Socorro e Santuário dos Franciscanos, locais de maior aglomeração durante este período já estão tomadas por vendedores informais. No comércio da cidade já se percebe uma boa movimentação. A previsão é que mais de 600 mil pessoas visitem a cidade no período comemorativo.

A organização das romarias, no sentido de prestar maior assistência à multidão que chega ao município, principalmente entre os dias 29 e 2 de novembro, está sendo planejada de forma conjunta entre representantes da Igreja, entidades de classe e poder público. Este ano, conforme o secretário de Turismo e Romaria de Juazeiro, Felipe Figueiredo, a pretensão é proporcionar maior segurança, principalmente nos bairros, já que a Romaria de Finados — também chamada de Romaria da Esperança — toma um sentido mais amplo. As pousadas no Centro da cidade ficam com lotação esgotada a partir da quarta-feira da próxima semana.

Os romeiros antecipam as reservas, mas em alguns locais a hospedagem fica na ordem de chegada, como é o caso da pousada de Maria José de Sousa. Ela afirma que o último fim de semana surpreendeu o número de romeiros, mas todos os dias tem recebido clientes. Este é o primeiro ano que administra o empreendimento. Na próxima semana, a proprietária admite não ter medo de ver o local com toda a lotação esgotada. São 120 pessoas no que os romeiros chamam de rancho.

O vendedor informal Renato de Araújo Teixeira, desde o mês de setembro, período em que ocorreu a Romaria da Mãe das Dores, padroeira de Juazeiro, está instalado com sua barraca ao lado da Basílica. Os fins de semana tem sido melhores para venda, mas a participação dos romeiros tem sido boa. “Tenho conseguido vender todos os dias e os romeiros não param de chegar. Sempre tem gente na cidade fazendo romaria”, afirma o ambulante.

A questão da segurança, por conta de assaltos já registrados até dentro das igrejas, tem sido uma das grandes preocupações. Durante a reunião da Operação Romeiro, uma das questões mais debatidas esteve relacionada à segurança. Estiveram presentes representes das Polícias. Será reforçado o policiamento, de acordo com Felipe Figueiredo, principalmente nos locais onde a romaria estará centralizada. No bairro Franciscanos há uma grande movimentação de fiéis. Será um dos locais que terá maior número de policiais. No Socorro e no Horto também.

A administração da Brasília pediu, por meio de ofício à Secretaria de Segurança Pública do Estado, que analise a possibilidade de enviar um contingente de Policiais Civis entre eles um delegado, para reforçar o evento religioso. O padre Paulo Lemos informa, na solicitação, a deficiência por parte da Policia Judiciária, levando sérios prejuízos à investigação e resolução de ocorrências, tendo como vítimas os romeiros. Ele pede uma unidade móvel plantonista para servir os visitantes durante o período.

O atendimento na área da saúde também receberá um reforço com a inclusão de postos de saúde e mais profissionais voltados para o atendimento. Serão instaladas unidades nos três locais mais movimentados, durante o dia inteiro até às 22 horas. Nesta fase do ano, de maior temperatura, é comum os hospitais receberem maior número de pessoas, pela falta de adaptação ao clima quente da cidade caririense.

Show do Chapéu

No bairro Franciscanos, uma programação especial e toda uma organização para receber os romeiros está sendo feita. Missas diárias serão celebradas. A tradição é que cada pessoa que chegue em seus carros façam voltas em torno da estátua de São Francisco. Tem também o Passeio das Almas, uma grande passarela em torno do Santuário, acima dos arcos e colunas da grande edificação. Na Capela do Socorro, onde estão sepultados os restos mortais do Padre Cícero, este ano será comemorado o centenário. A programação inclui missas durante todo o período.

O momento de festejo dos romeiros acontece principalmente à noite, com o Show do Chapéu, em frente à Igreja Matriz, onde ocorrem shows musicais. No Dia do Romeiro, 1º de novembro, será realizado um show com a cantora Joana, na Praça do Romeiro, em frente à Basílica. O evento terá o apoio do Governo do Estado, Coelce e TV Diário.

Origem da devoção
Santuário Franciscano é referência

Juazeiro do Norte. Historicamente não se tem notícia oficial de como começou a primeira Romaria de Finados. O grande número de fiéis normalmente vinha a Juazeiro do Norte durante as missões de Frei Damião, que coincidentemente aconteciam nesta época do ano. E é no Santuário dos Franciscanos onde a Romaria de Finados passou a ser um referencial durante este período comemorativo.

Se na Romaria de Nossa Senhora das Dores é comum a visitação de romeiros de Alagoas, nessa de novembro a presença maior é de fiéis do Estado do Pernambuco. Também há uma característica maior no transporte, tradicionalmente feito pelos caminhões paus-de-arara, um meio de locomoção que parece não ter outra alternativa para muitos sertanejos.

Flores, chapéus, imagens e ex-votos são depositados sobre a lápide, no túmulo do Padre Cícero, durante a programação de missas, novenas e demais celebrações. Alguns aproveitam para fazer suas ofertas à Igreja, enquanto assistentes vão reunindo o material depositado para não haver acúmulo. Esse cuidado durante esses dias torna-se ainda maior.

Não há uma programação específica durante este período. A grande preocupação das autoridades, Igreja Católica e Prefeitura Municipal de Juazeiro é oferecer um acolhida aos visitantes, no sentido de proporcionar segurança, nos momentos de fé e oração. O motivo especial da maioria é vir acender velas no túmulo de Padre Cícero e em favor das almas dos entes queridos.

A questão da infra-estrutura ainda é o grande problema na parte de organização das romarias em Juazeiro. O secretário de Turismo e Romaria de Juazeiro, Felipe Figueiredo, ressalta a necessidade de conclusão de obras como o Centro de Apoio aos Romeiros, para melhor acomodar os vendedores informais, que comercializam uma variedade de artigos, desde imagens de santos, a terços, fotos, chaveiros.

Novidade

Neste ano, a grande novidade é a venda da estátua de Padre Cícero em resina, que possui um chip com a música do Bendito das Candeias. A pequena imagem “canta” as palavras “Valei-me meu Padrinho Cícero e a Mãe de Deus das candeias”. A idéia de produzir estátuas musicadas, com um dos mais conhecidos benditos cantados pelos romeiros de todo o Nordeste, tem seus primeiros lotes comercializados já nesta Romaria de Finados.

Trata-se de uma invenção chinesa, do empresário Jony Wang. O comerciante de imagens, Raimundo Mailson de Sousa, também administrador do Cemitério do Socorro, é um dos pioneiros na venda da novidade religiosa.

Há cerca de cinco meses, Jony Wang esteve em Juazeiro para tentar negociar com a Igreja Católica o selo do símbolo da Basílica para ser usado nas imagens em resina. O padre Paulo Lemos recepcionou o chinês, mas afirmou que mesmo o estrangeiro oferecendo um percentual em troca, a idéia não pode ser aceita.

Enquete
O Sr.(a) é devoto (a) há muitos anos?

Euclides Edson Borba
54 ANOS
Caminhoneiro
'Há 25 anos venho a Juazeiro neste período do ano, pagando uma promessa e trazendo as pessoas da minha terra.'

Francisca Maria Barbosa
26 ANOS
Estudante
'Tenho muita crença no Padre Cícero. Por lá onde moro as pessoas têm ele como um santo. Quero vir mais vezes.'

Marcelo Batista Eulálio
30 ANOS
Administrador
'Desde pequeno tinha vontade de vir à romaria. Agora tive a oportunidade de vir do Piauí pagar uma promessa.'

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter

Mais informações:
Secretaria da Igreja Matriz
(88) 3511.2202
Secretaria de Turismo e Romaria/ Memorial Padre Cícero
(88) 3511. 4040

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.