25 setembro 2008

Na Lanchonete do BANTIM - Anos 70

Já que todo mundo aqui tá falando em "causos" e coisas do Crato do passado, eu me lembrei de uma história que é bem contada pelo próprio Bola Bantim.

Na década de 70, existia em Crato uma lanchonete muito conhecida, e ponto de encontro da sociedade Cratense. Era o "Bantim Lanches" . Quantos pudins deliciosos todos nós comemos ali, quanto sorvete então...

Pois bem, lá na lanchonete, certa vez uma cliente fez um pedido e este ao chegar, pelas mãos do funcionário, notou ela esmiuçando o prato, que existia uma coisa que "se parecia" com a perna de uma barata. Indignada, a senhora mandou chamar imediatamente o proprietário, "Seu" Bantim:

"Olha, Sr. Bantim, o que eu encontrei aqui no meu prato: uma perna de uma barata!"

Naquele tempo, era a época áurea do Sílvio Santos na TV e só se falava em promoções, em Baú da Felicidade...

A mulher ainda pergunta: "E aí, seu bantim, o que o Sr me diz disso, como é que isso vai ficar ?"

Ao que o Bantim responde:

"Olha, minha Senhora, não se preocupe! A senhora encontrou apenas a perna de uma barata. Quando encontrar o resto e formar a barata completa, ganha um FUSCA!"

ahahahahahahahahaahahahahhaahahaahahahahahhahah

A história é contada em detalhes no belo livro do Bola Bantim. Contei apenas "de memória"...
Abraços,

Dihelson Mendonça

Um comentário:

  1. Dihelson.

    Já contei outro dia a historia do convite que fiz a uma amiga para assistirmos o filme do Cassino. Depois de escurrupichar os bolsos notei que a grana pagava somente as duas entradas, não sobrava nem o da goma de mascar. Surpresa mesmo foi quando a vi de longe acompanhada de outra amiga. Aí não teve jeito me danei a botar defeito no filme e como bom Varzeaalegrense que sou convenci que ( Dr. Jivago) era um filmizinho ruim. Já pensou! Fomos na Lanchonete Batim e tomamos sorvete de mangaba o mais saboroso do mundo. Como o movimento era grande, um gaiato, depois de merendar, ficou enrrolando e esperando um descuido para sair sem pagar a conta. Bantim era muito vivo, estava de olho nele. No primeiro discuido o cabra saiu de fininho, quando estava na praça Siqueira Campos Bantim se aproximou e falou. Ei rapaz voce esqueceu o troco! O rapaz morto de vergonha tratou de pagar a conta.

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.