07 agosto 2008

Como era o Rio Grangeiro na década de 30

Rio Granjeiro: transformação das belezas naturais em ambiente poluído. É uma pena...



Um rio da Amazônia ou do Pantanal?
Não. Esta foto mostra o Rio Grangeiro, cortando a cidade de Crato, na década 30 do século passado. O local da foto é mais ou menos onde hoje fica a confluência da Rua Santos Dumont com Rua Almirante Alexandrino, nas proximidades do Posto Antônio Almino de Lima.
A destruição feita pelos homens transformou a bela paisagem acima num esgoto fétido a céu aberto (o atual canal do Grangeiro). Até onde vai a insanidade humana...

Abaixo uma poesia de José Alves de Figueiredo sobre o Rio Grangeiro, quando existia o Rio Grangeiro...

Rio Grangeiro
Este Rio que passa aqui gemendo
E vem da serra envolto a mil cipós,
Anda a gemer desde que me entendo,
Desde que se entenderam os meus avós.

É um rio de amor que vem trazendo
O cristal que regala a todos nós,
Seu gemido, é segredo que eu desvendo,
Pois nele fala o Crato em terna voz.

Cantem outros o encanto de outros rios,
Como fez com o Tejo vate luso,
Que eu cantarei em doces murmurios.

Do Grangeiro esta voz que eu sempre acuso
Como um lamento, um canto de amavios,
Uma harmonia de deuses que eu traduzo!

J. Alves de Figueiredo
(publicado no jornal 'Folha da Semana' 17.10.1953)

Matéria enviada por: Amilton Silva

Nota:

É difícil acreditar que essa foto tenha sido tirada perto de onde seria o encontro da Almirante Alexandrino com a Santos Dumont...em todo caso...


2 comentários:

  1. Dihelson,
    É verdade! esta foto consta do acervo fotográfico de Luciana Abaht e foi cedida ao nosso arquiteto maior Valdemar Arraes de Farias Filho quando ele estava pesquisando fotografias antigas para inserir no livro "A arquitetura urbana de Crato". Além desta, existe outra foto tirada de outro ângulo. Tudo documentado...

    ResponderExcluir
  2. Muit obrigado pela informação preciosa, Armando. Vindo de você e do arquiteto Waldemar, não há mais o que duvidar.

    Incrível como o mundo se transforma. Aonde deverá ser o Hotel Tabajara, porventura seria naquela árvore ?

    Um grande abraço,

    Dihelson Mendonça

    ResponderExcluir

Visite a página oficial do Blog do Crato - www.blogdocrato.com - Há 10 Anos, o Crato na Internet.